_Destaque Mercado Montadoras/Fábricas Volkswagen

Volkswagen comemora 10 milhões de motores feitos em São Carlos

sao-carlos-vw

A Volkswagen está comemorando 20 anos e 10 milhões de motores fabricados em São Carlos, interior de São Paulo. A instalação foi inaugurada em 12 de outubro de 1996 com o objetivo de produzir o novo motor EA111, que substituiria a velha linha EA827, oriunda ainda dos anos 70.

A produção começou com o EA111 1.0 8V, que passaria a equipar o Gol. De lá para cá, a montadora construiu em São Carlos outro derivado do EA111, o 1.6 8V. Mas, prevendo o futuro, a versão 1.0 16V Turbo para Gol e Parati no começo dos anos 2000 também foi outra novidade feita na planta paulista.

Além disso, a fábrica também fez o primeiro motor 1.0 bicombustível do Brasil (2003), a primeira a fabricar o motor 1.0 de três cilindros (2012) e também o propulsor 1.0 TSI (2015).

motor tsi volkswagen up

EA211

Logo após a linha EA111, a Volkswagen iniciou também a produção do EA211, uma variante mais moderna dessa família de motores compactos da marca, que começou com a versão 1.0 12V de três cilindros, depois 1.6 16V (MSI) e agora 1.0 TSI, que tem duas versões: até 105 cv para o up! e até 125 cv para o Golf.

A unidade de São Carlos é responsável atualmente pela produção dos propulsores da família EA211 nas versões 1.0 MPI, 1.0 TSI, 1.4 TSI e 1.6 MSI, que equipam os modelos up!, cross up!, Fox, CrossFox, SpaceFox, Space Cross, Golf, Novo Gol, Novo Voyage, Nova Saveiro e Nova Saveiro Cross. No local também é fabricado o consagrado EA111 1.6l, presente nos modelos Gol, Fox, Voyage, SpaceFox e Saveiro.

“São Carlos tem recebido importantes aportes nos últimos anos, desde 2012 os investimentos totalizarão aproximadamente R$ 900 milhões até 2018, proporcionando uma intensa evolução em termos de qualidade e tecnologia na unidade. Com isso, a fábrica tem reforçado sua importância dentre as unidades de motores do Grupo Volkswagen e tem contribuído para o sucesso da consolidação da Volkswagen no mercado brasileiro”, disse David Powels, Presidente e CEO da Volkswagen do Brasil e América do Sul.

volkswagen-up-tsi-impressões-NA (30)

A planta da Volkswagen passou por diversas etapas de ampliação desde 1996, aumentando sua área em mais de 200% até chegar aos atuais 87 mil m² de área construída. Com três prédios produtivos – EA111, EA211 e Usinagem e Montagem de Cabeçotes – conta com três linhas de montagem de motores, quatro linhas de usinagem de blocos, uma linha de usinagem de virabrequim, duas de usinagem de cabeçotes e três de montagem de cabeçotes.

Em 2012 e 2013, a fábrica de motores havia recebido R$ 425 milhões para ampliação de prédios que seriam responsáveis pela produção da família de motores EA211. Já em 2015, mais R$ 460 milhões foram injetados para fabricação dos propulsores com tecnologia TSI (1.0 e 1.4). Este começou a operar uma nova linha de virabrequim.

Cronologia da fábrica de motores da Volkswagen em São Carlos/SP:

  • 1996: Inauguração da fábrica em São Carlos, no dia 12 de outubro
    •    1997: Primeira unidade do Grupo Volkswagen, fora da Europa, a conquistar a certificação ambiental ISO 14001
    •    1999: Produção do primeiro motor turbo do Brasil
    •    2000: Comemoração do marco de 1 milhão de motores produzidos
    •    2003: Produção do primeiro motor 1.0l com a tecnologia Total Flex do Brasil
    •    2007: Ampliação da capacidade produtiva com a produção das linhas de Usinagem e Montagem de Cabeçotes
    •    2012: Implementação de nova linha de usinagem de Blocos e aumento da capacidade produtiva
    •    2013: Inauguração de novo prédio produtivo responsável pela fabricação da família EA211
    •    2014: Comemoração do marco de 9 milhões de motores produzidos
    •    2015: Produção do primeiro 1.0l TSI Total Flex produzido no Brasil, com investimentos de R$ 460 milhões, e exportação de blocos de motores EA211 para fábrica de Chemnitz, Alemanha
    •    2016: Comemoração de 300 mil motores EA211 produzidos e início da fabricação do virabrequim e do motor 1.4 TSI







Send this to friend