Etc

Vivendo com um carro alugado

top-10-os-populares-com-maior-espaco-interno-do-brasil-7-620x365 Vivendo com um carro alugado

A terceirização de frotas tem obtido cada vez mais espaço entre as empresas. São muitas as vantagens, entre elas: o custo de locação de um carro, que em contrato mensal é normalmente menor que os custos combinados de leasing, seguros, manutenção e depreciação. Locações em contrato mensal permitem às empresas que os veículos ofertados aos usuários sejam sempre novos, já que carros de locadoras são vendidos com menos de 50.000 quilômetros.



Além disso, há a comodidade de não ter de cuidar de manutenção e conservação dos veículos, o que fica a cargo das locadoras, e de durante as manutenções não deixar o usuário sem veículo. Se essa modalidade oferece vantagens financeiras e operacionais às empresas, o mesmo vale para os usuários. No entanto, para o usuário, a cessão de um carro locado, seu uso e manuseio, requerem cuidados específicos.

Possuo carro locado na maior locadora do país e em contrato mensal há oito anos. Procedo sempre da mesma forma: retiro um carro que esteja com a menor quilometragem possível, muitas vezes zero quilômetro, e fico com ele até a desativação por volta dos 45.000 km. Depois dessa quilometragem, a locadora retira o carro da frota e o revende. Enquanto permaneço com o carro, efetuo as revisões, a cada 10.000 km, e então o carro retorna para mim após as revisões: durante esse tempo, de cerca de 3 dias, fico rodando com outro veículo locado.

Vivendo com carro alugado: problemas que vivi e como se precaver para que eles não ocorram

Normalmente, ao receber um carro alugado, a sua entrega é feita mediante uma minuciosa vistoria. Toda a lataria do carro, vidros, faróis e retrovisores são verificados, e danos existentes devem ser registrados. Equipamentos de segurança, como macaco, triângulo e estepe, são verificados. Em especial, recomenda-se atenção a pequenos danos e avarias no parabrisa: pois na devolução do veículo, eles podem ser cobrados, e normalmente as locadoras cobram cerca de duas vezes o valor do parabrisa.

Carros alugados são entregues com tanque cheio e lavados, e assim devem ser devolvidos: a cobrança, especialmente do combustível, é feita a valores superiores ao do mercado. E esses cuidados todos com a vistoria resguardam o usuário? Não, e abaixo mostro porque dando exemplos de problemas que vivenciei nestes oito anos.

Senhor, o documento do veículo, por favor

Em uma das revisões do carro que retirei zero quilômetro, foi-me dado um Volkswagen Gol G5 1.0. Ficaria com ele apenas três dias. Vistoria feita, carro na mão. Vamos então a uma pelada, joguinho de futebol de quarta a noite. Fim de jogo, fui dar carona a um amigo que mora em uma cidade da região. Retornando por uma estrada estadual, fui parado pela polícia rodoviária. “Senhor, o documento”. Dei o documento. Dois minutos depois, volta o policial: este documento está vencido.

Não, impossível, esse carro é alugado. E o policial insistiu que o documento estava vencido: então, vou verificar o IPVA e licenciamento, caso o carro não esteja com o licenciamento em dia, será guinchado. Claro que não seria guinchado, um carro alugado na maior locadora do país jamais teria o IPVA e licenciamento atrasados. Senhor, vou ter de guinchar o carro. Realmente, ambos atrasados. E agora, meia noite, no meio da estrada, o que fazer? Liguei no 0800 da locadora, que mandou outro carro, e depois de cerca de uma hora de espera, pude então ir embora. Moral: verificar sempre o documento de um carro alugado é importantíssimo.

Sim senhor, vamos trocar

Certa vez, ao retirar um Ford Fiesta 1.0 Rocam, percebi que a tampa do reservatório de água do radiador estava espanada. Isso fazia com que as vezes a temperatura subisse, e era preciso completar a água. Voltei a loja e pedi a substituição da tampa. “Já estou fazendo senhor”. Descobri que não havia sido feita da forma mais amarga possível. A 3 km da entrada para Campinas, o carro ferveu, em plena rodovia dos Bandeirantes. Levei o carro até a locadora.

Saldo do descaso do pessoal da locadora: R$ 2.500 em retífica, que vi porque pude ir até a oficina para saber como estava o andamento do reparo do carro, que após o reparo retornou para meu uso. Apenas 8.000 km, e um motor já retificado, por conta de um descuido de um funcionário. Moral: verifica sempre, ao solicitar algum reparo ou correção de um problema, se o mesmo foi realmente reparado. E não aceitar o veículo caso não o tenha sido.

Tampa para quê

Retornando de São Paulo, à noite, em um domingo, com um Sandero retirado no meio da semana após voltar de revisão, parei em um posto de gasolina. Ao abastecer, pedi para completar o nível do reservatório de gasolina usada para partida do motor. “Senhor, está faltando a tampa do reservatório de óleo”.

O nível estava normal. Mas sem tampa, poderiam acontecer problemas como entrada de sujeiras no motor, o que poderia causar grandes prejuízos. Tive de ir, às dez da noite, a única loja da locadora aberta na cidade, localizada no aeroporto, para pegar a famigerada tampa. Moral: sempre abrir o compartimento do motor ao receber o carro. Verificar se as tampas de reservatório de água, óleo, vareta de óleo, estão no lugar.

Careca de saber

Como já disse em outro relato, é preciso ter especial cuidado com a cambagem das rodas dianteiras e traseiras da linha Renault Logan. Havia reportado esse fato à locadora: o carro está desalinhado, o volante está pesado. Vamos verificar. O carro permaneceu desalinhado. E com cerca de 28.000 km, numa sexta feira, fiz algo que deveria fazer com mais frequência, confesso: fui calibrar os pneus.

As faces internas dos pneus traseiros já estavam completamente carecas. Não tive dúvidas: corri até a locadora e devolvi o carro, que foi recebido mediante certa insistência. Não recebemos carros para revisão em finais de semana. Mas não vou ficar com o carro, o carro não tem condições de rodar. Enfim, chama-se o gerente e se resolve. Custo para a locadora: dois pneus substituídos, com apenas 30.000 km. Moral: verificar o estado dos pneus, especialmente ao receber carros com mais de 20.000 km, é importante. Você pode ser parado e multado por isso.

Murcho ou escondido

Diferente das experiências vividas com carros de aluguel mensal, essa aconteceu em Manaus, com a locação de um carro por período definido: quatro dias. Ao sair da locadora, percebi que o pneu dianteiro esquerdo estava extremamente murcho, o que deixou a direção pesada. Ao parar para calibrar, qual não foi a minha surpresa: o pneu estava murcho para ocultar um amassado na roda.

Ao devolver o carro, foi-me dito que teria de pagar a roda, porque esta não estava amassada na entrega do carro. Insisti, e nunca recebi nenhuma cobrança. Se o fato foi ocasionado pelo usuário anterior, para não pagar, ou se foi uma tentativa da locadora, que queria esconder a roda avariada para depois cobrá-la, não ficou claro. Moral: verificar sempre o estado dos pneus e se estão cheios. Pneus murchos podem esconder defeitos.

Conclusão

A vistoria de retirada de um carro alugado varia de complexidade, de locadora para locadora. Algumas verificam cada dano no casco, o marcando em um apontamento: outras não fazem isso. No entanto, especialmente para quem possui carro em locação mensal, recomenda-se outros cuidados.

Abrir sempre o cofre do motor, e verificar se todas as peças que podem soltar, como tampas e vareta de óleo estão no lugar. Checar a calibração dos pneus, e se estão em bom estado: o que normalmente não é feito. Checar o extintor de incêndio, especialmente agora que com a mudança de legislação isso pode resultar em multas.

Uma boa olhada no parabrisa: pois qualquer pequena, minúscula marca de pedra, determinará que o usuário tenha de pagar pela sua substituição. Ao solicitar qualquer reparo em uma revisão, fazê-lo por escrito, e sempre verificar, quando possível, se o reparo foi realmente feito. E por fim, verificar os documentos do veículo: mesmo recorrer às grandes empresas não garante, por si só, que os documentos do veículo estejam em dia.

Por Marcus Lima

  • Pedro

    Por curiosidade qual valor mensal de locação com tudo incluso ?

    • Vinicius Vasques

      Realmente, li a matéria esperando que abordasse a relação de custo x benefício entre comprar um auto ou mater um contrato de longo prazo com uma locadora.

      • Marcus Lima

        Resposta acima. Espero que essa resposta ajude ou esclareça. Grato.

        • Vinicius Vasques

          Esclareceu sim Marcus! Obrigado!

    • Thales Sobral

      Também fiquei curioso…

      • Marcus Lima

        Thales, postei a resposta em comentário para o Pedro, acima, espero ter ajudado. Obrigado.

    • BillyTheKid

      Pelo que outras pessoas tão falando nos comentários, entre 1.800 e 2.000 reais num carro 1.0. Fiz uns cálculos e é mais ou menos esse o gasto médio mensal que terei com meu veículo ao longo de 3 anos, incluindo tudo (parcelas, documentação, revisões básicas, gasolina, seguro). Mas eu ando pouco (uns 900 km por mês).

      Sendo assim, realmente isso só serve pra empresas ou quem anda vários milhares de km por mês mesmo.

      • Fernando

        2mil por mês? Que isso. Isso Eh jogar dinheiro fora. Comprando o carro dependendo de qto der na entrada a parcela será baixa. E mesmo desvalorizando uma vez estando pago vc pode vender e recuperar o dinheiro ou uma grande parte dele.

        No carro alugado vc não recupera nenhum dinheiro pago por mês. Qual a vantagem? Só se for pra empresas grandes mesmo que possuíam custo de manutenção maior do Q se alugar carros de locadoras. Só isso justifica.

        • Thales Sobral

          “O quanto der na entrada”, esse valor não existe em locação. Se quer comparar gasto mensal não é assim que se faz…

          • Fernando

            Ok, este valor nao existe, porém, em 1 ano de carro locado, voce praticamente paga ele por completo, se fosse comprar pra voce. 2 mil x 12 = 24 mil. Esses carros pé de boi que as locadores oferecem por esses 2 mil por mês custo essa faixa de preço, talvez um pouco mais.

            Eu ate gostaria de ficar livre de ter um carro proprio, porém, para isso ser vantajoso o valor do aluguel teria que ser no MINIMO a metade de um financiamento de um carro. Caso contrario, pagar o mesmo valor pra depois de um ano nao ter nada, que vantagem tem?

            E outra, nao adianta comparar o caso de 1 pessoa, como eu, ou vc, que usaria para uso pessoal, com uma empresa tipo a NET que possui uma frota gigante. No meu ponto de vista, para consumidor final, é inviavel.

        • Bruno Brasil

          No caso das empresas, vc teria q ter uma equipe só para fazer manutenção dos carros, funcionário não vai ficar olhando agua, oleo, etc do carro, não vai ficar levando o carro para consertar ou revisão e ficar la esperando, a locadora faz tudo por vc.
          Dai tem a parte tributária, vc não paga imposto por contratar serviço, mas paga se ativar um bem na empresa. Eu sou do TI e alugo servidores e notebooks, compensa mais do q a empresa comprar (eu sou cliente e não locador)

      • Gabriel Torque

        aqui na banânia não vale a pena… mas nos EUA o leasing vale muito… 120 dólares por mês ta de accord ou camry

      • Guilherme

        Bom, 1800 e 2000 é o mesmo ou até mais do que um cidadão gasta por mês em um carro particular. Qual é o perfil de pessoa que é benefício viver com um carro alugado?

        • Fernando

          É o que pergunto. Alguns colegas aqui discordam, mas penso como vc. Um usuario final como nós, que vantagem tem em alugar um carro por 2 mil ao mes, sendo que um zero de mesmo valor, apos 1 ano pagando esse valor (teria q dar uma entrada, eu sei), ele alem de ter o carro para ele, nao teria custo de manutençao, afinal, carro zero se compra pra nao ter problema.

          Aluguel de carro tinha que custar 500 reais por mes pra carro popular. E seria caro já. Mas com esse valor já se daria para por na balança se valeria a pena ter um carro proprio ou alugado, pois o valor seria aceitável, dependendo do uso da pessoa.

          Agora 2 mil. Só aqui no Brasil. E ainda há quem paga e diz que é barato.
          É cada coisa que a gente lê….

      • Rodolfo Custodio

        Depende muito esses valores! Eu não tenho carro, só uso alugado também (mas pago pela empresa). O valor do carro mensal sai 1000 (Basico com ar e direção) ou 1200 (Basico com ar e direção e 4 portas) que inclui: Gol, Uno, Sandero, Novo Ka e Fiesta dos antigos – agora adicionarão o Onix). Mas isso, lógico, acordo entre empresas. Particular deve sair mais caro com certeza!

        • Thales Sobral

          Considerando que um financiamento de um carro de 35 mil com juros a 1,2% a.m. (CET) já dá 821 reais, quando contar com revisões, manutenção, seguro, capaz de empatar ou passar.
          A depender do perfil vale a pena mesmo.

        • DGA

          Um Ford Novo Ka 1.0 com ar, dh, ve e te sai por volta de RS 100,00/dia, já com o seguro.

      • leitor

        Gasolina não pode entrar nessa conta porque a locadora também não fornece no aluguel.

    • Marcus Lima

      Caro Pedro, tentei responder sua pergunta, sua e de outros leitores, na resposta que postei. Esperto ter ajudado

      “Bom complementando as informações solicitadas pelos leitores: quem aluga o carro como pessoa jurídica é a empresa em que trabalho.Trabalho viajando, e o carro me é cedido para o as atividades profissionais e pequenos usos pessoais. Pelo aluguel de um carro 1.6 completo ( atual: Sandro Stepway)), a empresa paga R$ 1650, o contrato é anual e antigo. Isso é vantajoso para a empresa, pelos seus cálculos, pelo seguinte: eu uso o carro a trabalho 40 mil km por ano, até mais. O custo de seguro, manutenção, leasing e ipva para essa quilometragem seria bem mais alto. Haveria o custo da depreciação, além disso, com carro alugado estou sempre de carro novo. Outra questão, para empresa, é a seguinte: no aluguel, você reduz impostos a pagar. E sobre o carro que é patrimônio se paga imposto ( enfim, não é minha área, mas tem vantagem tributária). Eu poderia trocar o carro a cada revisão, mas pelo tag do sem parar, e porque as vezes eu ponho meus próprios equipamentos de som, eu fico com ele pelo máximo tempo possível. A matéria foi nesse contexto: são muitos os profissionais que recebem carros nessa condição. E precisamos ter cuidado com esses carros. Sobre compras, acho que os deslizes na manutenção são mais importantes para analisar a aquisição deste tipo de veículo que qualquer conselho meu. Ainda: jamais alugaria para meu uso pessoal, é caro e inviável”

  • Cláudio Lima

    Para quem utiliza o carro com frequência não vale a pena pagar por um carro alugado.

    • Fabio Marquez

      Também não vejo a menor possibilidade disso, uso carro várias vezes ao dia, fora que os menores custos de locação estão em carros com motor 1.0 que de cara já não servem para meu uso.

    • Bruno Brasil

      na vdd não compensa em nenhum formato para pessoa física.

  • Emanuel

    Achei que ia abordar o custo

    • Marcus Lima

      Emanuel, postei nos comentários para alguns foristas, procurando esclarecer esse ponto que faltou no texto. Para evitar problemas com o moderador e com o Disquos, não vou copiar de novo o comentário, mas há um para o forista pedro, e outro meu sozinho, o mesmo, onde explico melhor e abordo custo, que faltou no texto. Obrigado.

  • junior

    Ué, faltou o principal no texto $$$

    • Marcus Lima

      Junior, procurei colocar isso em um comentário por aqui. Evitei repetir muitas vezes. Aqui abaixo, você acha essa informação. Grato pelo comentário.

  • gveralonso

    Geralmente o custo de um carro locado é maior do que a prestação de um novo 0km tirado na agência.

    • Louis

      Sim, mas carro alugado você não precisa pagar manutanção, seguro, impostos…

      • gveralonso

        Eu não conheço muito isso, mas, no final um Gol G5 poderia sobrar dinheiro para pagar impostos, manutenção e seguro, e depois você teria o seu carro na mão e sem gastar com prestações.

        • th!nk.t4nk

          Na verdade depende do quanto ele usa o carro. Se for só nos fins de semana, muitas vezes compensa sim. Quanto menos usa o carro, mais compensa trocar pelo aluguel. Mas pra usar todo dia, acho impossível no Brasil. Já lá fora o papo é outro.

        • Thales Sobral

          Esse é o pensamento “patrimonialista”, mas carro é um negócio que perde dinheiro com o tempo. Ninguém lembra de botar a desvalorização no custo mensal…

          Custos do aluguel: Mensalidade + Combustível
          Custos do carro próprio: Parcelas + IPVA + Seguro + Manutenção + Combustível + Desvalorização

          “Ahhh mas eu paguei o carro a vista” ótimo, então tira “Parcela” e coloque “Custo de oportunidade”, pois o dinheiro que você pagou podia estar rendendo juros numa aplicação.

          • Bernardo Figueiredo

            Bem fazendo um cálculo simples de meu HB20 1.6 completo (custo carro + desvalorizac. + IPVA + Seguro + manuteção + custo oportunidade (juros poupança) +20mil km rodados ano + pneu. em 3 anos eu teria gasto pouco mais de 70 mil reais.

            >>Após esse tempo posso vender meu carro pelo valor depreciado

            Em 3 anos pagando 100 de aluguel eu teria gasto 110 mil reais, rodando sempre com um carro novo,

            >>Ao término do contrato eu saio sem nada.

            Favorável : Creio que o aluguel vale a pena para quem precisa de carro pra passear de Sex/Sab/Dom e de semana não usa.

            Contra : Quem roda muito e usa todo dia não vira. E o preço de 100 reais por dia d aluguel nem é de um carro 1.6.

  • Filipe Machado

    No Brasil poderíamos ter um modelo de Leasing mais flexível – não sendo necessária a quitação do carro no final do período… talvez fosse mais interessante do que compra a vista do bem ou financiamento.

    Entendo pouco dessa modalidade, se alguém souber mais deixe comentários aqui abaixo

  • Comentarista

    1.0 com ar e seguro por volta de 1800-1900 mensal.

  • zeuslinux

    Para quem é apaixonado por carros, viver somente com carros alugados em ver de ter um próprio é como deixar de ter uma namorada ou esposa para fazer sexo somente com prostitutas… Pode até às vezes parecer uma boa idéia do ponto de vista econômico mas não é a mesma coisa :-)

    • Junoba

      Não, não é uma boa ideia, tenho certeza disso…

    • Heisenberg

      Um comparação pra lá de esdrúxula se pensar que é possível andar com carros dos sonhos alugando-o (algo q seria inviável de comprar). Alguém afim de dar um “rolé” com Megan Fox apenas por uma noite? kkkkkk

    • Marcus Lima

      Zeuslinux, meu texto não deixou claro: é um carro cedido pela empresa para trabalho. Possuo um carro, que fica mais tempo com a esposa, um Honda Fit. Ah: tiro o carro zero, fico com ele por 40000 km, chego a por meu próprio som e tal: então, aproximo a relação, não é como guiar um carro diferente por semana, entende. E tem uma vantagem: tenho em média trocado de carro de oito em oito meses, depois de mais de 35000 km, isso me ajuda a conhecer legal o carro, e ir conhecendo vários modelos diferentes, inclusive em várias situações de uso, com carga, sem carga, viagens longas, transito pesado. Isso me ajudou a escolher, e pelo contrário: gosto demais de carro, até porque tem que gostar para dirigir até 60000/ano. Faço viagens de até 12 horas, sozinho, num tiro só. Valeu pelo comentário, e espero ter esclarecido o que não tinha fica muito claro no texto.

  • Itallo

    Ford Ka ou Up! na unidas saiu a 2 mil o mês, com seguro incluso. Mas se tiver empresa e fizer um contrato longo como no caso do texto, o preço pode cair bastante. Eu acho válido pra quem usa o carro em condições severas e não tem tempo para ficar cuidando de manutenção. Acho chato não poder personalizar o carro, quando é da gente dá para fazer um upgrade no som, lâmpadas melhores…

    • CorsarioViajante

      Vou alugar um carro no carnaval e estou torcendo com todas as forças para ser um Ka ou Up, e não um Uno, que já aluguei e detestei!

      • Vagnerclp

        Você não pode escolher qual modelo quer?

        • Edson Fernandes

          Não. Vc escolhe a categoria que deseja, mas fora isso, nada. As vezes eles deixam vc escolher no patio (quando é uma locadora grande) mas isso não é comum.

          • iCardex

            Bah. Eu liguei e perguntei se tinha o modelo tal (básico, direção + ar). Só servia se fosse o modelo tal, e obrigatoriamente com airbags e abs. As que criaram “caso”, descartei-as. Livre concorrência tem essas vantagens. No caso desse aluguel foi benefício concedido através do seguro (praticamente todas as locadoras do DF), e por tempo ilimitado. Fiquei quase 2 meses como veículo.

        • CorsarioViajante

          Como o Edson falou, normalmente escolhe categoria. Em algumas locadoras consegue, na hora, escolher um ou outro modelo equivalente (p. ex. uma vez eu pude ter a incrível opção de escolher entre um Uno ou um Classic).

      • iCardex

        Minha dica: se for escolher um veículo básico com Ar. “Tente” exigir um modelo que possua, ao menos, Airbags e ABS. Quando precisei alugar um veículo ano passado, das 4 locadoras que eu contactei apenas uma delas possuía veículos com esse recursos, em sua frota. E a locadora em questão praticava o mesmo preço de suas concorrentes. Me dou bem com o Celta mas dessa vez fiquei com o Novo Pálio.

        Uma dessas locadoras que contactei queria me alugar o veículo com airbags e abs, como se fosse um item opcional em pleno ano 2013 (adicional plus de segurança????). Queriam cobrar R$ 25,00 a mais por diária. Piadinha sem graça deles. Eu fiquei sem saber se ria ou chorava.

        • CorsarioViajante

          Bem observado! Graças a Deus, dentre alguns anos, não teremos mais que passar por este cuidado graças à renovação da frota.

    • Rodrigo

      2 Mil reais??? Nas mais baratas esta na casa de R$ 3.000 isso COM PROTEÇÃO BÁSICA!!!

      E e tome cuidado em fazer locação com (PEQUENAS LOCADORAS) a taxa de coparticipação em caso de furto ou PT que chega a 20% do valor do automóvel na tabela da fipe. Vai ter que pagar 6 a 7 mil de coparticipação em um carro básico .

      • Itallo

        Amigo a locação foi feita na Unidas Rent a Car, uma das maiores do Brasil, e saiu por R$2.000 com seguro básico e franquia de 3 mil reais.

  • Peraldiano

    Na verdade a matéria procura abrir os olhos do consumidor quanto a vistoria, uso e certas ”manhas” das locadoras.
    Nesse ramo é comum canibalizar peças de um modelo para outro, seja acessórios de segurança até tampas e peças facilmente removíveis ou substituíveis. Daí recomendar ao usuário não acreditar piamente na conversa do vendedor nem na “fama” da locadora e não ter medo de ser chato e encrenqueiro. Em certas situações o seu silencio pode ser usado contra você mesmo….
    Já passei por situações semelhantes em Gramado, quando aluguei um Classic cuja embreagem patinava. Voltei a locadora para reclamar e o cara teve a audácia de dizer que eu tinha provocado o defeito, isso com menos de 2 horas de locação!!!
    Falei grosso, disse que poderia ter provocado um acidente e que poderia responsabilizar a empresa, e sem demora o fariseu substituiu o carro por outro.
    Outro caso deu-se em Lisboa no ano passado, quando reservei pelo site da Unidas um Sonic (lá é Aveo) e na hora da retirada me deram um Skoda Fabia a diesel bem mais furreca pelo mesmo preço. Aí eu exigi a devolução da diferença e acertamos um desconto na diária. Se ficasse calado, iria pagar mais por menos.
    Quanto a comparação entre namorada e prostituta, depois de muito observar, cheguei a conclusão que na verdade não pagamos a prostituta pelos seus “serviços”, até porque isso qualquer mulher faz.
    Na verdade pagamos para ela ir embora depois.

    • th!nk.t4nk

      Já andei em alguns Skoda Fabia que botavam o Sonic no chinelo. Ele é basicamente um Polo, só muda o visual. E modelos a diesel são mais caros que aqueles a gasolina. Tecnicamente é um carro do mesmo segmento, um pouquinho melhor até.

  • Cefas Silva Fernandes

    Moro nos Estados Unidos e alugo sempre aqui a trabalho. A empresa nao disponibiliza um carro para ficar sempre comigo, mas como viajo a 2 semanas por mes, fico de carro alugado nesse periodo. Claro q o esquema aqui eh bem diferente…. mas se alguem tem curiosidade de saber como funciona… e quais as melhores empresas pra locar aqui nos EUA (ferias e tals..) avisa ai q eu dou uns toques!

  • CorsarioViajante

    Quando aluguei um carro na Localiza, do Shopping Dom Pedro, não fizeram inspeção nenhuma ao entregar e nem quando devolvi, sendo que tinha dado uma raspada no carro, passou tudo batido. Mas cada caso é um caso pelo jeito, e são ótimas as dicas para não ficar na mão.
    Carro de seguradora é triste, normalmente são moídos até a destruição, quando viram “ótimos negócios” no mercado de “”””semi-novos””””.

    • Daniel

      O mais legal de tudo é ver o pessoal aqui no NA chamando quem compra 0km de trouxa e etc… dai vai lá e compra um “semi-novo” por qse o mesmo preço, mas tudo surrado…

      • CorsarioViajante

        Eu sempre digo, o “troxa” aqui é sempre o outro, incrível.

      • 0terceiro

        Daí, se a pessoa só diz que pensa em comprar um usado
        (usado mesmo, de 2004 pra trás), ela quase apanha nos comentários.

        Onde posso mandar perguntas pra moderação do site, aqui?

        • Alessandro Lagoeiro

          Sinceramente? Não acredito que apanhe. Muito pelo contrário. A questão sempre é o que você vai comprar e o que você utilizar como comparação.
          Por exemplo? Quer comprar um Accord 2004? Legal, vai gastar 30, 35 mil (Sinceramente, não sei). Não adianta você ir no site dos fabricantes, pegar o valor de um zero a vista e falar “Prefiro o Honda que o up!, Ká, HB20, Palio, Ônix”… Primeiro: As manutenções são de outra ordem (Os airbags já estão no prazo recomendado de verificação do sistema, por exemplo). Pneus aro 15, no mínimo, provavelmente 16… Não for de conhecido, é um carro com 11 anos que você não sabe onde passou, onde a manutenção foi feita… Não digo que é uma opção ruim, melhor ou pior.. Apenas que é uma opção que ao contrário do que dizem aqui, existem muito contrapontos racionais. Vai financiar? Vantagem para o zero… Seguro, consumo… Mas de qualquer forma, tenho certeza que se desprezar o que falei e fazer essa escolha e comparação, longe de apanhar, você virará um “deus” nos comentários…

          • 0terceiro

            Concordo com você que há vários contrapontos racionais
            à compra de um usado com mais de 10 anos.
            Mas a galera aqui (e noutros sites do tipo) é muito “torcedora”.
            Além dos torcedores de marcas, temos os torcedores de carro novo vs. torcedores de usados de categoria “superior” (não é o seu caso, Alessandro, mas já vi vários torcedores assim aqui no Disqus).

            Pros torcedores de carro usado, você tem razão, se eu fizer uma comparação assim, eu viro um “deus”.

            Porém, pros torcedores de carro novo, a mesma comparação me faria ser apedrejado.

            Há muitas vantagens ao se escolher um carro usado,
            e também há muitas vantagens em se escolher um carro zero.
            Claro, as duas opções também tem várias desvantagens.

            Cabe a cada um pesar os dois lados e ver o que melhor lhe atende.

            • Alessandro Lagoeiro

              Exatamente isso! Mas parece que algumas “torcidas” aqui são mais barulhentas que outras. Destaco as anti-VW e anti-Fiat, as anti-Ônix, anti-up, a turma dos “semi-novos” e as do xing-lovers. Inclusive essa última me chamou atenção com aquela frase inédita, inteligente e inesperada, de toda vez que tem algum recall ou algum problema em qualquer marca que não seja da China, “Se fosse com chinês o povo estaria malhando”. Isso serve para eles criticarem recalls em fabricante de outros países. Mas quando o recall ou problema são com os chineses, a frase inteligente é outra: “Todas as marcas tem recall”. Aí os chineses ficaram imunes a críticas: se eles tem problemas, outras também tem, então não podem criticar. Se os outros tem problemas, eles podem criticar mas já entram no post antes de qualquer um falar alguma coisa dizendo “se fosse chinês blá blá blá”…

              • 0terceiro

                Desse jeito, daqui a pouco estaremos entrando no site noticiasautomotivas.com.br e veremos um link assim na homepage:

                “Assista ao clássico anti-VW vs anti-Fiat neste link”

  • GPE

    Legal o relato!

  • Petrucci

    Uma das melhores postagens feitas por leitores! Que outros façam postagens tão boas quanto sobre assuntos diversos.

  • oscar.fr

    Seria interessante um relato sobre a compra de carros de locação como “semi novos”, os anúncios da Localiza são até interessantes, mas me falta coragem para encarar, uma amiga uma vez comprou um Palio assim.

    • JC

      Eu comprei em 2008 um Gol G4 2007, da Localiza, com 27.000 km, rodei até os exatos 60 mil, e só tive que trocar com 40 mil as pastilhas, discos e pneus, de resto o carro rodou sem problemas até quando o troquei, 1 ano e 3 meses depois, pois ele não tinha DH só AC.

    • Guest

      Eu comprei um Focus Sedan 2013 da localiza, com 22.000 km, estou usando há dez meses e não tive nenhum problema. Já rodei 15.000 km com o Focus. Daqui a uns 5 anos quando eu vender o carro eu mando um relato pro NA.

    • Chega_de_Ignorância

      O cara disse no texto que completa radiador com água, que mói motor com 8 mil km, que anda sem tampa de óleo
      E vc ainda considera comprar carro de locadora?
      Pelamor… Sai dessa

      • oscar.fr

        Nao considero de jeito nenhum, mas queria ouvir relatos. Tive um carro usado, um baita arrependimento. Os únicos usados que eu gostaria requerem uma atenção com manutenção que eu não tenho como arcar ou são difíceis de achar em boas condições, como um 406 ou Laguna.

    • Lyn

      Meu pai ja teve uma meriva “seminova” da localiza que durou 6 anos. Deixou a gente na mão uma vez por causa da bomba de combustivel. Meu pai só trocou o carro porque ele ja tava enjoado de andar no carro e porque ele com a idade e com o transito do rio ficando cada vez mais paulista a necessidade de um cambio automático começou a ser sentida

    • guszanetti

      Já tive um Fox 1.0 e meu irmão tem faz tempo um Voyage 1.6, ambos comprados na Unidas. Nunca deram nenhum problema além da manutenção preventiva normal.

      Tive também um Corsa 1.8 que era de locadora e contratado para ser frota da GM, tive uma Spacefox iMotion 12/13 frota da VW e tenho um Astra automático faz 3 anos, também de locadora e contratado pela própria GM para uso interno. Todos perfeitos, melhores até do que se comprados de particulares. E ainda foram comprados em leilão, só por foto. E vai saber quantas pessoas dirigiram, e de que maneira…

      Falaram aí da questão dos impostos e concordo, percebi que as próprias montadoras vendem pras locadoras e alugam, acho que é pra não contar como patrimônio.

      Resumindo: compro mesmo. Se puder vistoriar, melhor ainda.

      Minha sugestão, pelos carros comprados na Unidas: Vc vai na loja e tem 30 carros iguais, da mesma cor e do mesmo ano. Bate um bom papo com o vendedor que ele vai te indicar o que está legal e o que está moído.

    • Ubiratã Muniz Silva

      Já comprei três carros com eles. Apenas um (um Siena 1.3 16v 2002) apresentou defeito (um pequeno vazamento de óleo no volante do motor), o qual eles repararam em garantia sem fazer qualquer pergunta (meu pai vendeu o carro dois anos depois sem qualquer sinal de novos defeitos).

      Um dos carros que comprei deles foi um Civic LX-AT 2002 (peguei o carro no começo de 2005, então com 40 mil km rodados) com o qual fiquei quase quatro anos sem qualquer tipo de chateação. ;-) (dica: carro tipo “executivo” , sedans médios automáticos e maiores, geralmente são os de contratos de empresas, costumam estar em ótimo estado)

      Mas é claro, tem que saber escolher, no pátio de revenda geralmente os mais baratos são os mais maltratados. Levar um mecânico de confiança (se você não tiver as manhas de avaliar um carro usado sozinho) é fundamental, como em qualquer compra de veículo usado.

  • Junoba

    Já que não foi divulgada o preço de locação, existe esse vídeo falando sobre isso, e comparando com o preço dos EUA.

    https://www.youtube.com/watch?v=wflCUdKwmnQ

  • Uber

    Legal seu texto, Marcus Lima.
    Também seria bom um segundo discutindo o custo x benefício como a maioria de nós esperava que fosse este primeiro.

    • Marcus Lima

      Complementei esse texto com o comentário que segue, que espero que ajude a esclarecer sua dúvida. Grato:

      Bom complementando as informações solicitadas pelos leitores: quem aluga o carro como pessoa jurídica é a empresa em que trabalho.Trabalho viajando, e o carro me é cedido para o as atividades profissionais e pequenos usos pessoais. Pelo aluguel de um carro 1.6 completo ( atual: Sandro Stepway)), a empresa paga R$ 1650, o contrato é anual e antigo. Isso é vantajoso para a empresa, pelos seus cálculos, pelo seguinte: eu uso o carro a trabalho 40 mil km por ano, até mais. O custo de seguro, manutenção, leasing e ipva para essa quilometragem seria bem mais alto. Haveria o custo da depreciação, além disso, com carro alugado estou sempre de carro novo. Outra questão, para empresa, é a seguinte: no aluguel, você reduz impostos a pagar. E sobre o carro que é patrimônio se paga imposto ( enfim, não é minha área, mas tem vantagem tributária). Eu poderia trocar o carro a cada revisão, mas pelo tag do sem parar, e porque as vezes eu ponho meus próprios equipamentos de som, eu fico com ele pelo máximo tempo possível. A matéria foi nesse contexto: são muitos os profissionais que recebem carros nessa condição. E precisamos ter cuidado com esses carros. Sobre compras, acho que os deslizes na manutenção são mais importantes para analisar a aquisição deste tipo de veículo que qualquer conselho meu. Ainda: jamais alugaria para meu uso pessoal, é caro e inviável.

  • Rodrigo

    Isso é LOUCURA!!!

    Já loquei carros de todas principais locadoras no RJ e até de algumas não muito conhecidas, como PJ e também como PF. É loucura cogitar uma opção dessas no RJ para um usuário comum.

    Alugar um caro BÁSICO com AR fica em torno de R$ 3.000 por mês. Como isso pode ser vantajoso?

    • Fernando S.

      Absurdo mesmo. Até fazendo um conta de papel de pão vemos que 3 mil reais x 12 meses = 36 mil reais num ano, ou seja, dá pra comprar um carro à vista com ar, direção e trio elétrico, não consigo ver vantagem alguma em alugar.

    • CharlesAle

      Na minha opinião,não vale a pena!!!Só para grandes empresas,que tem um poder de barganhar enorme!!

  • Jorge

    Eu mantive um Ford Ka 1.0 por 4 anos, a média de custo mensal sem combustível (incluindo depreciação, manutenção, impostos, seguro) ficou em R$650,00. Eu rodei 40.000 km antes de vender o Ford Ka.

    Eu fiquei curioso para saber em quais situações alugar um carro por um longo período seria economicamente melhor do que comprar um carro.

    • th!nk.t4nk

      Simples: em outro país que não seja a Bananalândia :)

      • CharlesAle

        KKKKboa!!!

    • Thales Sobral

      Pode mostrar os cálculos? Em que período foi isso?

      • Jorge

        Thales foi entre agosto/2010 e março/2014
        Segue as contas:
        Ford Ka 1.0 Flex 2010/2011 (vidro, trava, ar e direção) comprado por R$29.840,00 à vista.

        4 anos de seguro: totalizando R$3.373,28 (média de R$843,32 por ano)
        4 anos de IPVA: totalizando R$4.650,91 (média de R$1.162,73 por ano)
        4 anos de manutenção: totalizando R$4.394,66 (média de R$1.098,67 por ano)
        Inclui na manutenção a revisão (peças e mão de obra) e o conserto dos defeitos apresentados.
        Total de Gastos em 4 anos: R$42.258,85
        Vendi o carro por R$14.700,00 em 2014.
        Total de gastos – preço de venda = R$27.558,85

        dividindo por 43 meses resulta em um custo mensal de R$640,90

        Lembrando que eu rodei 40.000 km e não inclui gasto com combustível.
        A média de consumo com gasolina era 12km/l na cidade e 17km/l na estrada.
        A média de consumo com etanol era 7km/l na cidade e nunca rodei com etanol na estrada.

        O carro era bom mas troquei devido ao crescimento da família, troquei por um sedã para poder ter um porta malas maior.

        • jaderf

          MAS, fazendo um calculo a “grosso modo” se tivesse colocado esses R$ 29840 numa aplicação (digamos, a 0,8%/mes) em 43 meses ele estaria em R$42034, dividindo a diferença de R$ 12194 por 43 meses, daria um extra no teu mensal de R$ 283,58, que “deixasse de ganhar”… então esses seus R$640,90 se transformam em R$ 924,48. Ainda não chega nos 1800 ou 2000 que o pessoal anda falando que custa, mas o seu “gasto” foi maior do que você imagina…

          • Jorge

            Jaderf concordo com você.
            Também não considerei nenhum índice de correção monetária, atualizando os valores gastos em manutenção, seguro e impostos.
            Afinal R$1,00 em 2010 é diferente de R$1,00 em 2014.

            • CharlesAle

              E difícil chegar a um valor preciso nestes cálculos ao longo do tempo.Mas a conta do Jaderf não bate com a realidade,pois o carro te serviu para mobilidade nesse tempo todo,se buscasse outra forma de locomoção(por exemplo,taxi ou transporte coletivo)chegaria a valores muito maior que os $640,90.E olha que considero o Ford Ka carro de baixíssimo custo no geral!!

    • Daniel

      Na verdade mesmo, ECONOMICAMENTE a conta nunca fecha… seria uma opção pra quem não quer se preocupar com carro (mas pelo relato, teve bastante dor de cabeça mesmo assim)

  • Edson Fernandes

    Sobre valores, NÃO É vantajoso alugar um carro.

    Geralmente o pessoal fala da vantagem perante um carro 1.0. Bastou mudar a categoria para tudo ir buraco abaixo. Experimente comparar o custo de manter um carro 1.6 e alugar mensalmente esse mesmo carro 1.6. Isso falando da categoria acima, sem contar os que são cotados como categoria “Luxo” que são os médios.

    Sobre as dicas, eu achei muito bom! Graças a Deus no aluguel que fiz em uma locadora de Florianopolis, o pessoal foi muito cordial e totalmente honestos! Mostraram TUDo que o carro tinha (de riscos, defeitos e quebras do antigo aluguel) e até mesmo o motor.

    Era um Palio Attractive 1.0 totalmente silencioso com as revisões em dia. De problema, apenas uma lampada queimada (e trocada ao levar o carro até a empresa) e a luz da injeção acesa que segundo a locadora pode acontecer. (e realmente não tive problemas ou aumento de consumo de combustivel).

    Outro ponto que ue daria de dica para evitar problemas, é olhar o estado de baixo do carro. “Po Edson, vou me enfiar embaixo do carro?” Não, vc vai fazer uma inspeção visual porque aconteceu com uma amiga do trabalho do escapamnto estar solto e quererem cobrar dela o conserto do mesmo.

    • Thales Sobral

      Achei os custos mensais de cerca de 1900 reais para um carro de cerca de 50 mil reais.

      Carro 1.6 50.000
      CET 1,2% a.m., financiamento 60 meses, 0% de entrada (para poder comparar diretamente com a mensalidade do aluguel)
      Parcela
      R$ 1.173,81
      Revisões
      R$ 83,33 (Média de 500 reais a cada 6 meses)
      IPVA
      R$ 166,67 (4% de 50.000 / 12 meses)
      Seguro
      R$ 200,00 (2.400 /12)
      Depreciação
      R$ 266,67 ((50.000 – 34.000) / 60)
      Total
      R$ 1.890,47

      O aluguel pode ficar mais caro que essa conta (para alguns casos), mas não sei se dá pra chamar de louco um cara que prefira essa modalidade. Ter o carro também não é nenhuma pechincha.

      • Edson Fernandes

        Entendo, só que geralmente um carro 1.6, o aluguel é para cima de R$3000 mês para mais, mesmo para empresas.

        Por isso sempre falo dos 1.0 vs 1.6 comprado pelo consumidor.

  • Chega_de_Ignorância

    O texto serve pra duas coisas: confirmar que carro alugado no Brasil só da dor de cabeça e confirmar que comprar carro usado de locadora é loucura.

  • Bernardo Figueiredo

    Realmente dependendo do custo que vc tem pode ser mais viável. No meu
    caso comprei a vista e eliminei juros a pagar. Além do que a não ser que
    vc invista sua grana em fundos de rendimento variável ou tesouro
    direto…na poupança vc não tira mais que uma mixaria.

    Creio que
    para muitos casos seja interessante alugel do carro, porém devemos
    lembrar que vc paga o aluguel usando o carro ou não. Tem quilometragem a
    obdecer. Vc PAGA o SEGURO junto com o aluguel. Um gol 1.0 completo saia
    por 129,00 normal e 150 com seguro.

    Além do que vc nao pode
    personalizar, nem fazer o que quiser com seu carro. No caso de quem vive
    se deslocando muito pelo Brasil a fora eu recomendaria aluguel.

    Caso o
    aluguel fosse viável para TODO mundo só teriamos locadoras de carro. O
    alugel é vantajoso para elas locadoras então não imaginem que é a melhor coisa do
    mundo para todos os casos;

  • Bernardo Figueiredo

    Bem fazendo um cálculo simples de um HB20 1.6 completo (custo carro +
    desvalorizac. + IPVA + Seguro + manuteção + custo oportunidade (juros
    poupança) +20mil km rodados ano + pneu. em 3 anos eu teria gasto pouco
    mais de 70 mil reais.

    >>Após esse tempo posso vender meu carro pelo valor depreciado

    Em 3 anos pagando 100 de aluguel eu teria gasto 110 mil reais, rodando sempre com um carro novo,

    >>Ao término do contrato eu saio sem nada.

    Favorável : Creio que o aluguel vale a pena para quem precisa de carro pra passear de Sex/Sab/Dom e de semana não usa.

    Contra : Quem roda muito e usa todo dia não vira. E o preço de 100 reais por dia de aluguel nem é de um carro 1.6.

  • Marcus Lima

    Bom complementando as informações solicitadas pelos leitores: quem aluga o carro como pessoa jurídica é a empresa em que trabalho.Trabalho viajando, e o carro me é cedido para o as atividades profissionais e pequenos usos pessoais. Pelo aluguel de um carro 1.6 completo ( atual: Sandro Stepway)), a empresa paga R$ 1650, o contrato é anual e antigo. Isso é vantajoso para a empresa, pelos seus cálculos, pelo seguinte: eu uso o carro a trabalho 40 mil km por ano, até mais. O custo de seguro, manutenção, leasing e ipva para essa quilometragem seria bem mais alto. Haveria o custo da depreciação, além disso, com carro alugado estou sempre de carro novo. Outra questão, para empresa, é a seguinte: no aluguel, você reduz impostos a pagar. E sobre o carro que é patrimônio se paga imposto ( enfim, não é minha área, mas tem vantagem tributária). Eu poderia trocar o carro a cada revisão, mas pelo tag do sem parar, e porque as vezes eu ponho meus próprios equipamentos de som, eu fico com ele pelo máximo tempo possível. A matéria foi nesse contexto: são muitos os profissionais que recebem carros nessa condição. E precisamos ter cuidado com esses carros. Sobre compras, acho que os deslizes na manutenção são mais importantes para analisar a aquisição deste tipo de veículo que qualquer conselho meu. Ainda: jamais alugaria para meu uso pessoal, é caro e inviável.

    • Marcus Lima

      Ah e agradeço todos os comentários.

  • Redpeak77

    Ele falou da avaria escondida na locação em Manaus… lá parece ser outro país, pior que o Brasil. Ninguém respeita faixa de rolamento, ruas sem indicação de direção (quando você percebe, está na contramão), árvore no meio do asfalto, locadora que aluga somente carro com parabrisa filmado, lojas “normais” que te vendem autopeças sem nota fiscal…

  • João Cagnoni

    Besteira. Pode ser um carro 1995, se revisar a cada 10 mil km não haverá problemas.

  • fschulz84

    No Brasil ainda não tive experiências com carro alugado, mas tive na Europa…

    Aluguei um veículo do grupo intermediário em Praga (neste grupo se encaixou o Skoda Octavia, pois precisava de porta-malas grande) através da AutoEurope, onde encontrei na locadora Budget o preço mais em conta (fiquei 18 dias com o carro e paguei o equivalente a R$ 1.400,00 com todos os seguros inclusos).

    Achei que a revisão tanto na retirada quanto na entrega seria mais rígida. Busquei o veículo na estação de trem central de Praga e o atendente da Budget me orientou sobre todos os processos e etc… E a “revisão” da entrega era por minha conta, junto do manual e documentos do veículo, havia uma tabela de avarias, onde todos os locatários anteriores marcavam avarias que foram causadas ou encontradas… Com a tabelinha em mãos, antes de sair, conferi tudo e tudo que estava anotado na tabelinha procedia (alguns arranhões em para-choques e etc).

    Tive um episódio em um estacionamento de um hotel em Ljubljana, Eslovênia, onde um hóspede ao manobrar o carro dele acabou dando uma encostada no para-choque traseiro, deu só uma ralada de leve, mas achei importante anotar na tabelinha… O próprio hotel ficou de ressarcir os custos, caso me fosse cobrado.

    Ao devolver, o atendente só me liberou após um técnico da empresa vistoriar o carro e retornar confirmando a avaria que mencionei, porém, a empresa não cobrou nada (normalmente as locadoras fazem um “depósito” do seu cartão de crédito em um valor alto para acionar a franquia do seguro caso necessário, na Budget o valor era de aproximadamente 20000CZK, ou perto de 800Euros).

    O atendente me informou que o comum por lá é o cidadão ser honesto e realmente marcar as avarias causadas e na maioria dos casos, não cobram, somente em casos onde realmente o veículo foi seriamente danificado… Mas, assim como aqui, por lá existem os espertos e caso eu não tivesse mencionado esta pequena avaria, o atendente me informou que eles poderiam sim cobrar o valor da franquia…

    • Pomarola

      Não acho legal essa diferença da nossa cultura para a cultura europeia pelo fato de nós brasileiros estarmos em desvantagem, mas acho MUITO legal essa honestidade da maioria deles.

  • iCardex

    Essas dicas são realmente valiosas. Particularmente eu não havia me atentado a tantos fatos igualmente importantes. Jamais abri o capô de um veículo alugado durante o momento de retirada (erro grave!). As vezes nos ludibriamos com o atendimento da locadora, e acabamos por alugar veículos que podem causar verdadeiros transtornos mais a frente. Ano passado aluguei um veículo Novo Palio, e, durante os 60 dias (9.000Km) troquei 3x o veículo pelos seguintes fatos:

    – 1º veículo (45.000k,). Rodei 1 semana até perceber que as pastilhas de freio estavam extremamente gastas e poderiam colocar a direção do veículo em risco. Por telefone solicitei que a locadora enviasse outro veículo para substituição, e me recusei a andar 1 metro que fosse com as pastilhas naquelas condições. Resultado: viajaram 50km (sem guinho) para me entregar outro veículo. O próprio funcionário da locadora saiu dirigindo o veículo naquele estado.

    -2º veículo (21.211Km) rodei pouco mais de 15 dias, e logo o computador de bordo acusou vencimento do prazo de manutenção. Liguei para a locadora, e por telefone e informalmente, me disseram que eu podia rodar mais 3.000Km que não havia problema algum porque eles sempre orientavam o cliente para essa tolerância. Pedi que me mandasse um e-mail com essa orientação e eles se recusaram a fazê-lo. No dia seguinte devolvi o veículo.

    3º veículo (11.000Km) estava revisado, porém percebi, dias depois, que uma das travas elétricas estava danificada (não travava a fechadura do lado carona). Este veículo também tinha um dano na fechadura do porta malas (havia sido arrombado anteriormente) e foi porcamente consertado.

    No mais, outras observações:

    Todos os 3 veículos que me foram entregues estavam com o licenciamento e demais tributos vencidos, além, também, de possuírem multas vencidas (consultei pela documentação do veículo). Todos eles possuíam avarias em sua lataria (amassadinhos e arranhões, e até 1 deles com desalinhamento para-choques frontal). 2 dos veículos estavam com o calibramento dos pneus em desconformidade total como os padrões de fábrica. Outro detalhe simplesmente bizarro é que locadora se recusou a me entregar o manual do veículo alegando que qualquer dúvida sobre o funcionamento do mesmo, eu deveria reportar por um número de celular que me forneceram.

    http://youtu.be/jN2Db4mYvq0

    p.S: Minha namorada teve aulas práticas de direção neste veículo… o motor do Pálio chorou….

  • Nícolas Souza Gomes

    bem completo o relato. Muitos comentam a matéria concordando ou não com alugar um carro. O Marcus publicou a experiência dele e da empresa em que ele trabalha. Leitores: leiam e retirem para si as informações úteis. Se for pra criticar todo mundo que posta algo no site, daqui a pouco ninguém mais publica relato algum.

  • leitor

    Se o documento do carro não estiver em dia merece um processo por danos morais.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend