*Destaque Chevrolet

Versões especiais de carros da Chevrolet

Versões especiais de carros da Chevrolet

As séries especiais já viraram uma tradição na linha de praticamente todas as fabricantes no mercado brasileiro. Normalmente, elas são oferecidas para dar um “up” nas vendas de algum automóvel, seja ele por estar prestes a sair de linha ou mesmo com vendas um tanto quanto baixas em relação aos concorrentes. Entretanto, algumas marcas oferecem estas séries/edições mesmo em modelos que estão em ascensão, simplesmente com o intuito de vender ainda mais.


Uma dessas marcas é a Chevrolet. A linha da marca no Brasil é marcada por inúmeras versões especiais, sejam elas fixas na linha ou com produção limitada. Selecionamos abaixo apenas algumas das séries e edições especiais que foram ou ainda são oferecidas pela Chevrolet em nosso mercado. Confira:

Activ

Versões especiais de carros da Chevrolet

A primeira versão especial desta lista de carros da Chevrolet é a Activ. O nome deriva de “Ativo” (que na verdade traduzido para o inglês é “Active”) e é usado para designar os automóveis pseudo-aventureiros da linha da marca. Atualmente, há o hatch compacto Onix Activ e a minivan Spin Activ, que estão disponíveis com preços de R$ 60.290 e R$ 74.990, respectivamente.


Entre os diferenciais, o Chevrolet Onix Activ e o Chevrolet Spin Activ contam com para-choques mais robustos, faróis e lanternas escurecidos, rodas de liga-leve com desenho exclusivo e acabamento diamantado, moldura nas caixas de roda, saias laterais, adesivos decorativos na carroceria, interior com acabamento diferenciado, entre outros. Não há quaisquer alterações na mecânica.

Arena, Rodeio e Sertões

Versões especiais de carros da Chevrolet

Seguindo com os modelos de “espírito aventureiro”, há as versões especiais Arena, Rodeio e Sertões. Destas, somente a Arena é uma exclusividade da picape compacta Chevrolet Montana em sua geração anterior. As outras duas foram oferecidas na gama da picape média Chevrolet S10, também na geração antiga.

Como exemplo, a Chevrolet S10 Rodeio (na foto acima) trazia uma série de adereços pintados em cinza grafite (como a peça no capô que simula uma tomada de ar e as rodas de liga-leve) e também adesivos imitando lama nas laterais das portas e do para-lama traseiro.

Collection

Versões especiais de carros da Chevrolet

A versão Collection foi oferecida há alguns anos pela Chevrolet e marcava o fim de vida de alguns modelos. Entre eles, as minivans Meriva e Zafira (descontinuadas em 2012) e o sedã médio Vectra (que deixou de ser produzido no ano de 2011). A série Collection teve produção limitada a 500 unidades para a Zafira e 1.100 para a Meriva. Já no caso do Vectra Collection, a produção foi de 2 mil unidades.

Os modelos Meriva Collection e Zafira Collection eram dotados de carroceria pintada na cor exclusiva Cinza Rusk, rodas de liga-leve, logotipo da série posicionado na parte inferior das portas dianteiras, chaveiro e manual do proprietário (em couro) personalizados, entre outros.

Já o Vectra Collection contava com carroceria também na cor Cinza Rusk, rodas de liga-leve com acabamento diamantado, bancos revestidos em couro com o emblema da versão bordado na parte superior dos encostos, faróis com máscara negra, nome da variante estampado na parte inferior das portas traseiras, entre outros.

Não podemos esquecer do Opala Diplomata na versão especial Collector, que chegou em 1992 para marcar a despedida do modelo ao mercado. Este modelo foi destinado especialmente a colecionadores.

Diamond

Versões especiais de carros da Chevrolet

A série especial Diamond foi oferecida na linha do Omega e da Suprema em 1994. O modelo tinha como base a versão GLS, mas oferecia como principal diferencial o motor 3.0 litros de seis cilindros.  Essa série especial contava ainda com uma série de equipamentos extras, como teto solar elétrico, regulagem automática da suspensão traseira, freios ABS, apoio lombar dos bancos, entre outros.

Effect

Versões especiais de carros da Chevrolet

Outra versão oferecida atualmente na linha da Chevrolet é a Effect. Esta variante é uma exclusividade do hatch compacto Onix e tenta passar a imagem de um carro esportivo. Entretanto, como de costume, de esportivo ele só tem o visual. O Chevrolet Onix Effect foi lançado no mercado em 2014 e retornou à linha do modelo em maio de 2017.

A configuração atual do Chevrolet Onix Effect traz kit aerodinâmico composto por spoilers, saias laterais e aerofólio traseiro em preto brilhante, além de faróis com máscara negra, lanternas com lente fumê, adesivos nas laterais e na traseira, capa dos retrovisores e teto em preto brilhante, rodas de liga-leve na cor cinza, região da placa traseira na cor preta, detalhes vermelhos no interior, volante multifuncional com base achatada, entre outros. Ele parte de R$ 55.490.

Fittipaldi e Piquet

Versões especiais de carros da Chevrolet

A Chevrolet também já homenageou alguns dos pilotos brasileiros em séries especiais de seus modelos. Uma das mais conhecidas é a Fittipaldi, que homenageia o piloto Emerson Fittipaldi. Esta variante foi disponibilizada na última geração do Omega e trazia como diferenciais apenas um logotipo nas laterais e rodas de liga-leve diamantadas com desenho exclusivo.

Outra versão é a Piquet, que como o próprio nome indica faz referência ao piloto Nelson Piquet. Ela foi oferecida na linha dos modelos Corsa Wind com motor 1.0, com direito a pintura especial amarela e emblema estilizado com a gota do capacete de Piquet. No entanto, a marca produziu somente 120 unidades do carro, todas destinadas à frota da Arisco, patrocinadora do piloto na época.

Em 2003, a versão Piquet voltou a ser oferecida, desta vez na linha do Celta. Ele contava com a mesma pintura na carroceria e o mesmo logotipo, além de rodas de liga-leve aro 13, saias laterais e spoiler dianteiro. Este modelo também é extremamente raro, com apenas 30 unidades feitas para um sorteio da Assolan.

High Country

Versões especiais de carros da Chevrolet

A série especial High Country é uma exclusividade da picape média Chevrolet S10 e figura como a versão mais cara e refinada da linha do utilitário. O modelo tem preço de R$ 182.390 e conta com itens como santantônio exclusivo, logotipos em alusão à configuração na parte externa e interna, detalhes visuais cromados, acabamento interno na cor marrom, entre outros.

Lollapalooza

Versões especiais de carros da Chevrolet

Como o próprio nome dá a entender, a versão Lollapalooza remete ao festival musical realizado no Brasil, que inclusive a Chevrolet é patrocinadora. Este modelo especial foi disponibilizado na linha do Onix em 2014 e trazia cores azul e laranja exclusivas, adesivos laterais e traseiro que remetem ao festival, detalhes de acabamento interno na cor laranja, tapetes exclusivos, porta-óculos e porta-objetos adicionais, entre outros.

Off-road

Versões especiais de carros da Chevrolet

As versões aventureiras não são uma exclusividade dos carros mais recentes da Chevrolet. Lá em 2005, a marca ofereceu o Celta na configuração Off-road. Assim como os modelos atuais, o Celta Off-road contava apenas com adereços estéticos. As mudanças resumiam a para-choque frontal mais robusto com quebra-mato, rodas de liga-leve com cinco raios, saias laterais, para-choques, maçanetas e capa dos retrovisores sem pintura, rack de teto, lanternas escurecidas, para-choque traseiro com aplique inferior e também sem pintura, entre outros.

Premier

Versões especiais de carros da Chevrolet

A Premier é mais uma versão especial que pode ser encontrada na linha atual da Chevrolet, mais precisamente nos crossovers Tracker e Equinox. O primeiro custa a partir de R$ 96.790 e traz recursos adicionais como rodas de 18 polegadas, acabamento interno com detalhes em couro, teto solar elétrico, câmera de ré, alerta de ponto cego, entre outros. Já o segundo tem preço de R$ 149.990 e inclui uma série de itens, como faróis de LED, sistema de som Bose, alerta de colisão frontal e tráfego cruzado, Park Assist, assistente de permanência em faixa, porta-malas com tampa elétrica, entre outros.

SS

Versões especiais de carros da Chevrolet

A versão especial “SS” vem do nome “Super Sport” e é conhecida da linha do Chevrolet Camaro, se posicionado como a mais potente, equipada e cara da gama de configurações “convencionais” do muscle-car. No mercado brasileiro ela é a única variante disponível na gama do modelo, que custa a partir de R$ 310 mil e oferece um motor 6.2 V8 de 461 cv, capaz de leva-lo aos 100 km/h em 4,2 segundos.

No entanto, a Chevrolet já usou a mesma designação em uma edição especial para os modelos Astra, Corsa e Meriva. Estes modelos contavam com itens como faróis e lanternas escurecidos, kit aerodinâmico, grade com acabamento exclusivo, detalhes visuais na cor prata, rodas com desenho diferenciado, detalhes internos na cor vermelha, entre outros.

Versões especiais de carros da Chevrolet
Este texto lhe foi útil??

  • cmteferreira

    Faltou os Advantage.
    Classic, Celta, Cobalt, Spin, Astra e até a S10.

    • Pablo Henrique

      Foi a primeira que me veio à mente…

    • Mario Nobile

      É que Advantage não é série especial, e sim de produção continuada.

      • Boleta7

        Activ e agora o Effect tbm são linhas de produção

      • Fabiano Navas

        Não, Mario Mobile.
        A primeira vez que usaram a nomenclatura Advantage foi para a série especial lançada no Astra Sedan em 2001.
        Em 2005, o nome Advantage retornou, ainda como uma série especial, para toda linha Astra (hatch 2 e 4p, e Sedan). Ela era baseada na Comfort, mas com mais itens de série. Deu tão certo que, em 2006, acabou por suceder os Comfort em toda linha Astra, ficando, em ordem assim: Advantage, Elegance, Elite e GSI, mais tarde sucedido pelo mais fraco SS.
        Como o nome Advantage ganhou popularidade e força em vendas, acabou sendo adotado em outros modelos.
        Nas linhas S10 e Blazer, acabou por acontecer a mesma coisa: sucedeu, com o tempo, o nome Colina.
        Já recentemente, o Classic também ganhou a série especial de mesmo nome, antes de sair de linha. Bem como o Prisma também a recebeu. E por fim, a Spin ganhou a versão homônima.

        • Mario Nobile

          Entendi, não me lembrava dessa passagem, obrigado pela informação!!!

        • Paulo Lustosa

          Advantage e Colina continuou por anos, a Advantage substituiu nas movidas a gasolina, de uma vez só, a Colina e Tornado, mas nas diesel continuou Colina e Tornado até 2010, sendo em 2011 a Tornado substituída pela Rodeio. A Advantage na linha S10 surgiu primeiro como série especial na Blazer

    • 1 Raul

      Me lembro de um corsa hatch 2009 com teto solar (não era o ss), vendeu muito pouco, só vi 1 vez…

  • Pedro Henrique

    esse celta off road é mais off road que muito SUV e versão cross e adventure que tem hoje…

    • leandro

      Esse quebra mato foi proibido por supostamente causar muitos danos em atropelamento

    • Fabiano Navas

      Off Road também foi o nome de uma versão das primeiras Montanas.

    • Edson Fernandes

      Esse celta não mudava a altura do carro. Logo… mais um só de visual (que inexplicavelmente meu pai se apaixonou quando viu ele).

      • Pedro Henrique

        pelo menos o visual não inclui somente uns adesivos e 30 reais de plastico em volta dos para-lamas

        • Edson Fernandes

          Putz tinha um parachoque preto da versão life, o interior da versão life (que é terrivelmente pauperrimo) mas tem um “ferro” na frente. Na boa… prefiro mesmo então a Palio weekend…rs

  • pedro rt

    Faltou o ouro preto. Pais tropical. Lite. Jeans. Gp 1 e 2. Conquest. El camino. Camping.

    • Hendel Marques

      Esse conhece!!!! Lembro de todas! kkkk

  • 1/2 URSO 1/2 CÃO

    Tem também, Kadett Turim e Monza 500 EF ambos de 1990, além das séries 650 e hi-tech do monza, Ipanema flair…

    • TijucaBH

      Monza Barcelona, Astra 500 anos e linha Milenium tabem faltaram.
      Porém acredito que Equinox Premier e Onix Active nao sejam serie especial, apenas versoes top e aventureira, sem limitação de produção como as séries especiais…

      • Geraldo Xavier

        Os tecidos da série Millenium era lindos

    • Edson Fernandes

      Esqueceu tbm do Monza Clodovil? rs

  • Lucas086

    O Activ não é série, é versão, e até está vendendo… o Collection sim que marcava o encerramento do Vectra, pai teve um.

    • Geraldo Xavier

      Era baseado no vectra elite. Ambos Lindos demais

      • Pedro Cunha

        E numerados. Com plaqueta e estojo do manual em couro.

      • Edson Fernandes

        E vinha com o i-mid de série.

  • Leandro Oliveira

    As versões Premier da Tracker e da Equinox, não são versões especiais, mas sim, versões que inauguram uma nova padronagem de siglas, segundo a propria GM anunciou!

  • marcosCAR

    É preciso fazer a parte 2 da matéria já que só falaram sobre 50% das ditas séries especiais…

    • Fabiano Navas

      Concordo! Matéria incompleta, faltando muitos detalhes, especificando versões de série como especiais.
      Deixou a desejar!!!

  • Daniel Mietto

    Faltou a série Milennium de corsas e astras e vectras por ai

  • Rodrigo

    Série Milinium, Série Turin, Série SS, Monza 500, Indianápolis, Barcelona, falta bastante coisa nessa lista aí.

    Mas a campeã de fazer versões especiais é a Volkswagen sem dúvida nenhuma. A cada show de banda estrangeira, uma nova versão nascia. Informação importante é que a versão especial sempre sofria mais desvalorização perante a versão de série.

    Tinha gol pra tudo quanto é gosto: Roling Stones, Copa, Star, Rally, Bobear tinha até versão Shakira e Pablo Escobar

    • Pedro Cunha

      Essa versão “pablo-escobar” já vinha sem forros nem acabamentos, só com o banco do motorista, visando bem você sabe o quê.

  • Vin_T

    O texto faz confusão. Começa falando de “séries especiais”, e termina misturando com versões. As séries são geralmente limitadas, como a Collection do Vectra. As versões, por outro lado, são níveis de acabamento diferentes que são ofertados regularmente (como as LT, LTZ, LS, etc). Nesse último caso estão as versões Activ, Premier, etc.

  • Mauricio L.

    Premier não se trata versão especial. A Chevrolet só está adequando os nomes com os utilizados nos EUA.
    Por lá LTZ virou PREMIER, se trata de uma configuração (pacote de equipamentos), e não uma versão especial de um carro.

  • Lucas Fernando

    A única versão / série que eu realmente me interesso na linha GM é a extinta GSI.

    • Bruno

      Achei que ngm ia falar dela.

  • cefaf

    Caramba. Que ABERRAÇÃO foi essa do Celta Off-Road???

  • Fabiano Navas

    Lembrei ainda da Ipanema Wave 2p, Ipanema Sol 2p, série especial Champ para Corsa, Pick-up Corsa e S10 CS.
    A GM ainda fez os horríveis “kits versões” Energy para Corsa e Celta (este em 2009, não confundir com a versão anterior de mesmo nome) e a Meriva Geo.

    • Pedro Cunha

      Aqui na cidade tem um sujeito com uma S10 champ 4,3 vortec e manual. Linda demais.
      A picape definitiva.

  • Pedro Cunha

    O Onix Activ é versão de produção continuada, assim como o Effect.
    Faltou falar da série “CHAMP 98”, que saiu para as picapes S10 e pickup Corsa/Corsa Hatch, o raríssimo monza hi-tech(500 unidades com abs, painel digital, freios á disco nas 4, computador de bordo e suspensão traseira ajustável), Kadett Turim, Ipanema Wave, Ipanema flair, e o campeão em séries Gm, o Chevette que recebeu séries como ouro-preto, país tropical, GP1, GP2, S/R, Jeans, a picape Chevy 500 camping, sem contar os quase incontáveis “fora-de-série” quais serviu de base.

    • Racer

      E teve também a série Conquest na D20.

  • Gabriel Molina Pinheiro

    A Premier não é edição especial, e sim a versão topo de linha dos novos modelos da Chevrolet.

  • Alex Matos

    Faltou o Onix Seleção (CBF) que foi uma série limitada a 2.000 unidades se não me engano e fabricada apenas em 2015.

  • Leonardo C.

    Até hoje não entendo o porquê do Corsa ser o único carro sem uma versão Collection, um carro que revolucionou o segmento quando lançado.

  • Edson Fernandes

    Interessante… de tudo e todos…. eu só não conhecia a versão Piquet do Celta.

    Alias, de visual é o Celta mais bonito o sem facelift.

    Mas esse Piquet era triste porque era baseado na versão life pelo que eu pude ver. Mas é achismo puro. Mas ao menos tinha os spoilers mais desejados por donso de Celta…

  • Daniel dos Santos

    Faltou o monza classic 500EF

  • Alvaro

    Achei a matéria confusa, não entendi bem o critério de seleção, já que muitas séries especiais realmente importantes e raras (Millenium, Turin, SS (dos Opalas), Indianápolis…) comentadas pelos colegas, ficaram de fora e outras que parecem modelos de produção em linha estão na lista… sei lá, não entendi.

  • Paulo Lustosa

    Sertões foi a única série especial da S10 que teve diferença mecânica em relação ao resto da linha

  • Paulo Lustosa

    Faltou especificar também a série Sertões da S10, que além dos tribais exclusivos da linha, ambas baseadas nas Deluxe, sendo a primeira de 2002 baseada na de seis lugares, e a 2005 na de 5 lugares, tinha diferenças mecânicas em relação ao resto da linha, dentre elas maior altura ao solo, pneus All Terrain T/A KO medidas 235/75 R15 contra 225/75 R15 pneu de asfalto do resto da linha, e amortecedores Bilstein B6 de fábrica, contra os Turbogás Cofap do resto da linha, além do motor, que segundo más línguas, vinham com a mesma especificação da versão de rally cross country de 165 cv, porém declarados apenas 132 cv para não pagar mais imposto e não ferrar com a Silverado, que tava no último ano de produção na época, e foi a primeira S10 a ser equipada com a caixa Eaton FSO-2405E ao invés do New Venture Gear NV3500 da linha 2000-2002 comum.

  • Cristian Dorneles

    Monza 500 E.F.

  • Jackson Souza

    A cor do Vectra Collection fabricada em 2011 era a Verde Lotus.

  • Alexandre Ule Ramos

    Apenas uma observação: o Omega Fittipaldi não se diferenciava apenas por adereços estéticos, mas principalmente pelo motor: seu V6 3.6 tinha 292 cv contra 254 do Omega CD.

  • afonso200

    kkkkk, SS em carro de plastico, poxa SS é em versoes NERVOSAS motores fortes, tipo V8

  • Fabão Rocky

    N entendo pq a GM descontinuou as versões GSi já q ainda estava ligada à Opel. E p/ piorar me inventam uma versão “esportiva” c/ um nome horrível “Active” (q mais se parece nome de desodorante do q versão esportiva de carro) que de “personalizado” tem apenas um kit de adesivos meia boca. Bem q a GM poderia investir um pouco mais e fazer uma versão SS do Onix e do Prisma c/ alguns detalhes exclusivos e uma motorização mais adequada.
    Saudades dos tempos do Kadett GSi q vinha c/ painel digital, bancos Recaro, escapamento duplo, lanternas, pára-choques e capô exclusivos, body kit exclusivo, teto solar, injeção multiponto, etc; e de quebra ainda tinha a versão cabriolet, até os emblemas eram exclusivos. Seria um sonho a GM fazer Onix/Prisma SS 2 portas c/ motor 1.4 turbo do Cruze, teto solar, pára-choques e body kit exclusivos, volante, pedaleiras e manopla esportivos. Um carro desses faria história e no futuro viraria um clássico de colecionador como temos hj os esportivos dos anos 90 q viraram clássicos.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email