Voltz: motos elétricas usarão comércios como recarga

voltz evs 1

Dando os primeiros passos no mercado motociclístico nacional, a Voltz – marca de motocicletas elétricas – dá um importante passo para ampliar sua atuação no país.


Com lojas em Recife, Maceió, São Paulo e Porto Alegre, a nova marca estabelece um acordo com estabelecimentos comerciais para convertê-los em pontos de recarga de seus clientes, proprietários dos modelos EVS e EV1 Sport.

Segundo a marca, estas lojas poderão fornecer energia elétrica para a scooter EV1 Sport e a naked EVS por um custo muito baixo. A Voltz fala que em apenas uma hora de carga rápida, o veículo consome energia equivalente a R$ 1,00.

voltz evs 2

Em até cinco horas plugada na tomada, a moto elétrica consome R$ 3,00, um valor que pode ser absorvido pelo estabelecimento comercial.

Isso porque o cliente pode aproveitar para consumidor algo no local, que bem pode ser um supermercado ou centro de compras, por exemplo. O mesmo também vale para um comércio na estrada, como posto de combustível ou restaurante.

Por ora, a Voltz já fechou parceria com 50 estabelecimentos comerciais e isso deve ser ampliado futuramente, enquanto a marca brasileira amplia sua rede de atuação e mais produtos. A localização é por meio de app exclusivo.

voltz ev1 sport 2

Para isso, recebeu aporte de R$ 100 milhões para construção de uma fábrica de motos elétricas em Manaus. Com importantes investidores nacionais, um deles com atuação em redes de postos, farmácia e distribuição de gás, a Voltz vem chamando atenção pela atuação ousada no mercado e produtos diferenciados.

Em sua gama, a Voltz conta com a scooter EV1 Sport, que tem versões com uma ou duas baterias de lítio da Samsung, que garantem autonomia de 100 ou 180 km. Com máxima de 75 km/h, a motoneta custa R$ 12.990 ou R$ 15.790, respectivamente.

voltz ev1 sport 1 1

O outro modelo é a interessantíssima naked EVS, que também tem versões de uma ou duas baterias, com autonomia entre 120 e 180 km. Alcançando 120 km/h, ela pode encontrar seu caminho pela rodovia.

Ela tem app para Waze e Google Maps, alto-falante e suspensão traseira monobraço, como nas Ducati e BMW, por exemplo. O conjunto ótico é 100% em LED.

Com visual futurista, a moto da Voltz custa de R$ 17.490 a R$ 20.490. Há uma versão delivery chamada Work para entregas, com autonomia de 240 km.

Voltz EVS e EV1 Sport – Galeria de fotos

[Fonte: AB/Voltz]

 

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.