Lançamentos Peruas Volkswagen

Volkswagen SpaceFox e Space Cross mudam para a linha 2016 – preços partem de R$ 58.590

volkswagen-spacefox-2016-5-700x467 Volkswagen SpaceFox e Space Cross mudam para a linha 2016 – preços partem de R$ 58.590

A Volkswagen anunciou nesta quinta-feira, 2, a chegada da linha 2016 das peruas SpaceFox e Space Cross, que foram mostradas pela primeira vez no final do ano passado. Os novos modelos seguem a mesma linha do hatches Fox e CrossFox, com direito a mudanças na parte estética e também no interior, além do novo motor 1.6 litro MSI com câmbio manual de seis marchas para as versões mais caras.



O novo Volkswagen SpaceFox chega às concessionárias nas próximas semanas nas versões Comfortline, de entrada, e Highline, topo de linha. O primeiro modelo é equipado com o conhecido motor 1.6 8V, que já equipava a versão anterior, com 104 cavalos de potência, a 5.250 rpm, e 15,6 kgfm de torque, a 2.500 rpm, com câmbio manual de cinco marchas ou automatizado i-Motion, que recebeu a versão 2 de aplicação do software de gerenciamento eletrônico.

volkswagen-spacefox-2016-2-700x413 Volkswagen SpaceFox e Space Cross mudam para a linha 2016 – preços partem de R$ 58.590

Segundo dados da marca, o SpaceFox Comfortline acelera de 0 a 100 km/h em 11,2 segundos e alcança velocidade máxima de 180 km/h. Já o Comfortline i-Motion alcança os 100 km/h em 11,8 s.

O SpaceFox Highline traz o 1.6 litro 16V, dotado de bloco e cabeçote em alumínio, duplo comando de válvulas e comando de admissão variável, que entrega até 120 cv, a 5.750 rpm, e 16,8 kgfm, a 4.000 rpm, com câmbio manual de seis marchas ou i-Motion, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 10,2 s e alcançar máxima de 191 km/h.

volkswagen-spacefox-2016-7-700x467 Volkswagen SpaceFox e Space Cross mudam para a linha 2016 – preços partem de R$ 58.590

Nos itens de série, o modelo de entrada oferece ar-condicionado, direção elétrica, sistema de som, trio elétrico, computador de bordo i-System, volante com regulagem de altura e profundidade, banco traseiro rebatível e corrediço, faróis e lanternas de neblina, retrovisores com tilt down e rodas de aço de 15 polegadas com calota “Samba” ou de liga-leve “Jazz”, como opcional.

Na lista de opcionais o Comfortline oferece ainda faróis de neblina com conversão estática, que aciona o farol de neblina em uma curva, iluminando o trajeto em curvas fechadas e de baixas velocidades), sensores de estacionamento dianteiros e traseiros e teto solar com acionamento elétrico.

volkswagen-spacecross-2016-1-700x448 Volkswagen SpaceFox e Space Cross mudam para a linha 2016 – preços partem de R$ 58.590

O topo de linha, por sua vez, inclui rodas de 15 polegadas (ou de 16 polegadas, como opcional), volante multifuncional do novo Golf com revestimento em couro, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, lanternas traseiras escurecidas e pedaleiras esportivas. Nos opcionais há ainda controle de estabilidade e de tração, assistência de partida em rampas, assistência de frenagem, bloqueio eletrônico do diferencial e sistema de som RNS 315 com tela sensível ao toque de 5,5 polegadas e navegador GPS.

Já o Volkswagen Space Cross 2016 se diferencia pelos penduricalhos aventureiros, com rodas “Soul” de 15 polegadas e pneus 205/55 R15, e também pela decoração diferenciada no interior, com bancos com malharia “Kecil” cinza e inscrição Cross nos dianteiros, pedaleiras em alumínio e soleiras internas com o nome do veículo.

volkswagen-spacecross-2016-3-700x467 Volkswagen SpaceFox e Space Cross mudam para a linha 2016 – preços partem de R$ 58.590

O motor que equipa o Space Cross é o 1.6 16V de 120 cv, com câmbio manual ou automatizado. Nos itens de série, há sensor de chuva e de luminosidade, retrovisor interno eletrocrômico, controle de cruzeiro e faróis com sistema “coming & leaving home”.

O modelo oferece também freios ABS com função off-road, disponível apenas com o pacote do controle de estabilidade (opcional), que reforça os freios em estradas não pavimentadas – o software do controle do ABS e do ESP provoca um curto travamento da roda, criando uma pequena “cunha”, com o material do piso, à frente do pneu, o que ajuda a reduzir o espaço de frenagem nessas condições de piso “solto”.

volkswagen-spacecross-2016-4-700x405 Volkswagen SpaceFox e Space Cross mudam para a linha 2016 – preços partem de R$ 58.590

Confira os preços dos novos Volkswagen SpaceFox e Space Cross:

SpaceFox Comfortline – R$ 58.590
SpaceFox Comfortline i-Motion – R$ 62.090
SpaceFox Highline – R$ 64.490
SpaceFox Highline i-Motion – R$ 67.990
Space Cross – R$ 69.690
Space Cross i-Motion – R$ 73.190

Galeria de fotos de Volkswagen SpaceFox 2016 e Space Cross 2016

  • Robinho

    Obrigado mas vou de HRV ou Ecosport !

    • Pedro Rocha

      E vai deixar de pagar 73K em um carro que tem câmbio automatizado monoembreagem?
      IRONIC MODE ON

      • Só sei que a Peugeot 2008 curtiu essa materia. kkkkkkk. E como sempre, preços dos opcionais escondidos. Diliça quando eu descobrir.

    • AndreiVieira

      Não esqueçam que esses valores bem baixos são das versões totalmente peladas, praticamente tudo é opcional, ou seja, um fox perua deve chegar a mais de 85 mil!!

      Imagino o preço do golf variant!

    • Léo Hung

      Vi o HRV no shopping aqui no RJ. Versão de 74k, se não me falha a memória. Achei bonito, mas o forro das portas é MEDÍOCRE, para ser educado. Tecido vagabundo demais…

      O resto, curti.

  • Walter

    Space Cross i-Motion – R$ 73.190, e o povo reclamando do Jeep Renegade 4×4 Diesel por 99 Mil. kkk

    • Douglas Freitas

      Isso é pra provar que a “zoeira não tem limites”!!

    • CorsarioViajante

      É praticamente um carro de entrada de diferença…

      • Leandro1978

        Ou aquele usado completão em perfeito estado e baixa quilometragem que todos encontram em qualquer esquina…rs…

        • CorsarioViajante

          Opa! Todo usado é completão, tem baixa quilometragem e está em perfeito estado. E de brinde vem o famoso “mecânico de confiança”.

      • Filipe Machado

        É surreal a precificação da VW… como pode uma SW compacta custar preço de médio

        • motstand01

          Não precisava nem pegar o preço da versão mais cara. Os R$ 58.590 do Comfortline básico já me deixam perplexo o suficiente. Comparando, um Weekend Trekking 1.6 16V básico custa R$ 50.500. A VW não tem jeito…

          • Filipe Augustus

            Considerando que em 2010 se não me engano, meu tio comprou uma SpaceFox Confortline por 38 mil reais, melhor nem falar nada ;)

          • Marcos Wild

            Amigo a Fiat é líder no preço, e outra a Palio Weekend é jurássica, carroceria de 1990 e não chega nem perto do espaço interior que a Space tem.

            • motstand01

              Weekend pode ser jurássico, mas a SpaceFox também é. Estamos falando de um Polo 2002 de baixo-custo, não tem nada demais frente a um Weekend Trekking, que aliás tem motor melhor que o Comfortline, tem os mesmos itens, e custa mais de 8 mil a menos. Esse carro não justifica a diferença.

            • Thiago

              o chassi da vw so eh tres ano mais novo que o da fiat
              outra, espaco que nao se aproveita pois ainda eh estreita, o teto alto que da a impressao de ser grende por dentrro, a gm usou o msm truque no agille que tinha o msm espacoo que o celta
              fox tem msm espaco que gol

          • Filipe Machado

            Sim, não parei pra ver e analisar desse jeito.
            Isso explica o fraco desempenho da montadora perante os demais no mercado atual

          • Renato

            Aí é que está o problema, a weekend trekking básica sequer tem ar condicionado.
            Deixando ambas iguais em equipamentos básicos, a fiat custa quase 2mil dilmas mais cara.

            Também não podemos esquecer da dona Honda e suas economias, HR-V “básico” com calotas e sem farol de neblina, sendo única opção com câmbio manual (sim, detesto câmbio at: não moro em cidade grande – leia-se não pego trânsito, pego muita estrada aos finais de semana e prefiro sentir o carro “mais na mão”).

            O problema realmente está no custo Brasil e no custo babacas. Pagamos quase (ou mais) de 60k em um carro que sequer tem isofix (Peugeot 2008 não tem em nenhuma versão); quando tem, não tem outras coisas e por aí vai.

    • MMM

      Pois é, paguei R$ 79.500 em uma HRV EX para minha esposa.

      • Supernescau

        R$ 1000 de desconto em um lançamento? Parabéns. Como foi a negociação?

        • Marcos Souza

          Um rim deve ter ficado com a honda…

        • MMM

          Não foi nada de especial. Comprei na André Ribeiro, tinha a cor que ela queria e paguei a vista. Estão vendendo a preço de tabela, dei uma chorada, fiz o cheque de uma parte e transferi o resto no dia seguinte. Na próxima semana pego o carro e entrego a Megane grand tour dela para o rapaz que trabalha comigo que comprou.

    • Ulisses

      Verdade, Walter…e tem Renegade na mesma faixa do Space, provalvemente com alguns pares de opcionais a mais que o VW, sem falar na qualidade de materiais e construção, que tudo indica são de nível superior no jeepinho.

  • Boris

    Eu digo aqui numa boa:
    Pelo fato de amar as SW eu compraria uma Spacefox SE:

    1) Existisse um cambio AT de verdade
    2) Custasse nesta versão AT até 58k

    • CorsarioViajante

      Exato, inclusive acho que se o fox quer posar de premium falta opção de algo mais sofisticado que o i-motion, erro que já existia no Polo.

    • 4lex5andro

      o fox aqui (um projeto de 2002) está numa faixa que deveria ser do polo (o europeu, atual, nao o que era vendido aqui, de 2001) ..

      é muito lucro pra volks por um produto tao defasado que , como postado, nem oferece um cambio at; desse jeito fica facil pra fiat ..

  • Bruno Wendel Marcolino

    é serio que parte de
    R$ 58.590???????????????????

    a 2 anos achei caro a pedida de 48k que me falaram na CCS.

    Tão de brincadeira.

  • CorsarioViajante

    Quer dizer que na Highline não tem controle de cruzeiro?
    A SpaceFox sempre foi um carro bacaninha mas que por detalhes acabava não convencendo. Sejamos sinceros: faz sentido ter DUAS versões desta perua que já vende pouco, sendo a com o motor velho completamente desnecessária? Vira a página VW, oferece só com o 1.6 16v!

    • Chega_de_Ignorância

      Essa Highline 16v tem uns atrativos bem banacas, como a cara de Golf, o volante de Golf, os belos bancos da linha Fox, o painel bonito e bem acabado da linha Fox, o motor fortinho e o câmbio de 6 marchas…

      Mas ainda é um carro derivado do Fox, um compacto de entrada. É muito valor agregado em cima de um carrinho… Não no sentido de pequeno, mas um projeto destinado a ser barato, com meios de produção menos sofisticados.

      A linha verdadeira da VW é up! – Polo – Golf – Jetta etc… O Fox já ficou pra história. Já cumpriu o seu papel e deu o que tinha que dar, assim como o bom e velho Gol.

      Eu acho absurdo trazer o Fox pra cima, como a GM fez com o Onix (e abandonou o Sonic)

      • José Eduardo D’Acampora Guazzi

        Concordo, tem cara de Golf, volante de Golf, PREÇO de GOLF mas é um carro compacto de entrada de terceiro mundo sem exigencia minima nenhuma huahuauhua

      • CorsarioViajante

        Pois é, andando com o carro você vê a diferença. Por exemplo, aluguei um Gol, praticamente zero… Não é um carro ruim para o nicho de entrada, mas não faz nenhum sentido um gol caro como o rallye. É como vc falou, é um projeto para ser simples, etc.

    • Marcelo Alves

      O que mais vale a pena nessa linha nova da VW é esse motor 1.6 16V, mas eles cobram caro e insistem em ainda empurrar o 8v…

      Esse motor 16V é silencioso (mal se ouve em funcionamento do lado de fora do carro, quanto menos de dentro), gira liso e anda bem, eu o achei espetacular a primeira vez que dirigi no Fox Highline! Eu tenho o Polo com o 1.6 8v e é totalmente o oposto: barulhento, áspero, transmite mais vibrações para a carroceria, morre acima de 3000 giros e bebe mais.

      • CorsarioViajante

        POis é, e este motor com o câmbio de seis marchas deve ser bem gostoso para quem pega muita estrada. Isso me tenta. Mas falta um carro que eu queira e possa comprar com este conjunto. Fox? Não obrigado. Gol? Menos ainda. Se o Polo tivesse recebido este motor / câmbio…

  • linha de raciocinio

    mais de 70,000 sem opçao da pra de qualquer carro menos da (vw)

  • Chega_de_Ignorância

    Lá na terra do “salsichon” tem o Golf Variant com motor 1.2 TSI de 85cv e de 110cv
    A título de comparação: Um Golf Comfortline 2p DSG-7 1.4 TSI de 125cv custa por lá 24.350 euros, e o tal Golf Variant “peladão” 1.2 TSI de 110cv custa 21.300 euros… Vale dizer, poderia ter aqui o GOLF VARIANT com câmbio MANUAL e 110cv no motor 1.2 custando menos que um Golf Comfortline DSG, que hoje custa 80,8 mil reais. Poderia ser uns 74 mil ou até menos, pois eu comparei com o Golf 2p…
    Só que é um carro com calota, sem farol de neblina, sem ar digital, com bancos de tecido, sem apito de estacionamento, com um rádio simples, com o volante sem botões e sem revestimento em couro…
    Só que o digníssimo povo brasileiro… Ah! O povo brasileiro… Prefere valor agregado em cima de carroça, como os Cross da vida cheios de acabamento prateado imitando alumínio, volante com botão de rádio (custa esticar o braço?), ar digital (gela mais, por acaso?), não aceita carro caro com câmbio manual, NÃO ACEITA CALOTAS…
    Basta iniciar aqui a discussão do Fusion 2,5 (minha nossa) Flex vs. Audi A3 sedan e ver no que dá… Porque o Audi tem banco de Gol, ar condicionado de Fox e toda aquela ladainha…

    • Chega_de_Ignorância

      Obs.:
      Já imaginaram que maravilha comprar um Golf como esse da foto abaixo…
      Com calotas, sem teto solar, sem apito na hora de estacionar, sem farol de neblina (o da foto até tem..), sem pisca no retrovisor (idem), com volante sem couro, sem botão de rádio no volante, sem botão de atender o telefone, com rádio sem telinha colorida, sem filetes cromados (o que mais vende no Mercado Livre) pela carroceria, com bancos em tecido de FOX (qual o problema?), motor 1.2 TSI e os mesmos itens de segurança do Comfortline… Tudo com câmbio manual de 5 marchas (pra que 6 nesse caso?) e um precinho de Fox Pepper i-Motion com opcionais (casa dos 60 mil)

      • Minerius Valioso

        Em determinados carros, acho até um charme as calotas.

      • Filipe Machado

        Diferença de filosofia de mercado
        Lá eles usam o carro até acabar, por aqui pessoal compra e troca assim que lançar algo “mais da moda”

        E o preço é alto quando convertido pro real, para um alemão é mais suave comprar e manter um desses

      • motstand01

        Eu adoraria ver um Golf deses disponível no Brasil, compraria tranquilamente. Lembrando que há poucos anos, o Golf 4,5 1.6 de entrada era exatamente como esse da foto: tinha tudo que é necessário, sem firula nenhuma, tinha calotas, etc. A única coisa que faltava era Airbag e ABS, mas era opcional. Custava uns 47 mil na época. O único demérito é que o Astra 2.0 (que não sou fã) custava o mesmo.

        Agora procura um desses hoje no mercado de usados… 95% dos Golf 1.6 usam liga-leve aro 16 ou 17. Dos 5% restantes, 4% usam liga-leve aro 15, rs. Não adianta, brasileiro não quer saber de qualidade construtiva, tecnologia, motor, câmbio. Se bobear, nem preço. Quer é um termômetro social sobre rodas. Um Golf desses – tenho certeza absoluta – ia virar chacota, ia ser tido como “o Golf de quem queria um Golf mas só tinha dinheiro pra um Fox”, como se um Golf (ou qualquer outro médio comum) fosse realmente grandes coisas em termos de status e condição financeira, como se não tivesse um em cada esquina, mesmo no Brasil.

        • Marcos Souza

          Eu tenho preconceito de golf, culpa dos donos… normalmente são os golfeiros q andam a 140 na estrada ultrapassando onde não pode e colocando a vida de outras pessoas em perigo e achando que tem um “possante”. Digo isso em relação aos modelos antigos…os modelos novos eu ainda não vi nenhum que se achasse “piloto de fuga”.
          além do que normalmente estão rebaixados e com rodas tão grandes que parecem desenhos animados…falta de proporcionalidade total.
          acho que se tivesse essa versão basica, seria complicado, pois cairia na mão desses “pilotos” que logo colocariam rodonas e aquele adesivo escrito “fixa” na tampa traseira e sairiam por ai a 160 colocando mais pessoas em risco.

          • motstand01

            Não faz sentido algum o que você falou sobre ter versão básica, pois o Brasil teve Golf pelado à venda durante toda a 4a geração, mas mesmo assim esses que se vê nas ruas, nesse estado deplorável que você citou, são quase todos Sportline ou Comfortline, é só reparar.

            Quanto a mal gosto visual e funcional, eu acho que cada um faz o que quiser com o visual do próprio carro. Adesivo tosco, rodas toscas, socado, etc. Eu acho horrível, mas isso não tem problema, desde que não se comportem como imbecis no trânsito, mas é justamente isso o que geralmente acontece.

            Se pra cada carro socado (deixando claro que “socado” é aquele carro que foi tão rebaixado que ficou inútil) que eu vejo andando a 20 km/h pra não raspar no chão, caísse 1 real na minha conta, daria pra fazer uma bela revisão completa e deixar meu carro igual 0km. Ainda bem que agora regulamentaram, sendo obrigatório legalizar e tendo uma altura mínima de rodagem…

            Sobre direção perigosa, carros não fazem nada sozinhos, são guiados por pessoas. Se deixar de vender um carro pra resolver problemas de trânsito fosse algo minimamente lógico, deviam proibir a venda do Celta e recolher todos das ruas, pois é o carro que mais vejo correndo, como se os donos tivessem alguma síndrome de Camaro. Mas a culpa não é do carro. É só falta de educação generalizada mesmo. Até porque, dirigir feito um babaca é regra geral no Brasil. Seja Celta, Golf ou X6.

        • Chega_de_Ignorância

          O meu cunhado comprou uma vez um Golf 1.6 Mi 2003 cinza. Isso era em 2008 e eu me lembro que ele pagou uns 30 mil reais ou um pouco mais (usado). Eu comprei um Celta VHC zero nessa época que custou 23,500 reais. O carro dele era de um senhor e não tinha nem películas. Tinha calotas, frisos, borrachões e maçanetas pretos, bancos em tecido, não tinha ABS nem Airbags, apenas A/C e DH e não tinha rádio de fábrica.
          Ele até comentou que dava pra ter comprado um Gol GIII 1.6 AP zero km e sobrava dinheiro, mas que o Golf era outro patamar de dirigibilidade. Eu ainda estava começando e ele já era entusiasta (hoje tem uma Pajero V-6 de trilha e um Cruze Sport6). Não por acaso, até o ano passado o MESMO carro ainda era vendido, porém maquiado.

          Raríssimo ver um Golf mk IV com as calotas originais hoje… A maioria realmente está com rodas de liga e socado no chão…
          Nem os fãs do carro não o respeitam… Basta visitar o Vw Golf Club e verificar que é praticamente uma regra os Golf serem enterrados no chão, destruindo a brilhante dinâmica do carro.

          • motstand01

            Pois é. Em outro blog estavam discutindo A3 sedan básico x sedan comum top de linha. A maioria preferiu o sedan comum, acredito que por desconhecimento do que é um carro premium, não por realmente achar que a presença de ar digital e central multimídia seja mais relevante do que um carro melhor e mais bem-feito desde sua concepção. Ou talvez achem, mas aí estão enganados ao se intitularem “apaixonados por carro”, pois na verdade são “apaixonados por gadgets”. Pra quem nunca dirigiu ou teve carro premium, não sabe a diferença.

            Não vou entrar no mérito de ser justo ou não o preço do A3, que eventualmente poderia sim ser menor, assim como o de qualquer carro vendido aqui. Apenas acho que se eu tivesse 90 mil e uma renda boa (pois o seguro e pós-venda do A3 custam um absurdo), iria de A3 1.4 sem pestanejar.

            • MMM

              O grande problema é que as pessoas em geral só enxergam a própria realidade. quando eu pego estrada para o interior de SP eu dou valor a dirigibilidade, performance, etc, mas quando vou a SP (moro em São Caetano) dou valor aos gadgets e itens de conforto.

              • Netovski

                Bom se fossemos como os europeus, que podem dar-se ao luxo de ter um carro para cidade, um city car (twingo smart 108 etc) e outro para estrada, geralmente uma SW

              • motstand01

                Sim, no geral é bem isso. Sempre “os outros são burros, por não comprarem aquilo que eu acho que eles deveriam comprar”. Pura infantilidade, pra não usar outros adjetivos.
                Não acho errado a pessoa querer apenas gadgets sobre rodas em detrimento de um automóvel bem construído e refinado, porém não tão equipado. É questão de escolha e de necessidade.
                Eu, pessoalmente, pouco ligo pra gadgets, banco de couro, sensores, ar digital, teto solar, park assist, câmera de ré. Acho tudo isso altamente desnecessário, independente da situação.
                Ar manual, direção elétrica, vidros elétricos nas 4 portas, travas e retrovisores elétricos, bancos de tecido, acabamento bem montado, 7 airbags, ESP, ASR, 1.4T de 122cv, S-Tronic de 7 marchas, um som básico de qualidade, bi xenon, freio de mão eletrônico, liga-leve aro 16″ e uma telinha retrátil no painel (esses três últimos itens nem faço questão). Não sei pra você, mas pra mim, não precisaria de mais nada.

            • Netovski

              Essa reportagem me instigou a ir na Audi conhecer o A3 “peladão”. É um sacrilégio chamar de “básico” um carro que tem de série lanternas em led, farol xenon com lavador, 7 airbags, ESP XDS ASR, 1.4 TFSI com Start & Stop, vidros one touch para subida e descida com anti-esmagamento nos 4, freio de estacionamento eletrohidráulico, tela retrátil painel de instrumentos completíssimo e câmbio S-tronic dupla embreagem de 7 marchas. A proposta do carro é purista, esportiva.

              Tanto que no test-drive do A3 a primeira volta foi com o vendedor dirigindo e, não sei se isso é padrão na Audi, mas ele pisou fundo e fez curva cantando pneu e no semáforo deu uma P freada pra mostrar do que o carro é capaz. Isso com toda a tranqüilidade, enquanto eu me segurava dentro do carro ele falava “Perceba o controle de estabilidade atuando nessa curva” rs.

              • motstand01

                Queria ter tempo e disposição pra fazer esse tipo de coisa. O problema é que não me sinto estimulado a ir numa concessionária premium pra testar um carro de 90 mil, que eu sei que vou amar, quando, na verdade, não tenho condição de trocar meu Corolla velho ano 2005 nem por um Ka 1.0… Eu tenho certeza que se eu for testar esse A3, vai me dar depressão imediatamente ao voltar pra “confiável monotonia insossa” do Corolla.

                Quanto ao carro, a única coisa que eu sinto falta nele, e mesmo assim de forma irracional, é o farol de neblina. Funcionalmente não faz falta alguma, pois tem o bi-xenon. Visualmente, menos ainda, pois prefiro carros com visual básico, no geral. Mas algo na minha cabeça ainda acha errado um A3 sem eles. Queria ter um A3 Sedan, só pra ter tempo de me acostumar com esse fato haha.

          • Netovski

            Eu penso exatamente como vocês, freqüento o vw golf club e chega a entristecer quando vejo o pessoal dando uma de eng. da tribo caiapó e destruindo toda a originalidade do carro. Não vou citar nomes pra não causar treta, mas tem um TSI branco com roda côncava e a uns 2 mm do chão que me caiu até uma lágrima de tristeza quando vi tudo que o cara fez com o carro. Ler que “um carro como o Golf merece tapetes em borracha” no lugar do fantástico carpete que vem de série dói na alma também, reforça a idéia de que o brasileiro tem o mercado automotivo que merece.

            • Chega_de_Ignorância

              Achei que só eu pensava isso!
              Eu participo do fórum também. Já tive um Golf 1.6 SR 2001 (antes de ter o Celta zero, vendi porque já tinha 160 000 km rodados e tava ruim de suspensão e direção) e pretendo, quando trocar de carro, entrar no segmento TSI DSG da VW ou Audi…
              Eu acho um absurdo como o pessoal lá diz ser a coisa mais natural do mundo “trocar a folha do teto” do carro pra colocar teto solar… Poxa e se capota esse carro depois? Quem vai dar garantia daquelas soldas?!
              Um carinha de um GTI “básico” dizendo por lá que queria colocar couro em cima dos bancos xadrez… Outros de GTI sem xênon comprando faróis made in china… Poxa, o cara comprar um Golf GTI pra colocar xênon da china é demais pra mim.

              • Netovski

                O Farol do mark kkkk

                Eles tem que fazer gambiarra pra não acusar erro na central quando botam esse farol réplica ou led nas placas (comfortlne).

                O carro tem todo um sistema que te avisa pelo display do painel de instrumentos ou do composition media que tem um farol queimado ou qualquer tipo de avaria no carro mas dane-se segurança rs

              • Vellored02

                Caramba eu devo ser o dono de Golf mais estranho do mundo, nunca faria uma maluquice dessas.

        • MMM

          O problema no Brasil é o preço. Se vendessem um carro assim pelado a preço de compacto mais completo, até valeria a pena, mas sabemos que não é isso que acontece. Acabei de voltar da Suíça e Alemanha e vi muitos A3 com rodas em aço, mas é um carro relativamente barato por lá.

      • Netovski

        Rodas 15 com calotas, 7 airbags ESP, XDS ASR tapa na cara da sociedade brasileira que prefere mylink do que airbags rs.

      • Netovski

        Um vídeo interessante pra quem tem curiosidade em saber como é o Golf Trendline. Esse no caso tem opcionais como Climatronic e faróis de neblina, o motor é o 1.2 TSI.

        https://www.youtube.com/watch?v=yf6V0k_DHHw

        • motstand01

          Vi o vídeo todo, é fascinante. Tive um GLX 2.0 mexicano ano 1995, que vendi longos 14 anos atrás. Não tenho nem muito o que falar, só digo que, sinceramente, foi o melhor carro que já tive. Claro que depois de tanto tempo, não dá nem pra eu imaginar como é um atual, ainda mais sem conhecê-lo pessoalmente. Mas esse vídeo mostra bem o por quê do Golf ser o líder do mercado europeu há tantos anos. E que o europeu não é nada bobo de comprar tanto esse carro. Altamente bem construído e tem tudo aquilo que se pode julgar essencial.

          Por fora, o motor parece ruidoso, mas basta fechar a porta que o barulho simplesmente some por completo. Mola a gás sustentando o capô, montagem irrepreensível. O porta-malas, visualmente, achei de tamanho bem razoável. Espaço interno bom, visual sóbrio na medida certa e essa versão, com calotas aro 15 e maçanetas pretas, tem um charme à parte pra mim, rs. Achei legal o Climatronic e essa tela ali no painel, meio que um contraste à racionalidade do carro. Isso tudo numa versão básica. Um Highline com todos os itens deve ser sensacional. É raro eu dizer isto, mas sou fã desse carro. Pena que seja tão caro aqui no Brasil.

      • José Eduardo D’Acampora Guazzi

        Tirando o Motor 1.2 TSI voce acabou de descrever o Golf de entrada com motor 1.6 que vai ser fabricado aqui huuahuaha

      • Marcelo Alves

        Um Golf desses mesmo com kit basicão (AB2/ABS, AC/DH/Trio, um radiozinho e freio a tambor) é muito melhor que qualquer Fox, mesmo que o Fox seja o pica das galáxias com todos os opcionais, compraria um Golf desses numa boa.

      • Fabão Rocky

        Eu realmente não faço questão de:

        1. Ar-condicionado digital (pois o analógico gela do msm jeito);
        2. Sensor de estacionamento num hatch (quem usa sensor de estacionamento num hatch é pq realmente não sabe estacionar). Tenho um sedan sem sensor de estacionamento e consigo estacioná-lo sem dificuldade alguma.
        3. Botão de rádio no volante (mtos aparelhos automotivos hj em dia possuem tela touch screen e outros tem controle remoto, além do mais não custa nada esticar o braço, rsrsrs!)
        4. Pisca no retrovisor (além de brega já está fora de moda e não combina em qualquer modelo de carro.) Melhor os repetidores de pisca no pára-lama, são masi bonitos e mais visíveis p/ quem vem atrás e já se localiza no ponto cego do seu retrovisor.

        O q eu realmente faço questão é de preço, notas boas no crash-test (por motivo de segurança) e faróis de milhas e rodas de liga leve (por motivo de vaidade mesmo.)

  • ALVIN_1982

    Com esse preço, bem que poderiam lançar a Parati à partir de R$ 42 mil até 62 mil com motor 1.0 3 cil. e 1.0 TSI.

  • Minerius Valioso

    Ê maravilha!!!

    Quase R$60 mil num carro com motor antiquado!
    Quase R$70 mil num carro sem um automático a nível de Tiptronic!

    E assim logo chegaremos à preços cubanos. Aguardem.

  • Henrique de Campos

    A VW sempre teve uma política patética de preços. E agora está perdendo todo e qualquer restinho de bom senso. Precisa de mais motivos pra explicar sua queda vertiginosa no mercado?

  • Cassio

    Carro de luxo.

  • pedro rt

    muito cara pra ser uma sw popular por esse preço e melhor um renegade, hr-v ou duster

  • pedro rt

    a VW nao aprende msm querem fzer a gente engolir a força os preços mais altos q a concorrencia e oferecendo carros mais simples, tem q mudar urgentemente essa politica de preço mais alto por causa da “qualidade do acabamento”

  • Gustavo73

    A partir de 58k VWB! Tá de saca né… Pra isso de cara tinha que ter o 1.6 16v e mais equipada. A versão Highline tinha que ter mais aibags, ar-condicionado digital e cadê o isofix (item low cost) mas extremamente importante. Para com isso…

  • João Guilherme Tuhu

    Puf! Acabou meu sonho onde eu voltava à VW. Piada essa grade de preços…

  • afonso200

    nao, nao, naoooooo, que preços sao esses ????? fico com meu azera 2011, 6,8 na cidade(sem sinaleiras) 13,4 (100% estrada a 110km/h e piloto ligado

  • Matafuego

    73k em um carro com essa transmissão mequetrefe! Como diria o Datena, “me ajuda ai VW!”

  • CristianFL

    Essa palhaçada de linha 2016 em ABRIL é pra matar…

  • Wagner Lopes

    Paratissauro a preço de ouro…essa linha fox pra mim já nasceu morta!

  • Bartolomeu

    É VW colocando o Fox para competir em preço com a HR-V e Renegade.

  • E pensar que há 1 ano atrás a versão mais barata da SpaceFox custava 47k reais.

  • jjmarcio2

    Esta caro realmente, mais vem bem equipado desde a versão de entrada, pelo menos isso mudou…

  • Alexandre Maciel

    “1.6 litro MSI com câmbio manual de seis marchas para as versões mais caras”

    “Nos opcionais há ainda controle de estabilidade e de tração, assistência de partida em rampas, assistência de frenagem”

    “O modelo oferece também freios ABS com função off-road, disponível apenas com o pacote do controle de estabilidade (opcional)”

    Só de ler isso, pelo preço cobrado, é para causar náuseas.

    Honestamente, acho os preços desse pseudoqualquercoisa tão fora de contexto que me arrisco a dizer que são belas porcarias.

  • Fabão Rocky

    58k num carro feio desses derivado de um Fox? Tá brincando né? O pior é q ainda deve ter palhaço q compra!

  • Léo Hung

    Eu curto a cara dessa Spacefox. Mas o precinho… É de amargar. Injustificável. 50k com todos os opcionais tava MUITO bem pago e ainda daria lucro.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend