Europa Finanças Governamental/Legal Mercado Volkswagen

Volkswagen faz estoque no Reino Unido para atrasar efeito Brexit

Volkswagen faz estoque no Reino Unido para atrasar efeito Brexit

O dia 31 de outubro está chegando e o relógio do Big Ben não vai se atrasar. O Reino Unido vai mergulhar de cabeça no Brexit com ou sem acordo. Pelas últimas notícias, o governo britânico diz que um acordo de último hora é impossível. Assim, o país deve despertar no dia 1 de novembro de outra forma.


Todos os setores da economia britânica estão em alerta para a saída da União Europeia. Existem os que resistirão ao impacto, mas também aqueles que terão enormes problemas, como o setor automotivo. Nesse caso, algumas marcas se preparam para o pior e a Volkswagen é uma delas.

A montadora alemã iniciou a formação de um grande estoque de veículos em território inglês para amenizar os efeitos de uma saída sem acordo, que irá gerar imediatamente a tributação de carros e peças entre o país e o restante do continente. Juergen Stackmann, chefe de vendas e marketing da VW, disse:

“Otimizamos os níveis de estoque para atrasar o impacto de possíveis tarifas de importação por um tempo, mas há limites para o que pode ser feito”. Stackmann alerta: “Se houver tarifas, não poderemos absorvê-las ou compensar o custo. Precisamos ser realistas sobre o fato de que os carros ficariam mais caros para os clientes”.


Volkswagen faz estoque no Reino Unido para atrasar efeito Brexit

O temor geral é de alta nos preços dos carros com a imposição de tarifa de importação. Como se sabe, o limite da OMC para essa tributação é de 35%, sendo que a União Europeia e o Reino Unido são signatários. Por ora, o que se sabe é que o governo britânico quer isentar de imposto de importação até 87% das importações e isso pode incluir os carros.

Ainda assim, o que sai do país deverá pagar para entrar na União Europeia. Nesse caso, as montadoras instaladas no país estão cortando investimentos, cancelando produção e cortando turnos de trabalho, como a Nissan, que cortou o terceiro período de trabalho em Sunderland, de onde saem Qashqai, Juke (novo) e Leaf.

[Fonte: Auto News]

Volkswagen faz estoque no Reino Unido para atrasar efeito Brexit
Nota média 3.6 de 5 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • th!nk.t4nk

    “O dia 31 de outubro está chegando e o relógio do Big Ben não vai se atrasar.” Ahm sem querer ser chato, mas o Big Ben está parado desde 2017. Já a mentalidade dos parlamentares por trás do Brexit parou em 1997, quando acabou império britânico.

    • Sino Weibo

      O Reino Unido da Grã-Bretanha irá se reerguer das cinzas e voltar a ser o grande império que um dia foi, e o restante da Europa se sentirão enviesados, principalmente a Alemanha, o que desencadeará na 3 guerra mundial, mais uma vez ignizada pela ganância e estupidez dos europeus.

      • Deivid Santos

        WTF?! Quanta bobagem…

      • Tom Costa

        Tá tomando muita vitamina, jogador.

      • th!nk.t4nk

        A volta do império? Conta aí quem o Reino Unido vai invadir. Tá parecendo mais fácil perderem Escócia e até Irlanda do Norte.

        • Damata

          Eu acho que ele foi irônico …vamos ter fé nisso.rsrrs

        • Sino Weibo

          Nao precisam invadir ninguém, eles ja tem países que sao súditos. Entre eles Canada, Austrália, Índia, parte da Africa. A China também tradicionalmente sempre negociou bem com os ingleses. Ah, e tem os EUA também, laços estreitos sempre tiveram.

      • G E O

        Delusional rsrs

      • Flavio Oliveira

        Darth Vader é você?

        • Sino Weibo

          Darth Star

      • Zé Mundico

        Essa é a do Paraguai ou aquela de Caruarú?

      • Hermann

        É mais fácil o Boris Johnson cair e o Brexit ser barrado em um segundo referendo. O Brexit é o resultado da gritaria de uma minoria muito bem organizada, que está provocando graves problemas para a economia europeia.

        • Sino Weibo

          Duvido muito, eles são altivos, quem foi império sempre será.

          • Hermann

            A realidade se impõe e manda muitos saudosismos para a lata de lixo. Há uma parcela bem relevante do eleitorado britânico que quer rever a decisão do Brexit. A ordem imposta após a Segunda Guerra foi justamente a interdependência entre as nações europeias, o que obrigou os britânicos e franceses a engolirem a Alemanha como potência, com bênção dos EUA.

      • FrankTesl

        se ficar chapado evite postar

    • G E O

      O pior de tudo é que tem uns ingleses que acham que “os tempos de glória” do Império Britânico irão voltar rsrsrsrs

      Nessas horas tinha que ter uns huehuebr pra falar para eles: “Sabe de nada, inocente” rsrsrsr

    • Sonfav

      E a vontade popular não é nada né?
      A Inglaterra se livrar da UE é a melhor coisa que acontecerá por lá em muito tempo.
      Só não concorda quem é clubista! :)

      • Ernesto

        Quem sentirá muito com a saída do Reino Unido da UE é a Alemanha e França. A conta ficará bem alta sem o UK dividindo com eles toda a ajuda que dão aos países mais pobres da UE.

      • Hermann

        O berro de uma minoria organizada é vontade popular? Pois a população local está cada vez mais pedindo por um novo referendo.

        • Sonfav

          Não seja ingênuo.

  • Damata

    Os tributos tanto para o cidadão quanto para a industria ira subir absuntos, segundo os analistas…Então qual e a vantagem que eles esta levando neste Brexit. sem falar das vantagem da UE trás para os Reino Unido, Inglaterra (onde mais o Brexit tem apoio) especificamente. sem falar que eles são uma ilha…UMA ILHA..com uma porcentagem de tudo o seu consumo e produção vem de fora e no mundo atual, isso não me parece muito inteligente meu caro Watson.

    • Sino Weibo

      O antigo império britânico ainda possui seus súditos. Existe uma liga de países que fazem parte e tem aliança, inclusive tem a rainha como sua líder reconhecida. So pra citar alguns, entre estes tem Canada, Austrália, paises da África, Índia.

      • Damata

        Legal…. Veja só vc na mesma frase citou ex colonias do antigo ‘Império Britânico “… Ta de brisnkis ne não…estes países deve de ter meia duzias de súditos saudosistas deste antigo império britânico que vc citou, assim com existe os saudosistas do império de Dom Pedro aqui na BR,…viaja não moço o mundo e outro, a humanidade e outra, não existe mais espaço para impérios, veja os USA os caras não tem mais aquela influencia que tinha a uns poucos vinte anos atrás, e é os US!!…, vc acha mesmo que a Inglaterra vai influenciar ex colonias a uma aventura imperialista.

        • Sino Weibo

          Não, eles aceitam como sua soberana a rainha da Inglaterra, e participam da Commonwealth, que reúne estes países numa aliança. Nada impede do RU estreitar relacoes. Bom so pra demonstrar que matérias-primas e mercado consumidor é o que não vai faltar a eles, além, é claro, dos EUA e China, que sempre foram abertos para os ingleses e estreitaram relações.

          • Damata

            Olhando sua visão das coisa, quase me convenci deste possível futuro, mas ai me vem os fatores que regem o mundo, imprevisibilidade: social, cultural, politica, e a principal econômica, um exemplo, Hong Kong hoje 10/10/2019… então tudo isso que vc disse são só achismo, nada mais.

            • Sino Weibo

              Hong Kong é um belo exemplo, pq tu achas que eles tem essa mentalidade? Por causa dos anos de domínio inglês. Jamais aceitarão o domínio chinês, são acostumados com a forma inglesa de liberdades econômicas e políticas. Mais um exemplo do poderio e influência dos ingleses.

    • Cristiano França

      Talvez a quantidade de dinheiro que os ingleses tinham que dar todos os anos a união europeia valem a pena a saída.
      Eu não tenho opinião definitiva. Acho que vai depender mais das negociações futuras e das atitudes dos políticos para determinar se vai dar certo ou errado.

      • th!nk.t4nk

        Pior que não. Eles pagam muito pouco pelo que ganham em troca com o comércio livre. Infelizmente vão sair num grande prejuízo sim (já se fala em década perdida por lá). Sou totalmente a favor do UK seguir o seu caminho como quiser, mas a meu ver deveriam ter negociado mudanças na estrutura atual da UE, ao invés de simplesmente caírem fora do nada, sem um plano. O momento também foi péssimo, pois a economia mundial está esfriando e ninguém pode se dar ao luxo de pagar por mais tarifas. Dê uma lida nas notícias sobre o aumento de impostos no UK, e na perda do poder de compra dos britânicos. E isso que nem saíram ainda heim, é só o efeito das empresas caindo fora e do investidor perdendo a confiança.

        • Sino Weibo

          Quero até ver agora a Alemanha tendo de levar a UE nas costas sozinha, ate quando vai durar, pq a França é outra quebrada.

          • Ernesto

            Foi o que comentei para o Sonfav, a conta ficará altíssima para a Alemanha e a França sem o UK dividindo com eles toda a ajuda aos países mais endividados da UE.

  • Zé Mundico

    O grande problema é que de uma hora para a outra, os produtos britânicos perderão toda uma série de isenções (ou facilidades) tributárias e alfandegárias, desde taxas de despacho aduaneiro até prosaicos pedágios autoviários e portuários, passando por inspeções sanitárias, mercado securitário e até mesmo barreiras policiais. E tudo isso custa MUITO DINHEIRO, acreditem.
    Tudo isso vai impactar em preços, financiamentos, crédito, papelada, arrecadação, trâmites aduaneiros, rotinas postais, preços de seguros, comunicações e tudo mais que a dinâmica comercial possa ter.
    A Inglaterra deu um tiro no próprio pé, que vai bater e voltar para a cabeça. Ferrou-se por livre e espontânea vontade e opção.

    • Sino Weibo

      Mas somente para o mercado continental europeu, o resto do mundo continua igual, e a aliança que o RU pode fazer com países como Índia e China, de maneira independente do bloco, além da Rússia. Lembrando que o RU tem entre países com lealdade os países no commonwealth, Canada, Austrália, vários paises na África e Asia, ou seja, materia-prima é o que não falta.

      • Matthew

        A UE é um bloco soviético socialista comandado por nuas nações comunistas: Alemanha e França. Inglaterra tem mais é que sair mesmo.

  • A reclamação era por pagar mais e receber menos da UE.
    Não era melhor ter imposto pagar menos para a UE?
    Achei a ideia interessante, mas ela tem de ser totalmente bem feita sem deixar pontos soltos para resolver depois. Isso que ferra tudo.

  • Povo que é contra fala que vai aumentar muitos os tributos, sendo assim os Brasileiros vão se dar bem lá, já tem experiência.
    Um coisa é certa. Ou vai fazer uma massa de imigrante se mandar ou vai aumentar ainda mais…. veremos os próximos capítulos.

  • BuffyDawn Summers

    Essa tragédia anunciada todo dia sobre o Brexit me lembra o bug do milênio. Tanto eacândalo pa4a nada.

  • Sonfav

    Acho que nunca aconteceria uma hora perfeita.
    E é claro que não é decisão unânime.
    Mas eu acredito que seguir leis ditadas por pessoas estranhas ao país nunca é coisa boa.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email