Europa História Pickups Volkswagen

Volkswagen Taro: Bem antes da Amarok, a marca alemã emplacava uma picape média

volkswagen-taro-1

Volkswagen Taro Cabine Simples 4×2

Quando a Amarok foi lançada, talvez muitos brasileiros imaginaram que ela era a primeira picape média com o logotipo da Volkswagen. No entanto, a história não é bem assim. Bem antes do modelo fabricado na Argentina, existiu na Europa e em alguns outros países, outro produto de mesma categoria.

Em meados dos anos 80, a Volkswagen já acusava a falta de uma picape média com capacidade de uma tonelada. No outro extremo do mundo, a Toyota sentia que precisava de uma fatia do mercado europeu de veículos comerciais. Assim, as duas empresas decidiram unir as forças em uma parceria teuto-nipônica.

volkswagen-taro-2

Volkswagen Taro Cabine Simples 4×2

Esse acordo permitiu que a Volkswagen tivesse uma variante da mais recente geração da japonesa Toyota Hilux em 1989 (a mesma vendida posteriormente no Brasil). No primeiro mês do ano, surge a picape média Taro, que levava o famoso logotipo VW. Além disso, o veículo era produzido pela própria montadora em Hannover, na planta de veículos comerciais.

volkswagen-taro-ce-4x4

Volkswagen Taro Cabine Estendida 4×4

Taro

A Volkswagen Taro – designação para irmão mais velho ou primogênito em japonês – surgiu com motor diesel de origem Toyota e 2.4 de quatro cilindros com 82 cv e 16,8 kgfm, tendo capacidade para 1.125 kg. O veículo tinha apenas tração 4×2 e câmbio manual de cinco marchas. A cabine era simples e o visual era semelhante à Hilux.

Ao longo dos anos, a VW Taro recebeu outras motorizações, tais como 3.0 diesel de quatro cilindros e as opções à gasolina, sendo elas 1.8 de 82 cv, 2.2 com 93 cv e 2.4 com 110 cv, dotado de injeção eletrônica. As demais tinham carburador. Com 4,72 m de comprimento, 1,65 de largura, 1,55 de altura e 2,85 de entre-eixos, a picape permaneceu assim até 1994.

volkswagen-taro-motor

Volkswagen Taro – Motor Toyota 2.4 22R

Na feira de comerciais leves de Hannover de 1994, a Volkswagen apresentou duas novas versões da Taro. Tratavam-se das cabines estendida e dupla, que vinha junto com a desejada tração 4×4. No entanto, essa opção era fabricada pela Toyota em Tahara, província de Aichi, Japão. Mas ela tinha capacidade de carga menor (815 kg).

A Taro durou até 1997 no lineup da Volkswagen, pois foi nesse ano que a parceria entre as duas montadoras acabou. Nessa época, surgiu uma nova geração da Hilux e que, por coincidência, passou a ser feita também na Argentina. Se o acordo fosse adiante, haveria chances do modelo ser feito no país vizinho, mas isso seria outra história se a Toyota aceitasse.

volkswagen-taro-cd-4x4

Volkswagen Taro Cabine Dupla 4×4

Brasil

A Volkswagen Taro nunca foi vendida no Brasil, mas teria sido um modelo interessante logo após a abertura dos portos às importações. Teria tido pelo menos uns cinco ou seis anos de mercado, podendo até forçar um novo acordo para ser feita na Argentina, caso houvesse demanda.

volkswagen-amarok-dark-label-impressões-NA (44)

Volkswagen Amarok

Mas isso nunca ocorreu e a Volkswagen só se deu conta novamente do potencial desse mercado em 2009, quando surgiu a Amarok, uma picape desenvolvida pela própria montadora e que começou sua história em General Pacheco, Argentina. Hoje é feita em Hannover e Relizane, Argélia.





  • roneusan

    A peugeot copiou Volkswagen Taro, no modelo peugeot 504 . kkkkkkkkkkkk

  • Quando vi a foto da Amarok lembrei na hora dos pôneis malditos.

    Aquele comercial da Nissan ficou marcado na memória pela criatividade e sutileza.

    Pena que a montadora entrou para a MAFÁVEA. Nunca mais teremos comerciais do tipo novamente.

  • invalid_pilot

    Tivemos Kombi Pick Up nos anos 80 aqui no Brasil.
    Logo nem aqui a Amarok foi a primeira Pick up da VW

    • Fabio Marquez

      A Kombi pick-up é de 1967, e parece que era vendida desde os anos 50 na Europa. A Saveiro que é de 1982 também é mais velha que a Taro.

      • invalid_pilot

        Sim! Como sou dos anos 80 minha lembrança mais antiga é dessa época kkk

      • Denis

        A Kombi Pick-up chegou aqui em 1967 com o motor 1500 de apenas 52 cavalos de potencia. Mas adiante, em 1976, ganhava uma nova frente e traseira, além de interior inteiramente novo. Seu motor já era o 1600 de 58 cavalos de potencia. Em 1981 ganhava o motor movido a diesel, gerando 50 cavalos de potencia. Já no ano seguinte viria a opção de cabine dupla, na qual podia levar até 6 passageiros, no entanto, a sua caçamba teve uma pequena redução de peso e tamanho. Para abrir mais espaço na linha de produção em São Bernardo do Campo, as Kombi a diesel e cabine dupla eram descontinuadas em 1986, restando somente as opções a gasolina e etanol, alem da configuração cabine simples. Em 1997, o motor 1600 já entrava na injeção eletrônica, entregando os 65 cavalos de potencia, terminando de forma antecipada os seus 34 anos de mercado em 2001, quando a VW decidiu em manter apenas as Kombi Furgão e Passageiro, na qual duraram ate o ano de 2013.

    • Denis

      Verdade, a Kombi Pick-up era uma verdadeira picape trabalhadeira pauleira. Lembro de umas que eram do tipo Bau da Elma-Chips (hoje Pepsico) que sempre passava na rua da minha casa, na qual meu vizinho tinha uma bomboniere. Ja vi também aquelas que eram do tipo sem caçamba, que só via o compartimento liso e raso, algo raríssimo de ver porque muitas destas Kombi estão sempre com a caçamba de madeira empoçadas.

      O triste disso é que a Kombi Pick-up foi a primeira a deixar a linha de produção, que ocorreu em 2001, deixando para trás grandes operações que somente ela podia realizar. Mesmo sendo bastante utilizada a fins comerciais, a Kombi Pick-up será lembrada por empreendedores que lutaram muito, e que batalharam para conseguir o seu pão de cada dia, mérito recompensatório para velha guerreira!!!!!

  • Fabão Rocky

    Clone da picape Mazda truck b2200.

  • Louis

    Nessa época, a prioridade em pickup média era ser robusta, capacidade de carga e economia de combustível.
    Hoje a prioridade parece ser potência e conforto.

  • Rbs

    A vw teve parceria com a toyota não foi uma boa aluna e não aprendeu a fazer uma picape?

    • invalid_pilot

      Amarok seria boa se utilizasse corrente de distribuição… No mais é bem ok.
      A VW tem mania de correia dentada, queria entender o porque.

      • Racer

        E experiência em carros pesados ela tem, já que é dona da MAN.

        • invalid_pilot

          Sim! Aquele caminhaozinho pequeno tbm era / é bem robusto.

          Mas a Amarok os caras vacilaram nesse projeto, em carro de passeio até vai, mas carro de uso severo é meio sem noção

        • jkpops

          nâo apenas da MAN mas também da Scania mas também é acionista minoritária na CNHTC (Sinotruck) mas só na operação chinesa..

  • Thiago Garcia de Lima

    Igual a Mazda B2200 do meu pai.

  • celso

    A VW Taro é novidade pra mim.
    Sempre há algo a descobrir sobre o mundo automotivo.

  • SOS-amazonia

    Teve tambem Volks e Suzuki

  • Bittencourt

    Não era beeem uma pickup VW, não é? Rs…

  • Francisco J Aquino Carvalho

    Ate a Fiat copiou esta picape, ou pelo menos se inspirou no nome Taro>>>>Toro e muita preguiça pegaram o nome e mudaram uma letra kkkk!

    • jkpops

      com certeza meu caro essa FIAT só copia tudo dos outros.

  • jkpops

    Nada mais que uma Hilux do fim dos anos 80….

  • Jeremias Flores

    dessa ae os Toyoteiros não iriam reclamar.

  • Túlio Leal

    Depois a Toyota lançou a Hilux Takaro

  • Roberto

    Achei ela idêntica à Toyota Hilux vendida até 2001 aqui, inclusive a Amarok, se não me engano é a própria Hilux apenas com os painéis externos da carroceria modificados.

  • FranciscoAdrianoSilva

    Uma das principais mulas da Amarok era a Hilux também.

  • Redpeak77

    Cara, que estranho essa Hilux com logo da VW! Parece moleque que sempre quis ter um VW e trocou o dístico!



Send this to friend