VW confirma Polo Track e investimento de R$ 7 bilhões até 2026

VW confirma Polo Track e investimento de R$ 7 bilhões até 2026

A Volkswagen confirmou o lançamento do Polo Track, modelo atualizado que será fabricado em Taubaté, no Vale do Paraíba. De quebra, anunciou investimento de R$ 7 bilhões entre 2022 e 2026 para uma nova família de compactos.

Num teaser, a marca alemã mostrou a frente atualizada do hatch compacto premium, que já está mais caro. O visual tem um novo conjunto ótico, diferente do visto no modelo europeu, exceto a base.

Não é possível detalhar a grade, mas pelo visto será nova também. Já o para-choque incorpora um visual mais fluido e indica que o Polo Track terá um nível de personalização maior que o esperado.

VW confirma Polo Track e investimento de R$ 7 bilhões até 2026

Contudo, não espere pelo Polo Track nesse momento. Ele faz parte de uma nova família de carros compactos de entrada que surgirá a partir de 2023 e ele é tido pela VW como o primeiro deles.

O outro será o crossover sucessor do Gol, a ser feito igualmente no Vale do Paraíba.

Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina, diz:

“O alto nível dos investimentos futuros em nossa região demonstra a grande importância do mercado latino-americano para a Volkswagen. Isso tem base em três fatores de sucesso: a excelente produtividade de nossas fábricas, alcançada com o apoio dos acordos com os sindicatos de trabalhadores, o destacado desempenho de toda a equipe e nosso intenso foco nos desejos de nossos clientes latino-americanos”.

VW confirma Polo Track e investimento de R$ 7 bilhões até 2026

Além disso, os R$ 7 bilhões serão usados ainda para ampliar a digitalização dos carros e também a conectividade, bem como a descarbonização, centrando as operações deste último processo no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Biocombustíveis, no programa WayToZero.

Di Si finaliza: “Com o WayToZero, nos comprometemos a oferecer uma mobilidade sustentável para todos. O bioetanol é um significativo complemento regional à nossa estratégia elétrica, porque reduz as emissões de carbono em até 90% comparado à gasolina. É um excelente exemplo de ‘pense globalmente, aja localmente'”.

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.