História Sedãs Volvo

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

O Volvo S90 é um sedã de luxo da marca escandinava, que foi lançado em 2016 como sucessor do antigo S80, sendo produzido na Suécia e outros países, tendo a versão híbrida T8 no Brasil.


Maior sedã da Volvo, o S90 é um carro que utiliza a plataforma escalável SPA, que sustenta os irmãos XC90 e V90, que é a perua derivada do sedã, assim como os menores Volvo XC60 e S60/V60.

Com duas variantes de carroceria – normal e longa – o Volvo S90 é fabricado ainda na China, Malásia e Índia. Sua plataforma permite não só o emprego de motores a gasolina, diesel ou híbrido plug-in.

Tendo estilo compartilhado com os demais produtos da marca, o Volvo S90 emprega diversas tecnologias, em especial de segurança, bem como soluções em conectividade.

Volvo S90

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

Dando continuidade a uma linhagem que começou na série 200 e depois nas 700 e 900 – renomeada como S/V90 entre 1996 e 1998 – culminando depois com o S80 e, por fim, o Volvo S90, atual sedã de luxo topo de linha feito em Torslanda.

Com porte grande, o S90 tem um amplo espaço interno e acabamento de primeira linha, chamando atenção para um cockpit totalmente digital, onde a multimídia se exibe como um tablet.

Suas formas maciças evidenciam o alto nível de proteção contra impactos, reduzindo enormemente os ferimentos nos ocupantes. Tendo uma boa dose de tecnologia embarcada, o luxuoso nórdico chega até quase dirigir sozinho.

Ostentando potências entre 150 cavalos com diesel e 407 cavalos de forma combinada num híbrido plug-in a gasolina, o S90 tem ampla gama de propulsores e soluções técnicas engenhosas.

Volvo S90 – Estilo

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

O Volvo S90 é um carro de visual musculoso, robusto e ao mesmo tempo elegante. Suas linhas expressam a preocupação da marca com a segurança, sendo um carro baixo e largo, que corresponde exatamente ao logotipo da marca.

A frente do S90 é larga e possui faróis full LED direcionais e adaptativos, que possuem luzes diurnas em LED num formato que foi apelidado de “Martelo de Thor”.

A grade é ampla e vem com frisos verticais, além da barra cromada e inclinada, atravessando o logotipo com símbolo do masculino que caracteriza a marca nórdica.

O para-choque apresenta linhas fluidas e acabamento cromado, dependendo da versão. Com linhas de cintura alta e área envidraçada bem distribuída, o sedã da Volvo tem um porta-malas proeminente e lanternas em LED com forma de “C”.

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

O nome Volvo vai bem estampado no porta-malas o para-choque é bem proeminente. As maçanetas são pronunciadas e as rodas de vários estilo, geralmente de aros de 17 a 20 polegadas.

Por dentro, o S90 tem um acabamento bem luxuoso, especialmente na versão Inscription, que é a mais luxuosa. Nesta, painel e portas possuem guarnições em madeira.

Na versão Momentum, o acabamento é metálico. A R-Design tem apelo emocional maior, contendo rodas esportivas, detalhes em preto brilhante e para-choques mais agressivos.

O painel do Volvo S90 é comum aos outros modelos, tendo um cluster digital com tela de 12,3 polegadas, que pode ser configurado em quatro estilos de mostradores, além de inserir diversos dados.

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

A multimídia Sensus é totalmente conectada e traz navegador com mapas em 3D com alertas até de pedágios, bem como sistemas Android Auto e CarPlay. Há também funcionalidades diversas, incluindo sistemas de segurança do carro.

Um dos recursos é a acústica do Salão de Concertos de Gotemburgo, reproduzindo áudio de altíssima fidelidade. Em três páginas, com direito a menu de operações e um manual bem intuitivo, a central Sensus é bem sofisticada.

Ela fica num atela de 9 polegadas, que pode ter o fundo branco. O sistema de som é Bowers & Wilkins com reprodução acústica em 3D. O S90 possui o Volvo OnCall, que permite chamadas de emergência em caso de acidente.

Com detalhes cromados e em alumínio, o Volvo S90 tem ainda volante multifuncional com Pilot Assist (até 130 km/h) e controle de cruzeiro adaptativo, bem como comandos de mídia e telefonia. A coluna de direção é ajustável manualmente.

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

No interior, o teto solar é tamanho padrão, ou seja, pequeno, enquanto os assentos bem envolventes possuem apoios de cabeça ativos e acabamento em couro com várias tonalidades.

O console central possui porta-copos com cobertura retrátil, além seletor para modos de condução (Eco, Comfort, Dynamic e Individual) ou (Pure, Hybrid, Power e AWD) no híbrido T8.

Nesse último, o S90 tem ainda modos de proteção de energia da bateria, recarga por frenagem regenerativa ou pelo motor, além de gerenciamento de eletricidade por meio da Sensus.

Os bancos dianteiros são elétricos e possuem comandos individuais ou acionados (os dois) pelo condutor, através da multimídia. Função massagem e outras recursos são encontrados também.

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

Na versão T8, a alavanca de câmbio é feita em cristal da marca Orefours, enquanto nas demais é em couro. O ar condicionado é dual zone e a direção é elétrica adaptativa.

Com saídas de ar centrais e controles extras de climatização, quem vai atrás tem muito espaço e luxo, com apoio de braço central. Existe um pacote premium com um assento dianteiro basculante para quem for atrás, apoie os pés.

Noutro, existe opção de mesa de trabalho para executivos. Na China, o modelo S90 L tem ainda mais espaço para as pernas e apoios para os pés.

Segurança

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

O Volvo S90 vem com uma série de sistemas de segurança, incluindo o Pilot Assist, que permite controle de aceleração, freios e direção em velocidades de até 130 km/h. Essa condução semi-autônoma é considerada de Nível 3.

Na condução, o veículo é orientado por radares, câmeras e sensores para centrar-se entre as faixas. Além disso, outra tecnologia empregada é a que compõe os faróis adaptativos, que focam em pontos escuros da estrada para não ofuscar.

Através de sensores, o S90 detecta os fachos dos faróis em sentido contrário e adapta o foco de acordo com eles, evitando assim que ofusquem quem está na outra pista. No caso do carro da frente, ele ilumina sempre abaixo das lanternas.

Durante a condução, os fachos dos faróis full LED chegam a se cruzar diante do carro, na busca pela melhor posição. O sistema SIPS prepara o ambiente para uma colisão, chegando a reter com força os ocupantes em caso de capotamento.

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

Ele ainda detecta veículos parados e na iminência de colisão, aciona os freios independente do motorista, praticamente no mesmo momento do alarme de aviso. Dependendo do nível, chega apenas a pinçar os discos como aviso.

A estrutura do S90 é feita para obter deformação gradual e servir como célula de sobrevivência. Por conta disso, o peso do sedã da Volvo sempre fica em torno de 2 toneladas.

Dependendo da versão, a suspensão pode vir com sistema pneumático adaptativo, tanto nas quatro rodas quanto apenas atrás. Quando não há essa opção, o conjunto multilink traseiro vem com um feixe de mola parabólica de elastômero.

O conjunto elimina as molas helicoidais e seu princípio lembra o sistema de carros como Fiat Uno (primeira geração) e VEB Trabant (no início), por exemplo.

Volvo S90 – Motor

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

Embora no Brasil seja oferecido apenas na versão T8 Plug-In Hybrid, o Volvo S90 dispõe de uma gama bem mais ampla de propulsores no exterior. Aqui, o híbrido é equipado com dois motores, sendo um o Drive-E 2.0.

O propulsor de quatro cilindros e feito em alumínio tem 1.969 cm3 e duplo comando de válvulas variável no cabeçote, tendo assim 16 válvulas. Ele possui injeção direta de combustível, turbocompressor e supercharger com intercooler.

Com 320 cavalos a 6.000 rpm e 40,6 kgfm a 2.200 rpm, o Drive-E 2.0 trabalha com um elétrico montado no eixo traseiro, que dispõe de 87 cavalos e 24,5 kgfm, fornecidos de forma instantânea.

As baterias de lítio ficam posicionadas entre os bancos dianteiros, abaixo do porta-objetos e dos porta-copos. O S90 T8 vem ainda com transmissão automática Aisin de oito marchas. Com isso, a potência combinada é de 407 cavalos e 65,1 kgfm.

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

Esse pacote permite ao Volvo S90 T8 ir de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos e ter máxima de 250 km/h, além de consumo urbano de 20 km/l e rodoviário com 22 km/l. O sedã ainda pode rodar 50 km no modo elétrico.

Na Europa, a gama tem opções a gasolina e diesel. No segundo caso, o S90 vem nas versões D3, D4 e D5, sendo todos com motor diesel Drive-E 2.0 com 150 cavalos e 32,5 kgfm na versão D3, enquanto a D3 AWD tem 35,7 kgfm.

Na versão D4, o S90 diesel vem apenas com tração nas quatro rodas, entregando 190 cavalos e 40,6 kgfm. Assim como no D4, o D5 emprega dois turbocompressores, mas traz um sistema chamado Power Pulse.

Trata-se de um compressor de ar comprimido que enche um cilindro de alta pressão durante as desacelerações, enchendo-o para injeção de ar direto na câmara de combustão, aumentando a potência e o torque, além de reduzir emissão.

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

Com o Power Pulse, o Volvo S90 D5 entrega 235 cavalos e 48,8 kgfm, distribuídos para as quatro rodas e com transmissão automática de oito marchas. Na gasolina, outras quatro opções do Drive-E 2.0 se apresentam.

O S90 T4 vem com 190 cavalos e 35,7 kgfm. Na T5, que pode ter tração AWD, o enorme sedã entrega 249 cavalos e o mesmo torque. Dependendo da região, a potência é de 254 cavalos.

Já o T6 AWD emprega o mesmo motor do T8 com os mesmos 320 cavalos e 40,6 kgfm. O sedã tem opção de câmbio manual de seis marchas apenas nas versões de acesso.

Diferente de marcas de luxo alemãs, a Volvo excluiu qualquer opção de seis ou oito cilindros. Ela ainda teve um motor Drive-E tri-turbo de 454 cavalos, que serviria bem no lugar de um V8 em outros tempos…

S90 L

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

A Volvo, agora sob controle de Geely, já produzia carros na China, mas com a sócia da Ford, a Changan. Depois da venda para o fabricante chinês, a marca sueca ganhou força para expandir a produção local e isso inclui o Volvo S90.

Assim, num desenvolvimento local, o S90 foi esticado e chamado então de S90 L. Ele ocupa o lugar que fora do Changan-Ford S80 L, da geração anterior, atendendo assim a preferência do consumidor da região e dos EUA.

O S90 L é 12 cm mais longo que o modelo europeu, medindo 5,083 m de comprimento, 1,890 m de largura, 1,450 m de altura e 3,061 m de entre eixos.

O modelo vendido na Europa e no Brasil, ele é menor. Seu comprimento é de 4,963 m de comprimento e 2,941 m de entre eixos. Dessa forma, os clientes chineses, que geralmente não dirigem durante a semana, podem trabalhar nas viagens.

V90

Volvo S90: o maior sedã de luxo da marca escandinava

O Volvo S90 tem um derivado direto e este carro é uma perua, denominada V90. Assim como no sedã de luxo, ela é uma perua focada no alto padrão, mas com bagageiro bem amplo.

Seu estilo é bem elegante, apesar das formas parrudas. Isso fez com que a Volvo desse continuação ao antigo modelo V70, oferecendo uma opção aventureira à V90, que ainda tem tração nas quatro rodas.

Essa é a V90 Cross Country, que dispõe de suspensão elevada (apenas por molas e feixe) e visual personalizado, tendo acabamento personalizado na base dos para-lamas e para-choques, que adicionam protetores centrais em cinza.

Tal como o S90, a perua V90 vem com os mesmos motores a gasolina ou diesel, além da versão híbrida T8. Ela nunca foi vendida no Brasil e não existem planos, mas foi exibida no Volvo Ocean Race, evento da vela patrocinado pela marca.

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • th!nk.t4nk

    Esse mesmo em sua casa (Europa) vende apenas 1/3 do que vende o Classe E e 1/2 do que vende o A6. As razoes? É bem mais simples que os rivais, mesmo cobrando caro. Os itens citados na matéria são correspondentes aos de modelos de um segmento abaixo na concorrência, e ainda assim pior implementados (como o fato dos assistentes desativarem a 130 km/h). Simplesmente não vale a pena.

    • Leonardo

      Vi uma avaliação no carwow, onde compararam com MB classe E e BMW série 5 (ainda da geração antiga). Fiquei surpreso que o Volvo, mesmo em geração novíssima, foi considerado inferior ao série 5 em fim de vida.
      Aqui no Brasil, apesar de Volvo ter status de carro premium, percebo que na Europa ainda é considerado um Semi-premium e geralmente custam até menos que os alemães.

      • ÓQUEI

        Isso porque para os jornalistas automotivos, a esportividade de um carro é item fundamental para que eles aprovem ou não um carro.

        E cara, esportividade não é o foco da Volvo, nem o marketing dos Polestar foca tanto nisso. A Volvo foca a vivência das pessoas com o carro (esse princípio é que baseia o marketing dela). É focado na integração com o carro, que seja algo confiável, que te faça sentir bem dentro do carro.

        Nesses comparativos jornalísticos a Volvo nunca vai “vencer”. Os carros da Volvo aceleram bem, mas os alemães aceleram mais, o 0-100 é bom, mas os alemães chegam mais rápido…. e os eles destacam o conforto, convivência, só que isso pesa menos na hora que os jornalistas decidem o “melhor”.

    • A Volvo sempre esteve um nível abaixo da tríade alemã. Seria como a Acura, que está um pouco abaixo da Infiniti e da Lexus.

    • F30FLORIPA

      No Brasil Volvo S90 vende mais do que Audi A6 Mercedes Classe E.

  • André Martani

    Podem até considerar os carros da marca como; “Semi Premium”. Mas; que os Volvo são um show de design, isso não se pode negar!

  • Ricardo Blume

    O design da V90 é demais! A V90 dos anos 90 até hoje faz meu coração sair do ritmo.

  • Guilherme Lima

    A volvo só faz carro espetacular, em termos de design, coloca os seus concorrentes no bolso, pena que o pessoal so da atenção aos SUV’s dela pq ela tem produtos espetaculares, principalmente a V60 que pra mim e a perua mais legal que a marca tem, teria a versão R-Design com o 3.0 Turbo.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Sempre gostei da marca, não sei como é hoje, mas antigamente Volvos no Brasil tinham manutenção cara e desvalorizavam muito mais que a concorrência, mas são realmente lindos, as peruas então costumam ser belas!

    • Thiago

      Continua a mesma coisa.

  • Eduardo Campos

    “atravessando o logotipo com símbolo do masculino que caracteriza a marca nórdica.”

    Não, gente. É um símbolo antigo do elemento Ferro.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email