Hatches Mercado Volkswagen

Volkswagen Gol comemora 35 anos com linha 2016

volkswagen-gol-cinco-gerações-700x466 Volkswagen Gol comemora 35 anos com linha 2016

A Volkswagen está comemorando os 35 anos do Gol no Brasil. Desenvolvido especialmente para os brasileiros, o hatch compacto foi lançado no dia 8 de maio de 1980 e já acumula 8,7 milhões de unidades produzidas, sendo que 7.755.071 exemplares foram produzidos no Brasil e o restante foi fabricado em outros países, como a Argentina, mas com peças brasileiras.



Além disso, o Volkswagen Gol soma 6.581.972 unidades comercializadas no mercado nacional e 1,2 milhão de unidades exportadas para 66 países. Com isso, o modelo se posiciona como o automóvel nacional historicamente mais produzido, comercializado e exportado. Destes 35 anos, o Gol foi por 27 anos consecutivos o carro mais vendido do País.

Dentro do Grupo Volkswagen, o Gol é o 8º modelo mais produzido no mundo e o 7º mais produzido da Volkswagen. Antes dele os mais produzidos são, na ordem: Golf, Beetle, Jetta (incluindo Bora, Vento e Sagitar), Polo (hatch), Passat (incluindo Santana), Tranporter e Audi A4.

volkswagen-gol-g1-gti-700x466 Volkswagen Gol comemora 35 anos com linha 2016

O Volkswagen Gol conta com cinco gerações já oferecidas por aqui. A primeira foi oferecida com duas versões e motor 1.5 litro refrigerado a água. A segunda, apelidada de “Bolinha”, chegou em 1994. Já a terceira foi lançada em maio de 1999. A quarta, por sua vez, chegou ao mercado em agosto de 2005. Por fim, a quinta e atual geração estreou em 2008.

Na linha 2016, o Gol recebeu mudanças no acabamento e a adoção de detalhes cromados nas versões Comfortline e Highline, além de retrorrefletores nos para-choques traseiros em todas as versões.

Galeria de fotos do Volkswagen Gol

  • afonso200

    ué, mas nao era 25 anos ?????

    • Hey Du!

      2015 – 1980 = 35.

    • Whering Alberto

      25 anos foi em 2005, fera. ;)

  • GPE

    Na verdade verdadeira, são 35 anos, 3 gerações e diversos facelift

    • leomix leo

      Isso, a geração bolinha, a 3° e 4° são o mesmo carro.

    • pedro rt

      o gol so teve 1 face lift em 2003

      • Offspring

        Não: Teve 4 apenas na primeira geração (quando mudou o motor para refrigeração à água; quando ganhou grade grande e pára-choques grandes; quando ganhou frente com faróis fininhos, em 90). Na segunda, chamada de bolinha, teve o facelift que se chamou de G3, e, depois, G4. Finalmente, apenas na atual, foram 3…

      • GPE

        Viajou???

      • Whering Alberto

        Bem, eu não sei dizer quantas, mas sei que a primeira geração teve facelif. A segunda não teve – mas a “terceira” (que é a mesma segunda) teve. De leve mas teve. A atual (que chamam de “quinta” já teve, em 2013).

        • Gran RS 78

          A primeira teve, a segunda tbm, que nada mais era que a chamada G3, pois era o Gol “bolinha G2” simplesmente com uma reestilização, da mesma maneira em 2008, que a VW chamou de G4, que nada mais era que mais uma reestilização do Gol G2 “bolinha”.

      • FocusMan

        oxente…

        Vou enumerar os facelifts do Gol:

        1984: Nova frente para o Gol GT. Nova lanterna traseira também.
        1985: Nova frente extendida para todos os Gols com motor refrigerado a agua.
        1987: Grande reestilização, com parachoques envolventes, nova frente e novas lanternas traseiras. Novos paineis de intrumentos para as versões GTS.
        1988: Novo painel de instrumentos para as versões de entrada CL. Novos retrovisores integrados ao quebra-vento. Nova tampa do porta malas.
        1991: Nova frente com coeficiente aerodinâmico melhorado, farois afilados

        Depois tivemos a nova geração em 1995.

        A geração de 1995 recebeu três facelifts.

        1999 – onde ganhou nova frente, traseira e interior.
        2003 – onde ganhou nova frente
        2005 – onde ganhou de novo nova frente,traseira e interior.

        A geração de 2009 recebeu até agora um facelift

        2012 – Onde ganhou nova frente, fundo e mudanças na arquitetura eletronica.

    • pedro rt

      agora reestilizacao ele teve em 84, 87,91, 99, 2005, 2012 e tera em 2016. e nova geracao ele teve em 94, 2008 e tera em 2017

      • Offspring

        Facelift quer dizer plástica – em uma tradução literal é “levantar a cara”, ou “melhorar a aparência” na semântica, ou “um tapa no visual” na gíria. No caso do Gol, foram vários facelifts em 3 gerações.

        • RafaCtba

          Já vi vários Gol´s “bolinha” sendo transformados com a cara de G4.

          • Edson Fernandes

            Nossa que mal gosto…rs

            Eu transformaria no “G3”.

            • Whering Alberto

              Idem. kkkkkk…

            • Lucas Lira

              kkkkk, pois é! Tive um bola porém acho o G3 o melhor dessa segunda geração…

      • Whering Alberto

        É isso aí, cara! ;)

    • 4lex5andro

      fato, as geraçoes foram , a de lançamento (em 80), o bolinha (de 94) e a atual (de 08) ..

      na primeira foto, sao o primeiro, terceiro e sexto carros da direita pra esquerda, o restante é face-lift ..

      • Jackson

        Concordo contigo. Também acho que o Gol só teve 3 gerações. O resto foram alteração de faróis, para-choques, painel e outros detalhes menos importantes.

    • Ricardo

      Sim, os quadrados, os bolinhas e o atual!

  • afonso200

    do jeito que ta o pessoal ta partindo pra HB20, onix e Ka

    • pedro rt

      so vejo talvez o gol de volta a liderança qdo lançarem o G8 ou o oficialmente G4 em 2017 q sera completamente novo usando a plataforma do atual golf com design interno e externo parecido com o proximo polo europeu e uma mecanica audi 1.4 com injecao direta abolindo de vez os ultrapassados 1.0 4cil. e 1.6 8v msi q nao passa de uma evolucao de um motor usado desde 2001 pelo golf

      • Guilherme Eduardo

        Provavelmente a troca será pelo 1.0 três cilindros e o 1.6 16V. Já será um grande avanço. E talvez um 1.0 TSI ou 1.4 TSI em versão “esportiva”

        • Andres Francisco

          Se ela fizesse isso já na geração atual, poderia até dar uma melhorada no processo de queda nas vendas do Gol.

      • Andres Francisco

        Mas se a Volkswagen não mudar sua política de itens opcionais, uma nova geração não vai adiantar muita coisa não. Um dos motivos pro Gol atual perder a liderança de quase 3 décadas é porque a Volks se dava ao luxo de oferecer opcionalmente o que os rivais ofereciam de série.

      • FocusMan

        Acho que o Gol n lidera nunca mais….

  • Teve suas glórias. Porém, sua época já foi.

    A menos que a VW mude de vez…

    • 4lex5andro

      o dilema da volks é : mudar o up, pra faze-lo suceder o gol, mas sem o peso do nome, mas já tendo um otimo produto no segmento ..

      ou entao, lançar um carro totalmente renovado (e inovado) com o nome já consagrado ..

      enquanto isso o fox, que poderia ser essa soluçao foi catapultado a preliminar de acesso para o golf, com a descontinuaçao do polo por aqui ..

      diante disso a tendencia é chevrolet e fiat liderarem por um bom tempo ..

  • Lobo

    Pra mim o Gol G4 não precisava nem ter existido. Acho o G3 até mais bonito.
    Fora aquele painel de instrumentos horrível que a Volks tinha adotado na sua linha.

    • André Maia

      Lobo.
      O que aconteceu foi que o Gol G3 era um bom carro daí a VW lançou o FOX pra substituir o GOL mas como não conseguiu, teve que lançar o G4 inferior pra continuar com os dois carros na linha.
      Eu tbm sou um dos que jamais compraria o G4 porque reconheço que o G3 era melhor em acabamento e até em motor porque tinha até versão turbo.
      O G4 foi o pior GOL lançado.

  • No_Name

    Está esquecido no mercado então a VW faz uma publicidade para lembrar que o Gol existe, e há 35 anos. Mas não vai mudar nada, VW. O Gol tá muito cansadinho do jeito que tá rsrsrs.

  • Hey Du!

    O Volkswagen Gol conta com “cinco gerações”, o correcto seria 3 gerações, pois o resto foi só restyling. Poderia comemorar com uma nova Geração, mas parabéns assim mesmo pelo êxito de um projecto concebido pelo Brasil.

    • Pedro Henrique

      uma geração a cada 10 anos (mais ou menos) então, em 2020 (ou até lá) teremos uma geração nova…

  • daniel germano

    Galera que entende de volks ai . Todos esses gols ficam de amostra na fabrica ? deste o primeiro ate o ultimo . Agora gostei desse gol G4 com roda de ferro (cinza) . Agora outra duvida, o gol G4 para o primeiro carro é blz ? . Manutenção tranquila e peça , as porcarias de IPVA .

    • Marcos Souza

      peça de gol tem em todos os lugares, se duvidar, tem até em supermercado…
      o motor vw não teve muita variação, só a g5, se não me engano, que teve mudança no motor, inclusive com aquele problema do óleo lubrificante errado que teve varios motores fundidos…mas fora isso, o motor dura, só fazer a manutenção preventiva.

    • Pedro Henrique

      carros populares geralmente não tem problemas com peças…
      eu não curto VW (pelo preço e outros afins) opinião minha (claro tem modelos que eu gosto)
      se for pelos populares, procure que você leva mais, por menos R$. -apenas uma dica, você tem seus gostos e eu os meus :D

      • daniel germano

        Pode deixar !!. Eu tbm não sou chegado a volks, mas compraria um gol g4 por causa do manutenção !!. Mas tenho que pensar tbm , mesmo assim valeu !.

        • thi

          Eu amo volks. Passat,golf,pólo,…antigos GTI,Santana etc..e clássicos como sp2 e Karmann guia

          • daniel germano

            Uhmm!!.

    • Marcos Souza

      peça de gol tem em todos os lugares, se duvidar, tem até em supermercado…
      o motor vw não teve muita variação, só a g5, se não me engano, que teve mudança no motor, inclusive com aquele problema do óleo lubrificante errado que teve varios motores fundidos…mas fora isso, o motor dura, só fazer a manutenção preventiva.

      • daniel germano

        Muito obrigado!!!. E gostei da sátira “peça de gol tem em todos os lugares, se duvidar, tem até em supermercado…”.

        • Alessandro Lagoeiro

          Daniel, se sua preocupação está apenas com a manutenção, o G4 é uma opção. Eu não compraria ele, pela falta de respeito que ele significa (Penso o mesmo de Celta).
          Algumas peças do Gol são mais caras por serem importadas da Alemanha (Basicamente injeção), mas esses carros vivem vidas sem dar problema com isso (Eu fui um dos sorteados com meu bolinha). Mas no geral terá manutenção mais tranquila. Como os colegas disseram, nem Peugeout ou Renault apresentarão problemas com peças. Corsa é o que reunirá o melhor compromisso entre baixa manutenção, preço da mesma e qualidade. Mas terá preço de aquisição mais caro. Fiesta terá manutenção mais cara, mas também será rara. Fiat provavelmente terá a manutenção mais barata, mas o grande problema dos meus Fiat’s é que eles viviam dando pequenos defeitinhos chatos, que enchem o saco com o tempo, especialmente elétricos (Isso acontece com Peugeot também). O bom da Peugeot é que você ganhará alguns itens a mais (ar condicionado até) pelo mesmo preço de aquisição dos outros. Imagino que procure algo na faixa dos 12 aos 18, onde o importante é preço de aquisição e baixa manutenção. Nesses valores pense em Corsa, Fox, Mille, 206, Clio, Fiesta…

          • daniel germano

            Muito obrigado!!.

          • Floma08

            Cara muito boa sua descrição! Eu também estou querendo um primeiro carro, entre 10 e 16 mil. Você poderia falar mais? Sobre como reconhecer as bombas, e os bons negocios? Como vou comprar um usado bem usado mesmo, tenho medo de ser passado pra tras

            • Alessandro Lagoeiro

              Floma, acredite, NADA é garantia de que não tomaremos chapéu. Também estou nessa busca nesse momento. Por mais que haja boa vontade do outro lado (Não conte com isso), ninguém abre o motor, o câmbio, verifica as placas de componentes eletrônicos para ver como estão as coisas. Imagine nosso próprio carro comprado zero km, que rodamos nossos bons 80, 100 mil… Fazemos todas as manutenções em dia, mas um dia do nada ele apaga no meio da rua por um problema qualquer. Agora imagine que tenha vendido o carro 500 km antes. Você não acreditaria que o carro que nunca deu problema na sua mão simplesmente apagou logo depois que passou para outra pessoa. E com as manutenções em dia. Pois bem, então mesmo que haja boa vontade do lado, alguns problemas podem estourar do nada, mas uma manutenção bem feita minimiza esses problemas. Mas vamos a sua questão:

              O que você prefere: Um carro com air-bag, ABS, câmbio automático ou sem embreagem, ar condicionado, vidro elétrico, trava elétrica, volante com regulagem de altura, um andar mais confortável e um desempenho que já o deixou como o carro mais rápido do país ou um carro com vidro elétrico, desembaçador traseiro, menos de 60 CV para quase uma tonelada e por aí vai? Parece tão óbvio, não é? Agora imagine no primeiro cenário, um câmbio automático patinando ou com ruídos estranhos, o ar faltando a famosa “Carga de gás” (O sistema de ar condicionado é um sistema fechado. Se está faltando gás, é por um vazamento. É só uma mangueira ou o bloco do compressor que tem um furo? Nunca é só uma carga de gás). O air-bag sem revisão ou com luz acesa no painel indicando defeito ou pior, nem acendendo, indicando a má fé de desligar o que indicava o mau funcionamento do sistema, os botões do vidro elétrico sem ação, o motor super avançado até para os padrões atuais que está com problemas e que o reparo custa o valor do carro, e que não existem peças no Brasil… As vezes, menos é mais: A peça que não dá problema em um carro é aquela que ele não possui. O primeiro carro é aquele das raspadas na guia, no portão, em outros carros, dos totós dos motoqueiros… Mille, Palio Fire, Celta e Classic são reconhecidos por sua robustez e manutenção barata (No caso do Palio, ela tende a ser constante, o que pode ser um problema).

              -Certa vez um patrão meu disse que preferia pegar um carro todo alinhado de lataria e com problemas no motor que o contrário. O motor bons mecânicos deixam como original. A lata, só o fabricante mesmo. Não concordo com ele (Vai fazer manutenção em um VW Audi 1.8T, Fiat Fivetech, Ford Duratec 6Cilindros, Alfa Twin Spark, Daymler 1.8T), mas isso revela a importância da lata. Portas que fecham com facilidade, sem sinais de corrosão (Pode indicar solda) são um bom sinal. Mas de qualquer forma, pequenos reparos não são o fim do mundo, se eles não afetaram a estrutura do carro (Especialmente a frente do carro e a coluna B, a coluna da ancoragem do cinto dianteiro. Ela ser afetada é PT no carro!).

              -Se você não tiver esquema com mecânicos especialistas, não tente os carros “superiores”. Eles entregam mais sim, mas cobram seu preço. Não caia naquela de que as peças deles são mais resistentes. Obviamente elas são mais fortes e mais bem construídas. Mas suportam maiores potência e peso também. Sua durabilidade será parecida com peças originais de carros mais fracos, mas seu preço será bem maior e sua oferta menor. Nessa faixa encontrará Accord, Civic, Corolla, Mondeo, Omega, Mercedes A190, Taurus, Impreza… Eu não arriscaria de primeira

              -Independente de ser um Mille básico ou um Accord completo, o melhor negócio que poderá fazer será um carro de dono(s) cuidadosos. Prefiro mil vezes um Mazda 626 inteirão ou um Lada Laika que o Mille como do meu tio, que só falta o banco cair no chão.

              -Faça uma cesta de peças com os seguintes itens: Farol, escapamento, pneu, amortecedor e embreagem e faça uma cotação em lojas da sua região. Compare os preços. Terá uma idéia do custo de manutenção da sua região. E não procure até achar. Procure no máximo em 3 lugares. Não encontrou, e aí pense que você poderia estar com o carro parado precisando daquela peça, e ela não existir perto de você.

              Sei como são complicados carros básicos, mas é melhor pegar um Gol ou Parati com ar condicionado, vidro, trava e direção assistida que um médio com esses itens. Eles não te darão o mesmo conforto, mas tenderão entregar mais tranquilidade. Mas carros básicos mais equipados são raros, e por isso também são mais caros.

              -Aqui no NA tem um bom relato de um proprietário de carro superior que não teve problemas com manutenção (Éber ou alguém, pode me ajuda com o link? Acho que era um Civic da década de 90). Mas eu confesso que não tenho rotina que me permita ter um carrão como o dele, por falta de tempo de ter os mesmos cuidados. Se a história te inspirar, vai fundo. Mas primeiro carro é para ser mais racional, não jogar seu dinheiro no lixo, e aí conhecendo melhor o mercado, sendo um motorista melhor e sabendo o que te agrada e te desagrada de um carro, fazer uma escolha mais entusiasta do tema. Eu já tive que trocar um Gol Bola que me servia, porque minha ex mulher dizia que não aguentava a dureza do banco de trás (Devia ter trocado de mulher). É um típico caso de característica do carro (Essa dureza não é um defeito) que te impede de ser feliz com o bichinhos. As experiências ruins com os câmbios da Fiat é um outro exemplo de características do carro que pode afetar o seu gosto por determinado fabricante, mesmo que isso mude depois. Vá com calma de primeira!

              -Caso tiver idéia de modelos que queira, diz sua região e responde aí que com a audiência do site muita gente poderá te ajudar.

              Espero ter sido útil.

              • Floma08

                Muito obrigado Alessandro, você ajudou bastante! Muito legal esse toque de fazer a cesta de peças e sair para procurar antes de comprar o carro, isso com certeza vai ajudar. Como estou na faixa até 20 mil, nem pensei em um carro superior, pensei no basicão mesmo, claro que se tiver um ar-condicionado já ajuda bastante.
                A maioria dos carros que eu to vendo são g4, mille, e corsa sedã/hatch, todos 2005-2008 e entre 80 e 100 mil km rodados, na região de Campinas

      • Wagner Lopes

        Principalmente peças genéricas de baixa qualidade e durabilidade…

    • CharlesAle

      Sim, acervo da fábrica, se quiser ver mais carros do acervo da VW, vá no site do Reginaldo de Campinas!!

      • daniel germano

        Valeu!!!.

    • Filipe Machado

      Se for querer fazer seguro do carro, prepara o bolso porque mesmo sendo um carro mais antigo, Gol é muito visado para roubo

      Caso vá colocar só rastreador e esses sistemas alternativos talvez valha a pena

      • daniel germano

        Muito obrigado pelas dicas!!!.

    • Jackson

      Se nossas montadores tivessem visão de mercado, bem que poderiam ter um museu com seus carros. Na Europa, todas elas tem, e ganham muito dinheiro com visitantes. Realmente nos falta cultura.

      • daniel germano

        Jackson valou a pura verdade!!!.

      • Alessandro Lagoeiro

        Isso é geral! Falta cultura em tudo, a questão automotiva é reflexo disso! Estive em Nova York, os museus gigantes, e sempre lotados.

  • Maycon Farias

    Um carro de sucesso sem dúvidas, vou dar um singelo e humilde parabéns!

  • Fábio

    Seis gerações montadas em somente 2 plataformas diferentes ao longo de longos 35 anos. Mereceu mesmo perder o posto de carro mais vendido…

    • Francisco Joao

      Na verdade 1,5 plataformas diferentes a suspensão traseira do G6 2015 é igual ao do G1 de 1981, pior carro nacional disparado acabamento vira escola de samba com menos de 3 meses.

      • Alessandro Lagoeiro

        Vendi o meu com 100 mil “caladinho”…
        Será que não foi um problema com o seu não?
        E usar suspensão de um outro carro descaracteriza plataforma? Então vou te dar a “má” notícia. Essa suspensão é Audi! Assim como a dianteira… O novo Sandero usa uma suspensão bem mais longeva que a traseira do Gol, que é a do Corcel. Mas o que importa é o que ela consegue no carro, não sua origem. E tanto o Renault como o VW cumprem bem seu papel. Mas o mais incrível é essa desinformação sempre ser espalhada sendo que é a mesma “tecnologia” utilizada em TODOS os concorrentes do Gol, exceto o 207, e até em alguns médios, como Corolla e Bravo.

  • Pedro Henrique

    NA, será que vocês poderiam ir atrás de quais são esses 66 países e a quantidade exata ou aproximada de unidades comercializadas lá divididas pelas gerações do gol?
    fiquei curioso em saber desses dados…

    se mais alguém também ficou curioso, junte-se a mim pois não creio que vão buscar informação tão detalhada pra 1 leitor só… :P

    • Paulo Júnior

      Pedro Henrique, eu me recordo uma vez que o pessoal estava colocando corrente no pneu pra não derrapar na nevasca, isso foi com um Gol G3 na Rússia!

    • Junoba

      Acredito que a maioria destes país, ele nem a mais vendido.

    • Guilherme Eduardo

      Mês passado na Califórnia eu vi um VW Voyage com placa do México e escrito GOL na traseira (deve ser vendido como Gol Sedãn, eu não sei). Era do modelo novo.

    • Jackson

      Mais um curioso aqui. Aguardamos manifestação da NA.

  • GCR

    Só por causa disso merece um aumento de preço. Pra comemorar, 35 anos a partir de 35k! (2p, sem AC, VE e DH).

    Na verdade não tem muito o que comemorar né, não é o mais vendido mais (duvido que recupera), não eh mais querido por frotistas, não tá num preço bom…

    Carrinho bom, mais nesse preço não dá.

  • CharlesAle

    “Desenvolvido especialmente para os Brasileiros” Ou seja, hoje, isso é sinônimo de carro defasado e inseguro! Há outras jabuticabas no mercado que bem poderiam dar lugar a carros Europeus, pelo menos o Agile(argh!!) já foi sem deixar saudades!!

    • Fernando S.

      Dos 8,7 milhões de unidades vendidas, mais de 7,5 milhoes foram aqui. Ou seja, brasileiro compra qualquer porcaria.

  • MauroRF

    Simples: já foi o seu tempo. Ou lança nova geração, ou vai ficando pra trás. A concorrência tem produtos melhores e mais modernos.

  • heliofig

    A primeira geração não teve motor 1.5 refrigerado a água. Foi lançada com motor 1.3 refrigerado a ar, que era muito fraco, sendo logo substituído pelo 1.6 a ar. Por volta de 1985, recebeu motores 1.6 e 1.8 refrigerados a água.
    O Voyage sim, teve motor 1.5 a água desde o lançamento, mas também mudou para 1.6 a água em 1985.

    • DPSF

      Também percebi essa incongruência no texto. Ao que consta, o gol foi lançado com motor refrigerado a ar… 1300 boxer do fusca, com algumas pequenas alterações. Nunca tive carro da VW, apesar da boa fama mecânica, não me agrada a posição de dirigir da familia Gol e o acabamento simplorio. Realmente o Gol GIII foi o melhor gol já produzido, mas pecava pelo painel casca de ovo, que facilmente rachava…

      • pedro rt

        de 80 a 83 o gol foi um fracasso em vendas pq o consumidor nao aceitava comprar um carro moderno com motor 1.3 a ar do fusca entao decidiram trocar pelos novos motores ap 1.6, 1.8 e 2.0 e eles ficaram em linha no gol ate 2007 com varias alteracoes “no caso o 1.6 e 1.8 ja q o 2.0 durou ate 2003/2004 no gol” e em 2008 a linha gol ganhou os novos 1.0 e 1.6 derivados do fox e golf q vem sendo modificados em algumas peças ate hj.

    • XXRS

      Este que você falou refrigerado a ar era o BX?
      Quando eu era pequeno o avô de um amigo meu da escola tinha um em estado de zero…eu achava muito engraçado aquele Gol com barulho parecido com o do Fusca.

      • 4lex5andro

        o golzinho a ar era o standard, motor 1.3 , nao tinha nem luz de re, nem espelho do lado direito ..

        muito barulhento, era uma variaçao do motor da brasilia, carro de onde tambem, atraves da variant, herdou o painel de instrumentos ..

        • XXRS

          Era barulhento mesmo, associava ao Fusca mas se eu bem me lembro era mais estridente. Eu achava legal e queria que meu pai trocasse o Omega dele na época por um, criança é tonta mesmo.

  • b.c

    Cada vez mais dificil ver um gol g2 e g3 em bom estado, principalmente esse g2 com as
    calotinhas originais.

    O Gol é um carro com história aqui no Brasil uma pena a VW deixar ele desatualizar cada vez mais perto da concorrencia e cada vez sobe mais seu preço deixando ele perder cada vez mais mercado.

  • PEDRO CUNHA

    Errata: O gol Nasceu em 1980 com o motor boxer ref. á ar 1300, de carburação simples quê vinha nos Fuscas. Após recebeu o 1600, também boxer, ref. á ar, mas com carburação dupla, só em 1984 recebeu o 1,5 “MD” dos Passat.

  • Wagner Lopes

    Já tive duas joças desta…um special 2001 e um power 1.6 2006. Saudade nenhuma de nada neles e se Deus assim permitir, não passo nem perto mais…kkkkkkkkkk.

  • Veber

    Sobre o GOL: Motor é ‘cuspido’ de veículo após motorista capotar carro, em Manaus http://g1.globo.com/am/amazonas/transito/noticia/2015/05/motor-e-cuspido-de-veiculo-apos-motorista-capotar-carro-em-manaus.html

    • Alessandro Lagoeiro

      Por incrível que pareça, é algo que se espera do carro em uma colisão frontal (Fala em capotamento, mas olha o para-choque dianteiro. É do projeto do carro. Tanto que o fabricante não fornece nem aconselha colocar chapa protetor do carter.

  • Revoltado

    Depois do Gol GIII pra mim acabou a temos

  • Luis Burro

    Convenhamos que ele está na terceira,porque as outras foram só reestilizacoes!

  • renanfelipe

    Eu sinceramente acho essa última geração do Gol (V e VI) bem acertada no visual externo. Meu único porém é o interior, que não me agrada. E prefiro uma posição de dirigir mais alta também, acho o painel meio “sufocante”.

  • Chega_de_Ignorância

    Tive dois…
    Um GTS 1992 preto a álcool e um 2012 1,0 (modelo “G6”)
    Ambos muito bons, cada um dentro da sua proposta
    O “novo” fazia 11,5 km/L de gasolina dentro de Florianópolis tranquilamente, ótimo carro urbano
    Só que padece do mesmo mal de: Ford, Fiat, Xevroling, PSA e Dacia -> peças que não têm durabilidade. Não sei o que acontece com esses carros… A correia não dura o que diz no manual, bomba d’água começa a roncar, rolamento de roda, vazamento de óleo na tampa, amortecedor antes dos 100.000km… Coisas que não se vê em Honda/Toyota.

    Compraria hoje um Gol 1,6 com o básico: ar, direção, vidros e travas. Mais nada… Calota, branco sólido, etc. Seria como reviver um mini-Golf, daquele saudoso MK IV (que também tive), pois trata-se do mesmo powertrain… E o Gol tem um acerto de suspensão impecável. Na época do Gol, tinha conjuntamente um Civic 2009, este com suspensão multilink. Aí é que a gente vê que muita conversinha de plataforma não significa nada… Na estrada o Gol curvava tão bem quanto o nipônico. E com pneus aro 14″… Imagino os mais completos com aro 15″.

    Ah, o GTS, do alto dos seus 298.000km, mais dava dor de cabeça do que alegria.

  • Jackson

    Estreou com motor carburado de corpo simples e arrefecido a ar, herdado do Fusca, um 1300 apelidado de “Gol Chaleira ou Batedeira”, devido ao barulho característico proveniente do motor, com a opção da utilização de gasolina ou álcool como combustível. Era disponível em duas versões: Básica e L. O desempenho era muito fraco, o que minou as vendas do modelo no primeiro ano de vendas.
    Foi lançada em 1981 a versão com motor 1600, também arrefecido a ar, devido às constantes reclamações de baixo desempenho do motor 1300. A instalação do novo motor 1600 resultou na retirada do Brasília do mercado no ano seguinte. A versão básica passava a se chamar S e a versão L passava a se chamar LS. Por fora, além de novos emblemas, reportagens da época já destacavam que uma das poucas alterações visuais para o Gol 81 eram os piscas traseiros na cor âmbar (apenas em 1980 eles eram vermelhos).
    No ano seguinte surgiu a série especial chamada Gol Copa, com rodas de liga leve, para-choques na cor do veículo, forração especial, faróis de neblina e outros acessórios em homenagem à Copa do Mundo de Futebol deste ano.
    Em 1984 foi criada a nova versão BX, ainda com motor 1600 a ar. EM 1985 as versões S e LS ganhavam motor com refrigeração a água (MD 270) de 1.6L com 4 ou 5 marchas, que já era usado no Passat, no Voyage e na Parati. Essas versões traziam faróis, grade, lanternas dianteiras e para-choques idênticos ao Voyage, abandonando os faróis dianteiros sem piscas que invadiam a lateral do carro. O estepe, que era abrigado no compartimento do motor, passou a ser alojado no porta-malas.
    Surge, no mesmo ano, a versão GT 1.8 de 99cv declarados. Em 1986 esse motor foi substituído pelo AP-1800 (Alta Performance). Curiosamente o Gol GT jamais teve aerofólio, mas vinha com a inscrição “GT” serigrafada em branco em toda a área inferior do vidro traseiro.
    A versão refrigerada a ar ficou como um modelo de entrada, ainda denominado Gol BX. Uma diferença bem visível em relação ao modelo a água era nas lanternas traseiras do BX; a posição de ré não possuía lâmpadas e tinha a lente de cor laranja, a mesma dos piscas traseiros.
    A produção do Gol BX perdurou até o fim de 1986. Esse foi o último ano com a opção do Gol refrigerado a ar

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

  • Bruno Alves

    Muita gente não sabe, mas além do Brasil, o Gol já foi produzido na Argentina, no Uruguai, na China e no Irã.

  • RafaCtba

    Poderiam ter colocado na foto, um GTI bolinha e um G4 completo.

  • Julio Andraski

    1.5 a agua?

  • Minerius Valioso

    “O Volkswagen Gol conta com cinco gerações já oferecidas por aqui. A primeira foi oferecida com duas versões e motor 1.5 litro refrigerado a água. A segunda, apelidada de “Bolinha”, chegou em 1994. Já a terceira foi lançada em maio de 1999. A quarta, por sua vez, chegou ao mercado em agosto de 2005. Por fim, a quinta e atual geração estreou em 2008.”

    Não se deixe enganar pela equipe de marketing da Volks. Até porque a segunda geração, até 2008 basicamente não mudou a estrutura, plataforma e câmbio, de 1994 à 2008, foram apenas reestilizações aos moldes brasileiros.

    Particularmente, a linha 2009 do Gol, é a que mais agradou no quesito estilo.

  • Economy

    Depois que os principais blogs automotivos trocaram o intensedebate pelo Disqus, o problema com ativamento nos sites tem sido constantes. Sempre em meu navegador, ao abrir o site, há um aviso indicando que um adblock impossibilita postar e ver comentários. Já aconteceu isso com vocês aqui?

  • Whering Alberto

    É…o Gol parece precisar de uma nova geração para voltar ao topo…hoje figura na sexta posição do ranking dos mais vendidos – mas já esteve na oitava, há poucos meses. Sei que já disseram, mas o Gol está hoje na terceira geração – e não na quinta. O Palio lidera graças à versão Fire – porque o Palio “original” padece do mesmo mal que o Gol: excessiva simplicidade de projeto – mal esse que faz com que os novos concorrentes (Onix, HB20 e Ka) se destaquem. E que bom que as vendas continuam caindo – embora isso não seja mérito da (plena) conscientização do consumidor -, mas sim da atual crise.

  • Alexandre Macedo

    Sexta geração coisa nenhuma. O Gol está na terceira geração. Basta ver as fotos e constatar que foram apenas 3 carrocerias nesses 35 anos, em que pese ter havido reformulações grandes, como a entre o chamado Gol “bolinha” e o conhecido como “Geração 3”, que são na verdade da mesma geração.

    Isso para não dizer que o Gol usou a mesma plataforma de 1980 até o lançamento do chamado “Geração 5”, que passou a utilizar a do Polo de 2002.

  • Andre Henrique Melo

    Saudades do meu GOL 1.6 I ROLLING STONES. Modelo 1996.Bons tempos coloca R$ 5.00 do Rio de janeiro ate as praias de Itapuaçu em Niteroi. Hoje R$ 5.00 nem encho tanquinho de partida a frio…

  • Thiago

    amei o GTI, pra mim é o melhor e mais bonito, já tive e posso falar que é melhor dos gols

  • Victor Barrera

    Acredito que a época áurea do gol foi a “G3” onde tinham tantas opções de motor e carroceria.
    Na minha opinião sendo a mais bonita geração de todas. O Gol G3 2.0 GTI que muitos nem sabem que existiu.
    Hoje em dia o gol não é robusto como foi até o G4, não é barato, não é seguro e não é tão bonito quanto os modelos anteriores, resumindo. É um carro sem alma.

  • Ricardo

    Afinal! A VW considera o Gol atual G5 ou G6?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend