Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

O Voyage 2012 chegou ao mercado nacional sem novidades, visto estar num período de transição entre o modelo G5 de lançamento e o G6, que seria a primeira atualização da segunda geração do sedã e a terceira para os Volkswagen Gol e Volkswagen Saveiro.


Antes, o modelo 2011 recebera pequenas modificações, como nova padronagem dos bancos, calotas e rodas de liga leve.

Entre as inserções nos pacotes de opcionais, que dominaram sempre esses carros populares da Volkswagen, infelizmente, estavam sensor de estacionamento traseiro e temporizador dos faróis. Retrovisores com repetidores de direção também eram novidades pouco antes do Voyage 2012. Ainda como porta de entrada, o sedã fazia seu retorno ao mercado há três anos.

Agora, feito sobre a plataforma PQ24 simplificada, o Voyage era oferecido nas versões 1.0, 1.6, 1.6 I-Motion, 1.6 Trend, 1.6 Trend I-Motion, 1.6 Comfortline e 1.6 Comfortline I-Motion.

Nesta opções, trazia o câmbio automatizado I-Motion, que se manteria no pacote durante muitos anos. Além disso, tinha motores EA111 ainda sem atualização do 1.0, que passou depois para VHT.

Falando em motor, o 1.0 vigente entregava até 76 cavalos no etanol, assim como 10,6 kgfm. Já o 1.6 havia sido modificado há alguns anos e tinha até 104 cavalos e com 15,6 kgfm, mas seu destaque mesmo era o torque em somente 2.500 rpm, perdendo apenas para o EA113 2.0 antigo que tinha 17,3 kgfm a 2.250 rpm e sem ser turbinado…

Com mecânica confiável, apesar do recall branco inicial, o Voyage 2012 seguiu como um carro prático para o dia a dia, embora não muito espaçoso e também com um porta-malas regular, contendo 480 litros diante dos concorrentes, geralmente de 500 litros para cima.

Medindo 4,230 m de comprimento, 1,656 m de largura, 1,464 de altura e 2,465 m de entre-eixos, é pequeno.

Voyage 2012 – detalhes

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

Sendo feito em Taubaté, Vale do Paraíba, o Voyage podia ter vários itens, ainda que opcionais, tais como computador de bordo, ar condicionado, direção hidráulica, coluna de direção ajustável em altura, vidros e retrovisores elétricos, sistema de áudio com CD/SD/MP3/USB/Bluetooth, volante multifuncional, retrovisores elétricos e mesmo airbag duplo com freios ABS e EDB.

Ainda assim, seu projeto era de baixo custo e a simplificação se exibia em vários detalhes, como vidros elétricos traseiros com botões no painel, falta de porta-copos nas portas, difusores de ar circulares, apesar do painel em dois tons, pinos de trava nas portas, partes da carroceria aparecendo no interior e revestimentos com muitos plásticos duros e poucos tecidos.

No Voyage 2012, o visual fluido com os faróis integrados com uma ou duas parábolas ainda têm fãs, assim como as lanternas traseiras, bem resolvidas. Mesmo que a proposta seja de ser barato para fazer (e não para comprar…), o sedã compacto tinha linhas harmônicas que o deixavam bem diante dos concorrentes, mas sem ousadias estéticas ou modismos, dado que a marca é alemã.

O produto da VW tinha formas funcionais, como mandava a escola de Bauhaus. Simples em forma e função, o sedã se tornou bem popular e ainda hoje é um produto que está bem no Top 20 em vendas. No mercado de usados, o compacto de motor e câmbio transversais, dotado de subchassi e uma estrutura muito superior ao clássico da primeira geração, é bem quisto.

Valorizado por conta da pandemia e falta de peças para carros novos, o Voyage 2012 pode ser encontrado facilmente no mercado de usados, mas é bom prestar atenção aos detalhes, especialmente em relação à motor e câmbio.

Carroceria e suspensão também são alvo de “investigação” na compra. Como na época ele tinha apenas um ano de garantia e revisão de seis meses, é melhor prevenir.

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

O Voyage 2012 tem frente em cunha com faróis de lentes simples ou duplas com piscas integrados e lanternas. A grade afilada e retangular tinha dois frisos com o logotipo da VW.

O para-choque tinha grade inferior num único conjunto com grade contínua, mas com faróis de neblina circulares nas extremidades. O capô era envolvente e tinha corte abrupto próximo das colunas A.

Nas laterais, as portas possuíam batentes abaixo do arco do teto, tendo formas bem funcionais e com quebra-vento falso nas entradas traseiras. O compacto tinha colunas C ligeiramente maiores e maçanetas na cor do carro, assim como os retrovisores, a depender da versão.

Na traseira, as lanternas do Voyage tinha um desenho harmônico e bem resolvido.

Elas ficam ao lado da tampa do bagageiro, que tinha ainda defletor de ar na parte superior na versão Comfortline. No para-choque, linhas suaves e espaçamento grande para placa. Tinha sensor de estacionamento. As rodas podiam ser aro 14 ou 15 polegadas, de aço ou liga leve, com pneus 175/70 R14 ou 195/55 R15.

Por dentro, cluster analógico, difusores de ar circulares com painel em dois tons, bem como rádio integrado com CD/MP3/USB/SD/Bluetooth, bancos em tecido, trio elétrico, ar condicionado, direção hidráulica, banco traseiro rebatível, alças no teto, para-sois com espelhos, retrovisor interno dia e noite, alarme, chave canivete, entre outros. O porta-malas tinha 480 litros e iluminação.

Voyage 2012 – versões

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

  • Volkswagen Voyage 1.0 manual
  • Volkswagen Voyage 1.6 manual
  • Volkswagen Voyage 1.6 I-Motion
  • Volkswagen Voyage Trend 1.6 manual
  • Volkswagen Voyage Trend 1.6 I-Motion
  • Volkswagen Voyage Comfortline 1.6 manual
  • Volkswagen Voyage Comfortline 1.6 I-Motion

Equipamentos

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

Volkswagen Voyage 1.0 manual – Motor 1.0 e câmbio manual de cinco marchas, mais para-choques na cor do carro, retrovisores e maçanetas pretas, faróis de lente simples, grade preta, vidros verdes, para-brisa degradê, rodas de aço aro 14 polegadas com calotas, pneus 175/70 R14, bancos em tecido, fonte 12V, conta-giros, banco traseiro rebatível, cintos de 3 pontos nas laterais, central subabdominal, iluminação no porta-malas, para-sois com espelho para o passageiro, retrovisor interno dia e noite, entre outros.

Opcionais: ar condicionado, direção hidráulica, coluna de direção ajustável em altura, vidros elétricos nas quatro portas, retrovisores elétricos, travamento central elétrico, retrovisores e maçanetas na cor do carro, sensor de estacionamento, temporizador de faróis, preparação para som com quatro alto-falantes, volante multifuncional, rádio com CD player/MP3/USB/Bluetooth, rodas de liga leve aro 14 polegadas, alarme e chave-canivete.

Volkswagen Voyage 1.6 manual – Motor 1.6, mais itens de série e opcionais do Voyage 1.0.

Volkswagen Voyage 1.6 I-Motion – Itens de série e opcionais do 1.6, exceto vidros dianteiros elétricos e travas elétricas, volante multifuncional, mais sistema automatizado ASG com modo Sport e trocas manuais na alavanca.

Volkswagen Voyage Trend 1.6 manual – Itens do 1.6 manual, mais vidros dianteiros elétricos e travas elétricas, volante multifuncional, padronagem diferenciada dos assentos, ajuste do banco do motorista em altura, ar condicionado, direção hidráulica, preparação para som com quatro alto-falantes, chave-canivete, retrovisores e maçanetas na cor do carro, rodas de aço aro 15 polegadas com calotas e pneus 195/55 R15.

Opcionais: coluna de direção ajustável em altura, vidros elétricos nas portas traseiras, retrovisores elétricos, sensor de estacionamento, temporizador de faróis, volante multifuncional, rádio com CD player/MP3/USB/Bluetooth, rodas de liga leve aro 15 polegadas, airbag duplo, freios com ABS e EDB, e alarme.

Volkswagen Voyage Trend 1.6 I-Motion – Itens acima de série e opcionais, mais sistema automatizado ASG com modo Sport e trocas manuais na alavanca.

Volkswagen Voyage Comfortline 1.6 manual – Itens da Trend 1.6, mais coluna de direção ajustável em altura, vidros elétricos nas portas traseiras, retrovisores elétricos, temporizador de faróis, volante multifuncional, alarme, frisos diferenciados, padronagem exclusiva dos assentos, acabamento interno com detalhes exclusivos, para-sois com espelhos, entre outros.

Opcionais: rodas de liga leve aro 15 polegadas, airbag duplo, freios com ABS e EDB, sensor de estacionamento, rádio com CD player/MP3/USB/Bluetooth e faróis de neblina.

Volkswagen Voyage Comfortline 1.6 I-Motion – Itens de série e opcionais acima, mais sistema automatizado ASG com modo Sport e trocas manuais na alavanca ou paddle shifts.

Preços

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

  • Volkswagen Voyage 1.0 manual – R$ 27.668
  • Volkswagen Voyage 1.6 manual – R$ 31.683
  • Volkswagen Voyage 1.6 I-Motion – R$ 32.551
  • Volkswagen Voyage Trend 1.6 manual – R$ 31.813
  • Volkswagen Voyage Trend 1.6 I-Motion – R$ 32.994
  • Volkswagen Voyage Comfortline 1.6 manual – R$ 32.157
  • Volkswagen Voyage Comfortline 1.6 I-Motion – R$ 33.032

* Preços da tabela Fipe – Setembro de 2021

Voyage 2012 – motor

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

O Voyage 2012 tinha somente uma família de motores, mas em duas variantes originadas em 1972, na Audi. O propulsor EA111 era oferecido no sedã compacto da VW nas versões 1.0 e 1.6, além das transmissões manual e automatizada I-Motion. Com quatro cilindros, esses motores tinham blocos em ferro fundido, assim como cabeçotes em alumínio com duas válvulas por cilindro.

Com comando único no cabeçote, acionado por correia dentada, o EA111 tinha válvulas com tuchos hidráulicos, que evitavam as regulagens mecânicas efetuadas com micrometro e pastilhas de aço de medidas variadas, além de lâmina de aço para medir o espaçamento e chave especial para baixar as válvulas, acessando assim os tuchos.

Dotados de injeção eletrônica multiponto com tecnologia flex, as opções do EA111 incluíam reservatório para gasolina usada na injeção eletrônica para partida a frio com etanol, sendo um recurso usados anos antes nos motores a álcool. Tendo bobinas individuais, o propulsor tem sistema de refrigeração aberto e lubrificação por cárter úmido.

No 1.0, são 999 cm³ com taxa de compressão de 13:1, entregando 72 cavalos na gasolina e 76 cavalos no etanol, ambos a 5.250 rpm. Já os torque eram de 9,7 kgfm no derivado de petróleo e 10,6 kgfm no combustível vegetal. Já o 1.6 havia sido atualizado recentemente e chamado VHT, por ter alto torque variável. Na mudança, foram trocados diversos itens, como pistões e bielas.

Com curso maior, estes receberam ainda novas juntas, virabrequim reforçado, casquilhos atualizados e novo lubrificante, menos viscoso, além de mudanças na ECU e elétrica. Dessa forma, o 1.6 VHT dispôs de 101 cavalos na gasolina e 104 cavalos no etanol, ambos a 5.250 rpm. Já os torques eram destacados em 15,4 kgfm no primeiro e 15,6 kgfm no segundo, obtidos a apenas 2.500 rpm.

Forte, esse propulsor ainda se mantém em produção a bordo de Gol, Voyage e Saveiro, além do Fox, que sairá de linha em outubro. Ele, assim como o 1.0, vem com transmissão manual MQ200 de cinco marchas, com embreagem de acionamento hidráulico, engates suaves, curtos, macios e precisos.

No 1.6, existia a opção do AMQ200, que era a versão automatizada dessa transmissão, tendo o dispositivo de acionamento eletromecânico. Um atuador aciona tanto a alavanca mecânica de mudanças sobre a caixa, quanto a alavanca da embreagem. Controlada por um gerenciador eletrônico, o sistema ASG da Magneti Mareli aciona ambos em tempos muito curtos.

O sistema automatizado permite que o câmbio manual haja como um automático, modulando e reduzindo as marchas da mesma forma, assim como providenciando um modo Sport. Até o uso de paddle shifts ou trocas na alavanca são encorajados, visto que o delay entre acionamento de embreagem e troca de marcha, provocando grande perda de tração, gerando incômodo.

Ainda assim, o sistema automatizado do Voyage I-Motion permitia dirigir sem trocar marchas e nem acionar a embreagem, por parte do motorista, o que compensava o desconforto e também o custo, geralmente inferior ao de um câmbio automático, mesmo na compra ou na manutenção.

Desempenho

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

  • Volkswagen Voyage 1.0 manual – 13,3 segundos e 168 km/h
  • Volkswagen Voyage 1.6 manual – 9,8 segundos e 193 km/h
  • Volkswagen Voyage 1.6 I-Motion – 10,5 segundos e 193 km/h

Consumo

  • Volkswagen Voyage 1.0 manual – 7,4/9,5 km/l e 10,8/14,1 km/l
  • Volkswagen Voyage 1.6 manual – 7,3/9,4 km/l e 10,7/13,7 km/l
  • Volkswagen Voyage 1.6 I-Motion – 7,3/9,5 km/l e 10,7/13,6 km/l

Voyage 2012 – manutenção e revisão

Voyage 2012: motores, consumo, versões, preços, detalhes, fotos

A rede Volkswagen tem revisões a cada 10.000 km ou 12 meses para o Voyage 2012, que tem partes do veículo inspecionadas pelos técnicos, tais como direção, suspensão, freios, sistema de segurança, parte elétrica, motor e câmbio, além de pneus. Também são feitas trocas de itens básicos das revisões, tais como óleo do motor, filtro de óleo, filtro de ar, filtro de ar da cabine e velas.

Também são trocados fluido de freio, líquido de arrefecimento, água do lavador, palhetas do para-brisa, fluido da direção hidráulica, entre outros. São executados ainda serviços de troca de itens de desgaste natural, como pastilhas de freio, lonas de freio, discos de freio, molas, amortecedores, pivôs de direção, buchas de bandeja, coxins de motor e câmbio, e bucha da barra estabilizadora.

Pneus, rodas e batentes das torres também podem ser trocados na rede VW, assim como são executados serviços de alinhamento, balanceamento, cambagem, funilaria, pintura, instalação de acessórios, lavagem, higienização, limpeza oxi-sanitária, cristalização, adaptação para portadores de deficiência, recall, ordens de serviço de fábrica (recall branco), entre outros.

Voyage 2012 – ficha técnica

 

Motor1.01.6
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm39991598
Válvulas22
Taxa de compressão13:112,1:1
Injeção eletrônicaIndiretaIndireta
Potência máxima72/76 cv a 5.250 rpm (gasolina/etanol)101/104 cv a 5.250 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo9,7/10,6 kgfm a 3.850 rpm (gasolina/etanol)15,4/15,6 kgfm a 2.500 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 5 marchasManual de 5 marchas ou automatizado de 5 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoMecânica ou hidráulicaMecânica ou hidráulica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasAço ou liga leve aro 14 polegadasAço ou liga leve aro 15 polegadas
Pneus175/70 R14195/55 R15
Dimensões
Comprimento (mm)4.2304.230
Largura (mm)1.6561.656
Altura (mm)1.4641.464
Entre eixos (mm)2.4652.465
Capacidades
Porta-malas (L)480480
Tanque de combustível (L)5555
Carga (Kg)440440
Peso em ordem de marcha (Kg)970989 (MT) 1.027 (AMT)

Voyage 2012 – fotos

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.