Volkswagen ID.3 Cabriolet está sendo considerado na Alemanha

Volkswagen ID.3 Cabriolet está sendo considerado na Alemanha

O Fusca foi substituído pelo Golf, que agora tem o ID.3 como seu sucessor. Assim como o primeiro teve uma proposta esportiva com o GSR, o segundo se consagrou com o GTi. O terceiro, provavelmente terá um GTE.


Da mesma forma, o lendário carro da Volkswagen teve um conversível desde sempre, mesmo que em parte fosse feito pela Karmann. O Golf seguiu o caminho e parece que agora o ID.3 também vai manter a tradição, com uma versão Cabriolet.

A ideia poderia ter partido de qualquer designer de plantão, mas veio da própria VW que, novamente, usa as redes sociais de seus chefes para passar novos recados, uma mudança clara de atitude numa empresa de engenharia altamente corporativa.

Volkswagen ID.3 Cabriolet está sendo considerado na Alemanha

Usando o LinkedIn, Ralf Brandstätter sugere que um ID.3 Cabrio “poderia fornecer uma sensação inteiramente nova e extraordinária de liberdade”, sendo essa “uma ideia muito tentadora”.

Herbet Diess, já no Twitter, perguntou: “Estamos pensando em um e-conversível, talvez um ID 3 conversível. O que você acha?” A pergunta é pertinente, uma vez que a VW não pode contar com salões automotivos no momento para medir a reação do público.

Assim, com duas imagens elaboradas da ideia, a VW busca – através da imprensa – saber se um ID.3 Cabrio seria viável para o consumidor, notadamente europeu, é claro.

Tal como os dois primeiros, a ideia parece boa, uma vez que o conversível ainda é uma alternativa à tendência mundial de acabar com opções de carroceria, dada a primazia dos crossovers e SUVs. O que puder sobreviver a isso, será um ganho enorme.

Antes, a VW buscava uma opção emocional no ID Buggy, mas a produção em baixa escala só seria viável com um parceiro, no caso a e.Go Mobile, mas esta entrou em concordata e o negócio foi encerrado.

Com o ID.3 Cabrio, a VW terá de montá-lo em Ösnabruck, na antiga fábrica da Karmann, onde o T-Roc Cabrio é fabricado atualmente. A unidade ainda é especializada em conversíveis, herança daquela que, no passado, também fez carros assim no Brasil.

Ricardo de Oliveira
Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

Deixe um comentário