Elétricos EUA Minivans Vans Veículos Comerciais Volkswagen

Volkswagen e-Samba pode ser versão cult da Kombi elétrica

Volkswagen e-Samba pode ser versão cult da Kombi elétrica

A Volkswagen vai explorar ao máximo a ligação cultural que os americanos possuem com sua clássica Typ 2, que conhecemos como Kombi. Muito popular nos anos 60, a utilitária alemã virou símbolo cultural naquela época.


Embora tenha tentado mexer com a emoção da “América” com as duas últimas gerações do Fusca, agora a VW muda os planos para, mais uma vez, levar um produto emocional aos compradores dos EUA.

Volkswagen e-Samba pode ser versão cult da Kombi elétrica

O desafio agora, no entanto, é fazer isso e ainda dispor de uma variante puramente comercial, algo que a Kombinationsfahrzeug fazia com maestria. De um lado da moeda, a VW prefere o cenário com o registro do nome “e-Samba”.

Como se sabe, “Samba” foi um apelido usado para identificar uma versão da Kombi clássica com mais de duas dezenas de janelas, espalhadas pelas laterais e teto da pequena van da Volkswagen.

Volkswagen e-Samba pode ser versão cult da Kombi elétrica

Foi exatamente essa versão que se uniu à cultura hippie dos anos 60 e virou um dos símbolos desse movimento. No conceito ID Buzz, por exemplo, a VW não esconde essa intenção em seu conceito de dupla tonalidade e formas que resgatam a primeira geração (T1).

Agora com propulsão elétrica, ela retornará limpa e originalmente com motor traseiro (272 cavalos), embora terá versão AWD com um segundo motor. No conceito, o conjunto chega a 374 cavalos e com baterias de 111 kWh.

Volkswagen e-Samba pode ser versão cult da Kombi elétrica

Feita sobre a plataforma MEB, a e-Samba terá a companhia da versão furgão, ainda sem registro conhecido. Mais do que o conceito já visto, nesse caso, a Kombi elétrica em sua forma comercial não só existirá com essa finalidade, como estará atrelada à divisão de Veículos Comerciais da VW.

Apesar da e-Samba e sua irmã fechada, a nova Kombi não deve interferir no caminho de outra. VW e Ford se uniram para desenvolver uma van de uma tonelada de carga em conjunto, porém, a geração T7 já está a caminho.

[Fonte: Observador]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • O ano será 2030 e o título das matérias será: “VW planeja lançar nova Kombi ao mercado”.

    • Tom Costa

      EXATAMENTE. É uma promessa mais fake que kia rio no brasil.

    • Julio Alvarez

      Como assim? O lançamento sempre esteve previsto para 2022.

      Matéria de 2017 na quatro rodas:

      “Com o carro-conceito I.D. Buzz, a Volks antecipa como será a nova Kombi, que nem está tão distante: o início da produção do modelo de série será em 2022”

  • Lucio Adriano Mendonça

    Seria uma oportunidade pra massificar os veículos elétricos mas com essa potência toda será mais um veículo de nicho. As montadoras vão deixar para os chineses a popularização dos veículos elétricos?

    • th!nk.t4nk

      Essa é uma versao especial, mais potente e cara. A versao comum nao será tao forte assim. De resto, nao vejo europeus e americanos preferindo comprar um chinês elétrico, nem mesmo se custar metade do preço.

  • Hugo Alves

    Cyberkombi 2077

  • Fabão Rocky

    “E-Samba”? Mto obrigado! Sou do rock! rsrsrs!!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email