Elétricos Hatches Veículos Comerciais

VEZ do Brasil propõe família de carros elétricos nacionais

vez-gcc

A VEZ do Brasil – Veículos de Emissão Zero – é uma startup de Curitiba que está propondo uma família de veículos elétricos para atender frotas corporativas, cooperativas de táxi e consumidores que focam o uso urbano do automóvel. Fundada em 2011 por Tony Saad, a empresa atua no desenvolvimento de sistemas para carros elétricos e quer emplacar modelos próprios.

A VEZ está lançando a linha de modelos SEED, que tem autonomia média de 100 km, podendo alcançar até 140 km. A empresa os veículos podem ser carregados em 110V ou 220V, tendo um carregador interno. No caso de carregadores rápidos de rua, que podem repor a carga em 15 minutos, a VEZ alerta que seu uso frequente pode prejudicar a vida útil das baterias.

vez-utility

O SEED terá dois anos de garantia integral e terá bateria Ecopower, patenteada pela empresa. O veículo terá carroceria em FiberGlass, chassi tubular com aço 1020, pneus de baixa resistência à rolagem, personalização, direção mecânica, pneus 165/65 R14, suspensão McPherson na frente e atrás, freios a disco nas quatro rodas, entre outros. A velocidade máxima é de 120 km/h.

O SEED em versão Green Cuty Cars, mede 2,50 m de comprimento, 1,56 de largura, 1,33 de altura e 1,77 de entre-eixos, além de peso de 750 kg. Este tem espaço para duas pessoas. Já o modelo Utility é uma pequena van com 2,90 m, 1,56 de largura, 1,40 de altura e 2,10 de entre-eixos. O peso é de 850 kg e a capacidade de carga fica em 350 kg. Autonomia de 100 km e máxima de 100 km/h.





  • Eduardo Brito

    A proposta é interessante, mas esses carros são muito feios.

    • Pacheco

      São protótipos. Espero que a versão final tenha um design melhor.

      • DiMais

        design melhor só com escala de produção, não dá pra gastar fortunas em moldes para injeção de peças plásticas sem ter um bom volume de vendas para diluir esses custos.. é (mais) um começo de uma boa proposta.

        • Pacheco

          Sim, terá q compensar o investimento com otimas vendas. Espero que de certo, curti o projeto.

    • Pedro Evandro Montini

      Eu já os achei bonitos.

    • Ric53

      Estamos regredindo em tudo. Nem projeto universitário Chinês é tosco assim, aliás é bem melhor que isso

      • Pedro Cunha

        Parece que pegaram os esboços do Aruanda, do final dos anos 1970 e “deram um tapa” apenas. Aprendam com a Tesla: Carro elétrico não precisa ser feio, esquisito ou com aspecto alienígena. Enquanto insistirem nesses estilos, mesmo que o conteúdo técnico embarcado esteja “de ponta”, o mercado vai se negar á adquirir algo tão “fora da curva”.

        • Alfredo Araujo

          Bela comparação !!!
          Realmente o bilionário Elon Musk e uma startup de Curitiba são amplamente comparáveis !!

        • Diego Amaral

          O 1° não achei feio, até passa, só ficou com um “ar” de hot wheels, agora comparar com a tesla forçou demais. Propostas totalmente diferentes, esse daí não prima luxo nem esportividade, fora que se essa startup demorar o tempo que a tesla demorou pra obter lucro, fecha as portas.

        • Rafael Yashiro

          Cara, você faz ideia de desde quanto tempo esse carro está em fase de projeto por falta de investimento?
          Amigão, a VEZ não tem o dinheiro do Elon Musk.
          Se não me falha a memória, essa empresa começou com um engenheiro mecânico que passou a vida toda trabalhando em fábricas de automóveis e se encantou com os elétricos quando foi para a Europa, e desde então (acho que foi por volta do começo dos anos 2000) esses caras pesquisam um modo de fazer carros elétricos 100% nacionais, desde projeto a peças, tudo nacional.
          Nesse caso em questão não podemos por a beleza encima da mesa, os caras estão lutando em uma selva para dar ao Brasil o prazer de ter uma montadora nacional.

      • Alfredo Araujo

        Bem inspirador da sua parte chamar o projeto de tosco por causa de 1 foto da lateral.

        • Diego Amaral

          Só achei estranho uma empresa de tecnologia não ter um setor de design, essa projeção ficou parecendo um amontoado de foto colagem de vários carros diferentes. Poderiam ter feito um trabalho melhor, mesmo que se mantendo as linhas, fazendo uma renderização.

      • Amigo, 2016 e o Brasil não tem uma marca nacional de veículos, e importa de outros países por ex: (a jac motors é uma estatal da china), então não estamos regredido, estamos avançando a passos muito lentos em parte por culpa do governo que prefere dar subsidio as “escolhidas” internacionais (mais impostos) a fomentar a criação de uma frota totalmente nacional de veículos.

    • Blessa

      São mais bonitos que o Fiat Mobi.

    • Renato Duarte

      você tem a mesma concepção daqueles que fizeram a Gurgel falir no passado.

    • Vicente

      Nesse caso específico, não dou bola para o design (por enquanto).

      Cara, fico MUITO feliz que um projeto como esse esteja surgindo em terras tupiniquins.

  • edilson

    Já que nos grandes centros dificilmente consegue passar dos 50km/h , com um preço interessante, ótima proposta! O problema é que o governo apoia empresas estrangeiras, brasileiros não conseguem nem um empréstimo!

    • Pacheco

      Pode ser que empresários entrem junto e financiem a empresa. Seria perfeito, principalmente se vier ajustado a nossa realidade.

    • Vinícius Lima

      uma alternativa seria usar as plataformas de crowdfunding pra levantar a grana pra tocar o projeto… um desse seria otimo para o meu uso, tendo um preço maximo de 20 mil claro

      • João Cagnoni

        20k seria o mundo perfeito, mas eu até pagaria um pouco mais.

  • th!nk.t4nk

    “Chassi tubular em aço 1020”. Deve ser uma experiência interessante ver esse carrinho num crash-test. Vai ser tubo voando pra todo lado.

    • arzanette

      cara sao tubos de aco nao porcarias de lata,ou monobloco como estas carrocas que temos.

      • th!nk.t4nk

        Ahm? Todos os carros brasileiros usam aço. Pra quem nao é da área, fica a dica: aço 1020 é o mais barato do planeta. Pra tubo é “bom”, mas nao tem nenhum controle de deformaçao. Toda a energia da pancada vai nas soldas. As “porcarias de lata monobloco” é o que a Mercedes usa em seus carros, e certamente nao tubos de aço de cadeira escolar (sim, sao 1020 também!).

        • V12 for life

          O mais barato é o 1010, que só serve pra fazer arame.

      • Jad Bal Ja

        Falou o “desentendido” no assunto. hahaha

    • Diogo Oliveira

      Ele vai fazer mágica no Crash Test. Quando bater na parede… PUF… Sumiu.

      • João Cagnoni

        Muita gente esquece que o Crash Test é de acordo com a categoria do carro. Tem gente que acha que o up é mais seguro que uma Hilux.

        • Angelo_RSF

          e se não me engano…crash test é obrigatório para veículos com um determinado número de unidades vendidas/mês…por isso Bugs e outros veículos sobre encomenda ou artesanais não tem que fazer crash test.

        • A velocidade do crash test e os sensores dos dummies são os mesmos.

    • Louis

      Sendo mais seguro que uma moto, já me encoraja.

  • Diogo Oliveira

    Uma EXCELENTE idéia. Mas pelo Amor de Deus. Faça os carros serem bonitos!!

  • Guilherme Batista

    Venha com um bom plano de manutenção e valor proximo de 20mil que serei um dos primeiros a comprar

    • Louis

      Também tenho muito interesse em ter um elétrico.

  • 1945_DE

    O grande problema é que vão querer vender por 60K. Ai não vai dá. Prefiro queimar gasolina em um UP TSI.

    • João Cagnoni

      Vai queimar gasolina em um lixo desses? O carro parece uma kombi encolhida!

  • BillyTheKid

    O amarelo até vem com as rodas do Sandero RS, freio a disco nas quatro rodas, pinças vermelhas e duas portas. Quer mais esportividade que isso?!

    • arzanette

      tu não viu que não passa de uma projeção ?????

  • Vinícius Lima

    se esses carros viesse por no maximo 20 mil reais seria perfeito par ao meu uso, percurso faculdade casa dentro da cidade, sendo economico, seria perfeito….. pronto ja acordei do meu sonho kkkkk

  • Martini Stripes

    Galera tá querendo mágica. Uma CG 160, ou uma PCX está na casa dos 12k.
    Qualquer popular começa nos 35 (30 só pelado). Um pão na chapa e um pingado não sai por menos de 5 reais. E o cara quer pagar 20k num carro elétrico.
    Esqueceram como capitalismo e economia funciona?
    Espero que financiem e que levem esse projeto pra frente. O BRASIL PRECISA DE EMPRESAS NO RAMO!!!

    • João Cagnoni

      Quem esqueceu foi você. Se querem oferecer um carro pra competir no mercado atual, precisam oferecer preços competitivos. Veículos elétricos já possuem várias isenções em nosso país, e estes modelos parecem ser mais simples, então tem tudo pra custar 20k.

      • Joao Machado

        Verdade, pois o carro nem virá com direção hidráulica… vai ser direção de macho rsrsrs. Acho que deviam investir um pouco em quesitos de conforto. Nas grandes cidades é chato ter um carro sem direção para as balizas… será que vai ter ar condicionado?

        • João Cagnoni

          Joao, infelizmente nestes casos os pneus são muito finos, então a direção nem é tão pesada assim. Seria melhor colocarem um ar condicionado de série e freios melhores, pelo menos à disco nas 4 rodas.

  • jkpops

    serão os gurgel do século XXI?

  • João Cagnoni

    Eu patrocinaria esta idéia. Precisamos começar a nossa indústria de algum lugar.

  • João Cagnoni

    Prevejo 90% do custo em baterias!

  • pedro rt

    nao importa se e bonito ou feio o importante e q e uma EMPRESA 100% NACIONAL e as pessoas deveriam dar estimulo e incentivo a isso pra q nao acabe como a gurgel, miura, chamonix e puma

  • vi.22

    Alguem tem noticias do OBVIO???

    • Marcos Medeiros

      Tambem queria saber, a ultima que eu vi é que eles iriam produzir os carros no modelo de vendas de aluguel, assim não teriam que pagar alguns impostos sobre comercialização (aluguel para empresas).

  • Alfredo Araujo

    …ai não entendem o pq do mercado brasileiro ser um lixo de opções e tecnologia…
    99% das pessoas comentam do design do carro! Comentam não, CRITICAM !!

    Se um carrinho desses puder me levar da minha casa ao trabalho com eficiência energética, com conforto, segurança a um preço acessível…. FOD%@#$% o design !!!

    • Louis

      Realmente neste caso, o que menos importa é a estética. Até achei exagerada a roda do “amarelo”.

    • th!nk.t4nk

      O problema é que pela descriçao da matéria a segurança será tenebrosa.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Era uma VEZ em um país la longe nos mares do sul onde de tempos em tempos apareciam misteriosos empreendedores que enfim realizariam o sonho do automóvel 100% nacional.
    Eram sempre projetos sofisticados, vaguardistas e os misteriosos homens afirmavam convictos que em breve estariam nas ruas. E que seriam um sucesso.
    Mas era estranho… Pois a alegada sofisticação contrastava com a ausência ee dados tecnicos convincentes.
    Falavam celeridade para a fabricação mas não apresentavam os valores a serem investidos ou o local de implantação da fábrica.
    E a desconfiança aumentava quando eram apresentados croquis muito amadores como ilustração dos projeto.
    E a fibra de bidro era sempre apresentada como a milagrosa matéria prima criadora das carrocerias.
    Neste país distante as pessoas eram sempre muito otimistas. E os misterioros empreendedores sempre contavam com espaço na mídia para mostrar seus projetos ao grande público que era tomado por um repentino orgulho nacionalista de que haviam pessoas valorozas que levariam o país pra frente!
    Mas alguns anos depois as aparições dos empreendedores rareavam. A mídia antes otimistas reapresentava os velhos croquis acompanhados de alguns rumores infundados.
    Às vezes os empreendedores reapareciam timidamente justificand protelamento da produção graças a “detalhes” relativos ou ao projeto, ou ao financiamento, ou ao local da fábrica ou relativos a todos estes problemas juntos.
    Até que um dia eles desapareciam m i s t e r i o s a m e n t e.
    E todos que apareciam desapareciam do mesmo jeito.
    As razões do desaparecimento? Ninguém sabia ao certo. Mas todos comentavam que era devido ao governo malvado e egoísta que não ajudava os pobres empreendedores. Ja outros garantiam que eles desapareciam por serem pressionados pelos grandes fabricsntes transnacionais.
    Mas o que as pessoas ignoravam era que no país delas ha pouquíssimo desenvolvimento de tecnologia local. E que só haverá um automóvel nacional se houver suporte tecnológico para tal empreendimento. O carro é apenas um produto do desenvolvimento tecnológico próprio.
    E a verdade é que este estranho país nunca desenvolverá tecnologia própria para suportar um carro ou mesmo um telefone ou qualer teconologia industrial que seja.
    Mas por que este país está condenado a esta maldição?
    Simples. Ele nunca desenvolverá tecnologia por que é mais lucrativo, para seus cidadãos mais abastados, viver da venda de comodities e da renda de lucrativos títulos de dívida do governo.
    E estes cidadãos abastados perguntam: “- Por que raios vou investir em tecnologia, com todos os riscos que ela implica, se posso vender soja em natura, carne, minério e aplicar o produto desta renda em títulos de dívida do governo que me rendem 12, 20 ou até mesmo 40% nas situações mais críticas? E sem riscos! A tecnologia eu precisar eu compro de outros países. É tudo muito simples e lógico.”
    E todos viveram felizes para sempre – e trabalhando muito para pagar os juros prometidos pelo governo para os fítulos de dívidas negociados junto aos rentistas.

    • zekinha71

      Parabéns, 100% correto.

    • Angelo_RSF

      Disse tudo

    • Alfredo Araujo

      Cuidado cara… aqui não é lugar de demonstrar conhecimento e/ou inteligência…
      Os macacos jogadores das fezes do achismo e da falta de conhecimento atacam sem avisar…. kkk

      E para constar… parabéns pelo belo texto.

    • Na primeira parte tu descreveu um empreendedor chamado Eike Batista kkkk. E olha que ele foi longe.

    • André Flandres

      Belo texto, mas que o governo é, nem digo malvado e egoísta, mas autoritário e incompetente, disso não tenho nenhuma dúvida.

    • Redpeak77

      Exatamente este é o motivo pelo qual, quem produz por aqui, tem que ter lucro alto. Caso contrário, não compensa o risco de produzir.
      E tem gente que ainda sonha que se forem vendidos menos carros, os preços teriam que abaixar…

    • Mas aí vai ter que explicar a Embraer…

  • rsfarinha

    Aço 1020, estão de brincadeira… só ser for para zona de deformação programável… pelo menos o habitáculo tem que ter um aço estrutural mais forte.

    • Guilherme Jurinic

      Todos os carros populares usam chapas zincadas com menos carbono que SAE1020, favor se informar antes de comentar. Fonte: Trabalhei como engenheiro de estrutura.

  • zekinha71

    Pela descrição, vão tentar produzir um carrinho de golfe fechado.
    Mais um projeto pra se juntar ao Aurora, OBVIO, Vorax e tantos outros.

  • Moisés

    A que se ter cuidado com esses termos utilizados por fabricantes de veículos elétricos, pois “Veículo de emissão zero” não significa que é ecológico. Depende diretamente da forma como a energia para este veículo elétrico funcionar foi gerada. Se por uma usina a carvão, já se foi o “ecológico”. Se você realmente quer rodar sem poluir o meio ambiente o correto seria instalar uma mini usina geradora de energia a partir do Sol em sua casa, que custa algo em torno dos 15 mil reais, e usar para carregar o veículo elétrico. Mas mesmo assim nunca é 100% ecológico, pois o processo de produção das placas solares, da bateria do carro, do próprio carro e assim por diante, polui de alguma forma.

    • André Flandres

      O veículo em si tem emissão zero. Isso é um fato. As montadoras não podem ser responsáveis universais pelas emissões de todos os processos que eventualmente tenham relação com seus veículos.

      O mundo tá ficando doido com o politicamente correto e especialmente com o ecologicamente correto. 100% ecológico mesmo seria o tempo correr ao contrário e voltarmos ao big bang ou ao que quer que tenha havido antes do início de tudo.

  • V12 for life

    Recarregar em 15 minutos é muito bom, mas se isso acaba com a vida da bateria, é melhor desenvolver melhor a tecnologia antes.

  • Marcus Vinicius

    Eles têm os faróis da frente do VW Fox !

  • Nithium

    Os kras propoe um carro que busca eficiencia energetica com rodões….

    • Joao Machado

      As rodas são de 14″

    • Joao Machado

      pneus 165/65 R14,

      • Louis

        Pelo menos no desenho é outra medida. Está parecendo rolo de fita-isolante acabando, de tão baixo o perfil do pneu.

  • Joao Machado

    A autonomia é de média é de 100KM chegando até 140KM, mas… com quantos Watts? Será que o custo vai ser mais baixo que o de um carro a gasolina?

  • Jaime Rodrigues

    Peraí, deixa eu atualizar a lista RIP: Gurgel, Puma, Lobini, Vorax, OBVIO!, Doni Rosset, VEZ BR. O site deles não atualiza desde 2013. Nem a página do Face é atualizada. Desde 2013.

  • Bruno

    Website do fabricante não me pareceu muito confiável. Sobre a ideia, sempre pensei (sonhei) com algo do tipo!



Send this to friend