Europa Finanças Governamental/Legal Porsche Volkswagen

Volkswagen: Briga com Porsche e fora da lei!

volkswagen-briga-com-porsche-e-fora-da-lei Volkswagen: Briga com Porsche e fora da lei!







Volkswagen hoje

Se os números de vendas e rentabilidade do atual terceiro maior fabricante mundial de automóveis parecem ir de vento em popa, a situação politico e administrativa em sua sede natal, não parecem ir nada bem.

A Volkswagen quer logo chegar ao topo das maiores montadoras do mundo, mas além de investir em produção e produtos, a marca primeiramente precisará investir na resolução de alguns problemas dentro da sua própria sede.

Porsche, o novo controlador

Recentemente a Porsche adquiriu o controle acionário da VW e depois de muita resistência da direção da empresa, o fato foi de vez consumado.

Depois das muralhas de Wofsburg terem sido rompidas pela marca de Stuttgart, agora os diretores da Porsche querem controlar diretamente boa parte das operações da marca, entre elas as linhas de produção e o desenvolvimento de novos produtos.

Isso irritou a direção da VW que entrou em choque com a da Porsche. O “Volks” trabalhador da empresa foi direto a Porsche protestar em defesa de sua empregadora. O impasse continua e nada ainda foi resolvido nesta questão, gerando até um processo judicial da VW contra a Porsche.

Mas a cidade de Wolfsburg na Alemanha, sede da empresa alemã, vive dias difíceis para seus habitantes que vivem do trabalho na Volks e em virtude deles.

Depois do conflito com a Porsche, agora a cidade-sede da marca, o governo da Baixa Saxônia e a própria Alemanha, correm um novo risco do qual não tem como escapar.

Lei Volkswagen

Sanções da União Européia podem afetar o país, se o mesmo não acabar de vez com a “Lei Volkswagen”. É, lá tem isso também.

Essa lei da década de 60, visava proteger a VW do controle externo, querendo dizer tanto de fora da Alemanha como de outras empresas.

Pela lei, nenhum acionista pode ter mais do que 20% dos votos na administração, mesmo que tenha um percentual maior de ações.

Assim, a Porsche que tem 31% e quer mais de 50% nas próximas semanas, quer fazer valer sua participação efetiva em votos.

A Baixa Saxônia é acionista “vitálicio” da VW, detendo 20%. Agora o nome da marca parece fazer juz ao título, pelo menos no que diz respeito aos 20% que pertencem “ao povo” da região alemã.

Para a União Européia, tal situação é ilegal e não irá tolerar protecionismo em relação ao controle da VW. A Baixa Saxônia e a VW defendem que tal lei visa proteger os direitos dos trabalhadores da região.

A VW talvez enfrente agora seus piores dias, contrastando com a melhor posição global que a empresa conseguiu chegar até hoje!

Fonte: Diário do Grande ABC.



  • LFSP2

    Protecionismo é uma porcaria, só gera atraso, no fim isso transforma a VW em uma empresa privada controlada por um estado, já sabia dessa lei volkswagen, algumas leis csobre carros não dá para entender, além da protecionista lei VW temos uma lei ultranacionalista por parte do governo norte-americano, que considera o Corvette Stingray um patrimônio nacional e proíbe a comercialização do modelo em outros países

  • Rafael FM

    EM TIME QUE ESTA GANHANDO NÃO MEXE >> :rayban:

  • eduardocarrilho

    Discordando do amigo que é contra O protecionismo….SOU A FAVOR SIM…, POIS ANTES DE TUDO SOU PRO MEU POVO E MEU PAÍS. Repare que os EUROPEUS E os AMERICANOS compraram de tudo aqui na década de 90 quando do período NEOLIBERAL do senhor FHC. Nossa elite de “M” deu de bandeja o patrimônio nacional, mas no entanto os neoliberais compradores do hemisfério Norte fazem as coisas por lá serem diferentes. Eles são protecionista sim e fazem com gosto. Por lá eles fazem isso o tento todo, é praticamente lei proteger símbolos e empresas importantes para os países, basta recordar a chiadeira nos EUA com a venda da venda da Budweiser para a Belgo-Brasileira IMBEV… essa da VOLKS não deve dar nada pois é tudo alemão, vão reduzir o percentual da Porsche e ficar tudo está Mas e por aqui? Aqui quando se tenta proteger a economia e os trabalhadores a coisa muda de figura, foi o caso recente da fusão OI com Brasil Telecom e a tentativa de salvar a VARIG através da negociação entre grupos nacionais. Nossa mídia porcaria, representante dos vendilhões da pátria do PSDB e DEMO e dos PP da vida logo se levantou contra e coisa e tal. Diziam que era ilegal, golpe e coisas piores. Agora fica a pergunta lá tem protecionismo e aqui a gente só FERRA. Por isso amigos sou a favor e muito do PROTECIONISMO.

  • analog

    Eduardo carrilho sai dessa amigo. Lavagem celebral detectada, hehehehe. Aqui não é lugar para discutir política, toma teu rumo amigo. Se você quiser falar de carros aqui é um ótimo lugar. Defensores assíduos de qualquer partido político não passam de sangue sugas da máquina pública.

  • JDFortuna

    Eu acredito nessa lei. Eu acho que qualquer mercado tem que ter uma estatal modelo.

  • Luciano Silva

    Essa fábrica da VW está parecendo mais uma usina termoelétrica movida a carvão. Olha a fumaceira saindo das chamimés!

  • Hodney Souza

    [Comentario #102019 sera citado aqui]

    Quando se fala em imprensa acho ao contrário. A midia sim ela defende partidos de esquerda e não de direita, afinal a Globo é a maior defensora do lula assim como outras.

    Outra coisa é que a compra da VW pela Porsche. Não vejo problema algum pois tanto a VW quanto a Porsche são genuinamente alemãs. Ou seja, marcas genuinamente pátrias.

  • Hodney Souza

    Estatal é mesma coisa de poder do Estado sobre a produção. Lembre-se da Petrobrás. Possuimos a pior e mais cara gasolina do mundo porque temos que levar este Elefante Branco no bolso. Uma máquina pesada com produção de qualidade ruim oferecida aos consumidores.
    Estatal é uma empresa que para mim representa o retrocesso. Marcas ruins de um regime socialista comunista que emperra a eficiência e afasta a concorrência fazendo que nós clientes fiquemos a mercê dos tentáculos do Estado.

  • fl4v10r04l

    [Comentario #102045 sera citado aqui]

    concordo com muita coisa que você disse!

  • vini_dambroso

    Voltando ao assunto, se a volkswagen quiser ser uma das lideres mundiais na proxima decada, vai ter que abaixxar a cabeça e deixar de ser estatal!!
    pois a porsche sabe muito bem o que faz:
    não é a toa que ela vende apenas cem mim carros por ano e é a montadora mais lucrativa do mundo!!
    não duvido que nos pr´ximos anos ela compre toda a volkswagen!!!! afinal as dua são alemãs, e a Aemanha iria se beneficiar mais ainda disso! :cool:

  • Gustavo Miranda

    Proteger os direitos dos trabalhadores da região… eu acho que não, a Volkswagen foi o único feito dos nazistas que permaneceu – e cresceu – após a queda da alemanha com a Segunda Guerra. Hitler “pediu” carinhosamente ao Ferdinand Porsche que fizesse um “carro do povo alemão”, e o pobre Posche, diante do füeher e de todo o comando de elite da ss em cima dele, não teve como recusar tal “privilégio”.
    E temos hoje a Volkswagen, com sua suástica estilizada como logomarca, que apenas perdeu as asas, a cabeça e o rabo da águia negra, símbolo da alemanha (e parecia um cata-vento com o vw no centro). E por motivos inexplicáveis, permaneceu inalterada deste a logo até o nome após a queda do nazismo, lembrando que empresas como a Nívea ou a Siemens quase se acabaram pela retaliação do mundo com os alemães, a Nívea recuperou só em 1997 as últimas patentes seqüestradas por outros países.
    É certo que uma empresa não é uma pessoa, ela muda constantemente com a mudança de diretores, empregados, etc… e provavelmente muito poucas pessoas se dão conta do passado da marca, mas eu sou a favor da Porsche, essa Lei Volkswagen não parece estar lá só para proteger empregados, parece mesmo que foi para proteger ela de controle não-alemão, e hoje, com uma Alemanha tal como os EUA ou o Brasil no tocanta à diversidade racial, não tem por que dessa lei existir. :down: :down: :down:

  • IGAUM

    Só digo uma coisa pra Vw:

    Contra a força nao há resistencia! Foi assim na 2ª guerra e sera assim contra a uniao europeia ou com a propria porsche.

    A porsche tem a “receita” de como ganhar mais dinheiro por carro produzido e vai “plantar” isso na Vw agora.

    Vai ser bom para a Vw e para os funcionarios q ficarem. A modernização é necessaria e ninguem pode ser “UMA MAEZONA” eternamente.

    Não pode contra eles, junte-se a eles!

  • gabrielhpantoja

    [Comentario #102112 sera citado aqui]

    Qual a tecnologia agregada da Porshe que a VW não tem? os carros da VW estáo entre os mais respeitados do mundo, confiáveis e duráveis (inclusive aqu no BR com os carros de plataforma Polo).

    Uma empresa ter o Estado como acionista majoritário não quer dizer nada, é até bom, se souberem administrar. Veja a Petrobrás que não me deixa mentir. Se alguém citar a Vale do Rio Doce que foi privatizada pelos entreguistas e hoje é a maior do mundo, atribuo isso a uma administração vagabunda dela quando estatal para poder vendê-la a preço de banana, e foi o que aconteceu.

  • Ciro

    eu sei que o pessoal não quer saber de política mas eu tinha que falar:
    [Comentario #102019 sera citado aqui]

    Tirado do blog Imprensa Marrom:

    Governo Lula e Oi/Dantas
    Vejam, abaixo, trecho de reportagem de abril deste ano, da Folha de São Paulo:

    “Para compra da BrT pela Oi ser efetivada, ainda são necessárias mudança na legislação e autorizações da Anatel, da CVM e do Cade – (…) Dilma – Questionada em Washington sobre a participação do BNDES na nova tele, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, respondeu: “A participação se deve ao fato de que o banco entra com um volume de empréstimos muito elevado [R$ 2,6 bilhões], então é para garantir a solidez e a qualidade da gestão, o que é muito natural”. Na sexta, o BNDES informou que seu apoio à operação de criação da nova tele soma R$ 2,569 bilhões na reestruturação societária da Telemar Participações, controladora da Oi.” (grifos nossos)

    Mesmo sem previsão legal, o Governo autorizou o BNDES a emprestar mais de DOIS BILHÕES E MEIO DE REAIS (convenhamos, aqueles “cem milzinhos” do Dantas e os “seis milhõezinhos” do Gutierrez são risíveis perto disso, né?). E o que dizer da “explicação” da Dilma?

    Enfim, o Governo Federal quebrou todos os galhos possíveis para o negócio sair. Vale lembrar que o Presidente é Lula (cujo maior doador de campanha foi o sócio da Oi), pai de Lulinha (cuja empresa recebeu grana de Dantas – e teve viagens e hospedagens pagas pelo banqueiro; e que por fim recebeu R$ 5 milhões da Telemar).

    Além da grana do BNDES, o Governo fez com que a Anatel mudasse as normas, “convalidando” assim o negócio que rendeu cerca de R$ 1 bilhão a Daniel Dantas.

    Ah, não acabou. Infelizmente, não acabou…

    BB e Oi
    O Banco do Brasil, controlado pelo Governo Federal, faz um empréstimo altíssimo à Oi, empresa cujo sócio foi o maior doador de campanha de Lula – e empresa que comprou a Brasil Telecom, rendendo a Dantas R$ 1 bilhão.
    A empresa do “maior doador” é também a “maior tomadora de empréstimos do BB”. Ele doou cerca de R$ 6,5 milhões a campanhas petistas. Sua empresa ganhou um empréstimo de R$ 4,3 bilhões do Banco do Brasil.

    E, vale lembrar, o empréstimo é para consolidar a compra da Brasil Telecom. Ou seja: é aquela mesmíssima fusão que… (eu sei, está repetitivo) …rendeu R$ 1 bilhão a Daniel Dantas.

  • erom

    Tomara que se F*D*M e aprendam a não nos enfiar porcarias goela abaixo!


Send this to a friend