_Destaque Lançamentos Peruas Test Drive Volkswagen

Volkswagen Golf Variant 1.4 TSI Flex 2017: Impressões ao dirigir

volkswagen-golf-variant-2017-impressoes-na-2

A Golf Variant é importada do México e na linha 2017, veio com algumas alterações. Agora equipada com motor 1.4 TSI Flex, a perua da Volkswagen recebeu alterações no conteúdo, câmbio e suspensão traseira.

O visual continua o mesmo, assim como as versões Comfortline e Highline, que custam respectivamente R$ 101.880 e R$ 113.290. Agora a familiar tem multimídias Composition Media e Discover Media com App Connect, que inclui Android Auto, Car Play e MirrorLink.

O motor é o mesmo EA211 1.4 TSI anterior, mas agora dotado de tecnologia Flex. Porém, isso não alterou potência e torque em relação aos lançamentos mais recentes, como o Tiguan 1.4 TSI, por exemplo.

volkswagen-golf-variant-2017-impressoes-na-6

No entanto, em comparação com o modelo 2016, a Volkswagen Golf Variant 1.4 TSI Flex 2017 agora entrega 10 cv a mais tanto com etanol quanto com gasolina, chegando a 150 cv, preservando o torque de 25,5 kgfm.

Além dessa alteração, a Golf Variant 2017 adotou também um câmbio automático Tiptronic de seis marchas, que substitui o de dupla embreagem DSG. Por fim, sai a suspensão traseira multilink e entra um eixo de torção, que a VW chama de interdependente.

volkswagen-golf-variant-2017-impressoes-na-20

Impressões ao dirigir

Visualmente igual à anterior, a Golf Variant 2017 tem bom aspecto exterior, especialmente na cor azul, tendo detalhes cromados, LEDs nos conjuntos óticos dianteiro e traseiro, rodas de liga leve aro 17 com aspecto esportivo, teto solar panorâmico e o emblema da VW que serve de maçaneta e câmera de ré a tampa do porta-malas.

Por dentro, a versão Highline mantém o bom padrão de acabamento com couro claro, materiais emborrachados nos revestimentos, detalhes metalizados, multimídia com navegador e sistemas de smartphones, botão de partida destacado, volante multifuncional com paddle shifts, ar dual zone e sistema de rebatimento automático do banco traseiro, por exemplo.

volkswagen-golf-variant-2017-impressoes-na-37

Os 10 cv a mais do motor 1.4 TSI Flex não fazem muita diferença numa condução normal, nem mesmo se o motorista partir para a esportiva, literalmente. O propulsor foi bem integrado ao câmbio Tiptronic de seis marchas, que muda as marchas com precisão e de forma suave, lembrando o DSG.

Mesmo em drive, o ponteiro alcança rapidamente 6.000 rpm, quando então entra a próxima marcha numa tocada mais agressiva. O motor responde bem em qualquer situação e permite boas retomadas e acelerações vigorosas. Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca 2.000 rpm, o que é bom.

volkswagen-golf-variant-2017-impressoes-na-30

O conjunto motriz da VW realmente é digno de elogio, pois reúne performance e economia em um pacote que não precisa subir exageradamente de potência e torque para oferecer algo realmente bom. A condução da Golf Variant é prazerosa, assim como o conforto a bordo.

Mas e a suspensão traseira? Testamos o conjunto em algumas curvas bem fechadas na região de Sumaré/SP e notamos que, apesar da estabilidade ser boa, o eixo de torção não dá o mesmo controle dinâmico que o multilink, deixando a traseira escapar um pouco mais. No conforto, ela é menos firme que a anterior, mas apresenta um ajuste condizente com a proposta do carro.

No geral, para um motorista sem pretensões esportivas, mas que quer uma perua com bom nível de acabamento, sofisticação, eficiência e performance, além de bom espaço interno e bagageiro generoso, a Golf Variant 2017 – assim como a anterior – corresponde muito bem. Ruim mesmo é o preço, agora com tudo acima de R$ 100.000…

Galeria de fotos da Volkswagen Golf Variant 1.4 TSI Flex 2017:

Viagem a convite da Volkswagen. 







Send this to friend