Combustíveis Crossovers Europa Mercado Preços Volkswagen

Volkswagen T-Cross europeu ganha motor diesel 1.6 TDI

Volkswagen T-Cross europeu ganha motor diesel 1.6 TDI

O Volkswagen T-Cross feito para a Europa passa a adotar um novo motor, o 1.6 TDI, que é abastecido por óleo diesel. O propulsor da (polêmica) família EA189 agora tem uma opção mais fraca para o SUV compacto alemão, entregando assim 95 cavalos e 25,5 kgfm. Ou seja, menos potência que o 1.0 TSI do up!, mas com o mesmo torque do Tiguan Allspace 1.4 TSI, por exemplo.


O pequenino da VW, que na Europa mede 4,11 m de comprimento e tem 2,56 m de entre eixos (aqui são 4,20 m e 2,65 m, respectivamente), pode ser equipado nessa versão 1.6 TDI com caixa manual de cinco marchas ou dupla embreagem DSG com sete velocidades. Assim, ele precisa de 11,9 e 12,5 segundos, respectivamente.

O lado bom dessa performance mediana é o consumo médio de 18,9 km/l. A emissão de CO2 fica em 140 g/km. Essa nova opção do Volkswagen T-Cross está disponível no Reino Unido apenas. Claire Haynes, gerente de produto da VW no país, diz: “Adicionar uma opção de motor a diesel na nova linha T-Cross do Reino Unido é outra forma de o nosso novo SUV compacto poder oferecer mais flexibilidade, escolha e conveniência.”

Volkswagen T-Cross europeu ganha motor diesel 1.6 TDI


Oferecido nas versões S e R, o VW T-Cross 1.6 TDI de 95 cavalos pode ser equipado com controle de cruzeiro adaptativo, assim como alerta de invasão de faixa, aviso de ponto cego e outros itens de segurança. As multimídias podem ser Composition Touch ou Discover Media.

Por lá, o T-Cross 1.6 TDI nessa potência, lembrando que existe ainda o mesmo motor com 110 cavalos, parte de £ 16.995 ou cerca de R$ 83,7 mil. Na versão R, o crossover parte de £ 23.555 ou algo em torno de R$ 115,9 mil.

Fabricado em Pamplona, na Espanha, o utilitário esportivo é focado no público jovem na Europa, sendo um produto para fidelizar futuros clientes de SUVs maiores da marca. Aqui ele tem um alvo mais familiar e por isso cresceu, assim como na China.

Volkswagen T-Cross europeu ganha motor diesel 1.6 TDI
Nota média 5 de 1 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Jeanphil

    Por que não fazem T-Cross Diesel aqui??

    • Raimundo A.

      Porque a legislação não permitiria no caso dele que só tem tração 4×2. Seria necessário 4Motion com modos de tração que simulariam a reduzida. Na Europa, há outros SUVs diesel com tração 4×2, tipo o nosso Renegade. Aqui, a regra é ter 4×4 com algum tipo de redutor ou carregar 1 tonelada.

      • Jeanphil

        Que pena…

  • Raimundo A.

    No Reino Unido, motor a diesel tem grande peso ainda. Toda esquina se ver veículos a diesel das mais diversas categorias. quando tem essa oferta, embora os híbridos tem crescido bastante.

    Detalhe para os itens de segurança ofertados lá e não disponíveis aqui nem como opcionais. A média dos sábios brasileiros é ser especialista em smartphone(conectividade) e multimídia(CMM). Item de segurança, se tiver, tá bom, mas senão, também não fará falta, porque não costumam fazer questão.

    • th!nk.t4nk

      Troquei de carro há poucos meses e considerei ir de gasolina dessa vez (pelo risco de banimento em algumas cidades), mas fiz as contas e ficou claro pra mim que ainda valia muito a pena ir de diesel. O custo por km é muito menor (chega a ser quase 50% mais em conta rodar com diesel, dependendo da época do ano), as revisoes são mais espaçadas (mais economia) e o torque abundante em baixas rpm é apaixonante (retomadas muito mais rápidas). Enfim, é um mercado que está diminuindo sim ano a ano, mas o diesel ainda vai ser uma opçao interessante por um bom tempo.

      • Hendel Marques

        E com relação ao seguro, a diferença é muito grande entre o diesel e a gasolina por ai?

        • th!nk.t4nk

          Nas simulaçoes que fiz deu praticamente a mesma coisa.

      • oscar.fr

        O que sempre ouvi de amigos franceses era que o diesel não compensava se tu rodasse pouco, sendo preferível, nesse caso, o motor a gasolina, pois tu não iria te beneficiar da economia em consumo e manutenção, mas iria pagar a mais para ter o diesel. Não sei se isso é algo que dê para seguir à risca. Isso posto, eles sempre tinham carros a diesel kkk Afinal, por muito tempo, se fosse para ter um carro francês, que fosse a diesel. Infelizmente, nunca pudemos contar com isso no Brasil. A imagem dos Peugeot seria melhor (apesar que o problema deles por aqui nunca tenha sido propriamente o motor..)

        • th!nk.t4nk

          Com certeza depende do quanto roda, pois a versao a diesel costuma custar seus 2 mil € a mais. Mas no meu caso rodo bastante, costumo viajar quase todo fim de semana. Dá pra tirar essa diferença rápido nesse caso. Sobre os Peugeot, dizem que o motor BlueHDI deles é muito bom, e estao sempre entre os mais econômicos.

          • oscar.fr

            Meus amigos eram fãs da linha HDI (anterior), diziam ser uma verdadeira maravilha e que era uma pena a Peugeot não poder vendê-lo no Brasil, pois tornava carros apreciados na Europa em carros sem sentido (tu tinha que escolher um 404 ou 407 ou Citroen C5 seja com um 2.0 um pouco apertado para o carro ou um V6 que te forçava a levar para casa um câmbio ruim). Pleo menos de uns anos para cá, o grupo PSA também tem excelentos motores turbo a gasolina. Uma pena que estejam a demorar tanto a chegar ao Brasil. Peguei um Cactus com motor 1.6 16 v (ainda uma evolução do quase clássico VTi), o carro anda bem porque é leve. Ficaria melhor com o 1.2 turbo de 110 cv.

        • marc west

          Sim. Existe até uma “fórmula”:
          (preço do carro diesel – preço do carro gasolina / consumo diesel x preço diesel – consumo gasolina x consumo diesel) X 100

          Daí é saber a partir de quantos quilômetros o diesel vai ser mais vantajoso. Como o th!nk.t4nk falou, normalmente o diesel é vantajoso para quem pega muita estrada ou para carros maiores. Se for usar o diesel só na cidade ou trajetos muito curtos vc pode até ter problemas com o motor.

      • Emanuel Schott

        E como é a diferença no preço? Por aqui é tão grande que mesmo uma picape flex beberrona demora centenas de milhares de quilômetros pra financeiramente ficar ruim perante as versões diesel.

        • th!nk.t4nk

          2-3 mil € a mais. Essa diferença recupera-se em grande parte na venda, entao fica elas por elas. E considerando a economia de combustível, vale muito a pena. O único problema é o risco de proibirem a circulaçao geral dos veículos de passeio no centro das grandes cidades (hoje os que atendem as normas Euro 5 e 6 ainda podem circular sem limitaçoes).

  • Domenico Monteleone

    Se o nosso é de mal gosto por dentro, o deles é por fora, essas rodas nessa cor pra mim ficaram horríveis.

    • V12 for life

      Isso é o de menos, basta escolher outra, configure um carro no site europeu de qualquer marca e você verá quantas opção existem, as que oferecem poucas tem pelo menos 5.

  • TchauQueridos

    Já ta na hora de liberar o Diesel para todos veículos no br.
    Legislação protecionista e muito obsoleta!

    • meneghelli1972

      Com o novo governo e a quebra desse maldito monopólio da PTBRÁS isso poderá ser possível.

    • Emanuel Schott

      Pra aparecer Polo com motor 1.6 Diesel ou Argo com alguma variante menor do 2.0 do Renegade por uns R$110.000 cada e a galera ficar reclamando do preço?

  • Clovis F. M.

    Precisamos canalizar a produção do Diesel para o transporte de carga rodoviário! Sem ferrovias, nao tem como liberar para meros mortais! Senao iria inflacionar o Diesel mais ainda e causar uma crise avassaladora no setor.

    • Raimundo A.

      As desculpas para não liberar o diesel nos veículos para passeio eram importação, pois apesar de produtor, o diesel é subproduto; subsídio ao setor de transporte. Ainda pesava usineiros pregando o etanol que passou a ser adicionado na gasolina e como o governo não garante até hoje estoques reguladores para nos períodos que não há produção do etanol ou os usineiros preferem fazer açúcar, incentivaram o desenvolvimento dos motores flex.

      Hoje, a Petrobrás tem várias refinarias no país, algumas não estão em plena capacidade ou faltam ser concluídas, mas com o enorme rombo, prever cobrir perdas vendendo esses ativos.

      Quando mais produz, mais tem que vender e a cadeia sendo feita aqui, se quisessem, permitiria preços baixos como é nos EUA, um grande importador mesmo com produção, e países árabes.

      Se baixassem o valor de comercialização, não precisaria de subsídio para o transporte rodoviário que ainda é uma desculpa para não liberar para veículos de passeio e grande tributação nos que tem permissão, SUVs por exemplo.

      Contudo, sabe-se que o diesel ainda polui mais e o Brasil já vendeu a ideia de ser politicamente correto dando incentivos para novas tecnologias que de preferência melhorem a eficiência com o etanol. Produto que tem uma cadeia produtiva aqui, mas cujo governo e usineiros dançam conforme o mercado interno e externo, ou seja, se for melhor o preço do açúcar, que se dane consumidor de etanol.

  • Guilherme Gimenes

    em viagem recente a Europa, por 20 dias.. vi pouquissimos T-cross.. mas vi muuuuitos T-ROC … alguem sabe a vantagem ou desvantagem de um sobre o outro? valor?

    • Raimundo A.

      O T-Roc é o crossover do Golf, como se fosse o GLA da MB comparado ao A. Tem materiais melhores e motores mais potente, bem como recentemente, nova versão esportiva, trouxe o 4Motino. O T-Cross é o SUV do Polo, prefiro chamar assim, pois a VW já disse que fará outro produto com o mesmo apelo, mas menor, e ao que parece seria um mini T-Roc, sendo mais crossover, cujo nome já foi registrado: T-Sport.

      Na classe dos compactos, a VW terá o T-Sport, que seria tipo um Polo bombado, mais modificado como é o T-Roc comparado ao Golf, e em seguida o T-Cross, que é maior que o europeu.

      Na Europa, havia ou há o Polo Cross, um Argo Trekking da vida, o T-Cross (menor que o nosso) e acima o T-Roc. O T-Roc entrou no lugar do antigo Tiguan porque o novo Tiguan 5P ficou um pouco maior e ainda tem o AllSpace.

    • th!nk.t4nk

      O T-Cross custa 18 mil, e o T-Roc custa 20 mi. Só que o T-Roc é bem mais espaçoso (na largura principalmente), tem bancos bem melhores (os mesmos do Golf), tem bem mais tecnologias (a maioria herdada do Golf) e tem melhor estabilidade. Já o T-Cross é basicamente o crossover do Polo, ou seja, herda as mesmas economias e limitaçoes deste carro (bancos “linguiça”, estreito, mais barulhento, etc). Ou seja: por que raios alguém iria economizar apenas 2 mil € pra pegar um carro bem inferior?

      • G E O

        O T-Roc tem bastante plástico duro no interior. É como se a VW resolvesse colocar plasticão duro nos SUVs de entrada / médio porte. Só refina a partir do Tiguan.

  • Eu admiro a performance e , principalmente , economia dos diesel. Aluguei duas vezes na Europa , é muito gratificante fazer 24 km/l a 120 km/h. Mas mesmo os motores modernos são sujos. O dieselgate escancarou um problema que, por sorte , não ocorreu no Brasil. Em tempos de energia renovável , não acho interessante libera-los no Brasil.

    • Baetatrip

      Sim……… Agora o diesel tem 10% de biodiesel…..!
      Se liberar carros a diesel passeio… Vai explodir os custos etc etc!
      Tive carro a diesel e adorava….. fazia 12 na cidade e 15km/l na estrada….. Era SZK GVTD 01 na época quando diesel beirava 1.8 a 2 reais o L…..!
      Como inflação aumentou muito… Está quase o $ do alcool/ manutenção carissima!

  • Faheina

    Imaginando essas medidas… No daqui já te um bagageiro pífio. Esse tem menor comprimento e maior entre eixos….

  • CanalhaRS

    Essas rodas laranjas são a cara da riqueza…kkkkkkkkkkkkkk…
    Se os jovens querem isso em seus carros, meu conselho é: mate-os todos!

  • G E O

    O Diesel já não tem mais o apelo que tinha há 4-3 anos atrás. Interessante. Foi uma aposta errada da União Européia associada a mentira das montadoras.

  • Fabão Rocky

    Qdo vi a miniatura dessa foto na página principal do N.A, por um breve momento pensei q era um Kwid.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email