Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

Lançado em 2011, o Nissan Versa chegou importado do México, mas alguns anos depois, passou a ser produzido no Brasil a partir do Versa 2015, que ampliou os horizontes do sedã compacto.


Fabricado em Resende-RJ, o Nissan Versa iniciou sua jornada nacional com novidades, como adição de motor 1.0 litro, visual retocado e aumento na oferta de versões e equipamentos.

Com capacidade para 200.000 carros por ano, a fábrica de Resende adotou a produção do Nissan March à época, assim como posteriormente do Nissan Kicks. Tendo uma linha de montagem altamente robotizada, a fábrica é bem moderna.

A construção do Nissan Versa no Brasil ajudou a iniciar o processo produtivo da nova planta, num enorme complexo industrial que hoje está subutilizado com saída do March e a produção do V-Drive, nome novo do Versa antigo.

Essencialmente Resende produz volume relativo ao Kicks, mas o crossover da Nissan já não está com o mesmo desempenho de antes. De volta ao Versa 2015, o sedã chegou num bom momento para a marca, devido às Olimpíadas.

O sedã compacto ganhou visual atualizado, que não foi totalmente bem recebido. Aumentando o tamanho do carro, trazia faróis enormes e desproporcionais, assim como lanternas esticadas. Grade e para-choque melhoraram a frente.

Apesar do exagero nas lentes dos faróis, o conjunto frontal ficou mais fluído. Nas rodas de liga leve, versão Unique, cluster modificado, materiais de melhor qualidade, multimídia com aplicativos, entre outros.

Mantendo o painel de antes, o Versa manteve o bom espaço interno e o porta-malas, com tamanho adequado. O compacto da Nissan era oferecido nas versões de acesso, S, SV, SL e Unique.

As primeiras usavam o motor HR10 de três cilindros e 1.0 litro, entregando 77 cavalos e 10 kgfm. As demais eram equipadas com o já conhecido HR16DE, que tem 1.6 litros e 111 cavalos, oferecendo 15,1 kgfm.

Uma característica interessante dos motores HR da Nissan é potência e torque unificados com gasolina e etanol, não havendo distinção entre os combustíveis. O câmbio era manual de cinco marchas e o modelo esperaria um ano pelo CVT.

Ainda assim, a oferta do Versa 2015 era boa, embora incompleta. Ar condicionado, direção elétrica, vidros e travas elétricos, retrovisores elétricos, airbag duplo, freios ABS, acabamento em couro, entre outros, eram oferecidos.

Lançado em 2011, como geração N17, o Nissan Versa veio para substituir o Nissan Tiida, que se retirou na mesma época. O compacto compartilha a plataforma V da marca, a mesma do March.

Com carroceria própria, entre-eixos maior e comprimento muito mais longo que o hatch, o Versa tem linhas bem fluidas e se apresentou como uma solução interessante para tomar o lugar do Tiida, assim como o March fez com o Tiida hatch.

Em vez de motor 1.8, usou o 1.6 de 111 cavalos para atender a demanda, mas aqui nunca teve a caixa automática de quatro marchas, vista em mercados. Nos EUA, o Versa chegou a ser vendido ao mesmo tempo com ela e a CVT X-Tronic.

Por lá também, o Nissan Versa foi o carro mais barato do mercado americano, custando em torno de US$ 11 mil. Por aqui, a popularidade do compacto só aumentou com sua produção nacional e adição do motor 1.0 litro.

Com isso, o modelo deixou de ser um produto pouco atraente e entrou de vez no jogo do mercado nacional. Após o Versa 2015, surgiu o modelo 2017 com transmissão automática do tipo CVT X-Tronic que ampliou o conforto.

O Versa recebeu alguns melhoramentos ao longo do tempo, como atualizações da multimídia e mudanças no acabamento, bem como composição das versões e eliminação da versão 1.0. Também recebeu atualização de segurança, como Isofix.

Por fim, a chegada do Novo Versa em 2020, fez com que o sedã da geração anterior tivesse o nome alterado para V-Drive, mantendo uma oferta ainda generosa com motores 1.0 e 1.6, tendo cinco versões, reposicionadas abaixo do sedã mexicano.

O Novo Versa é importado de Aguascalientes, assim como foi inicialmente com o modelo antigo. Ele chegou com motor HR16DE de 114 cavalos e 15,5 kgfm, sendo a mesma calibração usada no Kicks, bem como câmbio manual ou CVT.

Esta nova geração chegou com visual bem mais sofisticado que o nacional Versa 2015, chegando a ter faróis full LED, detector de pedestres com frenagem automática de emergência, alerta de ponto cego, entre outros.

Quanto ao Versa V-Drive, ele deve continuar em produção no Brasil nos próximos anos, mas sua saída deve ser acelerada com a ampliação da oferta do Novo Versa, com oportunidades de ser nacional se as vendas forem boas.

Versa 2015 – detalhes

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

O Versa 2015 tinha uma carroceria com linhas fluídas, capô curto, teto curvado e porta-malas pronunciado, tendo faróis grandes com parábolas simples, incorporando piscas e lanternas, mas com prolongamento sobre os para-lamas.

A grade V-Motion tinha acabamento cromado e grelha preta, além do logotipo da Nissan. Já o para-choque envolvente incorporava a parte superior da frente e tinha grade inferior com formato invertido, criando um visual de “X”.

Molduras laterais incorporavam faróis de neblina. O capô tinha pequenos vincos pouco pronunciados, assim como as laterais, onde as maçanetas eram na cor do carro ou cromadas, como na versão Unique.

Os retrovisores eram na cor do carro e podiam ter repetidores de direção. A versão Unique tinha protetores laterais com o nome alusivo. No caso do teto, havia ainda um sulco na parte central que se moldava à vigia traseira.

Havia ainda antena no teto e tampa do porta-malas com moldura na cor do carro ou cromada (Unique). As lanternas traseiras eram envolventes e seguiam as linhas laterais do carro.

No Versa 2015, o para-choque traseiro tinha uma moldura na parte inferior, enquanto as rodas podiam ser de aço ou liga leve com aro 15 polegadas e pneus 185/65 R15 ou aro 16 polegadas (Unique) com pneus 195/55 R16.

Por dentro, o ambiente era semelhante ao Nissan March, com elementos arredondados e sinuosos, que dominavam o visual. O conjunto tinha cluster analógico e velocímetro centralizado com conta-giros à esquerda e computador de bordo.

Esta era a instrumentação do Versa S, incluindo ainda nível de combustível e temperatura da água no display digital. Nas demais versões, o conjunto tinha iluminação branca e vinha com mostradores grandes para velocidade e rotação do motor.

Neste caso, havia um pequeno display superior para os dois medidores auxiliares e computador de bordo. O volante tinha ajuste em altura e podia ter revestimento em couro, bem como comandos de mídia e telefonia, bem como cruise control.

A direção tinha assistência elétrica e comando para o computador de bordo, assim como acabamento prateado, o mesmo que era aplicado nas laterais do console central. Este podia ser cinza ou preto brilhante, dependendo da versão.

Com difusores de ar quadrados, ele vinha com rádio 2din com CD player/MP3/USB/Bluetooth/auxiliar, bem como ar condicionado manual com três botões giratórios. Nas versões mais caras, havia mutimídia MultiApps com Nissan Connect.

Esse display tinha tela sensível de 5,8 polegadas, além de aplicativos pré-instalados, incluindo jogos e navegador GPS, podendo ainda ter câmera de ré e navegador de internet com conexão do aparelho móvel (4G).

Já o ar condicionado automático tinha comandos num círculo estilizado com display digital laranja ao centro. A alavanca de câmbio era alta e podia ter acabamento prateado. O painel tinha ainda porta-objetos inferior e porta-copos no túnel.

O porta-luvas era grande, enquanto as portas tinham maçanetas arredondadas com acabamento preto ou cromado, além de comandos dos vidros elétricos e dos retrovisores elétricos. As portas podiam ter revestimento em tecido ou couro.

Além disso, os bancos eram em tecido ou camurça (SL), tendo ainda acabamento em couro na Unique, que se estendia às portas. O banco do motorista tinha ajuste em altura, enquanto o traseiro era rebatível e com opção de bipartido.

Havia apoios de cabeça para todos, porém os cintos de 3 pontos eram apenas laterais, mas havia Isofix na versão mais completa. O sistema de som tinha quatro alto-falantes e o teto vinha com alças, luz de leitura e espelhos nos para-sois.

O retrovisor interno era dia e noite, não tendo opção de eletrocrômico. Também não havia sensor crepuscular e nem de chuva. No porta-malas, os 460 litros tinham iluminação e abertura interna, assim como o bocal do tanque.

O estepe ficava sob o assoalho e o compartimento tinha revestimento em carpete no piso. No habitáculo, o espaço no banco traseiro era generoso e havia porta-revistas, além de iluminação central e travas de segurança para crianças.

Versa 2015 – versões

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

  • Nissan Versa 1.0 MT
  • Nissan Versa S 1.0 MT
  • Nissan Versa SV 1.6 MT
  • Nissan Versa SL 1.6 MT
  • Nissan Versa Unique 1.6 MT

Equipamentos

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

Nissan Versa 1.0 MT – Motor 1.0 e transmissão manual de cinco marchas, ar condicionado, direção elétrica, coluna de direção ajustável em altura, vidros dianteiros elétricos, travamento central elétrico, retrovisores externos com controle elétrico, rodas de aço aro 15 polegadas com calotas, pneus 185/65 R15, retrovisores e maçanetas na cor do carro, freios com ABS e EDB, airbag duplo, cintos dianteiros com pré-tensionadores, alarme, preparação para som com quatro alto-falantes e antena, alarme, desembaçador do vidro traseiro, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro rebatível, apoios de cabeça para todos os ocupantes, espelhos nos para-sois, retrovisor interno dia e noite, conta-giros, computador de bordo, fonte 12V, bancos em tecido, entre outros.

Nissan Versa S 1.0 MT – Itens acima, mais rodas de liga leve aro 15 polegadas, sistema de áudio com CD/MP3/USB/auxiliar/Bluetooth e volante com comandos de mídia e telefonia.

Nissan Versa SV 1.6 MT – Itens acima, mais motor 1.6 litro, além de luzes de leitura, abertura interna do porta-malas e bocal do tanque, porta-malas iluminado e painel com cluster personalizado.

Nissan Versa SL 1.6 MT – Itens acima, mais bancos em camurça, cintos de 3 pontos para todos os ocupantes, portas com revestimento em tecido e banco traseiro bipartido.

Nissan Versa Unique 1.6 MT – Itens acima, mais multimídia com tela de 5,8 polegadas e sensível ao toque, navegador GPS, Google Android Auto, Apple Car Play, conexão com internet, bancos revestidos em couro, portas revestidas em couro, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 195/55 R16, faróis de neblina, volante e alavanca em couro, retrovisores com repetidores de direção e Isofix.

Preços

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

  • Nissan Versa 1.0 MT – R$ 41.990
  • Nissan Versa S 1.0 MT – R$ 44.990
  • Nissan Versa SV 1.6 MT – R$ 46.490
  • Nissan Versa SL 1.6 MT – R$ 49.490
  • Nissan Versa Unique 1.6 MT – R$ 54.990

Versa 2015 – motor

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

O Versa 2015 era equipado com dois motores da família HR da Nissan, cujo desenvolvimento foi feito em conjunto com a Renault. Lançada em 2002, ela tem duas séries 72 e 78, que tem referência ao diâmetro dos pistões.

Nesse caso, o 78 mm é o mais antigo, compreendendo volumes de 1.0, 1.2, 1.4, 1.5 e 1.6 litro, tendo blocos de alumínio de três (1.0 e 1.2) e quatro cilindros, sendo que destes, apenas o primeiro e o último foram fabricados no Brasil.

O antigo 1.2 TCe da Renault faz parte dessa série 78, sendo que a francesa usou ainda um 1.4 aspirado. O 1.5 foi usado pela Nissan na China e na Ásia.

Já a série 72 (72,2 mm) é composta pelos motores de três cilindros 0.9, 1.0 e 1.2 usados pela Renault e Dacia, mas o destaque mesmo é o HR13DDT, que é conhecido como H5Ht e M282, respectivamente Renault e Mercedes-Benz.

Este propulsor tem quatro cilindros e 1.332 cm3, sendo usado com turbo e injeção direta, entregando de 150 a 163 cavalos, dependendo da marca. Ele será oferecido pela Renault-Nissan no Brasil, mas já está presente a bordo dos Mercedes-Benz.

Já em relação ao HR10, ele faz parte da série 78 e tem 999 cm3, com bloco e cabeçote em alumínio, tendo quatro válvulas por cilindro e duplo comando de válvulas variável. Com injeção eletrônica multiponto e tecnologia flex, ele tem tanquinho.

Entrega 77 cavalos a 6.200 rpm e 10 kgfm a 4.000 rpm, tanto com gasolina quanto com etanol. Ainda é usado no V-Drive. Já o HR16DE também é da série 78, mas com 1.598 cm3 e oferecendo 111 cavalos a 5.600 rpm com 15,1 kgfm a 4.000 rpm.

Esses dois motores rendiam muito bem no Versa 2015 e apresentavam bom consumo, assim como desempenho regular. O câmbio era manual de cinco marchas com embreagem de acionamento hidráulico.

A transmissão CVT X-Tronic só chegou num ano/modelo posterior, mas se tornou a base da oferta do sedã, como ainda o é no Versa V-Drive.

Desempenho

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

O Versa 2015 tinha um bom desempenho apenas com motor 1.6, fazendo de 0 a 100 km/h em pouco mais de 10 segundos, além de chegar a quase 190 km/h.

No caso do 1.0, a coisa não era boa. Com 77 cavalos apenas, o sedã compacto precisava de longos 16 segundos para chegar a 100 km/h e mal passava de 160 km/h. Ou seja, não era tão esperto quantos os rivais do segmento.

  • Nissan Versa 1.0 MT – 16,0 segundos e 162 km/h
  • Nissan Versa 1.6 MT – 10,4 segundos e 187 km/h

Consumo

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

No consumo, o Versa 2015 tinha um bom resultado no 1.0, que apesar de não andar, bebia muito pouco. Assim, com álcool, ele fazia quase 9 km/l na cidade e pouco mais de 10 km/l na estrada.

Como todo motor japonês, o consumo com etanol não é bom, mas os HR da Nissan conseguiram se sair bem até. O 1.6 bebia apenas um pouco mais, fazendo 10 km/l na estrada e 8,5 km/l no ciclo urbano.

Já a gasolina rendia bem mais nos HR, sendo que o 1.0 do sedã fazia quase 13 km/l na cidade e mais de 15 km/l na estrada, sendo um propulsor bem frugal. No 1.6., ele fazia mais de 12,5 km/l no urbano e quase 14,5 km/l na rodovia.

Isso tudo porque o Versa 2015 só usava transmissão manual de cinco marchas, visto que a transmissão continuamente variável (CVT) X-Tronic proporciona ainda mais economia de combustível com sua linearidade.

  • Nissan Versa 1.0 MT – 8,8/10,5 km/l e 12,9/15,3 km/litro
  • Nissan Versa 1.6 MT – 8,4/10,0 km/l e 12,6/14,4 km/litro

Versa 2015 – manutenção e revisão

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

O Versa 2015 tinha plano de manutenção com revisões a cada 10.000 km ou 12 meses, compreendendo um valor total de R$ 2.736 para até 60.000 km no motor 1.0, enquanto o 1.6 acumula R$ 2.953 para o mesmo intervalo de quilometragem.

No plano da revisão da Nissan, o carro é inspecionado em diversos itens, como suspensão, direção, freios, sistema elétrico, componentes mecânicos, sistema de segurança, entre outros.

Além da verificação, há troca de óleo do motor, substituição do filtro de óleo, filtro de ar do motor, filtro de ar da cabine, velas, fluido de freio, correia em V, correia dentada, entre outros.

A rede Nissan também faz substituição de outros componentes com custo extra, como molas, amortecedores, buchas, pivôs, pastilhas de freio, discos de freios, discos de embreagem, pneus, platô de embreagem, lâmpadas e lonas de freio.

Nas oficinas, pode-se fazer também alinhamento, balanceamento, cambagem, higienização, limpeza oxi-sanitária, personalização original, instalação de acessórios, pintura, funilaria, entre outros serviços.

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
1.0R$ 242,00R$ 525,00R$ 410,00R$ 624,00R$ 410,00R$ 525,00R$ 2.736,00
1.6R$ 281,00R$ 610,00R$ 423,00R$ 610,00R$ 423,00R$ 606,00R$ 2.953,00

Versa 2015 – ficha técnica

Versa 2015: detalhes, preços, motor, consumo, ficha técnica, versões

Motor1.01.6
Tipo
Número de cilindros3 em linha4 em linha
Cilindrada em cm39991598
Válvulas1216
Taxa de compressão11,2:110,7:1
Injeção eletrônicaIndireta FlexIndireta Flex
Potência máxima77 cv a 6.200 rpm (gasolina/etanol)111 cv a 5.600 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo10,0 kgfm a 4.000 rpm (gasolina/etanol)15,1 kgfm a 4.000 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 5 marchasManual de 5 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoElétricaElétrica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasAço e liga leve, aro 15 polegadasLiga leve, aro 16 polegadas
Pneus185/65 R15195/55 R16
Dimensões
Comprimento (mm)4.4924.492
Largura (mm)1.6951.695
Altura (mm)1.5061.506
Entre eixos (mm)2.6002.600
Capacidades
Porta-malas (L)460460
Tanque de combustível (L)4141
Carga (Kg)475475
Peso em ordem de marcha (Kg)1.0561.088
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,320,32

Versa 2015 – fotos

https://www.youtube.com/watch?v=XmejSVBe4gw

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.