Mercado Sedãs Volkswagen

Volkswagen Passat se despede do mercado brasileiro

Volkswagen Passat se despede do mercado brasileiro

O Volkswagen Passat não consta mais no portfólio da marca alemã no Brasil. O sedã executivo deixou o mercado sem alarde, num momento em que a cotação do dólar está nas alturas e as vendas no precipício.


Com 124 unidades vendidas de janeiro a julho de 2020, o Passat não iria conseguir mesmo muita coisa este ano, devido em grande parte da pandemia de coronavírus, sem contar o custo elevado de sua importação da Europa.

No ano passado, o Passat vendeu 1.048 exemplares e foi o segundo sedã grande mais vendido do mercado, perdendo apenas para o BMW Série 3.

Volkswagen Passat se despede do mercado brasileiro

Oferecido apenas na versão Highline, o Passat vendido aqui era da oitava geração e já tinha recebido atualização visual, já que chegara ao país em 2015.

Equipado com motor EA888 2.0 TSI de 220 cavalos e 35,7 kgfm, o Volkswagen Passat tinha câmbio de dupla embreagem DSG de seis marchas e tração dianteira.

Com design elegante, o VW Passat dispunha de vários itens de conforto e segurança, como controle de cruzeiro adaptativo e alerta de colisão com frenagem automática de emergência (ACC Front Assist), teto solar panorâmico, bancos em couro com dianteiros dotados de ajustes elétricos, multimídia Discover Media, câmera de ré, engate retrátil para reboque, tampa traseira elétrica, entre outros.

Volkswagen Passat se despede do mercado brasileiro

Com sua saída, a Volkswagen deixa de oferecer um de seus modelos clássicos, já que o Golf não é mais vendido e apenas algumas unidades do Golf GTE ainda parecem disponíveis para os consumidores.

Sem a pandemia, os planos pareciam indicar a chegada do Passat GTE, que assim faria dupla com o Golf GTE, mas com o Euro bem caro, os preços acabariam inflando muito.

A tendência é de espera agora, tanto por um quanto por outro, especialmente a nova geração do Golf 8. A próxima geração do Passat – que deve chegar por volta de 2022 – está sendo associada com o conceito ID Vizzion e pode se tornar o ID.5. No ano passado, o modelo comemorou 30 milhões de unidades fabricadas desde 1973.

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

                                                      Quem somos

                                                      O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

                                                      Notícias por email