Hatches Mercado Preços Sedãs Volkswagen

Volkswagen: configurador deixa de apresentar algumas versões de Golf e Jetta

volkswagen-golf-comfortline-10-tsi-impressões-NA-96 Volkswagen: configurador deixa de apresentar algumas versões de Golf e Jetta

O configurador da Volkswagen já não mostra mais a versão Comfortline do Golf com motorização 1.6 MSI, que tinha opção de transmissão manual ou automática Tiptronic. Estas duas opções de câmbio eram oferecidas com preços sugeridos de R$ 78.130 no manual e R$ 83.530 no automático. A proposta do hatch médio nessa configuração não agradou muita gente devido ao desempenho, considerado fraco.



O Golf Comfortline 1.6 MSI tinha o motor EA 211 1.6 16V Flex, que entrega 110 cv na gasolina e 120 cv no etanol, ambos a 5.750 rpm. Os torques são de 15,8 kgfm na gasolina e 16,8 kgfm no etanol, obtidos a 4.000 rpm. Com esse propulsor, o hatch da VW vai de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos no manual e precisa de 11,6 segundos na versão automática.

A ausência do 1.6 MSI não alterou os preços das demais versões. Por ora, não se sabe se saíram de linha de fato ou passam por reposicionamento. Sua saída, no entanto, abriria passagem para um Comfortline 1.0 TSI Tiptronic, que poderia até alcançar 128 cv ao incorporar o conjunto mecânico do Polo Comfortline 2018.

Novo-Jetta-14-TSI-Comfortline-NA-1 Volkswagen: configurador deixa de apresentar algumas versões de Golf e Jetta

Há um enorme espaço vazio entre os R$ 77.247 do 1.0 TSI manual (foto no alto) e os R$ 101.960 do Highline 1.4 TSI manual. Então, uma versão Comfortline 1.0 TSI Tiptronic faria mais sentido. Além disso, para deixar o Polo Highline um pouco mais afastado, o Golf Comfortline 1.0 TSI manual poderia incorporar o pacote Elegance (volante em couro, piloto automático com limitador, sensores de chuva e faróis, retrovisor eletrocrômico e rodas de liga leve aro 17) e o ar-condicionado automático (do pacote Comfort), subindo para perto de R$ 80 mil. Na versão automática, provavelmente o preço ficaria na casa dos R$ 85 mil. As mudanças poderiam ser feitas na atualização visual da linha 2018.

Além do motor 1.6 MSI no Golf, outra ausência é sentida no configurador da Volkswagen. Nesse caso, a versão Trendline do Jetta. A opção de entrada do sedã médio também sumiu da gama, sendo esta oferecida tanto com câmbio manual de seis marchas quanto com transmissão automática de seis velocidades, a famosa Tiptronic. Com preço sugerido de R$ 80.741 na manual e R$ 86.431 na automática, o Jetta Trendline tinha o mesmo motor 1.4 TSI com 150 cv a 5.000 rpm e 25,5 kgfm a partir de 1.500 rpm. Os preços das demais versões não foram alterados.

Nessa configuração, o Jetta apresenta ar condicionado Climatic, multimídia Composition Touch com tela de 5 polegadas, quatro airbags, controle de tração, bloqueio eletrônico do diferencial, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, rodas de liga leve aro 16 Sedona, pneus 205/55 R16, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, Keyless, bancos em tecido preto, entre outros. A saída pode indicar a proximidade do lançamento do Novo Jetta, cuja produção deve começar no final do ano e as vendas, pelo menos no México, já no início de 2018, não tardando assim a chegar ao Brasil.

Agradecimentos ao Gilmar.

  • Esquilo Tranquilo

    Foi tarde o golzão 1.6…

    • leandro

      Se fosse um SUV venderia rios, Hatch a bananalandia já se cansou

      • Ricardo

        Isso é verdade! Reclamam de desempenho em Hatch 1.6 e compram SUVs bem piores.

        • invalid_pilot

          Kicks mandou beijos

          • Fabio Marquez

            Por incrível que pareça o Kicks tem bom desempenho com o 1.6 HR… O motor parece maior, diferente do Renegade 1.8 que é amarrado.

            • invalid_pilot

              Problema é ambos custarem 100k reais.

              • Esquilo Tranquilo

                Pois é rapaz, me assustei com focus e kicks passando dos 100k facilmente O.o

            • Kicks tem desempenho razoável, mas pior que o do Golf 1.6. Consumidor da categoria dos “SU’s” está menos propenso a dar alto valor ao desempenho puro e simples, bem ao contrário do consumidor de hatches médios, ondo o desempenho costuma ser ponto crucial na escolha.

            • beto

              O 2017 não é tão amarrado, da conta do recado. Faça um test drive.

              • Verdades sobre o mercado

                Alguns veículos da imprensa especializada testaram e afirmam que melhorou,masafirmam também que ainda é deficiente para o Renegade que por ser muito bem construído é pesado para o eTorq 1.8, mesmo com todas as melhorias implementadas.

              • Renato Dias

                Com o botão sport ele anda muito bem. Mas bebe no proporção.

          • Ricardo

            É aquele que testaram no Acelerados e não andou nada?

            • Retrato do Papai

              até que andou razoavelmente bem… ficou pouquíssima coisa atrás do fiesta ps (este sim decepcionou demais, junto com o mt)…

          • Joaquim Grillo

            kicks tinha que chamar de kicporcaria de motor kkk

            • invalid_pilot

              O motor até leva, mas duro é o preço mesmo. O 2008 tem um motor similar e preço mais condizente.

        • Esquilo Tranquilo

          kkk por aí, mas minha mensagem é mais pro lado de oferecer um produto bacana no início de depois ir empobrecendo e “tropicalizando”, se eu tivesse grana eu investiria sem dúvidas num golf 1.4 tsi + DSG, mas como não tenho rsrs.

          E o motor 1.6 MSI ao meu ver não casa com o golf, pode ter aquele mesmo papo do ePorq Highlander, dizendo que teve melhorias para o consumo e desempenho e blablabla, que ainda vejo que o golf de entrada já tinha que ser turbo pelo preço absurdo da VW.

          Mas a tendência dos SUVs não tem como mudar eu imagino, porém queria ver mais opções de hatches médios no mercado assim como era alguns anos atrás…

    • Leonel

      Que Gol, cara…é um médio, plataforma completamente diferente e etc…
      Óbvio que foi um baita erro o 1.6 MSI, mas falar que é um golzão é coisa de hater, de alguém que entende absolutamente nada de carro ou as duas opções juntas.

  • Deadlock

    Agora o Golf 1.0T vai “prosperar” que nem um foguete..

    • Esquilo Tranquilo

      Já tá caro kk, como tudo no setor automotivo a tendência é só piorar, infelizmente.

    • Davi Millan

      Não duvido nada que o Golf “prospere” ao ponto do Comfortline 1.0 competir em preço com o Cruze LT.

    • Felippe2010

      Segundo o blogdoup, a VW não aumenta o preço dos carros, ela “valoriza”

      • Matheus

        Droga! Tiraram o Golf que tinha o melhor motor, pois assim não levava multa de velocidade!!!

        • Draga

          E era tambem o unico que eu conseguia levar na arrancada hehehe

          • Edson Fernandes

            E era o unico Golf beberrão dessa geração…rs

      • Eric Palamar Blaca

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Iran Borges

      Golf prosperity edition

  • Uranium

    O problema pra mim não foi lançar o Golf 1.6, porque isso sempre existiu na geração anterior e vendia bem. O problema foi que quando lançaram o 1.6 no Comfortline, colocaram no lugar do 1.4 TSI e o preço não abaixou quase nada, sendo que o 1.4 TSI mais barato passou a custar mais de 90 mil reais na época. Matou o carro totalmente.

    • Davi Millan

      Exatamente, é o que digo, quanto mais opções melhor, pois pelo menos teria mais opções para as pessoas que são contra os carros turbo. Porém ter colocado o 1.6 MSI como substituto do 1.4 TSI e pior que na mesma faixa de preço e pior ainda, sem o multilink (que tem aquela balela de ser útil só acima de 150km/h). Aproveitou para “prosperar” o highline e deu no que deu logo em um momento de ascensão dos SUV compactos. O David Powels foi tarde, já que tinha um olhar meio “errado” sobre o mercado (entendedores entenderão) e agora a VW tem a chance de melhorar um pouco, mas mesmo assim não tenho tanta fé sem a VW ter um SUV compacto.

    • Wellington Myph13

      Exato. Agora com o 1.0T tanto MT como AT já na mão, acho realmente desnecessário, mas realmente o fato de terem mudado a Comfortline de 1.4T pra 1.6 e nem mudar o preço, além de ter sido capado… Isso foi um tiro no pé mesmo…
      O Cruze é o melhor custo benefício junto com o Focus, só peca em não ter abandonado o Powershift… O 2.0 dele pode continuar, fica devendo em consumo contra os 1.4T mas não anda mal.

      Quem sabe se o 1.0T do Golf ganhe AT6 como no Polo e fique abaixo dos 90k…

  • le0gt-r

    A VWB conseguiu arruinar as vendas do Golf por aqui, por conta do olho grande e ganância fez com que o ex líder de vendas se tornar-se em um fiasco no País!

  • Haggard

    Simples, tiram-se as versões mais baratas de ditos carros, para abrir espaço para as mais caras do novo Polo e o sedã Virtus.

  • Ricardo Blume

    O que está matando o line da VW é a ganância da montadora e não a linha de motores. Claro que houveram mudanças para colocar o Polo no line mas o tiro saiu pela culatra para a Volks. Venho dizendo que acontecerá o mesmo com o Polo. Não esperem preço competitivo para o modelo. É mais que obvio!

    • Ernesto

      Mas a VW já divulgou os valores das versões do Polo!

  • Silvio

    RIP penúltimo Sedan Médio com câmbio manual. Agora só resta o Civic nessa configuração. Uma pena.

  • FearWRX

    Já vai tarde. Agora quem comprou tem uma bela jaca na mão, parabéns a quem comprou e principalmente a VW por lançar uma JOÇA dessa.

    • Ducar Carros

      O desempenho do Golf 1.6 MT não é tão ruim assim, e é um carro bem equipado, muito melhor que um Polo 1.6. O mesmo digo do Jetta 1.4.

      Descontinuidade de versão não desvaloriza muito o carro, o que desvaloriza é descontinuar modelo.

      • Uranium

        “Descontinuidade de versão não desvaloriza muito o carro, o que desvaloriza é descontinuar modelo.”

        Fale isso pra carros como Polo e Polo Classic 1.0 16V, Ecosport e Fiesta Supercharger, etc etc… Claro que desvaloriza meu caro.

        • Ducar Carros

          Só desvaloriza mais que o normal versão bichada, com turbo mal visto, etc. Se não tiver nenhum problema crônico na versão, não vejo ela desvalorizando muito mais não.

          Se fosse assim, ninguém compraria as versões limitadas que as montadoras lançam de vez em quando.

          • André

            Exatamente, e como usado, capaz da desvalorização do 1.6 ser menor que o TSI por supostamente ter um motor mais simples de manutenção.

        • REDDINGTON

          Pode colocar na sua lista o HB 20 turbo que não vende nada!!! Tanto que a Hyundai está pensando em já tirar de linha.

          • Edson Fernandes

            Já tirou de linha.

        • Inclua na lista o principal:

          Hyundai i30 1.6

      • Lucas086

        Concordo, o carro não é ruim e capaz de desvalorizar menos que os Tsi pelo preconceito que o brasileiro tem. Prefiro andar em um Msi, um carro medio, do quê na maioria desses “suvs” montados em cima de carroa hatch, que andam parecido e gastam até mais em alguns casos que o golf.

      • REDDINGTON

        Tenta vender daqui um tempo um HB 20 turbo e aí vc descobre se a sua teoria está certa…

    • REDDINGTON

      Vão ter que fazer uma rifa viu…

    • ViniciusVS

      A maioria dos primeiros que compraram o 1.6 já passaram para o segundo dono. kkkkk

    • FearWRX

      Pelo jeito um monte de fracassado me negativou, deve ser os mesmos que compraram essa tranqueira HAUIDHAIUDHIAUDHIADA

    • invalid_pilot

      Se nego não liga pra desempenho mas quer um medio pelo conforto, talvez seja bom negócio esse 1,6 AT usado, da pra mandar valor baixo e colar

      • FearWRX

        Eu ainda arriscaria um alemão mais rodado e “antigo” com seu câmbio problemático a esse 1.6, taloco…

        • invalid_pilot

          Deve ter público pra ele, se tinha pra aquele Golf 4,5 1,6 estranho.

  • REDDINGTON

    101.960 num Golf manual??? Sério isso??? Tá Serto…

    • Louis

      Sem opcionais.

    • dallebu

      Eu não entendo como conseguiam cobrar 80.000 no Jetta 1.4 TSI 150 vc manual e cobram 77.000 no Golf 1.0 TSI 125cv… O Golf é tão mais caro de produzir? Mai caro do que um sedã?

      • Marcos Megda

        Com certeza é mais caro, mas nem tanto. Golf é uma plataforma mais nova e o acabamento é muito melhor que o do Jetta, mas não justifica ser tão mais caro.

        • cepereira2006

          A diferença para a montadora não chega a mil reais. É pura ganância. Essa montadora é do tempo em que se podia cobrar o que quisesse que o mercado pagava. Só que a coisa está mudando, ninguém é besta de pagar 100 mil num hatch médio manual e pelado, precisando acrescentar opcionais..

          • Edson Fernandes

            Ta certo que o Golf não é pelado, mas daí custar R$100000 num 1.4 Turbo… perderam a noção de tudo. Com os rivais atuais ofertando muita coisa pelo mesmo preço, fica dificil convencer, ainda mais na versaõ 1.4 TSI.

            O ponto é que a VW se perdeu no preço dele. E a culpa é dela mesma. O carro é bom sim, mas o preço totalmente controverso.

      • Mr. On The Road 77

        Jetta 1.4 TSI manual era vendido com enormes descontos. Em junho estavam vendendo por 68 mil Reais em SP. O Golf 1.0 tem descontos menores. Golf Variant estava saindo por 80 mil o manual, por exemplo.

        • Edson Fernandes

          O Jetta comfortline 1.4 TSI com o pacote que ele possui mais caro e teto solar de 101000 é vendido por R$80000 e eu já vi uma promoção que postaram no clube do Golf por R$72000. O cara até questionou para os donos de Golf qual era melhor opção entre Golf 1.0 TSI (básico) e esse Jetta. Eu fiquei impressionado e obviamente iria no Jetta.

          Sabe qual foi o argumento dos donos de Golf? Que o interior do Jetta era de um Golzão…

          • Mr. On The Road 77

            Eu iria de Jetta também. Tem coisas que um Jetta faz que um Golf não faz.
            A vantagem do Golf é a economia e o acabamento um pouco superior sim, mas o Jetta não faz feio como vejo as pessoas dizendo.
            E o Clube do Golf tem uns caras meio malas mesmo. kkkk

          • Ernesto

            Edson, a VWB não está mais montando o Jetta em São Bernardo do Campo? Outro dia comentei com um leitor aqui que falava que o Jetta era importado; disse à ele que era montado no Brasil e ele falou que não mais, desde Março/2017 se não me engano. Isso é verdade?

            • Edson Fernandes

              Essa informação não tenho como saber. Mesmo o pessoal que eu conheço diz ver montagem de Jetta (mas é uma linha pequena).

              Na verdade, eu não imagino montar mesmo o Jetta. Eu imagino receber o carro de fora e dar poucos ajustes.

  • George

    Bem que poderiam lançar uma versão 1.0 TSI para o Jetta, não?

    • ViniciusVS

      Não!

    • Felippe2010

      é pouco motor para o carro, melhor manter o 1.4 mesmo que dá conta do recado e faz menos esforço que o 1.0 TSI iria fazer

      • fschulz84

        Se fosse o 1.0 do Polo, te garanto que não seria fraco… Aluguei um Skoda Octavia em 2014 (peso similar ao Jetta), o carro era ano 2013, com motor 1.2 Turbo antigo da VW (100cvs).

        Rodei mais de 2000kms com ele, com porta-malas completamente carregado (aproximadamente 7 malas cheias, sendo 2 grandes e duas médias entre elas) e te falo que o desempenho não ficou devendo ao meu antigo Focus Duratec que eu tinha. A 140km/h, os giros estavam em 3000RPM.

        Óbvio que não poderia nunca ser chamado de esportivo, mas achei o suficiente para o tamanho do veículo…

        • Edson Fernandes

          O problema é o preço do brinquedo. A VW a partir do momento em que colocou finalmente o 1.4 TSI no Jetta tbm pisou na bola em preço.

          Tanto que ele perdeu em vendas. Hoje que ele tem um preço atrativo (com altissimos descontos) não vende.

          E aí… entra o Golf que tem motor 1.0 TSI com proximidade perigosa de preço com o Jetta 1.4 TSI e sobe a estratosfera o preço de Golf bem equipado e para ficar superior ao Jetta em itens de série, fica mais caro tbm que o Jetta 2.0 TSI. Ou seja… a VW está perdida com o GOlf e deveria baixar o preço dele tanto no 1.4 TSI como no GTI, ainda que esse seja esportivo. O Golf está extremamente mal posicionado.

  • Ailton Junior

    Aposto que a WV vai fazer lambança denovo…

  • Anderson Trajano

    Mas na minha opnião, o que mais desmotivou os potenciais compradores, é o fato da VW ter um powertrain mais moderno (1.0 TSI + AT6) e nos empurrar o EA 211 (1.6 MSI). Não que esse motor seja ruim, longe disso, meu cunhado tem um Crossfox com esse motor e roda bem, mas um carro com a tecnologia de um Golf pede um trem de força mais moderno. A questão do DCT e da suspensão eu entendo e apoio, pois são mais caros de manter, mas o motor não, desculpe. A versão top do Polo chega a 70k, sendo assim, uma versão do Golf 1.0 TSI Confortline manual a 72k/73k e uma automática na casa de 78k geraria uma linha com menos buracos e melhor custo benefício para o consumidor, mas como a galera colocou, a ganância da VW não deixa ela acertar.

    Se bem que nesse segmento, quase tudo está indo por água abaixo. Quem tem entre 70k e 100k para dar num carro, está indo nos SUV’s infelizmente.

    • Edson Fernandes

      Perfeito! Seria um alinhamento interessante, tbm promovendo redução de preço para 1.4 TSI e 2.0 TSI (GTI). O 1.4 poderia ter apenas cambio automatico e partir de R$85000 e o GTI voltar a um patamar de inicio de comercialização (R$100000).

  • Rafael Straus

    VW começou muito bem com a nova geração do Golf em 2013.

    Mas de lá pra cá só vem dando tiro no pé, parece até coisa de propósito.

    Depenaram o 1.4 mexicano, depois nacional; Lançaram o 1.6 custando o mesmo que o 1.4T, para, em seguida, lançar a 1.0T, mais eficiente, custando o preço do 1.6 (matando este).

    E, ainda por cima, lançam o 1.0 T sem versão automática.

    Em tempos de SUV dominando tudo, não se entende nem se explica nem se justifica essa comédia de erros da VW!

    • Edson Fernandes

      Olha, o Mexicano perdeu basicamente o freio de mão elétrico (com auto hold) mas ganhou a versão comfortline. Até aí nada demais. O problema foi depois disso.

      Nacionalizaram, colocaram o motor 1.6 MSI a praticamente preço do comfortline mexicano 1.4 TSI (perdendo suspensão e dsg, além de itens do interior), subiram o preço do highline 1.4 TSI e deixaram um buraco gigante entre eles. Aí entre o 1.0 TSI ao preço do 1.6 msi MT e querem justificar a lacuna entre os motores 1.0 TSI/1.6 MSI ao 1.4 com oferta dos opcionais. Isso não existe. O 1.4 deveria ocupar uma faixa de preço que atravessasse a faixa de preço topo de linha do 1.0 TSI. O problema é que esse atravessar é ifcar bem no meio: Cerca de no máximo R$85000. Nos atuais preços (que o 1.0 TSI sai a 78000) ele deveria SOFRER uma redução, ganhar uma versão automatica e manter o 1.4 TSI automatico a um preço mais proximo para ter maior vendagem. Da forma em que está, a VW está literalmente queimando o Golf.

  • mjprio

    Depenarem o carro, nao potencializarem o motor MSI com uma injeção direta e nao oferecerem o AT com o TSI foram as maiores burradas que a VW fez com o Golf. E olha que ela nem tem SUV compacto pra equilibrar a lambança.

  • Rafael Neves

    Quero ver se aquele Blog que adora VW vai noticiar isso de forma correta…

  • Tosca16

    VW poderia vender bem mais JETTA, mas pelo que vejo é culpa do pós-venda e não do produto em si.

    • thi

      verdade sendo que a vw vendi de 700 a 1000 em media de jettas por mes

  • Mr. Pug

    O Golf automático mais barato parte de R$107.600, pintura sólida…que loucura! E ainda itens que deveriam ser de série são oferecidos como opcionais, inclusive em pacotes caríssimos.

    Mas culpa dele vender cada vez menos mês a mês é dos malvados SUVs, não dos preços absurdos que a Volkswagen cobra por ele. [contém ironia]

  • Lucas086

    Eu teria um Golf Msi, se ele custasse um pouco menos, andei em um, e anda correto, anda que nem a maioria desses suvs, sem falar que é um carro completo desde o de entrada, o negócio que depois que se andou no 1.4, o MSI é lento demais kkkk mas não é um carro ruim.

  • Wellington Myph13

    Vou colocar de novo minha “projeção” pro Golf 2018.
    Hoje atualmente custa 77k, vamos colocar mais 3k porque vai ganhar comandos no volante e piloto automático de série mais valor das mudanças externas e internas… Elevando pra 80k a versão MT e adicionando a AT6 por mais 6k, ficando 86k. Elegance adicionando sensores de chuva, de pressão dos pneus, crepuscular, retrovisor fotocrômico, ar digital climatronic e partida por botão… E Exclusive adicionando + Rodas 17″, luzes diurnas em LED e Bancos de Couro…
    Essa parte já não sei se fariam, mas deveriam – 1.4T volta a ser opção na Comfortline com AT6 por 91k…
    Highline adiciona todos os opcionais citados + Teto Solar, Modo de seleção de condução já de série AT6 partindo de 108k mais Exclusive adicionando CMM 8″, Active Display, FLA, Câmera de Ré e faróis Xenon, e a Premium adicionando + ACC, Frenagem de Emergência, Park Assist, ajuste elétrico dos bancos com memória e detector de fadiga.

    Obviamente nas 1.4 estou baixando o preço pra competir com o Cruze de frente e voltar a tentar ganhar mercado. Assumindo que queiram ser competitivos como fizeram com o Polo…

    1.0T Comfortline MT 80k (83k ou 85k)
    1.0T Comfortline AT6 86k (89k ou 91k)
    1.4T Comfortline AT6 91k (94k ou 96k)
    Elegance 3k, Exclusive 5k
    1.4T Highline AT6 108k (114k ou 120k)
    2.0T GTI AT6 130k (136k ou 142k ou 148k)
    Exclusive 6k, Premium 12k, R-Line +6k…

    • Edson Fernandes

      Para isso eu já acho que o 1.4 TSI já deveria entrar com um pacote melhor e redução de opcionais (já darem muitos itens de série). O problema é que essa não é a realidade e faz o preço ser extremamente abusivo.

      • Wellington Myph13

        A Comfortline eu acho bem equipada em questão de segurança e básico em conveniência como alarme, fechamento dos vidros, sensores dianteiros e traseiros, luz de conversão na neblina, CMM com Android auto e até onde se sabe ele vai adicionar os comandos no volante e piloto automático na 2018. Ficando de opcional ali só banco de couro, ar digital, sensor crepuscular, de chuva, retrovisor fotocrômico, partida por botão e rodas 17 em opcionais… Acho que ficou bem equilibrado pra uma versão de entrada com preço chamativo…

        E a Highline eu sugeri ali ganhar praticamente o que vem hoje no pacote elegance e até teto solar igual o Cruze LTZ e Focus Titanium…

        • Edson Fernandes

          O pacote elegance deveria ser de série. O pacote exclusive em uma variante e o opcional real seria da versão premium. Ou poderiam melhorar a cadencia dos pacotes. Da forma que está, está tudo bem caro.

          • Wellington Myph13

            Pelo Golf ter muitos itens a oferecer, ele merecia ter mais versões. Só assim pra otimizar e tirar os opcionais super caros…
            Talvez deixar opcionais de 3 e 6k nas versões Comfortline e Highline e uma top acima com todos os opcionais caros que somariam seus 15-20k… Luxuryline?

  • Ricardo

    Daqui alguns anos, quando o preço de um Golf 1.0 T manual estiver acessível, o compro.
    Existe 1.4T manual?

    • fschulz84

      Se não me falha a memória, os primeiros exemplares importados da Alemanha tinham opção de câmbio manual.

    • Edson Fernandes

      Existe sim. Foi até a fabricação mexicana de 2015. Mas é dificil de encontrar pois a pedida era mais concentrada nos DSG.

  • Joaquim Grillo

    se ja não vendia agora então, 40 mil a mais só por um motor que prometa magica kkkkk ai vc vai ver tem amrcas que tem motor com aproximadamente a mesma eficiência e cobra menos, a VW sempre acnhando que é a Apple dos carros e os TSI fans achando que tem um Apple car

  • Eu acho que estão é abrindo espaço para o Virtus com a saída do Jetta Trendline de cena. A conferir.

    • thi

      até pq jetta vai subir de nivel..o virtus ta mais pra um sedan medio mesmo,fui conheçer sabado o polo e é muito mais golf q gol.

      • Vitor C

        Só porque o carro é um pouco maior não quer dizer que ele é médio. Se fosse assim poderíamos considerar versa e cobalt médios também.
        Além do mais o polo ainda está distante dos médios em questões como acabamento, itens de conveniência e etc.

        • REDDINGTON

          Os caras estão apostando tudo no Polo e no vírus…

          • Edson Fernandes

            E canibalizando os médios… isso ainda vai surtir efeito negativo para a marca.

            • REDDINGTON

              Também acho viu. A história já mostrou que investir tudo só em um produto não dá muito certo no meio automotivo…O Polo completo ficou caro, o vírus vai ficar mais ainda.

      • Vi a uma certa distância ao passar na porta de uma concessionária hoje: frente muito semelhante à do Golf, traseira muito semelhante à do Gol. Mas o porte remete bem mais ao Golf que ao Gol, realmente.

  • Leonel

    Na grande realidade, esse “espaço” entre o 1.0 TSI e o 1.4 TSI tem que ser ajustado não equipando melhor e subindo o preço do 1.0 TSI. Tem que colocar o 1.4 TSI em uma faixa mais razoável, isso sim. Ele começar acima dos R$100 mil e praticamente a R$110 na versão AT6 é ridículo…

    O posicionamento de preço de alguns modelos VW são completamente fora da realidade…

    • Vitor C

      Exato. O que deviam fazer é voltar com um confortline com motor 1.4.

  • Joaquim Grillo

    A VW tinha que lançar uma nova marca de Carro além dela própria e Audi tinha que lançar a TSI

    T amo S empre I nganando – Para cobrar mais

  • Samuel Justus

    Tem uns caras que vem aqui falar mal de vw que vivem defendendo a peugeot e a citroen… tá serto!

  • Uma pena o que fizeram com o Golf. Tinha muita vontade de ter um.

  • HugoCT

    Passou da hora pra Fiat entrar neste segmento de medio com o Tipo. É só vir com um 1.3 Turbo de uns 150cv, com MT/AT6 por uns 72 / 76 mil e já era. Focus e Golf ja passaram a barreira dos 100 mil e provavelmente ficaram cada vez menos viáveis.

    • Verdades sobre o mercado

      Segmento minguado com ótimos Cruze, Golf e Focus, não tem porque a Fiat trazer Tipo, só mais um produto para ter que administrar baixas vendas.
      E nesta faixa e preço é o ARgo com 1.8 e-torq, imagine um Tipo com 1.3 turbo …

      • Edson Fernandes

        Em teoria o Tipo não é exatamente um médio “médio”. Ele seria um médio compacto.

        Pensnado nisso, poderia a Fiat fazer como fez na Toro: Aplicar um preço inferior aos médios e roubar o mercadop ara ela com um produto moderno. Poderia ser uma oportunidade.

        • Ernesto

          Mas isso só se tirar a versão top do Argo, a HGT.

    • REDDINGTON

      Ninguém vai investir nesse segmento morto. É pedir pra perder dinheiro…

  • Isaac Ferreira Santo

    Eu só queria o FREIO DE ESTACIONAMENTO ELÉTRICO de volta, ao menos no GTI.

  • Eric Palamar Blaca

    Engraçado que compravam o golf g4 com motor 1.6 e os concorrentes da epoca (vecta gt, tiida, bravo, 307,etc) tinham motores maiores…. e ninguém reclamava. Já nesse novo GOLF galera não curtiu. Vai entender.
    Mas nao deve ser pelo preço cobrado, pois tem quem pague mais de 85k em SUVS MODINHA com motorizaçõe semelhantes.

  • Edson Fernandes

    DISCORDO VEEMENTE no PODERIA AUMENTAR. Poderia coisa nenhuma!!!

    Um Focus 1.6 sai por R$72000 e ainda assim tem desconto enorme em cima! Um Focus Titanium Plus sai por volta de R$92000!

    Me desculpe… mas NÃO PODE NÃO. Um Golf 1.4 TSI deveria custar é bem menos, isso sim! Ele em R$100000 já deveria incorporar o pacote Exclusive no minimo. Essas coisas que fazem nosso mercado aumentar de preço.

  • Iran Borges

    Não conheço carro bonito da Nissan aqui no Brasil

  • Sílvia

    Quanto ficaria , em reais , um Golf totalmente pé-de-boi ? Não custa lembrar , produto é preço ! E demanda x oferta é que determinam vendas . Não existe essa charopada de “onda de SUVs” , modinha e etc . Dona VW , traduza o Golf com roupa de trabalho , para ver se não vende !

  • oloko

    No golf reestilizado que está para vir, a vw poderia colocar o 1.0 tsi a partir de uns 77 e at por uns 82 e uma 1.4 nos 90 mil, porque a lacuna do 1.0 pro 1.4 é gigante, com o at por ridículos 108 mil

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend