Europa Finanças Porsche Volkswagen

Volkswagen: Entraves fiscais e legais dificultam fusão com Porsche

porsche-volkswagen

Unir Volkswagen e Porsche não será nada fácil. O gigante alemão denuncia que entraves fiscais e legais podem atrapalhar e atrasar o processo de fusão das duas montadoras. Para se tornar a maior do mundo em 2018, superando a Toyota com 10 milhões de veículos vendidos por ano, a VW precisa encampar a Porsche totalmente, continuando a estratégia agressiva de aquisições para chegar à posição número 1 do mundo.

A fim de estar adequada para se fundir a Volkswagen, a Porsche espera um aumento de capital de €5 bilhões nos próximos meses. Por causa de um grande endividamento, a Porsche precisa de uma injeção de capital para ser absorvida pela VW. A Porsche tem como ativos sua participação majoritária na própria empresa e na Volks.





  • netto

    Tomara que não dê certo, imagina, todos os Porsche com cara do Cayenne, ou do Boxter? :'( Brincadeira, pessoal. :p

    • dudumarin

      Você fala isso como se os Porsches não fossem parecidos desde sempre né?

      • _Hunter_

        São parecidos mas não são cópias em escala maior ou menor um do outro.

  • MarcosMV

    A boa noticia dessa historia é que se tudo ocorrer bem a Porsche ficará encarregada de toda divisão esportiva do grupo.

  • fernandodasilva

    Vai se apressando igual a toyota e olha o que deu a toyota, espero que não de no mesmo.

  • Mtrevizan

    Enquanto os alemaes nao se acertam os coreanos vao comendo pelas beiradas…

  • João Paulo Vizioli

    Nessa corrida desenfreada para ser a no. 1 muitos fabricantes perderam a qualidade dos seus produtos. A Toyota é um exemplo disso… Agora parece que ela está querendo voltar atrás, se concentrando mais na qualidade.

    VW deveria investir mais na qualidade dos seus produtos brasileiros mas como sabem, é da filial tupiniquim que sai boa parte desse dinheiro para comprar a Porshe…

    "Se o povo compra as "maravilhas" da VWB do jeito que são e vendem que nem água, pra quê melhorá-las…" Devem pensar os executivos…

    • kikofar

      João, tenho um colega que mora no Japão há 11 anos. Ele já trabalhou em fábricas de automóveis por lá e concluiu:
      – Honda: quem manda ainda são os engenheiros. Colocam um plástico hiperresistente e de ótima qualidade no painel, mas não ligam pra computador de bordo e nem sabem o que é uma entrada auxiliar ou para Ipod.
      – Toyota: na última década, os marqueteiros passaram a ter mais voz dentro da empresa. Deu no que deu a queda na qualidade.
      – Nissan: pagam caros escritórios lá, na Europa e nos EUA para desenhar seus carros. Concentram-se na imagem, tentando manter um padrão razoável de qualidade.

      • João Paulo Vizioli

        E isso é fato.

        A Honda não liga muito para "frescuras". Geralmente é tudo muito simples e funcional, e são muito resistentes também, principalmente na mecânica.

        Já a Toyota quis seguir a receita do "vamos vender mais, sermos líderes mundiais e o resto que se f…" deu no que deu… Hoje ela quer reconquistar os clientes e a qualidade perdida, mas vai levar muito tempo ainda…

        A Nissan antigamente caprichava no visual externo, seus modelos geralmente eram mais bonitos por fora mas internamente tinham um acabamento feio e fraco, hoje ocorre o contrário. Melhoraram muito por dentro, mas nos carros mais baratos o desenho é deixado em 3º plano…

        Por isso que hoje eu só tenho carros mais antigos. Não porque eu não posso comprar um novo, mas os japoneses antigos eram simples e resistentes como os Honda, tinham muito mais qualidade e acabamento como os velhos Toyota e desenho mais bonito como os antigos Nissan.

        • BlueGopher

          É, cada vez mais os dirigentes das montadoras se preocupam só com o tamanho da montadora, quanto maior, melhor.
          Deve ser algo ligado aos bônus que recebem.
          Já os compradores se deslumbram com carros cheios de quinquilharias eletrônicas em vez de solidez e/ou boa ergonomia.
          A aparência impera no mercado.

  • german&chinesehater

    Odiava a volkswagen, agora odeio ainda mais, tudo pra ser a número um, até matar a mãe tá contando… E carros que prestem? Tudo sendo mudado, perdendo itens, qualidade, só para suprir números em uma tabela, prefiro dar meu dinheiro em uma montadora que pensa em fazer CARROS, carros de verdade, sem se preocupar tanto com número de vendas, mas de oferecer um produto confiável e satisfatório aos clientes.

  • A Porsche não 'dona' da VW. Na verdade a família que controla a Porsche é a mesma que tem uma boa fatia da VW AG. Acontece que na Porsche ela tem uma participação bem maior, e o restante é pouco pulverizado na bolsa, então visando proteger o império a sacada foi a Porsche 'comprar' a VW AG., pois assim seria impossível a empresa sofrer um OPA ( oferta hostil) de alguma outra grande montadora.

    Pra mim, a VW perdeu foi uma grande chance ao não comprar a Ssangyong, que foi um preço bom, e seria um ótimo ativo para o grupo.



Send this to friend