Carros Conceito Elétricos EUA Vans Veículos Comerciais Volkswagen

Volkswagen I.D. Buzz abre oportunidade comercial nos EUA e fora deles

Volkswagen-ID-Buzz-Concept-2017-2 Volkswagen I.D. Buzz abre oportunidade comercial nos EUA e fora deles

A confirmação da produção de um modelo derivado do conceito I.D. Buzz, abre a oportunidade para a Volkswagen entrar no lucrativo mercado comercial dos EUA e igualmente ampliar sua atuação em outros mercados. No caso americano, a marca nunca conseguiu emplacar a Kombi clássica como um modelo comercial no país, sendo que a van de passageiros se tornou um sucesso completo.



Nos anos seguintes, a VW também não conseguiu emplacar nos EUA as evoluções do modelo produzidas na Europa. Agora, o anúncio do I.D. Buzz chega com duplo foco. Além de atender consumidores comuns e o compartilhamento, ainda mais com condução autônoma de Nível 3, o novo modelo também terá atuação comercial plena.

Essa proposta é tão importante para a Volkswagen que a divisão comercial da empresa, baseada em Hannover, é quem irá produzir de fato o veículo e comercializa-lo nos EUA, China, Europa e outros mercados. A estratégia, no entanto, está focada especialmente nos EUA. Para isso, o time alemão conta com Andreas Renschler, que é chefe da VW Truck & Bus. Antes, porém, ele comanda a divisão comercial da Daimler e foi o responsável pela introdução de comerciais leves da Mercedes-Benz nos EUA, inclusive com a construção de uma fábrica no Alabama.

Com experiência no setor dentro dos EUA, Andreas Renschler agora irá comandar essa nova ofensiva comercial alemã, mas ainda não se sabe como isso será feito com o I.D. Buzz. A princípio, acredita-se na produção em Chattanooga, Tennessee, onde a Volkswagen possui sua fábrica de automóveis no país e com capacidade para atender esse novo produto. A medida não é apenas viável como também econômica. Além de ter um comercial “made in America”, a VW também cortaria o imposto de importação de 25% sobre veículos desse segmento.

vw-id-buzz-concept-7 Volkswagen I.D. Buzz abre oportunidade comercial nos EUA e fora deles

Mas, Renschler ainda teria na manga a Navistar, cuja parceria com a Volkswagen foi acertada a pouco tempo. Esta, no entanto, surgiu para atender o comércio de veículos mais pesados. De qualquer forma, seria uma alternativa. A empresa não divulga o local de produção ao I.D. Buzz, que poderia ser Hannover, mas as implicações decorrentes da exportação aos EUA poderiam complicar um fator primordial no negócio: preço.

O produto em si tem grande potencial, ainda mais com a pressão ambiental sobre as empresas, que tenderão a adquirir veículos elétricos para entregar urbanas. O novo elétrico da VW já nasce pensado para atender a esse propósito nos EUA e fora dele. A Europa também é outra região que absorverá grande parte da produção, bem como a China. Se a demanda for grande, podemos esperar por pelo menos três plantas de produção, nestas três regiões.

E aqui? Dificilmente o I.D. Buzz de produção chegará em seus primeiros anos ao mercado nacional, exceto se fosse feito no México, por conta do acordo comercial com o país latino. Mas, não pense que esse tipo de veículo só estará em uso no país daqui a 10 anos. A chinesa BYD, por exemplo, já faz seu furgão elétrico T3 ter várias unidades rodando no país, incluindo concessionárias de rodovias e empresas de entregas urbanas, por exemplo. Ou seja, se aqui há mercado, imagine então nos players mundiais citados acima.

[Fonte: Automotive News Europe]

 

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend