Crossovers Montadoras/Fábricas Volkswagen

VW fecha acordo sindical e fará SUV menor que o T-Cross em Taubaté

VW fecha acordo sindical e fará SUV menor que o T-Cross em Taubaté

A Volkswagen e o Sindmetau, sindicato dos metalúrgicos de Taubaté, no Vale do Paraíba, fecharam um acordo trabalhista que garantirá a produção de um novo modelo na planta paulista, de acordo com o site UOL. Pelo acordado entre as partes, a montadora se compromete a produzir um utilitário esportivo de porte menor que o T-Cross, lançado nesta semana.


O acordo foi aceito por duas assembleias dos 3.100 funcionários da VW na fábrica do Vale, retorno da data-base, aumento do auxílio-creche, renovação cláusulas da convenção coletiva, valores e reajustes definidos para a PLR e manutenção dos empregos até agosto de 2022, com possibilidade de extensão por mais 2 anos.

Comemorado pelo sindicato de Taubaté, um dia após a Ford anunciar o fechamento da fábrica de Taboão, em São Bernardo do Campo, o acordo com a Volkswagen garante não só o novo SUV pequeno, mas também duas versões do Polo, sendo uma inédita, complementando assim a produção da Anchieta.

VW fecha acordo sindical e fará SUV menor que o T-Cross em Taubaté


 

Como seria esse SUV pequeno, menor que o T-Cross, feito em Taubaté? Não é segredo que a VW prepara um irmão menor do crossover lançado esta semana, sendo um produto feito sobre a plataforma MQB A0, em entre eixos compartilhado com o Polo, ou seja, 2,56 m.

Com essa plataforma modular, Taubaté passa a equiparar-se às plantas do ABC e do Paraná. O produto deve chegar ao mercado no próximo ano, mais provavelmente no segundo semestre, já que os carros de teste ainda não saíram em campo. Esperado, ele deve ter um visual mais focado no segmento de SUV do que simplesmente um “Polo Cross”.

Então, vem uma questão importante: E a Anchieta? Em abril de 2018, o sindicato dos trabalhadores do ABC teria fechado um acordo trabalhista com a VW, garantindo a produção de um veículo compacto que seria um utilitário esportivo, compartilhando a base com o Polo. O produto foi descrito como de grande volume pela entidade.

Na Anchieta também

VW fecha acordo sindical e fará SUV menor que o T-Cross em Taubaté

Estaria a Volkswagen preparando duas linhas para o novo produto? Nesses dois casos, parece que sim, já que não se espera, pelo menos imediatamente, algo como o Taigun, que era um SUV subcompacto, apresentado há alguns anos no Brasil como conceito. O novo carro deve ter por volta de 4 m para sustentar o mesmo entre eixos do Polo.

Isso significa que o SUV pequeno da VW realmente terá um grande volume, como dito pelo sindicato do ABC. Em Taubaté, há mais um detalhe. O sindicato ainda garantiu com a empresa que, eventuais sucessores de up!, Gol e Voyage, os modelos atuais feitos lá, terão prioridade de produção no Vale.

E mais, o trio citado não deve passar de 2021, segundo a entidade. A marca alemã, no entanto, já havia apontado (na Argentina) um sucessor para o Gol, chamado A00. Então, o Sindmetau pode ter garantido um terceiro modelo para a região.

[Fonte: UOL/Estadão]

VW fecha acordo sindical e fará SUV menor que o T-Cross em Taubaté
Nota média 4.2 de 10 votos

  • VW mostrando que é possível fechar acordos para manutenção de empregos e investimentos em novos produtos sem penalizar trabalhador. Por experiência digo que, via de regra, alemães tratam com dignidade e respeito seus colaboradores e trabalhadores. Quiçá empresário brasileiro tivesse as mesmas atitudes.

    • Nicolas

      Quando há trabalho todos ganham, quando não há emprego todos perdem. Infelizmente impera no País o viés ideológico do quanto pior melhor no sindicalismo, onde a função é criar atritos e desavenças entre quem emprega e quem é empregado depois se colocar como mediador, o defensor das massas, para ganhar força e tomar o poder.

      • Cada qual com seu ponto de vista. Não defendo sindicato mas por outro lado vejo é muito empresário torcendo para o “quanto pior melhor”. Raramente sofrem com os efeitos da crise e ainda procuram meios de penalizar ainda mais o trabalhador, que via de regra, não tem vida boa.

        • Matafuego

          Mais de 340 mil empresas foram fechadas entre 2015 e 2018. Raramente empresários sofrem com os efeitos de crises.

          • Plínio Salgarella Paulos

            Empresários pequenos e médios, não multinacionais.

            • Pequenos de fato sofrem tal qual trabalhador. Médios, com acesso a linha de crédito, acabam se nivelando em privilégios dos grandes, a diferença esta apenas no montante. Conheci recentemente um contador que disse abertamente que conheceu muito empresário que usava dinheiro do bndes para aumentar o próprio patrimônio.

              • Matafuego

                Mais um motivo para acabar com o BNDES. O pagador de impostos não tem que ficar subsidiando crédito para ninguém. Quem quer empreender deve assumir riscos e tomar crédito a juros de mercado.

                • Acabar não digo, porém os recursos deveriam ser melhor geridos e fiscalizados. Não dá para aceitar empresa pegando dinheiro subdisiado para bancar benesses particulares

                • Miguel

                  Concordo com isso para grandes empresas. Pequenas e médias é que deveriam contar com esse privilégio, mas muitas não conseguem chegar lá.

                  • Matafuego

                    Este é o ponto: privilégio. É impossível financiar todo e qualquer negócio que possa bater na porta do BNDES e aí vai ser necessário escolher quem será financiado. E aí você estará privilegiando alguns em detrimento de outros. Você será injusto com a maioria. É imoral o usar dinheiro do pagador de impostos (dos pobres, majoritariamente) para tal atividade, ainda mais pq os juros são subsidiados.

                    Os políticos vão ter preferência por emprestar dinheiro para grandes empresas, pois estas podem retribuir o favor. Os governos petistas não criaram os campeões nacionais (JBS, Odebrecht, Oi, etc) a toa.

                    • Miguel

                      Mas também não acho que um empréstimo seria dado a qualquer um, bastando ser micro ou médio empresário. Tem que ter critério.

                      Como estamos cansados de saber, não são as grandes empresas as maiores geradoras de empregos no país, e muitas pequenas ou médias empresas também não estão localizadas nas metrópoles, fica difícil investir sem apoio.

                      Agora mudar essa mentalidade (principalmente da turma de Brasília) é que são elas..

                    • Matafuego

                      Resumindo:

                      – Os maiores geradores de empregos são pequenas e médias empresas, que já não possuem acesso ao BNDES e mesmo assim continuam funcionando e gerando empregos
                      – É difícil mudar a mentalidade dos políticos
                      – Políticos são responsáveis pelos critérios de empréstimos do BNDES

                      Qual a razão para manter essa pocilga aberta mesmo?

                    • Léo Faria

                      Esse se pegar a esposa o traindo no sofá vende o sofá e fica com a esposa.

              • MauroRF

                Dose é autônomo como eu: se não trabalhar, não ganha, e o pior, não tenho garantia de nada. Mas foi o caminho que escolhi, e tem algumas vantagens, como fazer meu horário de serviço.

                • Eric PB

                  e já vi autônomo ganhando muito mais que quando empregado. O pintor da minha casa vive cheio de serviço, era assalariado a uns anos atrás. disse q tira 3x mais que antes.

              • Evandro

                Então o médio empresta dinheiro para pagar o prejuízo? E como paga o empréstimo?

            • Matafuego

              Não deixam de ser empresários e de longe são os mais afetados em crises.

          • Não vejo empresário na fila do seguro desemprego.

            • Nutz Nutz

              É porque empresário não tem direito ao seguro desemprego. Caso contrário você veria eles nesta fila.

            • Matafuego

              Mas não vai ver mesmo. Isso é da legislação, só empregado com carteira assinada e que não seja sócio (ou proprietário) em nenhuma empresa tem direito ao seguro.

              • MauroRF

                O cara quer lacrar e fica com esses papos. É só não inventar: como você bem disse, isso está na lei.

                • Evandro

                  Esse cara é maluco, só pode…

              • Foi uma resposta irônica, óbvio que sei que eles não tem direito.

              • Evandro

                Cara, esse deve ser um empregado revoltado com o mundo, que acha que os empresários são os causadores da desgraça financeira da vida de mta gente….

            • Debraido

              Apaga que dá tempo.

            • Evandro

              Isso pq empresário não tem direito a nada, vc paga todo mês INSS e não tem sequer direito a se aposentar, precisa recorrer a instituições para ter uma previdência privada…

          • Evandro

            Pois é, mas para alguns a culpa é dos próprios empresários que querem que a coisa dê errado para eles mesmos perderem dinheiro, cada um que aparece aqui, me pergunto qto sobra de espaço no lugar onde deveria haver um cérebro em uma pessoa com essa mentalidade….

          • Dherik

            Depende de que empresários está falando. Os grandes raramente sofrem.

        • Debraido

          Já teve quantas empresas Alex?

        • Evandro

          Amigo, engano seu, o maior prejudicado com a crise é o empresário, se ninguém consegue comprar pra quem ele vende? Como faz para pagar a folha de pagamento? Duvido que um empresário torça para o qto pior melhor, exceto quem é empresário do ramo funerário que torce para muita gente morrer…..

      • Unknown

        O acordo citado na matéria é um claro exemplo de como a classe patronal e os sindicatos podem coexistir, harmonicamente.

        • Evandro

          Harmonicamente? Eu duvido, isso é um jogo de interesses, um ameaça de um lado e outro de outro lado….

    • Louis

      Fico aqui pensando quanto pagaram $$$ para os dirigentes sindicais. “Por fora”

      • zekinha71

        Teve um que virou presidente com as ajudinhas do “por fora”.

        • Evandro

          Era um pinguço desgraçado né?

          • zekinha71

            Esse mesmo.

            • Evandro

              Maldito…..kkkkk

      • MauroRF

        Ganham muito. O Lula foi assim. Meu sogro trabalhava em grande empresa no ABC nos anos 80 e cansou de ver o Lula ali conversando com a diretoria. Eles combinavam greves para baixar estoques, aproveitavam para demitir nessas greves, e depois vinha o Lula e o sindicato se posando de bonzinhos, de mediadores, de a “voz do trabalhador”. Pura balela. Basta ver o que essa pelegada fez com o país quando esteve no poder.

        • Evandro

          Isso é em tudo qto é lugar, sindicato é uma desgraça….

      • Evandro

        Muita grana cara, mta….

    • TchauQueridos

      Diferentemente das empresas americanas como Ford e GM.
      Que só visam lucro, exploram o trabalhador para depois dizer que vão deixar as operações.

      • SDS SP

        GM pegou uma montanha de dinheiro do BNDES e pelo jeito queria mais alguma coisa, sob a ameaça de fechar fábricas por aqui.
        A VW também tem muitos benefícios para manter suas instalações.

      • Não me recordo a data, mas há um tempo uma reportagem desse site falava que o maior salário da indústria automobilística era da Ford, isso no Brasil. É GM também pagava bem. As que pagavam menos eram chinesas e coreanas.

    • SDS SP

      Empresa não é ONG e tão pouco repartição pública. Se não está lucrando, tem todo o direito de fechar as portas e se mandar. O que não pode é manter uma operação na marra e na maioria das vezes, às custas de subsídios pagos por todos nós.
      Só para lembrar que VWB e GMB são às empresas que mais pegam dinheiro subsidiado do BNDES. Todos pagam essa conta.

      Não duvido que esse acordo foi em troca de alguma isenção fiscal.

      • Cristiano França

        Falou e disse! Não existe almoço grátis! E o pior, pagamos todos nós por isso.

      • Ninguém é idiota de acreditar que empresa, seja ela qual for, é ONG (comparação estranha), ou casa de caridade. O problema no brasil é que empresários, com raríssimas exceções, visam lucro acima de tudo, inclusive com exploração de mão de obra. Aqui perpétua o capitalismo burro pois invés de pensar em remunerar melhor, que por consequência aumentaria o consumo e a produção, fazem o contrário, alimentando ainda mais a crise.

        • Zé Mundico

          Desculpe, mas até um vendedor de pastel na feira visa o lucro acima de tudo. Resguardadas as devidas proporções, uma empresa remunera seus empregados conforme o volume de vendas e o valor do seu produto. Resumindo, o que faz o bom salário é uma economia eficiente e madura.
          Não adianta só aumentar salários, achando que ganhando mais tudo se resolve facilmente. Enfim, é um troço muito complicado para explicar num site automotivo…rsrsrsrs.

          • Unknown

            “Remunera o funcionário conforme o volume de vendas”? Então os funcionários da GM ganham muito mais do que os da FORD, PEUGEOT, CITROEN etc.

            • Zé Mundico

              Releia atentamente o resto da frase: :uma empresa remunera seus empregados conforme o volume de vendas e o VALOR DO SEU PRODUTO.
              Portanto, não se trata apenas de vender muito mas TAMBÉM de vender um produto com valor agregado.

              • D34D P00l

                E remunera também quanto a “RARIDADE” do funcionário. Se você é um apertador de parafuso porque te pagariam cem mil por mês, se daria pra puxar alguém trabalhando no Mc(não desmerecendo, é porque é uma categoria que eu sei que ganha menos que um metalúrgico hoje) conseguindo até sobrar o salário dela? Provavelmente seria menos do que ganham hoje.

                • Foi-se o tempo que montadora contratava apenas “apertador de parafusos”. Atualmente pede-se no mínimo curso técnico na área de metal mecânica e eletro eletrônica. Scania há tempos pede curso superior. Logo, por conta das exigências o salário deveria ser alto mesmo, mas não é, a não ser que você ache uma fortuna R$ 2,5 mil/mês, média atual nas montadoras.

                  • Emanuel Schott

                    Salário é um preço como outro qualquer. Segue a lei da oferta e procura. Não interessa se exigem X ou Y, o que interessa é a quantidade de pessoas disponíveis com X ou Y. Diploma não aumenta salário de ninguém.

                    • D34D P00l

                      Exato.
                      Por isso medicina e TI em geral pagam bem.

                    • Emanuel Schott

                      Sim, porque tem poucos formados. Começa a inundar o mercado desses profissionais pra ver se os salários não despencam.

          • Não te nada de complicado. Salários, num mundo que funciona bem, é a base para o sucesso da economia de mercado, logo tem que ser pensado de maneira que seja mais justo possível. Nas raras exceções onde patrões entendem a importância de se pagar bem a empresa funciona bem e com alta qualidade. Conheço gente que trabalha pro “pasteleiro” que ganha mais que muita gente de empresa grande, pois o “dono da venda” sabe valorizar seu funcionário.

            • D34D P00l

              Sim, mas esse pagar bem é relativo. Num mercado com escassez de mão de obra(não é o caso de montadoras) a empresa tem que tratar bem e pagar o funcionário o melhor possível, caso contrário só vai sobrar o refugo. Agora quanto ao “justo”, já inventaram um sistema que cobre isso, se chama oferta e demanda. Se você valoriza artificialmente a mão de obra a tendência da qualidade dela é cair e o produto ficar mais caro e menos competitivo(não por coincidência é o que ocorre hoje).
              Não sou contra funcionário de montadora ganhar muito, mas sou contra que isso ocorra de forma artificial.

            • CharlesAle

              Concordo com o que diz..Mas o grande problema do Brasil tem sido a carga tributária, estado altamente inchado e devorador de recursos. Em ranking de competitividade, o Brasil perde feio. E para piorar, tem frequentes crises econômicas que geram grande queda de vendas e ociosidade na produção..Enfim, os problemas do Brasil são grandes e estruturais, e tem de ser atacado, doa a quem doer..

          • leitor

            A maturidade não deixa o lucro pra trás, nem o deixa à frente de tudo. A economia local cresce se tiver bons salários. Se forem baixos não passa de sobrevida.

          • Pessoalmente discordo um pouco. Lucro toda empresa precisa e quer ter, mas lucro acima de tudo (ou lucro acima da média ) em detrimento de riscos é errado. Um exemplo prático, a Vale precisou de duas tragédias para desativar represas , sabe porque? Porque aquele tipo de represa era mais barato e a empresa sabia dos riscos. Outro exemplo, sabe o motivo da Vale manter o refeitório e área administrativa a baixo da represa? Simples, porque transferir para uma área segura teria um alto custo. Na minha opinião tem sim empresário que explora em muito o lucro acima de tudo, mas não são todos. Em tempo, se a aviação comercial não fosse tão regulada por normas de segurança te garanto que iria cair um avião todo mês no Brasil, assim como aconteceu com o avião da Lâmia, que para economizar o piloto (e dono da empresa ) não quis pousar no meio do caminho para colocar combustível (esse reabastecimento gera um custo extra para a empresa ).

        • Emanuel Schott

          O vendedor de pipoca da esquina visa lucro acima de tudo e não tem problema nenhum nisso.

        • SDS SP

          A função principal de empreender é a geração de lucro e com este lucro, é possível investir em melhorias do produto ofertado. Se não houver lucro, não há motivação para empreender.

          Você pode até não concordar comigo, mas o lucro e prejuízo desempenham um papel social importante.

      • 4lex5andro

        Pois é, chega a ser tão óbvio. O ponto a ser criticado é a intervenção – via Bndes – do(s) governo(s) nessas operações, não as empresas que não são entidades filantrópicas.

      • CharlesAle

        SDS..Você tem toda razão.. Eu adoraria ver esse BNDES, fechado, já que ele, na pratica, só servido como banco gourmet para meia duzia de privilegiados. Enquanto sua principal função, gerar desenvolvimento para o país, fica em segundo plano. MAs o principal, e ninguém se atenta a isso: carga absurda de impostos em cima do produto final, e absurdo nível de estatização da economia.Receita que não faz país nenhum ir a frente..

    • DaniloRHF

      A Ford tem uma fabrica com vários tipos de benefícios fiscais, por isso fechou SBC, graças a pressão dos sindicatos. GM tá tentando jogar com o governo. Não tem ninguém caridoso nesse meio, se a VW fechou acordou para a manutenção de empregos, não foi pra não penalizar o trabalhador, mas porque eles acharam meios de ganhar mais dinheiro ali

    • Evandro

      Eu acredito que a empresa deva cumprir as leis trabalhistas (que já são muitas), agora penalizar o trabalhador é ridículo, desde qdo uma empresa penaliza o trabalhador? Acredito que o negócio seja simples, o trabalhador trabalha e a empresa paga…

  • Roberto

    provavelmente vai pro lugar do Fox..

    • vicegag

      T-Up

      • Foonoslew

        Fox assim como foi o polo, certamente é um bom nome a ser continuado…. Só que observem.. trocaram o golf pelo polo… Certamente no futuro também poderá ocorrer o mesmo com o t-cross, trocando ele pelo novo SUV Fox… Ou seja, de novo um mas refinado pelo preço do mais simples… Até ai tudo bem, o problema para os compradores é que na prática o valor do t-cross subiria, e o do Fox, mais simples, ocuparia seu valor.

      • cepereira2006

        Parece que não aprenderam. Brasileiro não gosta de carro acanhado. Esse T-Polo já ficou pequeno, 4,13m enquanto a média da categoria é 4,30. Ainda vão fazer um menor que isso? Vai flopar bonito.

      • Marcelo Ecosta

        T-upperware

  • Flight_Falcon

    Deve ficar o T-Track (Taigun), o polo aventureiro? Ou as novas versões do “Polo” seria somente a utilização da plataforma deste para outro veículo, como os novos Gol e Voyage com MQB 00A?

    Esperar, ao menos esse não inventou que está no preju para sair. Com o preço que estão os carros não entendo como Ford e GM não tem retorno suficiente.

  • Alexandre Furtado

    😯😯😯
    Então quer dizer que se o sindicato não concordasse, não iria poder fabricar o novo modelo ali.
    Que coisa…

    • Emanuel Schott

      Provavelmente o custo de mão de obra sairia muito caro (não, não é só salário) e não valeria a pena fabricar o veículo.

      • Alexandre Furtado

        Tipo, assim, eles fabricam o Fox, e pessoal ganha 2000, aí a VW fala que vai mudar o veículo; o normal deveria ela trocar o veículo e ponto final,,,e não ter que rediscutir com sindicato, aumento de salário e benefícios pra geral, quem não gostar, pede pra sair,,,Por isso que empresas fogem do Brasil; não estou dizendo que funcionário não deve ter aumento,

        • TchauQueridos

          Não é bem assim amigo.
          Como todo trabalhador ganha salário, beneficios, PLR, dissídios, etc…
          Eles fecham um acordo pra garantir a continuidade dos trabalhos e da renda do trabalhador, em troca de menos benefícios, congelamento dos salários, menor PLR, etc…
          Assim como fez a Ford e GM, porem ambas ainda não estão satisfeitas.

          • Alexandre Furtado

            Meu jovem só estou abordando a quebra de autonomia de um empresa, mediante a notícia, ou seja, pra fabricar um modelo na fabrica tem que dialogar com sindicato, ela não pode simplesmente mudar.

            • Unknown

              Pode! Mas corre o risco de os trabalhadores cruzarem os braços, caso o mínimo de exigências não sejam cumpridas. E aí o prejuízo é muito maior! Por isso existem as negociações! E elas são registradas e valem como “força de lei”! Como eu disse, você nunca participou de uma negociação sindical para estar falando tanta baboseira!

              • D34D P00l

                Mas o que um produto novo tem a ver com os funcionários pra eles justificarem uma greve? Não da pra pedir um comportamento saudável do lado da empresa se do lado dos funcionários rolam essas chantagens.

                • Unknown

                  E chantagens e assédios não rolam por parte da classe patronal não, né? São uns anjinhos… Tudo é uma questão de equilíbrio de forças, em uma relação saudável.

                  • Alexandre Furtado

                    Uma coisa é contornar assédio, outra é impor.

                    • Unknown

                      Contornar Assédio? Assédio deve ser tratado judicialmente até, se for o caso!

                  • D34D P00l

                    Ninguém disse isso, mas no ramo das automobilístico eu vejo muito mais num sentido do que no outro. Possivelmente se não existisse o sindicado esse assédio seria na direção contrária, o que também é ruim. Mas o ponto é, tem que ter equilíbrio as duas forças tem que se respeitar sem hostilizar a outra.

                • Emanuel Schott

                  Tem a ver que a VW precisava cortar custos pra investir no novo veículo (não é simplesmente parar de produzir um e começar a produzir outro).

                  Pra cortar custos com mão de obra, era preciso diminuir benefícios e isso só é possível negociando com o Sindicato, já que haviam acordos em vigor que não podem ser descumpridos unilateralmente.

                  • D34D P00l

                    Num caso assim, faria sentido mesmo. Obrigado por clarificar.

              • Alexandre Furtado

                Sindicalista na área!!!,,só pode ,por isso que certas CIAs fogem do Brasil, imposto, sindicatos que extrapolam o direito adquirido, e infelizmente já participei de negociação sindical, sai horrorizado, não sabem conversar, as vezes até atrapalham, ainda bem que as leis mudaram.

                • Unknown

                  Não sou sindicalista e nem sindicalizado, atualmente. Mas já participei de várias reuniões sindicais e, quando o sindicato é sério, as coisas costumam funcionar. A sindicato aqui da empresa na qual trabalho nunca teve contribuição obrigatória, sempre foi facultativa, por isso nem foi abalado com o fim da contribuição sindical obrigatória!

          • Murilo Soares de O. Filho

            Acho um absurdo trabalhador ter PLR…Tenho empresa e realmente sindicatos forçam a barra. Querem dividir os lucros mas não estão dispostos sacrifícios. Muitos não sabem o quanto é difícil desenvolver uma empresa, crescer. Depois vem falar que empresário é ruim, explorador, se a empresa quebra os únicos responsáveis são os donos/sócios.

            • Somente empresário brasileiro nato acha um, absurdo pagar PLR. Mundo afora vê-se bons exemplos de empresários, inclusiove pequenos, que dão bônus e dividem lucro com sorriso no rosto. Via de regra empresário brasileiro quer pagar o mínimo possível, mesmo que o funcionário seja qualificado. PS. Empresa no brasil quebra, mas raramente o empresário quebra junto. Brasil tem milhões de trabalhadores de empresas que quebraram e jamais vão ver um centavo, quer sacrifício maior?

              • Murilo Soares de O. Filho

                Fazer o que né, monta uma empresa e depois você me fala.

            • Devemos separar empresário de administrador, mas se vc é empresário e administra sua empresa é responsabilidade sua fazer a empresa dar lucro, se não consegue significa que você não é qualificado para a função e deve se demitir e contratar alguém hábil para a função. Assim funciona com os CEOs de grandes empresas, não deu lucro é demitido. Da mesma forma que se você contratar uma telefonista e essa não souber operar um telefone você deve demitir ela. Só no Brasil que quando uma empresa não dá lucro a culpa é de todo mundo , de governo a funcionários, mas nunca do administrador.

            • Alexandre Maciel

              O risco da atividade empresarial é do empresário. Funciona assim no mundo inteiro. Ademais, os prejuízos não são divididos com os empregados exatamente porque eles são meros assalariados em vez de sócios. Também por serem empregados não ganham tanto quanto os sócios. Cada um com sua quota de participação para a produção.

            • Marcelo Ecosta

              Por quê é que existe salário mínimo mesmo?

        • Unknown

          Você nunca participou de uma reunião sindical com os trabalhadores, para estar dizendo uma asneira tão grande…

          • Alexandre Furtado

            Funcionário acha que é cheio de direitos, mas na hora dos deveres resmungam, resmungam

            • Jorge Castro

              por isso uma plr bem aplicada tem sua utilidade pois faz o funcionario vestir a camisa da empresa

        • Emanuel Schott

          Eles tem acordos firmados, não podem desrespeita-los unilateralmente. Possivelmente reduziram alguns benefícios (pra cortar custos e viabilizar a produção do novo carro) em troca de estabilidade.

          Sindicato serve justamente pra isso, não pra fazer passeata “LulaLivre”.

          • Murilo Soares de O. Filho

            Mas os sindicatos do ABC fazem justamente isso.

    • Louis

      Pois é, sindicato manda mais que o presidente da VW Brasil. Por essas que tem montadora fechando planta.

    • Unknown

      Sindicato = empregados, em uma relação saudável.

      • Um dos problemas do Brasil, para quase tudo aqui tem de ter um INTERMEDIÁRIO (Onde a diretoria ganha uma bolada).

        • Unknown

          Muito disso se deve à baixa escolaridade da população em geral. Quem não tem capacidade de se defender, muitas vezes tem que ser “representado”.

          • Alexandre Furtado

            Escola Militar Já!!!!

          • Emanuel Schott

            E também porque é meio impossível negociar individualmente com 3000 pessoas ao mesmo tempo.

      • Emanuel Schott

        Problema é que os maiores sindicatos disvirtuaram tanto de suas funções que a galera acha que eles só servem como braço de partido de esquerda.

        • Unknown

          Verdade, mas aí o problema não é a questão sindical, em si, mas a forma como é feita no Brasil. (com algumas exceções)

    • Um dos problemas do Brasil, para quase tudo aqui tem de ter um INTERMEDIÁRIO (Onde a diretoria ganha uma bolada)..

      • Alexandre Furtado

        Alguém tem ganhar bem, na hora do problema, quem é que senta no abacaxi,VIDE o caso da Vale, quem é que esta preso.

    • Jorge Castro

      lembra de uma chines que mal começou a produzir e enfrentou varias greves , pra evitar isso ocorre estas negociaçoes

  • Ricardo

    Vibrarei muito quando a modinha SUVs passar, já demorou!

    • Verdades sobre o mercado

      Vai demorar…

      • Ricardo

        Mundo precisando de carros menores e mais eficientes e montadoras empurrando SUVs menos eficientes que hatchs compatíveis.

        • cepereira2006

          Sinal que a gasolina ainda está barata. Senão o próprio mercado se regularia.

          • Ricardo

            Pois é! Cade a crise! Povo reclamando e socando gasolina a R$ 4,00 nos carros sem dó!

  • Chap

    Polo GTS e CrossPolo as duas futuras novas versões.
    Já o crossover abaixo do T-Cross é um pouco estranho, uma vez que o T-Cross nas versões de entrada já é bem pobre. Fazer algo ainda pior não faz muito sentido, mas sempre podem piorar.

    • Raimundo A.

      Duas versões do Polo se considerarmos que o Virtus é subproduto do hatch, seriam os já anunciados Polo e Virtus GTS. Se farão um SUV menor que o T-Cross, um CrossPolo como mera versão aventureira poderia colidir em preço embora como há consumidor que ver graça em hatch com apelo SUV, vide versão recente o Yaris, em breve a do Argo, pode ser que seja uma Cross do Polo, além do GTS. A GTS do Virtus usaria o nome de sedã e o SUVinho um novo produto.

  • Verdades sobre o mercado

    Talvez seja uma variação da carroceria do Polo como existe na Europa com o Golf (atual Golf Sportvan), mas com visual mais “SUV”

    • cepereira2006

      Apostaria no T-Gol

      • Verdades sobre o mercado

        Faz todo o sentido, afinal Taubaté será responsável pela MQB-A00

  • Lucia C.

    Não seria uma má ideia a VW chamar esse novo SUV compacto de Fox, já que desde seu lançamento é conhecido pela posição de dirigir mais elevada.

    • Ideia interessante, mas o nome acredito esta vinculado a algo de menor valor. É só um achismo mesmo. Igual o Gol.

      • Então chama de Crossfox kkkk. Desculpe, mas não contive a piada já que as montadoras consideram um produto superior por ter certos adereços estéticos.

    • Foonoslew

      Isso mesmo! Não tinha visto seu comentário… Respondi lá em cima a mesma coisa.

    • Cromo

      Comentei esta possibilidade inúmeras vezes. Seria um erro enorme se a VW usar outro nome.

  • Pedro Henrique Trajano

    Daqui a pouco a indústria automotiva vai querer fazer um SUV baseado em uma CG… é só o que falta.

    • kkkkkkkkkk Não dá ideia…

      • Pedro Henrique Trajano

        Kkkkkk, Já devem estar planejando

    • Emanuel Schott

      Pega uma 125, aumenta a suspensão, coloca uns paralamas pretos gigantes e pronto, temos a CG Cross #FicaDicaHonda

      • Pedro Henrique Trajano

        Kkkkkk, exatamente.

  • Matafuego

    É lamentável que uma empresa tenha que “negociar” com sindicatos para tomar decisões relativas à sua operação.

    • Zé Mundico

      Olha, eu até entendo o comportamento da empresa ao chamar o sindicato para conversar e colocar as cartas na mesa. Em determinadas situações, é o mais sensato e lógico a fazer. O que importa é que no fim chegue-se a um consenso e todos ganhem, dentro das condições acertadas.

    • Emanuel Schott

      1) Pra investir, é necessário cortar custos em outra ponta.

      2) Pra cortar custos com mão de obra, é necessário rever acordos antigos.

      3) Pra rever acordos, é preciso negociar com o Sindicato.

      • Matafuego

        Continua sendo lamentável do mesmo jeito. Sindicatos não representam ninguém, já que o trabalhador não tem a liberdade de representar ele próprio ou escolher um sindicato de sua preferência por causa da unicidade sindical.

        • Emanuel Schott

          As decisões dos sindicatos não são feitas por uma ou duas pessoas. Há votação entre todos os trabalhadores representados.

          Se o sindicato não existisse, teria outro grupo representando os funcionários, afinal é impossível negociar individualmente com 3000 pessoas.

          • Matafuego

            Eu não gosto do sindicato que me “representa” e não posso escolher outro. E quem disse que eu preciso de um grupo para me representar? Quem disse que é impossível negociar com 3000 pessoas? Quem disse que quero ser tratado igual gado?

  • Jeremias Flores

    la vem outro “SUV dos compactos”

  • afonso200

    Falaram que em 2013 iam lançar o mini SUV. Agora é 2019 e lancaram esse

  • Augusto

    Carrinho bonito esse da foto! Lembra o Q3!

  • Franco da Silva

    Logo, vai aparecer um SUV desses bem pelado, por preço de “aventureiro” (60, 70 mangos). Vai vender muito. Muito. Esse VW pode estar no caminho.

    • Foonoslew

      Agora faz sentido o preço do t-cross!

  • Claudio Fiorini

    Entre eixos igual ao do polo? Vixi, então vai ser um SUV para 2 pessoas.

    • Bruno Silva

      Polo tem entre-eixos de 2.56, enquanto Renegade tem 2.57 e Ecosport 2.52;

    • Raimundo A.

      O EcoSport tem entre-eixos menor que o do Polo e leva em tese 5 pessoas. O formato da carroceria e arranjo dos elementos na plataforma contribuem para levar mais ou menos pessoas com melhor ou pior conforto.

      • Claudio Fiorini

        Fui conhecer o polo pessoalmente. Após ajustar o banco do motorista para minha altura (e olha que sou baixo: 1.72), fui ver o espaço no banco de trás. Tomei um susto: mal consegui entrar. Parecia espaço de assento de avião da Gol.

        • Duh

          Não sei como ficou tão pequeno vindo do Virtus, outra coisa estranha é o Jetta: Virtus acomoda melhor 3 pessoas atrás que ele.

  • FFSB

    E se o sucessor do GOL for um pequeno “SUV”, um compacto com ares de aventureiro (apenas ares)?

  • Piston head

    Nossa, o que poderia ser menor que o T-Cross… Se for algo próximo à primeira imagem já ganha de lavada no visual.

  • Dreidecker

    Ou seja, um mini-T-Cross com 9 cm à menos no entre-eixos.

    • Vinícius

      Ou seja, um Up versão SUV, pois o T-Cross já é pequeno para a categoria.

  • SK15

    Na minha opinião isso é só um paliativo não acho que o mercado tem potencial de absorver tanto carros assim de tantas montadores nesses preços pornográficos eu mesmo vou ficar com o meu uns 5 anos pelo menos e sei la o que reserva o futuro nesse ritmo qualquer ‘pé de boi’ vai custar 70k nem um Kwind conseguirei.

  • Vinícius Sza

    SUV de Tabaté

  • Evandro

    Acordo com sindicato para produzir um carro e gerar empregos ou a manutenção deles? Só no Brasil mesmo, sindicato deveria ser considerado facção criminosa…..

    • Marcelo Ecosta

      Todos os países desenvolvidos tem esses acordos com sindicato.

      • Evandro

        Mas nao do estilo brasileiro, onde os sindicalistas levam uma boladinha….

  • Fanjos

    What is this…

    A SUV for ants?

  • Baetatrip

    Hm…..
    Como o mercado está lotado de “Suv urbano”, cade os hatch? Sedan? etc?
    VW vai criar 1 produto para concorrer com T Cross, vai dar briga interno!
    Só fico pensando……. Essas coisas de baixo custo que nem oferece seguranca como os Hatch, etc……..
    A parte de suspensao é praticamente o mesmo, nada de melhoria!
    Esse novo “SUV” vai servir qual plataforma? Up?

  • klaus

    a bolha dos SUVs

  • Alexandre Maciel

    T-Cross não é SUV. Ademais, se subir mais um pouco a suspensão do crossup a VW tem o que deseja. Não precisa inventar.

  • Marcelo Ecosta

    Talvez seja algo semelhante ao Kwid, seria um Gol A00 elevado a uns 20 cm do solo. Não há outra maneira para ter grande volume de vendas a não ser tendo preço de segmento de entrada.

  • Cross Fox strikes back.

  • Hadson Nobre

    E na pickup ninguém fala.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email