Conversíveis Crossovers Europa Lançamentos Volkswagen

Volkswagen T-Roc Cabriolet surge no mercado europeu

Volkswagen T-Roc Cabriolet surge no mercado europeu

O Volkswagen T-Roc Cabriolet em fim deu as caras no mercado europeu. Seguindo a trilha deixada pelo Nissan Murano CrossCabrio e continuada pelo Range Rover Evoque Conversível, o modelo alemão resolve apostar numa fórmula pouco usada no mercado internacional.


Diferente do modelo britânico, o germânico será para as massas e não é um produto premium. O Volkswagen T-Roc Cabriolet vai substituir o antigo Golf Cabrio, já que compartilha com o atual sua plataforma modular MQB. O hatch deixou de ser conversível ainda na sexta geração.

Volkswagen T-Roc Cabriolet surge no mercado europeu

Sem Eos e com o Beetle Cabriolet fora de circulação, o Volkswagen T-Roc Cabriolet se converte no único conversível acessível para muitos no portfólio da VW. Apesar de não parecer, o SUV compacto “descapotável” é maior que a variante normal. Ele mede 4,263 m de comprimento contra 4,229 m do crossover.


No entre-eixos, o Volkswagen T-Roc Cabriolet também ficou maior, com acréscimo de 37 mm, o que permitiu chegar a 2,633 m, praticamente a mesma base do Golf (2,636 m). Para se manter rígido e receber as cinco estrelas do Euro NCAP, o SUV conversível recebeu reforços estruturais nas laterais, assoalho e colunas A, entre outros.

Volkswagen T-Roc Cabriolet surge no mercado europeu

O sistema de acionamento da capota de tecido é elétrica e a operação pode ser feita em apenas 9 segundos e com velocidade máxima de 30 km/h. O motivo de ser o mais rápido do mercado é que a capota não fica sob um painel na traseira, mas dobrado em si mesmo, como nos conversíveis antigos.

Isso permitiu reduzir a complexidade da operação e facilitar seu acionamento, além de preservar algum espaço no porta-malas, que tem 284 litros com o teto erguido e 161 litros com ele abaixado. Com espaço para quatro e duas portas, o Volkswagen T-Roc Cabriolet tem barras anticapotamento automáticas.

Volkswagen T-Roc Cabriolet surge no mercado europeu

Além disso, a VW diz que desenvolveu um sistema de isolamento acústico eficiente para quando a capota está erguida. Para o mercado europeu, julgando que não será vendido apenas lá, o T-Roc Cabrio chegará com motores 1.0 TSI de 115 cavalos e 20,4 kgfm ou 1.5 TSI com 150 cavalos e 25,5 kgfm. O câmbio pode ser manual ou DSG de sete velocidades.

Dados de performance e economia não foram revelados, mas foi confirmado que não haverá opções diesel e muito menos uma versão esportiva R, que não se encaixaria no perfil de clientes do T-Roc Cabriolet. Por ora, será vendido nas versões Design e R Line.

Volkswagen T-Roc Cabriolet – Galeria de fotos

Volkswagen T-Roc Cabriolet surge no mercado europeu
Nota média 2.5 de 2 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • El Gato!

    Sou o único que acha esses SUVzinhos em versão cabrio uma bizarrice sem tamanho?

    • Diego Felipe

      Não mesmo. Esses carros são uma aberração.

    • Adriano Cardoso

      Qualquer variação de um suv pra mim é bizarro

    • Flávio Ba

      Qdo lembro que tive o privilégio de ver um Audi A80 cabrio vermelho de um vizinho no prédio que meu tio morava, em 1995. Aquilo sim era um conversível bonito. Outro vizinho tinha o Escort branco perolizado conversível, muito lindo tb.
      Hj essas tranqueira ai??? Os fabricantes nos obrigam a cada coisa!!!!

      • Raimundo A.

        Todos os citados na matéria e os que você relatou já vi. O fabricante não está obrigando a comprar e a oferta é baseada em tendências ainda que o tempo mostre que não compensa. Não compensou para a Land, a Nissan e acho pouco provável durar no T-Roc.
        Em mercados onde conversíveis ainda são vistos com certa facilidade, diferente do nosso que são raridade mesmo no segmento premium, insistir através de crossover para mim vai torrar dinheiro.

      • El Gato!

        Esse XR3 branco pérola conversível é lindo até hoje… grande design!

    • MonHoe

      Se o Evoque não tivesse sido um sucesso a VW não teria feito a sua versão

      • Faheina

        Tão sucesso que não durou 3 anos

      • th!nk.t4nk

        O Evoque é alto. Já o T-Roc é baixinho. As fotos aí sacanearam, porque posicionaram a câmera bem baixa.

  • Emanuel Martins

    Acho que agora se conta nos dedos os convesiveis com teto rigido a venda na europa.

    • th!nk.t4nk

      Graças a deus. O teto flexível é bem mais negócio hoje em dia: ocupa menos espaço, é mais leve, isola melhor os ruídos que as capotas antigas, e ainda mantém o charme original dos cabrio.

  • Breno Zanata

    Sei lá…

  • RicardoVW

    Falta pouco para uma moto SUV!

    • Adriano Cardoso

      Daqui a pouco vai ter geladeira suv

      • cepereira2006

        Essa eu compro. Sempre falta lugar na minha.

    • Mr. Pennybags

      Não dá ideia!

    • Leonardo M. G.

      Um ATV não seria “tecnicamente” uma moto SUV?

      • RicardoVW

        Pois é! Então falta carros de 2 lugares SUVs. Hahaha

  • Adriano Cardoso

    Um Suv conversível ? Que coisa totalmente sem sentido.

    • A bem da verdade, acho qualquer conversível meio sem sentido. Dito isso, por que não um SUV? Sei lá, me parece um caminho natural, já que todo mundo (ou pelo menos a grande maioria) parece querer um SUV.
      Como a proposta deles real passa longe de ser o off road, estão mais para veículos de visual esportivo, até que faz sentido.

    • Leonardo M. G.

      Tem muito jipe conversível por aí, inclusive alguns originais da 2ª Guerra Mundial…

    • th!nk.t4nk

      O T-Roc não é bem um SUV. É praticamente um Golf altinho. É um carro mais baixo que o T-Cross, pra você ter ideia.

  • MarcosGojira

    Evoke fazendo escola…

    • nbj

      Acho que o Murano é que fez escola.

  • Andre Cupertino

    Maravilhoso. Se vier pro Brasil, eu compro!

  • Natán Barreto

    A gente chegou no ponto que existe versão SUV de todas as categorias?????

    • zekinha71

      Faltam ainda as motos, bikes, caminhões, tratores, aviões, helicópteros e foguetes SUVs.

      • Moto SUV existe a rodo. São as latinhas sem aptidão pro off Road. Ex: NC700/750 e CB500X da Honda. São, inclusive, caracterizadas pela marca como “crossovers”.

        • zekinha71

          Mas pra ser o “verdadeiro SUV atual” tem que ter muito plástico de preferência preto e envolta das rodas, uns racks bens inúteis, pneu tipo fita isolante, então falta muito pra surgir uma moto aberração assim.

  • Murilo Cesar Schlemper

    Começar a matéria com “enfim ” separado…fica complicado

  • Vinícius Sza

    Sou mais o Wrangler com teto removível

  • Danilo

    que coisa inutil mano.

  • Fabricio

    que horror… parece que contrataram um tiozinho com uma makita pra fazer esse carro…

    • Mauricio Ferrari

      Kkkk
      Melhor comentário!

  • nbj

    Um “altinho” conversível e mais acessível! Bela sacada! Que venha logo para o Brasil! Estou esperando o Arkana, SUV coupe mais acessível!

    • Allifen Marques

      Arkana parece que foi cancelado para o Brasil. Mas ainda teremos o “Fastback” (nome não oficial) da Fiat que é baseado na Toro

  • itmrn

    se lançam, deve ter doido que compra, eu hein…

  • Jamilson Junior

    Muita gente acha feio, porém eu prefiro as variações desses SUVs do que os próprios SUVs quadradões. Coupés e Conversíveis ou com a traseira caídsa como a Evoque são bem mais agradáveis que aqueles quadradões no meu ponto de vista.v

  • Tibúrcio

    “Em fim”… ardeu os olhos ler isso!

  • Faheina

    O que vale eh a pretensão, ops perseverança né gente?
    Se deu ruim pra range rover e evoque… Imagina pra dona vw

  • Luiz Felipe S. Silva

    Eu gostei… Teria um!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email