Lançamentos Vídeos Volkswagen

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

O Volkswagen T-Cross finalmente chegou! Em apresentação simultânea entre Europa, Brasil e China, três versões de um mesmo produto aparecem diante da imprensa automotiva.


Aqui, o crossover será a principal arma da VW para alcançar a liderança de mercado, desejada pela empresa há pouco tempo. Na Europa, ele será feito na Espanha, enquanto na China, haverá duas linhas de produção (lê-se FAW e SAIC). Daqui, ele será enviado para a região, incluindo o México, mas os EUA e Canadá estão fora do alcance. Até mercados na África serão atingidos.

A ser feito em São José dos Pinhais-PR, o Volkswagen T-Cross começa a produção no primeiro trimestre, tendo no segmento trimestre a ativação do segundo turno no Paraná. O utilitário esportivo compacto tem 4,199 m de comprimento, 1,568 m de altura e 2,651 m de entre-eixos, tendo porta-malas entre 375 e 420 litros.

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

A oferta nacional envolve o motor 1.4 TSI Flex na versão 250 TSI, que entrega 150 cavalos e 25,5 kgfm, além de transmissão automática de seis marchas. A tração é sempre dianteira, mas o T-Cross chega com modos de condução: Normal, Eco, Sport e Individual. O motor está disponível na versão Highline.

A outra opção será o 1.0 TSI com até 128 cavalos e 20,4 kgfm, mantendo a mesma caixa de câmbio automática e com opção manual, ambas com seis marchas. Parte de uma estratégia agressiva da VW, o T-Cross é um dos cinco SUVs que a marca pretende lançar aqui até 2020, sendo que destes o primeiro foi o Tiguan Allspace e agora faltam três, que podem ser crossover do Polo, Tarek e Atlas.

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

Volkswagen T-Cross – Primeiras impressões

O Volkswagen T-Cross se apresenta com um conjunto agradável. O visual não ficou carregado demais e o equilíbrio estético agradou ao primeiro encontro. A VW apresentou duas propostas de tonalidade bem distintas e de bom aspecto. Uma é mais sofisticada e impactante (marrom), enquanto a outra é mais leve e divertida (branco).

A frente do T-Cross nacional é elegante e robusta, tendo faróis duplos de LED com luzes diurnas em LED bem desenhados, assim como um conjunto mais harmônico com a grade, que possui elementos em preto brilhante bem destacados, assim como frisos cromados na base. As rodas de liga leve tem design bem esportivo e haverá opções de 16 ou 17 polegadas com pneus 205/60 R16 e 205/55 R17.

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

O para-choque tem um aspecto fluido com faróis de neblina em evidência, assim como a barra central na parte inferior, que tem o nome do carro em baixo relevo. Ou seja, é para ser reconhecido até de frente. O capô é discreto e os para-lamas fazem uma estranha curvatura, indicando que a frente ainda poderia ser mais alta se quisesse a VW.

Com teto e colunas em preto brilhante (pintura, não aplique), o T-Cross ganha um ar mais esportivo, tendo ainda barras longitudinais no teto e vidro solar panorâmico. Nota-se as portas traseiras maiores por causa do entre-eixos ampliado, assim como os retrovisores grandes. Um aplique lateral indica a versão, enquanto o logotipo do som Beats (que tem 300 watts RMS e subwoofer no porta-malas) é fixado nas colunas B.

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

Na traseira, o Volkswagen T-Cross parece ter forçado um pouco a amizade com um conjunto ótico tão volumoso, com lanternas em LED compactas, mas um preenchimento central que não acende por completo. Nessa enorme lente, o logotipo da VW até encontrou seu lugar. O para-choque tem aspecto moderno, mas não chama tanto a atenção.

No interior, o T-Cross é bem mais expressivo. O acabamento geral ainda aposta no custo baixo ao aplicar muitos plásticos duros, tanto no painel quanto nas portas. Mas é aquilo, assim como Polo, Virtus e Jetta, a tecnologia chega para desviar o foco da coisa e compensar isso. Assim, tonalidades em cobre e cinza chamam muita atenção, assim como o aplique brilhante no painel.

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

No T-Cross branco, o foco foi a cor exterior – assim como na outra pintura – com o mesmo cinza em bancos e painel, além de console e parte inferior do carro sempre em branco, o SUV compacto agradou nas escolhas das cores até o momento.

O painel é exclusivo do Brasil, tendo um desenho ligeiramente modificado e dotado de Active Info Display e Discover Media (com Android Auto, Car Play e Mirror Link). Falando em conectividade, o sistema tem sistema de som Beats, três USB (dois atrás), dois SD (um para navegação) e mais DVD/CD.

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

No Discover Media, pode-se optar pelos modos de condução e configurar o painel. O T-Cross Highline tem (provavelmente opcional) Park Assist, além do Start&Stop. Há também botão de partida, volante multifuncional, ar-condicionado automático (podia ser dual zone…) e persiana elétrica do teto solar. A iluminação interna é em LED e colunas e teto são escuros. O aplique na cor do carro no painel e portas tem boa textura.

Porém, se tudo isso parece um Volkswagen, uma sensação estranha ocorre quando se observa a alavanca de câmbio. A ausência do tradicional seletor de marcha, agora coberto por uma capa de napa e com pomo “importado da Suécia” e iluminado, parece algo muito estranho num carro da marca.

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

O espaço geral é bom, especialmente no banco traseiro, que tem ainda difusor de ar e ajuste do mesmo, assim como duas entradas USB. A altura interna é boa e o encosto do banco é aceitável. Quem dirige ou vai na frente, tem ainda um apoio de braço ajustável.

O porta-luvas é pequeno e o teto de vidro é bem amplo e deixa o ambiente bem agradável. Já o porta-malas é suficiente, mas ainda sobra espaço sob o assoalho. Apesar da boa impressão de tecnologia, o T-Cross ainda fica devendo itens como controle de cruzeiro adaptativo, leitor de faixa ou frenagem automática de emergência, por exemplo, mas pelo menos estaciona sozinho…

Volkswagen T-Cross: Primeiras impressões do novo SUV compacto

A questão aí é o preço, que deve ser bem alto. A imprensa no geral aposta algo entre R$ 80 mil e R$ 110 mil, aqui não considerando opcionais, que são evidentes, como teto solar e Park Assist, por exemplo.

A VW não deu indicadores de valor, mas pelo pacote oferecido na versão Highline, o T-Cross deverá abranger uma faixa de preço importante no mercado.

Agora é esperar pelo lançamento nacional e sua produção, que pode ainda contemplar uma versão de PCD com câmbio automático. Terá ele um bom desempenho no mercado? O que você acha?

Volkswagen T-Cross – Galeria de fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Ford Opala Attractive 200TSI

    Enfim

    • Good Doctor

      Esqueça, VW vai criar uma versão de entrada pé de boi para dizer “a partir de 89 mil”.
      Essa versão não vai ter nada (talvez até maçaneta pra subir os vidros) e os opcionais sobem ele pra 120 mil.
      3 meses após o lançamento essa versão de entrada já vai estar 97 mil reais.

      Se a Ford não tivesse feito a lambança de tirar os 7 airbags da Ecosport freestyle ela seria sem dúvida o melhor custo-benefício do mercado

    • Mayck Colares

      Não pode é cobrar o preço do concorrente mais caro e ainda ter que colocar mais opcionais no carro. Aí não da. O Kicks, tracker, Creta e não tem opcionais pois já vem tudo na versão final e mesmo assim não passam de 110k. E aí Vw?

      • Rodrigo Pasini

        VW sendo VW, vai custar no mínimo 15% a mais que a concorrência na versão completa.

        • Paulino Lino

          Talvez com mais de 60 anos de Brasil ela se ache no direito de cobrar um pouco a mais por seus veículos e pela tradição do tempo e confiabilidade.

          • Rodrigo Pasini

            Felizmente o mundo está evoluindo e essa besteira de tradição está deixando de ter valor.

            • Paulino Lino

              Gostaria muito de acreditar nisso mas respeito sua opinião.

            • Piantino

              vide os chineses né? que estão vendendo super bem…

              • Rodrigo Pasini

                Chineses ainda não, mas pega a hyundai e a kia por exemplo, só não vendem mais por causa da política de preços, pois quando os valores estavam menores elas causavam calafrios nas “4 grandes”.

  • FFSB

    Existe alguma versão sem o teto preto? Eu, particularmente, não gosto.

    • th!nk.t4nk

      Sim, é o mesmo caso do T-Roc: você pode combinar individualmente as cores do teto e da carroceria. E pode logicamente pegar o carro todo na mesma cor também.

      • Edson Fernandes

        Ainda que essa tivesse teto solar.

    • Bruno Silva

      Pelo que andei vendo, o teto bicolor na verdade será opcional.

  • Fernando Gabriel

    Achei bonito, vamos ver os testes…

  • Bruno Silva

    Vai vender muito. Só não curti o volante do nacional ser diferente do europeu, economia besta, mais pra frente todos terão o volante mesmo…

    • fredggp

      Não curti o pomo do câmbio, ele esconde a posição das marchas. Para ter certeza tem sempre que tirar a mão….

      • Fabrício Sanches

        O bom é que força o Senhor a não escorar-se no câmbio…kkkkkkkkkk

        • fredggp .

          Até que não tenho essa mania, mas sempre olho a posição da marcha na base da alavanca e não no painel infelizmente …

          • Edu

            A posição não é indicada no pomo, por luzes? Se não for assim por que ter iluminação nas posições?

            • fredggp .

              As luzes indicando a posição vão ficar encobertas pela mão ficando apenas a opção do painel….

              • Edu

                Não tenho carro automático mas acho que quem tem não dirige com a mão na alavanca. Apenas olha para ver em que posição está antes de ser deslocada. Não é assim?

                • fredggp .

                  Isso, falei na hora de manobrar. A mão estará sobre o pomo onde ficam as posições. Na manobra tem que tirar a mão para ver se pôs na posição correta ou ver pelo painel. Acho que não ficou bom….

                  • Edu

                    Entendi. No câmbio manual, na maioria dos carros, é preciso apoiar e forçar para baixo com a palma da mão para engatar a ré. Não é esse o caso, o movimento dessa alavanca é só para frente e para trás. Achei que a VW pensou em favorecer a movimentação com dois dedos. Acabei de ver em um outro canal um jornalista deslocando a alavanca dessa forma. Também conferi que a luz que acende é só a da posição atual. Agora é esperar para ver na real.

      • ricmoriah

        a troca de marchas de forma manual é do lado direito

      • Paulino Lino

        Basta ficar de olho no cluster do painel e pra quem já está acostumado com câmbio automático nem isso precisa fazer.

        • fredggp .

          Tenho automáticos a bastante tempo. As posições mudam de fabricante para fabricante e confesso que em momentos em que seja necessário uma mudança rapida ainda erro. Como disse no comentário ” …não no painel infelizmente” . Parece que me esqueço e sempre olho para a base da alavanca…

          • Edson Fernandes

            Normal. Esse “errar” pode acontecer até porque cada fabricante faz de uma forma diferente. Nem sempre é uma “regua”.

            Eu mesmo me enrolo todo nos modelos que tem posições de distintas de engate. Por exemplo:
            – Do “P” vc faz um U para a direita e engata a ré, depois desce e joga para a direita para N e depois um U seguida de um movimento para esquerda (D) e por fim qdo tem modo esportivo ainda mais uma curva a direita. Não é raro eu me enroscar nesse tipo.

            Quer como é costume? Em BMW com “joystick”, vc “bate” na alavanca para selecionar o modo desejado. Possivelmente a pessoa por vezes deve clocar em neutro no lugar de drive.

      • Dario Lemos

        Acho que basta segurar pelos lados e não cobrindo-o com a palma da mão (maneira mais natural). De qualquer forma, com o tempo a gente memoriza o movimento nas trocas das posições e ainda tem a informação no painel.

      • Edson Fernandes

        Na verdade no painel tbm te demonstra em que posição está. Mas concordo que a indicação no cambio tbm ajuda. (no meu Fluence eu só olho o painel mesmo)

    • vicegag

      Fora que como no Polo e Virtus, as saídas de ar foram simplificados em relação ao europeu.

    • sepchampions

      O europeu é realmente mais bonito, não curti tbm o detalhe marrom nos bancos (na foto não caiu bem) e a protecpr em Napa no câmbio tbm é algo que não via mais em carros. Os dois tons com esse cobre aí achei bem bonito. Por enauenqu vou continuar admirando e pondo defeitos nos carros, não será dessa vez que minha CNH perderá a virgindade.

      • Mr. Pennybags

        A Renault faz esse protetor pra economizar. O do captur é assim.

    • th!nk.t4nk

      Aqui na Europa o T-Cross tá sendo muito criticado pelo preço. Começa em 18 mil €, o mesmo que o Golf. Chamaram o carrinho de “hipster” e “simplesmente um Polo de salto alto”. Pessoalmente achei ruim o custo x benefício, já que por pouca coisa a mais dá pra pegar um T-Roc, que tem um pack tecnológico bem mais interessante. O problema é que no Brasil uma diferença relativamente pequena de preço viraria uma diferença grande, então o jeito é fazer uma versao esticada do T-Cross mesmo. Só espero que pelo menos no BR ofereçam esse carrinho bem recheado de itens pra compensar isso.

  • Dirceu M

    O carro tem 25,5 kgfm e chamam ele de 250 Tsi? coloca logo 255 Tsi!
    Zueiras a parte, motor 1.0 TSi de 3 cilindros pra um carro desse porte? Prevejo 0-100 em 14 segundos.

    • Hen_Par

      Será? Isso fazem os 1.6 aspirados da concorrência, com 16kgfm de torque…

      • Dirceu M

        Na verdade falei na emoção. Tem que ver o gráfico da potência X torque pra falar primeiro. Falei mais baseado no fato do novo Polo ser muito mais leve que o T-cross e fazer 0-100 em 11 segundos na versão 1.0 TSi.

        • Fabio Gambela

          O t-cross é pouca coisa mais pesado que o polo, vai andar bem com esse motor.

        • Hen_Par

          Onde 11s? Pior resultado que vi, com etanol, foi 9,7s. Teve publicação que conseguiu menos.

          • Dirceu M

            Mas no etanol ele fica mais arrisco, como pode ter sido pior no etanol?
            Vi vídeos aleatórios na internet, onde um fez 10,5 e o outro fez 10,9 que com possível erro humano ao clicar no botão, arredondei pra 11s. E não duvido. Resultados de 0 a 100 sempre são maqueados, menos os de alguns, como up! TSi. Esse mostra menos do que realmente possui. O resto, é sempre na melhor das hipoteses. Dezenas, se não centenas de carros que já assisti, mostram 0-100 bem diferente dos que definidos pelas marcas.

            • Hen_Par

              Opa, não me expressei direito… quis dizer que usando etanol, o tempo mais alto que vi foi de 9,7. Com gasolina ele faz mais, mesmo.

            • Edson Fernandes

              Só vale lembrar que a calibração para o Polo foi conservadora pensando em consumo. Nada impede de uma calibração diferente para esse para deixa-lo mais esperto. Mas acredito que o papel será o 1.0 continuar amansado e dar o “poder de fogo” para a versão 1.4.

    • Nicolas

      Minha Tiguan 1.4 AllSpace 250 com 1550 Kg faz 0-100 Km/h em 9 segundos e 198 Km/h de final, imagina esse aí bem mais leve.

      • Dirceu M

        Mas eu tava falando do 1.0 de 3 cilindros, que tem menso torque

        • É, no caso do 1.0 são 20 kg de torque. Mas será um desempenho honesto, acho eu. Nada espetacular, mas mais que suficiente para o perfil familiar do carro.

          • what_the_hell??

            Acho as opções de motor disparado as mais interessantes do segmento! A opção 1.0 terá desempenho razoável (certamente melhor que Renegade Flex, Creta 1.6, Captur e até Kicks); pra quem quiser desempenho superior, terá o 1.4 que deverá ter o melhor desempenho da categoria (talvez junto ao Tracker e Cactus THP e certamente melhor que HRV).
            Enfim, o carro tem muitos atributos, só espero que a VW não viaje no preço!
            Ah, e ainda queria ver uma foto de como ficam os bancos traseiros com o porta-malas a 420l!

      • Edson Fernandes

        E ela tem trnasmissão DSG.

    • BillyTheKid

      Na verdade 25,5kgfm é quase exatamente 250Nm (a proporção é 9,8:1 e não 10:1)

      • Dirceu M

        Falha tola a minha

    • ricmoriah

      250 nm

      • Alberto Franca

        PORQUE NINGUEM FALA DAQUELE FREIO DE MAO RIDÍCULO. IMPOSSÍVEL QUE VĀO MANTER AQUILO

    • MauroRF

      Acho que não, mas será um desempenho suficiente. Chuto 11,5 0 a 100.

      • th!nk.t4nk

        Pra um compacto, em versao de entrada ainda por cima, tá excelente. O que interessa mais nesse caso são as retomadas, o comportamento geral. Como torque ele tem de sobra, deve ser mais do que suficiente pra uma condução agradável.

        • Pessoal hoje em dia exagera na pedida. Carro com 20 kg de torque e 128 cavalos é mais que suficiente para qualquer tocada segura e racional.
          Parece que a tendência hoje em dia é todo mundo achar que tudo que é carro tem que ter pegada esportiva.
          Para quem já tem quase 5 décadas de existência e se lembra dos anos 90, quando um carro que passava dos 100 cavalos e tinha aí seus 16 kg de torque já era um sonho em termos de desempenho… kkkk

          • Dario Lemos

            Toda vez que leio algo do tipo me vem a lembrança do Del Rey Ouro 84 que tivemos, motor 1.6 com 73 cv, rsrsrsrsrs. Mais recentemente, tivemos um Passat 98 1.8T manual, 150 cv e 20,5 kg de torque, na minha opinião, mais do que suficiente para a proposta do carro (certa vez, peguei uns 190 em uma estrada vazia e asfalto bom, coisa que nem me atrevo mais a fazer).

          • Marcelo Nascimento

            Deve ser por causa do turbo… Como ainda é meio novidade, viu turbo, já acha que é pra andar muito sem pensar na eficiência.

          • Edson Fernandes

            E pensar que o meu Fluence faz em 11,2 o 0-100… rsrs

            O pessoal fica mto bitolado nesse numero e esquece outros que fazem a diferença. Esse carro deve retomar mto bem, andar mais que o meu Fluence e ser mais economico…rs

  • TijucaBH

    Nao entendi a materia. No mesmo paragrafo fala que o porta malas é pequeno e depois fala que é suficiente. Ora, se é pequeno, é insuficiente.

    • Stunt

      Hahah, verdade, 375l não é tão minúsculo assim, porém, também fiquei confuso; enfim, se o futuro dono não costuma transportar muita bagagem e, ainda assim, insistir em ter um suv ou crossover da moda como prefiram chamar, pode ser que atenda ;)

    • ricmoriah

      porta-luvas, corrigido lá. sim, o porta-malas é apenas suficiente, tem aquela prancha no assoalho, mas abaixo tem mais espaço até o estepe.

  • TijucaBH

    Bonito, mas dá a impressao de ser meio pequeno, tipo um Polo alto. Acho que se tivesse uma janela na larga coluna C, diminuiria essa minha impressão.

    • Com certeza…

      Mas é exatamente isso… um polo alto, quer dizer ele tem o entre eixos do virtus, ou seja, um VIRTUS ALTO.

    • Dirceu M

      É um compacto, não um SUV. É pra parecer pequenininho mesmo, só que alto.

      • hinotory O

        Sim, versão 2.0 do fox.

    • Anti-Hater

      Na verdade ele está entre os maiores dos SUVs compactos, se não o maior. Como referência o entre-eixos da HR-V, que também é uma das maiores, é de 2,61 m, enquanto o do T-Cross é de 2,65 m.

      • Fabrício Sanches

        E do Compass que mede 2,63?! Este T-cross a VW deu um bom tamanho pra ele.

    • Matthew

      Por isso sempre achei o termo Crossover mais adequado pra essa configuração de carroceria. Também compartilho esta impressão de que está mais para um hatchback anabolizado do que pra um SUV.

  • G E O

    Gente… esse final de semana eu estive em Portugal e aluguei um Polo.
    É triste andar no Polo brasileiro e depois andar no europeu e perceber como este último é melhor montado e acabado….

    • Dirceu M

      Quais as principais diferenças que você notou? Pode compartilhar?

      • G E O

        Posso sim Dirceu:
        – acabamento interno: é mais sólido, e toda a parte do painel em preto é emborrachado. Há um seletor de intensidade de saída da ventilação do ar. E toda essa parte parece ser feita com plástico de melhor qualidade do que o do Polo brasileiro.
        – carregamento por indução no porta-objetos que fica a frente do câmbio
        – ar-condicionado automático tem duas zonas ao invés de somente uma;
        – o porta-malas abre pelo logotipo da VW e tem revestimento no acabamento interno completo. O acabamento do porta-malas é total em carpete;
        – porta-luvas não despenca;
        – forração do teto do carro é com tecido de melhor qualidade;
        – desde a versão básica tem os 6 air-bags.

        • Dirceu M

          Obrigado por dividir isso com a gente. Realmente era de se esperar isso mesmo. A real diferença é que lá, ele é de fato um compacto PREMIUM. Tais aspectos me lembraram muito do Golf 2015. De certa forma fico tranquilo quanto a maior parte da diferença estão baseadas em conforto e qualidade dos materiais. Fico triste com a diferença dos airbags.
          Sabe informar se lá é DSG ou aisin?

          • Marcelo Ceno Dutra

            DSG 7 velocidades.

          • th!nk.t4nk

            Na Europa a VW só usa DSG, basicamente. E a fama desse câmbio é excelente na regiao.

            • Gabriel Loio

              Claro, lá n tem tanto chora boy que insiste em chipar o carro na padaria e o pessoal lá se preocupa em dar uma efetiva manutenção no carro.

              • G E O

                Na verdade lá o asfalto é 10000000% melhor. Até os paralelepípedos são melhores. Eu acredito que isso influencia e muito o funcionamento do DSG.

          • G E O

            Ah Dirceu. Lá o Polo não é premium. É apenas um compacto como qualquer outro. O que ocorre é que o mercado é mais concorrido e a qualidade dos carros é melhor no geral. Audi A1 é um compacto premium na Europa.
            Já aqui….

            • Dirceu M

              Não fazia ideia que lá, Polo não era premium. Realmente é uma diferença gritante. Sortudo seremos nós que, no dia que as montadoras se “estapearem” para ganhar consumidores, baixem os preços e melhorem as qualidades dos produtos. Infelizmente acho que isso só vai acontecer depois de alguns anos dos híbridos ganharem mais espaço no mercado brasileiro. SE acontecer, é claro. O jeito é sonhar.

              • G E O

                Acho que isso não ocorre, viu? Infelizmente.
                Dentro do grupo VW, o Polo é mais caro do que o Ibiza e Fabia, mas é essencialmente o mesmo carro.

          • Edson Fernandes

            Lá ele é um compacto, assim como Fiesta, C3 e outros. Não tem essa de compactos premium e não premium por lá.

        • th!nk.t4nk

          Curiosidade: praticamente todo Polo europeu tem ar digital de 2 zonas. Isso porque a VW oferece esse item logo no primeiro pacote básico, e aí todo mundo pega. A VW adota estratégia semelhante com o Golf ao oferecer o ACC num pacote bem acessível e que engloba diversos outros itens, por isso a grande maioria dos Golfs na Europa possui o tão desejado ACC. Já no Passat eles têm um pacote com estes itens + ar trizone e outros. A estratégia da VW de oferecer itens na Europa é sensacional. Bem que poderiam adotar a mesma prática no Brasil.

          • Edson Fernandes

            Eu achei que iria fazer isso com a leva atual. MAs o Golf mesmo nunca desceu do pedestal… (depois de lançado é claro) e aí fica dificil.

        • Bruno Silva

          Qual foi a versão? O Polo não tem emborrachado em todas as versões na Europa, só na top, o mesmo vale para uma parte dos equipamentos citados.

          • G E O

            Isso que você diz foi na geração anterior, vendida lá. Na nova eu vi que tem nos Trendline e Confortline, pois havia vários dos dois modelos disponíveis para alugar. Acabei pedindo um Confortline.

  • Volkswagen Jetta

    Agora que o T-Cross foi mostrado, quero ver como vai ficar a concorrente da Toro. kkk

  • Phantasma

    Um Jornalista disse que ouviu de executivos 120 mil reais pela versão top, acho muita coisa para um carro desse segmento,. Qto a painel soft, é frescura, os ruídos aparecem em outras partes, por experiência própria.

    • Feliphe Santos

      Além de se matar, vai finalizar o jetta R-line. Fora que… Por mais 5 mil se leva a Tiguan. 120 mil deve ser com todos os opcionais, mas sem deve beirar os 110 a 115.

      • Fabrício Sanches

        Nisso o Compasso manda um grande abraço.

        • dallebu

          Pois é, e nem se compara o acabamento e conforto do Compass.

      • Dirceu M

        Mas sempre é assim. O top de um carro abaixo mordisca a versão básica do carro acima. Gol top morde Polo básico, Polo top morde Golf básico, Voyage top morde Virtus básico, Virtus top morde jetta básico, e assim vai.

        • Feliphe Santos

          Minha real dúvida é: aonde a VW vai encaixar o Tarek nesse bolo? Só se a versão básica da Tiguan deixar de existir, e focar em 7 lugares.

          • Dirceu M

            Não faço ideia da margem dos SUVs, mas temo mais ainda é o Atlas. Não da pra fazer ideia.
            É algo que todos se questionam com essa nova politica da VW. Infelizmente só podemos deduzir, mas pela lógica, o novo Polo GTS ainda não se encaixa em nenhum espaço, sem ser extremamente invasivo. Até li cogitamentos de matar o Golf 1.0 básico pra dar espaço ao GTS, mas tudo achismo. É muito complicado até se ver uma tabela de preços lá pro próximo ano. Lembrando que só deve ter sido revelado 4 das 20 novidades da VW.

        • Dario Lemos

          Pior é que esse “empurra-empurra” para cima só contribui para as montadoras passarem a cobrar preços de médios para compactos, preços de grandes para médios e assim por diante, sem contar que os modelos vão “subindo” de categoria (ex: HR-V substitui o CR-V , Jetta substitui o Passat, etc.. )

    • Andre Cupertino

      Se esses valores se confirmarem, eu só gostaria de saber onde entra o Tarek.

      • Verdades sobre o mercado

        110 a 140k

    • ricmoriah

      pensa que esse teto custará em torno de R$ 5 mil…agora mais o custo do Park Assist. adiciona esses bancos em couro e pinturas especiais, então, algo custando R$ 110 mil pode mesmo pular para R$ 120 mil. Vamos esperar pra ver…

      • MauroRF

        Acho que completo vai atingir essa faixa mesmo, 120k.

    • PPRoach

      Não acho que material de qualidade superior no interior do carro seja frescura. Pelo contrário, nesta faixa de preço já vejo como obrigação. Entendo sua opinião, mas não a tome como verdade absoluta. Você não liga para isto, ok, mas tem quem valorize.

      Em relação a plásticos de melhor qualidade, é tudo uma questao de percepcao de qualidade. Claro, precisar disto ninguém precisa. Assim como não precisamos de inumeras outras coisas. Se o carro fosse frito com base na racionalidade, seria bem diferente.

      • th!nk.t4nk

        Bom, tem plástico rígido ruim e tem “aceitável”. Os piores são aqueles que riscam facilmente, que têm sensação de “casca de ovo” (chegam a fazer barulho de oco com um leve tapinha). Tem que ver ao vivo mesmo pra saber como ficou nesse T-Cross (se é de maior espessura, toque aceitável, resistente, etc).

        • Gio

          De fato, plásticos rígidos podem variar em qualidade. Mas concordo com o comentário de que a percepção de qualidade, apesar de ser algo subjetivo, é importante.

          Seria bom ter material macio ao toque (ou até forração de couro) no painel e portas, assim como é bom ter tecido de boa qualidade no teto. Encostamos no teto e no painel com frequencia? Não. Mas são detalhes como estes que ajudam a criar um ambiente com melhor sensação de qualidade no interior do carro, onde passamos mais tempo. Assim como tampa de porta-luvas que desce suavemente, acabamento cobrindo trilhos de bancos e parafusos, etc.. Precisamos de tudo isto? Certamente não. O carro nos transportaria da mesma forma sem isto, e sequer afetaria nosso conforto. Mas se começar a pensar nesta linha, já pode descartar o design de tudo também, e por aí vai.. ..

    • Eng Turbo

      Por 120k a Compass continua lider.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Jetta/Golf killer, o porta malas não é lá tão grande, mas pra um casal com 1 filho acho que é suficiente, acho que esse motor 1.0 TSI nele deve dar um desempenho ok, não vai faltar e também não vai sobrar, quem quer andar mais que vá de 1.4 TSI. Achei o design bonito e tem identidade própria até que enfim. Dependendo do preço e equipamentos nas versões de entrada pode até ser uma boa.

    • Dirceu M

      É que Golf é um carro de nicho, o publico alvo é bem diferente, logo não acho que vai afetar tanto o Golf. O povo que compra Golf comumente pensa em esportividade. Nunca ouvi alguém falar que comprou um Golf porque é seguro.
      Já o Jetta, não sei.

      • Guedes

        200 pessoas por mês compram o Golf. Vc acha que isso irá manter o Golf vivo?

        • Dirceu M

          Mas sempre foi assim com a geração 7. Muitos dizem que VW vai importar Golfs, e eu acredito nisso, mas morrer, na minha humilde opinião, não morre. O que faz o Golf ter poucas vendas é o preço abusivo e o seguro + reparo alto, muito maior que a média. Por que garanto que os fãs do carro são muitos. Mas infelizmente as marcas acham que brasileiro dorme em cima de foças de petróleo e sobem o preço anualmente dos produtos. Golfs GTI que já partiram de 91 mil 0km agora estão na casa dos 130 mil e com probabilidade de ir para a margem dos 140 atualmente. Lembrando que é um dos nacionais com maior seguro e é o carro nacional mais caro de se consertar. Não é a toa que se vê tanto Onix com motorista com cara de “:(” nas ruas. Enquanto essa política ridícula de controle dos preços das marcas não mudar, o jeito é ir com o que dá.

          • Julio Capelete

            Tenho um TSI 1.4 2015 e pago R$ 2000,00 de seguro, bônus 9 …. até fiquei surpreso quando o corretor me passou o valor, esperava mais …..

            • Dirceu M

              Sério? É Highline? Poderia informar sua idade? Mesmo sendo bônus 9, isso ai é muita diferença. Já ouvi relatos de que a facada foi de 4600.

              • Julio Capelete

                Sim, é o highline DSG, tenho 44 anos, casado e moro no interior do RS. Acho que o lugar e o perfil contam mais que o carro.

                • Dirceu M

                  Incrível! Obrigado pelas informações. Espero que mantenha a manutenção e eficiência do carro, porque o carro é um dos melhores oferecidos no Brasil. Espero que aproveite o máximo dele.

      • Cristiano Espindola

        Então serei o primeiro: fev/17 comprei um Golf 1.0 MT por segurança e custo X benefício (não havia carro entregando tanto por 74k). Troque há uma semana esse Golf em um Virtus HL completo, pois gostei dos itens tech, queria um carro AT e achei a traseira muito acertada. Sobre o seguro, bônus 1 na grande Porto Alegre, 32 anos e solteiro, a renovação deste ano tinha saído por 3,1k na Azul.

  • Pedrov1541️⃣7️⃣

    Podemos dizer que a Volks ousou no visual. Acredito que ao vivo deva ser mais bonito do que por fotos. Eu gostei do toque original. Sou fã de lanternas pretas, gosto muito das lanternas do meu up! 2018, que muitos chama de “fita isolante”, rs.

  • Gannicus

    Coisa feia. O design atual da VW é o pior do mundo, perde até das chinesas genéricas.

  • Daniel Detanico

    Barbaridade… carro feio e texto horrível… boa noite…

  • Eskarmory .

    E nasce um monstrinho…

  • Cincinato

    O branco é um show vendera igual pao quente.
    Mas o 1.4 será no mínimo 105k.

  • Gabriel Torque

    Feio, nesse segmento o que mais importa é beleza

    Nem parece o mesmo carro do europeu, pioraram muito o design

    • Mr. Pennybags

      “nesse segmento o que mais importa é beleza” – aham, por isso o captur é o nº1 em vendas, né?

      • Roberto Dias

        Mas design interior também conta, e o interior do captur parece da década de 90.

    • Verdades sobre o mercado

      Entendi por que o Creta vende bem…

  • Calibra vermelho 95

    Na moral? Não me empolgou. Esperava mais, talvez pela expectativa do piloto adaptativo, leitor de faixa ou frenagem automática de emergência. Nem o teto panorâmico me chamou a atenção nem o já conhecido virtual cockpit.
    O design…tem concorrentes mais chamativos: os meus preferidos são HRV e Kicks. Acho que a culpa é deles.
    Enfim, não me causou o impacto que o Polo causou, talvez porque o Polo teve mais novidades dentro do seu segmento. O T-Cross só parece mais um…espero que a VW capriche no preço, mas acho que não vai ser assim, pq está em jogo o Virtus e Jetta. Acho que ela não quer canibalizar nenhum dos dois pois foram investimentos altos…
    O melhor é aguardar o preço, talvez eu volte a empolgar. Mas por enquanto acho que a VW fez pouco pois a concorrência é forte e tá vinda mais concorrentes fortes vindo aí.

  • Pete Alves

    Esse teto preto nesse carro não ficou bom

  • afonso200

    demorou apenas 5 anos, era pra 2013

  • Vinicius Vasques

    O design no geral, lembra muito o Peugeot 3008, talvez pela cor e pelos apliques em preto na coluna c e porta-malas. Acho que vai vender bem se não se atrever a pisar na faixa de preço da Tiguan.

    • Guedes

      Finalmente um comentário sensato. Essa traseira tem te de 3008

    • dallebu

      Finalmente alguém fala design e não designer hahaha

      • Vinicius Vasques

        É porque eu sou designer kkk

  • Não curti o teto preto, lanternas traseiras preta e tampouco o retrovisores pretos. Parece um xuning. Também to achando o farol de milha um bem desproporcional, muito grande! Só nos resta esperar o preço. Na minha opinião, se for Tcross 120k o top, melhor o Tiguan 1.4 básico por 125k.

    • Gabriel Mazzi

      Ai vai depender muito da necessidade por espaço. O Tiguan de 125k tem muito, mas muito espaço atrás e um porta-malas com o dobro da capacidade desse T-Cross.

  • Gabriel Mazzi

    Eu achei bonito e gostei dos motores, modernos desde a versão básica. Esse carro 1.4 deve andar muito bem, vai tirar o trono do Tracker, como referência de desempenho nos SUVs compactos flex.

    • Lyn

      O tracker anda mais que o C4 cactus??

      • FREDRED

        0 a 100 km/h em 7.6 segundos, vai dar trabalho pra essa nova geração de crossover’s passar a excelente marca do Cactus.

  • Guedes

    Console central branco: não vw, não.

    • Matthew

      Bom, todo mundo criticou o interior monocromático da linha Polo/Virtus, acho que essa combinação de cores ajuda a mascarar um pouco o acabamento simples.

  • RIP Brazil

    Show de bola!

    Por HuE$150.000,00 a versão de entrada será um xodó da AutolatRina.

    #que_venha_logo

  • Anderson Trajano

    Aí fica a dúvida. Esse carro vai passar pela faixa do Polo Top, Golf e encostar no Jetta. Será que vale ?

  • Raul Cotrim de Mattos

    Pequeno e esteticamente ultrapassado…

  • Dod, o verdadeiro :D

    Que aberração! Só vai vender porque é VW mesmo.

  • MauroRF

    Tudo vai depender do preço e dos pacotes de opcionais. E vou querer ver, também, a movimentação da concorrência. Na opinião de vocês, quem do segmento será/serão os alvos diretos do TCross?

    • Andre Cupertino

      Ele vem mirando o HR-V

  • Luis Burro

    Daonde este entreeixos aí,se duvidar vai ficar melhor até q do Compass!
    E daonde a alcova de Compacto com mais de 4,15 m?O europeu é,este aí nem forçando.

  • O Coringa

    Acredito que os valores não serão tão pessimistas como estão dizendo. Vale lembrar que a Vw terá mais um Suv entre o T-cross e o Tiguan. Minha estimativa é de que o carro custará entre 80k e 110k com todos os opicionais, acima disso ficaria o tal Tarek.

  • No_Name

    Diferenças para o modelo da Europa:

    Volante antigo
    AC single zone
    Difusores centrais sem roldana de fechamento/abertura
    Lanternas traseiras diferentes e mais simples
    Iluminação da placa traseira por lâmpadas halógenas
    Painel um pouco simplificado na porção superior e com aquela m* de suporte de celular.

    Deve ter mais cortes que ainda não percebemos.

    Pra que fazer essas economias ridículas?

  • Eduardo Alves

    “A VW apresentou duas propostas de tonalidade bem distintas e de bom aspecto. Uma é mais sofisticada e impactante (marrom), enquanto a outra é mais leve e divertida (branco).

    O que seria uma tonalidade divertida?

    • aletp

      Creio que quando ele falou ‘divertida’ seria no sentido de algo mais jovial, diicilmente alguem jovem irá comprar um carro marrom ou verde escuro.

  • hinotory O

    Essas lanternas traseiras são de um mau gosto.

  • Zezinho das coves

    o cactus é mais carro .mais bonito e potente

  • Zezinho das coves

    cactus tem mais equipamentos como alerta de colisão, alerta de troca de faixa , etc…entre os 2 carros , que aliás são super idênticos em tamanho e altura, o Cactus me parece a melhor escolha

  • beto

    Achei meio “pobre” mas vamos ver “ao vivo” talvez seja melhor.

  • Lopes

    As matérias necessitam de vídeos, como eram feitas antes. Uma câmera na mão e falando do veículo (sem muitas produções). Me lembro a um tempo atrás que havia isso… Mandaram o cara embora?

  • leandro

    No geral, achei legal…
    A única coisa que novamente deixou a desejar foi os bancos… essas cor e textura dão um aspecto de pobreza enorme…
    O lance do painel de acordo com a cor do carro achei desnecessário… (minha opinião)

  • Alvaro Mendes

    Será que só eu acho esse suporte de celular no painel horrível.
    Quanto ao conjunto acredito que preciso conferir ao vivo, mas é o esperado de um volkswagen, sem grandes surpresas no design.
    Melhor falando, nenhuma surperesa no design.

  • Louis

    Essa versão top realmente ficou bonita. Agora quero ver a versão de entrada. Será que terá farol monoparábola e lanternas traseiras halógenas ?

  • Paulino Lino

    Realmente o carro ficou fantástico e tenho certeza que superou a expectativa de quem torce pela marca. Agora é aguardar os preços e o desconforto dos concorrentes.

  • HugoCT

    Ai o cara vai na loja e ve o T-cross, mais bonito, maior que o Golf e mesmo preço. Ai ele vai de T-cross. Para ver como as montadoras inflacionaram os preços de carros comuns e os SUVs estão praticamente com o mesmo preços dos Hatch medios do mercado.

    • th!nk.t4nk

      Perfeito comentário. A versão SUV de todo carro custa na mesma faixa de um hatch ou sedã de categoria superior. Ou seja, pelo mesmo valor a pessoa leva um produto inferior, mas “altinho”. É compra muito emocional (embora eu respeite quem mora numas quebradas onde carro alto seja fundamental).

      • Edson Fernandes

        Um Golf passa em muitos locais que um carro desse passa. Muita gente compra por emoção como vc bem disse.

  • M7

    Robocop essa traseira!
    O design do carro é bacana, apesar de na minha opinião a dianteira e traseira não seguirem a mesma linha de design, ficou simples demais essa dianteira, ao menos nas fotos. Já no interior, plásticos escuros (preto ou cinza escuro) com tonalidades em cores primárias, tvz ficariam mais ao gosto do brasileiro, esses plásticos claros não são do gosto do brasileiro, tá mais pra gosto de europeu ou americano.

  • Jurandir Filho

    Ficou bonito o Suvinho, só achei o design de perfil e traseira bem parecido com o 3008..

  • Visual agradável e pacote compatível com o que há no mercado. Vai vender bem, independente do preço ser ou não agressivo. A VW ainda é uma marca que dispõe de boa penetração no mercado brasileiro, não precisa se “esforçar” no valor do carro para ter volume razoável de vendas.

  • Janderson

    A Volks lança um belo carro, mas infelizmente mais uma vez usa a economia porca para os brasileiros, onde o novo modelo de volante não será usado (acredito por questões de custos) e ainda por cima tiram até os botões para abertura ou fechamento dos difusores de ar dianteiros (os centrais parecem os difusores do Passat 1986!!!). Algo que deve custar centavos para a empresa! O mais barato deverá custar a partir de R$ 89.999,99!

  • Duh

    Msm material do int. do Polo… que vendam na cor branca para disfarçar. Piso feio na bola.

  • Cássio

    Carro feio, pode ter uma certa qualidade nos componentes mas é muito feio , bem aí beleza é uma questão de gosto né.

  • Kio

    Atualmente tenho um Golf 1.4 TSI e o T-Cross seria meu próximo carro
    Mas aconteceu o que eu temia…
    Acabamento interno pífio, puro plástico…
    Neste ponto o Renegade humilha, é só a Fiat, ops Jeep, melhorar o motor que será meu próximo carro.

  • Speed Racer

    Acho que a Volks deveria ter lançado o T-Rock que é logo abaixo ao Tiguan. Seria perfeito para o mercado atual que é dominado pelo Compass. Esse T-Cross achei feio, quadrado demais, lanternas traseiras de Polo e muito pequeno. Em rwsumo, não compraria, o mercado possui outras opções que certamente serão mais baratas.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email