*Destaque *Featured Lançamentos Sedãs Test Drive Volkswagen

Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Em nova fase, a Volkswagen lança oficialmente no mercado brasileiro o Virtus, que chega com preços a partir de R$ 59.990 e faz sua estreia não só nacional, mas também mundial, já que substitui as antigas gerações do Polo Sedan, que foi produzido e vendido no Brasil há alguns anos atrás. O retorno é mais um passo da marca alemã para a virada de mesa por aqui, estando disposta a mudar muita coisa para voltar a ser líder até 2020 e prometendo 18 lançados até o fim da década.



Nessa guinada, o Volkswagen Virtus 2018 surge como segundo elemento no novo time de produtos com a plataforma modular MQB A0, desenvolvida exclusivamente para carros compactos do grupo alemão e pela primeira adiciona um espaço extra em relação ao Polo 2018, que foi o primeiro a chegar. Com 4,48 m de comprimento, 1,75 m de largura, 1,46 m de altura e 2,65 m de entre-eixos, tendo um porte bem superior ao do Voyage, por exemplo, mas se colocando entre este e o Jetta.

O porte maior confere não só mais espaço no porta-malas, que tem 521 litros e supera os volumes dos dois irmãos do portfólio nacional, assim como um bom espaço para as pernas no banco traseiro, sendo este um dos principais destaques do novo sedã compacto, que tem a missão de bater de frente com Fiat Cronos e outros sedãs desse porte no mercado nacional. Por aqui, o Volkswagen Virtus 2018 passa a ser oferecido nas versões MSI, Comfortline e Highline.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Volkswagen Virtus 2018 – Estilo

O Volkswagen Virtus 2018 mantém o mesmo estilo frontal do Polo 2018, caracterizado por faróis duplos de máscara negra e lentes complexas, bem como grade com friso único e extensão da cor do capô, além de para-choque com linhas fluídas, opção de sensor de estacionamento e faróis de neblina com LEDs diurnos. O conjunto tem também detalhes cromados na versão Highline.

Nas laterais, apliques nos para-lamas indicam as versões, assim como no Polo 2018. Até as colunas B, sedã e hatch compartilham o mesmo visual, embora não seja o mesmo na parte estrutural, que recebeu reforços também antes das referidas colunas. As portas traseiras são maiores que no hatch e o Volkswagen Virtus 2018 vem com harmônicas vigias laterais nas colunas C, que se prolongam bem até o porta-malas. Apesar da tentativa da VW de reduzir o prolongamento do bagageiro, é fácil notar a traseira bem proeminente.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

As lanternas traseiras são um misto de estilos dos sedãs da VW que já estão no mercado, incluindo ainda o Audi A3 Sedan como influência no design. As rodas de liga leve possuem três tamanhos, tal como no Polo 2018, sendo elas de aros 15, 16 e 17 polegadas, esta última com pneus 205/50 R17.

Por dentro, o ambiente é o mesmo do Polo 2018, tendo painel com acabamento e design bem sóbrios, mas chamando atenção para o cluster digital Active Info Display, que tem tela de 10,25 polegadas e três modos básicos de visualização, com direito à mapa de navegação em tela inteira.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

A multimídia Discover Media com tela de 8 polegadas é a mais completa da gama e vem com Android Auto (com Waze), CarPlay, MirrorLink, sensor de aproximação, câmera de ré, navegador GPS nativo, entre outros. O acabamento em preto brilhante entre os dois dispositivos une as telas como se fosse um conjunto único.

O Virtus é o primeiro carro do mundo com a plataforma Watson da IBM, que permitiu a criação do manual cognitivo do modelo, onde as dúvidas do motorista podem ser respondidas através de imagens captadas pelo aplicativo de smartphone, com o sistema respondendo o que significa tal item.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

No porta-luvas, um slot conta com CD e duas entradas SD, sendo uma para mapas de navegação. Há até três entradas USB, uma no suporte de celular, outra no porta-treco no painel e outro para o banco traseiro. Nas demais versões, seguem os mesmos sistemas de entretenimento do Polo 2018. Na versão MSI, a alavanca é manual, enquanto as outras duas, ela vem com seletor Tiptronic.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

O volante multifuncional em preto brilhante e bancos com revestimento em tecido personalizado, chamam a atenção também, mas não mais do que o espaço atrás, com direito a banco bipartido, cintos e apoios completos, além de difusores de ar nas versões com motor TSI. Mesmo com a ampliação, nota-se um equilíbrio nas linhas internas, correspondendo a boa impressão obtida no exterior. Botão de partida junto ao câmbio, ar-condicionado automático, apoio de braço ajustável, luzes de leitura dianteiras e traseiras, são outros pontos positivos, apesar do suporte para celular parecer um exagero nas versões mais caras, mas útil na MSI.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Já o porta-malas é bem espaçoso e ainda pode vir com uma prancha opcional para separação de bagagem. Porém, partes próximas aos “pescoços de ganso” não possuem qualquer acabamento. Apesar desse detalhe, o Volkswagen Virtus 2018 passa uma impressão boa, embora não conte com materiais soft ou mais couro que o esperado, ainda mais que este último também é opcional, como no irmão mais velho. Porém, só o espaço extra para pernas e mais o conforto do ar-condicionado com saídas traseiras, confere um diferencial bom ante a concorrência. Não é um sedã compacto premium como existia antigamente, mas agrega tecnologias de modelo médio.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Volkswagen Virtus 2018 – Versões e Conteúdo

O Volkswagen Virtus 2018 chega nas versões MSI, Comfortline e Highline, sendo a primeira com motor 1.6 MSI e câmbio manual, enquanto as outras duas contam com o propulsor 1.0 TSI e câmbio automático de seis marchas. O conteúdo é semelhante ao oferecido no Polo 2018.

Virtus MSI 2018 – De série com ar-condicionado, direção elétrica, airbags laterais, airbag duplo, freios ABS com EDB e controle de tração (M-ABS), banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro com três apoios de cabeça e cintos de 3 pontos, Isofix, bancos em tecido, banco traseiro rebatível, computador de bordo, indicador de mudança de marcha, vidros dianteiros e traseiros elétricos, travamento central elétrico (incluindo porta-malas), pneus 195/65 R15, rodas de aço aro 15 com calotas, suporte de celular com USB para recarga, rádio Media Plus com USB/SD/auxiliar/Bluetooth, chave canivete, espelhos iluminados nos para-sóis, alertas de faróis e cinto e sistema de som com quatro alto-falantes.

Opcionais:

  • Connect Pack – rádio Composition Touch com AppConnect (Android Auto/CarPlay/MirrorLink), volante multifuncional, display TFT no cluster, rodas de liga leve aro 15 polegadas, sensor de estacionamento, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa e bloqueio eletrônico do diferencial por R$ 2.950.
  • Safety Pack – display TFT no cluster, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa e bloqueio eletrônico do diferencial por R$ 1.050.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Virtus Comfortline 2018 – Itens de série e o opcionais do MSI. De série, adiciona vidros dianteiros one touch, grade e preto brilhante, faróis de neblina com função curva, descansa-braço central ajustável, USB no banco traseiro, difusores de ar traseiros, freios a disco nas quatro rodas, luzes de alerta em frenagem, I-System com Eco Comfort, dois tweeters, banco traseiro bipartido, retrovisores elétricos com tilt down, lanternas traseiras escurecidas e alarme.

Opcionais:

  • Tech I – entrada e partida sem chave (Kessy), controle de cruzeiro, retrovisor eletrocrômico, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, farol alto automático, sensor crepuscular, sensor de chuva, faróis com temporizador, volante com paddle shifts e rodas de liga leve aro 16 polegadas com pneus 205/55 R16 por R$ 2.200.
  • Tech II – entrada e partida sem chave (Kessy), controle de cruzeiro, retrovisor eletrocrômico, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, farol alto automático, sensor crepuscular, câmera de ré, ar-condicionado automático, frenagem de emergência após primeira colisão, sensor de chuva, porta-luvas refrigerado, faróis com temporizador, volante com paddle shifts, indicador de pressão dos pneus, rede no porta-malas, sensor de fadiga, rodas de liga leve aro 16 polegadas com pneus 205/55 R16 e prancha para separação de bagagem (s.a.v.e.) por R$ 3.500.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Virtus Highline 2018 – Itens de série do Comfortline, mais rodas de liga leve aro 16 polegadas com pneus 205/55 R16, volante com paddle shifts, controle de cruzeiro, porta-luvas refrigerado, luzes de cortesia dianteiras e traseiras, LEDs diurnos, entrada e partida sem chave (Kessy), ar-condicionado automático e porta-óculos.

Opcionais:

  • Bancos, portas e laterais em couro Native por R$ 800.
  • Rodas de liga leve aro 17 polegadas com pneus 205/50 R17 por R$ 1.200.
  • Banco do passageiro rebatível (Space Pack) por R$ 300.
  • Tech High – indicador de pressão dos pneus, prancha para separação de bagagem (s.a.v.e.), sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de fadiga, frenagem de emergência após primeira colisão, sensor crepuscular, sensor de chuva, multimídia Discover Media com GPS/AppConnect/comandos de voz, câmera de ré, Active Info Display, antena estilo barbatana, retrovisor eletrocrômico e farol alto automático por R$ 3.300.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Volkswagen Virtus 2018 – Preços

  • Volkswagen Virtus 1.6 MSI – R$ 59.990
  • Volkswagen Virtus Comfortline 1.0 TSI Automatic – R$ 73.490
  • Volkswagen Virtus Highline 1.0 TSI Automatic – R$ 79.990

Volkswagen Virtus 2018 – Motorização

O Volkswagen Virtus 2018 também chega com motores EA211, sendo o 1.6 MSI com 16V entregando os mesmos números do Polo 2018, tendo 110 cv com gasolina e 117 cv no etanol,  ambos a 5.750 rpm, enquanto os torques são de 15,8 kgfm no derivado de petróleo e 16,5 kgfm no subproduto da cana, obtidos a 4.000 rpm. Com transmissão manual de cinco velocidades, o sedã compacto vai de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos e tem máxima de 195 km/h (no etanol).

Já no caso das versões Comfortline e Highline, o propulsor é o 1.0 TSI com três cilindros, turbo e injeção direta, que entrega 116 cv com gasolina e 128 cv com etanol, alcançados a 5.500 rpm, enquanto o torque é de 20,4 kgfm entre 2.000 e 3.500 rpm, em ambos os combustíveis. O câmbio é sempre automático Tiptronic de seis marchas, que permite ao modelo ir de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e ter velocidade máxima de 194 km/h. Nessa configuração, há trocas de marcha manuais na alavanca ou volante, além de modo Sport.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

O consumo, de acordo com o Inmetro, no motor 1.6 MSI é de 11,9 km/litro na cidade e 13,8 km/litro na estrada com gasolina, enquanto o etanol permite 8,2 km/litro e 9,5 km/litro, respectivamente. Já no motor 1.0 TSI, o Volkswagen Virtus 2018 consegue 11,2 km/litro na cidade e 14,6 km/litro na estrada, no derivado de petróleo. Com álcool, o sedã faz 7,8 km/litro no meio urbano e 10,2 km/litro no rodoviário.

Na versão Highline, as três primeiras revisões são gratuitas. Um pacote com as três primeiras revisões para o Virtus sai por R$ 1.099.

A pintura sólida é composta pelo Preto Ninja, Vermelho Tornado e Branco Cristal, estas duas últimas custam R$ 450. Já nas pinturas metálicas, o Volkswagen Virtus 2018 cobra R$ 1.450 pelas cores Azul Night, Prata Sirius, Prata Tungstênio e Cinza Platinum. Totalmente completo, o Virtus Highline acaba saindo por R$ 83.740.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Volkswagen Virtus 2018 – Impressões ao dirigir

Indaiatuba-SP – Andamos no Volkswagen Virtus 2018 em pista da Fazenda Capuava, onde conseguimos obter algumas boas impressões do novo sedã compacto nacional. Observando o tamanho do modelo em comparação com o Polo 2018, a primeira impressão é de que a traseira longa traria um desequilíbrio no conjunto, provocando assim muitas saídas de traseira.

Como não se pode julgar apenas com os olhos, então partimos para a pista e nos surpreendemos pela boa estabilidade do conjunto, mesmo em curvas bem fechadas e em alta velocidade.

O Volkswagen Virtus 2018 realmente tende a querer sair de traseira, mas querer nem sempre é poder, já que nesse caso, além do bom conjunto de suspensão, com ajuste um pouco mais firme, bem como a boa estrutura rígida da MQB, permite ao sedã manter-se bem neutro na maior parte das curvas, saindo um pouco de frente, mas totalmente corrigível. Note que os pneus no Virtus são mais largos que no Polo (205 contra 195), portanto, isso também ajuda muito na estabilidade do modelo.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

A eletrônica atuante é muito forte, fazendo com que o sedã compacto – testado apenas na versão Highline – se mantenha sempre na trajetória programada pelo condutor. Mesmo em frenagens fortes e mudanças rápidas de direção, o Volkswagen Virtus 2018 apresenta uma boa dirigibilidade, elevando bastante o nível de confiança do condutor ao volante, em situações mais exigentes. Não deu para saber como ele se comporta com porta-malas cheio e mais gente a bordo, mas isso vamos ver mais adiante na Avaliação NA.

Mas e o motor? Se você já conhece ou leu nossa avaliação, então saberá que o Volkswagen Virtus 2018 se comporta basicamente como seu irmão. Mesmo o acréscimo de volume e peso, o sedã apresenta agilidade, rapidamente alcançando rotações elevadas com aquele som característico do três cilindros, mas com um tom mais grave, que só conhecemos de motores turbinados. O bom torque de 20,4 kgfm a partir de 2.000 rpm – bem perceptíveis a 1.500 rpm – garante prazer ao dirigir, com pouca exigência do motor e rotações mais baixas durante a condução.

volkswagen-virtus-2018-impressões-NA-1 Volkswagen Virtus 2018 chega com preços a partir de R$ 59.990

Rodando a 110 km/h, ele marca os mesmos 2.300 rpm do Polo 2018, mantendo assim um bom nível de ruído e também economia além, é claro, da disposição sempre ali, esperando para ser utilizada. A direção elétrica é bem progressiva e conversa abertamente com os assistentes eletrônicos que mantém o Virtus na onde deve estar, dentro da pista. O câmbio tem engates suaves e um bom escalonamento.

No modo Sport, o corte vem aos 6.000 rpm sem cerimônia, mas isso não é ruim, dado o desempenho geral que o três volumes apresenta. No modo manual, alguma diversão, mas sempre dentro de limites folgados do sistema. O bom handling apresentado não foi totalmente surpresa, dada as características de engenharia e condução que se aplicam aos produtos da VW, especialmente com MQB. Logo mais, traremos mais impressões ao dirigir do Volkswagen Virtus 2018, desta vez também com câmbio manual e motor 1.6. Será que vai pedir também uma caixa automática?

Volkswagen Virtus 2018 – Galeria de fotos

Evento a convite da Volkswagen. 

5.0

COMPARTILHAR:
  • tjbuenf

    Os compactos são os novos médios. Os preços estão escandalosos.

    • Leandro

      Verdade. Esse interior, pelo menos nas fotos, é bem simples..

      • Filipe

        Achei feio esses tons preto com cinza.

        • Eduardo Zacchi

          Somos dois!!! Ao menos nesse quesito o City tá na frente!!!

      • El Gato Negro

        Quase a totalidade da linha Volks, excluindo família Passat, me passa uma sensação latente de fragilidade no interior. Acabamento simples com materiais de baixa qualidade. Incluo nesse balaio o Golf e Jetta. Mas como eu disse, é uma sensação, uma impressão que tenho, apenas de entrar nos carros em concessionárias, já que nunca fui proprietário de nenhum dos modelos citados.

      • Thiago Fernandes

        Lembrou os materiais usados no Gol 2001 que meu irmão tinha

    • RTEC30

      Se pelo menos matassem o Gol e o Voyage estava bom,no entanto ficarão para justificar os preços destes compactos novos.

    • Filipe

      Muito caro!!

    • ObservadorCWB

      O “Gol” sedã mais caro da história.kkk

      • th!nk.t4nk

        Gol com 5 estrelas no Latin NCAP? Até que tá bom então :)

        • ObservadorCWB

          Ai ai ai…o pessoal “do contra” até quando é trolado continua. Até um ano atrás havia os meninos do super trunfo, pegavam dados numéricos, muitas vezes fornecidos pelos fabricantes, e isso virava Bíblia. Agora temos os meninos do não fez pipi na cama=1 estrelinha, esticou o lençol=duas estrelinhas, não respondeu mamãe=3 estrelinhas, comeu sem derramar comida=quatro estrelinhas, e estudou um pouco sobre aços especiais sabendo copiar e colar no windows=cinco estrelinhas…… Um céu estrelado para estes…..

          • th!nk.t4nk

            Relaxa Observador, isso é a internet cara :) Sempre vai ter alguém zoando e discutindo/rebatendo com besteiras pra ganhar “estrelinhas”, normal (você mesmo acabou de fazer isso). Mas legal a visao que tem sobre mim, copiar e colar foi boa. Que bom seria se a vida fosse fácil assim, meu doutorado em engenharia mecânica teria sido bem menos sofrido :)

            • Ernesto

              Tem gente que adora fazer comentários como o do ObservadorCWB para ganhar likes (ou estrelinhas). Para rir! Rsrsrsrs.

        • Thiago Fernandes

          Um gol sedã com segurança …

    • Leonardo Lima

      Pensando retrospectivamente nos últimos 5 anos, certamente. Pensando nos últimos 25, talvez não. Em 1993, um Santana topo de linha custava perto de US$40mil. Mesmo reajustando o preço em moeda nacional pelos índices oficiais de inflação, o valor atualizado seria superior aos R$150.000. Embora tenha um porte aproximado ao do Santana, o Virtus é um produto bem mais “popular” sob vários aspectos, preço inclusive.

      • Linkera

        Sério mesmo que você quer comparar o preço de um carro da época em que tinhamos o mercado fechado para importação e que as 4 grandes “nacionais” colocavam o preço que queriam? Vai mesmo comparar o preço de um carro da era “pré-Real” com os dias de hoje???
        Nada justifica esse(s) preço(s) e a palavra “popular” não cabe nem entre aspas associada a este carro ou qualquer outro no Brasil.

        • Leonardo Lima

          Ok, pegue então o ano de 2003. Fiat Marea Turbo custava R$57990, ou R$120.000 ajustando a inflação. Golf GTi R$62.200 ou R$130.000 atualizados. Me desculpe, mas discutir preços de carros sem uma perspectiva mais global sobre a trajetória da inflação brasileira é uma visão limitada do problema.

          Citando fontes: .

          • Luis Fernando Pozas

            Então o golf GTI está mais caro hoje?

            • Leonardo Lima

              A matéria citada é de abril do ano passado. Corrigindo pelo INPC, R$62200 em 01/12/2003 seriam R$136.050,45 em 01/12/2017. No configurador, o GTi está R$134.870. É quase na mosca o mesmo preço.

          • José Barbosa

            Fiat Marea Turbo era o topo de uma linha de carros luxuosos nacionais. O Virtus não chega nem perto disto, exceto pelo preço.

            • Leonardo Lima

              Virtus custa 80, não 120. Ao invés de negar o óbvio, faça um exercício. Pegue a nota fiscal de qualquer carro zero que você tenha comprado na vida e atualize o preço com a calculadora de inflação do Banco Central. O Gol CL1.6 Mi 1997 de R$12.000 do meu pai, valor corrigido de R$57.113,31. Oh, que surpresa, justamente o valor do Polo MSI 1.6.

            • Ernesto

              Mas onde que o Virtus chega a 120K como o Leonardo Lima escreveu?

    • Hiboria

      Por curiosidade comparei alguns veículos de 2010 a 2012 com os atuais e vi alguns fatos interessantes.
      Os compactos hoje estão com entre-eixos maior que os médios de 6/7 anos atrás um corolla tinha 2,60m, virtus 2,65 por exemplo.
      Os próprios médios hj estão com entre-eixos de carros grandes de antes, 2,70, um fusion tinha 2,72m.
      Os próprios modelo cresceram.
      Queria deixar claro que também acho os valores um absurdo, 80 mil temer (23 mil dólares) em um virtus highline é muita grana. mas a realidade brasileira (sem regras claras, que mudam a cada 3-5 anos, sem segurança jurídica, e ainda sem uma montadora nacional …) acho que esse carro está até razoável.
      Colocando ainda que o MSI tem até um desempenho bom com bom consumo e uma plataforma até que eficiente (MQB), acho que é uma boa opção hj.
      Irei dar uma olhada, mas acho que vale até compará-lo com Civic 2.0, corolla, até cruze.

      • Paulo Lustosa

        Vectra desde 2005 tinha 2,70m e o Civic também, os menores que tinham de entre-eixos na época em questão de veículos médios era apenas o Corolla, Focus e o Jetta

        • Hiboria

          O Civic alterou para 2,70 com o New civic, antes era 2,62m. O Vectra vc esta correto, mas a chevrolet abandonou ele em 2011, substituido por Cruze 2,68m

          • Paulo Lustosa

            O New Civic 2007 tinha 2,70m de entre-eixos com 4,49m de comprimento

            • Hiboria

              Sim, foi o que eu quis dizer. O modelo anterior era 2,62m.

    • Mario

      A dúvida que ficou, é se podemos chamar de big-voyage ou mini-jetta??? Por favor, VW, esclareça como quer que chamemos o novo voyage!!!

      • Maneco

        big voyage é a melhor de todas kkk

      • Lucas Inacio Da Silva

        Chama de Virtus, o nome que vw registrou, se fosse pra chamar de outro nome ele trocaria não acha…

      • thi

        Nossa tu he muito engra,cadao

      • cepereira2006

        Aquela do mini-golf foi só para rir da cara dos brasileiros. Agora a piada já ficou velha.

      • Ernesto

        Para os haters, tanto faz.

    • Renato Duarte

      E eu que pensava que quando a farra do domínio das “quatro” grandes acabasse,, a farra do aumento de preços acabaria junto. Pobre ingenuidade a minha. Parece até que quem fecha negócio na concessionária,, aceita isso sabendo que nem todo mundo consegue,, e assim inflando algum tipo de ego próprio.

    • Fanjos

      61k no Cruze Sport6 13/14

    • francis

      Achei o preço da versão MSi aceitável, coloca o safety Pack opcional, e fica bom, agora pra ficar Legal pra quem gosta de uma telinha no painel, instala o conect Pack e ainda leva as rodas de liga leve..
      Penso que em breve virá o cambio AT pro MSi, A Fiat que coloque um preço bom pro Croma, ops Cronos…

    • Volta dos compactos premium.

    • DevXav

      Então aquela foto que tinha vazado supostamente do novo Jetta é na verdade esse Virtus?

    • Realista.com

      Os compactos não são os novos médios pois os médios estão ai no mercado.
      O que acontece é que os sedans médios estão tendo seus preços reposicionados.
      Os médios mais novos, como Corolla, Cruze , Civic já batem fácil os 115 mil reais, enquanto que os compactos estão na cada dos 80 na versão topo.
      A nova geração de médios vai começar em mais de 100 mil reais.
      O novo Jetta, que chega no meio desse ano vai partir de mais de 100 mil reais na versão mais básica, pode apostar.
      Sempre que os compactos ficarem mais caros, os preços dos médios serão reposicionados para mais.

    • Kadu

      Isso que é foda, fico pensando em trocar o meu Fluence por um mais moderno com no mínimo as mesmas coisas, mas está muito difícil pelo preço! Muitas coisas que só na versão top do vitus tem, o fluence tem desde o “básico”. Lógico, falta o motor mais moderno, mas os preços estão absurdos! Não tenho coragem de dá um rim para comprar um carro.

  • Flight_Falcon

    Carro bonito, bem apresentado, mas fora do meu orçamento, futuramente semi novo é uma opção

  • Audi a5

    Tive um carro com carpete cinza claro, sendo que o revestimento do túnel dianteiro, ao lado do acelerador, mancha rapidamente, porque a lateral do pé encosta ali facilmente. Suja demais, e o pior: com o contato frequente, encarde.

    • Natán Barreto

      Meu sonho era ter um carro com interior caramelo. Quando finalmente comprei uma Town And Country assim virou um pesadelo. Tapetes caramelos são um pesadelo.

      • Eduardo Zacchi

        O Brasil infelizmente é um país muito sujo… As pessoas não tem consciência cidadã para manter as cidades limpas e os governos não se atentam para a limpeza pública…
        Por isso, no dia a dia a gente se suja e na utilização do carro, os interiores claros sofrem…

        Não tem jeito, interior preto monocromático é a saída…

        • th!nk.t4nk

          É, esses tons claros sao melhores em lugares mais limpos. Onde moro o carpete preto é o que mais suja. A neve do solado do sapato derrete, e com ela sai um bocado de sal. Fica tudo esbranquiçado. Um tom cinza daí é o ideal.

          • Eduardo Zacchi

            Concordo contigo! Estive em Chicago faz dois anos e na época do inverno, com muita neve, os grandes centros ficam nojentos porque a neve se mistura com o pó das ruas (que vem dos ventos, da fuligem, dos pneus) e fica aquela maçaroca cinza e feia…
            E pra piorar tem o sal, que é vital pra manter a segurança nas vias!!!

            Neve é gostoso, mas onde quase ninguém passa, que daí você aproveita ela branquinha e limpa…

      • Edson Fernandes

        Poxa… mas tapetes claros é de dar desespero. No meu Fluence que é o Privilege (portanto com a parte inferior clara, o tapete é claro. Tratei de colocar tapetes de borracha preto justamente por isso (e felizmente não quebrou o contraste do interior).

  • invalid_pilot

    As versões turbo com preço do Jetta há uns 2 – 3 anos atrás.

    • Alexandre Volpi

      Se pegar a highline, está o preço do finado Jetta trendline at… Triste realidade

      • invalid_pilot

        Nosso dinheiro vale mais nada

      • Edson Fernandes

        Mesmo o Comfortline sendo vendido em promoção por R$89000 (R$87000 em SP) é 1.4 TSI e mais itens que esse carro.

        • Andrei Sousa

          Sou mais investir em um jetta 1.4 neste “promoção!”

          • Thales Sobral

            Investir?

      • Realista.com

        Mas os preços da nova geração do Jetta que chega no meio desse ano serão reposicionados.
        Duvido que a versão de entrada do Jetta fique menos de 100 mil reais.
        A de entrada, eu disse.

  • Jesse James

    PCD vai ser a 1.6 MSI AUT, Show de carro!

    • Johnny Boris

      Fica a questão para pcd: polo tsi ou virtus 1.6? Estou nessa.

      • Cláudio Modesto

        Cara, depende da sua necessidade.

    • Jossimar Pádua Júnior

      Exato. Saiu ontem pra minha mãe e agora é provável que ela feche com algum SUV por conta de precisar de espaço e custo beneficio. A esperança era ter o TSI a menos de 70k assim como o Polo TSI tá a 50k pra PCD

    • mariostefa

      Vai ter esse modelo? ou é sua sugestão?

      • Fabricio Watanabe

        Diz a lenda que já já vem o Polo/Virtus 1.6 AT6.

  • Hoffmann

    O de entrada tem custo x benefício até que bom, já os outros, que absurdo.

  • Cleidson

    A Highline com todos opcionais deve chegar em 90 mil reais, preço que deveria ser Civic, Jetta, Corolla…

    • MauroRF

      Como não está ainda lá no site da VW o simulador de preços, eu simulei um Polo Highline completo com todos os opcionais. O valor em opcionais dá 5600 reais. Como acredito que os valores sejam iguais para o Virtus, dá 85.590. Isso na cor preta, porque as outras sólidas eles cobram mais 450 reais. Se quiser com pintura metálica, são mais 1450 reais, ou seja, um Highline completo com pintura metálica (a minha escolhida seria o azul), daria um total de 87.040. O interessante é que, considerando preço de tabela, por 94k já tem o Jetta Confortline, isso para falar da própria marca. Não sei se é possível obter desconto no Jetta. Veja uma coisa interessante, o Civic Sport, só que manual, porém já é um médio, sai 87900 (ok que ele é mais capado e o Virtus é o mais completo possível, mas aí o Civic já seria um médio). Tem o Lounge básico por um pouco a mais.

      Aí entra a questão dos descontos: Civic, se conseguir, será muito pouco, num Lounge e no Cruze, dá para conseguir bastante. Conheço gente que ainda leva o Cruze LT por 90k, o que acho muito mais negócio. O Virtus eu acho que terá procura inicial grande na Highline, assim como o Polo, então acho que desconto não rolará. Se rolasse desconto no Virtus, valeria a pena, dependendo do que a pessoa busca, mas se, digamos, for possível levar Cruze por 90k ou Virtus completo sem desconto algum, eu partiria para o Cruze.

      • Alessandro

        mas ai que ta nao considere que vai ser iguais, afinal o virtus está custando 10 mil a mais que a versao equivalente do polo sem nenhum item adicional a VW ta dando uma de Fiat com o Linea inventou um nome novo e ta querendo esconder a origem para cobrar muito mais caro.

        • MauroRF

          E essa estratégia pode não dar certo.

          • Alessandro

            sinceramente espero que de muito errado, senão todas vão começar a cobrar muito mais pelo sedã.

        • Johnny Boris

          Aí você chegou no ponto

      • Galeroso

        Acho ridículo esse lance de cobrar a mais pela pintura, agora só há a cor preta sólida gratuita enquanto as demais cobram? Daqui um dia todas as cores já serão opcionais! Se não me falha a memória, no site da vw do México não cobram por cor nenhuma, você apenas escolhe entre sólida, metálica ou perolizada! Absurdo isso.

        • Dario Lemos

          Imagine ouvir o seguinte de um vendedor (adaptando uma famosa frase de Henry Ford): “Você pode escolher qualquer cor, sem custo adicional, desde que seja preta sólida.”

      • Edson Fernandes

        Mauro, o Lounge topo de linha sai a preço do Virtus topo de linha…

        • MauroRF

          É, acabei de ver. Nesse caso, eu iria de Lounge.

          • Edson Fernandes

            Eu também.

        • mariostefa

          Me desculpe a VW, C4 Lounge muiiitoo mais carro

      • Ernesto

        Mauro, na matéria diz que o Highline totalmente equipado custará R$83.740,00. Está pouco antes do “impressões ao dirigir”. Sobre a questão de descontos, no lançamento não haverá, isso é fato. Mas futuramente, sem dúvida.

    • Lucas086

      Pior é saber que o City deve vim por 90 mil, mas vai ter 6 bags e leds faróis… o Highline ficou caro mesmo, a diferença de 13 mil do Msi e Confortline ficou grande demais, ai puxou a Highline para cima.

    • Gustavo Paula Santos

      Realmente muito caro, mas a estratégia da VW foi trazer ele mais barato que o Honda City. E está!!! Por incrível que pareça. Esse patamar de preços, que era de médio há dois ou três anos atrás, foi ocupado pelos compactos Premium

    • Bruno Melo

      tá no configurador Virtus Highline com todos opcionais 86.040,00

      • Fanjos

        10 mil a mais que o Hatch que custa mais para fabricar.
        Aumento bão

    • Ernesto

      Na própria matéria fala sobre o preço da versão Highline com todos os opcionais: R$83.740,00. Está pouco antes do “impressões ao dirigir”.

  • Alexandre

    Quem se lembra ha 10 anos quando por esse preço do Virtus dava pra pegar uma Azera V6?

    #alckimin2018
    #bolsonaroNÃO

    • Stark

      Espero que seja ironia, pois 80 mil reais de 2008 equivalem a ~140 mil reais de hoje.

    • Tiago Mascarenhas

      Tá maluco?
      Alckim é repetir o mesmo erro de todos os anos.
      Quer mesmo mudança estrutural na industria brasileira você precisa de uma outra opção.
      Aconselho a assistir alguns vídeos de Ciro Gomes.

      • Cesar

        Tem certeza? Ciro é da mesma panelinha que em 13 anos acabou com o Brasil.

  • Eduardo Sad

    Forte candidato a ser o substituto do meu Corolla 2014 MT. Lamento apenas o fato de não haver câmbio manual na versão TSI e, havendo na versão MSI, não ser de 6 marchas. Já tive anteriormente um Cobalt e, comparativamente, achei o Virtus bem superior além de ser mais barato se comparado o MSI ao LTZ manual. Nem o argumento do espaço interno do Cobalt é mais válido, tendo em vista que o Virtus tbem deve ser bastante espaçoso. A conferir.

    • Speed Racer

      Cobalt é para incautos…

      • Basil Sandhurst

        Cobalt é para quem deixa o carro no estacionamento em frente à residência, e anda um quarteirão até chegar. Só assim os vizinhos não sabem que vc comprou aquele petroleiro feio.
        Abs

        • Natán Barreto

          Você é um daqueles que compra carro pra mostrar pro vizinho né?

          • Basil Sandhurst

            De forma alguma, mas se comprasse um cobalt com certeza me esconderia .

        • José Barbosa

          Cobalt é um carro para quem faz compras racionais. A única parte feia do carro é a frente (nos antigos) e a traseira (nos novos). Em compensação, o interior está muito acima dos concorrentes à época do lançamento, seja em aparência, tamanho, silêncio, maciez etc. Carro barato, bom de manter, confiável, espaçoso até falar chega, macio, com boa dirigibilidade, com um ótimo câmbio automático e alguns detalhes (como cruise control) que não são oferecidos pela concorrência. Por isto, virou carro de taxista, o que não é um problema, exceto para quem compra pensando nos outros, e não na sua própria necessidade.

          • Basil Sandhurst

            Cara, não tem como competir com o impressionante espaço interior do Cobalt, mas ainda assim não vejo ele como opção.
            Carro não se compra sob mira de arma na cabeça.
            Já tive vários carros criticados, de Fiat 500 a Ford Ka XR. Sou um entusiasta e o carro para mim é uma aquisição racional até certo ponto.
            Excesso de racionalidade sempre me exclui.
            Não estou aqui criticando ou ofendendo ninguém por optar por um Cobalt, respeito as decisões alheias, mas defendo com unhas e dentes o meu direito de não querer ver um na minha garagem.
            Abs
            “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.” (Voltaire)

      • Eduardo Sad

        O contexto no qual comprei o Cobalt, precisava de um carro com espaço e porta-malas do tipo “arroz com feijão”. De fato, não o compraria novamente.

        • Kang Otro ✓

          Da próxima vá de Versa. Mais barato, mais carro!

        • Speed Racer

          Internamente o espaço do Cobalt me agrada, mas a Chevrolet poderia ter sofisticado pouco mais o carro e não o fez, virou carro de taxista.

        • Ernesto

          Por curiosidade, já que eu quase comprei um Cobalt LTZ, o seu já é esse reestilizado?

          • Eduardo Sad

            Meu antigo Cobalt era um 12/12 comprado 0km, com o qual fiquei até início de 2017. Meu atual é um Corolla 13/14 tbem é o modelo antigo do Corolla

    • Paulo Lustosa

      Cobalt LTZ é mais equipado e mais leve que o Virtus MSI

      • Edson Fernandes

        Ele é mais equipado de itens de conforto, mas perde nos de segurança.

  • No_Name

    Caríssimo, só isso.

    Uma coisa que chama atenção nesse Polo/Virtus brasileiro é o crash box traseiro. Lá fora na Europa, EUA, é comum, mas aqui acho que são os primeiros compactos que não tiveram esse item suprimido na produção nacional.

    • Jossimar Pádua Júnior

      O que é esse crash box?

      • No_Name

        Aquela barra transversal nas pontas das longarinas.

        • Jossimar Pádua Júnior

          Obrigado

  • Danillo Santos

    Muitas informações já haviam sido reveladas, os preços estão dentro do esperado, falta tiptronic no motor 1,6L (deve vir logo, dada a grande diferença de preço entre o msi e o Comfortline e também à crescente demanda por esse tipo de câmbio). Na minha opinião o Comfortline tá com um bom custo x benefício, discordo da afirmação de que o virtus já não é um compacto Premium como o Polo sedan foi outrora; acho que o velho e bom Polo achou um substituto mais do que digno. Enfim, sucesso ao Virtus, acho que vai vender bem e vai ser uma boa briga com o Chronos, Yaris, City e companhia…
    Em tempo: acho que a tecnologia de entrada e partida sem chave se chama Keyless, e não Kessy como diz a reportagem, alguém pode confirmar?

    • Gio

      KESSY é o nome que a VW dá para esta tecnologia, mas na prática é a mesma coisa de Keyless. KESSY = Keyless Entry Start and Exit System.

      • MauroRF

        Eu achava isso “frescura” (chave presencial) até ter um carro com isso, kkkkkkkk. Essa tecnologia ajuda bem, é uma comodidade só.

        • Basil Sandhurst

          Sim, depois q vc se acostuma não quer viver sem.
          Abs

          • MauroRF

            Exato. É assim com tudo.

        • Edson Fernandes

          Principalmente qdo vai ao mercado…rs

          Imagino que tem carros com abertura eletrica do porta malas…rs

          • MauroRF

            Hehehehe. Como diria o Sílvio Santos, “acertouuuuu, oiê”.

            • Edson Fernandes

              É que essas coisas só são notadas quando possuimos. Antes disso é como eu qdo não tinha ar condicionado: “É frescura”.

              Uma “frescura” que hoje não me imagino sem…rs

              Um exemplo bem bacana no seu caso… vc já teve de usar o ESP? Eu já.

              Te digo que isso deveria existir por muito tempo já… pois me salvou de 3 batidas muito serias.

      • Danillo Santos

        Ok valeu

      • Peerre

        Falando em chave, não entendi o motivo do carro ter a chave de canivete.
        Se a chave é presencial e não tem como abrir a porta, porta-mala e dar a partida, por que a chave canivete?
        Alguém sabe o motivo?

        • Edson Fernandes

          Porque a ideia é vc abrir ao se aproximar. Mas se por algum motivo a bateria da chave acabar? O cara abre o canivete e abre pela fechadura. Atéo Fluence com sua chave-cartão também tem chave nele.

          • Peerre

            Edson, vi o Polo numa CCS e se não estou ficando maluco, não tinha nenhum local na porta para abrir o carro com a chave canivete.
            O mesmo acho que acontece dentro do carro, não vi local para dar partida com a chave…
            A vendedora até mostrou como abrir e fechar a porta do carro, mas não tinha onde usar a chave.

            Ah, outra coisa que vi e achei estranho foi o carro não subir os vidros automaticamente ao ativar o alarme.
            A vendedora teve que ficar com o dedo no local da maçaneta onde tem o sensor até que os vidros se fechassem totalmente (ela até ficou sem graça…).

            • FabioTex

              Oi Peerre – caso seja igual ao Tiguan, há uma “capinha”, um acabamento retrátil que esconde o miolo da fechadura. Interessante é que os VW têm e os Audi não. Quanto a ter que ficar segurando no botão da chave ou no sensor da maçaneta, é padrão em boa parte de carros derivados de projetos Europeus. Segurança de garantir que quem fecha certifique-se que os vidros subiram até o final. Abcs.

              • Peerre

                FabioTex, valeu pelo explicação!
                Sobre os vidros, estou acostumado a ativar o alarme e os vidros subirem sozinhos, mas sempre verifico se as portas estão realmente travadas, vai que…

            • Edson Fernandes

              Peerre,
              Na maçaneta na parte a direita (onde é colocado em outros carros um local de abertura) é só retirar aquela capa que você tem acesso.

              Sobre ligar o carro: Possivelmente é por proximidade e ele libera para ligar mesmo sem precisar colocar a chave em algum miolo.

  • Diego G. de Lima

    Bem acertado a MSI com o connect pack, não deixa a desejar em nada.

    • Verdades sobre o mercado

      Só faltou os retrovisores elétricos

      • Marcelo Martins Ferreira

        E o câmbio AT ..

      • Diego G. de Lima

        Pra mim não faz diferença retrovisor elétrico porque no meu caso eu sou o único que uso o carro, mas eu fico emputecido mesmo é do Polo não ter sensor de estacionamento, o Connect Pack do Virtus parece ter vindo mais completo, parece que a marca aprendeu com o Polo.

        • Ananias Anacleto

          Claro que cada um com sua opinião. Mas já dirigiu carro (Gol, por exemplo) com o tilt down? É muito útil. E por mais de R$60.000 com opcionais não ter isso? Até a desgraça do Etios básico tem isso de série.

      • Edson Fernandes

        Volante com ajuste de altura e profundidade… (que só tem a partir da Comfortline como é no Polo).

    • Handlay P.B.

      O Virtus é um carro geladeira, engendrado apenas para andar bem e só.

  • Paulo C

    Pelo amor de Deus, esses vãos entre os pneus e os arcos de roda estão cada vez maiores nos carros nacionais!

    Sou fã da VW, mas ela poderia tomar umas lições com a FORD, que mantém a altura de rodagem normal dos carros, vide Fiesta e Focus.

    O efeito estético dessas suspensões nível off-road que os nossos nacionais estão adotando é horrível.

    Nas fotos da publicidade é lindo. Ao vivo parece versão 4×4. PQP!

    • João Martini

      O efeito estético é péssimo, mas o meu Ka já perdeu aquele defletor dianteiro duas vezes de tanto que raspa na saída da garagem. Sabe quantas vezes meu Up raspou em 1 ano e 11 meses? Que eu me lembre, duas.

    • Ricardo

      Daí para colocar molas esportivas de qualidade para deixar o carro mais bonito e estável tem toda uma burocracia para deixá-lo dentro da lei.

      • Catucadao

        não precisa disso é so fazer…

        • Ricardo

          Sim, desde que não leve azar e pare numa blitz ou precise de uma vistoria do Detran.

    • Leandro

      Verdade, fica feio demais. A roda de 17″ nem parece ter 17″

    • Speed Racer

      Verdade! E acho que estão fazendo o mesmo com os importados. Já viu o novo Passat? Me deu a impressão de ter altura livre igual aos dos crossovers. Horrível!

      • Pedro154

        E o Corolla 2018 também. Já era alto, ficou mais alto ainda.

      • Fanjos

        Ou faz isso ou vc não anda mais, é tanta cratera e lombada que qualquer cm a menos e vc quebra o eixo do carro, nossas ruas e avenidas estão abandonadas, mas os radares estão cada vez mais modernos e em maior quantidade.
        Socialismo Fabiano é isso mesmo,Impostos, Taxas, super tributação, protecionismo, cartel, mais Impostos e dane-se a população e seus bens.

    • Thales Sobral

      Aí você compra um Ford, sai pra rua todo Pimpão achando que tá arrasando, e nos primeiros km você já tá com medo de quebra molas, buracos etc etc etc

      Tenho um New Fiesta.

      • Luiz Fernando

        Entendo, seu ponto de vista, porém ninguém sai por aí ignorando buracos, exceto picapes e SUVs. A maioria dos lugares temos que andar atentos , pavimentações que destroem qualquer carro.

        • Thales Sobral

          Sim, mas um carro mais baixo demanda ainda mais atenção. Com qual carro você andaria com mais cuidado: com um Fiesta baixinho com pneu perfil 50 ou um Gol mais alto com pneu perfil 70?

      • Speed Racer

        Discordo, não são os carros que tem que ser adaptados ao piso lunar do Brasil, não podemos aceitar isso pois só piora, daqui há pouco vamos ter que andar de big foot?

        • th!nk.t4nk

          Eu acho que o pavimento no Brasil nao vai ser solucionado tao cedo, entao infelizmente faz sentido levantarem os carros. Nao tem como escapar dos buracos e quebra-molas sempre (fora as entradas de garagem mal projetadas).

          • José Barbosa

            O Brasil é uma fábrica de quebra-molas. E o duro é que é raríssimo algum que esteja sequer próximo do que a lei define como deveria ser. Lembro que uma vez fiquei muito puto porque numa estrada toda esburacada tinham gasto mais que o asfalto necessário para manutenção num quebra molas e meu carro caiu numa cratera logo após, que não tinha como ver, porque o próprio obstáculo impedia a visão.

        • Thales Sobral

          Certo. E qual sua sugestão? Repavimentar todas as ruas e estradas pra daí comprar o carro?

          • Speed Racer

            Eu não disse em momento algum pra não comprar o carro por esse motivo, normal vc não ter entendido, sem problemas. A solução é lutarmos por mais dignidade e respeito aos brasileiros. Daqui há pouco vamos todos andar armados por causa da violência galopante? Vamos aceitando isso?

            • Thales Sobral

              Vamos lutar, sim, concordo 100%. Tanto pelo asfalto quanto pela segurança. Enquanto isso, me dê meu carro que aguenta buraqueira e se possível meu porte de arma. Vai que esse dia do asfalto liso e da segurança nas ruas não chega.

        • Edson Fernandes

          Só um detalhe: Se vc pensa assim, saiba que os amortecedores dos carros vendidos no Brasil, quando fabricados por aqui, já ganham um reforço para suportar nossas ruas. Se vc pensar que seja diferente, vc vai esperar um dia que não vai aparecer cedo e ouso dizer que seja até além de nossa vida nesse mundo.

    • Robinho

      exato me lembra o Corolla…

  • Lucas086

    Gostei desse carro, o Msi já vem com sensor no kit opcional… acho que vai dar trabalho, só achei a diferença do Msi pro confortline muito alta, deve vim msi manual com certeza. Agora, aguardar o que a Fiat vai fazer com o cronos.

    • Basil Sandhurst

      Achei que o Polo sedan ficou mais harmônico que o hatch. Conseguiu se distanciar de ser “maxi gol”, ops “mini golf”.
      Sem dúvida um belo projeto, a saber só o preço dos carros VW que normalmente são mais salgados (basta ver o ótimo Up!).
      Abs

      • Lucas086

        Também gostei, como gosto do Polo também… o negócio é o interior. O carro foi capado, falta detalhes bestas que imcomodam um pouco. Mas de visual, o Virtus não tem nada de Voyage, como estão dizendo.

        • Basil Sandhurst

          Virtus não é Voyage e Polo não é Gol, sem dúvida.
          Acho que o acabamento do interior merecia ser minimamente melhor. Não é possível plástico ser caro para uma montadora.
          Toda vez que vejo o painel do Polo me dá vontade de entrar no meu Argo HGT e ficar admirando rsrs….

          • Lucas086

            O argo realmente impressiona mais, o Polo está que nem a primeira geração do Fox, hoje o Fox tem acabamento correto, mas demorou muito tempo até que a Vw acertasse… espero que não ocorra isso com o Polo.

            • Basil Sandhurst

              Bem lembrado. Se lembra do painel do primeiro fox (ou da ausência dele ?)
              Abs

              • Lucas086

                Lembro, todo cinza… muito feio

    • Ananias Anacleto

      Mas o retrovisor elétrico, nada, nem nos opcionais … mesma burrada que fizeram no Polo MSI. VW sendo VW. Não dá pra acreditar.

      • Lucas086

        Erros primários demais da Vw.

    • Ernesto

      “Deve vim msi manual”. Não seria o automático?

      • Lucas086

        Automático *

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Abriu espaço pra Fiat lançar o Cronos na casa dos 55/56 mil. Mas ver tb o que virá de série.

    • Edson Fernandes

      A Fiat pode até lançar com o preço do Virtus, mas dá descontos em pouco tempo após o lançamento.

  • Marcelo Martins Ferreira

    O 1.6 MSI manual foi uma pisada de bola … tinha que vir com o AT !!

    • José Barbosa

      Pelo menos como opcional.

  • Rodrigo Schiavo

    Aí você dá uma olhada no preço e pah, 80 conto em um voyagão que querem vender como mini jetta, aonde vamos parar com esses preços, em 3 meses ele vai para 85 mil e em pouco tempo chega próximo dos 100 mil Temers!!!!

    • Lucas086

      Sério, se nem o Voyage parecia o jetta, imagina o Virtus… que nem o Polo, de gol só tem o acabamento mesmo, dizer que se parecem, galera precisa de óculos. Kkkkkk

    • daneloi

      “Voyagão”…
      Me dê algum argumento técnico para chamar o virtus desse nome.

      Caro ele está mesmo…e assim como você, penso que os preços irão subir, mas de Voyage só os faróis frontais lembram o sedã derivado do gol.

      • Fabricio Watanabe

        Cara, acompanhe o lançamento pelo FB.
        É de se chorar…

  • Alexandre Maciel

    Com os opcionais vai bater facilmente os 85, 86 mil. Meio carinho, para dizer o mínimo. O resto, bem, como o que achei interessante no Polo foi o TFT com o painel prateado, de fato não cogitaria. Pelo preço cobrado na versão top, desculpem-me mas acho que tem tudo para ela ficar mofando no salão da autorizada; se duvidar qualquer highline de fato deve sofrer para vender.

    • MauroRF

      Escrevi alguns posts abaixo que, se tomarmos como base os valores dos opcionais do Polo e aplicando aos 79990 do Virtus Highline, vai bater nos 87k com pintura metálica ou 85,5k sem a pintura. Já é preço bem próximo de médios básicos.

      • Alexandre Maciel

        Ou dos carros da moda: altinhos. VWB vai quebrar a cara com esses preços. Para quem anda comprando carro 0Km o quesito inicial passa bem longe de segurança. O negócio é ter altura.

      • Edson Fernandes

        Certamente a ideia de preço será em cima dos Comfortline com pack 1 ou 2. Aí fica por volta dos R$76000 a R$80000 o preço da procura qdo com motor TSI.

        Curiosamente, a VW irá disponibilizar uma versão PCD do Virtus Comfortline TSI. (e terá o mesmo item da ver~sao sem opcionais).

  • João Teixeira

    Nunca me encantei pelos carros da VW exceto pelo Golf, mas este ficou bonito!

  • Eskarmory .

    Plis, alguém me diz que é mentira que a versão Comfortline de 74 mil vem com CALOTAS…

    • SAVEIRO CD

      O único com calota e o MSI, o Confortline vem rodas de liga de 15 polegadas.

      • Edson Fernandes

        Com opcional de aro 16.

    • Ernesto

      Sim, é mentira.
      Mas o que seria “Plis”?

  • MauroRF

    Ou seja, na prática, escolhendo o pacote de segurança para a versão básica, sai 60 e poucos mil. O Cronos não deverá ter preços diferentes.

    • Edson Fernandes

      Mas terá descontos em pouco tempo, pratica comum da Fiat.

  • gregorioalan

    Uma coisa que eu reparei há alguns dias quando fui na css ver o highline com couro: o acabamento dos bancos é de terceira categoria… reparem nas fotos do site, na primeira imagem da saída de ar traseira, olhem os cantos dos bancos, mais abaixo olhem para a foto da saída de ar traseira no carro com bancos de tecido, o acabamento é muito melhor! Eu reparei algo pior ainda nos encostos de cabeça quando vi ao vivo… a vw poderia ter mais cuidado considerando a faixa de preços…

    • Diego G. de Lima

      Nessa foto é possível ver outra coisa para sangrar os olhos: o tipo de plastico; meio texturizado, como já diria Michel Temer “pavoroso”.

    • Fanjos

      Pior que o pessoal está tentando empurrar esse banco de couro na hora da venda do carro, tive que brigar e mudar de concessionária para fazer o pedido com tecido que realmente é menos ruim que o couro

      • Edson Fernandes

        É BEEEMMMM mais bonito.

  • Jorge Castro

    Vou ter q ir pessoalmente pra tirar essa impressão de interior pobre ,nem esse tal de tft salva o interior nas fotos .Passa impressão de carro barato demais este interior visto por foto .

    • Paulo Lopes Jr

      No final de dezembro entrei em um Polo Comfortline em uma concessionária aqui na minha cidade. O interior claro passa a sensação de bem simples mesmo. Não gostei.

      • Guedes

        Eu tenho a mesma sensação. Esse interior claro dá aspecto muito pobre. Seria legal se fossem materias/ acabamento mais nobre. Pra mim matou o carro.

    • Alexandre Maciel

      Cara, eu fui ver o Polo e só tive essa impressão com os porta-copos do console central (cor e desenho horríveis e aspecto de brinquedo de feirão) e com o plástico que cobre parcialmente a tampa da mala. Aliás, essa economia de plástico me pareceu o fim da picada. Pelo visto, apesar de NOVAMENTE o NA não ter tirado foto da tampa, segundo o texto o sedã segue a mesma linha com economia ridícula de cobertura na tampa da mala.

      No mais, estou me referindo à versão highline com todos os opcionais, já que o atrativo, a meu ver, é principalmente a tela no painel. Comforline para baixo eu vi e não gostei.

      • Leandro

        Sim, essa economia no acabamento é horrível, a mala tem só uma parte com plastico, o resto é lata. Com o tempo vai arranhando.

    • Leandro

      Sim, tenho a mesma impressão. Não colocará. Um tecido nem no freio de estacionamento, plástico em tudo!

    • Tibúrcio

      O Polo tem acabamento terrível. É feio mesmo. Virtus será a mesma coisa.
      Mas o carro em si é ótimo!
      Perdeu-se no acabamento, mas manteve-se a carroceria acertada e segurança.

    • Lucas086

      O interior mata o Polo, nem é o desenho, mas os materiais, as cores… o Msi mesmo, 50 tons de cinza, o Fox da de 10 de a zero…

      • Basil Sandhurst

        kkkkkkkkk 50 tons de cinza…….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        O que eu odeio fortemente nos novos paineis VW é o celular “pendurado” na frente, isso é muito década passada.
        Abs

        • Lucas086

          Pior é que a VW uma tampa, mas a tampa é para o Highline, que tem painel escuro… no confortline, fica destoando… se eu comprar um polo, tiro na concessionária e guardo, pq sei que nunca vou usar aquilo, brega demais.

          • Edson Fernandes

            Aí deixa o buraco exposto?

            • Lucas086

              Disse que tiraria o suporte, que o acho brega demais… quanto a tampa, devia vender para todos os modelos, não só pro modelo que tem painel mais escuro.

              • Edson Fernandes

                Ah sim, sem duvida. É uma pena porque a VW poderia ofertar ela para quem não for usar de fato o celular ali. Alias, com espelhamento de tela, não vejo o menor sentido, ainda que seja interessante para situações onde venham versões sem central.

      • Gil de Piento

        Vendo pessoalmente, o interior do Polo básico me lembrou o do antigo Gol Special bolinha do começo dos anos 2000.

        • Lucas086

          Todo cinza, eu lembro… eu até gosto do visual, mas as cores e os materiais, realmente mata o carro.

  • Ricardo

    O Fullpower Lap já provou que esse tiptronic pré histórico limita demais o desempenho do motor, espero que a VW lance a versão 1.0T manual o mais rápido possível.

    • Catucadao

      fullpower? para mano…. tiptronic não é ruim é… so o brasil e o brasileiro sendo que sempre foi reclamar somente por reclamar.

      • Ricardo

        Para um padrão de automático normal não, mas ainda limita demais o desempenho comparado com um manual ou DSG.

        • th!nk.t4nk

          O DSG espanca o Tiptronic. Creio que a razão da VW empurrar o velho Tiptronic nao seja só financeira, mas porque os brasileiros têm preconceito com o automatizado (mesmo que seja de dupla embreagem).

          • Fanjos

            Eu dirigi o carro e adorei, o Tiptronic funciona muito bem mesmo com o Polo com trocas de marchas suaves, depois do Test Drive que decidi comprar de vez.
            O câmbio é confiável, de alta confiabilidade mecânica e baixo custo de reparo, experimente arrumar um DSG que com nossas ruas horríveis dará problemas com certeza.
            Eu jamais compraria um carro com dupla embreagem seca como do TSI 1.4 ou Focus, o do Golf Gti eu abriria uma exceção pq já foi provado que a caixa banhada a óleo dele é muito mais resistente, deveria ser a caixa padrão dos outros.

          • Ricardo

            E o Tiptronic, mesmo com tecnologia de 1900, é melhor que a maioria dos automáticos sem dupla embreagem por aí!

          • Paulo Lustosa

            Pelo que sei a razão de terem abandonado o DSG-7 a seco foram as mesmas da qual a Ford está abandonando o Powershift.

    • Ricardo Blume

      Esse Tiptronic vai bem com a proposta do carro.

      • Ricardo

        Vai bem, mas poderia ir melhor!

    • Thales Sobral

      Você andou nele?

      • Ricardo

        O carro anda muito bem, mas poderia andar muito melhor, ter ficado 2s atrás do Fiesta e atrás do 208 1.6 não é aceitável, com câmbio manual ou DSG com certeza humilharia esses carros.

        • Gil de Piento

          As pessoas que vão comprar esses carros com toda certeza não fazem isso pensando em disputar corridas em circuito fechado.

          • Ricardo

            O problema é que esse 1.0T da VW ganhou fama de que anda muito, mas como foi provado, com o Tiptronic não é bem assim, perde para alguns concorrentes.

            • Gil de Piento

              O TSI tem muito torque em baixa rotação, e isso é perceptível no dia-a-dia, não em provas de circuito fechado que exigem suspensão, pneus, freios, direção, câmbio e aerodinâmica pensados para essa finalidade. Um Sendero RS é um ótimo carro para pistas, mas desconfortável e gastão para o uso diário na cidade, em relação a seus concorrentes. Na vida real, ninguém vai sair de um semáforo e acelerar até 100 km/h no menor tempo possível.

              • Ricardo

                “suspensão, pneus, freios, direção, câmbio e aerodinâmica” e motor. O Polo 1.0T é bom em tudo isso, mas deixa a desejar no câmbio.

  • Catucadao

    bacana o carro, mais tipo…. 1.0 custando 70k de boas…. bunito e tals gosto da vw mais não quero 1.0 nem de graça

    • mjprio

      Vc se referiu ao 1.0T?

      • Catucadao

        sim jamais colocaria um motor 3c 1.0 em um carro desse no minimo 1.4

        • Thales Sobral

          É, carro pequeno 3 cilindros, maior 4 cilindros e grande 6 cilindros né. Quanto mais cilindros mais força. Kkk

          • Guedes

            kkkk boa

        • Gil de Piento

          Ande em um Polo 1.0 TSI e em um Onix 1.4 e depois volte aqui para contar o que achou do desempenho deles.

    • Louis

      Anda junto com 2.0 aspirados.

      • Edson Fernandes

        Ou mais viu.

  • Ricardo Blume

    Muito bonito mas 80k por uma versão topo de linha de um sedã compacto é de lascar. Já pararam para pensar o que comprava-se com o mesmo valor a 5 anos atrás? Tá bom, esqueci da inflação, do câmbio, do custo Brasil, blá blá blá…

    • Lucas086

      5 é muito, ano passado tinha cruze lt de 85, até 84

  • Fabio Marquez

    Bom substituto para o Voyage… Mas com esses preços fica diicil defender, só um doido da cabeça para comprar o basico que nem menciona ter vidros elétricos ou o highline completo. Compraria esse carro só se tivesse desconto para taxista ou PCD na versão intermediária.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Tem vidros elétricos nas 4 portas, o que não tem é retrovisores elétricos

    • CanalhaRS

      Ele não substitui o Voyage, amigo. Ele é maior e totalmente atualizado. De onde você tirou essa?
      O Voyage continua como está até 2020 quando ganhará uma nova geração.

  • Speed Racer

    Vai fazer sucesso! Bonito, confortável, seguro, espaçoso e o porta-malas é gigante. Gostei de verdade. Só lamento o interior, entrei num Poloe achei exageradamente pobre, bem mais simples que um Gol, e olha que era o MSI.

    • Guedes

      Eu não sei onde a vw tava Dolma cabeça quando desenhou esse interior é escolheu os matérias. Triste.

  • Aaron Ramos

    Aí eu pergunto: e quem é PCD faz o que? Esperança era que viesse o Confortline por 69.999…

    Aguardar pelo 1.6 MSI AT? Não obrigado. Por esse valor se pega o 408 THP, City, Fit, Creta, Renegade, Kicks…

    • Leonardo M. G.

      Ou um Versa CVT. Se chorar consegue até um Unique…

    • Edson Fernandes

      Aaron,
      A VW já comunicou aos concessionarios de uma versão PCD por R$69990. Será o Comfortline sem nenhum pack, apenas a redução de preço para atender a esse teto.

      • Aaron Ramos

        Fui esse sábado ver o Virtus e o atendente da área PCD desconhecia essa informação. O mesmo ainda citou que provavelmente a VW vá lançar a 1.6 AT justamente para ocupar essa lacuna e ofertar ao público PCD.

        • Edson Fernandes

          Ridiculo esse tipo de coisa. Perde cliente por não ter informação.

  • D34D P00l

    Por esse preço, espero que apodreça. Tolo eu de acreditar que a VW estava com mentalidade nova e que o polo havia sido o primeiro de muitos bons lançamentos.

  • Luiz Fernando

    11,9 na cidade, no 1.6 16v. Será?

    • MauroRF

      Esses números estão inflacionados, eu acho. Falar que o 1.6 arranca em 9,8 s eu acho um pouco forçado (pelo porte dele, mas vai saber), assim como o seu consumo. Em velocidade máxima, podem chegar a isso sim. Só avaliações reais para sabermos os números verdadeiros. Se ele fizer 10 km/l na cidade, já estará de bom tamanho, mas sempre existem as inúmeras variáveis, como o relevo da cidade, o trânsito, o pé do motorista, se usar ar o tempo todo ou não etc.

    • Gil de Piento

      Números do Inmetro, medidos conforme normas da ABNT. Servem para comparar com os números de outros carros obtidos pela mesmas normas. Não refletem o que você vai conseguir no seu uso diário. Observei que a maioria das pessoas obtém no dia a dia um consumo urbano pior que o divulgado pelo Inmetro, enquanto o consumo rodoviário costuma ser melhor.

  • KAMBURA

    É sério mesmo? 80 mil e só tem sensores de estacionamento como opcional e num pacote de 5 mil reais.

  • marcosCAR

    Enquanto que o hatch careceu de identidade, ficando BigGol o sedã já está pronto para enfrentar Versa e Cia.

  • M7

    Carro feio com design datado, na minha opinião!!!

  • T1000

    Concorrente de cobalt, logan, versa, hb20s, city, prisma, new siena e afins?

    Nenhuma foto do interior da versão mais simples, com painel sem ser esse de lcd?

    A VW tem vergonha? Muito feio para ser mostrado?

    • Eu vi pessoalmente o painel comum, e achei aceitável. É o painel padrão da VW, que ela usa nos outros carros.

      • Edson Fernandes

        E infelizmente botões com a coloração avermelhada ao invés do branco como no Golf. (não dá para citar que seja ambar porque é mais escuro que ambar).

  • Tirando o cluster digital, o que sobra é um interior porco e pouco inspirado.

  • Louis

    Ou entendi errado, ou câmera de ré só com pacote de opcionais, mesmo na Highline ? Se for isso mesmo, mancada das grandes.

    • Fanjos

      Sim vc tem que comprar o pacote High Tech para ter sensor frontal e câmera de Re

      • Edson Fernandes

        A camera de ré sim, mas o sensor já vem desde o comfortline pack 1.

  • Fernando

    O de entrada esta ai so ora constar na tabela que iniciam em 59 mil. Porque quem quiser ter o carro com dignidade terá q pagar pelo menos 74 mil

    É muito dinheiro.
    Logo chegaremos a populares de 100 mil e aí só um caos financeiro pra devolver os precisa desses carros uns 30 ou 40% menor.

  • Razzo

    Houve um acréscimo puxado de uns R$ 8 mil entre o Polo e o Virtus de mesmas configurações.

  • Razzo

    Houve um acréscimo puxado de uns R$ 8 mil entre o Polo e o Virtus de mesmas configurações.

  • Johnny Boris

    Até que aliviou a mão no preço do hatch, mas compensou a pancada no sedã. Estava até bom demais pra ser verdade.

  • Natán Barreto

    Parece um carro ótimo, adoro Volkswagen, mas esse interior tem um aspecto muito pobre. Os tons de cinza só pioraram,

    • Vinícius

      Isso que as fotos são da versão top de linha.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Versão Highline sem opcionais 80 mil, será que não vale mais a pena um Nissan Sentra S que está na tabela por 82 mil?

  • pedro

    NÃO EXISTE COURO NATIVE – Lei n.º 4.888/1965. Aprendam. #omg

  • Vinícius

    Por fora ficou bem bonito, bem mais acertado que o Polo Hatch. Por dentro está vergonhoso, lembra o interior da VW de Fox, Polo de 2008 pra cá, isso que as fotos são da versão completa. Pagar 59 mil na versão de entrada não vale a pena, se já era discutível no Hatch (10 mil a menos. Agora as versões mais completas chega a ser muita paixão pela marca ou desinformação? Com várias opções de médios entre 75-85 k, com acabamento bem superiores a esse aí, mais espaço, mais qualidade, padrão superior.

    • Supernescau

      Concordo: que interior pobre e feio. Por fora é um “voyage”, mas é bem aceitável.

    • Gil de Piento

      Só lembrando que o Polo de 50 mil é 1.0; o Virtus 1.6 está 5 mil acima do Polo equivalente. Porém, como o Polo já estava caro nas versões básicas (poderia ter lançado a 1.0 por 46 mil, ficaria no preço de Onix e Argo), o Virtus acabou extrapolando mesmo, principalmente nas versões top de linha.

  • Francisco Helio

    Parece um bom carro, bem construido, o motor três cilindros turbo com injeção direta proporciona performance com economia de combustível, ponto para a engenharia, resta saber a durabilidade e custo de manutenção do conjunto.
    Quanto ao preço absurdo, nada nesse pais é barato, sobretudo em epoca de salários corroídos pela inflação (não oficial).

  • Fabricio Guassaloca

    Um pensamento: INFLAÇÃO ou falta de vergonha?

    • Fanjos

      Um pouco dos dois e o meu pedido de prosperidade antecipada que sempre é atendido

  • Fanjos

    Hatch custa mais para construir, mas o povinho acha que Sedan é status então toma distraído kkkkkk

    • Gil de Piento

      Olhando a estrutura de ambos, será mesmo que um sedã com maior entre-eixos e reforços nas laterais e na traseira, demandando maior complexidade do maquinário, iria ter custo menor do que um hatch sem esses reforços e complexidade?

      • Fanjos

        É o que dizem, lá fora o normal é o Hatch custar mais caro, porque é mais caro fabricar, a GM já cobra mais caro no Cruze Sport6 tb, mas aqui no Brasil o costume é cobrar mais no Sedan porque da “Status”

        • Gil de Piento

          Essa história de hatch ser mais caro de fabricar era sempre justificada com uma suposta necessidade de maiores reforços estruturais pela ausência de porta-malas prolongado (o qual daria mais rigidez à traseira). Porém, o fato é que europeus preferem hatches e peruas, devido às características de suas cidades e de suas culturas, como transportar os próprios móveis (algo que a tampa do porta-malas de um sedã dificulta – por isso há quem prefira notchbacks a um sedã).

          No Brasil nós tivemos uma cultura de sedãs grandes (Opala, Corcel, Galaxie, os Dodge etc) e hatches pequenos (Fiat 147, o próprio Fusca cuja carroceria parecia um hatch dois volumes), o que associou a imagem do sedã ao requinte, luxo e produto mais caro. E como nos anos 1980 somente ricos podiam comprar carros zero, sobrava aos menos abastados os sedãs usados.

          • FabioTex

            excelente comentário!

  • Gabriel M. Vieira

    Eu gosto do carro. Mas tá muito caro.

    Fico pensando que em Fevereiro de 2015 eu comprei o Lounge Exclusive THP (já flex) por 85 paus. Esse é o preço de um sedã compacto hj (na sua versão completíssima, claro). Enquanto isso os sedas médios já se posicionaram pra cima de 100 paus. Prosperidade em ano de Copa, Eleições e tudo o mais! Aí sim! Viva o Fanjos!

  • Fábio Sola

    O Jetta é um Mini Passat ou Um Virtusão?

  • Ananias Anacleto

    E não dá pra acreditar que, de novo, a versão MSI não tem retrovisores elétricos nem mesmo como opcional. VW sendo VW. Inacreditável. Conheço duas pessoas que desistiram de comprar o Polo MSI justamente pelo fato de não ter retrovisor elétrico e sensor de estacionamento, nem mesmo na lista de opcionais.

  • Danilo

    nao justifica custar 8mil a mais que o Polo 200tsi, 1500 conto tava de bom tamanho e olhe lá. Mesmo carro, so é pouca coisa maior.

  • Jaspion

    Qual o benefício do motor turbo? Pelo que vi anda igual e consome igual, mas é mais caro…

    • Fanjos

      Anda igual um 2.0, bebe igual um 1.4

      • Jaspion

        Faltou o 1.6 na minha frase. Anda igual e bebe igual o 1.6 MSI… tem os mesmos números

        MSI: 0-100 9.8s / Consumo Etanol Combinado 8.7 km/l – Gasolina Combinado 12.7km/l
        TSI: 0-100 9.9s / Consumo Etanol Combinado 8.7 km/l – Gasolina Combinado 12.5km/l

        Ou seja, o MSI é melhor que o TSI na teoria. Tanto no consumo, no 0-100 km/h, e até na velocidade final. o TSI só é melhor na retomada.

        O único problema é que não tem opção de AT no MSI.

        • Fanjos

          Esta comparando um AT com um manual, quando colocarem o AT no 1.6 vamos ver se o desempenho fica igual (duvido).
          Igual o Cruze que eu tinha que todo mundo falava que era lento no AT, mas o meu era manual e o carro andava muito bem, o cambio AT anestesia o carro, mas de qualquer forma nos dias atuais vale a pena vc perder 1 ou 2 segundos para não ter que trocar de marcha no meio dessas buraqueiras e transito

          • Jaspion

            SE colocarem neh. Pra mim, mesmo com AT o TSI deveria ter numeros superiores em todos os quesitos.

            • Fanjos

              Bom o test drive que fiz nele, ele andou melhor que um Civic 2.0 CVT que eu tb dirigi, na minha concepção e pelo nível e valor do carro, já esta muito bom

          • Edson Fernandes

            O pessoal reclamava do Cruze, mas a bem da verdade é que ele nunca foi tão ruim assim qto criticam. O que criticam com força é o fato dele não ter um desempenho tão alto qto o consumo que ele faz. Isso que pega.

            E tem outra… o pessoal sempre compara com o mais potente dos prdutos similares.

            Então o cara não compara com os motores 2.0, o cara já compara com o Jetta 2.0 turbo. Aí fica dificil. Porque sem duvida o Cruze de longe anda mais que um Jetta 2.0 comfortline. MAs enfim… agora tem turbo, não tem nem porque reclamarem.

        • Paulo Lustosa

          Eu ainda não acredito no 1.6 tendo esses números de desempenho, só se tiver um câmbio ridiculamente curto como era nos primeiros Polo nacionais 1.6 EA-111

      • Edson Fernandes

        Olha… pelo que o pessoal de Polo posta… é consumo até melhor que muito 1.0 viu. Não vi ninguem postar média de consumo na cidade inferior a 10km/l na gasolina. Isso pra mim considerando um carro automatico, é fantastico.

  • Jaspion

    Vi o Polo na rua e meu deus, que Golzão… num primeiro momento jurei que era um gol…
    Pelo menos a traseira do sedan ficou bonita, mas absurdamente caro

  • francis

    MSi tem preço bom…
    1.0 TSi subiu no salto, com certeza quando vier o novo Jetta , a chance de ultrapassar a barreira dos 100 contos na versão de entrada é grande….
    Virtus com preço de Jetta, Jetta com preço de Passat, Passat com preço de Arteon (que me parece, não será lançado por aqui)

  • Hodney Fortuna

    Gostei muito do carro pelo design! Com visual nitidamente inspirado do Audi A3 ao meu ver pelas lanternas traseiras e o porte avantajado! Eu temia que o motor de entrada fosse um 1.0 mas, eu estava arredondamente enganado! O preço é bem salgado para o modelo de entrada mas, é mais baixo do que o seu concorrente direto que é o Honda City! Pena que só use o câmbio automático na versão com motor 1.0 Turbo! Poderiam oferecer para a versão com 1.6 já que tem potência de sobra para o uso do conversor de torque!

    • The punisher

      Arredondanente??????

      • Gutemberg Ferreira

        Correção: ‘arredondamente’

  • Reinaldo

    Sedã de entrada deveria ser um pouco menor, como o Prisma, que faz muito sucesso.

  • Handlay P.B.

    Visualmente o Virtus ficou harmônico, ao contrário do Cronos. O novel sedã da VW ficou bonito, embora a traseira lembre o Passat 1973. Obviamente, o comportamento dinâmico desse carro é um pouco pior que o do Polo 6, visto que o tamanho do Virtus é bem avultado. Não sei o que a concorrência oferece, mas a lista de equipamento desse carro parece ser boa, embora sejam tantos pacotes que fica fácil de olvidar eles. Esse painel TFT do Virtus é maravilhoso, talvez leve alguns semestres para as concorrentes engendrarem um clusters digitais.

    Os preços não ficaram bons, mas ao menos ficaram amenos se comparar os valores dos concorrentes. Porém, é estranho o Virtus 1.0 TSI correr menos que o Virtus 1.6 MSI, talvez porque o primeiro é mais pesado visto que tem mais equipamentos. Ademais, o Virtus 1.6 MSI tem MT5, o que é ruim, era para ser um MT6. Mas, os preços de manutenção são muito bons, embora seja um carro muito moderno, isso poderia fazer o Virtus ser referência nesse segmento. Espero que o Virtus, assim como o Cronos, definhem as vendas do Cobalt, a carroça com o motor anacrônico da década de 1980.

    • Luis Fernando Pozas

      Procure reportagem aqui no NA mesmo sobre o verdadeiro valor da manutenção do pólo…

  • Cristiano

    O Virtus Comfortline com pacote tech II custa 78500 reais, o Virtus Highline com pacote high custa 83290 reais, se a lista da notícia já contém todos os equipamentos, adiciona luzes de cortesia dianteiras e traseiras, LEDs diurnos, porta-óculos, multimídia Discover Media com
    GPS/AppConnect/comandos de voz, Active Info Display e antena estilo barbatana por 6300 reais.

  • pedro

    Não existe “couro sintético native”. O site se diz especializado, seria bom informar corretamente os consumidores que o visitam. Entendo que a montadora que divulga como couro, material sintético, está enganando o consumidor. Couro, só se tiver origem animal – Lei n.º 4888/1965.

  • Luis Fernando Pozas

    Achei bonito por fora, me agradou muito mais do que o golsuper, ops, polo… Mas o interior realmente é o calcanhar de Aquiles… Certamente a concorrência está melhor neste ponto

  • Fabio Rovaris

    Belo projeto, achei justo o que se paga na versão Comfortline 1.0 TSI Automatic (R$ 73.490), essa versão irá incomodar bem os outros sedans compactos, quanto a Highline nesse preço só compra se tiver um bom desconto ou o comprador for fã da marca, pois o preço dela invade o segmento de sedans médios.
    De resto torço para que a qualidade da VW suba ao mesmo patamar de Toyota, Honda e Hyundai.

  • Eduardo

    a melhor versão ao meu ver seria a hoje inexistente 1.6 MSI tiptronic. Só tem com câmbio manual segundo a reportagem.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Pois eu comentei acima que quando sair o 1.6 AT + o pacote Connect pack por uns 68 mil, vai ser de longe o mais vendido

  • Vattt

    Muito bom o carro, mas o preço é bem salgado principalmente na versão topo de linha!!! Acho ele mais atraente que o Fiat Cronos, mas a política de preços da VW assusta. Mas pode cobrar 100 mil que não vou comprar mesmo!!! kkkkkkk

  • Jeremias Flores

    sejamos justos, por enquanto não da pra usar a piadinha que é um Voyage maior.

  • Eliandro Baseggio

    Carro bem bacana… Mas o que estraga é a “fome” da VW Brasil: À partir de 60k… Com roda de aço e calota…
    Economia porca…

  • carlospetrucc

    Haaaaahahahahahahahahahahahahahhaahahaha!!!!!!!!!!!!! Corto minha orelha direita se algum modelo vier nesse valor de R$ 59.900,00 para o consumidor final!! TALVEZ os comprados com CNPJ ou modelos para deficientes que tem até 30% de desconto talvez tenha algum modelo nesse valor!!!!!! Talvez!!!!!!!!!!!!

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Polo na versão Comfortline tsi é o melhor CxB. Virtus pelo jeito vai ser o melhor CxB e mais vendido quando sair o 1.6 AT + Connect pack por mais ou menos R$ 68 mil, minha opinião.

    • Wellington Myph13

      Virtus 1.6 AT6 deve vir nessa faixa mesmo de 68mil e assim ele vai ser o melhor CxB mesmo, mas pensando em versões intermediárias, apesar de terem puxado 3mil acima do que deveriam, a Comfortline não esta tão fora da realidade em nível de equipamento e motor frente aos concorrentes top de linha.

  • Leo

    Não me apedrejem, mas achei o Cronos bem mais bonito – não necessariamente melhor.

    • eduardo helio

      Você tem todo direito de achar qualquer que seja o modelo mais bonito ou não.

  • Ubiratã Muniz Silva

    esse monte de porta USB poderia vir no Polo também. Nele (pelo menos no Comfortline) só tinha a USB do rádio, senti falta de uma escondida dentro do porta-trecos do apoio de braços.

    em tempo, o Virtus MSI vai ser o novo Santana, os taxistas vão adorar, estavam sem opção na VW.

  • afonso200

    lembrando testes feito com gasolina E22 e não a nossa mijolina E27

  • afonso200

    tiro no pé nao ter 1.6 AT

  • Abel Neto

    90 mil num virtus…. parei de ler quando vi isso!! cadê o Fanjos pra comentar essas prosperidades?

  • Os caras do táxi já estão na fila pra comprar o novo santanão.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email