*Destaque Mercado Sedãs Volkswagen

Virtus já está entre os 20 carros mais vendidos em março

volkswagen-virtus-msi-2018-avaliação-NA-36

Passados nove dias úteis de vendas em março, as parciais do primeiro mês regular (em termos comerciais) do ano já conta com a presença de um novo carro entre os 20 mais emplacados, o Volkswagen Virtus. O sedã compacto da marca alemã foi lançado em janeiro e em fevereiro, ficou na 29ª posição entre os automóveis mais vendidos com 1.455 unidades.


Agora, o Virtus já ocupa a 19ª posição com 904 vendidos até o momento, o que o coloca à frente do Honda Fit, por exemplo, que está no limite dos 20 mais vendidos. Com preços a partir de R$ 59.990, o modelo da Volkswagen rapidamente está crescendo em vendas e promete uma boa briga com modelos menores, geralmente presentes nesse grupo.

Nessa parcial onde o Virtus já aparece no Top 20, o Corolla é o mais vendido com mais de 1,8 mil, enquanto o Prisma está na casa dos 1,53 mil. Depois, aparece apenas o Etios Sedan com 948 exemplares emplacados. Ou seja, apenas quatro sedãs no grupo até o momento. Com diferença tão pequena, Virtus e Etios Sedan deverão brigar.

fiat-cronos-impressões-NA-55


Outro que deve chegar a esse grupo, mas ainda sem uma data para que isso aconteça, embora deva estar próxima, o Fiat Cronos tem tudo para acirrar a disputa dos sedãs entre os automóveis mais vendidos. O objetivo da marca italiana não foi desenvolver um produto para brigar diretamente com o Virtus, mas alcançar o líder Prisma. Porém, a batalha comercial entre os dois é inevitável. Como novidades, sem dúvida se destacarão no grupo. O que deve mexer com os concorrentes.

O Chevrolet Onix ganhou uma interessante opção Advantage, focando no câmbio automático de seis marchas por um preço mais baixo, já se antecipando aos rivais que estão chegando. O Etios Sedan ganhou na semana passada a linha 2019 com mudanças importantes na composição das versões e em segurança, tendo agora controles de tração e estabilidade, além de assistente de partida em rampa, entre outros.

E o que teremos mais adiante, em termos de novidades nesse segmento? Haverá ainda um reforço da Ford com o Ka Sedan 2019, já com facelift e mudança de motor, onde se espera que também traga o desejado câmbio automático. Outro concorrente de peso será mais um Toyota, o Yaris Sedan, que pode atuar junto com o Etios Sedan tal como Gol e Polo funcionam atualmente, por exemplo. Hyundai HB20S e Volkswagen Voyage geralmente aparecem no Top 20, mas ainda não há novidades da dupla para os próximos meses. Nos comerciais, a Toro está em um estranho quarto lugar…

[Fonte: Fenabrave]

COMPARTILHAR:
  • Djalma

    É, mas o Virtus poderia estar vendendo muito mais, talvez até ultrapassado Prisma e Corolla, se a VW não cometesse alguns erros. Primeiro não lançar a versão MSI com AT. Segundo a falta de retrovisor elétrico e regulagem de volante; uma burrice sem tamanho. Conheço pelo menos 3 pessoas que deixaram de comprar o carro pela falta desses itens.

    • Regulagem de volante concordo que faz falta para alguns. Mas o controle de retrovisores, só acho útil se o carro é compartilhado com pessoas de estatura diferentes.
      Honestamente acho as faltas do Kicks ( descansa braço, cruise control e tanque pequeno) que fazem mais falta, ainda mais pelo valor, mas não impede de ter bons números.
      Pra mim, fas mais falta o 1.6 AT.

      • Hoffmann

        Você pode até não achar útil as regulagens elétricas dos retrovisores mas em um carro de 60k isso é obrigatório. Não há justificativa plausível para essa atitude da Volkswagen.

        • Feliphe Santos

          Obrigatório mesmo em um carro de 60k é ESP e 4 airbags no mínimo. A VW fez uma escolha em oferecer mais segurança e tecnologia em detrimento de alguns opcionais que para alguns não fazem falta.

          • Hoffmann

            Na verdade obrigatórios são SEIS AIRBAGS, no mínimo. A Volkswagen não fez mais que a OBRIGAÇÃO dela colocando ESP E 4 airbags em um carro lançado em 2018, não tem nada de louvável nisso. Próximo!

            • Feliphe Santos

              Diz isso para as outras montadoras e veja qual carro de 60 mil tem 4 airbags e ESP (apesar de ser opcional, por 3 mil). Quanto carro até mais caro tem só Airbag duplo só por que é obrigatório?

              • wagner

                ESP muitas oferecem, até o Etios tem e agora é de série. O único diferencial são os airbags oferecidos por poucas montadoras.

              • Djalma

                Na realidade ESP, Controle de Tração e Bloqueio Eletrônico do diferencial pode vir num pacote que custa R$ 1.050,00. A VW teve que vender separado também de itens de conveniência por causa da avaliação do Latin NCAP.

            • wagner

              ESP é opcional!!!!
              Nem a obrigação fez.

              • Hoffmann

                Ah é mesmo? Eu achava que era de série no MSI! A VW é pior do que eu imaginava.

            • Matthew

              Independente do que cada um acha indispensável ou não num carro de 60k, acho que a Volks poderia disponibilizar um pack pro MSI que incluísse o ajuste da coluna de direção, os espelhos retrovisores elétricos e qualquer outra coisa pra fechar o pacote, já que ela insiste nessa política de opcionais e não trabalha com versões fechadas como muitas concorrentes fazem.

              Eu particularmente não deixaria de comprar o carro pela ausência dos ajustes elétricos dos espelhos, mas não acho que seja algo necessário só a quem divide o carro com mais de uma pessoa. Muito chato ter que se esticar todo sobre o banco do passageiro para alcançar a alavanca.

            • Djalma

              Poucos ou nenhum tem, alguns nem como opcional.

          • wagner

            ESP é opcional e não item de série, o amigo se refere a itens de série.
            Assim tanto um quanto o outro são opcionais.
            Quando vc se refere a “tecnologia”, aonde encontro isso na versão 1.6? Para mim é um carro que tem apenas o básico no segmento.

            • Djalma

              A tecnologia está na construção do carro, na plataforma.

          • Gran RS 78

            Só que o esp só está disponível para as versões com motor 1.0 tsi.

            • Ernesto

              O ESP é opcional para as versões de entrada e de série nas versões com 1.0 tsi.

          • Elizangela Oliveira

            Quanto custaria isso? Então oferecesse como opcional pelo menos.

        • Ricardo

          Penso que a VW colocou o ideal nos acessórios e oque nenhuma colocou na estrutura: segurança.
          Acho que o fato dele ser seguro além dos concorrentes compensa a falta de alguns ítens. Quanto ao câmbio automático no MSI deve ser estratégia de vendas pois ele é oferecido na Argentina.

          • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

            Concordo meu xará. Acho que á VW fez isso para destacar as versões 1.0 turbo TSI. Mais acho que daqui para o fim do ano chega o Virtus 1.6 MSI automático, junto com os retrovisores elétricos, faróis de neblina e volante com regulagem de altura e profundidade.

      • Ricardo Diniz

        Acho imperdoável a falta de retrovisores elétricos…carro muito caro para faltar isso…chega a ser uma falta de respeito

      • Hen_Par

        Eu mesmo deixei de considerar o Kicks justamente por falta desses equipamentos.

      • Marquinhos

        Vide o Creta por exemplo, onde para achar o botão do vidro a noite é uma operação secreta. custava eles colocarem luzes nos interruptores?? é a chamada economia porca.

    • Paulino Lino

      Concordo e conheço muito mais pessoas que deixaram de comprar porque trabalho numa css VW há 11 anos no interior de MG. Mas existe uma especulação que a partir do segundo semestre a linha 1.6 MSI receberá o AT6.

      • delvane sousa

        Na argentina jo oferecem a versao 1.6 com automático. E uma questão de tempo chegar por aqui.

    • leitor

      Nem é só isso. A imagem parece um carrão, mas quando vê de perto é como um Voyage mais interessante. Passa longe de um Jetta.

      • Djalma

        Desculpe, mas não concordo não. Vi um ontem no estacionamento de um hipermercado e por coincidência tinha um Prisma e um Etios perto; os dois somem perto dele. O carro tem presença sim.

        • Janderson von Neumann

          Não tinha visto o Virtus ainda de perto, só na internet, revistas, etc…, até que ontem me deparei com um ao vivo e a cores no estacionamento de um Shopping aqui em Porto Alegre, era um Virtus prata, bah, na hora me decepcionei, nas fotos e imagens eu tinha a impressão de ser um carrão alto, largo, de porte maior, que nada, me pareceu um Voyage reestilizado, a frente é baixa, parece um bolo que ficou abatumado como se diz, a traseira é sim bonita, mas é um carro mais ao nível de Prisma mesmo, não sei se meus olhos me enganaram,mas esperava bem mais dele, até um Grand Siena tem um porte mais avantajado, tinha um do lado, e próximo tinha um Cobalt novo 2018, também achei mais musculoso, e eu que gostei tanto de ver o Virtus na internet….

          • Djalma

            Tem dimensões maiores de todos que você citou, inclusive Cobalt, que é o mais próximo. A questão é que ele não tem o design quadradão de Cobalt, Prisma, etc; é um carro mais baixo e com excelente coeficiente aerodinâmico. Na largura é só 3 cm mais estreito que o Jetta atual e com o mesmo entre eixos, e com relação ao Voyage tem uns 20 cm a mais de comprimento e 10 cm na largura, muita diferença para se parecer com um Voyage reestilizado.
            Eu não criei expectativa quanto a ser um carro de grande porte, para mim a impressão foi positiva e até um pouco acima das minhas expectativas, pois a que vi foi a MSI e ainda com calotas; essa não tinha visto ainda in loco.

            • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

              Como falei Djalma! Isso é tudo com inveja do Virtus, pois o carro veio para acabar com os concorrentes.

            • Ricardo Diniz

              Djalma, acho que você se enganou na frase:
              “Tem dimensões maiores de todos que você citou, inclusive Cobalt, que é o mais próximo.”
              Cobalt: comprimento 4,48 / Virtus: comprimento:4,48 – mesmo comprimento
              Cobalt: largura 1,74 / Virtus: largura 1,75
              Cobalt: altura 1,50 / Virtus: comprimento: 1,46
              o que o Virtus tem de mais largo(1cm) o cobalt tem de mais alto: 4 cm. No volume total, o Cobalt é maior.
              unidade: metro
              Cobalt: porta malas: 563 litros / Virtus: porta malas: 521 litros.
              Volume de porta malas então…cobalt arrebenta…
              Não vi esse estardalhaço todo quando lançaram o Cobalt…querer fazer ele parecer de uma categoria a qual não pertence…Isso me cheira enganação…

          • Ricardo Diniz

            Se o Virtus seguir com os mesmos problemas do novo Polo….daqui a pouco o pessoal vai desistir desse carros…também fiquei impressionado com as fotos…mas realmente o pós venda e a qualidade do carro não ajuda…vejam os problemas com o freio de mão do Polo…

            https://www.youtube.com/watch?v=M8lWqiSyKac

            https://www.youtube.com/watch?v=1hBgTEFSwHc&t=269s

            fora que no reclame aqui, pessoal está reclamando muito do acabamento do Polo…(que é igual o do Virtus…)

        • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

          Isso é inveja do Virtus Djalma. O VW Virtus é sim um baita de um carrão. Tenho um Prisma e se Deus quiser e me permitir, irei troca-lo por um Virtus assim que puder.

    • Silvio

      Bota mais um na lista aí…

    • Elizangela Oliveira

      Eu também deixaria..

    • rennan mh

      Isso é uma estratégia para não afundar ainda mais o FOX. Quando o Fox sair de linha aí a VW irá melhorar os básicos.

  • Acho que ainda é cedo pra falar, mas até o momento só tem o Etios Sedan entre ele e o Prisma. Não se sustenta essa posição devido seu alto preço e a falta de uma versão AT com preço mais baixo.

  • Até hoje não vi nenhum na rua.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Vi um ontem

    • Feliphe Santos

      “até hoje”

      Parece até que já tem 6 meses de lançado. Vamos com calma, tem pouco mais de 1 mês.

      • A matéria diz que ele está entre os 20 carros mais vendidos do mês. Tendo em vista tal informação, eu quis dizer que, mesmo estando entre os mais vendidos, até então ainda não vi nenhum na rua. Não é difícil de entender. :)

        • Pedro Neto

          Kkkkkk o cara conta o que ve na rua? Kkkk Brasil tem 8milhoes e 500mil km2 207milhoes de habitantes e o q manda e o que viu na rua em um mes? Xessus

          • Sim, fico contando o nº de carros que vejo na rua. É bem divertido, você deveria tentar. Kk

          • Johnny Boris

            huahuahauha

    • Lucas086

      Também não, mas já vi um Cronoa precision agora pela manha, vermelho. Bonito carro.

      • Geraldo Xavier

        Achei muito mais interessante que o virtus

        • Lucas086

          Com certeza, chama atenção de longe. Acertou a Fiat no Cronos.

          • Johnny Boris

            Acabamento do Virtus não se compara ao do Cronos, realmente. O Fiat é muito mais bem feito. Estou até interessado na dupla Polo e Virtus, mas o acabamento deles é nojento.

            • Lucas086

              Não é nem que seja mais bem feito, mas as cores usadas e as formas denotam mais cuidado. Eu também não gosto do puxador da porta do argo, mas no conjunto, ele bate fácil o acabamento do polo/virtus.

        • Robinho

          eu tbm acho…principalmente o painel…

    • João

      Vi 2 só. Mas em compensação o Polo já virou mato em sp. E a maioria dos que eu vejo é TSI.

      • carlos4carros

        A maioria que eu vejo também é o 200 Tsi.

    • Geraldo Xavier

      Vejo muitos parados pois passo na entrada do pátio da abolição veículos no rj e sempre tem varios polo e virtus estacionados na rua e esteticamente ambos não me enchem os olhos. Pra foto de revista sempre pegam as versões top e com ângulos de foto que previlegiam a melhor visão. Na boa visualmente não chamam a atenção por beleza. O fator novidade é o que atrai olhares

      • carlos4carros

        Concordo. Vi um Virtus grafite hoje e achei o carro bem normalzinho. Sempre vejo um Polo 200 Tsi preto. Nessa cor ele parece um carro de baixo custo. Mas não deixaria de comprar o carro porque o desenho não chama a atenção.

    • leitor

      O Brasil é grande e só venderam menos de 2500. Daqui para o próximo mês poderá ver bastante. Eu também não vi na rua, somente na cegonha e numa agência.

      • Eu ainda não vi sequer esses de test drives das agencias. Mas sim, logo devem aparecer alguns por aqui também. Só achei curioso que o Polo apareceu nas ruas bem mais rapidamente, pelo que notei.

        • Ernesto

          Mas as vendas do Polo iniciaram melhores que a do Virtus, não?

    • carlos4carros

      Vi um hoje estacionado aqui perto… Era um MSI grafite. Não achei nada demais.

    • Aqui em Goiânia já uma dezena, no mínimo.

    • Djalma

      Eu vi ontem um MSI prata, foi o primeiro, mas já tinha visto na concessionária. Mais difícil é achar o Cronos pois emplacou uns 300 até agora.

      • O Cronos então eu ainda não lembro nem que existe.

  • Ricardo

    Ontem vi propaganda de promoção do Jetta 1.4T por R$ 86.000.

    • Feliphe Santos

      No site da VW, na parte de Ofertas, aqui em Salvador tem Golf 1.0 TSI por 69990 e Jetta 1.4 TSI por 86590. Vale mencionar também o Gol por 39990

      • Lucas086

        70 no Golf? Caso a se pensar viu.

        • Feliphe Santos

          Sinceramente, prefiro levar esse Golf do que o Polo, por exemplo. Apesar de ser manual, já é bem completo, incluindo 7 airbags e ESP.

          • Lucas086

            Com certeza, Golf mais carro que o Polo, mais seguro, espaçoso. Só tentaria o teto solar, ai sim que eu nem olhava o Polo mais. Golf na cabeça.

            • Feliphe Santos

              Teto solar no polo deve vir na opção GTS (assim espero)

              • Lucas086

                Esse vem caro viu

        • NYC_Man

          1.0 TSI – manual

          • Lucas086

            Nunca dirigi,mas falam bem do acerto desse carro, sem falar que ficou econômico

      • leitor

        Comparando os preços é uma bela oferta. Vejo aqui um anúncio de um Golf 2014 1.4 TSI por R$66.900, com 4 anos já, além de outros por mais de R$70mil do mesmo ano, está bom demais.

        Mas quando olho para o meu bolso e minha conta, está caríssimo ainda. Prefiro outro carro. Um com até a metade desse preço pode ser muito bom ainda e estarei bem servido.

    • carlos arriel

      Se não fizer questão de ser automático, vai de Golf! O preço do 1.0 está interessante… e dá para negociar um desconto maior ou uns agrados. O Golf é um carro excepcional

      • Ricardo

        Não faço questão nenhuma de ser automático. O que não entendo é por que o Golf é tão mais caro que o Jetta!?

        • Wellington Myph13

          Jetta está em oferta, na tabela é 96mil. E ainda assim na Comfortline, enquanto o Golf só tem 1.4T na Highline.

          Mas nada que justifique tamanha diferença pro Golf.

          • Plataforma MQB x PQ35.

            O Jetta na nova geração virá com essa plataforma.

            Preparem os bolsos.

            • Feliphe Santos

              Se o Virtus 1.0 TSI bate em 88 mil, o jetta 1.4 TSI deve vir por 99 mil, nem duvido. E ainda terá espaço pra um virtus GTS?

        • carlos arriel

          Devido à plataforma MQB. O Golf, Polo… já são construídos nessa plataforma, e ela incorpora várias melhorias. O Jetta antigo não, o novo será. Por isso que o desconto do Jetta é mais generoso.

          • Exato. O Jetta é feito ainda sobre a PQ35.

          • Matthew

            Além disso, o Golf é pensando para o mercado europeu, num segmento competitivo lá, o de hatches médios. Já o Jetta é concebido pra ser um sedã compacto de “baixo custo” nos EUA. Consumidor americano prefere ter um carro mais espaçoso e simples do que um apertado e sofisticado, motivo pelo qual desenvolveram um Passat exclusivo para o mercado norte americano.

            • Mr. On The Road 77

              Isso mesmo. Até o novo Jetta, esse que não chegou no Brasil ainda, me parece, por fotos, ter um interior pior que o do Golf.

  • FFSB

    Particularmente, não gostei do desenho do Virtus. Numa comparação tosca (mesmo), o caimento de traseira e a lanterna traseira baixa me lembraram o antigo (e nem saudoso) Corcel II. Um desenho sem graça, sem sal, pouco inspirado ao meu ver. E o interior da versão Highline é o único que considero compatível com o preço e proposta do carrinho que, apesar disso, possui um bom conjunto mecânico (justiça seja feita).

  • Joaquim Grillo

    o top de linha sai 88 mil absurdo

    • delvane sousa

      Então. Nesse valor vc adquire carros de categoria superior, motorização melhor e mais bem acabado.

      • Lucas

        O pior é que não. amigo. Com 88 mil que carro 0 km de categoria superior dá pra comprar? Nem Corolla GLI com calotas, bancos de tecido e um buraco no painel é possível mais.

        • Unknown

          Ford Focus fastback!

        • Mauricio Antonello

          Gli tecido morreu por 70k

        • Ricardo Diniz

          Corolla gli com roda de liga, banco de couro…enfim tava na promoção por 89990…sentra SV bem completo é 92000..

          • Ernesto

            No ano passado Sentra SV 0Km só tinha air bag duplo. Será que a Nissan colocou mais bolsas? Para ter mais, tinha que ser a versão SL ou Unique.

            • Ricardo Diniz

              Sentra SV só tem air bag para motorista e passageiro…mas tem muito desconto…vc conseguirir comprar um sentra SV pelo preço do Virtus highline com todos os opcionais…mas estaria em um carro de categoria superior ao virtus…se for para ter o mesmo nível de segurança…tem o corolla gli…que embora seja as mesmas 5 estrelas do virtus…são 7 airbags contra 4 do virtus…

              • Ernesto

                Sinceramente eu não compraria um médio com somente 2 air bags, caso do Sentra SV.

                • Ricardo Diniz

                  Sinceramente eu ficaria com o Corolla. É o carro mais vendido do mundo todo ano…é o sedan mais seguro do Brasil, mecânica e pode venda confiável…
                  Olhei Corolla GLi no webmotors, vi concessionária vendendo ele a 88.000. Acho que a presença do Virtus no mercado está fazendo diferença…as primeiras versões de Corolla, civic, cruze, Sentra e outros deverão ter descontos ou margem para negociar.

                  • Ernesto

                    Eu estou pensando no Virtus Comfortline completo (melhor custo x benefício entre as versões) pois, no meu caso, tenho cartão de crédito da VW que acumula pontos para a troca de um 0Km. Já estou com R$10.000,00, um valor bem considerável! Se conseguir algum desconto na negociação do carro, chegando a uns R$77.000,00 com o pacote techII e pintura metálica (valor cheio seria R$78.440,00), com esses R$10.000,00 eu pagarei na verdade R$67.000,00.

                    • Ricardo Diniz

                      Por esse preço eu nem pensava duas vezes…pegava esse Virtus mesmo…acho que sem tivesse um MSI mais completo automatico por 65000 já seria imbatível…

                    • Ernesto

                      Esse valor de 65k num Virtus 1.6 automático é bem viável, afinal, o Virtus 1.6 manual começa em praticamente 60K.

        • C4 Lounge THP;
          Focus Fastback.

          • Djalma

            Todos em promoção, na realidade todos custam acima de 94 mil na tabela. Considero o Cruze LT um carro superior ao Virtus Highline, só que por curiosidade fiz um comparativo entre os dois e o Virtus tem 11 itens a mais que o Cruze LT não tem.

        • O Ceratto está à venda em promoção por 72.990,00. Ok, motor raquítico, desempenho bem modesto, mas é um bom carro, com ótimo padrão construtivo e com outros atributos que compensam o comportamento manso.
          Se procurar bem, há sim opções atrativas no mercado em relação ao Virtus nas versões mais equipadas. As versões com melhor custo x benefício realmente são as de entrada e intermediárias. Estão pedindo muito na Highline.

        • Diego

          308,408, C4, Lancer, existem opções, mas que são pouco divulgadas.

          • Djalma

            Todos carros que depois de 1 ano de uso valem 30% a menos e em dois anos valem metade do preço; essa é a questão. Não são carro ruins mas são péssimos de mercado., principalmente esse Lancer.

          • Lucas

            Você tem razão. Mas desses carros o único comprável é o C4 porque Lancer é inferior em tudo em relação ao Virtus e a dupla francesa está fazendo hora extra no mercado.

  • Emerson Soares

    Acho o Fiat Cronos muito mais bonito e acabado que o Virtus. Pena que q a Fiat não renova seus motores para brigar com VW. A Vw é ordinária. Tem o melhores motores, mas depena os carros, acabamento simplista e põe os preços nas alturas. Nem miseros ret, elétricos. aff

    • Eu dei uma olhada boa nos dois modelos: o acabamento é do mesmo nível. O do Cronos é mais elaborado em termos visuais, com formas mais modernas. Mas em termos de materiais utilizados e montagem, eles se equivalem, não há diferenciação significativa.
      Problema maior que achei no Cronos com relação ao Virtus está no espaço interno bem acanhado quando em comparação direta. Essa característica acaba limitando um pouco a clientela do Fiat, acho eu. Provavelmente ele vá mesmo competir com os veteranos de mercado, mais ali na faixa de Prisma, HB20S, Ka+. O Virtus está mais para o City.

    • Djalma

      Não existe milagre; se fosse tudo perfeito o Virtus custaria 20 mil a mais.

  • HugoCT

    A Fiat tem que colocar o AT6 no 1.3 Firefly, independente se o GSR é bom ou não, brasileiro – que não sabe de nada, mas critica tudo – não aprovou o cambio automatizado. Eu jurava que o Argo estaria entre os 5 primeiros esse ano ……

    • Debraido

      HugoCT, o motivo está no seu texto. O cliente entra na FIAT e o Argo que cabe no bolso dele tem o famigerado “automatizado”, em seguida vai nos concorrentes e todos oferecem AT convencional ou CVT. Ja tivemos um Dualogic na família. Nunca mais teria.

  • thi

    é corolla chegou um carro a altura , fui conhecer o tp,painel digital,ar digital, espaço e sinceramente ele é um médio mesmo.

    • Ricardo Diniz

      Corolla é grande segundo a tabela do inmetro…virtus é medio assim como Cobalt, versa, city, etios sedan, e outros mais…olha lá..

      • Matthew

        Essa confusão na classificação dos carros junto à ignorância do consumidor só serve pra arrancar ainda mais o couro da galera. Absurdo falar que Virtus é concorrente do Corolla. O VW é um compacto plus size e o Toyota médio-compacto. Ponto final. Qualquer coisa fora disso é desvirtuamento. Passat, por exemplo, seria médio-grande.

        • Acho que o que o amigo Ricardo quis dizer é que independentemente da nomenclatura, os carros têm espaço interno bem semelhante. Basta dar uma entradinha nos dois para se certificar disso. O Virtus, aliás, tem espaço interno praticamente idêntico ao do Jetta. Os mais observadores notarão que há uma pequena diferença na largura em favor do sedã médio da VW. Mas no espaço longitudinal, não há diferença.
          Agora, o Corolla tem nível de acabamento interno superior ao do Virtus, essa é o verdadeiro fator que depõe sobre o fato de se tratar de outra categoria de carro. Isso é bem visível ao se adentrar nos dois modelos. Até por isso atuam em faixas de preço bem distintas.

          • Matthew

            Não só acabamento interno. Brasileiro se contenta com pouco, por isso é esfolado sem dó. Essa brincadeirinha de falar que Virtus é concorrente do Corolla custará caro. É que nem o Cocobalt da Chevrolê. O espaço interno daquele carro é um latifúndio, mas não adianta nada porque os bancos dianteiros são ridículos. O assento é curto e apoia mal as coxas, o encosto não dispõe de regulagem lombar em nenhuma das versões, além de ser estreito. Virtus não é diferente. O espaço é igual ao do Jetta da geração atual, porém o novo que tá pra chegar também crescerá de tamanho. Em termos relativos o Virtus sempre será um compacto, dado que todas as categorias de automóveis aumentaram de tamanho ao longo do tempo. As dimensões externas do Virtus são praticamente as mesmas das do Vectra B de 1997, só que este era classificado como médio-grande à época. O Cruze atual supera todas as dimensões externas do Opel Vectra C (o verdadeiro), e ainda assim é enquadrado como médio-compacto pelo padrão europeu e compacto pelo padrão norte-americano.

            • Como eu disse, acho que foi o que o companheiro da mensagem anterior quis dizer.
              Agora, essa questão de nomenclatura de categoria automobilística está longe de ser um mínimo racional, em especial aqui no Brasil. Há muita “coisa fora de lugar”, ainda. O Cobalt mesmo, não há como chamar de “compacto” um carro com as mesmas dimensões internas de um outro da categoria dos médios. Não interessa se tem acabamento e características construtivas de carro de entrada: compacto, médio, grande… essas palavras se referem ao tamanho do carro, é questão básica de língua portuguesa. Que inventem um nome adequado para essa meio que nova categoria que surgiu a partir do Logan. Que seja sedã médio de entrada ou qualquer coisa que o valha. Sedã compacto é que não é, definitivamente. Não tem como colocar carros com entre-eixo de 2,65 na mesma categoria de modelos que pouco passam dos 2,50. Beira o ridículo.

              • JOSE DO EGITO

                Depois que falaram que o KWID é um SUV que o POLO é um MINI GOLF entramos num VALE TUDO ,tendo isso como base cada um classifica como quiser ,ou nao??

              • Matthew

                Cara, esse é o padrão europeu de classificação vigente há quase meio século. Acho que o mercado dos caras é razoavelmente desenvolvido para eles entenderem o mínimo de tamanho de carros. Não é porque inventaram de espichar uns sedãs compactos pra vender a preço de médio na América latrina que o sistema deve ser descartado.

                Pra mim o que beira o ridículo é classificar Corolla como carro grande de luxo. Aí cobram preço de Camry por ele, o pessoal fica esperneando que nem criança. Aliás, com essas 50 subdivisões que criaram para o segmento de compactos (compacto de entrada; compacto-premium; sedã compacto-plus size), hoje o mercado brasileiro se resume a isso só. Mesmo entre os tão badalados SUVs, tudo compacto. Qualquer carro médio (de verdade), seja ele hatch, sedã, SUV ou qualquer que seja a carroceria, virou carro de gente milionária.

                Nossos hermanos argentinos não caem nessa conversa fiada de Virtus ser sedã médio. Olha a matéria de lançamento do autoblog.com.ar: “¿QUÉ ES?: Es el nuevo sedán de Volkswagen para el Segmento B (chico)”. Repara, eles usam a palavra “chico”, segmento B, ou seja, pequeno. Jetta é segmento C (compacto) e o Passat pertence ao segmento D (médio).

                • Falo da classificação da Fenabrave, onde Jetta é sedã médio, Cross Fox e Ecosport eram carros utilitários, e se considera Virtus, Cobalt e Logan, com seus entre-eixos de 2,65 metros (2,62 no Cobalt), na mesma categoria de um HB20S ou de um Voyage (entre-eixos de 2,46 m). É pouco inteligente classificar de “compacto” um carro do mesmo tamanho de um “médio”. Quer chamar o Virtus e o Logan de compacto? Então o Jetta é compacto, também.
                  São produtos muito diferentes o Virtus e o Corolla? São. Mas não é por conta do tamanho, não. Não há como concordar com isso por questão puramente racional. Tõ nem a[i para de qual marca eles são. E sim, para quem está com a grana curta, faz questão de um carro zero km e precisa de espaço, o Virtus é opção a um sedã dos chamados médios de nosso mercado, sim. Eu mesmo, dono de um C4 Lounge Exclusive 2014, não descarto olhar com carinho um Virtus para uma futura troca. Simplesmente estou achando muito pouco razoável colocar mais de 100 mil reais em um carro no panorama atual.

                  • Matthew

                    Assim como eu acho absurdo cobrarem 80 mil num Virtus. Entendi que para efeito prático de uso o sedã da VW possa ser uma alternativa aos médios. Só quero dizer que quando o pessoal começa a aceitar o Virtus como médio do mesmo naipe que o Corolla, o preço de ambos aumenta. Só isso.

                    • Eu entendi o seu ponto de vista. Meu comentário não foi crítica ao seu, e sim uma espécie de complemento mais voltado para a “gramática” da coisa… rs. E também concordo que o Virtus está absurdo em 87 mil (com todos os opcionais, esse é o preço do carro). Mas as versões intermediárias abaixo dos 70 mil são viáveis, por assim dizer, em especial se pensarmos que estão na faixa de preço de HB20, 208, Fiesta, dentre outros compactos um pouco mais recheados.
                      Abraço.

    • Ernesto

      Aff…
      Quem acompanha o NA sabe que você é fã confesso da VW, mas botar o Virtus como concorrente do Corolla forçou, hein?

    • Maycon Farias

      Só para constar, o Old Polo e o Novo nunca foram e também não são concorrentes do Corolla e Cia em lugar nenhum do planeta. Não força muito porque se não vai ficar malhado sem ir na academia.

  • Diego

    Argo que é a esperança da Fiat em 14º lugar até o momento, acredito que sejam os reajustes, inclusive do preço promocional que antes era de 43,990 e agora custa 44,990, isto aliado a taxa de juros cobrada de 1,89%, vai patinar nas vendas.

    • CharlesAle

      Diego, para mim, o que faz o Argo não deslanchar nas vendas é que ele é muito simplório no desenho, e caro. Por isso muitos o acham mais um ,pseudo, novo Palio, há um novo carro. E ainda a Fiat fez a “cagad@” de dizer que era um substituto do Punto. Quem teve a chance de comparar os dois, zeros na CSS, viu o quanto o Argo estava mais para um popular, um palio, que um Punto. A Fiat, ultimamente, só comete erros graves, que estão fazendo com que inúmeros clientes nem cogite mais ter um Fiat 0km..

      • Apenas o design do Punto era mais acertado, mas o Argo tem as mesmas dimensões, motores melhores e acabamento muito superior ao que era oferecido no Punto.

  • Tibúrcio

    Comparei Corolla e Virtus nas concessionárias.
    Só deixa de pegar o Corolla quem quer gastar menos mesmo.
    O Corolla bate facilmente o Virtus em tudo.
    Tanto que o volume histórico do Corolla não teve alteração.

    • Mambo Ted

      Não são concorrentes.

      • Tibúrcio

        Concordo plenamente! O Corolla é veículo médio (classe C) e o Virtus é veículo compacto (classe B).
        Mas ainda há quem queria compará-los ou insistir que as vendas do Toyota sofreram com a chegada do VW!

        • Mambo Ted

          Acredito que venda para táxi o cornorolla diminua para o virtus e só

    • Retrato do Papai

      assim como só pega o etios ao invés de um golf quem quer gastar menos mesmo

      • Tibúrcio

        Aí não rola mesmo, já que nunca comparam Golf com Etios.
        Agora há quem compare o Corolla com Virtus, pois alguns insistem em dizer que o Virtus é médio e etc…
        Ah, mas o INMETRO diz que o Polo/Virtus é médio! Pois é, o INMETRO também considera o KWID como SUV…

        • Ricardo Diniz

          Segundo o inmetro o Corolla é grande…não médio mais…mas outro dia vi um corolla 2000 na rua…o Etios atual é maior que ele…acho que os carros cresceram…

          • Ernesto

            Certeza que os carros cresceram. Não sei a sua idade, mas se tiver a oportunidade, veja o tamanho do Monza que era considerado um carro médio na época. Hoje ele seria um sedã pequeno.

            • Ricardo Diniz

              Minha mae teve um monza sl93…excelente carro…concordo hj ele seria pequeno…realmente o que estou percebendo que os carros mantem o nome…mas a cada geração aumentam de tamanho…acho que foi assim com o Corolla e Civic..esse corolla 2000 deve ser menor que o monza…outro caso que percebi…vi um prisma parado na frente de um classic…meu deus…o classic parecia um brinquedo de tão pequeno perto do prisma atual…

              • Leko Correia

                Até mesmo com o Prisma de primeira geração. O Classic é um “nanico”.

    • carlos4carros

      Falaram que o Virtus ia tirar vendas do Corolla, mas a verdade é que tirou vendas do Jetta, Focus e outros sedans que vendem pouco. Ninguém compra o Corolla por causa do custo-benefício e sim porque tem dinheiro e querem pagar pelo carro.

      • Feliphe Santos

        O único carro que pode tirar vendas do Corolla é o Toyota Yaris Sedan.

        • O único carro que vai encerrar o reinado do Corolla é o C-HR, quando e se for lançado no Brasil, mais ou menos nos moldes do que ocorreu com as duplas H-RV / Civic e Kicks / Sentra. A Toyota observou bem esse efeito nas concorrentes, e acabou por rever seus planos com relação ao C-HR. Mas pelo andar da carruagem, será inevitável aos japoneses abrirem mão do conforto da liderança de seu sedã médio em favor de um crossover de preço mais competitivo. O mercado é implacável. A necessidade de se buscar o caminhos dos tais “SUV’s” é irremediável.
          Quem vem tirando vendas do Corolla (lentamente o patamar que já foi de 6000 unidades mensais vem migrando para a faixa de 4000, na contra-mão dos números globais do mercado, que vêem se expandindo) são modelos como o Compass, que operam na mesma faixa de preço do campeão de vendas da Toyota. Especular que o Virtus tenha o potencial para tirar uma venda sequer do japonês é um exercício de ficção e tanto. Estão em patamar de preço distinto demais para fazerem parte dos interesses de um mesmo consumidor.

          • Certamente Corolla continuará líder dentre os sedãs médios, mas em menor participação. Todavia Corolla apenas o é, por falta de vontade da Honda em fazer o Civic vender, mesmo tendo fábrica parada.

          • Allan Marconato Marum

            Conheço duas pessoas que tinham Corolla e hoje tem Compass.

            • Isso é muito visível no panorama atual. Só não enxerga quem tem a visão turvada por ser entusiasta de marca de carro (nunca vou entender isso… rs).

      • Djalma

        Virtus não tirou vendas do Jetta. Jetta não vendia nada e continua não vendendo.

    • Djalma

      Teve alteração sim, é só olhar as vendas de Fevereiro. Acredito que seja por causa da falta da GLI 1.8 que custava 70 mil. Esse mês começou a melhorar pois a Toyota está dando desconto de 11 mil na XEI para PCD, que somado a isenção do IPI leva o preço do carro para 83 mil.

      • Tibúrcio

        Compare o volume de vendas do Corolla de dez/16; jan/17 e fev/17 com dez/17; jan/18 e fev/18.
        Aí você vai entender por que as vendas não foram afetadas.

  • Marcus Vinicius

    Sedan Virtual X Sedan Cromado !

  • Mario

    Tem louco pra tudo nesse mundo.

    • Ernesto

      Verdade. Quem em sã consciência optaria por um Cronos Precision no lugar de um Virtus Comfortline?

      • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

        Verdade Ernesto. Só quem é cego, ou muito fanático por uma marca mesmo. Eu mesmo irei trocar meu Prisma num Virtus 1.6 completo.

  • Ricardo Blume

    É só a VW não tropeçar na ganância que a dupla Polo/Virtus decola ainda mais.

    • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

      Eu mesmo irei trocar meu Prisma num Virtus 1.6 completo.

  • A estratégia da desinformação da VW já está tentando fazer o que fizeram com o Polo sedã nos anos 90, na época deu certo, tanto é que a categoria B, de subcompactos (Corsa, Polo, Gol, Fiesta…) foi promovida no Brasil à categoria de compactos, que na realidade deveria ser de Focus, Civic, Corolla, etc…), depois, usando a Ana Hickmann como fator convincente, ajudou a piorar ainda mais as coisas na propaganda do Fox. E voilà, eis que o mercado aceitou o Fox como compacto… e aí graças ao marketing da VW a boiada brasileira passou a pagar mais e ver subcompactos como carros compactos, e estes, passaram a ser carro de luxo no Brasil, isso aí, carros multiuso nos EUA e Europa virama carrões no Brasil. Outra estratégia genial para ajudar o povão a desejar só carrocinhas pequeninas foi embutir na cabeça da garotada que um carro honesto, com espaço, com melhor custoxbenefício como um sedã eram “carros de tiozão”… aí está a massa de manobra preferida pelos fabricantes, todo mundo gosta e paga caro por carro pequeno, barato de se produzir, sem espaço e rejeita carros caros de se produzir, grandes, seguros e com espaço… em nenhuma outra parte do planeta os fabricantes tem semelhante controle sobre o comportamento do povão como no Brasil… não vou ficar surpreso se o Virtus passar a ser considerado pelo público como uma alternativa ao Corolla. Pior, se você se der ao trabalho de tentar explicar isso para o comprador do Virtus, vai ouvir a mesma pérola daqueles que trocaram Golf, Civic por um Polo nos anos 90: “EU POSSO pagar por um” quem não pode que vá andar de Uno”. É o nosso mercado :)

  • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

    Para mim o VW Virtus 1.6 será o grande destaque nas vendas do Virtus. O carro ficou com um custo beneficio excelente ao meu ver. Pois oferece o que acho necessário dentro da proposta de um sedã familiar como o Virtus. Eu mesmo possuo um sedã pequeno, um Prisma Joy 2016/2017, e pretendo trocá-lo por um Virtus 1.6 MSI completo. Se for para comparar o Virtus 1.6 com os adversários em preço, tamanho e qualidade ele ganha disparado dos outros ao meu ver. Pensava em trocar meu Prisma por outro Prisma LTZ completo, ou mesmo por um sedã maior como o Cobalt. Mais depois que o Virtus foi lançado, ficou meio sem sentido cogitar outro carro nessa mesma faixa de preços. Para mim o Virtus oferece um design maravilhoso, um espaço interno absurdo, um acabamento para mim muito melhor do que os adversários, e acima de tudo um nível de segurança que os outros ficam devendo e muito. Quem pensava em pegar um sedã pequeno completo como eu, ou mesmo um outro sedã compacto concorrente direto do Virtus como o Cobalt, acho que não compensa mais. Acho que ficou meio sem sentido cogitar qualquer um desses sedãs pequenos completos perto do custo beneficio quê o VW Virtus 1.6 completo oferece. Eu acredito que á versão 1.6 responderá por uns 50% de tudo que for vendido do Virtus nesta primeira etapa. E acredito que poderá aumentar um pouco mais essa porcentagem depois que for lançada á versão 1.6 automática, junto com os faróis de neblina, os espelhos retrovisores elétricos, e á coluna de direção com regulagem de altura e profundidade. Itens que deveriam ser ofertados como opcional no 1.6 MSI, ou mesmo virem de série na versão 1.6 manual. Essa é minha única ressalva ao meu ver sobre o VW Virtus 1.6 MSI.

  • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

    Acho mais do que merecido o VW Virtus estar vendendo tão bem assim. Acho até que o Virtus merece á liderança geral em vendas entre todos os sedãs ofertados no nosso mercado. Pois para mim o carro oferece um custo beneficio muito acima dos sedãs pequenos e compactos. E oferece vantagem até em cima dos sedãs médios de entrada. O Virtus têm tudo para subir nesse ranking de vendas.

  • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

    Conheci o Virtus pessoalmente tá com uma semana, e o carro me emprisionou de todas as formas, tanto em tamanho, como no espaço que ele oferece. Carro muito bonito, tanto virtualmente como ao vivo. Oferece um espaço gigantesco internamente e no porta malas. Oferece uma qualidade construtiva muito acima dos adversários. Á qualidade de encaixes das peças são perfeitas, e o material utilizado muito agradável ao toque por sinal! Não precisa ser um emborrachado para oferecer essa qualidade como muitos aqui cobram tanto dele. Basta ter o cuidado que á VW teve com os encaixes das peças e com o nível de ruídos que para mim já passa uma boa impressão.

  • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

    O Fiat Cronos não tem chance alguma contra o VW Virtus quando ele entra na mesma faixa de preços do Virtus. Eu acho que nenhum outro sedã pequeno como o Cronos tem chance alguma contra um sedã compacto como o Virtus, ainda mais quando passam á concorrer na mesma de preços do VW Virtus. Se passarem de R$ 60.000,00 mil reais ficam sem custo beneficio algum perto de um VW Virtus 1.6 MSI completo. Ao meu ver um baita de um carrão perto desses sedãs pequenos. Eu mesmo irei trocar meu Prisma Joy 2016/2017 num Virtus 1.6 MSI completo, assim que Deus me permitir, e olhe que gosto muito do meu carro, não tenho nada á reclamar dele, só elogios como já fiz aqui e em vários outros sites sobre ele. Mais perto de um VW Virtus o Prisma ou qualquer outro sedã pequeno completo perde o sentido completamente quando entra na seara do Virtus 1.6 completo. E olhe que ainda não foi lançada á versão 1.6 MSI com câmbio automático. Quando for lançado o 1.6 automático junto com os retrovisores elétricos, faróis de neblina e volante com regulagem de altura e profundidade, ai sim é que não faz mais sentido mesmo comprar um sedã pequeno entre R$ 60.000,00 e R$ 70.000,00 mil reais. Só se for cego ou um verdadeiro lunático por uma outra marca qualquer, como o Carlota lá do outro site automotivo.

  • Ronaldo Noce

    Como pode alguém deixar de comprar um corola para comprar um Virtus, carro feio mal acabado, so a falta de um acabamento para esconder os trilhos dos bancos ja é um absurdo, sem falar do motor que ja deu muita dor de cabeça por ai. Virtus concorre com City e Cronos e tem preço de Corola….tem trouxa que compra !

  • Jose Silva

    Estou namorando um carro PCD
    Fui olhar o polo confortiline 1.0 tsi, o melhor que encaixa no programa PCD que não passa dos $70.000. O preço sai por R$52.500 bem completinho de série, acho que não precisa adicionar nada. Mas quando entrei no carro, o espaço interno é praticamente igual ao punto que quero trocar, ajustei meu banco na posição que gosto de 1,85m e pimba, espaço interno traseiro ridículo igual no punto. Agora preciso de um carro com espaço interno maior, então olhei o Virtus, ai sim, top o espaço. Gostei bastante apesar da simplicidade do acabamento, mas é padrão mesmo igual ao punto, tudo plástico e uns tecidos. Fiz teste drive no 1.0 tsi confortiline mas a minha surpresa é que esse carro não tem PCD, pois a versão mínima do 1.0 tsi parte dos 74.000 que ultrapassa os 70.000, então nesta condição se perde muito desconto e ainda não ganha ipva isento. E para piorar vão fazer PCD da versão 1.6 automática que vão lançar, mas o vendedor disse que vem bem capada, nem retrovisor elétrico vem, muito menos como opcional, ai é bola fora total da vw mesmo. Vou olhar o Cronos 1.8 esta semana, a versão PCD parece bem completa e parte de 54.000.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email