BMW Cupês Sedãs Vídeos

Vídeo oficial da BMW, onde o Progressive Activity Sedan (PAS) é explicado



  • Douglas

    No final das contas o vídeo me passou a impressão de ser uma tentativa de justificar o lançamento de um carro inútil (ou melhor, mais um carro inútil. Vide X6) dentro da gama BMW. Pelo menos o X6 se justifica pela singularidade da proposta de misturar SUV e coupé em um só carro.

    Considerando que a MB já lançou algo do gênero (Classe R) e o modelo não vingou, apostaria no fracasso do PAS, mas por algum motivo acho que ele vai obter algum êxito.

  • mcrafilski

    [Comentario #139027 sera citado aqui]

    x6 é um carro inutil?
    ai ai ai

    acho que esse PAS pode ser uma grande jogada da BMW, pra conquistar cada vez mais consumidores ecleticos e de bom gosto!

  • renato

    [Comentario #139027 sera citado aqui]

    o seu comentário foi inútil, isso sim.
    não vejo como comparar o classe R com o X6, vc tá bem doido brother. :pao:

  • ak47

    cara, apesar das palavras meio “agressivas”, também vejo esse conceito como apenas uma justificativa de criar um novo “tipo” de veículo para não chamá-lo de algo que já existe. Não é a primeira vez que a BMW faz isso. Quando lançaram o X5, chamaram ele de SAV (e não SUV) pelo fato dele ser inútil (não para repetir essa palavra… novamente) por não ter utilidade fora de estrada (era um carro de grande porte que serviria apenas para ser usado no asfalto) – o que foi um mico para a BMW pois ele foi classificado como SUV e a imprensa detonou o X5 pelo fato de não ser fora-de-estrada (a Cayenne chegou logo depois sendo melhor no asfalto e tendo muita agilidade ainda fora de estrada). O X6 está sendo muito aceito (detalhe: apenas pelos fãs da BMW). SIM – a Mercedes se deu muito mau com a classe R pelo mesmo motivo: classificou o veículo como se NÃO fosse uma mini-van (mercado americano), mas não deu certo – o mercado o classificou como mini-van e o projeto foi por água abaixo. Gostei muito do comercial (em termos de produção) mas realmente, principalmente para o mercado em que eles estão atuando (americano), eles já ouviram muito disso e não acho que a BMW vai ser feliz nessa “desculpa” de um novo tipo de veículo, que realmente não se justifica. Desculpas antecipadas para aqueles que não concordam, mas para quem morou lá por 18 anos e trabalhou no ramo (especificamente com as linhas alemãs), essa é a minha opinião.

  • ak47

    cara, apesar das palavras meio “agressivas”, também vejo esse conceito como apenas uma justificativa de criar um novo “tipo” de veículo para não chamá-lo de algo que já existe. Não é a primeira vez que a BMW faz isso. Quando lançaram o X5, chamaram ele de SAV, sports ACTIVITY vehicle (e não SUV, sports UTILITY vehicle) pelo fato dele ser inútil (não para repetir essa palavra… novamente) por não ter utilidade fora de estrada (era um carro de grande porte que serviria apenas para ser usado no asfalto) – o que foi um mico para a BMW pois ele foi classificado como SUV e a imprensa detonou o X5 pelo fato de não ser fora-de-estrada (a Cayenne chegou logo depois sendo melhor no asfalto e tendo muita agilidade ainda fora de estrada). O X6 está sendo muito aceito (detalhe: apenas pelos fãs da BMW). SIM – a Mercedes se deu muito mau com a classe R pelo mesmo motivo: classificou o veículo como se NÃO fosse uma mini-van (mercado americano), mas não deu certo – o mercado o classificou como mini-van e o projeto foi por água abaixo. Gostei muito do comercial (em termos de produção) mas realmente, principalmente para o mercado em que eles estão atuando (americano), eles já ouviram muito disso e não acho que a BMW vai ser feliz nessa “desculpa” de um novo tipo de veículo, que realmente não se justifica. Desculpas antecipadas para aqueles que não concordam, mas para quem morou lá por 18 anos e trabalhou no ramo (especificamente com as linhas alemãs), essa é a minha opinião.

  • ak47

    desculpa a duplicação pessoal


Send this to a friend