Argentina Elétricos SUVs Volkswagen

Volkswagen ID Crozz deve chegar primeiro à Argentina

Volkswagen ID Crozz deve chegar primeiro à Argentina

A Volkswagen parece ter escolhido seu modelo de carro elétrico para atuar no mercado argentino e, quem sabe, no brasileiro também. Mas, tudo começará pelo país vizinho, de acordo com declarações de Pablo Di Si, presidente da marca na região, em entrevista para o site Autoblog.


Di Si indicou que o primeiro carro elétrico que deverá chegar ao mercado argentino é a versão final do conceito ID Crozz, que em Frankfurt foi mostrado dentro de um quadrado de vidro. O executivo argentino disse que esse tipo de produto é o mais indicado para a região por conta do vão livre da suspensão mais elevado.

Ele mencionou que os carros elétricos da família ID precisam de adaptação para elevar a suspensão, a fim de que possam enfrentar nossas ruas e estradas. Di Si revelou que essa adaptação é mais complicada em veículos com baterias integradas ao chassi.

Volkswagen ID Crozz deve chegar primeiro à Argentina


De qualquer forma, ele aponta um atraso na chegada ao país vizinho de cerca de um ano após a distribuição do ID Crozz na Europa, cujo lançamento será em 2020. Por aqui, não sabemos exatamente quando ele chegará, visto que a infraestrutura de recarga ainda precisa de investimentos.

O presidente da VW revelou a formação de um grupo de empresas para implantar uma rede de pontos de energia no Brasil, cujo objetivo é dar suporte à chegada de carros elétricos. Pablo Di Si revelou ainda que o e-Golf não deve chegar, sendo este um produto de transição e que deve sair de cena, como já se comenta na Europa.

Ele também falou do Golf GTE no Brasil, que terá somente 100 exemplares da geração atual, lembrando que no próximo mês, surge na Europa a oitava geração do hatch médio.

O ID.3 é pouco provável de aparecer no Mercosul, pelo menos por ora, mas o ID Crozz – que anda sendo chamado de ID.4 – não só tem a vantagem da suspensão, como também está na categoria que mais cresce, o que deve ajudar nas vendas.

[Fonte: Autoblog]

Volkswagen ID Crozz deve chegar primeiro à Argentina
Nota média 5 de 1 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • and2sm .

    Na Argentina ? Mas tão mais quebrados que o Brasil. Cada mês as vendas caem 50% em relação ao anterior. E agora que deve volta a Kirchner, deve virar o caos total…

    • Debraido

      Por mais incrível que pareça, lançar um produto novo na Argentina é mais rápido e fácil que no Brasil. Nisso entra processo de homologação, aduana, etc.
      É um carro de imagem.

      • 4lex5andro

        Não só as taxas de importação que, enquanto o acordo BR/UE não for homologado pelos congressos brasileiro e europeu, se mantém em níveis soviéticos.

        Tem o fator ”BR” também: “… Ele mencionou que os carros elétricos da família ID precisam de adaptação para elevar a suspensão, a fim de que possam enfrentar nossas ruas e estradas. Di Si revelou que essa adaptação é mais complicada em veículos com baterias integradas ao chassi.”

        Não é absurdo supor que qualquer grande multinacional dispensar-se-á de vir ao Brasil ou outros países atrasados, enquanto puder.

        • Debraido

          Por isso que lançarão a versão o ID Crozz e não o 3.
          Más mesmo assim, é mais fácil/rápido lançar na Argentina.

    • Joao Victor

      Ainda assim é um país desenvolvido, com uma população civilizada…

      • Edinaldo_Tapica

        Pois é. Me dá agonia em ver relatos iguais em postagens que envolvam a Argentina. Sabia só pelo título que o primeiro ou segundo comentário seria nessa pegada, e… BINGO! Brasileiro é um ser muito previsível, repete as mesmas máximas até azedar. Nesse caso da Argentina eu só classifico como inveja. Uma coisa é economia, outra é burocracia pra homologar/treinar mecânicos/ter rede de recarga/etc etc etc… Galera acha que o sentido de um país é só esse “ah mas a economia de tal país tá pior..”. Ora, é pra tirar o peso das costas apontando pro coleguinha é? Ahhhh tenha paciência…

      • and2sm .

        Pais em desenvolvimento como o Brasil e com uma população civilizada como a nossa. Mas o que compra carro é dinheiro…

    • Edinaldo_Tapica

      Isso é inveja e? Kkkkkkkkkkk ô recalque da gota serena

      • and2sm .

        Apenas uma observação mesmo. Quem passa por aperto não compra carro , prioriza outras coisas. Ainda mais um carro elétrico , que ainda não é vantajoso em termos econômicos, se comparado aos modelos a gasolina. Inveja de inflação de 2 dígitos realmente não tenho…

        • Edinaldo_Tapica

          Quem tem dinheiro tem dinheiro meu amigo. Quem muda estatística de carro elétrico não é o povão não, é quem tem bala na agulha. E gente rica nunca deixa de ser rica

  • Será que teremos elétricos “adaptados ao gostinho do brasileiro”? hehehe…

    • zekinha71

      Vão inventar o elétrico flex.

    • itmrn

      vão fazer gato pra carregar o carro.

      Xing Ling vai começar a vender bateria pra quando der “pau”

      • and2sm .

        Power bank para elétricos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email