*Destaque Carros Conceito EUA Mercado Montadoras/Fábricas Pickups Salões do Automóvel Volkswagen

Volkswagen deve revelar picape média MQB em Nova Iorque

volkswagen-atlas-r-line-2018-10 Volkswagen deve revelar picape média MQB em Nova Iorque

De acordo com o site Automotive News, a Volkswagen deve produzir em Chattanooga, Tennessee, uma picape para atuar no mercado americano. A ideia é bater de frente com Chevrolet Colorado, GMC Canyon, Ford Ranger e Toyota Tacoma, por exemplo. Segundo fontes íntimas ao assunto, o modelo é descrito como um “derivado do SUV grande Atlas”.



Em outras palavras, a Volkswagen pode estar seguindo o mesmo caminho da Honda com sua Ridgeline (foto abaixo) ao fabricação uma picape média com estrutura monobloco, feita sobre a plataforma MQB. Como se sabe, a planta americana já produz o Atlas nesse formato, assim como em breve fará o Atlas Coupe e o próximo Passat NMS.

Segundo se comenta, o presidente Herbert Diess acompanhou o projeto desde o início, o que significa que a montadora já tomou a decisão e está executando seu desenvolvimento, visto que um conceito com a proposta de estilo dessa nova picape deve ser visto no Salão de Nova Iorque. O Atlas e seu irmão menor, de cinco lugares, tem um porte grande para os padrões da marca, sendo o maior veículo feito pela VW até hoje, em termos de carros de passeio, é claro.

volkswagen-atlas-r-line-2018-10 Volkswagen deve revelar picape média MQB em Nova Iorque



Outra fonte fala em chegada do produto “relativamente breve”, indicando que até por volta de 2020, essa picape MQB estará rodando nos EUA. Parece estranho a Volkswagen apostar nessa estrutura modular para fazer uma picape nos EUA, já que possui a Amarok feita em chassi de longarinas, um conceito antigo, mas robusto e de custo menor, onde as marcas americanas se apoiam e o consumidor deposita sua confiança.

Com a Amarok, cujo direito de uso do nome é de propriedade da VW nos EUA, a marca alemã poderia apenas ter feito como a General Motors, adaptando o estilo e fazendo algumas modificações de engenharia. Mas, se isto se confirmar em Nova Iorque, então vamos ver como se dará essa proposta diferenciada da empresa.

Mas, como seria essa picape MQB? Com base no Atlas, o porte deve ser semelhante, com entre eixos ampliado e no mínimo capacidade para uma tonelada. A suspensão traseira deve continuar multilink, mas bem mais reforçada como na Ridgeline. Além disso, a VW pode se valer da estrutura monobloco para criar espaços adicionais para carga e objetos, tal como na picape da Honda.

Já em termos de motorização, o motor V6 3.0 TDI de 258 cavalos não seria possível usar, por causa da arquitetura transversal, mas um 2.0 TDI de 240 cavalos é provável. Com gasolina, a oferta poderia ser centrada no VR6 3.6 de 280 cavalos, opção semelhante da japonesa.

[Fonte: Auto News]

COMPARTILHAR:
  • Mario

    VW, essa não é a sua praia!!!

    • Lucas

      Como não? A Amarok foi a melhor picape que já dirigi, e olha que posso/possuí S10, Dakar, Trailblazer e Ranger, tudo a diesel. E olha que nem estou usando a Amarok V6 como parâmetro porque seria covardia.

      • Pedro Henrique

        porém a amarok sofre varios problemas, de bico, de turbina, de correia…
        a pick up pode ter sido boa mas o motor dá bastante problema.
        inclusive acho ela bonita e das pick ups a mais acertada por dentro pois parece um carro convencional.

        • Lucas

          Rodei 5 anos com ela sem surpresas. Era 2013 e a vendi no fim de 2017. Fazendo a manutenção em dia o carro suporta o uso em regimes convencionais sem a menor dificuldade.

          • Charlis

            Mas é que a Amarok do colega do meu amigo, do meu primo de terceiro grau, deu problema, então nenhuma presta.

            []s

            • Pedro Henrique

              assista videos do adg da high torque, vc vai ver que ele já mostrou a troca da correia dentada de amarok e ela se enche de pó, em região de minério como minas gerais e cia essa correia vai sofrer horrores e pode arrebentar com metade da vida útil.
              eu mesmo já vi amarok com problema de bico em oficina de um parente.
              e não estou falando que nenhuma presta, mas que o índice de defeitos é alto comparado as concorrentes.

              • Charlis

                Jamais perderia meu escasso tempo com isso, me desculpe, rs…

                O índice de problemas do câmbio DSG também é superior a um câmbio epicíclico na internet…
                E nem por isso eu vou deixar de ganhar em desempenho, consumo, esportividade e ser feliz.
                Ah, e o meu já completou 3 anos, todos os dias na pista, e continuo muito feliz, rs…

                Sobre a Amarok,
                Se eu gostasse de caminhonete, e da Amarok, jamais deixaria de tê-la por conta disso.
                Alias, tenho alguns conhecidos que tem, e nunca tiveram problemas.

                Tudo é relativo com sua necessidade, gosto e poder econômico.

                []s

                • Ernesto

                  Talvez a questão da Amarok seja em relação ao uso. Pelo que li, de pessoas que tiveram experiência com vários modelos de pick ups em uso severo, ela não é a melhor.

              • kravmaga

                Primeiro, que usar dentro de uma mineradora está muito longe de ser um uso normal, mesmo em trabalho e para uma picape. Segundo, o problema foi resolvido faz tempos, como mostra essa matéria de 2013:

                https://estadodeminas.vrum.com.br/app/noticia/noticias/2013/04/20/interna_noticias,47627/novo-kit-promete-solucionar-problema-na-correia-dentada-da-vw-amarok.shtml

                A queridinha Toyota Hilux tem problemas muito mais sérios como tombar facilmente no teste do alce a apenas 60 km/h:

                https://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2016/10/27/toyota-hilux-da-novo-vexame-em-teste-de-estabilidade-assista.htm

                e também problemas de infiltração de poeira na cabine:

                https://quatrorodas.abril.com.br/auto-servico/autodefesa-infiltracao-de-poeira-na-cabine-da-nova-hilux/

                • Pedro Henrique

                  o problema do pó atinge pick ups de uso normal naquele estado, que por possuir solo rico em minério acaba tendo esse pó avermelhado que degrada a correia, ou seja, uma pick up que um cara dessa região compra pra usar no sitio uma vez na semana, duas, ou anda na cidade mas mora no interior, sofre também.
                  vai dizer que é uso severo isso? andar por uma estrada de chão? isso é o minimo que uma pick up tem q fazer.
                  e não estou dizendo que as concorrentes também não tenham problemas e como já disse, não é que ela não preste mas o índice de defeitos é maior que da concorrência.

                  • kravmaga

                    Maior ? Cadê os dados para provar isso ?

                    • Pedro Henrique

                      não existe estudo pra isso, apenas contato com donos, ex donos e/ou quem tem oficina que mexe messes carros
                      da mesma forma que sabemos que um marea é um carro que pode dar bastante problema.

                    • kravmaga

                      Tá bom… Fique com o seu Mustang então.

                • Djalma

                  O ambiente de mineração, principalmente minério de ferro, é muito severo inclusive para aquelas máquinas gigantescas usadas nessa atividade. Os fornecedores de peças fazem a festa.

              • marcos wild

                Esse problema aconteceu nas primeiras amaroks, é um defeito no protetor da correia dentada que deixava entrar terra.

                Mas esse problema já foi resolvido, a fabricante reforçou esse protetor.

                Em Minas Gerais qualquer carro com correia dentada tem problema com minério.

        • thi

          Da problem??? Acho q vc esta confundido com as primeira a paradinha da correria.meu tio tem 4 anos com uma , so manutençao e um probleminha na bomba q deu .. so!

        • Eric PB

          Respeito a sua opinião mas estes problemas já foram resolvidos. Conheço dono de amarok que nunca teve problema. Repetir o que a internet diz sem ter conhecido alguém DE VERDADE que tenha o produto e possa lhe dar a real opinião é complicado… queima-se um produto só no alguém me disse, fulano teve problema, quebrou a do ciclano (…) Tenho uma s10, troquei por uma nova (fiquei na mesma marca pois gosto do produto, entre outros fatores $). Só não adquiri a Amarok V6 pelo preço que não abaixavam um centavo e entre o preço do novo e por quanto pegavam minha s10 dava-se um valor de 38mil de um para o outro. Andei na Amarok e realmente a sensação é de estar em um sedã e o motor puxa muito. Mesmo na versão 2.0 deve ser uma boa escolha.

      • Ernesto

        Se reparar nos comentários desse Mário, ele sempre está criticando a VW. Não perca tempo com ele!

  • A VW vai querer logo entrar num segmento bem disputado com marcas consolidadas… oferecendo monobloco que mesmo a Honda que é bem vista por lá não consegue ser relevante.
    Acho outro tiro no pé, como a versão americana do Passat que deveria ser pensado em agradar americanos, mas parece que a VW ainda não entendeu aquele mercado.

    • Djalma

      Mas o Passat e agora o Jetta foram feitos para agradar americanos, tanto que o Passat americano é diferente do alemão. O Europeu e mais sofisticado.

      • Mas não está agradando, ao menos não o Passat. Antigamente o Passat estava direto no top 50 americano, assim como Jetta. Creio que o Jetta volte ao Top50 vendendo próximo ao Cruze e Elantra como antes.
        Mas o Passat terá que mudar muito, pois a versão europeia vendia muito mais que depois que lançaram essa versão para americanos.

  • Felippe2010

    Se for para lançar uma picape maior que a Amarok, é bom a Volkswagen colocar no mínimo um V6 porque com o 2.0 TDI o ela vai se arrastar, outro detalhe é que americano não curte motor 4cc

  • Dings

    A VW poderia usar a Marca MAN para produzir picapes e concorrer com as grandonas…

    • thi

      Seria tipo Uma ram ..verdade

  • Raimundo A.

    Essa picape ser monobloco faz sentido. Embora o texto diz que uma picape sobre chassi teria um custo menor, a VW não tem unidade que faz esse tipo de construção para um produto tão específico na América do Norte. Logo, o barato sairia caro porque toda uma estrutura nova teria que ser implantada.
    Aqui, a VW com um produto em construção similar a concorrência não vende no patamar das líderes e nos EUA não seria diferente. O que justifica ter um produto no mercado americano é a dimensão das vendas que torna viável ter a oferta porque mesmo vendendo bem menos que os líderes, o mercado no geral tem vendas altas e uma pequena fatia deste pode superar as vendas em outros países.
    Dessa forma, criar um subproduto da plataforma MQB, baseado no Atlas que já é montado no local, reduz custos por ter permitir grande compartilhamento. Não importa se será inferior em robustez a concorrência mandatória. Importa que poderá vender a níveis rentáveis como parece ser o caso do modelo da Honda há bastante tempo no mercado.

    • thi

      A amarok é vice lider na Argentina e revisa com a ranger o 3 lugar

      • Raimundo A.

        Aqui não é Argentina. As marcas japonesas aqui vendem bem estando a Chevrolet melhor posicionada. Nos EUA, as marcas americanas ditam o jogo e estão no segmento full size ou mid size, digamos plus, há bastante tempo. Logo, a VW tende a ter dificuldades no começo, ainda mais com um produto que difere como o Honda da arquitetura das outras.
        Na Argentina, como você disse, a VW é vice líder como marcas francesas são mais bem aceitas que aqui. Mercados diferentes tem suas preferências. No UK, e mais fácil ver uma Frontier ou Amarok que uma picape full size americana(raridade).

  • Só por curiosidade, fui procurar por vendas da Honda Ridgeline no Google, e dos 4 primeiros resultados, 2 falam sobre ela ser um marco nas vendas em 2017 e ganhar da Ford no seu próprio jogo. E mesmo na notícia original da Auto News não há menção alguma sobre os americanos não gostarem de picape monobloco. Aliás, a maioria dos motoristas não faz idéia alguma sobre qual a plataforma de seu carro.

  • Gio

    Vendas em 2017 nos EUA:

    Picapes Grandes

    Ford F-Series 896,764
    Chevrolet Silverado 585,864
    Ram 500,723
    GMC Sierra 217,943
    Toyota Tundra 116,285
    Nissan Titan 52,924

    Picapes Médias

    Toyota Tacoma 198,124
    Chevrolet Colorado 112,996
    Nissan Frontier 74,360
    Honda Ridgeline 34,749
    GMC Canyon 32,106

    A Ridgeline não parece um sucesso ou exemplo a ser seguido para mim. Mas talvez justifique o investimento por usar a base de um carro que já é fabricado lá. Lembrando que estas vendas já são do novo modelo, que foi lançado no final de 2016. O modelo anterior vendia bem menos.

    Fonte: https://www.tfltruck.com/2018/01/2017-pickup-truck-usa-sales-war-summary-won/

    • Ernesto

      Fiquei surpreso com o número de vendas da Toyota Tacoma no seguimento de picapes médias.

  • thi

    Uma pick vice lider na Argentina , 3 e 4 no brasil , a amarok so cresci e é Uma das melhores do mercado . A vw que tb fabrica trucks ,fez Uma exclente pickup ,vw sendo vw qd quer.

  • Erivelton Freitas

    Amarok é caro demais! Nãm! Tem Pick-Up que oferece o mesmo com um valor 20%-30% menor!

    • Lucas

      Sério? Qual picape oferece o mesmo que uma Amarok V6 pelo mesmo preço?

      • Erivelton Freitas

        Amigo, eu não faço ideia, porque pelo preço de uma Amarok V6, o povo ta comprando carro de luxo!

        Se você pensar num motor, então nenhuma! Se você pensar em economia com revisões, peças e etc… TODAS, se você pensar em tecnologia e mimos, RANGER, e etc… As respostas variam pensando naquilo que você quer de uma Pick-Up!

        • Lucas

          Amigo, eu tenho uma SW4 a diesel 2013 e possuí uma Amarok High também 2013 e o valor das revisões era basicamente o mesmo. Lembro de cabeça o peço pago na quarta revisão da HIlux: 1970 reais, enquanto pagava até menos na caminhonete da VW, mesmo sendo exigidas DUAS revisões anuais. Itens como pastilha, disco de freio etc são baratíssimos para as duas picapes no mercado paralelo, então pro consumidor médio de utilitários, manter uma Amarok é tranquilo, não sei por que as pessoas insistem nisso.
          Bom, a ranger consegue beber mais que os 6 cilindros da VW, mesmo devendo bastante em torque e potência. Não possui tração 4motion, tem câmbio meio bobo e infinitamente inferior ao ZF8… Não acho que seja mais tecnológica que a Amarok.

  • Geferson Orlei Schock Lugtenbu

    Srs. sou Proprietário de Amarok, desde Julho/2011, e neste período de tempo já rodei mais de 260.000 kms com 3 amaroks, para mim, não existe camioneta melhor, já tive S-10 e D20… Mas igual a Amarok não tem… Estabilidade, Conforto, Segurança… Seguro baixo, etc.

    • Djalma

      O problema é o achismo dessa gente, o tal ” ouvi falar”.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email