Volkswagen Taos chega à Rússia, mas não é o que você pensa

Volkswagen Taos chega à Rússia, mas não é o que você pensa

Numa sexta “VW”, coisas interessantes foram lançadas pela marca alemã na imprensa internacional ou surgiram não oficialmente, como a proposta elétrica de baixo custo e uma Amarok V6 Power Stroke, respectivamente. Contudo, isso não para por aí. Repare na foto acima e verá o Taos. No entanto, preste atenção nos detalhes da versão para a Rússia.


Se você viu que tem algo errado, acertou. Não é o Taos que você verá nas ruas e estradas brasileiras logo mais (e se tiver grana, também em sua garagem), mas um modelo diferente. A frente é a mesma do modelo argentino e igualmente do mexicano, destinados a Brasil e EUA (fotos abaixo).

Volkswagen Taos chega à Rússia, mas não é o que você pensa

No caso russo, o Taos nem é derivado de um VW diretamente, mas do Skoda Karoq. É como o Polo vendido por lá, que em realidade é o Rapid da marca tcheca. Basta vê-lo de lado para notar a enorme diferença em relação ao produto feito em General Pacheco (e Puebla, logicamente).

Volkswagen Taos chega à Rússia, mas não é o que você pensa

O Taos para as Américas deriva diretamente do Tharu chinês, mas com modificações no estilo. Na Rússia, a VW se aproveita novamente da Skoda para fazer um carro seu, porém, com outro diferencial. Aqui, a missão do produto é combater Corolla Cross, Compass, Bronco Sport e, talvez, o Novo HR-V.

Volkswagen Taos chega à Rússia, mas não é o que você pensa

Para o mercado russo, o alvo do Taos local é o Renault Duster. Apesar de medir 4,412 m de comprimento, 1,841 m de largura, 1,602 m de altura e 2,636 m de entre-eixos, menor que o do Taos das Américas, já que a base é do Karoq (que na China tem também 2,68 m como o Tharu).

Volkswagen Taos chega à Rússia, mas não é o que você pensa

Como o alvo é o Duster, não espere que a oferta comece no 1.4 TSI que, aliás, também será oferecido lá com a transmissão automática de oito marchas ou DSG de sete velocidades na versão 4Motion, necessária por lá. O menor motor é o EA211 1.6 MSI com 110 cavalos e câmbio manual de seis marchas.

Volkswagen Taos chega à Rússia, mas não é o que você pensa

Oferecido nas versões Respect, Status e Exclusive, o VW Taos russo tem faróis IQ Light, ar-condicionado dual zone, cluster digital, multimídia VW Play (feita aqui), entre outros. Gostou?

Volkswagen Taos 2021 Rússia – Galeria de fotos

Volkswagen Taos 2021 Mercosul – Galeria de fotos

Ricardo de Oliveira
Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

28 comentários em “Volkswagen Taos chega à Rússia, mas não é o que você pensa”

  1. Em uma matéria como essa, é fundamental a sustentação do texto por meio das imagens. Mesmo um entusiasta terá dificuldade de compreensão. Fotos mostrando os referidos modelos (lado a lado, em comparativo) facilitariam muito.

  2. Resumindo: esse carro é o Skoda Karoq, mas fortemente simplificado pra fazer de conta que é o VW Taos. Herdou novo interior, frente e traseira, mas de lado nota-se que é o Karoq de sempre. Quase um rebadge. Só me pergunto por que não fizeram isso no mundo todo, já que esse carro tava pronto na Europa desde 2017 (provavelmente porque mesmo simplificado o Skoda ainda custe mais pra produzir).

      • Então, eu pensava a mesma coisa, a situação que eu percebo em relação aos Skodas atuais, porém, é que atualmente a marca vive o que a Peugeot está vivenciando, ou seja, eles estão jogando a marca um pouco acima do nível em que ela se encontrava. É só dar uma olhada nos últimos lançamentos da Skoda que tu consegue reparar isso.

          • Pois é cara, nesse quesito sim. Tu pode procurar na internet pelo Octavia, pelo Karoq e principalmente pelo Enyaq. Além disso, eu assisti um curto vídeo (não lembro a fonte agora :(, mas foi bem recente) de um executivo da marca falando em como eles queriam se reinventar…

          • Mano, se tu olhar pro interior de um Skoda novo e comparar com o da VW, a diferença é brutal, qualidade fala mais alto que nome, vale lembrar que no início audi era uma generalista antes de ser comprada pela VW.

            • Desculpa mas não vejo diferença brutal nos produtos que se “repetem”. Na verdade é diferença é mínima, normalmente com praticidade a mais no Skoda e esmero maior nos VW similares. Existe esse posicionamento dentro do grupo e os preços ilustram isso, os Skoda são ligeiramente mais baratos. Caso tenham algum exemplo para ilustrar, seria produtivo.

    • Maquiaram um Skoda Karoq com elementos do Taos, mas é um produto menor e mais simples. Basicamente seria o que o amigo Tommy escreveu aqui nos comentários: “É mais ou menos como o Renault Captur e o Kaptur russo”.

      • Acho que nesse caso é um pouco mais complicado. O Karoq é estruturalmente mais reforçado e sofisticado, porém pra fazer esse Taos russo decidiram capar tudo o que puderam no carro. No fim das contas fica até difícil dizer se realmente é um produto abaixo do Taos feito pro mercado americano, caso alguém pegue versoes topo de linha de ambos. Mas chuto que é capaz do Karoq russo até sair na vantagem (embora perca na versao de entrada).

  3. Esse Taos russo e o Taos Mercosul é tipo Passat americano e Passar chinês, dois carros com o mesmo nome, muito parecidos, só vendo com atenção para ver as diferenças.

Deixe um comentário