Elétricos Europa Hatches Sedãs Volkswagen

Volkswagen cortará Polo, Golf e Passat em alguns mercados

Volkswagen cortará Polo, Golf e Passat em alguns mercados

O título acima pode assustar alguns, mas infelizmente é o que acontecerá em certos mercados nos próximos anos, de acordo com a revista inglesa Auto Express. Ela entrevistou Jürgen Stackmann, presidente de vendas e marketing da Volkswagen, que falou sobre o futuro do trio histórico da marca.


Questionado sobre se haverá um futuro para o Golf ao lado da família ID, Stackmann foi categórico: “Provavelmente não”. O motivo não é a capacidade do hatch médio alemão de vender bem, mas as restrições para venda de carros com motores a combustão, em curso em alguns países da Europa e do mundo.

Em países como Reino Unido, França e Holanda, que pretendem proibir a venda de carros a combustão nos próximos anos e décadas, nomes como Golf, Polo e Passat, simplesmente não terão lugar.

Volkswagen cortará Polo, Golf e Passat em alguns mercados

Stackmann disse que a futura gama de carros elétricos da VW será identificada como ID, o que mata qualquer chance (no momento) e vermos estes modelos 100% eletrificados adiante.

Países como a Noruega e a Holanda, devem ser os primeiros a banir modelos como o Golf. O ano de 2030 é tido como o início desse movimento no sentido de cancelar a comercialização de carros que não sejam totalmente elétricos.

O Golf não irá além de um modelo híbrido leve ou plug-in, conforme Stackmann confirmou. Ele também falou que veremos a próxima geração do hatch alemão, provavelmente nos próximos cinco ou seis anos, porém, sem ser 100% elétrico.

Se seguir o tempo de vida médio da marca, o Golf não deve ir muito além de 2030. Apesar do futuro sombrio para os clássicos da VW, o executivo dá um sinal de esperança para os clientes desses produtos.

Volkswagen cortará Polo, Golf e Passat em alguns mercados

Fora da Europa, o trio é apreciado em alguns lugares e continuará a existir neles por mais tempo. Ou seja, pelo menos no Brasil, eles ainda terão espaço nos próximos anos.

Jürgen Stackmann acredita que um cliente do ID.3 estará bem feliz com seu carro elétrico e não precisará de um Golf na garagem. Ele disse que eles (a empresa) estarão muito felizes com isso.

A Volkswagen aposta tudo agora na família ID, que será a terceira geração de portfólio da marca. O Fusca e seus derivados a ar deram o passo inicial, seguidos pela evolução natural de Golf e os demais refrigerados a água. Agora, depois desses dois elementos, agora é a vez da eletricidade.

[Fonte: Auto Express via Carscoops]

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Gilberto Mariani

    Traurig, nur so, verdammt traurig!

    • Dado

      Neue Zeiten kommen!

      • Cesar

        Und diejenigen, die in der Zeit stecken, werden zurückgelassen.

        • Eduardo 1981

          Vom Verbraucher zum Sammler!

        • Ford Opala Attractive 200TSI

          weiss fooder, weiss lämbe bengass kkkk

      • Edu

        Ops. Entrei no site errado.

    • delvane sousa

      Google tradutor forte por aqui kkk

      • Cesar

        Wer kein Deutsch kann, zweifelt an denen, die Deutsch können.

    • Osni Duarte

      Ich bin Kaiser aber Ich kann nicht auf Deutsch schreiben.

  • Cesar

    Ricardo,

    Acredito que tenha um pequeno erro: “Em países como Reino Unido, França e Holanda, que pretendem proibir a venda de carros elétricos nos próximos anos e décadas, nomes como Golf, Polo e Passat, simplesmente não terão lugar.”

    Não seria: proibir a venda de carros a combustão

    • ricmoriah

      obrigado pelo aviso!

      • Piston head

        Que aviso???

  • Tibúrcio

    Golf deverá dair dos EUA, já que não vende bem por aqueles lados.
    Mas, será que farão como a Ford e desistir de carros tradicionais e focar só em SUV?

    • Dudu Pimentel

      Se para lucrar, precisarem fazer isso, vão.
      Veja que a Ferrari bateu o pé e disse que nunca iria fazer nada além de esportivos…e hj voltou atrás e já está projetando seu primeiro SUV.

    • th!nk.t4nk

      Sem chance. Europeu é louco por carro baixo. Pra pegar Autobahn os altinhos deixam muito a desejar.

      • Dudu Pimentel

        Com certeza vc vive no passado…te aconselho a pesquisar sobre esses SUVs:

        – Porsche Cayenne Turbo S;
        – Lamborghini Urus
        – Bentley Bentayga Speed;
        – Maserati Levante Trofeo;
        – Audi RS Q3, SQ5, Q8 RS);
        – BMW X3M, X4M, X5M e X6M;
        – Mercedes-Benz GLA45 AMG, GLC 63 S AMG SUV e SUV-cupê , GLE 63S AMG SUV e SUV-cupê;

  • rodrigosr

    Ainda acho que o id.3 poderia se chamar Golf.

  • aaaaaaaaa

    viva a evolução!!!

  • Que idiotice não aproveitar os mesmos nomes! Como se os Polo, Golf e Passat vendidos hoje fossem os mesmos de 30 anos atrás.

    • vicegag

      Concordo, acho tolice perder estes nomes fortes, afinal eles já possuem motorizações com combustíveis variados, híbridos, acho que o que está debaixo do capô ( ou em outras partes do carro ), não justificaria perder todo carisma de um nome/design.

    • Ricardo Silva

      Também, não entendi, é só trocar a motorização …

      • th!nk.t4nk

        Nao dá. ID.3 e Golf irão conviver por muitos anos ainda, logo não teria como oferecer 2 carros completamente diferentes com o mesmo nome. E simplesmente botar um motor elétrico no Golf nao dá também (isso já foi feito), pois estaria em grande desvantagem técnica frente aos que têm plataforma elétrica dedicada.

  • Rogério R.

    Aqui não duvido que com a chegada do novo Gol o Polo não perca várias versões de cara. Para mim a dupla GTS sendo vendidos acima de R$ 100 mil dura até a metade de 2021.

  • SK15

    Aqui no BR também será cortados mas por motivo de preços nessa escaladas esquece …

  • zekinha71

    Aqui não está muito longe de acontecer, Golf já foi, Passat é praticamente morto, só falta o Polo, que logo terá fogo amigo pra derrubá-lo.

  • Rodrigo

    A imprensa europeia que já andou em Golf MK8 e ID3 confirma que são bem parecidos. Resta saber se haverá algo “popular” abaixo do ID3, lembrando que na Europa o Polo atua no segmento mais concorrido. E também se a VW cogita um sedã médio eletrificada para ocupar o lugar do Passat.

  • Fábio

    Acredito que os carros eletricos vão evoluir muito rápido. Mas…. o Brasil não tem infraestrutura para automóveis totalmente elétricos. Imagina ficar no posto 3 horas para uma carga rápida.

    E o brasileiro comum não tem poder de compra para adquirir um carro elétrico.

    Concluo que nossa realidade em 2030 será muito diferente da europa. Isso se realmente esse banirem os carros a combustão por lá, pq acho sinceramente que é uma pressão que não se sustenta.

    • Ducar Carros

      Concordo, acho que próximo à data limite, vão atrasar na Europa a obrigação de 100% elétrico, vão acabar aceitando o plug-in nesses 100% também.

      E aqui não faz sentido o elétrico, já que um híbrido a etanol polui tanto quanto um elétrico, sendo muito mais barato que ele, e usando a infraestrutura de postos que já existe!

    • Sino Weibo

      Já existem tecnologias que carregam em meia hora uma bateria de até 500 km de autonomia, é o tempo de um almoço em um posto de gasolina. A questão é estas tecnologias chegarem no Brasil, e a que preço.

      • Fábio

        Em mercado para a venda essa bateria não existe. É protótipo. Nem Tesla tem

        • Sino Weibo

          Um Tesla Model S em um 150kw Rapid chargers carrega de 100 a 350 Km entre 20 e 30 min. e 500 km em até uma hora. Essa tecnologia já existe. Está inclusive no segmento da empresa: “The typical time to charge an electric car can take as little as 30 minutes or up to 12 hours. This depends on the size of your vehicles battery and the speed of the charging point.” Fonte: pod-point . com

  • Pedro Freitas

    Se não há mais Europa pra atualizar o Golf… ficaremos com Golf 8 até 2099, quando possivelmente a VW tirará de linha… claro que até lá teremos Golf 8.1… 8.2… 8.3… 8.20… dejavu da geração 4?

    • th!nk.t4nk

      No Brasil provavelmente o que restará serão modelos desenvolvidos exclusivamente para países sub-desenvolvidos.

  • RKK

    O Polo tem que se manter bem vivo no Brasil.

  • Cincinato

    Golf R está custando em reais hoje 191 k

  • David Diniz

    Im Jahr 2030 wird Golf 60 Jahre alt sein, also braucht es etwas Neues, weil es länger sein wird als der Kombi, der in Brasilien 57 Jahre lang produziert wurde.

  • Leo

    Pessoal criticou muito a Ford por reduzir o portfólio, mas me parece que foi muito esperta e antecipou uma medida que todas as montadoras vão acabar tomando.

  • Miguel

    Pode deixar que em 2030 ainda estaremos aceitando tudo, e com a ideia revolucionária de algum deputado ainda teremos carros a diesel!

    • MarcosGojira

      Será a primeira ideia revolucionária ao contrário da história

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email