*Destaque Carros Conceito Europa Híbridos Hatches SUVs Volkswagen

Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV é híbrido leve com sistema elétrico de 48V

vw-golf-mhev-1 Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV é híbrido leve com sistema elétrico de 48V

Muito se fala dos carros elétricos e até mesmo o hidrogênio tenta ganhar algum destaque nessa nova onda verde que toma conta do mercado e da indústria automotiva. Claro, não poderiam faltar os híbridos, mas lá fora, os plug-in agora ganham mais força, pois as novas regras de emissão, em especial na Europa, ditam a entrada em larga escala desse tipo de veículo.



No entanto, a engenharia automotiva – dentro e fora dos fabricantes – também não descansa e busca uma solução barata, rápida e simples de fazer. Nesse caso, surge o “micro-híbrido” ou híbrido leve”. A tecnologia não é nova e já foi vista em vários carros, inclusive avaliados até pelos chineses. No entanto, é o sistema elétrico de 48V que fica em evidência nessa mudança.

Até o momento, diferentemente das outras tecnologias citadas acima, apenas a minivan Renault Scénic Hybrid é o único produto com esse sistema em comercialização. Para os fabricantes, essa alternativa ao híbrido comum e ao plug-in, ambos mais caros, é válida. Uma das montadoras que testam o sistema elétrico de 48V é a Volkswagen, que exibiu protótipos do chamado Golf 1.5 TSI MHEV para parte da imprensa europeia.

vw-golf-mhev-a Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV é híbrido leve com sistema elétrico de 48V

Para a montadora de Wolfsburg, o híbrido leve com 48V é a solução mais barata para atender aos novos parâmetros de emissão de poluentes na Europa, a partir de 2021. No Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV, assim como em outros, a vantagem é que o Start&Stop deixa de ser apenas um religamento automático do motor para se tornar um segundo propulsor, mas não de forma completa. Ele apenas ajuda a reduzir o turbo lag, regenera energia e reduz o esforço do motor no dia a dia, gerando economia e menor emissão.

Com um sistema de 48 volts, que substitui a bateria de 12 volts, a nova célula mantém praticamente o mesmo tamanho, mas possui uma capacidade maior de acumular e recuperar energia. Todo o conjunto é menos complexo que um híbrido comum e, portanto, mais barato. No caso do Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV, a marca estuda duas opções: uma normal e outra, batizada de Plus.

No primeiro, o Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV emprega o motor 1.5 TSI com 150 cv e 25,5 kgfm. Estima-se que ele não terá alterações na versão de produção, o que ajuda a evitar mais gastos. Junto dele, um pequeno motor/gerador elétrico de 10 cv assume as saídas brevemente e recupera energia nas desacelerações, carregando a bateria de 48V, que utiliza a carga para acionar o próprio propulsor de arranque. Junto com eles, uma nova caixa de dupla embreagem DSG tipo DQ381 com sete marchas.

vw-golf-mhev-b Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV é híbrido leve com sistema elétrico de 48V

No caso do Volkswagen Golf 1.5 TSI MHEV Plus, existe a adição de um segundo motor elétrico que pode mover as rodas traseiras, mas não com a mesma força de um sistema 4Motion, por exemplo. Nesse caso são 36 cv a mais, que são usados para melhorar a dinâmica de condução em curvas e dar mais conforto e controle ao motorista. Ainda assim, esse pequeno motor elétrico permite uso em off-road com certa eficiência para ajudar na tração em terrenos ruins, conforme demonstrado por um Tiguan MHEV Plus.

Além disso, essa versão permite que haja recuperação energética com o motor 1.5 TSI desligado, diferente da mesma condição na versão normal. A gestão de trabalho conjunto dos propulsores deverá ser suave e eficiente na versão final. Estima-se uma economia de quase 3 km/litro em média. No geral, o MHEV tem consumo estimado em 20,6 km/litro.

Não foram reveladas aceleração de 0 a 100 km/h e nem emissão de CO2. Sabe-se que a busca não é por performance, mas com equilíbrio, conforto ao dirigir e eficiência. Então não deve ser muito diferente em desempenho numa comparação com a versão 1.5 TSI DSG comum. A expectativa é que as vendas comecem em 2019.

[Fonte: Autocar]

 

  • Louis

    Bacana a solução, deve conseguir um consumo semelhante a um Prius vendido por aqui.

    • Ducar Carros

      Na estrada, o consumo deve ser até melhor, pois o peso da bateria nesse sistema é menor que no full hybrid.

      • Fabricio Watanabe

        A intenção do hibrido é melhor o consumo e emissões no dia a dia, dentro da cidade

        • Ducar Carros

          Mas também melhora na estrada. Veja o consumo do Prius na estrada (17 km/l, Inmetro, em http://carros.ig.com.br/testes/2016-10-22/toyota-prius.html , é citado que pode chegar a 24 km/l na estrada), é melhor do qualquer outro sedã de mesmo peso e litragem, pois o motor elétrico é acionado junto com o a combustão.

          • Fabricio Watanabe

            É verdade, principalmente pra manter em cruzeiro.

  • tiago

    Interessante, é uma Solução PRONTA, que não aumenta muito os custos, pode ser empregada em massa.
    É possível que este sistema de 48v esteja em quase toda a frota dentro de alguns anos, acredito que fará a transição para os elétricos – que não deverão tomar conta do mercado tão cedo.

    • Ricardo

      Não deverão e nem tem como, insustentável!

    • Ducar Carros

      Esse sistema deve começar a ser usado nos modelos lançados, lá fora, a partir de 2019-20. Ou seja, os modelos atuais, mesmo reestilizados, não deverão contar ainda com esse sistema. Se o Governo não colocar restrições, nada impede que o Polo e o Argo, lançados agora, ainda estejam sendo vendidos, com poucas mudanças, aqui em 2025.

      Para renovar 90% da frota circulante nacional pode colocar aí uns dez anos.

  • Roberto

    Interessante a solução, mas ainda prefiro a E-POWER da Nissan, que parece ser mais simples de implementar: Um carro totalmente elétrico com uma micro bateria recarregável via gerador.

  • vicegag

    E a atualização para o motor 1.5, quando ocorrerá por estas bandas?

    • Wellington Myph13

      Eu chuto lá pra 2020. Como o 1.4T é recente de fabricação por aqui, tem que ter um mínimo de uso/investimentos nas peças e talz. Pelo bloco ser o mesmo apenas alterado pra 1.5 mas com todo resto novo, não é pra ser difícil de vir a atualização, só o 1.4 precisa meio que se pagar primeiro.

      • Marquinhos

        Sim, tb acho 2020 ou mais. O 1.4 Tsi é um baita motor moderno e para ser sincero ainda prefiro o 1.4 tsi, a única vantagem do 1.5 é o desligamento de cilindros. Mas acredito que irão demorar para adotar este motor no Brasil não por questão de tecnologia ou custo, mas sim pelo perfil do brasileiro que não liga para economia de combustível em carros deste valor, pois o 1.5 é mais Fraco que o 1.4 , dando em torno de 130 cv contra 145 cv do 1.4 apenas em consequência disso se tornaria mais econômico que o 1.4 tsi

  • Gusbar Kuati

    Quais as vantagens e desvantagens desse 48V?

    • ESouza

      Tenho a mesma duvida.. acredito que pelo aumento da “eletrificacao” do carro, como arranque do motor pelo start stop por exemplo, ele precisa ser mais “forte”, daí mais voltagem.. nao sei.. alguem mais entendido poderia esclarecer essas coisas mesmo

      • Charlis

        Exatamente isso cara, pelo que já li.
        Na verdade, terá 2 sistemas paralelos 12v para as lâmpadas, entretenimento, e o 48v, mais força para os Start-Stop, turbo eletrônico e sistemas híbridos … ai no final, parece que isso gera uma bela economia de combustível.

        []s

        • Edson Fernandes

          E a bateria ? como ficaria o gasto?

          • Charlis

            Cara, eu imagino que tbm segue a lógica, uma bateria de 12v, e outra (ou um conjunto) de baterias pro sistema hybrid.
            Com certeza devem ser caras pra caramba…
            Mas eu desconheço, esses carros ainda são novidades pra mim.

    • Schack Bauer

      Puxando de cabeça, dada uma mesma potência, quanto maior a voltagem, menor a amperagem e a impedância. Em outras palavras, quanto maior a voltagem, menos perda e mais eficiência. Por isso mesmo que a transmissão de energia das usinas é feita em altíssima voltagem.

  • th!nk.t4nk

    Como sempre, a Audi desenvolve e repassa a tecnologia à VW posteriormente 🙂 A grande vantagem desse sistema é combinar características de veículos bem mais caros num pacote de baixo custo. Só o fato de reduzir o turbo-lag no motor 1.5 já interessa bastante, mas ainda melhora o desempenho do carro em condiçoes de baixa aderência e introduz recuperaçao de energia cinética nas frenagens (totalizando quase -20% no consumo). Tem tudo pra ser uma tecnologia-ponte bem sucedida.

    • vicegag

      Você sabe dizer, como ele melhora o desempenho em condições de baixa aderência? Obrigado.

      • Schack Bauer

        Fazendo o veículo virar AWD. Os motores elétricos atuariam nas rodas traseiras. Nas dianteiras o motor a combustão.

        • vicegag

          Pensei que o sistema melhoria a aderência, mas se trata então do modelo com tração nas 4, como qualquer AWD.

          • th!nk.t4nk

            Ahm… Mas isso é melhorar a aderência. Pra dirigir na neve agora no inverno faz toda a diferença.

  • Fabio Jr.

    PELA LERDEZA DA VW NO BRASIL…. DEVE CHEGAR EM 2029…. CADE A SUV DO GOLF ??? CADE O NOVO JETTA ???? ESSA VW É UMA TARTARUGA NO MERCADO BRASILEIRO !!!!

    • Wellington Myph13

      SUV do Polo e Novo Jetta ainda não tem em lugar nenhum do mundo.
      O Tiguan Allspace vem primeiro semestre 2018 junto com o TCross do Polo.
      Não é a VW BR que está tão lerda, é a VW mesmo.
      Mas vc está acompanhando que até 2020 vem 9 novos modelos, VW fazendo um lançamento em cima do outro e etc né?
      Todas elas lerdeiam de tempos em tempos. Normal.

      • Fabio Jr.

        Escrevi SUV do Golf = T ROC … prometida faz tempo e já vende na Alemanha e outros países…. aqui no Brasil a VW é muito LERDA …Tartaruga mesmo …por isso perde mercado…. lançou novo Polo que podeira ser uma versão do Gol…. kkkkkk

        • Wellington Myph13

          O T-Roc faz apenas meses que vende na Alemanha e outros países, nem é tão atrasado assim se por exemplo chegasse ai no final do ano que vem. Mas ele não vem mesmo porque é acima do preço esperado pelo mercado aqui no Brasil.
          O Polo não é uma versão do Gol… O nosso Gol é que foi inspirado no Polo, e hoje temos a infelicidade de um carro de padrão acima do Gol ser semelhante ao modelo de entrada da VW. O Gol em 2020 com a plataforma alterada do up! vai ter identidade visual diferente do resto da linha pra diferenciar do restante da linha. A VW vai adotar um Family face para os modelos de entrada, diferente dos do Polo pra cima.

          Quanto a VW ser lerda em trazer SUV, sem duvida, mas é de modo geral, não apenas a VW BR. Aqui por padrão já é mais demorado chegar um projeto diferente, estamos até que muito bem com o Polo, Virtus e no meio do ano que vem o T-Cross. Só precisa continuar nessa balada…

          • Fabio Jr.

            Meu amigo… Sabe que ano foi lançado o Ecosport no Brasil ?…..em 2003 …. vendeu 27 mil unidades em 12 meses…. pois já fazem 14 anos …. depois surgiram Duster, Tiggo, HRV, Kiks, Creta e outras SUVs nesse segmento…. e sua VW não lançou NADA !!! …. TARTARUGA é elogio para VW e ofença ao simpático animal….se voce acha que está bem servido com a nova versão do Gol …. então vc se contenta com muito pouco….o Polo de entrada 1.0 aspirado acima de R$ 50 mil….é mais uma piada da VW….

            • Wellington Myph13

              A Ecosport reinou por muito tempo sozinha nesse mercado, Todas foram lerdas pra entrar com algo.
              A VW e a Toyota mesmo sem carros nesse mercado continuaram como lideres em vendas Global, não pense você que o fato delas não darem atenção a um SUV compacto elas ficaram paradas. Até mesmo a Toyota só lançou agora o compacto dela o C-HR…
              Não acho barato 50mil em um carro 1.0, mas é o que tem pra hoje nesse mercado caro de carros que temos no Brasil. Tem mais barato? Tem… Mas se pra você segurança é segundo plano, fique a vontade, de carro ruim o mercado esta cheio.
              E não estou defendendo a VW, só estou tentando te dar uma perspectiva diferente.

              • Fabio Jr.

                Muitas foram lerdas para entrar no sgmento do Ecosport…mas entraram e ganharam diferente de sua VW que até hoje nada !!! Tenho impresão que voce defende a lerdeza VW sim…pois acima vc disse que estamos muito bem com Polo e Virtus… que nem tem controle de estabilidade e tração…somente como opcionais…Não abro mão disso de jeito nenhum…sua perspectiva parece que defende esses carros furrecas que estão ai.

                • Wellington Myph13

                  Vc só pode estar brincando que o Polo é Virtus não são decentes suficiente.
                  Que carro tem ESP de série desde a versão de entrada na mesma linha de concorrência deles? Fit? O futuro City? Mais ninguém e ainda assim os dois VW tem de opcional disponível desde a versão 1.0 simples, pra quem dá importância a segurança como eu ou Você, é só comprar com esse equipamento.
                  Polo recebeu 5 estrelas com 4 airbags de série, pecou em não oferecer os de cortina na versão mais top pelo menos, mas passa longe de ser uma “gambiarra” como você pinta.
                  Você acha que a VW só faz gambiarra porque não tem um SUV? Quer reclamar de Gol e Voyage, fique a vontade, projetos simples, motor antigo (tirando o novo 1.0), etc etc… Mas do Polo pra cima é tudo tão bom quanto os bons concorrentes diretos.
                  Quer ter ódio de coisa ruim, fique a vontade, mas não fale besteiras pra suportar sua raiva pela VW.

                  • Fabio Jr.

                    Ninguém falou em raiva rapaz… vc está distorcendo tudo… uma hora diz que estamos bem com Polo e Virtus… depois diz que são caros… depois elogia de novo…depois diz que tem falhas… também distorceu minha primeira pergunta ” cade o SUV do GOLF ” e citou SUV do POLO….assim fica dificil !!! e minha opinião é a mesma VW = Tartaruga do mercado hoje na terceira posição e caindo….Escreve qualquer m… aqui que não vou perder mais meu tempo em te responder…vai dormir rapaz….kkkkk

                    • Wellington Myph13

                      É, se você não conseguiu acompanhar, não tem mais nada que eu possa dizer.
                      Não tem ninguém distorcendo nada, é só somar 1 + 1 nos seus comentários.

  • Ricardo

    Golf, relativamente potente, economia do híbrido e prazer do DSG. Carro Perfeito!

    • JH SM

      Acho que a economia não vai ser tão boa quanto à economia dos híbridos de fato. Mas vai ser melhor que os carros de combustão.

  • Lucas de Lucca

    Gostei da solução, teria um fácil, potente e econômico com um sistema híbrido mais simples e barato.

  • V12 for life

    Um pouco mais de informações do que na apresentação da Audi a alguns meses, mas estreará no A8, no Golf deve chegar apenas com a oitava geração, já a versão que a Mercedes prepara tem uma utilização mais ampla pois vai liberar o motor dos periféricos como ar condicionado, e outros que roubam potência e consequentemente aumentam o consumo.

  • Draga

    Se nao me engano o novo Audi A8 é padrão 48V e o mild hybrid, não só a Scenic…

  • Pedro Cunha

    Muito mais factível que um carro 100% elétrico. Principalmente nas colônias que ainda tem deficiência de vias dignamente pavimentadas como o lisarb.
    ***PS: Não que o asfalto tenha algo á ver com a propulsão, apenas para delimitar o grau evolutivo da infra-estrutura básica.

  • Marquinhos

    Não entendo o porque o Golf vende tão pouco no Brasil, carro Seguro (7 airbags + uma sopa de letrinhas em segurança) , Acabamento perfeito, dirigibilidade , valor de revenda, start-stop, retrovisor tilt-down, retrovisor fotocromico … ai o sujeito vai lá e paga o mesmo preço por um HRV porque é moda e nem se compara acabamento, eficiência e economia do powertrain e segurança então aí o buraco é bem mais embaixo. POr isso que as montadoras aqui não respeitam o cliente

  • Fabio Jr.

    AQUI NO BRASIL DEVE CHEGAR EM 2029….VW =TARTARUGA DO MERCADO…TERCEIRA POSIÇÃO E CAINDO…SÓ PARA LANÇAR NOVA VERSÃO DO GOL QUE ESTÃO CHAMANDO DE POLO…KKKKKK

  • Ubiratã Muniz Silva

    uai, pelo texto ele me parece mais beberrão e menos “divertido” que o Golf GTE.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend