_Destaque EUA Europa Gadgets Segurança Tecnologia Trânsito Vídeos Volvo

Volvo: condução autônoma custará US$ 10.000 – Nvidia BB8 aprende a dirigir (vídeo)

volvo-drive-me-1

A condução autônoma plena deve chegar aos carros a partir de 2020, mas para a Volvo, essa tecnologia que permitirá aos carros andarem sem o comando do condutor, já tem um preço, mesmo que estimado: US$ 10.000.

No caso da marca nórdica, a condução autônoma chegará em 2021 já em nível pleno, hoje testado no programa Drive Me com o Novo XC90 e em níveis 4 e 5 de automação. Pensando no segmento premium, Hakan Samuelsson, CEO da Volvo, diz que para fazer carros de luxo mais luxuosos é necessário caminhar com a condução autônoma.

Para Samuelsson, a condução autônoma não será imposta ao cliente, que poderá adquiri-la como opcional, assim como a Tesla está fazendo hoje em dia. Com preço em euros estimado em € 9.000, a tecnologia sueca será bem mais cara que o atual Autopilot da marca americana, que custa em torno de € 3.300.

No entanto, o Autopilot ainda é limitado, mas provavelmente ainda será mais barato que a tecnologia da Volvo quando estiver plenamente funcional, pois já atinge um nível elevado de automação. Hakan diz também que a intervenção da condução autônoma estará condicionada à vontade do condutor, não ativando de forma automática sem o consentimento do motorista.

Além da condução autônoma, a Volvo já trabalha com o Uber para disponibilizar carros autônomos para o serviço de transporte pessoal. O XC90 será testado para o serviço de aplicativo em Pittsburgh, EUA.

bb8-voiture-autonome-nvidia

BB8 da Nvidia aprende com os erros

Enquanto a Volvo “dá preço” em sua tecnologia de condução autônoma, outras empresas continuam trabalhando para fazer o automóvel guiar-se sozinho, mas sem nenhum sinal de valor por enquanto.

A Nvidia, empresa de tecnologia, lançou o protótipo chamado BB8 (alusão à Start Wars 7?), um veículo com direção autônoma que está sendo testado na Califórnia. Assim como Volvo, Continental, Valeo, Lyft, Uber, Google e Apple, por exemplo, a companhia aposta muito nessa nova era automotiva.

A tecnologia da Nvidia é a aprendizagem ao dirigir. Diferente do Google, que sabe onde o veículo está, o da empresa de processadores desenvolveu um sistema de inteligência artificial que aprende com seus erros. Como se pode ver no vídeo mais abaixo, o veículo derruba alguns cones, mas no final consegue passar entre eles e até rodar em uma autoestrada da Califórnia com segurança.

Chamada de aprendizagem profunda, essa característica da inteligência artificial está sendo bem explorada pelo BB8, que aprende a orientar-se sozinho, mesmo em estradas sem sinalização.

A Nvidia já fez o BB8 rodar também em estradas de New Jersey, complicadas para um carro autônomo. O veículo aprendeu a rodar por essa rota mais complicada, mesmo com chuva e neve.

O cérebro de tudo isso é o supercomputador chamado ironicamente de “Xavier”, que utiliza um processador de alta performance da IBM, o Power 9. Um chip gráfico Volta também faz parte do pacote.

[Fonte: L´Argus]







Send this to friend