Brasil Europa Hatches México Montadoras/Fábricas Peruas Volkswagen

Volkswagen tira Golf do México e Brasil pode se beneficiar com isso

Volkswagen tira Golf do México e Brasil pode se beneficiar com isso

Como já havíamos publicado anteriormente, o Golf mexicano sairia de Puebla num esforço de centralização de produção na Alemanha, o que de fato foi confirmado agora pela Volkswagen. A montadora alemã quer reestruturar suas linhas de montagem para reduzir custos e com isso concentrar alguns modelos em determinadas plantas de produção.


A primeira medida foi transferir a produção do Golf de Zwickau e Puebla para Wolfsburg, a fim de que a histórica fábrica da Baixa Saxônia atinja um volume anual de um milhão de unidades. Além disso, a VW concentrará também a produção do Seat Tarraco, o SUV de sete lugares da marca espanhola, aparentado com Skoda Kodiaq e Tiguan Allspace.

Andreas Tostmann, chefe executivo de produção e logística da Volkswagen, disse: “Estamos planejando aumentar a produtividade em 25% em todas as fábricas da Alemanha até 2020, conforme acordado. Mais esforços são necessários na Volkswagen no futuro para permanecer competitivo, especialmente depois de 2020”.

Em busca de melhorias no processo produtivo, a Volkswagen pretende centralizar os trabalhos de oito áreas não especificadas no momento, mas visando aumentar a eficiência nas linhas de produção europeia. A logística de peças e componentes também será outro alvo da empresa nessa reformulação industrial para a próxima década.


Tostmann completa: “A marca Volkswagen fez progressos substanciais nos últimos anos. Estamos no caminho certo. Em uma comparação do setor, somos de médio porte, pretendemos alcançar e nos tornar um dos melhores.” O plano Transform.Together deve ser anunciado em breve com todas as mudanças na área fabril da montadora alemã.

Volkswagen tira Golf do México e Brasil pode se beneficiar com isso

E com isso, Puebla abre espaço para mais um carro. Sem o Golf, conforme revelado pelo site mexicano Al Volante, a Volkswagen deve introduzir o SUV compacto Tarek na planta latina, a fim de atingir o mercado americano com o menor utilitário esportivo da gama nos EUA. O modelo não será importado do México para o Brasil, visto que será feito também em General Pacheco, Argentina.

Mas, a saída do Golf do México pode representar duas coisas importantes para a Volkswagen no Brasil. Assim como a Ford fez com o New Fiesta – que também está saindo do México – a VWB deve aproveitar o vácuo deixado pelo modelo de Puebla para exportar aos mercados da América Latina, em especial a Argentina. Isso deve aumentar bastante o volume feito em São José dos Pinhais-PR.

Ao mesmo tempo, uma das poucas peruas do mercado deve acabar chegando da Alemanha, a Golf Variant, que atualmente vem de Puebla. Isso pode significar mudanças importantes no produto, que hoje custa pouco acima de R$ 100 mil. Para os EUA, o Golf deve chegar importado da Alemanha, mas ainda não se sabe qual o impacto disso nas vendas por causa da sobretaxa de Trump para os carros europeus.

O que poderia acontecer, a exemplo do clássico Fox dos anos 80 é a VWB assumir a exportação do Golf para o mercado americano, mas pagando menos imposto do que enviado-o diretamente da Alemanha. Se esses dois casos relativos ao Golf ocorrerem de fato, os trabalhos no Paraná bem mais rentáveis.

[Fonte: Auto Evolution]

Volkswagen tira Golf do México e Brasil pode se beneficiar com isso
Nota média 3.4 de 8 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email