Lançamentos Pickups Renault Tecnologia Vídeos

VÍDEO: Renault Oroch 2017 com câmbio automático





  • tiago

    Mesmo preço de uma Saveiro Cross.

  • edgar__rj

    Acho a Oroch uma melhor opção, se comparada a Strada e Saveiro… A Toro, apesar de ser “exotica” , não me atrai em nada, queria deseja-la como meus amigos fazer…

  • Edson Fernandes

    Olha mae! uma manopla de VW! Eita imitação besta. Eu sei que é ergonomico, mas esquisito!

    Agora, não entendo porque não adotar uma regua de seleção de posição da transmissão. Ficaria muito melhor e menos esquisito.

    • ViniciusVS

      Parece uma alavanca de cambio manual.

      • Edson Fernandes

        Com manopla de VW automatico/DSG…rs

    • rodrigomalc

      Muito melhor que a do Duster “normal” automático.
      Muito mesmo.
      Aquela que parece saída de um Del Rey Ghia.

  • Galeno Faria de Oliveira

    Câmbio automático de 4marchas é muito antigo e ineficiente.

    • Raphael Pereira

      Nao e isso que vemos no etios quanto eficiencia…..

    • Danilo Ferreira

      Amigao eu acho um câmbio perfeito pelo fato de que quanto menos marchas mais força, a toro AT9 e idiota pq a toro não é pra correr pra que diabus poe 9 marchas numa toro

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    quantas marchas esse câmbio tem?

    • Ander33x

      4 marchas (AT4)
      Disseram lá no Car Blog que em 2017 poderia ser trocado o AT4 pelo CVT, aí já não posso dizer se essa do vídeo foi mesma trocada pelo CVT, pelo que eu ainda sei é AT4.

      • Darwin Luis Hardt

        disseram que ia ser 6 marchas não-cvt.

  • Hugosw

    É inacreditável como a Renault demorou para trocar a palanca de marchas da Duster. Mesmo que o câmbio não foi trocado e continua sendo o arcaico 4 marchas, já deu uma boa melhorada no visual interno do carro.

  • Diogo Oliveira

    Provevelmente os VWzeiros vão me crucificar mas mesmo assim vou falar minha opinião…
    Prefiro a Toro, ai você pensa (-Ain Diogo mas a Oroch é mais rápida) eu sei disso, mas aí vem aquela questão, eu vou usar a Picape pra andar na Estrada/Cidade/Terra ou vou apostar Corridas com ela?

    • Darwin Luis Hardt

      apostar corrida né, lógico hauhauha

      • Diego Berri

        kkkk boa, e andando com uma saveiro G6 2014 aqui da empresa que anda muito, pois já tem 120.000 km posso dizer que esses carros andam bem mas a saveiro com uma cilindrada muito menos anda junto e muitas vezes até mais…

    • Jurandir Filho

      Desculpa, mas 90% dos compradores dessa picapinhas nem vão ver poeira na vida, só vão desfilar no shopping…

  • Galeno Faria de Oliveira

    Os câmbios automáticos de hoje em dia, partem de 6 marchas. O primeiro carro nacional com câmbio automático de 4 marchas foi o Opala Diplomata 1992.

    • Raimundo A.

      Sim, mas para quem não quer um sistema automatizado, um automático mais antigo parece melhor. A Renault poderia usar um Easy R segundo cogitam para o Duster na Europa, mas optou em manter o AT4, que por sinal usa alavanca com design e opções de mudança do Easy R.

      Soa estranho, mas quando a Renault ofertou o AT4 no Logan e Sandero, vi mais na época com tal transmissão do que hoje vejo com o Easy R, que reduziu o preço em parte e avançou em eficiência, mas perdeu em suavidade.

      Se a Renault seguisse o feito pela GM, ao invés de usar um AT4, usaria um CVT popularizando este como o AT6 chega a veículos como Onix e Prisma. Todavia, no caso do Oroch, um CVT para picape pode não ser interessante, além de ser mais caro. Daí, sobrou em manter o AT4, pois AT6 parece que ela tem, mas é em veículos bem mais caros não ofertados aqui.

    • ViniciusVS

      Se o cambio for bem escalonado não vejo problemas…

      É melhor um AT4 robusto e eficiente ( não sei se é o caso) que um AT6 medíocre como por exemplo o GF6 que em 4 anos de mercado já está em sua terceira geração, nem a alavanca de cambio salva pois tinha o “botão de açúcar” que quebra sozinho ( A Chevrolet até vende o Kit reparo da alavanca de tanto problema que deu aquilo)

      Na prática um AT4 faz o mesmo que um AT6 se bem escalonado ele mantém a mesma rotação, não da tranco, tem trocas rápidas etc.

      Outro problema é um certo AT9 que fica perdido e tem trocas lentas matando o desempenho do carro. avaliar um cambio somente pelo numero de marchas é vazio e genérico demais, numero de marchas é puro marketing, o que vale é testar o carro e tirar suas conclusões.

      • -Porque a GM/Ford não usam mais o câmbio de 3 marchas?
        -Porque ninguém está desenvolvendo um câmbio com menos de 6 marchas?
        -Você chama o GF6 de medíocre e o máximo que consegue é criticar o botão da alavanca?

        • ViniciusVS

          -Porque era o que tinha na época, de certa forma atendia a proposta dos consumidores da época, os carros tinham velocidade final e potencia bem menores, o mercado era muito pequeno e o consumidor tinha preconceito, era cambio para deficiente mesmo, vale lembrar que o trânsito era outro, quantidade de carros na rua e mesmo população menor, não fazia mesmo sentido um AT. os motores evoluíram, ganharam potencia e velocidade final, sendo assim é complicado casar um cambio de 3 marchas nos carros atuais.

          Desenvolver um cambio de fato tem que ser com mais marchas, mas acho que o principal como falei é desenvolver um cambio eficiente. um cambio onde de fato a marcha a mais faça diferença. O Corolla antigo e o Etios por exemplo usam 4 marchas e tem ótimo conjunto. são economicos e tem bom desempenho, no PBE inclusive ficaram na frente da maioria dos carros de suas categorias. Vale lembrar que a politica da Toyota é usar mecânica defasada porém confiável e robusta. aquele cambio é conhecido e no Etios ficou eficiente. independente do numero de marchas ele na prática mostrou que casa bem com o motor e entrega economia de combustível recebendo o selo A. seria interessante usar um cambio novo? com certeza, mas e se der errado e virar um “powershift” ?
          Não sei se esse cambio do Oroch em questão é eficiente, quando falei que um At4 pode ser melhor é justamente porque as pessoas se apegam ao numero de marchas somente.

          Usei o GF6 como exemplo pois ele todo ano muda de geração para corrigir as falhas dos modelos anteriores. o primeiro dava problema de contaminação nas trocas de oleo, trancos, trocas lentas etc… ai fizeram uma atualização e agora não tem mais troca de fluido no GF6 II, um erro foram os botões da alavanca que viviam quebrando, a Chevrolet sabe disso e agora no GF6 III veio outra atualização e mudanças na alavanca onde perde os botões +-, muda o sistema de liberação etc..

          Os GF6 + F1 na pratica não se mostra superior ao Aisin 4 marchas + NR-FE da Toyota, ambos na prática deixam o carro com rotação baixa,motor silencioso, no 4 marchas a economia é maior… a diferença é que o dono pode falar que o cambio tem 6 marchas. mas na prática é superior?

          O que vale é o conjunto.

          • Vinicius, você fala que o conjunto importa (O que eu concordo), mas não poderia dizer que o Corolla tem um conjunto mais econômico/eficiente que o Cruze por exemplo, POR CAUSA de ser 4 marchas. Mas sim APESAR de ser 4 marchas. Mas isso seria uma comparação enviesada, porque temos diferença de peso, de potência dos carros… Seria a mesma coisa de dizer que o câmbio de 5 marchas deixa o Civic mais gastão que o Cruze. Mas o câmbio está no Fit e ele é mais econômico que os dois! Logo, não seria só uma questão de câmbio. Você também fala que ele mantém a mesma rotação que o câmbio de 6 marchas, mas desculpe, isso é impossível. Se a quarta do Aisin tiver a mesma relação que a Sexta do GF, haverá uma abismo entre a terceira e a quarta. Se subirem a relação da terceira para que ela fique um meio termo, o buraco será entre essa e a segunda. E mesmo assim, próximo da rotação/velocidade de subir a marcha, com certeza ele estaria em uma rotação maior que o câmbio de 6 marchas. Não há milagre aí. Há não ser que fizessem um câmbio com “semi-marchas”, tipo, primeira, segunda primeira, segunda, segunda segunda, terceira…. com relações muito próximas entre si, um câmbio de 4 marchas ter as mesmas relações que um de 6 é impossível. Dizer que o câmbio é robusto, isso é fora de questão: Dizer que o conjunto é bom também é só dizer a verdade. Mas não é melhor porque as pessoas defendem que é satisfatório. O problema seria robustez? Mas não é o mesmo câmbio do 500, Journey e Freemont? Porque eles puderam ter um Aisin de 6 marchas e a própria Toyota não? Que eu saiba não há relatos de problemas com esse câmbio nos Fiat. E o Freemont quando passou de 4 para 6 marchas ficou mais econômico e melhorou o desempenho. Étios e Corolla, se já são bons com o 4 marchas (E são) seriam ainda melhores com 6 marchas. Tem solução na casa, já provou a robustez. Mas defenderemos o atraso com o slogan do “Bom é diferente do ótimo” e “Se já estão bom assim, para que melhorar?”… Até quando?

            • ViniciusVS

              Até perder a liderança, até deixar de atender e seu publico alvo.

              Quem compra esse tipo de carro quer bom torque, cambio suave, mecânica confiável, baixo custo. são clientes que não se preocupam com múltiplas marchas, turbo ( tem até preconceito) , injeção direta ( a maioria nem sabe o que é isso) mas querem um projeto simples, eficiente, econômico, e barato.

              A Toyota cobra somente 3 mil a mais pelo AT4, a Renault cobra 2 mil a mais pelo AT4, enquanto isso a Chevrolet cobra somente 7mil pelo cambio por vender casado a um pacote. o consumidor é obrigado a levar um monte de firula que não quer junto, E a Ford que cobra 6 mil pelo Powershift…

              Na prática o AT4 tem melhor CxB e atende tão bem quanto o AT6.

              Será que conseguiria manter esses preços se fosse um AT6 ou CVT? a diferença é muito grande.

              Sobre o Oroch, esse motor é antigo já e usava esse cambio, se tem na gaveta o AT4 por qual motivo colocar um cambio novo em um motor velho? A chevrolet fez isso na Spin/Cobalt/Onix e ficou bom? o certo é a Renault trocar todo o conjunto, porém fazendo isso o carro vai aumentar razoavelmente os preços.

              Se na prática esse motor e cambio entregam bom torque e desempenho, tem manutenção simples, será que vale apena assumir o custo maior e perder mais mercado ainda?

              • Aí sim, você foi perfeito. Se a questão é o custo da Caixa, Não há o que dizer. No caso do Étios. Já no do Corolla, nós sabemos que tinha gordura para a caixa do mesmo fabricante com 6 marchas. Mas aí olhando para o mercado na época, ele até estava bem situado: Atrás de Jetta, Civic e Elantra, empatado com 408, Pallas e Focus. Mas voltando ao Étios, o valor da caixa frente aos concorrentes é um bom argumento para defendê-lo. Inclusive porque alguns dos seus concorrentes cobram isso em automatizados monoembreagem.

  • Fanjos

    >Cambio de 4 marchas
    >2016
    >ta

  • Darwin Luis Hardt

    eu acho bem legal o design da oroch. É a duster com traseira decente. E tem muito mais cara de picape do que a Toro. A toro parece um carro grandão. Aquele tipo de farol não me parece que transmite robustez. Já a Oroch tem cara de coisa robusta, que na minha opinião, deveria ser assim todas as picapes e SUVs.

  • CanalhaRS

    A vida da Oroch ficou russa agora. A Toro não vai dar chance pra ela.

  • The Monster Man

    4×4, AirBags laterais e de cortina, ESP, ASR?

  • FrankTesl

    Quando será que a renault vai aproveitar e instalar na sua linha os câmbios CVT que a Nissan está tranzendo para March e Versa?

  • Diego Berri

    Legal fechamento automático dos vidros, meu gol 2009 abre e fecha os 4 vidros, e ainda tem acionamento elétrico do porta malas, como pagamos caro por carros pelados…..

    • Danilo Ferreira

      Muito caro considerando o fato que uma oroch top e o preço de uma toro de entrada -,-

  • Claudio

    A Toro é mais moderna ,mais bonita e mais equipada..mas perde no motor e no preço..
    acho a Oroch mais robusta e apropriada para o trabalho e sem duvida melhor opção que strada e Saveiro.



Send this to friend