Elétricos Esportivos Mercado Volkswagen

Volkswagen: GTI elétrico poderia ter de 306 a 408 cavalos

Volkswagen: GTI elétrico poderia ter de 306 a 408 cavalos

A Volkswagen está em busca de variedade em seu futuro portfólio de carros elétricos e não descarta esportivos. A marca alemã deu indícios fortes de que quer atrair a atenção dos consumidores com carros divertidos (ID Buggy) e propostas até disruptivas (Sedric), mas também quer manter o “tradicional”, nesse caso, a linha esportiva GTI.


A sigla usada pela VW desde os anos 70 inspira muita gente e faz a alegria de outros tantos. Acontece que, nesta nova virada de página, o mercado automotivo mundial migra do motor a combustão para os elétricos, sem dar chance para qualquer preparação com base em modificações mecânicas e eletrônicas.

Volkswagen: GTI elétrico poderia ter de 306 a 408 cavalos

No entanto, isso não exclui uma ligeira melhora no desempenho dos carros elétricos comuns. Em realidade, a mudança trará ainda mais performance para propostas como essa da VW. A plataforma modular MEB sustenta desde a versão de entrada, pelo menos vista até o momento, cavalaria bem mais generosa que aquela dos motores EA.


O ID Buggy, por exemplo, tem 204 cavalos, o mesmo que o Seat e-Born. Isso poderia ser comparado com o GTI atual, mas passará longe dessa proposta no novo mundo dos automóveis. O mais provável é que os esportivos elétricos da VW tenham entre 306 e 408 cavalos.

Volkswagen: GTI elétrico poderia ter de 306 a 408 cavalos

Tudo feito de forma tão simples, como um enorme Lego. Isso se deve ao fato de os motores elétricos serem modulares. Ou seja, a unidade padrão de tração traseira tem 204 cavalos, enquanto a dianteira pode ter 50% menos ou mesmo ser igual.

E mais, isso não é exclusividade da Volkswagen, pois a Audi vai no mesmo caminho, assim como o Mercedes-Benz EQC (a BMW pode compartilhar com ele) dispõe de mesma distribuição de potência que o e-tron SUV. Com os elétricos, acaba a engenharia de motores a combustão, a assinatura do mecânico que o montou e o propulsores exclusivos.

Volkswagen: GTI elétrico poderia ter de 306 a 408 cavalos

Basta apenas tirar este e botar aquele, fazendo os ajustes necessários em tamanho de bateria (mais densidade) e restando apenas o ajuste de chassi e suspensão que, felizmente, continuará a existir.

Assim, um VW Neo GTI pode até pretender se equiparar ao Golf GTI e ao R, ostentando 306 e 408 cavalos, respectivamente. Mesmo sem queimar nenhuma gota de gasolina, ele despejará tudo na hora e virtualmente deixará o velho hot hatch comendo poeira. Alguém duvida? A Tesla está aí para nos lembrar que isso é possível.

[Fonte: Carbuzz]

 

Volkswagen: GTI elétrico poderia ter de 306 a 408 cavalos
Nota média 5 de 2 votos

  • Bandit

    Não vai vender nada, a maioria de donos de gti compra já pensando em remap e troca de turbina que aliás é a parte legal desses carros, poder aumentar a potencia se quiser, deixando assim o elétrico comendo poeira e com um ronco legal no escapamento hehe .

    • Rodrigo Pasini

      O dia que só existir elétricos, uma nova geração de amantes do GTI vai aparecer, e essa movida a combustão vai sumir.

      • Bandit

        Mas até essa geração envelhecer tem muito tempo ainda, e quem experimenta os prazeres do motor a combustão não quer saber de eletrico, que tirando o torque instantaneo não tem mais nada de legal, hehe

        • Kkkk o mais legal do elétrico é o torque instantaneo e claro evitar a poluição.. coisa que o movido a combustão não tem… nisso ai, o a combustão ja perde tbm… E querendo ou não os elétricos vão chegar, com mais frequencia.. No mais, eu só sentirei falta dos clássicos a combustão.. Mas, fazer oque .. kkk

    • Julio Alvarez

      Ao contrário do que diz a matéria, carro elétrico pode ser mexido sim… E o nome provavelmente seria VW ID.3 GTI, já que o futuro modelo elétrico se chamará ID.3 e não mais o nome provisório ID Neo.

      • Bandit

        O problema são as baterias, as atuais são pesadas e ineficientes ainda, e sinceramente não acho que irá melhorar dentro de pouco prazo como dizem.

    • th!nk.t4nk

      Isso no Brasil. Mas onde os GTI realmente vendem bem, a maior parte anda com o carro originalzinho. Mexer com remapeamento em países com controle severo de emissoes é bem complicado, simplesmente não se consegue renovar a licença.

      • Unknown

        Isso no Brasil, traduzindo, menos de 1% do mercado mundial do GOLF!

      • Bandit

        Tem alguns que fazem e na hora de passar nos testes retiram o remap, porém mesmo originalzinho o gti normal é bacana, agora essa coisa de esportivo elétrico não acho que irá vingar, no maximo um hibrido para a versão gti.

    • Millea

      se você quiser ver o filme “Captive State” da mais alta qualidade (1080p HD 2019)
      todos os filmes disponíveis neste site, completos com a linguagem !!

      copie aqui: TOPSERIES01.BLOGSPOT.COM

  • cepereira2006

    Se tinham toda essa tecnologia, a ponto de esnobar com um esportivo, porque não apresentaram antes? Deixaram o mundo se entupir de fumaça à toa?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email