Europa Finanças Hatches Mercado Volkswagen

Volkswagen up!: próxima geração pode mudar radicalmente na Europa

volkswagen-up-2016-1 Volkswagen up!: próxima geração pode mudar radicalmente na Europa

De acordo com o site Auto Express, o chefe da Volkswagen Herbert Diess, teria admitido que a empresa está estudando um novo destino para a subcompacto de entrada na Europa. A questão principal é a rentabilidade, que não estaria atingindo o nível aceitável no cenário do velho continente.



Mesmo com os irmãos Seat Mii e Skoda Citigo, o Volkswagen up! não está correspondendo ao esperado em termos de lucratividade, ainda mais com a pressão ambiental sobre os fabricantes de veículos na Europa. Por conta disso, a próxima geração deve ter mudanças radicais no projeto, o que poderia levar até a uma mudança de segmento, quem sabe.

Diess, ao ser questionado, descartou qualquer intenção de uso da plataforma modular MQB-A0 no próximo up!. O motivo é que a arquitetura é muito grande para as pretensões do subcompacto, por isso o Polo e outros ficaram maiores que suas gerações anteriores. Ele diz ser muito difícil tal adaptação. Para termos uma ideia, o entre eixos básico da MQB menor é 2,56 m ante os 2,42 m da PQ12, que provavelmente seguirá adiante. Não há outra opção conhecida, visto também que a parceria com a Tata Motors fracassou.

O CEO da VW disse que o up! funciona muito bem em outras regiões (estaria se referindo ao Brasil?), mas na Europa, os custos para detenção da emissão de CO2 eleva os custos gerais e o modelo precisa corresponder em termos de lucratividade. O problema é que nesse caso, o subcompacto precisa ter um preço competitivo para manter a aceitação, mas esse valor não mais atende à margem necessária.

Por lá, o up! é vendido conforme sua proposta e isso significa usar motor 1.0 MPI de apenas 60 cv na opção de entrada, mas também tem a liberdade de oferecer um GTI com propulsor 1.0 TSI de 115 cv. Mas, para termos uma ideia de custos, o modelo (e seus irmãos) até hoje não dispõe de uma versão diesel.

Não por falta de tecnologia, mas a causa é o custo proibitivo de introdução de motor mais limpo, fato que já é conhecido no mercado europeu, onde se prevê o fim de motores diesel em compactos para os próximos três ou quatro anos. Redução de CO2 e especialmente de NOx obriga a um custo elevado em comparação com o que o produto precisa custar.

No caso do up!, já circula pela Europa o rumor do projeto T-Track, que seria um pequeno SUV derivado do modelo atual, compartilhando com este a plataforma. Como os utilitários esportivos estão em evidência e algumas marcas já começaram a entrar na faixa dos 4 metros, como a Honda com o WR-V e a Peugeot com um crossover menor que o 2008, que pode ser chamado de 1008, então esse caminho seria interessante para o up!, que ficaria abaixo dos T-Cross/T-Roc. Por aqui, essa mudança também seria interessante.

[Fonte: Auto Express]

COMPARTILHAR:

83 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

    • Tudo isso pra dizer que o UP é um fracasso, nao esta vendendo nem metade do que era esperado a VW nao consegue ter um CEO de visao ampla ,hoje o melhor ceo que tem é o CARLOS GHONS que esta conseguindo levar o grupo RENAULT a liderança de vendas e diga-se que ja passou a VW,nesse “caldeirao” da VW junta ´se escandalos,falta de politica de preços agressivos,soberba e erros de estrategias

      • belo de um CEO que consegue chamar o KWID de SUV compacto… vamos ver se vai colar!
        Não traz a linha RENAULT decente pro Brasil, só vende DACIA aqui,… belo de um CEO mesmo.

        • Que ele é o melhor CEO da industria automobilistica nao sou eu quem esta dizendo,é a revista FORBES a questao de chamar o KWID de SUV tem a anuencia da FENABRAVE e por acaso vc sabe qual SUV e um dos mais vendidos na terra dos RANGE ROVERS??? entao deixa de ser preconceituoso com uma simples etiqueta que vai na frente e atraz de um carro!!!!

          • Ser o “melhor” quer dizer que ele sabe administrar bem, mas não quer dizer que o produto dele é o melhor também.
            Ele é o melhor, bom pra ele, mas continua vendendo somente DACIA.
            Cadê Clio, Megane e os Renault de verdade?

            • Fecho com você. O que esse falso brasileiro nascido em Rondônia faz e muito bem é enxugar custos, fazer carros simples. Nos vende dacias como se fossem renaults. Renaults com padrão francês para o Brasil, esqueça. Fez o mesmo na nissan e fará o mesmo na mitsubish. Trata os mercados dividindo entre pobres e ricos. O Versa é o melhor exemplo dessa separação. Ao contrário do que fez a ford até bem pouco, o que havia aqui era o mesmo que havia na europa. Pena o powershift tem matado dois carro muito bons que são o fiesta e o focus. Voltando à VW e ao UP. É um ótimo carro, nem se discute, o melhor da sua categoria. Morreu na largada primeiro porque tudo era opcional. Segundo, só posso falar da impressão da minha filha, que teve um. “O UP não tem graça”. E a opinião dela não é de fã da marca vw, porque ela não é fã de nenhuma. E não por ser minha filha, mas opinião de quem não é fã de marca é mais valiosa que a dos fãs.

              • Esse Brasileiro nascido em Rondonia faz é o que muitos nascidos na Europa,America do norte,asia(principalmente) tem feito que é enxugar custos em carros simples e manadrem aqui pro Brasil vide Etios,Corola,UP,C3 e muitos outros Só nao entendi o o que vc quis dizer com “….falso Brasileiro…”

          • Quanta bobagem! ….Imagina um genuino renault…..um carro que a renault fabrica so pode ser um carro genuino renault,oras , um carro seja qual for que a ford fabrica é um carro genuiino da ford e assim sempre sera ,

            • Claro, a vw vai a rússia e compra a Lada. A partir dai começa a vender os ladas em mercados que consideram de terceiro mundo como o nosso, só que com a logo da vw. Você diria que não há mais lada, só vw? Foi exatamente assim com renault e dacia.

              • Primeiro que a LADA é do grupo RENAULT,e nao mudou o nome e nem a etiqueta(como vcs valorizam tanto) vcs tem que entender que nao importa o nome que vai na frente ou atras de um carro isso nao muda nada,peças saocompartilhadas ate por grupos diferentes (vide PSA e BMW) e muito mais pelo mesmo grupo(vide MARCH e SANDERO) entao posso dizer 2 maneiras que estao certas:o SANDERO é um legitimo DACIA ou e um SANDERO é um legitimo RENAULT

  • Pobrezinho do Up!. Leva esporro por onde passa, inclusive no seu país de origem. Nunca a VW imaginaria uma situação dessas com um carrinho que tem (ou teria) o trabalho de ser uma solução para o transporte dentro das cidades. Não duvido que saia de linha aqui no Brasil.

          • aqui no Brasil apesar de nunca ter virado o novo Gol como ventilavam nas páginas de revistas ‘especializadas’ vendeu sempre muito bem sim, mas lá na Europa teve a mesma receptividade que o up está enfrentando agora e saiu do mercado tão rápido quanto chegou.
            o fato é que a VW sofre para emplacar seu ‘novo Fusca’ no velho continente.

            • “aqui no Brasil apesar de nunca ter virado o novo Gol como ventilavam nas páginas de revistas ‘especializadas’ vendeu sempre muito bem sim, mas lá na Europa teve a mesma receptividade que o up está enfrentando agora e saiu do mercado tão rápido quanto chegou.” Concordo.
              “o fato é que a VW sofre para emplacar seu ‘novo Fusca’ no velho continente.” Concordo também!

              Mas… No meu comentário eu não questionei nada disso que vc rebateu.
              Falei que os custos com o Fox já estão mais do que pagos, visto que o carro foi lançado aqui em 2003 e independente de onde ele foi vendido, esse período é mais do que suficiente pra “bancar” o que foi gasto na concepção do carro. Ademais, quem arca com os custos é quem compra o carro (ou outro modelo da mesma marca).

        • Já no primeiro ano o carro figurou no top 7 dos mais vendidos, em 2006 pegou o top 5, 2007 o 4° lugar, e a partir daí alternou entre o 4° e 7º lugar nos mais vendidos até 2013*. Como esse carro deu prejuízo?
          *14/15 ficou no top 10, e em 16 teve realmente uma queda.

      • mas vai falar isso aqui no Brasil.. dizem que o mercado local é que não entendeu a proposta do produto e blá blá blá… mesmos os europeus tem a percepção de que ele não vale o que custa (ok, lá eles tem opções melhores e mais seguras pelo mesmo preço.. mas ainda assim as justificativas pelo insucesso são furadas).

  • O próximo up! poderia virar um SUV (o que eu não gostaria), mas não faria sentido uma vez que todos os SUVs de shooping da VW estão vindo com o nome começando com T, mas seria melhor que viesse com o nome T-Track que eu odiei. O novo up! poderia virar um subcompacto elétrico com + de 300 km de autonomia, mas poderia ficar caro d+. Então, não sei o que acontecerá com o up! na próxima geração.

  • Pois que mudem o nome, também. Se for para lançar algo que seja uma completa desvirtuação do conceito inicial, como a Ford fez com os Ka que vieram depois do verdadeiro Ka, o Mk1, melhor mudar de nome.

  • Brasil é o paraiso da VW carros de 15 anos por 60 mil reais, agora a Vw em 2019 aqui no pais ja não fabricará nemk UP nem golf o ultimo será importado

  • Quando lançaram o up! fui vê-lo e não gostei. Comentei que seria difícil vender o carro diante dos rivais que apresentavam visual mais robusto e ousado com interior de design bem mais inspirado. Fui criticado. A situação é essa ai: o carro que deveria substituir o Gol GIV e ser o carro de maior volume de vendas da marca nunca chegou nem perto da meta que seria 12 mil por mês. O mesmo digo sobre este novo Polo que terá no visual, muito parecido com o Gol, seu maior obstáculo de sucesso.

      • Se o novo Polo agradar o consumidor brasileiro, ele pagará um preço mais elevado. Veja o caso do up!: lançado com versões abaixo de 30 mil, nunca deslanchou. Atualmente é encontrado em promoções e em setembro a juros de 0%. mesmo assim não vende.

        • Sim, mas é diferente. O UP é considerado muito feio pro grande parte da população. Aí não há preço que ajude. O que ajudou o UP foi o motor TSI.
          o Gol não é feio, e se o Polo se parecer com ele não vejo problema.
          Problema maior é pro Golf se parecer com o Gol.

        • Problema do UP nem é ser feio, onix mesmo pra mim é horrendo, frente de cão pequinês e traseira de gol (versão pré facelift) e ainda assim vendia bem, porém compensava no interior. O problema do UP é a pobreza do interior, se a vw fizer o que fez no Fox na virada de facelift iria ajudar e muito.

    • Aí é que está: carros no Brasil custam caro, e as pessoas não querem pagar caro em um carro pequeno como o Up, já que o que o encarece não está exatamente à vista (plataforma e tecnologia). Com o Gol, o problema foi outro: plataforma e tecnologias defasadas, e o estigma de ter sido o carro de entrada (popular) provavelmente dificultou sua vida ao tentar brigar no segmento superior. A linha “de entrada” da VW estava uma bagunça, com Up, Gol e Fox.

      Mas pela segurança, eu certamente iria de Up.

  • O fato do Up nao ter motor a diesel nao tem nada a ver com emissoes. Nenhum subcompacto europeu tem motor diesel, por uma mera questao de custo. Sendo limpo ou poluente, o motor a diesel é sempre caro demais pra um modelo “popular”, elevando seu preço em 25-30%. Simplesmente inviável.

  • No Brasil o problema desse carro é o preço.
    A versão mais cara com opcionais chega a custar quase 61 mil e não vem sequer com vidros elétricos traseiros.
    Só para comparação (sei que não são concorrentes), um Sandero RS 2.0 custa 63 mil.

    • Rpz, tem um amigo da família que fez um péssimo negócio essa semana, saiu de uma Ecosport 2016 e foi para um Onix at, ontem mesmo ele chegou pra mim e disse que se arrependeu de fazer a troca, pagou 60k em um compacto Att, e disse que está arrependido, pq o carro é baixo, não se compara a Ecosport, eu disse que os 2 são compactos, um de salto e outro baixo, o problema é o conforto maior nas ruas esburacadas que a Ecosport proporciona e o Onix não. Vai de gosto.

      • Ele deve estar sentindo falta do pseudo status do Ecosport.
        Eu queria entender essa mania de querer ter carro pseudo alto. Alto só na posição de dirigir, pq em relação ao solo não vejo tanta diferença.
        Eu gosto de direção esportiva, quanto mais colado ao chão melhor…

    • Lá em casa teve gol G3 e nessa época era um pouco melhor que seus concorrentes, de lá pra cá acho que a concorrência acordou, e com certeza fez produtos muito superiores, mais a doença (fanboy) não deixa enxergar, mesma coisa é o Corolla, tem muitas opções melhores, mais é tanto disse me disse que o carro é isso é aquilo que o povo fica cego.

    • Os carros da VW são bons, alguns acima da concorrência, outros equivalentes ou um pouco abaixo. O grande problema é que saindo do “mundo de Alice” e indo pro mundo real, a manutenção deles é um pouco mais alta, seguro geralmente é mais caro que os concorrentes e tem alguns pacotes de opcionais totalmente sem nexo. Os que “sonham” com um, não são os que normalmente tem o dinheiro pra comprar.

  • Levam anos planejando um carro com um conceito de ser barato, de entrada, subconpacto o que siginifica que será comprado apenas por quem não necessita de espaço ou terá o carro apenas para trabalho, logo é quem está interessado principalmente no preço, e não veem que o carro nao vai dar custo? A verdade não tem publico pra esse tipo de carro, só preços muito baixos pra atrair consumidores, até o publico feminino que preferia carros pequenos migraram para SUVs, de preferencia brancos e asiaticos, no brasil o consumidor comum que precisa de um carro pra família vai preferir o zeronix que com todos seus defeitos atende melhor suas necessidades.

      • Na lista de 10 mais vendidos da europa 2017 os menores são polo, 208, clio e corsa que tirando o ultimo se enquadram como compactos. A meu ver montadoras se fiam em pesquisas que refletem situações momentâneas e expressam em números o desejo do consumidor não realmente entendendo sua vontade consequentemente errando.

  • Interessante?? Sério mesmo???!!!…
    O barato do UP! é ser compacto, caber em qualquer lugar, e mesmo assim espaçoso e oferecer um conforto suficiente e sem frescuras. Mas, parece que a loucura de comprar prédios pra andar nas ruas, mostrando quem tem o xxx maior via ameaça implícita infectou o mundo…E então quem quiser um sub-compacto que compre uma moto, ou que se ferre num coletivo, não é mesmo?
    Vamos todos à Caterpillar e compremos moto-niveladoras para andar pela cidade, afinal, agora elas têm ar-condicionado!

      • Entendo. Mas só informo: o porta-malas de um UP! (brasileiro) é do mesmo tamanho ou pouco inferior da maioria dos veículos. Quanto ao espaço traseiro, minha solução foi tirar o “porta-copos” que atrapalhava a movimentação e acomodação no banco traseiro.
        Lembrando também que, salvo casos raros em que há muitos membros numa família, o mais comum é que se ande com um ou no máximo dois ocupantes no veículo. Não senti mudança brutal de disponibilidade de espaço neste veículo, vindo de um Gol e depois de um Punto. Na verdade, andando na traseira de um HB20, que prezo como dos melhores hatchs da atualidade, me senti meio desajeitado e ainda, comparando com a acomodação traseira de um FOX, não encontrei fator que desabonasse o espaço traseiro do UP! De toda forma não creio, sinceramente que a grande maioria das pessoas que adquire veículos enormes e às vezes de construção chassis/carroceria, realmente necessite do mesmo e de suas características…a maioria é mesmo para causar impacto ou por motivo de status, ou ainda uma senhora falta de noção quanto à segurança e estabilidade veicular. “Vou ao Shopping de SUV” (ou ainda de pick-up).

        • Claro que cada pessoa tem um ponto de vista. O que me preocupa é esse sangue nos olhos para se ter um “Súvi”. Onde existe uma preparação melhor dos motoristas, eles até têm noção de quanto a maioria deles é menos estável dinâmicamente (e, claro, lá fora todos esses carros estão lotados de “Babás” eletrônicas, já aqui uma boa parte não) e quanto mais alto está o centro de gravidade em um deles. A minha defesa é para os sub-compactos, hatches médios e peruas, os grandes injustiçados por essa cegueira, diria quase… histeria pelos “Súvis”.

  • Vamos falar sinceramente: QUANDO LEMOS UMA NOTÍCIA QUE NA EUROPA O MODELO PODE MUDAR RADICALMENTE, DE FATO O MODELO IRÁ MUDAR PARA MUITO MELHOR DO QUE É NO BRASIL…..EXISTE ALGUMA DÚVIDA ??????

  • Com certeza é o melhor carro do seguimento!!! E quem o critica, pode ter certeza que jamais teve oportunidade de viajar dirigindo um Up! Tudo dor de cotovelos esses invejosos

    • Tenho um mas comprei no lançamento, logo paguei um preço melhor do que custa hoje, no meu caso usei 2 argumento para compra sendo segurança e economia, valeu a pena.

      Hoje não sei se compraria, mas todos os carros estão com o preço disparando, talvez um tsi…

  • Acho que seria interessante manter o Up como carro híbrido ou elétrico (na Europa), já que é um carro com proposta fortemente urbana e que atenderia os requisitos de controle do CO2. Visto que lá a diferença de preços dos modelos de entrada não é assim tão grande, é preciso fazer algo para que os subcompactos possam realmente se diferenciar para além das vantagens de serem carros pequenos, ágeis e que cabem em qualquer lugar, e ao contrário do Brasil, não dá para simplesmente subir o preço do carro imediatamente superior (o Polo) e ficar por isso mesmo.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email