Crossovers Jeep Salões do Automóvel Vídeos

VÍDEO: Apresentação do Jeep Renegade no Salão do Automóvel 2014





  • Vitor Almeida

    Poderia tirar essas sinaletas em, feio demais isso!

  • Gabriel M.S

    Não sei pra vocês, mas pra mim esse é o lançamento que eu mais gostei até agora. Podem me chamar de mulherzinha que gosta de crossover de estacionamento de shopping (o que não é verdade) mas esse carrou ficou muito bonito e é um Jeep. Se custar na faixa dos 90k, coisa que eu duvido muito, esse carro será um sucesso.

    • Tosoobservando

      Concordo em parte, o HR-V tira o brilho de todos os outros, que Suv bonito aquele da Honda. Agora em contrapartida o 2008 é broxante.

    • Rômulo M.

      Eu gostei mais do Honda HR-V.
      Saiu aqui no NA que o Renegade teria uma versão 1.8 e-torq de 65mil e outra 2.0 MultiJet 4×4 de 90mil.

      • Marcio Vianna

        A 4×4 a 90 será a manual ou a automática de 9 marchas? Há duas versões automáticas, 9 e 6 marchas. Abraços.

        • Gustavo73

          À diesel será 9 marchas com gasolina 6 marchas. 4×4 acho que só a diesel.

        • Lucas Souza

          4×4 só a versão top que é diesel com AT9 e teto solar (igual essa branca do vídeo). Se ela sair a 90mil está num ótimo preço, se tiver ESP, Controle de Tração, e alguns airbags a mais então vai ser perfeito. Mas acho que não vai sair menos de 100mil nessa versão.

          • Rômulo M.

            A AE falou que o Renegade teria 3 versões de acabamento e a motorização diesel estaria disponível em todas essas versões, imagino que ao menos na versão de acabamento mais completa diesel vai estar disponível a configuração câmbio manual e 4×4, um pouco abaixo dos 100mil reais para atender uma parcela de consunidores não atendidos no mercado, aqueles que querem um 4×4 diesel compacto mais refinado que um Troller, por exemplo.
            Pelo que deu pra entender a Fiat pretende fazer com o Renegade o que já faz com a sua linha de carros, deixar o veículo com várias possibilidades de configuração

        • Rômulo M.

          A versão a gasolina tem câmbio manual e AT de seis marchas, já a diesel manual de seis e AT de nove marchas. Acredito que também esteja disponível a 4×4 na manual diesel, caso contrário deixaria de atender a uma parcela importante de compradores.
          4×4 apenas nas versões diesel por conta da legislação brasileira

  • Doccar

    gostei não, achei feio. Muito pequeno, terá que ter um preço bastante competitivo

    • Fábio Henrique

      Parece pequeno mesmo, mas me surpreendi qd vi nas medidas que e do tamanho de um Tracker, e ainda mais largo.

    • Pedro

      Embora pareça ser realmente pequeno e o design mais quadradinho dele colabora pra isso, é difícil afirmar apenas por fotos e por um vídeo, as dimensões dele são boas, outros sites estão falando que ele tem bom espaço, quanto ao design é relativo e pessoal, eu já achei legalzinho e até bonitinho, mas resta saber os preços pra ver, se ele valerá a pena e se será um sucesso.

      • Doccar

        com certeza suas vendas dependerão do gosto de cada um pelo design, que é diferente e do preço, pois enfrentará uma gama enorme de concorrentes.

  • Marcio

    Feio… muito feio! Quadrado como um Uno 84… Mas vai ter o preço de um Jeep!

    • Wally

      Jeep é quadrado mesmo.. Quem quis um mais arredondado a fiat ofereceu o 500x.

      Mas aqui no Brasil as pessoas gostam do quadradinho mesmo, o grupo Fiat Chrysler sabe qual deles escolher para o nosso mercado.

      • Tosoobservando

        Nada a ver o Jeep Cherokee 2015 ta ae pra mostrar o contrario, linhas bem arredondadas, alias que muita gente torceu o nariz pois ele era todo quadradão.

      • Marcio

        Bobagem, Wally… Os Cherokee, Patriot e Liberty são muito mais arredondados… e bonitos!

        • Wally

          Hehehe!! Essa foi boa.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Se é para comprar uma bostinha de suv, que seja um Jeep. Gostei.

    • Lucas Souza

      bostinha de SUV né. Um Turbodiesel de 170cv com câmbio automático de 9 marchas e tração 4×4 com reduzida e tudo quanto é tecnologia de tração. Realmente é um suv igual tracker, hiv (ops, hr-v), duster, ecosport…

      • Wally

        Lucas, o brasileiro é “tão exigente”, um mercado tão maduro…. Que até esse jeep vira “bostinha”. Hilário.

  • Fábio Henrique

    Eu gostei mto justamente pela robustez e o fator “nostálgico”. Vou ver ao vivo amanhã, mas pelo jeito me atraiu mais que o musculoso Tracker. Pretendem vender 6 mil, uma meta arrojada, vamos ver quantos pontos de venda terão para conseguir isso.

    • Felipe

      Pelo que parece, serão vendidos nas lojas FIAT, ou seja, terão inúmeros pontos de venda.

  • William Ruediger Dantas

    Apresentação em inglês? Sério mesmo… pqp não tem nem o mínimo de esforço para fazer em português…

    • Wally

      Na verdade acho que o brasileiro é que tem que ter o mínimo esforço para aprender essa lingua, que é falada em todos os países da europa por mais 80% da população. É a lingua mundial.

      • William Ruediger Dantas

        Com certeza, voce só esqueceu um detalhe: o produto está sendo comercializado aqui e não num país de língua inglesa. Logo, elas têm de se adaptar a realidade do mercado e não o mercado a realidade delas. Se fosse seguir sua lógica, as empresas deveriam fazer o mesmo na China. Será que fazem? Pois quando vejo lançamentos la, so vejo mandarim.

        • Tosoobservando

          Vc quer comparar o mercado chines com o nosso? Mesmo? kkkkkk

      • Everton Nogueira

        sério mesmo? independente de qualquer coisa estamos no BRASIL e é por esses motivos que somos avacalhados por todo o globo, concordo com vc que temos que aprender outros indiomas e preferêncialmente o inglês que é uma lingua “quase” universal, mas queria ver ser fosse no japão se ao menos teriam um pouco de respeito e ao menos anunciavam os primeiros 5 ou 10 minutos na língua local, precisamos nos valorizar primeiro para depois sermos valorizados.

        • Tosoobservando

          concordo, alem de pagarmos 3x mais pelo mesmo modelo ou ate por versões capadas que trazem (isso qd trazem) ainda nem respeitam nossa lingua! Isso que da usar dinheiro publico pra multinacionais, nao se preocupam com o país e sim com seu lucros para as matrizes.

        • Wally

          Se fosse na Suécia, essa apresentação seria em inglês, onde praticamente 100% fala inglês. Se fosse na Alemanha, idem. Na verdade eu só vejo brasileiro sendo avacalhado quando não falamos inglês, o turista chega aqui e tem que fazer mimica, até em hotéis 4 estrelas. A educação no Brasil é muito fraca, e isso reflete também no fato de não falarmos inglês, para nos comunicarmos com o mundo cada vez mais globalizado.

          • Gustavo73

            Tanto na Suécia quanto na Alemanha seria na língua local. O fato da população saber outra língua não significa que seria de bom tom apresentar um produto em inglês. Isso é básico.

            • Wally

              Esses salões são importantes e vem jornalistas especializados do mundo todo.. Seriam em inglês sim, em qualquer parte do mundo. Lógico que na apresentação do novo palio, foi em português, pois nenhum jornalista de fora quer saber..

              • Gustavo73

                Se fosse o lançamento de um carro mundial. E fosse a primeira vez que ele aparevesse no mundo. Concordo. Mas no caso, a Renegade já existe e está a venda no EUA e Europa. Apesar de ser um lançamento recente. Eles já conhecem o carro. Entendo que para mostrar a importância, eles tragam executivos que nem trabalham no Brasil para falar. Mas fica sim chato. E vou te falar. Apesar de saberem o inglês alemães e franceses não gostam de ser abordados na língua de Shakespeare.

              • Marcio Lima

                Se vem ao Brasil apresentar o carros aos brasileiros, que fale na língua local. Questão de empatia e respeito com o público.

                • Wally

                  O “público” era um monte de jornalista do Brasil e America Latina que sabe inglês e não se sentiu desrespeitado de forma alguma, afinal, alí estava falando o gerente de produto da Jeep e responsável pela criação do Renegade. Botar uma mané lá pra falar em português, só porque fala português não faz sentido nenhum. Como eu disse nas mensagens anteriores, nos salões do mundo todo é assim. O brasileiro é que precisa deixar de ser preguiçoso e se especializar em alguma lingua, de preferência o inglês por ser uma lingua mundial.

          • Everton Nogueira

            globalização não significa em hipótise alguma que é sumário, essêncial, imponderável saber inglês fluente, oras se eu for na inglaterra ou nos “states” automaticamente se eu não souber nada na língua local estarei mais perdido que cego em tiroteio. se valorizar é preciso e precisamos fazer isso por nois mesmos, senão quem fará, agora falando do carro que é o que importa, será um arraso dependendo do preço!

            • Wally

              Só recomendo a você fazer um esforcinho e aprender inglês. É importante nos dias de hoje, ao invés de reclamar que não sabe ingles.

  • Yuri Calmon

    O carro do ANO 2015 no Brasil !!!

    • Pedro

      Cara, i eu já não sei, mas em potencial, outros sites estão falando que ele tem bom espaço interno, que surpreende pela boa qualidade do acabamento que desde versão básica possui material macio ao toque e boa construção, tem tudo para ser um sucesso, mas vamos esperar os preços pra ver.

    • Tosoobservando

      Tem uma pedra no sapato dele e se chama Honda HR-V.. A nao ser que a Fiat venda esse Renegade em suas concessionarias, nao vendera mais que o SUV da Honda.

      • Comment

        Só porque é um Honda? Eu achei o HR-V feio. E pelo já divulgado, este Jeep é muito mais SUV que o da Honda.

        • Tosoobservando

          Sim nesse segmento a marca conta, e a Honda tem nome por causa do Civic. A Jeep nao é tao popular aqui nem entre os mais abastados, e se venderem nas lojas Fiat pode piorar a imagem dela.

          • Comment

            A marca conta para os desavisados…até porque a Honda não tem tradição no segmento. O CR-V é muito popular, mas não tem nada de especial.

          • Comment
  • Marcio Vianna

    Achei esse carro bem bacana e encabeça minha opção para o próximo ano. Mas preciso do GPS para trabalhar. Alguém sabe qual empresa é a fornecedora de mapas ao GPS da Fiat?

  • Pajé_do_além

    Ficou muito bonito esse Renegade, mesmo sendo diferente do resto. Acho até que ser diferente o ajudará nas vendas, algo para se distanciar do comum.

  • Lobo

    O que acharam do motor a gasolina ser o 1.8 E.torQ da Fiat? É um bom motor?

    • Wally

      Sem duvidas que é. O E-torq, antigo TRITEC, era utilizado nos BMW Mini na versão 1.6, mas tinham uma versão 1.6 turbo e 1.8 engatilhados na fábrica do Paraná. A fiat retomou o projeto do 1.8 e rebatizou tanto o 1.6 como o 1.8 como Etorq. (A fiat comprou a fábrica da TRITEC após a BMW passar a adotar outros motores para o Mini).



Send this to friend