Hatches México Mercado Montadoras/Fábricas Volkswagen

Volkswagen Golf deve sair de linha no México em 2019

Volkswagen-Golf-2015-EUA-1 Volkswagen Golf deve sair de linha no México em 2019

A Volkswagen deverá cortar a produção mexicana do Golf em 2019, segundo o site Al Volante. O hatch médio da marca alemã está incluído no plano de mudanças estratégicas que estão sendo implementadas na fábrica de Puebla. O modelo sairá de cena da produção da América do Norte por conta de pressão do sindicato dos trabalhadores da montadora em Wolfsburg, que quer concentrar toda a produção do modelo, pelo menos em nível ocidental, na Alemanha.



Como já se sabe, o governo da Baixa Saxônia, representa os interesses dos empregos da Volkswagen e detém 20% das ações com direito a voto no conselho de administração da empresa. Com essa informação, Puebla perderá um segundo modelo em cerca de dois anos, pois no fim de 2017, o Beetle deixará a planta mexicana. No entanto, em seu lugar aparecerá o T-Roc, de acordo com fontes locais.

A fábrica do país latino também ganhou recentemente a produção do Tiguan Allspace, versão longa da nova geração do SUV da Volkswagen, que já está sendo oferecido no mercado norte-americano e que em breve chegará também ao brasileiro. É o veículo de maior valor agregado feito na unidade. O utilitário esportivo, que tem sete lugares, também é exportado para a Europa, já que seu outro similar é feito apenas na China, para o mercado doméstico.

No caso do Golf, outro motivador para transferência da produção americana ao país de origem é a queda expressiva nas vendas de carros pequenos nos EUA. Segmentos que não são de utilitários esportivos e crossovers, bem como picapes, apresentam redução elevada nos emplacamentos. O motivo é o baixo preço do galão no mercado americano.

Mas, segundo o site mexicano, outro motivo mais importante tirou o Golf de Puebla. Fala-se em um problema de qualidade considerado grave. Comenta-se que, quando uma filial não produz com a qualidade exigida, Wolfsburg corta o suporte dado a ela como punição. Por enquanto, ainda é incerto que modelo será colocado no lugar do hatch naquela unidade. Por ora, a fábrica acelera o passo para produção do Novo Jetta, que deve começar a ser vendido na região entre janeiro e março de 2018.

Fora do México, o único lugar nas Américas onde o Golf é fabricado é aqui. A unidade de São José dos Pinhais-PR, faz o modelo que até pouco tempo era importado do México. Mas por aqui, as vendas dele são baixas, assim como de todo o segmento de hatch médio. De agosto para setembro, as vendas do hatch médio caíram de 351 para 192 unidades. Em 2017, ele acumula 3.300 carros vendidos no país, ficando em terceiro no segmento e em 73º no mês de setembro.

[Fonte: Al Volante]

 

  • th!nk.t4nk

    Faz sentido, deixar nas Américas basicamente os SUVs + algum sedã médio, e importar o restante. O Golf sempre foi um carro sazonal no mercado americano, com extrema dependência do custo do petróleo.

    • Comemorem galera!!!

      O presidente da Volks já tinha dito que se continuar as vendas baixas no huezil, o Golf passará a ser importado do Mexico. Mas agora que o Mexico está dizendo tchau, o Golf alemão será importado denovo, original, sem suspenção e cambios capados, alem do interior mais refinado. Made in Germany!! Uhuuuu!! Por 67990 hueais na versao highline 1.4 TSI, na concessionaria mais proxima de voce. :>

      • Leandro

        Hahahahaha… aham. Espere sentado.

      • Mr. On The Road 77

        É o que as pessoas merecem…

      • Rodrigo

        Sonhar ainda é de graça né?!

      • No_Name

        O TSI 1,0 de lá também é com eixo de torção…

      • Isaac Ferreira Santo

        Se isso fosse verdade eu esperaria pra poder comprar um GTI alemão. Mas como estamos no Brasil o mais provável é que seja feito aqui capado ou simplesmente deixe de ser fabricado. Mas voltar a vir da Alemanha acho pouco provável

  • Eduardo T. Küll

    Curioso tirar de linha um carro com problema de qualidade e fazer outro modelona mesma unidade. Chega a parecer prêmio a incompetência. Americano empre deu mostras da atitude geral em relação a carros: grandes, com motorzão e dane-se o meio ambiente. Carro “menos grande”, só se estiver duro e trocando por um grandão, mesmo que não precise, assim que for possível. A questão que nos importa é E AQUI?

    • João Cagnoni

      Eu discordo da parte de que os americanos só pensam “dane-se o meio ambiente”. Devemos lembrar que carros como a Tesla e Chevrolet Bolt são americanos.

      • Leonardo M. G.

        O americano “médio” pensa assim.

      • Eder Kambara

        F-Series é o modelo mais vendido dos EUA há décadas. Quando um Prius for o mais vendido aí sim poderemos falar que o americano médio mudou seus conceitos quanto à sustentabilidade…

        • TijucaBH

          Verdade!!
          Pior que é facil falar dos americanos. Nossa (me incluo nessa lista) com consumo está muito mais vinculada ao gasto com combustível do que com meio ambiente. Queria ver se aqui no Brasil a gasolina custasse 1 real, se nao passaríamos a comprar carros com motor maior, principalmente as “naves” usadas como Camry, Fusion V6, Pajero V6, etc

          • Henrique12

            Concordo, o povo compra o que quiser. Não devemos julgar os americanos. Se está a venda, porque eles não vão comprar?

        • Ernesto

          Mas até mesmo as F-Series não estão mudando a motorização para os Ecoboost?

      • Eduardo T. Küll

        Mas os carros mais vendidos lá são uma pick up, F150, e logo atrás, vários sedans que tem motores V6 e/ou motores acima de 2 litros aspirados. Downsizing lá ainda é algo pouco consistente no geral do mercado. Fiesta bombou lá depois da crise de 2.008. Melhorando a situação, vendas despencaram. Outro exemplo: Buick Regal/Opel Insignia novo lá usa o mesmo 3.6 V6 já conhecido, apesar do 2.0 turbo europeu ser, nos dados divulgados, superior tudo: mais cavalos, torque, desempenho geral, menor consumo, emissões.

        • FrankTesl

          Para o consumidor norte-americano médio carro bom é com motor V8 e V6, que enche um cofre e faz barulhão… Por lá carros com Motor 4 cilindros é sinal de derrota

          • Mr. On The Road 77

            Bem por aí mesmo…

      • Duh

        Esses são carros de nicho, o americano comum na maior parte tá c@gando para a poluição, o novo presidente representa bem oq eles pensam.

    • Juarez Veras

      Fecho contigo em número, gênero e grau. Se assim fosse a filial brasileira estaria fechada há anos. Só fanático vw é que lê e pensa de forma diferente. Não serve para fazer golf mas serve para fazer tiguan e t-roc? faz-me rir.

      • Ernesto

        A matéria está falando da planta da VW no México, assim como o Eduardo T. Kull.

    • duhehe

      Aqui a gente se preocupa menos ainda com o meio ambiente, só olhar a situação dos rios, córregos, índices de reciclagem…. o carro do brasileiro “medio” só é um lixo pq esse não tem dinheiro para comprar nada melhor, do contrario não tenha duvida que teriamos v6, v8 pra tudo lado.

  • Marcus Vinicius

    Logo,logo a argentina vai receber o Golf fabricado em são josé dos pinhais no paraná !

  • Eder Kambara

    [EDIT] Golf não vende por uma razão muito simples: muito caro pelo que oferece! Tá certo que o segmento de hatches médios tem caído cada vez mais, porém Cruze Hatch e Focus Hatch vendem mais que o Golf, mesmo sendo tecnicamente inferiores ao hatch alemão.

    • MMM

      O Focus vendeu este ano somente 99 unidades a mais que o Golf.

      • Eder Kambara

        Ou quase a metade das vendas do Golf no mês de setembro!

        • MMM

          Isso em 1 mes. A venda acumulada do Focus é 3% maior que do Golf.

          • Eder Kambara

            Devido à recente retomada do Focus por conta das promoções no varejo.

            • Mr. On The Road 77

              Focus na prática parte de uns 65000 na versão SE 1.6 manual… Já o Golf, 73000 na Comfortline 1.0 TSI.

    • Josê Fagundes

      Focus e Cruze não se parecem com um Gol

      • th!nk.t4nk

        Só no Brasil associam Golf a Gol.

    • Leo

      Não acho nenhum dos dois tecnicamente inferior ao Golf, ainda mais depois da retirada da multilink do VW. Depois desse problema de qualidade no México, até a tão afamada montagem está em xeque, já que o que acontece lá, pode acontecer aqui.

      • Marcos megdA

        O alemão era muito superior ao Focus e Cruze atuais. Agora o nacional é equivalente ou até inferior aos hatches citados.
        Considero o Golf fabricado no Br uma das maiores cagadas da VWB nos últimos tempos. Sem citar outras cagadas que parecem de amadores

        • José Henrique

          O que a vw do Brasil fez com o golf que foi uma cagada?

          • Guedes

            Colocar o 1.6 MSI em vez de o 1.0 TSI logo de cara.
            Aumentar vertiginosamente o preço das versões.
            capar mimos interessantes como freio eletrônico, e tirar multilink que o Focus tem em TODAS as versões.

            • Davi Millan

              O multilink é sensacional!!! Eu aluguei um Focus “Fastback” no final de semana passado. Gostei tanto da dirigibilidade do carro que estou até cogitando comprar um, e de preferencia azul!

              • Guedes

                Tenho um Golf tsi azul, adoro a cor tbm!!

                • Davi Millan

                  Eu gostaria muito de ter um Golf Variant Azul Night. Mas não consigo mais comprar VW, estou traumatizado.

                  • José Santos

                    Eu também estou traumatizado com a VW.

                    • Guedes

                      Pq?

                  • Guedes

                    pq?

                    • Davi Millan

                      Meu Up! TSI Move 2018 está com 2 mil km e toda semana ele aparece na concessionária por causa de algum problema. Vamos a lista.
                      1- Defletor batendo a toda arrancada.
                      2- Amortecedor veio estourado. Quando havia igual ou mais de 3 pessoas no carro ficava fazendo barulho de amortecedor Fudi##
                      2.1 – pastilhas de freio que fazem barulho de final de vida.
                      2.2 – segunda vez falando das malditas pastilhas e agora o freio está ficando cada vez mais duro. (Desculpa de característica do carro e agora parece que terá Recall).
                      3- “grilo” vindo do painel
                      4- A última! Ele me deixou na estrada por estar superaquecendo (nem meu antigo carro chinês me deixou na estrada).
                      5- Radiador veio com problema de fabrica e está vazando. Agora tenho que esperar de 10 a 20 dias!!!
                      Faço uso normal e nada de uso sovietico ou track day.

                      Mas um dos problemas é o pós venda VW que é péssimo! levo e falo dos problemas e só verificam um e dizem que o outro não foi detectado ou então é característica. Isso me faz sentir saudades do pós venda da Kia e da Citroen que foram excelente e bom respectivamente. Por isso não tenho mais coragem de comprar VW.

                    • Guedes

                      Eu tive UP TSI 15/16 e tive três problemas:

                      O rádio pifou- trocaram sem delongas
                      A embreagem rangia- trocaram todo conjunto de pedal também sem me enrolar
                      o freio fazia barulho, um assobio que parecia pastilha velha- conforme o freio foi “assentando” o barulho sumiu.
                      Enfim, tive experiência distinta da sua
                      boa sorte, não desista do carro!!

                    • Davi Millan

                      Obrigado! Espero não desistir também.

            • Iran Borges

              Triste o que fizeram com o golf. Cheguei a cogitar um highline dsg com teto na época do lançamento por 74 mil, mas tive que gastar dinheiro com outras coisas. Quando pude voltar minhas atenções pra ele, já estava na casa dos 90 mil. Depois tiraram o auto hold, o dsg e o multilink. Era talvez o melhor carro do brasil em sua época (sem contar as marcas premium), mas foi piorado mecanicamente, encareceu absurdamente e hoje não vende nada.

          • Marcos megdA

            A maior e mais relevante foi o aumento exagerado nos preços. Em 2013 paguei 84400 no highline com teto e elegance. Hoje em dia em torno de 110mil. Muito superior a inflação.
            Vamos aos restante (que corresponde a minha opinião) :

            – 1.6 msi ao invés do 1.0Tsi
            – caparam a suspensão multilink
            – freio de mão eletrônico capado
            – troca de câmbio por um mais “robusto”, ao invés de solucionar o excelente DSG
            – 1.4TSI flex. Vantagem pra uns, desvantagem pra outros. Ficou menos econômico
            – troca de um pacote de opcionais por outro menos tecnológico. Como o HLA
            – Piora em alguns detalhes de acabamento
            – troca da marca dos falantes do GTI
            – 1.0TSI sem câmbio automático

            Em resumo: deveria ter deixado o alemão vendendo aí e pronto. Time que tá ganhando não se mexe. Tava vendendo uma quantidade boa e os donos muito felizes, inclusive eu. Teria golf atrás de golf se ainda fosse o alemão

            • José Henrique

              Pois é, o preço foi um dos maiores problemas. Pior ainda é que as pessoas consultam o valor no site e já assustam, não sabendo que o valor na concessionária é BEM menor. Perguntei mais cedo sobre as cagadas porque comprei hoje à tarde um highline nacional com teto e pacote premium. Preço no site:141k. Preço negociado: 100k. Deveriam colocar o valor real no site que assustaria um pouco menos as pessoas.

              • Felipe B

                Onde vc comprou? Tenho um Golf alemão, e a VW nos deixou sem opção…
                O carro piorou e ficou absurdamente mais caro… fico com pena de vender o meu…

                • José Henrique

                  Comprei em Sete Lagoas, mas era o último em estoque.

      • Ernesto

        Por enquanto é especulação, Leo. O brasileiro perdeu itens que o mexicano tem (multilink e dsg) e o mexicano perdeu itens que o alemão tem (freio de mão eletrônico), mas você entra no carro e não percebe diferenças na qualidade deles dos materiais ou mesmo encaixes.

    • Guedes

      O Golf não é “muito caro pelo o que oferece”. Ele oferece itens muito bons. Ele é caro, por isso não vende.

      Some-se a isso o fato da categoria estar morrendo como um todo.

    • Robinho

      Não acho Cruze e Focus inferior a Golf…para mim os tres estão no mesmo nível, vai de gosto…

      • Rodrigo

        Se vc olha só equipamentos, pode ser. Mas se vc reparar na qualidade de materiais, tanto Cruze quanto Focus tomam uma surra do Golf. Da qualidade usada no couro, passando pela montagem e pela durabilidade. Até o carpete dos dois rivais vc vê que tem qualidade inferior.

        • Robinho

          Surra? ate parece…ainda mais deste Golf fabricado no Brasil / México…

          • Rodrigo

            Pra quem não liga pra acabamento e qualidade de montagem, pode ser…

            • Robinho

              eu ligo, tenho um Cruze, conheço o Focus e meu primo tem um Golf…não vejo nada de “tão” mais que seja um “Surra”, mas tranquilo parabéns seu carro é um excelente carro – alias o melhor VW (porque o Voyage que tive era um lixo em todos os quesitos), depois do Cruze e se eu tbm não entrar na onda de SUV (minha mulher quer um SUV), posso ter um Focus, Civic ou um Golf nesta ordem…

              • No_Name

                E eu tenho um Focus e também acho que se tratando de acabamento não há nada que faça desistir dele e optar o Golf, são bem equivalentes. O que admiro no Golf é a qualidade de montagem, o carpete mais aveludado, o forro do teto bem superior ao do Focus e pára por aí, o resto são parecidos, couro ótimo nos dois, plásticos bem acabados, emborrachados etc.

        • Vitor C

          Concordo que o golf no geral use materiais de melhor qualidade na sua cabine e tenha um pouco mais de refinamento que os rivais, mas está muito longe de dar uma surra nesses quesitos, ainda mais a versão nacional que foi depenada e simplificada sim. Apenas um pouco acima da média.

          • Rodrigo

            Novamente, não confunda configuração / equipamento com refinamento.
            A versão nacional só perdeu a suspensão traseira multilink e o câmbio DSG. Nada em termos de acabamento e refinamento construtivo foi perdido.
            Esta em Dúvida? Compare os 3 modelos (alemão, mexicano e brasileiro). Se vc tiver exemplos claros, terei o maior prazer em me retratar.

            • Iran Borges

              Perdeu o auto hold também. Item que por sinal ajuda muito em transito ruim.

              • Rodrigo

                O autohold é vinculado ao freio de estacionamento eletronico que foi suprimido em 2015 quando o modelo passou a vir do Mexico. E sim, acho que de todas essa foi a maior perda… Mas novamente, é um equipamento e não um item de acabamento.

                • Iran Borges

                  Sim sim, não é de acabamento, mas era uma coisa tão boa que considero que foi a maior perda do golf. Aproveitei para externar meu lamento a respeito disso e esqueci que estavam falando de acabamento.

            • Vitor C

              O porta luvas aveludado não está mais lá, assim como os porta objetos aveludados. O freio de mão eletrônico também se foi (economia porca). O manual perdeu até uma marcha.
              E sinceramente já vi tanto o alemão quanto o Nacional , Para mim o nacional não tem o mesmo esmero nas escolhas dos plásticos da cabine.

              • Rodrigo

                1. Porta-luvas aveludado está presente no modelo Highline e TSI
                2. Todas os porta-objetos das portas possuem revestimento acarpetado. Em todas as versões.
                3. Todos os porta-objetos que não são aveludados tem tapetinho de borracha. Até no porta-óculos.
                4. A 6a marcha está disponível desde o 1.0 TSI. Não estava no MSI manual mas esse modelo já não é mais produzido desde Abril deste ano.
                5. O Golf é o único médio a oferecer câmbio manual no motor intermediário.
                6. Posso assegurar que os plásticos presentes nas portas e outras partes tem qualidade superior ao de Cruze e Focus. Tanto em espessura quanto em toque e arremate. Está idêntico ao alemão e ao mexicano. Dos carros que já tive só é inferior aos plásticos do Civic.
                Ah lembrei de mais 2 detalhes que o alemão tem e o brasileiro não: porta-copos com tampa corrediça e luzes nas portas quando abertas (no nacional tem apenas olho-de-gato).

                • Vitor C

                  Bom o modelo confortline que eu olhei na concessionária da vw não tinha mais os porta trecos aveludados.
                  Eu não neguei que o acabamento é ruim, Só disse que não é tai superior aos concorrentes para dar uma surra neles, aliás já que é mais caro não faz mais que a obrigação (e ainda deve revestimento macio na porta traseira).
                  Sinceramente não vejo nada demais no acabamento do golf, apenas correto. Hatch com acabamento bom de verdade é A3, classe A e série 1, com fibras verdadeiras, couros de mais qualidade, nappa e etc, Mas cobra se por isso.

      • Cláudio Modesto

        em 2014 fiz o test drive no focus titanium de 170cv e depois no golf 1.4 dsg highline. Simplemente não dava pra comparar desempenho, o TSI 1.4 e o câmbio DSG são avançados DEMAIS. O golf era leve e rápido demais, comprei sem pensar…
        Infelizmente o golf brazuca é um lixo comparado ao alemão. Ainda aumentou de pra mais de 100 mil, não tem como vender…

        • Robinho

          DSG? vixe to fora.

          • Cláudio Modesto

            Powershift não é muito melhor…

            • Robinho

              Não mesmo…alias esses cambio de dupla embreagem são complicados…

  • V12 for life

    O Golf é o carro mais vendido da VW nos Estados Unidos, e metade das vendas é do GTI, só acredito depois que acontecer.

    • Cristiano

      A fábrica mexicana faz o GTi também?

      • João Martini

        Sim. Só não fazem o R

        • Cristiano

          O GTI a venda no Brasil é feito onde?

          • No_Name

            Aqui mesmo.

          • João Martini

            Aqui mesmo. A3 2.0 também.

    • No_Name

      É. Vim aqui para comentar isso, o Golf é o produto mais importante da fábrica da VW do México, isso aí pra mim é conversinha fiada para gerar burburinho. Quem vai perder a produção dele logo, logo é aqui com vendas insustentáveis, sem exportar sequer para uma Argentina e com altíssima importação de componentes.

  • Mauro Schramm

    Golf brasileiro subindo no telhado?

    • Fabio Marquez

      Pelo andar da carruagem bem capaz de ser a ultima geração dele em nosso país, sendo a próxima a ultima geração em nível mundial, talvez ficando focado no mercado europeu, assim como as peruas. Crossovers e SUV’s compactos tomaram conta.

  • Joaquim Grillo

    Esse carro só faz sucesso lá na alemanha e aqui é desejo da mulçekada eu não vejo graça nenhuma nesse carro se não for um GTI mas ai é caro preferia outro.

    • Rodrigo

      Alemanha, Holanda e alguns poucos países do Norte da Europa.
      Dizem que em alguns países da Ásia também.

    • marc west

      Na Europa inteira faz sucesso. Está sempre nos top 10 de vendas de quase todos os países europeus. Ele é considerado o “campeão a ser batido” por todas as fábricas quando lançam um carro do segmento.

  • Rodrigo

    Na minha visão isso pode ser bom para o Brasil no sentido de converter-se em um polo exportador do Golf mk7, mas por outro lado é ruim pois a partir do modelo mk8 ficarmos de fora do lançamento.
    Que o Golf vende pouco por aqui e em quase todos os mercados americanos é chover no molhado. A praga chamada SUV / Crossover está paulatinamente matando todo o segmento médio. Só não matou o dos sedãs ainda porque na maioria dos casos não evoluiu em termos de qualidade e conforto (e esse é um dos medos da Toyota em trazer o CH-R). Se um Golf básico custasse R$65 mil (Como já acontece com alguns modelos MSI encalhados) ainda assim não seria um best seller aqui.

    Cruze hatch e Focus hatch vendem mais que o Golf pq são mais baratos de manter (especialmente o seguro) mas não que sejam melhores. Basta ver que no meio de tantas montadoras, GM, Ford, e VW são as únicas que ainda oferecem um hatch médio por aqui, a própria PUG ensaiou bastante em trazer o novo 308 e ficou só no modelo com facelift. Pra vcs verem como é um segmento que está morrendo.

    • Josê Fagundes

      Focus e Cruze vendem muito mais que Golf porque o design agrada mais. O Golf se parece com todos os outros VW. Ele teria obrigação de vender mais por ser fabricado aqui. Focus e Cruze são importados

      • Rodrigo

        Design e marca, embora relevantes na hora de decidir uma compra, não podem ser preponderantes.
        O Cruze acho mais feio de todos e Focus só compraria usado, pra nunca mais ter que pisar em uma concessionária Ford.

        • Cristiano

          Me parece que a disparada nos preços do Golf nacionalizado prejudicou bastante também, e sobre ensaios não concretizados o Cerato hatch foi anunciado duas vezes pela Kia e nada, além do i30 que foi pra não voltar (ao menos tão cedo).

      • No_Name

        Gosto é igual o .. mesmo. Eu tenho um Focus e gosto mais do design do Golf, só não escolhi ele porque para se ter um Golf bem equipado é caríssimo enquanto no Focus você já tem muitos itens desde a versão intermediária.

      • Jok Jok

        Deixei de comprar um golf aemao somente por causa do preço do seguro.. Se nao fosse issso….

  • Leonel

    Questão simples de oferta e demanda. O mercado americano prefere os carros “maiores” mesmo, não adianta.

  • Pavomba

    Já se fala que aqui poderia sair da linha de montagem por baixas vendas, só vejo manterem na nossa fábrica se for o mesmo caso do MK4, virar a única fonte de exportação para o continente americano.

  • flavio m

    Tenho um Passat produzido na Hungria… e deixa a desejar.

    • No_Name

      Por que?

      • flavio m

        Nao sei nem por onde começar… desde coisas bestas como botões do painel (de farol, freio de estacionamento, vidros, rádio, travas), puxadores de porta, que descascam e ficam brancos, lanternas dianteiras que permitem entrada de água (e xenon e luz direcional deixam de funcionar), vazamentos de óleo por carter, retentores de câmbio/diferencia, fragilidade do sistema semi eixo (homocinetica, tulipa, trizeta…), sensor de velocidade/aceleração (fazia o motor morrer), coxins… com 45 mil km. Sem peças no mercado, mudança de peças de um lote de carros para outro lote (e não estou falando de Passat Fsi x Tfsi x Tsi… tiptronic x dsg)… estou falando de dois carros iguais, do mesmo ano, tem peças diferentes conforme lote, código do motor, etc etc…

        • Guedes

          Qual ano do seu carro?

          • flavio m

            06

            • Guedes

              Po cara, aí complica né. Um carro com 11 anos, mais de uma década.
              Não vou nem comentar mais nada.

              • flavio m

                Nada a ver. Tive também Sentra CVT 2008, que comprei zero também, e rodei até 170 mil kms. Não viaje.

                • Guedes

                  Como nada a ver? se carro fosse inquebrável ninguém trocava de carro, ficava eternamente com o mesmo.
                  A exceção é só HONDA, TOYOTA e agora NISSAN, segundo seu relato.

                  • flavio m

                    Cara, quem falou em honda, toyota, nissan??? … to dizendo que meu carro (11 anos), saído da fábrica da Hungria (e destinado à Europa), com manutenção em dia, com mesmo proprietário, não deveria ter esse acúmulo de problemas (semieixo, vazamentos de óleo, derretimento do resfriador de óleo, coxins, etc, etc… pelo que lembro de cabeça)… além de que mudança de peças mecânicas por lote de carro, botões que descascam, farol que (desde sempre) entra água (inclusive alteraram o desenho da farol nos anos seguintes)… nada disso tem a ver com idade do carro… e dou como exemplo um outro carro em que não experimentei os mesmos problemas… mesmo com 9 anos de uso (2007/2008), e quase 4x a km. Não seja torcedor. Quer falar de Honda, Hyundai, Fiat, Toyota, Mercedes… vai fundo. To falando do meu caso.

                    • flavio m

                      Como a matéria faz alguma menção à suposta falta de qualidade da produção no Mexico, quero deixar claro que os de outras fábricas (na Europa ou Eua) podem produzir com qualidade questionável.

                    • Guedes

                      Agora entendi seu ponto

                    • flavio m

                      legal… em casa tem Peugeot, tivemos Ford (Focus 2006), Chevrolet (Celtas 1.0, Vectra 1997 8v), Fiat (teve um Brava que rodamos até 118 mil kms… foi excelente, 1.6 16v, Palio Fire, dois Unos dos anos 90), etc.

                    • Davi Millan

                      Eu ando muito decepcionado com. a VW também. Tudo bem que meu carro é infinitamente interior ao seu carro, mas é tido como o Santo Graal… Tenho um Up! TSI 2018 com 2 mil km e 1 mês e meio. O carro eu comprei para ficar exposto na oficina da concessionaria, porque cada semana eu deixo o carro lá e ele fica de 2 a 3 dias!!! A última foi o radiador que está com vazamento que me deixou na estrada para não fundir o motor (deveria ter deixado fundir). Agora estou esperando o radiador e vai demorar de 10 a 20 dias. VW Nunca mais! Prefiro até carro chinês, pelo menos o China nunca me deixou na estrada.

  • Paulo Vítor

    Em outras palavras.. Também deixará de ser produzido aqui, já que o volume de vendas do modelo, cada vez menor, não justifica qualquer investimento.
    Como “produzido aqui” significa, muitas vezes, “pior” e “mais caro”, melhor mesmo que venha importado.

    • Supernescau

      Sim e disso temos a prova real, ficou pior e mais caro.

  • Alexandre Maciel

    Poucas vendas e qualidade duvidosa da unidade… realmente só o México vai perder a produção do Golf?

    • No_Name

      Eu não percebo diferenças na montagem ao olhar para um Golf alemão, um mexicano e um brasileiro…

      • Alexandre Maciel

        Montagem? Montagem é igual a encaixar lego. Por qualidade se deve entender, sim, o conjunto e, convenhamos, a estratégia brasileira com a nacionalização certamente se distancia da qualidade exigida pela matriz.

        • Rodrigo

          Vc tem Golf nacional? Eu tenho um. Já olhou as peças? Conseguiu achar alguma que esteja identificada como Made in Brazil? Eu só vi os pneus, o resto ou é Made in Germany, Hungary, Austria e, principalmente, Made in México. Acredito que a nacionalização do modelo se restrinja a itens de estamparia e motor.
          Portanto essa sua asserção de que o modelo aqui montado seja pior que o importado carece de justificativas mais sólidas…

          • Alexandre Maciel

            Minha assertiva se funda na inegável e conveniente adaptação realizada no mercado nacional. Ademais, experimentar um golf alemão e um MSi acarreta uma conclusão óbvia, que não demanda raciocínio hercúleo.

            • Matthew

              Cara, nada a ver falar que o “nacional” eh ridiculamente pior que o modelo importado. Tudo o que foi aplicado aqui está previsto no projeto original do carro e o fazem até mesmo na Europa. Lá o Golf também usa eixo de torção traseiro na maioria das versões. Não foi uma adaptação porcamente feita como você sugere no seu comentário. A transmissão adotada foi para atender ao gosto local, já que todo mundo reclamava dos barulhos na DSG. Nos EUA também preferem o epicíclico tradicional. E qualquer que fosse a nacionalidade do carro é óbvio que o TSI sempre será superior ao MSI. Quer comparar com o alemão que só veio com a unidade sobrealimentada, tem que ser com o equivalente local. Duvido que os experts do fórum notariam essa diferença toda que alardeiam.

              • Rodrigo

                Na cabeça dele só existe modelo nacional MSI. Esquece que o TSI 1.4, 1.0 e o GTI também foram nacionalizados.

                • Alexandre Maciel

                  Para alguém que parece conhecer a língua portuguesa, soa como se as lições sobre gênero e espécie devessem ficar relegadas ao plano da insignificância. MSi é ou não um Golf?

                  • Rodrigo

                    É um Golf mas está quase deixando de ser.
                    A partir do modelo 2018 (com facelift) a ser lançado em breve não mais existirá. Somente 1.0, 1.4 e 2.0 TSI.
                    Devolvo a pergunta: pelo fato de ter um motor 1.6, pela sua lógica, então o Focus é inferior ao europeu ou americano?

                    • Alexandre Maciel

                      Eu não me referi ao motor… na verdade até me retratei acima em razão de haver percebido que o empobrecimento implementado pela VW não parece ser uma exclusividade brasileira.

              • Alexandre Maciel

                Onde está escrito RIDICULAMENTE? Eu só disse que a qualidade do nacional não segue a do modelo importado; apenas isso. E, honestamente, não faltei com a verdade.

            • Rodrigo

              Sensação e percepção são uma coisa, processo produtivo e qualidade são outras.
              O que vc chama de perda de qualidade (vista ou percebida) são na verdade diferente configuração. Que, caso não saibas, também existe na Europa e mercados maduros Golf com eixo de torção e freio de estacionamento manual.
              A única “adaptação” (entre aspas, ja que passou por validação e homologação) foi a adoção do câmbio at6 aisin no lugar da DSG7 de embreagem seca.
              Traduzindo em números, sua asserção está incompleta também pelo fato que o Audi A3 sedã elevou suas vendas depois que passou a ser montado no Brasil.

              • Alexandre Maciel

                Na verdade, a meu ver, a única opção no sentido de melhora no produto final, em termos de mercado nacional, foi exatamente a mudança do câmbio. Mesmo controversa, foi uma opção inteligente em razão da solidez que o tão criticado câmbio apresenta.

                No mais, vou me retratar pela adaptação visto que, após pesquisar, percebo que o empobrecimento parece ser uma tendência atual da marca:

                https://www.youtube.com/watch?v=wdMEFFNou3Y

            • José Henrique

              Conclusão mais que óbvia falar que um alemão tsi é melhor que um nacional Msi. Agora, você já comparou as versões correspondentes? Tem tanta diferença assim?

          • Guedes

            Seu Golf tem feltro na caixa de rodas traseiras?

            • Rodrigo

              Tem. E tem carpete no local do estepe.
              A única “perda” em relação ao importado (só na Comfortline) é que o porta-luvas não vem mais aveludado. Só na Highline e GTI.

        • No_Name

          Entendi seu comentário, fala da qualidade da fábrica, mas quando você vê que os Golf são bem iguais em qualidade de montagem logo relaciona isso a qualidade fabril. No mais, a Alemanha não é imune a problemas. Você se lembra que logo no começo da produção do Golf 7 a VW de Wolfsburg teve problemas de produção na plataforma MQB?

  • Ainnem Agon

    É isso ae, alemães! Façam mais soçagens e continuem afundando!

  • zekinha71

    Os caras viram que hatch médio está cada vez vendendo menos, e o povo só quer saber de “SUVs”, então vão centralizar a fabricação em um único lugar e exportar pra quem quiser.
    O mesmo já está acontecendo com as SW, praticamente só existem na Europa.

  • Mr. On The Road 77

    A única saída do Golf feito no Brasil é ser exportado. Caso contrário eu acho que ele sai de linha por aqui também…

  • Dreidecker

    “O modelo sairá de cena da produção da América do Norte por conta de pressão do sindicato dos trabalhadores da montadora em Wolfsburg, que quer concentrar toda a produção do modelo, pelo menos em nível ocidental, na Alemanha.”
    –> Olha o protecionismo alemão ! OMC neles !

  • Speed Racer

    É uma pena o Golf vender tão pouco. Deixam de compara um Golf pra comprar um Renegade. A moda agora são carros altos, caros, beberrões e ruins de curva. Os que são razoáveis como o novo Tucson e Audi Q3, são muito caros.

  • Matafuego

    Sindicalismo é um câncer na sociedade!

  • Julis =D

    Tomara que volte a vim da alemanha , duvido que nao venda muito mais o carro made in GERMANY , vendi meu GTI 13/14 depois de usar 3,5 anos , e vou dizer , nao encontro nada a altura pelo preço do golf , que venha o Alemão que compro outro na hora .

  • Isaac Ferreira Santo

    Quem diria. Nos EUA a gasolina é tão barata que carros pequenos e econômicos não vendem bem. Nuuuu. O oposto daqui

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend