Humor Automotivo Trânsito Vídeos

VÍDEO: Programa CQC dá um susto nos valets que param carros na rua

  • PONCIO PILATOS

    kkkk
    gosto dessa galera.
    humor diferenciado.

    • Pedro_Rocha

      Parei de assistir porque ficou "politicamente correto". Não estou defendendo a piada indefensável do Rafinha Bastos, mas dá para perceber que estão mansos com políticos e nem tão sutilmente esquerdistas.

  • RicRB

    Um susto muito bem dado, diga-se de passagem!!
    O Valets, já tem um preço extremamente abusivo e ainda, engana-se quem pensa que assim, o seu carro está seguro!! Teria que ter uma fiscalização constante para inibir esse tipo de conduta!!
    Fora, que ainda tem alguns manobristas, da " teoria " que o " carro não é meu mesmo "…(encostam seu carro em outro, roubam o que tem dentro, param em fila dupla, cantam pneu…)

  • Tem que rir para não chorar…

  • Almeidaplx

    Achei a matéria um tanto quanto incompleta… Enrolou, enrolou e não mostrou o desfecho da história toda…

    • Leandro1978

      Achei bem fraquinha mesmo, principalmente quando comparada com aquela do telemarketing, na qual eles colocam um caminhão em frente ao escritório de uma empresa de telemarketing, e seus seguranças ficam desesperados tentando entrar em contato com a empresa dona do caminhão:
      [youtube X4QjjhHKSeE http://www.youtube.com/watch?v=X4QjjhHKSeE youtube]

      • Márcio

        essa do telemarketing demais!!! kkkkkkkkkkkk

      • dudupruvinelli

        Os trolls em pessoa.. kkk

    • Filipe César

      Digite o texto aqui![youtube eNbHeGLm1Fw http://www.youtube.com/watch?v=eNbHeGLm1Fw youtube]

      • Filipe Augustus

        Que bando de safados, ficaria feliz se esses infelizes dormissem pelo menos 1 mês na cadeia pra aprender a não roubar, já me aconteceu isso em uma oficina que deixei meu carro, tinha 8 reais no cinzeiro e levaram além de uma caneta da Polônia!!!!!!

  • andresluzala

    Queria ver realmente qual foi o final disso tudo, porém isso mostra o quanto que se tem que ficar esperto com esse povo.

    Eu mesmo não deixo em valet, lembro de uma mercedes que eu tinha que o cara detonou o parachoque na parte debaixo e só fui ver no outro dia…

    • Luciana

      Tem horas que não tem jeito. Por exemplo, quebrei o pé sábado retrasado, tive de ir até o hospital e tive de deixar o carro no valet. O que dá para fazer é evitar ao máximo, mas dizer que não usa… difícil…

      • Edson Roberto

        Eu não uso. Se não for estacionamento proximo que eu guarde o carro, eu mesmo guardo na rua. Sempre é assim e moro em SP.

  • Dragoniten

    Sempre que vou parar pra sair de noite é estacionamento ou eu mesmo paro na rua. Pagar 20 pila pra nem saber onde meu carro está? Não, muito obrigado.

    • FrankOff

      Exatamente! a culpa é de quem alimenta esse tipo de atividade. Nao seria mais facil rachar um taxi?

      • saosao

        Boa, se o preço do táxi fosse em conta.
        Nesse fds fui correr a Meia Maratona do Rio com um amigo e andávamos de táxi, sempre rachando. O bom é que o táxi do Rio é bem mais barato que em SP, e não se estressar no trânsito dessa bela cidade é a melhor coisa. Já em SP o preço é caro e os lugares são longes.

      • _oliveira

        Mas seguindo esse raciocínio, se o seu carro é roubado a culpa é sua também.. pois alimentou esse tipo de atividade..
        O outro faz a cagada e a culpa ainda é sua? Claro que não..

      • wasdyn

        Não acho que a culpa seja apenas de quem alimenta a atividade, mas de quem aceita calado e das autoridades que nada fazem.
        Com relação ao táxi, concordo, se a pessoa realmente não quer tirar o carro da garagem o esquema é arcar com um táxi ou recorrer ao transporte público. Ou ainda tentar arranjar uma carona ou ir de bike.

  • GuiBashop

    Dica para sacanear Valets desonestos.
    Urine dentro de uma garrafa de suco ( Gatorade ou Tampico),
    Deixe no porta copos do seu carro,
    Entregue o carro para um manobrista.
    Não se esqueça de deixar uma câmera dentro do carro filmando, para depois mostrar para os seus amigos.

    • expresso222

      E, com certeza, ele vai detonar seu carro como vingança!

      • YoOdEx

        kkkkk Fato.. e ai os amigos vão rir dobrado!

      • wasdyn

        Se o cara detonar seu carro você vai atrás do prejuízo, ainda mais fácil se tiver uma câmera filmando tudo. Se o cara bebeu teu negócio quem está errado é ele e só ele, eu pelo menos não conheço lei que proíba alguém de andar com uma garrafinha de xixi no carro, mas conheço algumas que proíbem que alguém não autorizado toque ou usufrua de suas coisas.
        É por isso que as coisas estão como estão, as pessoas se esquecem de que podem correr atrás do prejuízo se estiverem com a razão. E mesmo quando lembram que podem, não correm porque dá trabalho ou é perigoso.

    • Neanderthal_Man

      É sério isso? Caso o valet chegue a beber, tenha certeza que sua própria urina estará umedecendo bancos e assoalho do seu carro quando vc o pegar de volta. Seja mais inteligente ao tentar sacanear alguém.

      • @JhowSTi

        algum líquido com pimenta? sonífero? dorgas pesadas? hahahahha

  • lucca

    Você deixa sua mulher/namorada na mão de outro? Então porque entregaria seu carro na mão de um estranho??

    • wasdyn

      A que ponto chegamos!?!? Comparar pessoas a objetos e atribuir-lhes o mesmo valor.
      :|

      • Rodrigo Maziero

        Foi um exemplo para não brincarmos com 'nossas coisas'

  • DCald

    Qdo deixo em estacionamento, tem 2 regrinhas basicas:

    1a – eu estaciono.
    2a – eu tranco o carro e levo a chave.

    Em poucas vezes que minha mãe não seguiu essas regrinhas o resultado foram parachoque arranhado (x2) lateral arranhada (x1) e placa qse arrancada (x1 deve ter enroscado em alguma coisa).
    E olha que isso foi na meriva… a placa não fica vulneravel como fica no C4.

  • daniel

    MUITO BEM DADO ESTE SUSTO!!!!!!!!! é por isto que eu detesto , odeio , e outras coisas mais sobre manobrista!! puts eu sou cara de pau em não deixar manobrista pegar o carro eu fala um não bem dado! carro meu quem dirige é so eu ,mais ninguém !!! , vc nunca sabe o que o manobrista esta fazendo com o seu carro por enquanto que você esta se divertindo . manobrista pra mim nunca ! depois vai que o cara bate o carro, põem o carro no tempo como eu não gosto do meu carro no tempo que seja na chuva, sereno ,sol etc ou vai que o manobrista mete o carro com a roda no meio fio e la vai pneu raspado e roda arranha é outra coisa que tbm não gosto no meu carro.

    • Neanderthal_Man

      Para mim vale o mesmo. Já cansei de ver motoristas que querem opcionais como bancos elétricos com memória. Para mim é totalmente dispensável, até mesmo indesejado, uma vez que só eu dirijo meu carro, ninguém mais.

  • Motorista1979

    Eu nao estaciono em valet nem a pau, se nao houver opçao eu volto pra casa mas nao paro em valet. So estaciono se eu puder parar o meu carro e levar a chave. Ja tive uma experiencia nao muito agradavel em valet: roubaram o step e o macaco do meu carro e so fui descobrir muito tempo depois.

    • DougSampaNA

      Se eu tiver que ir a umlugar onde tem valet, eu não vou; principalmente se for restaurante, ou casamento.

      • wasdyn

        Cara, não me leve a mal, mas deixar de fazer algo que você quer ou precisa apenas para não deixar o carro no valet ou na rua é algo que não consigo aceitar. Se o carro tem seguro, estacione na rua e vá curtir; se não tem seguro e precisa ir a algum lugar barra pesada pegue um táxi e aproveite.
        Você é que serve o carro ou é o carro que te serve?

        • P500<<

          Eu sirvo o carro. Eu trabalho para dar a manutenção adequada à ele. Eu trabalho para pagar o estacionamento. Eu trabalho para viver. O carro apenas me retona o que eu o mantenho.

        • DougSampaNA

          Não, carro é condução pra mim; mas o custo de reparo ou o desabor de ter um nojento deste mexendo no que é meu procurando moedas, pra ver como são baixos; é digno de que eu nem colabore que ele tenha este emprego especificamente, gente que rouba moedas hoje, rouba estepe amanhã se já não estiver roubando.

  • saosao

    Eu não deixo no valet também nem a pau, eu mesmo estaciono o carro, e na rua mesmo.

    Com o carro da minha namorada eu deixo no estacionamento mesmo, não em valet. Como não é meu, quero que esteja bem assegurado.

  • fpfor

    O problema é que em cidades como São Paulo, é melhor deixar o carro na mão de um vallet desgraçado, sabendo das babaquices que ele faz, mas pelo menos você pega o seu carro na porta do estabelecimento, do que tentar parar na rua ou estacionamento distante e no caminho ter o risco de ser assaltado.

  • fpfor

    Aqui mesmo no meu bairro existem 3 pizzarias, 1 restaurante japonês e mais 2 outros restaurantes diversos que param o carro na rua, por sinal na minha rua que é bem calma.
    Porém além dessa mafia de deixar o carro na rua, fica dois flanelinhas "cuidando" para que esse tipo de coisa não aconteça igual no CQC.
    Mas 20 reais para o carro ficar na rua é um absurdo.

  • Kohlsgrün

    Outro "emprego" medíocre que nem deveria existir. A pessoa nesta função dificilmente vai evoluir profissionalmente e ainda tem uma porta para aprender a virar gatuno.
    Abastecedor de Combustível, lavador de carro, valets são coisas que qualquer proprietário de carro teria que ter condições de fazer sozinho, não mandar os outros. Em outros países todos tem a capacidade de fazer isto sozinho, porque aqui não? Sei, sei, ordem e progresso não é…

    • wasdyn

      Cara, por mais que eu não goste de deixar o carro com manobrista, curta lavar meu carro e gostaria de poder abastecê-lo por conta própria achei seu comentário no mínimo infeliz. Em qualquer lugar a maioria das pessoas têm condições de fazer isto sozinhas, mas o único que sei que não existe em muitos países é o frentista. Se a pessoa vai ou não evoluir é um problema dela, duvido que alguém tenha colocado uma arma na cabeça dela e a obrigado a ir trabalhar. E sobre ser uma porta de entrada para virar um gatuno, deprimente, se o cara virar gatuno é porque ele quis, não porque o trabalho o pressionou a fazer isso – se é assim vamos proibir os caixas de supermercado, afinal eles mexem com dinheiro o dia todo, para o dinheiro ir para o bolso deles ao invés da gaveta é uma piscadela, vamos proibir os policiais, afinal eles podem andar armados, para aproveitarem a arma para fazer uns assaltos é um pulo, vamos proibir os médicos, afinal eles têm acesso a drogas mortais, vai que decidem injetar um pouco num desafeto…

      • Kohlsgrün

        Tu esta pensando nas pessoas e não na "funcão" como eu abordei.

        • wasdyn

          Sim, abordei este ponto, mas não acho que a função deva simplesmente ser "extinta". Existem pessoas que não se interessam em tirar um dia para cuidar do carro e simplesmente não querem ter que andar dois ou três quarteirões para ir do carro ao restaurante. De forma nenhuma critico estas pessoas, aliás acho que por não terem essa preocupação "fútil" com o veículo e a "terceirizarem" conseguem aproveitar mais estes momentos que envolvem o veículo.
          Da mesma forma com que alguns se preocupam com o carro mas apenas "mantém" o jardim, há pessoas que apenas mantém o carro e realmente cuidam do jardim. É uma questão de gostos e valores. Para os primeiros o jardineiro é indispensável, é ele quem mantém o jardim para que o dono não precise se preocupar, já o lavador de carros é dispensável; já para os segundos quem é indispensável é o jardineiro, quem cuida do jardim é o próprio dono, é um hobbie, mas o lavador de carro é indispensável, o dono não quer se preocupar em lavar o carro.

      • Castle_Bravo

        Nem um extremo nem outro. Da maneira que é o hoje, quem não quer um frentista, por exemplo, é obrigado a ser atendido e a pagar por um, por força de lei.

        Se não houvesse obrigatoriedade, certamente pessoas como tu, ainda seriam atendidas por locais ou pontos de venda que fornecessem este serviço, obviamente, por um custo um pouco maior.

    • Edson Roberto

      Puxa que legal… o cunhado da minha ex namorada, comprou uma casa, comprou um terreno, comprou um BUFFET, comprou alguns carros 0km com estacionamento, de "tão ruim" que e´trabalhar. Eu qdo mais novo (por volta dos 18 anos) fui fazer uma entrevista com um carro de ex namorada e, comentei para o cara "que cuidava" do carro:
      "Puxa tá dificil emprego viu… tive que pedir o carro emprestado da minha namorada para fazer entrevista!".
      E ele: "Pois é…. mas é entrevista de patrão, pois está todo engravatado…"
      Eu: Que nada… é para atendente mesmo".
      Ele: "Olha, é que vc não iria aceitar a merreca daqui, PAGO R$520 para ficar olhando carros por mes, dou VR e ainda pode esoclher o restaurante para se alimentar".
      Eu: Pensei comigo e…. FUI NUMA ENTREVISTA PARA GANHAR R$340 SEM DIREITO A VR.

      Conclusão: O cara me disse que tinha 3 CARROS e que alguns pagavam POR MÊS para esse olhar. E depois é quem trabalha com isso que ganha mal?

      Isso são apenas dois exemplos de minha vivencia e experiencia de ter visto algo parecido. Sem contar outros que também se deram bem na vida.

  • BrunoBT

    Poxa, eu sou chato:
    1 se já tinha a chave reserva, não precisa ter colocado uma pessoa no porta-malas, o que é proibido e perigoso, pois o compartimento é feito para absorver impactos.
    2 nenhum dos integrantes do CQC usa cinto de segurança! que belo exemplo

    e sobre a matéria, ficou fraquinha mesmo, tinha que peitar o cara, fingir que ia chamar a polícia, chamar o responsável… ficou devendo

    • Luciana

      ficaria complicado chamar a polícia, afinal de contas, o carro não foi furtado e falsa comunicação de crime é crime… :D

      • P500<<

        FINGIR colega, fingir.

  • PEDRO_HAWK

    Se o estabelecimento que pretendo frequentar não tem estacionamento, vou atrás de outro. Se o estacionamento é com manobrista, vou atrás de outro.

    No meu carro nem minha esposa pega mais. Pra isto que ela tem um.

    • wasdyn

      Também não deixo na mão de manobrista, mas nunca deixei de fazer o que eu quero/preciso apenas para não deixar o carro na rua. Pago seguro justamente para ter esta tranquilidade. Aliás, o carro é quem me serve, não o contrário.

      • Castle_Bravo

        O sapato que me serve, não eu sirvo o sapato. Mas o sapato faz parte de minha pessoa, minha indumentária. Se algum estabelecimento não deixa eu adentrar com meus sapatos, desculpa, mas eu não vou tira-los simplesmente por este motivo, vou ao concorrente onde não há necessidade de eu não usar algo que me auxilia (conforto, segurança, mobilidade, etc.) e não complica minha vida.

        • wasdyn

          Sim, mas aí trata-se de uma proibição do restaurante, uma norma idiota. Eu também evitaria este lugar, mas não porque amo meu sapato e não aceito que alguém o menospreze, mas porque repudio locais elitistas, onde só aceitam gente assim ou assada.

  • wasdyn

    Galera, li alguns comentários aqui e fiquei com uma dúvida na cabeça: quem serve e quem é servido – o carro te serve ou é você quem serve o carro?
    Entendo que deixar com manobrista é ruim, nunca se sabe o que o cara fará com o carro, eu também procuro evitar – se sei que o carro será estacionado na rua eu mesmo estaciono e poupo dinheiro e preocupação, mas deixar de sair, de ir para onde você quer ou precisa apenas porque não tem onde estacionar é, para mim, o materialismo levado ao extremo. Se você tem seguro, estacione na rua e seja feliz, vá curtir um pouco; se não tem seguro e não quer arriscar, chame um taxi, utilize o transporte público se for viável, vá de bicicleta…
    Desculpa aí gente, também gosto de cuidar bem do carro, mas quem vem em primeiro lugar sou eu, eu sou o mestre do carro, não o contrário.
    Só para finalizar, cheguei a ler absurdos como pessoas comparando objetos a entes queridos, dando a entender que ambos têm o mesmo valor. Tudo bem que tem pessoas que realmente não têm valor algum, mas comparar alguém que você ama a qualquer objeto é surreal.

    • Castle_Bravo

      Acho que isto vai de cada um. Há um expressão nos EUA: "no parking, no business" ou "sem estacionamento, não há negócios".

      Acho válido até esta filosofia, cabe ao dono do estabelecimento se virar para atender o cliente que quer ir de carro, não o motorista ter que "se virar" ou "ir de qualquer jeito" para o local.

      É um dos motivos de eu hoje, preferir mais shoppings do que comércio de rua. se não tem estacionamento e complica minha vida, vou para o concorrente que facilita as coisas pra mim.

      • wasdyn

        Concordo Castle. O estabelecimento "deve" facilitar minha vida, sob pena de eu não ir ao local.
        Eu deixaria, sim, de ir a um lugar se a única vaga que encontrasse estivesse a alguns quilômetros de distância, mas não o faria porque o carro ficaria num local estranho, mas porque não seria conveniente para mim. Se eu tivesse que ir a um local onde sei de antemão que não há onde estacionar, procuro uma alternativa (táxi ou transporte público) ou, se o problema for o excesso de carros já estacionados, saio de casa mais cedo e fico rodando um pouco para achar uma vaga.
        Mas de forma nenhuma deixo de ir para beneficiar meu carro, se deixar de ir será para meu benefício.
        Mas como você disse, vai de cada um. Eu acho difícil este tipo de serviço* acabar justamente porque é conveniente para a maioria. Se não estamos contentes com a forma como funciona não devemos querer extinguir, mas tentar melhorar.
        * frentista, manobrista, garçons… Sem desmerecer quaisquer profissão, mas todos eles fazem coisas que qualquer um aqui pode fazer sem qualquer capacitação extra.

  • Castle_Bravo

    Odeio manobrista e evito ao extremo este tipo de "serviço", que pra mim não passa de um flanelinha piorado, porque o tradicional, o achacador "básico", ao menos não poe as patas no volante do teu carro, e se a gente se submeter ao assalto ele não vandaliza o teu carro. :@

  • Rodrigo Maziero

    1-) Única regra: Só eu solto PUM no banco do Motorista!

    =)

  • Eduardo

    Aqui na minha cidade não tem muitos manobristas, porém jamais deixei um manobrista encostar no meu carro. Sempre deixo em estacionamento, na rua ou no shopping.

  • Um manobrista ca.gou no banco traseiro do carro do meu irmão e ainda surrupiou a tampa do reservatório de óleo da direção hidraulica.
    Isso foi a noite depois de uma festa.
    Saímos e ficamos sentindo cheiro de mer.da e um ficou sacaneando o outro falando que estavam peidando…
    Quase chegando em casa ele começou a dizer que estava sentindo a direção ficar dura….
    Bom, no dia seguinte vimos a cag.ada que fizeram… Um baita de um cocozão e a tampa do reservatório roubada.
    Detalhe, o custo do estacionamento foi de R$ 30,00.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend