*Destaque Crossovers Mercado Pickups Volkswagen

Volkswagen: dois novos utilitários esportivos e uma picape chegarão ao Brasil

volkswagen-t-roc-prototipo-4 Volkswagen: dois novos utilitários esportivos e uma picape chegarão ao Brasil

A Volkswagen confirmou três lançamentos para o mercado brasileiro, sendo dois utilitários esportivos e uma picape inédita. Dos dois SUVs, um será feito em São José dos Pinhais-PR, cuja fábrica já está sendo preparada para isso. Sua plataforma será a mesma MQB do Golf, apontando aí para o T-Roc, segundo se comenta na imprensa especializada.



O segundo está em estudo e será menor que o T-Roc, apontando diretamente para o T-Cross, feito sobre a MQB-A0 e provavelmente reservado para a planta da Anchieta, no ABC paulista. Esta, como já se sabe, terá a produção dos novos Polo e Virtus, além da Saveiro. Como é uma planta enorme, terá espaço suficiente para o T-Cross e para mais um produto, confirmado pela montadora: uma picape inédita.

Esta picape deverá compartilhar a plataforma MQB-A0 e se posicionar entre a Saveiro e a Amarok, num segmento que surgiu com a Renault Oroch e agora é destacado pela Fiat Toro, que assumiu a liderança do mercado de comerciais leves. Então, ela teria obrigatoriamente cabine dupla e uma capacidade de carga entre 650 e 1.000 kg. Comenta-se que terá motores 1.0 TSI e até 125 cv e 1.4 TSI com 150 cv, mas não se comenta sobre diesel, combustível usado pela picape pernambucana.

vw-t-cross-nurburgring-3 Volkswagen: dois novos utilitários esportivos e uma picape chegarão ao Brasil

Com isso, a Volkswagen distribui a produção de suas principais plataformas entre Taubaté (up!, Gol e Voyage), São Bernardo do Campo (Saveiro, Polo, Virtus, T-Cross e “T-Pickup”) e São José dos Pinhais (Golf, T-Roc e Fox). Ainda falando da picape, o termo “T-Pickup” usamos apenas para ilustrar, mas ela terá elementos estéticos dos dois utilitários compactos. Daí essa sugestão provisória.

O T-Roc – assim como nos EUA – será o sucessor do Tiguan antigo, mas apenas como produto de mesma faixa de preço, pois será menor. Abaixo dele, vem o T-Cross para brigar com HR-V, Creta e outros. E mais abaixo, a VW confirma que manterá o CrossFox, assim como algumas versões do Fox, que terá sua gama de opções reduzida por conta do Novo Polo.

A Saveiro deve se manter em sua posição, assim como ocorre com a rival Strada em comparação com a Toro. Uma possibilidade, talvez remota, seria substituir a picape atual pelo novo modelo, criando assim versões mais simples e com cabine simples, extinguindo a linha da picape atual e criando uma única linha de montagem na Anchieta. Assim, essa Nova Saveiro teria um papel mais amplo no mercado.

[Fonte: G1/Globo]

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

  • Renato Duarte

    T-Roc, T-Cross, Tiguan, Atlas (EUA), Touareg, vamos ver quando pelo menos uma dessas vai estar aqui mesmo. Só acredito vendo….

    • Gustavo73

      Tiguan e Touareg já estão aqui, e como disse a matéria T-Cross e T-Roc serão feitas aqui em breve, lembre-se que ainda não existem em lugar algum do mundo. Só dúvido a Atlas.

      • Paul J Kersey

        Touareg eu só vi uma na rua até hj, não pq o pessoal quer tanto isso no Brasil. Nos eua é raro vc ver uma na rua. Uma peça recondicionada da suspensão, ela tem susp regulável que precisa de uma bomba de ar única pra cada amortecedor, custa mais ou menos 300 dólares. Típico elefante branco.

        • Gustavo73

          Até se contarmos a geração anterior se vê muito pouco. A importação da Atlas provavelmente teria um custo menor (não estou dizendo que a VWB cobraria menos) e ela é maior teria mais presença para quem gosta de suv.

        • Raimundo A.

          Onde o status pesa, por que VW caro venderia muito? Na Europa, se vê Touareg fácil.
          O povo critica aqui veículo subcompacto pelo porte, mas na Europa há aos montes. A diferença deve ser porque aqui a maioria mal pode ter um carro, então mesmo barato e não é, o espaço tem que ser bom.

        • ObservadorCWB

          CURITIBA NÃO TINHA OS PNEUS da Touareg em pesquisa de uma semana atrás…..aí fica difícil.

    • ObservadorCWB

      “O T-Roc – assim como nos EUA – será o sucessor do Tiguan antigo, mas apenas como produto de mesma faixa de preço, pois será menor” – ESTE É UM BOM RESUMO DO QUE PENSA A VW SOBRE O CONSUMIDOR BRASILEIRO !!!!!!!!!!!

      • Gustavo73

        Vai tratá-lo como o americano?

        • ObservadorCWB

          Vai trata-lo como IDIOTA não importando a nacionalidade. Sua ênfase foi na postura, a minha foi na consequência: TROCAR UM CARRO MAIOR POR OUTRO MENOR, ao que tudo indica piorado, e MANTER O PREÇO ! simples assim.

          • Gustavo73

            Não se sabe nada sobre a T-Roc. Na verdade até outro dia ela não existia. Hoje o que se fala é que seria o suv do Golf. Mas a Tiguan é esse carro a mais de 10 anos. Bom pra começar a conversa usando a base do Golf isso é a mesma da Tiguan, não vejo inferioridade alguma, assim como deve usar os TSi novamente igual a Tiguan. Então a primeira pergunta seria aonde esse T-Roc se encaixaria? Sabemos que o T-Cross terá as medidas do SUV da SEAT com 2,56 de entre-eixos tamanho do Renegade. Acima temos duas versões da Tiguan a de 5 lugares com 2,68 e a de 7 com 2,79. Há espaço para um outro SUV entre o T-Cross e a Tiguan? Em teoria em com um mercado sedento sim há. O SUV de maior sucesso hoje aqui é o Compass, com 2,64 mt. Medidas muito mais próximas de HR-V e Kicks com 2,61. Do que de Tiguan ou CR-V com que beiram os 2,70mt. Pode ser esse o alvo da VW? Pode, mas a verdade é que não se sabe, pois na minha opinião seria mais lógico o T-Roc tem 2,60 mt (igual ao Audi Q2) e bater de frente de fato com o HR-V. Já que o T-Cross teria como alvo os suv’s menores, Renegade, EcoSport, Tracker. E o T-Roc os maiores ainda que compactos como o Kicks e HR-V e o futuro CH-R. Tudo muito ainda na conjectura. Agora se não sabemos nada do carro como você já sabe que é piorado? Por ter entre-eixos menor? A Tiguan All Space de 7 lugares é um Tiguan melhor pelos 11cm a mais? O Compass é pior por ser menor que os suv médios?

            • ObservadorCWB

              Obrigado. Seu trabalho de pesquisa e a montanha de linhas de deixou lisonjeado. Até POSITIVEI seu comentário. Você iniciou de maneira precisa: “Não se sabe nada sobre a T-Roc”…então ambos ESTAMOS supondo. É óbvio que um carro não é pior que outro apenas pela redução das dimensões…..mas……. o que temos de CONCRETO é que a Volks trata o brasileiro com índio. É NOTÓRIO o pecado que fizeram com A3 e Golf “tropicalizados” – pesquise suspensão, etc… a mentira que o software do 2.0 Diesel no Brasil não seria “ilegal, imoral..kkk”, a desabilitação da função de estratificação das injeções mais modernas e por aí vai, então é “modus operandi”. Nós dois estamos especulando sobre a T-ROC (que é FUTURO), mas estou apenas observando (coo aliás já diz meu nickname) os produtos que temos disponíveis no mercado da mesma marca.

  • Talvanis Melo

    Colocar uma pickup pra concorrer com a Toro sem uma versão diesel e 4×4 vai ser um tiro no pé, vai vender pouco e concorrer apenas oroch, que não vende bem.

    • Gustavo73

      A maioria das Toro vendidas não são diesel.

      • Franco da Silva

        Não sei exatamente confirmar em números, mas a sensação na rua é essa. Até hoje, só vi a gasolina (e muitas da básica, com calotas).

        • Gustavo73

          No Rio a maioria que vejo é a gasolina.

          • Daniel

            Correção: No Rio, a maioria das Toro são GNV (Gambiarra No Veiculo)… hehehe

        • Talvanis Melo

          Eu observo justamente o contrário, vi bem poucas flex, a grande maioria das que vejo são Diesel. A estimativa de vendas é que 60% sejam diesel.

        • Marcos megdA

          Aqui em Campinas vejo muitas todos os dias. Grande maioria Volcano Diesel

      • Ricardo Blume

        Na minha cidade Toro, Compass e Renegade a diesel são minoria.

    • Raimundo A.

      Aqui em PE, com PJ, prevalece diesel manual 4×4. Com PF, acho q 60% são flex. Porém, com a nova Freedom diesel AT9, as diesel devem aumentar. A q menos vejo é a flex AT9.

    • Vitor Barcellos

      Acho que quem compra Toro, não utiliza ela em estradas onde necessita da 4×4

  • El Gato Negro

    Essa frente camuflada que aparece na foto… que jeitão de Fiat!

    • V12 for life

      Então ela ta fazendo bem o papel, um dos princípios da camuflagem é distrair parecendo outro carro.

      • klaus

        Sargento: “Soldado, não vi vc no treinamento de camuflagem ontem!”
        Soldado: “Obrigado, Senhor!”

        • V12 for life

          Kkkkkkkk muito boa.

    • thi

      Fiat ? …purp vw …ta doidao he

  • Gustavo73

    Confirmada a vinda da T-ROC algo que eu já imaginava a VW finalmente se mexe nessa categoria que só cresce. Sobre a picape, acho que ela usará a base da T-ROC que dizem ser a do Golf. Ter versão a diesel só se optarem por uma tração integral. Dúvido que tenha o 1.0 TSi.

  • V12 for life

    Pra uso comercial é interessante uma Saveiro cabine simples do tamanho da Toro.

    • Gustavo73

      Não será uma Saveiro, será uma picape nova.

  • Handlay P.B.

    Espero que assim como o Polo 6, os T-Roc, T-Cross e a picape sejam futuristas. Provavelmente o T-Cross será equipado com o 1.4 TSI, embora que o ideal seria o 1.5 TSI, mas aqui é o Brasil. A picape, que provável e infelizmente será mais cara que a Toro, deveria vir com o 1.5 TSI e o motor 2.0 TDI de 180 cv para ficar melhor que a picape da Fiat. Se a picape da VW viesse por R$ 46k sendo cabine simples com maior capacidade de trabalho que a Saveiro, seria plausível substituir esta.

    • V12 for life

      Esqueça o 1.5 TSI no Brasil pelos próximos anos, o 1.4 TSI começou a ser feito no país no final do ano passado e vai demorar um pouco para pagar o investimento, esse 1.5 só depois de 2020 se chegar cedo.

      • Gustavo73

        O 1.4 TSi começou a ser feito no final de 2015. Mas o motor é o “mesmo”. Mas dúvido que a VW queimaria a largada. Só agora os motores turbinados começam e ter força no mercado. E o 1.4Tsi está no nível desses novos. Creio que em 2019/20 ele possa chegar pela evolução do Proconve para a oitava etapa, padrão Euro6.

      • Handlay P.B.

        Era para a VW não fabricar o 1.4 TSI continuar importando o mesmo até ficar preparada para montar o 1.5 TSI aqui.

        • V12 for life

          Com a produção do 1.0 TSI que é da mesma família o mais lógico foi produzir o 1.4 e para o nosso mercado que ainda tem motores dos anos 80 atendendo as normas de poluição, esse motores são de última geração.

          • Handlay P.B.

            O 1.4 TSI não é + de última geração posto que já surgiu o 1.5 TSI substituindo o primeiro nos países que prestam.

            • V12 for life

              O que eu disse é que aqui no Brasil que tem motores dos anos 80 no carro mais vendido no país ele é um motor de última geração, pois o que existe no mercado no máximo se equivale a ele, independente de ser a tecnologia de ponta da VW ou não.

    • Gustavo73

      O 1.5 TSi não virá agora. A concorrência só agora entra com os seus turbinados concorrentes. Exceção a PSA. Dar um pulo tão cedo não faria sentido. Não que seja difícil, mas é caro a começar pela turbina TGV. Mas a base don1.5 é a mesma do 1.4. Colocar um TDI não deve ser complicado incluindo aí a versão de 140cv. Mas essa picape é algo ainda em início de projeto.

      • Handlay P.B.

        Para mim faria sentido por ser um motor + moderno, mas a VW cobraria + caro. Ademais, eu me referi ao 2.0 TDI de 180 cv para ser superior ao 2.0 Multijet da FCA, mas para o Brasil talvez isso não aconteça sem que a VW cobre + caro que a Toro.

        • Gustavo73

          Seria mais caro por usar uma tecnologia mais cara, aqui a evolução é sempre mais lenta. É so olhar em volta e ver que os motores turbinados ainda estão chegando, mas não são o padrão. Inclusive não me surpreenderia com um motor aspirado flex na picape, é um público mais conservador (mesmo que as Diesel já sejam turbinadas há anos). Não podemos nos esquecer disso. O 2.0 TDI se não me engano tem uma versão de 140cv, não impedindo a oferta da versão de 180cv.

          • Handlay P.B.

            Se tudo mais moderno ser + caro, daqui a pouco Golf será carro das elites… Brasil é o submundo mesmo…

            • Gustavo73

              Golf já é carro das “elites”, assim como Focus, Civic, Corolla e etc. Pode incluir aí os altinhos compactos que já custam acima de 80 mil. A base, quando tem carro ou é usado ou é 1.0 financiado. Isso não é de hoje. Durante um tempo (mais um vôo da galinha) alguns tiveram a impressão de que a coisa tinha mudado. Mas não mudou de fato.

  • Joaquim Grillo

    fico imaginando se UP e Crossfox custa em média 50 e 60 mil quanto n]ao custará esses carros

  • Freaky Boss

    T ROC usar a plataforma do golf já é um bom cartão de visitas.
    E o câmbio automático?? Vão continuar usando o tiptronic forever ou vão trazer o DSG de vez??

    • Marcos megdA

      Minha grande birra com a VW e um dos motivos de ter saído dela é esse cambio arcaico Aisin. Longe de ser ruim, mas o DSG é infinitamente mais prazeroso.

      • Gustavo73

        Sem sobra de dúvidas o dsg é mais prazeroso. Agora chamar o Aisin de arcaico? Você sabia que todas as BMW e Mini FWD usam o Aisin

        • Gabriel M. Vieira

          O Aisin AT6 usado pela PSA é muito bom. Não deve nada pro AT6 Tiptronic da VW no dia a dia.

          • Gustavo73

            Ambos são Aisin

            • Gabriel M. Vieira

              Sim, eu sei. O que digo é que é um câmbio bom pra quem usa o carro no dia a dia. Sem dúvida um dupla embreagem é mais rápido, mas tem a contrapartida do risco e manutenção. Por isso a VW voltou com o AT6. Sobre o Powershift nem precisa falar.

              • Marcos megdA

                Todos que conheço que tiveram o powershift tiveram problemas ehhehe

                • Gabriel M. Vieira

                  Conheço bastante gente tb, meu primo e uma colega de trabalho são os mais próximos. Mas isso é jornal velho hahaha

        • Marcos megdA

          O cambio aisin é arcaico comparado com os dupla embreagem e os automáticos da ZF.
          Eles são cambios confiáveis e de manutenção mais em conta. Os que está em jogo é o foco do câmbio. Uns têm foco modernidade e espotividade, outros tem em confiabilidade. Aí vai de cada um na prioridade em escolher o câmbio do veículo

          • Gustavo73

            Infelizmente a questão de confiabilidade pesou. Mas daí a chamar de arcaico desculpe mas não dá. O DSG é uma maravilha quem prova realmente sente falta. Tem um cara em outro site que já conversamos à um tempo. Ele tinha um Jetta 2.0 TSi e trocou por uma 120i Sport tem pouco mais de um ano. E ele fala que apesar de excelente ele sente falta em certas situações do DSG. Mas a maioria não presta atenção. Lamento mais a troca da suspensão no Highline, e mesmo essa a maioria não saberá diferenciar.

            • Marcos megdA

              Sem dúvidas. Mas eu particularmente dificilmente compraria uma carro com automático convencional. Já dirigi alguns câmbios com características diferentes e acabei adquirindo minhas preferências.
              Vou colocar aqui um breve relato sobre eles.
              Golf DSG 1.4: fenomenal, fiquei com ele 60mil km sem problemas.
              Punto dualogic: no dia a dia é razoável, mas falta suavidade
              Jetta at6 1.4: câmbio com trocas razoavelmente suaves mas falta um pouco de precisão.
              320i: cambio preciso, mas sinto todas as trocas de marcha
              A4 cvt 1.8T: meu carro atual. Mega confortável e rápido na retomada quando uso as aletas. Meio lerdo em algumas acelerações
              Cerato 1.6 at6: muito bom cambio, mas falta motor pra ele.
              Compass diesel at9: casou muito bem motor e câmbio, mas só fiz TD então não posso dizer mais do que isso.
              500 dualogic: horroroso, mas com as trocas manuais fica mais tranquilo do dia a dia.
              Em resumo.. Maior parte dessas câmbios a gente se acostuma e acaba sendo uma mão na roda ao andar na cidade. A melhor coisa é conhecer todas as opções e pegar aquela que vai ficar mais satisfeito

              • Gustavo73

                Isso sem dúvida. Eu pessoalmente prefiro o câmbio manual, e para o meu uso funciona muito bem. Se fosse optar por um cambio com trocas automáticas sem dúvida o DSG seria a minha escolha. Mas aqui, da minha preferência teria que partir para um GTi.

                • Marcos megdA

                  Bom demais. Câmbio manual é bem gostoso de dirigir. De vez em quando pego Bravo da minha mãe só pra relembrar como é passar marcha, porque atualmente só ando passando a da moto.
                  Acabei acostumando com câmbios automáticos, mas penso em pegar um manual denovo. Estou animado com o novo Polo. Queria muito que a VW nao cagasse em cima dele. Sonho com um Polo 1.4TSI manual, ia ser muito gostoso de guiar.
                  Em relação ao GTI, nunca dirigi. Mas se o 1.4T já era bem rápido, o GTI é o demônio. Pena que no Br tá foda de ter um desses

                  • Gustavo73

                    Talvez o Polo tenha uma versão GT, com sorte manual. O Golf GTI é um “T”. Mas os valores de um novo impraticaveis. Teremos um Polo acredito eu o mais próximo possível do modelo alemão. Alguns equipamentos faltarão mas no geral não irá fugir muito. Será caro nas versões top e completas. Para o dia a dia um 1.0tsi 125cv já me deixaria muito feliz. Seria o substituto perfeito para o Punto.

                    • Marcos megdA

                      Polo 1.0 TSI ia ser bem bacana sim e deve ser uma das opções de topo de linha. Agora duvido que a VW faça o Polo muito próximo do alemão. Vão ser umas modificações bem típicas de barateamento de produção tipo as do Golf. Mas tudo é especulação. Bora esperar sair pra ver no que que dá

                    • Gustavo73

                      Muitas das adaptações estão mais relacionadas as limitações de alguns fornecedores locais. Os médios europeus tem um padrão mais elevado que a média mundial. Claro que isso não se aplica a retirada da Multlink (redução de custos)no 1.4tsi, ao do Autohold(redução de custos e facilitar a manutenção). O Tiptronic envolve outras questões nesse caso ao menos houve redução de valores já que o DSG custava 7 mil. O GTI ainda está intacto fora o FLA frente ao DLA . Mas materiais, montagem e qualidade no geral vai manter o padrão. O mesmo aconteceu com o Polo IV e o Up.

                    • Marcos megdA

                      A retirada do auto hold e o multi link foi realmente uma pena.
                      A troca do câmbio foi explicada, maz nao acho justificável pelo valor do veículo. Pelo preço eles deveriam ter solucionado o problema (pras novas unidades nao terem defeito) ou extendido a garantia.
                      Tem algumas mudanças pequenas de acabamento, mas no geral ainda acima da média.
                      No Polo deve seguir essa receita mesmo. Mas fiquei animado com essa nova pick up. No começo do ano tava até namorando a possibilidade de ter uma caminhonete, mas acho a saveiro Pequena e a amarok muito grande

                    • Gustavo73

                      Acho que a VW preferiu não pagar para ver no caso do dsg aqui. Nos EUA eles preferiram nem tentar, só Tiptronic com o DSG limitado aos GTi/GLi com o 2.0 Tsi no cofre. Tem algum fator local/cultural modo de condução. Essa picape (bola dentro da 4R depois do fiasco do novo Gol) ainda se sabe muito pouco. Vamos ver o que a dona VW apronta, se ela irá acertar no cravo ou na ferradura.

      • Freaky Boss

        também acho que o DSG é um câmbio muito bom.

  • MarcioCars123

    t cross e um carro bonito

  • Guilherme Couto

    Devia era trazer a armarok com o 2.0tsi q roda no Uruguai

    • Gustavo73

      Gasolina?

      • Paulo Lustosa

        Aham… 183 cv e 30 kgfm

  • Celso

    O que me parece mais razoável é que a próxima geração do Fox se torne um SUV abaixo do T-Cross, algo similar ao protótipo Taigun, usando a plataforma do Up. Se os SUVs destruíram os hatchs médios, este suvizinho abalaria o mercado dos hatchs compactos como HB20, Fiesta, 206 e até o novo Polo, além de aproveitar um nome forte em nosso mercado.

    • Du Beckedorff

      No caso esse protótipo já foi apresentado e abortado pela VW, é o Taigin

      • Celso

        Pois é caro Du Beckedorff, eu acho que a VW fez besteira. O Taigun era fraco de design. Essa categoria seria uma opção aos hatchs compactos, teria um bom público feminino, é o que o Kwid almeja ser. Reinaria por anos mais ou menos como foi com o EcoSport.

  • Du Beckedorff

    Pq q VW não tira de linha o FOX e produz o Taigun?

    • Gustavo73

      Simples quem deve entrar no lugar é o T-Cross.

  • Junior_Gyn

    A pickup pra concorrer com a Toro, se vir com o 1.4 TSI vai desbancar a Fiat com aquele 1.8 beberrão e as vzs até o 2.4 Tiger. Já poderiam ter uma versão Diesel com motor 2.0 TDI + 4×4 AT8. Gama estaria completa para rivalizar com Toro, de cabo a rabo.

    • Marcos megdA

      Uma pick up 1.4 TSI com cambio DSG a óleo ia ser um tesão

      • Gustavo73

        Já imaginou o preço? Novamente olhando o consumidor médio usar o Tip e ainda ao menos uma versão com algum motor aspirado faria mais sentido. Ainda somos a minoria. Por mim fora o 1.0 aspirado a VW só teria Tsi e o câmbio manual ou DSG. Mas não é a realidade do nosso mercado.

  • Afff. Lá vem a VW na contramão de novo???
    Vai lançar o T-Roc primeiro, ao invés do T-Cross. Daí vai vender a preço de Tiguan e imagino que vai passar longe das vendas do Compass. VW demora para entrar no segmento dos SUVinhos e ‘acho’ que vai começar do jeito errado.

  • No_Name

    É o crossover compacto, o novo Tiguan e a nova geração da Saveiro com MQB-A0.

  • Ricardo Blume

    A VW dormiu no ponto, foi atropelada e agora acordou para valer. Após 27 anos, seu queridinho Gol foi desbancado pela concorrência, viu a Fiat vender Toro igual pão quente, Cretas, Kicks e Renegades cairem no gosto do povo e 3 cilindros dominarem o mercado. Estes lançamentos farão muito bem ao mercado e, principalmente, aqueles que puderem comprar um carro novo.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend