*Featured Esportivos Hatches Test Drive Volkswagen

Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir

Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir

Demorou, mas chegou. O Golf 2018/2019 para o Brasil finalmente está atualizado como na Europa, pelo menos nas mudanças básicas que foram executadas para o mercado do velho continente. O best seller da VW – que chega com preços a partir de R$ 91.790 – com mais de 34 milhões vendidos, adota um visual mais sofisticado com o conjunto ótico dianteiro e traseiro repaginado e com LEDs, assim como protetores frontais e posteriores redesenhados. As propostas visuais agradam, especialmente no GTI com a nova cor Prata Snow, que mais parece um branco perolado.


Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir

De todos, logicamente, o Golf GTI é o que chama mais atenção, não só pelos detalhes em vermelho, mas também pelas rodas de liga leve aro 18 com linhas bem arrojadas, enquanto o acabamento interno vem com o xadrez clássico, além de volante de fundo chato e bancos esportivos envolventes. O ambiente todo preto inspira velocidade. Nas outras duas versões, o visual ficou bem interessante com as mudanças, que excluíram as saídas de escape, agora ocultas sob o novo para-choque traseiro.

Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir


Na traseira ainda, nada de nova nomenclatura como nos Polo e Virtus, o Golf 2018/2019 é mais discreto e só tem a sigla TSI. Mas, como diferenciar os motores 1.0 TSI e 1.4 TSI? Basta reparar na cor vermelha das letras “I” (somente 1.0) e “SI” (somente 1.4). As rodas de liga leve tem bom aspecto nas duas versões (Comfortline e Highline). A tela de 8 polegadas da multimídia Discover Media é bem atraente e intuitiva, nem tão no que diz respeito ao navegador.

Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir

Volkswagen Golf 2018/2019 – Impressões ao dirigir

São Paulo – O test drive ocorreu na capital paulista em trecho inteiramente urbano, mas deu para acelerar “um pouco” o trio da gama do Volkswagen Golf 2018/2019. Primeiro começamos pela novidade mais impactante, que é a versão Comfortline TSI com Tiptronic. O pequeno propulsor 1.0 TSI de até 128 cavalos cumpre muito bem seu papel, embora não tenha a mais força e arranque do 1.4 TSI, ele apresenta muita disposição e um ronco mais grave. Embora perceptível o funcionamento “tricilíndrico”, o som e o arranque empolgam.

O pequenino sobe de giro muito rapidamente e logo está em 5.000 rpm. Nas mais altas, obviamente, não dá para ser chamado de esportivo, mas pode botar alguns 2.0 litros para suar a camisa, sem dúvidas. Rodando mansamente, as trocas ocorrem entre 2.000 e 2.500 rpm, sem esforço.

Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir

Nas subidas íngremes, esqueça o esgoelar dos motores aspirados, pois este pequeno turbo sobe com vigor e fôlego de sobra e ainda a 2.000 rpm. São ótimos 20,4 kgfm, muito bem aproveitados pela caixa AQ250, que tem trocas suaves e na medida certa. Mesmo no modo Sport ou nas trocas manuais, o EA211 parece muito em casa e faz reduções pontuais e retomadas animadoras. O conjunto já era esperado há bastante tempo e agora faz o que era esperado.

No Highline 1.4 TSI, o EA211 de quatro pistões confirma mais uma vez que é um dos melhores motores do mercado, agindo desde uma condução bem frugal até uma pegada digna de esportivo, com direito a motor cheio nas reduções para que se pise fundo nas retomadas. O som é mais suave que no 1.0 TSI e, sinceramente, não empolga tanto, exceto pelo fato de ter mais músculos para fazer as rodas cantarem uma bela canção. São 150 cavalos e 25,5 kgfm bem medidos e o Tiptronic não estraga a brincadeira.

Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir

Por fim, o suprassumo do Golf desde 1976, o GTI é outro carro dentro do hatch. Basta entrar e puxar toda a coluna para perto dos braços para notar que há algo especial nesta versão, que vem com o belo cluster digital para completar a festa. O EA888 2.0 TSI agora está mais potente (230 cavalos ante 220 anteriores), mas a força de 35,7 kgfm se mantém. Com o DSG de seis marchas, o hot hatch começa os primeiros metros tão suave quanto uma brisa em modo Normal.

Mesmo nesse modo do dia a dia, basta uma pisada mais forte para que a cavalaria germânica empurre o Golf GTI com vigor, e nada de giro alto demais. No Eco, a frugalidade vai para o vinagre se o condutor esquecer de mudar de perfil e sentar a bota em uma pegada mais nervosa. Ele vai, mas dá para sentir muitos dos puros-sangues se retirando do campo. Ainda assim, bota a maioria bem para trás.

Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir

No modo Sport e com o DSG também em Sport, o GTI duplica seu poder como personagem de anime e vira um esportivo em tempo integral. Socos são sentidos fielmente e não pense em dar aquela saída rápida para mudar de faixa e sair da fila, que os pneus chamarão a atenção da vizinhança. A brutalidade anda lado a lado, mas é bem controlada mesmo assim, pois o handling é um dos melhores que existe e não dá para se perder facilmente… força e controle, agradecemos.

No geral, o Golf 2019 ficou bem melhor em proposta no 1.0 TSI, manteve o que tinha de bom no 1.4 TSI e deu um plus no que era elogiável desde sempre, o 2.0 TSI do GTI.

Volkswagen Golf 2018/2019 – Galeria de fotos

Evento a convite da Volkswagen. 

Volkswagen Golf 2018/2019: Impressões ao dirigir
Nota média 3.6 de 9 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email