Condução autônoma EUA SUVs Volvo

Volvo e Uber fecham acordo para 24 mil carros autônomos nos EUA

uber-volvo-xc90-1 Volvo e Uber fecham acordo para 24 mil carros autônomos nos EUA

Volvo e Uber fecharam o primeiro grande acordo envolvendo carros autônomos para serviço de transporte de passageiros dos EUA e possivelmente do mundo. Serão fornecidos para o aplicativo de transporte privado 24 mil carros com condução autônoma a serem utilizados no mercado americano. As entregas ocorrerão por três anos e todos serão do modelo XC90, que já vem sendo testado no país há algum tempo.



Os Volvo XC90 utilizados pelo Uber serão os primeiros táxis robôs do mercado americano e a marca nórdica comemora. “Nosso objetivo é ser o fornecedor de escolha para os provedores de serviços de compartilhamento de viagens [de autônomos] globalmente. O acordo de hoje com a Uber é um exemplo primordial dessa direção estratégica”, comenta Hakan Samuelsson, CEO do fabricante sueco. O contrato de venda com o app vai de 2019 a 2021. Ou seja, o serviço pode começar em dois anos, pelo menos.

Além disso, a Volvo diz que a vantagem da tecnologia de condução autônoma em seu lineup é que ela se integra perfeitamente à plataforma escalável SPA, podendo assim a marca fornecer também o XC60, bem como os modelos S90 e V90. Em breve surgirão também as novas gerações de S60 e V60, que poderiam reforçar a frota do Uber.

No caso do Uber, a empresa não divulgou quais cidades e nem quando começará a atuar de fato no serviço com carros autônomos. Jeff Miller, CEO da empresa, somente diz: “É mais cedo do que a maioria das pessoas pensa”. Ainda assim, o executivo explicou: “Nosso objetivo é ser capaz de operá-los sem alguém ao volante em cidades e ambientes selecionados. A definição mais comum é o nível 4”.

Nesse caso, uma chamada pelo aplicativo será atendida não por um motorista, mas pelo sistema que irá enviar um carro de condução autônoma até o local do usuário, não necessitando este de assumir o volante. Em referência ao Nível 5, onde o automóvel tem autonomia plena perante o ser humano, Miller é enfático: “Eu não conheço ninguém no mundo que esteja dizendo que eles poderão fazer o Nível 5, que é autônomo o tempo todo em todos os casos de uso”.

A tecnologia aplicada no Volvo XC90 será incorporada aos carros importados da Suécia ou da planta que a marca está construindo em Charleston, Carolina do Sul, por meio de uma instalação em Pittsburg. No fabricante sueco, o SUV só surgirá como um carro autônomo em 2021 e já com produção americana.

[Fonte: Automotive News]

  • Louis

    Esses dias eu pensei, será que esses autônomos já conseguem identificar uma rua alagada? Aqui no BR é comum encontrarmos essa situação.

    • vicegag

      Se for identificar todos os perigos típicos das ruas do Braziu, o carro nem sai do lugar.

      • Tiago GV

        Sem contar com os “coitados” dos bandidos entrando na frente do carro para assaltar. Isso definitivamente não é uma coisa que vai dar certo na Banânia.

      • João Cagnoni

        hahahahaha, to rindo mas isso é triste. É a mais pura verdade! Me lembrou de uma história, uma vez eu estava conversando com um amigo que é policial da Rota, perguntei pra ele quais eram os lugares mais seguros de SP. A resposta dele: “nenhum, e se eu te contar tudo o que acontece você não vai querer sair de casa”. Ta bom então né… rsrsrs

        • Luis Burro

          Nossa o cara não confia nem no próprio quartel!

          • zekinha71

            Um capitão da PM em uma reunião no quartel disse que 50% dos PMs são corruptos, já na civil são 100%.
            Então é cobra passando rasteira em cobra.

            • Janduir

              Eu tinha um cliente idoso que era delegado aposentado da Civil aqui em SP. Ele me disse que aqui a mais corrupta em grande parte é a Civil. Mas no RJ é o contrário. Esse delegado, me disse que teve vários problemas com seus superiores aqui em SP pois com ele não tinha esquema. Sempre estava sendo transferido para os piores lugares. Nos anos 90, em certa ocasião levaram na delegacia que ele atendia um jovem bêbado que tinha batido o carro (PM conduziu até o DP). A 1 coisa que o cara disse foi que era sobrinho do Governador Fleury. Ai o delegado disse, ótimo saber, pois tenho que dar o exemplo e vou agir totalmente dentro da lei. Disse que até o secretário de segurança ligou pra ele… esse senhor, demonstrava realmente ser muito correto, pois aposentado tinha apenas uma modesta casa e um carro comum.

          • João Cagnoni

            E aí Burro! Confia sim, aliás a Rota funciona muito bem, mas existem mais bandidos do que nós temos idéia. As leis também não ajudam.

    • João Cagnoni
    • ObservadorCWB

      Engraçado que há pessoas aqui no fórum que SEMPRE criticam a Volvo (seriam sub carros ???, sempre deixam de entregar alguma coisa ???e assim vai). E algumas vezes o sistema Uber. Os Norte americanos parecem não compartilhar dos mesmos preconceitos.

      • Roberto

        Sendo honesto os americanos não colocam a Volvo no mesmo patamar da BMW Mercedes Audi Lexus, o preconceito já foi bem maior mas hoje está mais com marcas como Kia Hyundai.
        Antigamente ninguém queria um Volvo, hoje já há outra mentalidade, principalmente entre os mais jovens. A volvo já ganhou diversos prêmios muitos canais no youtube e revistas já escolheram carros da Volvo como “top pick”.
        Futuramente a Volvo vai estar no mesmo patamar pra eles, para nós do Brasil a Volvo é uma marca tão boa quanto as outras, alguns até acham melhor por conta da segurança.
        Sinceramente para crescer mais no Brasil a Volvo precisa se expandir, ir a Estados onde não há autorizada como no Norte do país e também ir as maiores cidades do interior, não se concentrar apenas nas capitais. O maior preconceito contra a Volvo hoje no Brasil é o medo de precisar de auxilio e não ter uma autorizada próxima.
        Possuímos um XC 2010 desde zero aqui. Ele acabou virando o carro da família, alguém usa quando o seu carro está com algum problema ou na revisão, nunca teve nenhum problema mais sério. A revenda era horrível não sei como está hoje em dia.

        • Edu

          Vejo muito Volvo em filmes americanos desde a época do ET. Sobre a matéria, será que esse acordo veio do reconhecimento de motoristas de uber como empregados em algum estado americano? Me lembro de ter lido algo a respeito.

          • Roberto

            Acredito que não, o acordo deve ter acontecido por conta do UBER que já vê que o futuro pertence aos carros autônomos, não haverá motorista, ninguém gosta de dirigir no transito das cidades. Já a Volvo ganha a possibilidade de testar seus carros e tecnologias no dia dia com custos menores e uma abrangência muito maior, as duas empresas ganham, o cliente ganha, o governo vai ganhar com menos acidentes, o meio ambiente ganha com menos carros nas ruas e menos poluição. Só quem não ganha com isso são os motoristas do UBER, essa uma tecnologia que não vai ter volta, que digam os taxistas.

  • Vinícius

    Será ótimo para o UBER, provavelmente mais lucrativo e terá menos problemas com os motoristas. Em contrapartida, em países como o Brasil, o que está segurando bastante as consequências do desemprego é justamente essa profissão chamada motorista de UBER. Nos EUA, que é o país em questão, são mais de 600 mil motoristas de UBER, lá já houveram várias manifestaçoes buscando melhores condições de trabalho pela UBER. Imagina se der certo esse teste?

    • Gurgelando

      E não tenha dúvida que dará certo… mais cedo ou mais tarde isso irá acontecer. Essa acho que é a pergunta natural Vinicius: e depois, como será?

      • Marcelo Nascimento

        Acho que da mesma forma que o uber foi descoberto como válvula de escape para os desempregados, o pessoal arruma outro nicho. Mas aqui ainda vai demorar tanto que nem deve ser preocupação…

      • Luis Burro

        O problema é q sistemas não tem personalidade,sao limitados para o q forem programados.
        Como por exemplo de um ladrão se jogar na frente de um carro.O sistema pode considerar um pedestre e parar,enqnto uma pessoa naturalmente atropelara o infeliz.

        • zekinha71

          Quando uma pessoa entra na frente do seu carro, vc para ou atropela?
          Se todo mundo que já entrou na minha frente eu tivesse atropelado, já teria chegado na casa das centenas.

          • Luis Burro

            Depende,se tiver de noite e parecer suspeito as pessoas não param!

      • Maycon Farias

        Eu acredito que inicialmente quando a transporte autônomo se estabelecer como predominante, ai então já estaremos em progresso para veículos que voam, assim como no filme ”O Quinto Elemento”. Estou falando de rodovias* aéreas e coisas do tipo. Será a próxima revolução. Depois disso que será o ápice do transporte possível pelas leis da física atuais, porque além disso somente o teletransporte seria mais eficiente.

    • leitor

      Não sei. Um país que controla a imigração por conta de não se tomar emprego dos seus cidadãos se vai aceitar um negócio desses assim.

      • Luis Burro

        Na vdd isto é uma desculpa pra conseguir votos,não é a imigração q causa o desemprego.
        Além do mais,isto afetaria mais as montadoras,e elas se mostram bem interessadas.Isto mostra q tão mudando o conceito e já se preparando pro futuro.

        • leitor

          Sobre imigração outros países fazem a mesma coisa. No caso dos EUA também e não é apenas uma questão de política, há muitos anos que é assim. É até melhor pra eles e pra qualquer outro uma imigração com salário que uma situação sem empregos.

          • Luis Burro

            A imigração pode influenciar,mas ela não é a causa.A política sempre dá um jeito de usar questões divergentes como propaganda.

            • leitor

              Depende do controle. Se facilitar pode ser a causa.

              • Luis Burro

                Não consigo ver como a elevação no número de imigrantes influencia na taxa de criação de empregos.

                • leitor

                  Não só de empregos quanto de outras coisas.

  • Gurgelando

    É o que eu já falava a algum tempo e meus amigos não acreditavam. O carro autônomo chegará antes do que pensamos.
    Quanto ao Uber é muito interessante esse paradoxo. Em BH, quase todo(a) motorista veio para o Uber em função do desemprego (bom!!), mas o Uber mesmo não está nem aí para isso. E se é algo que é uma consequência natural da evolução do sistema é mais desemprego. Não estou dizendo com isso que a empresa é má… o sistema é assim (causador de exclusão). Mas cada dia mais a produção de produtos e serviços necessitará menos da mão de obra humana. E aí… e os empregos, estarão onde? E a riqueza, estará onde? Como ficará essa equação? Sobrará mais tempo para curtir a vida? Ou sobrará mais pobreza e desigualdade? Iremos para uma distopia ainda maior ou é possível pensar em uma eutopia a partir da tecnologia?

    • Louis

      O “mundo ideal” do futuro seria, ao meu ver, a produtividade (tanto agrícola quando industrial) aumentando muito, mesmo que robotizada. E as pessoas gastando mais recursos com medicina, entretenimento, turismo, desenvolvimento (engenharia), etc. No entanto, isso dificilmente irá acontecer. Acredito que a desigualdade só tende a aumentar, visto que pobre cada vez tem mais filhos, e quem tem condições tem cada vez menos. A concentração da riqueza vai acontecendo naturalmente, com o passar das gerações.
      Ademais, muita da desigualdade social se dá por conta da desigualdade de inteligência.

      • Mario

        Concordo. A conta não fecha! Falam tanto em ‘poluir menos’, mas não falam em controle de natalidade. O mundo ideal, teria no máximo 5 bilhões de habitantes. Se não fizerem nada, a pobreza se perpetua!

        • João Cagnoni

          O mundo comporta muito bem 5 bilhões de pessoas.

          • sepchampions

            Não comporta com a automatização. Já passou da hora de ter controle de natalidade.

    • zekinha71

      Pobreza sempre existirá, pois sem pobreza não se criam fortunas e milionários.

      • Janduir

        E certa vez Abraham Lincoln observou que Deus devia gostar muito dos pobres, já que tinha feito tantos deles…

  • vicegag

    Pena que não é no Brasil, pagar pouco para andar de XC90.

  • João Cagnoni

    Esse foi o maior avanço em segurança que a Volvo teve desde a adoção do cinto de segurança.

  • leitor

    Quem vai gostar disso é quem é muito ciumento e a namorada ou esposa vai chamar um carro desse. Conheço gente que vai adorar.

  • Luis Burro

    Caso sofra um acidente e gere danos além dos materiais,a responsabilidade será de qm?

    • Roberto

      Vai funcionar igual a uma viagem de avião, barco ou um serviço de motorista particular todas essas empresas possuem seguro. Os custos evitados com motoristas vão ser aplicados em outros setores, após a UBER outras empresas farão parcerias com outras empresas, a concorrência vai ajustar tudo isso. Acredito que no futuro apenas vai possuir um carro aqueles que realmente gostam de dirigir, a maior parte das pessoas vai alugar um ou vai usar essas plataformas como UBER.

  • octavio cesar godoy

    Isso nao vai dar certo em lugar nenhum do mundo, a primeira batida com morte negada nao pega mais um trem desses sem motorista nunca

    • Roberto

      Até os aviões no futuro vão ser controlados por computador, cirurgias vão ser feitas por eles também. Antes das passagens de aviões se popularizarem muitas pessoas diziam que ninguém teria coragem de entrar em um avião, olha hoje em dia o que acontece.

    • Maycon Farias

      A direção controlada por humanos matam 1,3 milhão de vidas todos os anos. Sem dúvida nenhuma se um carro autônomo matar alguém futuramente, esse numero será infinitamente megamente super menor. Não só está dando certo em todos país ricos do mundo, como já existem prazos para a comercialização em grande escala.

    • Janduir

      Até o metrô que podia ser totalmente automatizado ainda mantem um condutor… avião, a maioria dos pilotos, mesmo em aeroportos com tudo automatizado, na hora H, desliga o piloto e pousa na mão.

    • Janduir

      Sem contar que cobrando R$1,10 o km rodado, não tem como manter o carro. Somente no Brasil os motoristas se sujeitam a aceitar 30% de uma corrida de táxi (e olham que a uber ainda fica com 25%). Nos EUA, o uber cobra 80% do km rodado de táxi). Não é a toa que a maioria não fica 6 meses e toda hora tem motorista novo, caindo a qualidade do serviço. A própria Uber está acabando com ela mesmo…

  • zekinha71

    Esse Uber vai direto pro destino, ou vai ficar dando voltas pra corrida ficar mais cara?

    • Schack Bauer

      A depender da cultura local ainda tem que contar uma estorinha triste sobre o filho doente que está no hospital para ainda tentar arrancar mais uma graninha do passageiro kkkkkkk

  • Schack Bauer

    Ué, mas não tinha que ser comprado da Tesla, que dizem ser a mais avançada em termos de tecnologia?

  • delvane sousa

    Começo a acreditar no que foi dito recentemente por um especialista em emprego: que 80% dos empregos de hoje estariam extintos em 5 anos. Inclue se ai o de motorista de Uber.

  • Fabio Marquez

    Interessante a ideia, poderiam até personalizar o interior tirando o volante, painel e transformando tudo em uma sala de estar. Talvez dê até para levar mais gente do que um veiculo comum.

    • CanalhaRS

      Isso só seria possível com carros autônomos no nível 5…vai demorar mais um tempo.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend