Avaliações Hatches Volvo

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

O Volvo V40 surgiu para substituir os conhecidos S40/V40 anteriores, que também foram vendidos no Brasil. Mas ao invés de mais um sedã e uma perua de entrada, a Volvo optou por um hatchback quatro portas, exatamente o que deveria ter feito logo depois de criar o C30.


Afinal, ambos compartilham a plataforma C1 da Ford, que também dá corpo ao Novo Focus, e ao anterior também. Para quem conhece este último, entrar no Volvo V40, trará a sensação de algo familiar. Mas isso é apenas em alguns detalhes que ambos compartilham. Deixando isso de lado, vamos ao que interessa no modelo.

Recebemos um exemplar do Volvo V40 T4 Dynamic um pouco diferente. Ele é modelo 2013 – lembrando que já temos o 2014 no mercado – e veio com alguns acessórios, que deixaram o visual mais esportivo. No mercado, o preço dessa versão de acesso é de R$ 114.950. Naturalmente, com itens a mais, o valor subirá consideravelmente. Por este preço, além do belo visual, o hatch premium também oferece desempenho e tecnologia embarcada.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai


Por fora…

É bonito e atraente, não há como negar. O Volvo V40 foi muito bem desenhado por Chris Benjamin (fase Ford) e Peter Horbury (fase Geely). O perfil é bastante aerodinâmico e as linhas fluídas canalizam o ar de forma a reduzir ao máximo o arrasto.

Na versão T4 Dynamic testada, havia um kit com extensores em preto brilhante sobre o defletor de ar da tampa traseira, saias laterais abaixo das portas traseiras e apêndices nas laterais dos para-choques, bem como escape duplo com bocas retangulares e rodas de liga leve aro 18.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Na frente, o Volvo V40 T4 Dynamic apresenta grade em preto brilhante com frisos cromados no exterior, faróis duplos com máscara negra e lâmpadas comuns (xênon no 2014), para-choque com spoiler integrado e LEDs diurnos, além de sensores de estacionamento.

O capô longo não esconde o airbag de pedestre, pois a versão não estava equipada com o pacote Safety (cruzeiro adaptativo, alerta de ponto-cego, alerta de fadiga, detector de pedestres e ciclistas, leitor de placas de trânsito, aviso de mudança de faixa e alerta de tráfego lateral).

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Nas laterais, rodas de liga leve aro 18 com cinco raios e acabamento diamantado no exterior e preto brilhante no interior. Os pneus são 225/40 R18, um perfil muito baixo para ruas e estradas brasileiras, onde não é difícil achar buracos e depressões que tiram parte do prazer ao volante. A linha de cintura é alta e há dois vincos pouco pronunciados.

As maçanetas são pintadas na cor do carro, mas os retrovisores com repetidores de direção são pintados em preto brilhante. Estes não possuem rebatimento elétrico (agora disponível no 2014). As janelas possuem frisos pretos, item que no 2014 passa a ser cromado. As colunas B e C também são em preto brilhante. Abaixo das portas traseiras, há defletor do kit de acessórios.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Sem teto solar, a parte superior tem somente uma antena de estilo “tubarão”. O defletor de ar sobre a tampa recebeu três prolongamentos em preto brilhante, que chamam bastante atenção. As lanternas traseiras em LED são harmônicas e atraentes, enquanto a tampa traseira tem a parte central em preto brilhante, tendo a vigia logo acima e a parte na cor da carroceria abaixo.

O para-choque traseiro do Volvo V40 T4 Dynamic apresenta duas lanternas de posição com luz de neblina, além de difusor de ar central, apêndices aerodinâmicos nas laterais (parte do kit) e escape duplo com ponteiras retangulares. Normalmente são redondas.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Por dentro…

Na cor branca, o Volvo V40 T4 Dynamic é bem diferente por dentro em relação ao modelo oferecido com pintura preta. Apesar do visual esportivo, reforçado pelo kit aerodinâmico, o interior é mais elegante e sofisticado, pois apresenta tons marrom e bege no acabamento. Na cor preta, o interior segue o exterior, ficando mais comum.

O ambiente interno nestes tons – apesar da limpeza ser a lição número 1 para quem deseja esse visual – amplia a impressão de luxo e sofisticação. O painel tem a parte superior em marrom com material emborrachado, enquanto as portas apresentam a mesma tonalidade, mas com material mais rígido, sendo um pouco melhor do que o plástico duro tradicional.

Outro aspecto que reforça a imagem de sofisticação do Volvo V40 T4 Dynamic são os detalhes em alumínio, tanto no console central quanto nas portas, volante e painel. O console ainda possui acabamento grafite. Os pedais também são de liga leve, enquanto a alavanca é cromada, mas com a parte superior em acrílico transparente. Este possui indicadores de marcha em LED. O visual é interessante.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

A parte inferior do acabamento geral é bege, sendo também presente nos assentos de perfil esportivo e revestimento em couro, que também está presente nas portas e apoios de braços centrais. O teto também é em tom claro, sustentando luzes de leitura em LED, iluminação indireta vermelha e os comandos de SOS e assistência da Volvo On Call. O retrovisor interno é eletrocrômico, enquanto para-sóis iluminados e alças estão bem distribuídos.

O porta-óculos fica no lugar da alça que seria do motorista. Os bancos dianteiros não possuem regulagens elétricas (apenas o do condutor é elétrico no 2014) e como você pode bem lembrar do Volvo S60 T4, a regulagem do encosto não é das melhores. O mesmo ocorre com relação à regulagem lombar. A Volvo fez bem em introduzir os comandos elétricos no 2014.

O banco traseiro tem apoios de cabeça dobráveis para frente, assim como no Volvo XC60. O central é embutido no encosto e tem regulagem. Abaixo, apoio de braço central sem porta-copos. Para bebidas, um compartimento surge na extremidade do assento central, sendo totalmente camuflado quando não há passageiro.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Um erro – por causa do projeto – é a ausência de difusor de ar traseiro, que seria bem-vindo em dias quentes. O porta-malas tem espaço reduzido, pois os 335 litros parecem menos, visto que o espaço é longo e raso. No assoalho, uma tampa pode ser levantada para divisão de bagagens, sendo que abaixo dela, há porta-trecos acima do estepe, que é do tipo fino.

O painel é dominado por dois espaços muito interessantes. O primeiro é o cluster, onde a instrumentação é projetada em uma tela TFT configurável. Nela temos os modos de condução Eco, Elegance e Performance. Muito semelhante ao do Volvo XC60, já avaliado pelo NA, o diferencial mais perceptível é a cor no tema Elegance, que é marrom (por sinal, o mesmo tom do acabamento), enquanto no SUV é azul.

O Eco continua verde e o Performance em tom vermelho. Devemos lembrar que mudando-se os temas, também altera-se o funcionamento de motor, transmissão, freios, direção, etc. Além disso, ao ligar ou desligar, o Volvo V40 T4 Dynamic apresenta sua forma esculpida como que com laser no display central do cluster. Várias funções estão presentes nesta tela, inclusive aviso de cintos atados de todos os cinco ocupantes. O outro é o display multimídia central.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Sensus Connected Touch

Mesmo sem o pacote Safety, o Volvo V40 T4 Dynamic é um carro bastante completo. O veículo de teste veio com o pacote High Tech, que sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, leitor de DVD, câmera de ré e sistema de navegação GPS. Mas o grande atrativo a bordo sem dúvida é o Sensus Connected Touch.

O dispositivo não é um opcional, ele é vendido como acessório pela Volvo, que não comercializa os aplicativos e nem se responsabiliza pela funcionalidade de cada um deles. Baseado na plataforma Asteroid do Google, muito semelhante ao Android, ele utiliza alguns app específicos para veículos e tem até um “Market” exclusivo.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Entre os aplicativos que estavam instalados, destaque para o Browser, que dá acesso direto à web, Spotfy (para músicas, mas que não é funcional no Brasil), navegador iGo, Mapas, Wikango HD, Roadtrip, TuneIn, entre outros. O acesso à internet ocorre apenas com o veículo parado e é possível bater papo nas redes sociais, ler e mandar e-mails, ver vídeos, etc. A interface é intuitiva e com pouco tempo já dá para ter certa intimidade com as funções.

O Volvo V40 T4 Dynamic ainda dispõe de 3 entradas USB, sendo uma abaixo do apoio de braço central e 2 no porta-luvas. Destas duas últimas, uma fica ocupada pelo modem 3G. Há uma entrada para cartão SD, geralmente com mapas do navegador. Por fim, três entradas de áudio e vídeo RCA para aparelhos externos.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Por ruas e estradas…

O Volvo V40 T4 Dynamic anda bem, muito bem. Mesmo sendo a versão “menos potente”, o hatchback de origem nórdica não decepciona. Comparando rapidamente com carros de mesma potência, o propulsor 2.0 Turbo (B5204T9) com cinco cilindros, 180 cv a 5.000 rpm e 30,5 kgfm entre 2.700 e 4.000 rpm empurra muito bem.

Ao contrário da Europa, onde o Volvo V40 usa o Ford 1.6 GTDi (EcoBoost) de 180 cv, que é o mesmo do S60 T4 vendido aqui, a empresa decidiu usar seu próprio propulsor. No entanto, por ser grande e naturalmente beberrão, a alternativa foi introduzir o Start&Stop, que desliga o motor com o veículo parado.

Este dispositivo só funcionou com nível de combustível baixo, mas devido ao forte calor, o sistema deixa de operar por um determinado tempo, mesmo estando acionado. Poderia permanecer ativo por um período maior, o que ajudaria a reduzir o consumo. O Volvo V40 T4 Dynamic fez 7,3 km/litro na cidade e 11,0 km/litro na estrada. Até que não foi ruim, mas poderia ser melhor, principalmente na estrada.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

De volta ao B5204T9, ele responde muito rapidamente e chega a colar o condutor e os passageiros nos bancos se o pé for muito forte no pedal. O ruído do motor é muito baixo, mas com os vidros abertos, é possível ouvir um som característico dos cinco cilindros e com um suave silvo da turbina. Enfim, um som bastante agradável. Comparado com outros de mesma potência, ele surpreende.

Mas agradável mesmo é sentir a força do bom torque em baixas rotações, compelindo o Volvo V40 T4 Dynamic rapidamente pelo asfalto. Rodando a 110 km/h, o giro no modo Eco fica em 2.100 rpm. As retomadas são pontuais e no modo Performance, dá para fazer os controles de tração e estabilidade trabalharem muito. O giro sobe muito rapidamente e a velocidade cresce na medida que as marchas vão sendo esticadas ao máximo.

Mesmo sendo uma caixa automática de seis marchas – nos motores Ford usa-se a Powershift de dupla embreagem – a transmissão do Volvo V40 T4 Dynamic é muito suave na mudança de velocidade e não apresenta trancos ou demora nos engates. Até parece uma de dupla embreagem, tamanha a eficiência. Isso ajuda muito no desempenho, fazendo o modelo ir de 0 a 100 km/h em 8,7 segundos com máxima de 220 km/h.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Com o giro baixo em cruzeiro, o Volvo V40 T4 Dynamic apresenta um bom nível de ruído interno. Ele desliza suavemente em asfalto bom, deixando o condutor bastante confortável. A posição de dirigir é agradável e os comandos estão à mão. O console central (com abertura na parte traseira) tem muitas teclas e precisa-se de algum tempo para se habituar.

O espaço dianteiro é muito bom, com bancos de couro macio, mas firmes e envolventes. Atrás, o espaço é de mediano para baixo. Nessa categoria, poucos são os que oferecem mais espaço para pernas. Nesse ambiente, ouve-se com alguma frequência as reclamações da suspensão. Mais firme por causa do ajuste para melhor desempenho e ainda com rodas aro 18, o Volvo V40 T4 Dynamic sofre com asfalto ruim e buracos de todo tipo.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Filtra bem ruídos provenientes de bloquetes e paralelepípedos. O aro 17 original deve ser melhor em termos de conforto, que é talvez o principal ponto negativo da versão testada. No entanto, por ser mais duro, a estabilidade melhora. O Volvo V40 T4 Dynamic se sai muito bem em curvas fechadas e mudanças rápidas de trajetória.

Não dá para perder a linha quando se guia de forma esportiva, desde que esteja dentro das limitações do carro e, principalmente, do condutor. A direção é bem direta e responde imediatamente, enquanto os freios modulam de forma perfeita nas frenagens mais bruscas. Apesar do visual interno ser mais elegante, o Volvo V40 T4 Dynamic é em realidade um bom esportivo.

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai

Por você…

Por R$ 114.950, o Volvo V40 T4 Dynamic não vai oferecer tudo o que testamos, exceto as boas características de performance e alguns dos sistemas tecnológicos de bordo já conhecidos, tais como sete airbags, TCS, ESP, Isofix, ar condicionado automático, City Safety, entre outros. Há também um bom nível de equipamentos de conforto e entretenimento. No entanto, o preço subirá bastante com o conjunto completo. Infelizmente, a Volvo tem de pagar a alíquota maior de IPI, pois não tem planos de fábrica para o Brasil. Com isso, a competitividade de seus produtos é reduzida consideravelmente.

Se a opção for um carro de bom desempenho, estilo sofisticado, ambiente luxuoso e muita tecnologia agregada, o Volvo V40 T4 Dynamic é uma boa alternativa, ainda mais agora que o 2014 apresenta novos itens. A marca reduziu em 80% o tempo dos serviços de oficina da rede Volvo, facilitando mais a vida do cliente e reduzindo custos desnecessários. Os serviços de SOS e assistência remota já conhecidos também podem pesar na hora da escolha. Enfim, este belga de espírito sueco simplesmente vale a pena.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Volvo V40 T4 Dynamic 2013

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 5 em linha, turbo e intercooler
Cilindrada – 1984 cm³
Potência – 180 cv a 5.000 rpm (gasolina)
Torque – 30,5 kgfm a 2.700-4.000 rpm
Transmissão – Automática com seis marchas e mudanças sequenciais

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 8,7 segundos
Velocidade máxima – 220 km/h

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink
Elétrica

Freios
Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 18 com pneus 225/40 R18

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.369 mm
Largura – 1.783 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.420 mm
Entre-eixos – 2.646 mm
Peso em ordem de marcha – 1.554 kg
Tanque – 62 litros
Porta-malas – 335 litros

Galeria de fotos do Volvo V40 T4 Dynamic 2013:

Volvo V40 tem bom desempenho, mas tecnologia embarcada também atrai
Nota média 4 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email