Elétricos Lançamentos Veículos Comerciais Volkswagen

Volkswagen e-Delivery: caminhão elétrico brasileiro é apresentado na Alemanha

vw-e-delivery-3 Volkswagen e-Delivery: caminhão elétrico brasileiro é apresentado na Alemanha

O segmento de veículos elétricos, seja de automóveis de passeio ou de comerciais leves estão ganhando forma em muitos mercados, mas há outra categoria que também cresce, a dos caminhões elétricos. Buscando adentrar esse novo nicho de mercado, a MAN Latin America apresentou na Alemanha o Volkswagen e-Delivery.



O modelo é declarado como sendo o primeiro caminhão leve elétrico desenvolvido no Brasil, cujo projeto leva em consideração aplicações em mercados emergentes. Por enquanto ainda um protótipo, o caminhão será um produto final que logo estará nos revendedores da marca pelo país. Os testes com frotas piloto começam em 2018.

vw-e-delivery-2 Volkswagen e-Delivery: caminhão elétrico brasileiro é apresentado na Alemanha

O Volkswagen e-Delivery será oferecido nas versões de 9 ou 11 toneladas de peso bruto total, podendo receber diversas configurações de carroceria sobre seu chassi de longarinas. Com foco no uso urbano, o caminhão elétrico brasileiro é dedicado à entrega de encomendas nas cidades e para isso, possui emissão zero e nível de ruído extremamente baixo. Ele também pode ser enquadrado como VUC (Veículo Urbano de Carga).

Para mover o Volkswagen e-Delivery, a MAN introduziu um motor elétrico nacional, o WEG AL160 com 109 cv e 50,1 kgfm. A transmissão é automática da Allison e as baterias de íons de lítio foram desenvolvidas em parceria com a Eletra, empresa que atua na produção de ônibus elétricos e híbridos no país. Com esse pacote de células de energia, o caminhão elétrico tem autonomia de até 200 km. A recarga rápida repõe 30% da carga em 15 minutos e a lenta preenche 100% em apenas três horas. O carregador externo é padrão CCS.

vw-e-delivery-1 Volkswagen e-Delivery: caminhão elétrico brasileiro é apresentado na Alemanha

A fim de ampliar a eficiência energética, o Volkswagen e-Delivery utiliza freios regenerativos em três níveis. O motorista pode ajustar de acordo com sua preferência ou volume de carga transportado. Atuando antes do freio pneumático, a recuperação de energia garante reposição de até 30% da carga. O caminhão tem ainda o Eco-Drive Mode, que reduz o consumo de energia com o objetivo de ampliar a autonomia.

No uso urbano, o Volkswagen e-Delivery consegue subir rampas de 25º e aclives com até 30º de inclinação. Equipado com ar-condicionado, compressor de ar, compressor da direção e outros dispositivos, todos com acionamento elétrico, o caminhão da VW mantém as demais características de seus irmãos movidos por diesel, tais como eixos, suspensão, chassis, rodas e pneus, por exemplo, reduzindo os custos de operação do veículo. Todas as informações de gestão de energia são repassados ao motorista através do painel, que tem layout similar aos dos carros elétricos da VW.

COMPARTILHAR:
  • Diego Lip

    Isso é muito bom! Apesar da demora do (des)governo em relação aos elétricos, as montadoras investem pesado nisso. Mas o transporte de cargas é uma interessante surpresa.

    • Renato Duarte

      em se tratando de (des)governo brasileiro,, as montadora tem que se virar pra poderem integrar novas tecnologias. Acho que vou morrer de velho e não vou ver o brasil pagar imposto baixo.

  • Klaus Sothe Petry

    A ideia é ótima, mas 109 cv e 50kgfm de torque, é um tanto quanto pouco para cargas. Claro torque instantâneo ajuda, mas não é tudo!

    • Hilquias Santos

      Como esse tipo de veículo não tem uma velocidade final significativa (limitado por lei a 80km/h) o que vale é ter mais torque que potência liquida máxima. Ainda mais nesses casos do Delivery que roda mais dentro da cidade no anda-e-pára que na estrada. Enfim… Veículos comerciais tem que ter um torque mais relevante que a potência máxima por conta do arranque, já que não precisa de tanta potência pra correr, mas sim desenvolver até o limite irrisório.

    • Saulo Gomes

      No elétrico os número parecem menores mesmo, mas como o torque é a 0 rpm aguenta carregar muito peso e o funcionamento fica bem suave, com certeza faz o mesmo que um diesel com 200cv, só não tem velocidade final.

    • Angelo_RSF

      O original a diesel tem 150 CV e 36,7 mkgf de torque. Como é o torque que interessa….

      • Hilquias Santos

        Nesse caso, esse modelo é originalmente um 8-160 (basta ver o rodado duplo no eixo traseiro). Originalmente ele tem 162hp e 600Nm (61,1kgfm) de torque.

        • Angelo_RSF

          Ok. Ainda assim o Elétrico prova ter um torque muito bom (pode não ser excelente mas é bom) frente as opções diesel.

    • mjprio

      Olha. Para o fim a que se destina esta bom sim! Lembre-se de que esses veiculos nao precisam de grande velocidade final e o que prevalece e o torque que como vc falou bem ja aparece nas primeiras rotações.
      Deve ser um caminhao bem agil. E rodando na cidade com freios regenerativos tem uma boa autonomia

    • Costarlc

      Possui uma transmissão para carga. O que é priorizado é o torque.

    • Renato Duarte

      mas se esse torque for real no primeiro instante do início do movimento do veículo,, já tá bom o suficiente pra esse tipo de serviço.

    • Leandro Negri

      Não terá torque instantâneo , pois tem transmissão automática comum .

  • Celso

    Os veículos que funcionam muitas horas por dia, como ônibus e caminhões, tendem a ver mais rápido o retorno do investimento do maior preço de aquisição. Nessa área se não houver redução de custos, seu sucesso será restrito nos casos onde poluição e ruído tem grande valor.

    • Ubiratã Muniz Silva

      é uma boa para cidades como São Paulo, já que um VUC elétrico seria isento do rodízio.

      A diferença de preço se paga rapidamente. Só de não precisar ter uma frota maior pra “troca de dia”.

  • Marcos Souza

    Em Curitiba já existem vários ônibus híbridos rodando. É muito bom ver que esses tipos de veículos que eram os grandes poluidores estão se transformando nos precursores da emissão zero. Veículos de carga e ônibus elétricos vão chegar às grandes cidades muito antes dos carros híbridos e elétricos. Isso tudo pq o nosso governo não pensa nos cidadãos que são obrigados a viver na poluição.

    • Daniel

      Hibrido não é emissão zero.
      Em curitiba tem os hibridos (em maior quantidade) e alguns 100% eletricos, esses sim identificados como Emissão zero.

      Esse caminhãozinho eletrico tem tudo para ser sucesso nas grandes cidades, é só não ferrarem tudo na hora de colocar o preço!

      • José Barbosa

        Exato. Mas a simples adoção do híbrido em substituição ao convencional já garante expressiva redução de emissões de poluentes e, inclusive, algum ganho em poluição sonora.

        • Daniel

          Eu acho que já faz muito tempo que deveria ser obrigatorio onibus urbano hibrido (e com cambio automatico e piso baixo!)… Mas o lobby das empresas de transporte publico não acha isso… BURROS!

          • José Barbosa

            Exato. Itens básicos de conforto (além disto, incluiria ar condicionado), que tornariam a experiência do usuário muito mais atrativa e em favor da coletividade. Enquanto hoje há uma clara tendência ao transporte individual, resumindo no cidadão que compra uma perigosa moto para deixar o transporte público, devemos pensar num modelo em que a pessoa prefira deixar o carro em casa e utilize o transporte coletivo. E há vários motivos que podem fazer as pessoas realizarem esta opção, como é no mundo civilizado.

  • Daniel

    Vou comprar um desse pra mim pra ir pro trabalho, já que não lançam carros eletricos por aqui! hueheuheue

  • durango

    Quando o mundo desistir do veículo elétrico a Banânia entra!

  • thi

    Ontem estava dirigindo atras de um caminhao , minha gente ,aquela coisa preta na minha Cara ,tive q fechar os vidros e Ligar o ar, mesmo assim ainda entrava fuligem …HORRIVEL, acho que nisso (carros ) homem foi lento .

  • ale123

    Bye, bye diesel…

  • Lucas Mattos Azevedo

    Só de imaginar um caminhão que não faz barulho já fico animado.
    Agora um que também não joga fumaça preta na sua cara?!
    Ta bom de mais!

  • NaoFaloComBandeirantes

    Um dos benefícios mais interessantes para a população em caminhões elétricos é o silencio urbano.
    Já morei em uma rua que era subida e o barulho de caminhão/ônibus era bem intenso.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email