Hatches Mercado Volkswagen

VW Golf não tem mais versão Highline 1.4 TSI no Brasil

VW Golf não tem mais versão Highline 1.4 TSI no Brasil

O Volkswagen Golf perdeu a versão Highline, que tinha motor 1.4 TSI. O hatch médio da marca alemã ainda conta com as versões Comfortline 1.0 TSI e GTI 2.0 TSI no configurador. Feito em São José dos Pinhais, as vendas do produto vem caindo muito e agora está dando lugar na linha de montagem para o T-Cross, que tem potencial comercial bem superior.


Com vendas projetadas do T-Cross em um nível muito acima da demanda pelo Golf, a fábrica da VW no Paraná está concentrada em fazer muitos exemplares do crossover para forrar os pátios das revendas a partir de abril. Dessa forma, o volume do hatch deverá diminuir muito até um derradeiro dia. Presente num segmento que encolheu muito nos últimos anos, o Golf nacional foi impacto diretamente pela mudança de perfil do mercado.

A aproximação da próxima geração, que chega no começo de 2020, embora com atraso, vai findar com o modelo atual, que provavelmente voltará a ser importado da Alemanha. Como ficará muito mais caro devido à tecnologia empregada no próximo hatch, incluindo telemática avançada e propulsão micro-híbrida de 48V, o Golf tende a ficar cada vez mais de nicho e caro de fazer.

VW Golf não tem mais versão Highline 1.4 TSI no Brasil


E isso não deverá acontecer apenas aqui no Brasil. Na Europa, já se fala no Golf Light, um hatch de baixo custo para manter o nome do produto em alto volume. As chances desse carro ser um irmão do Skoda Scala (MQB-A0) são grandes. Aqui, o GTI ainda é desejado e, por conta de seu preço na casa de R$ 150 mil, importa-lo seria mais fácil, assim como o GTE, prometido pela VW para 2019, mas que pode chegar mesmo apenas em 2020, por conta da nova geração atrasada.

O movimento de concentração da produção do Golf na Alemanha, reforça a suspeita do fim de sua produção nacional. O hatch era feito no México e partirá para abrir a linha de montagem ao Tarek, que será vendido nos states. Assim, não faz muito sentido manter o Golf em baixo volume no Brasil, pois a importação germânica abastecerá os EUA e consequentemente o México.

Sem o Golf nacional, a Volkswagen se concentra em fazer carros de volume e retorno financeiro, como o T-Cross e o futuro crossover derivado do Polo, que já teve a produção contratada (com acordo sindical) para as fábricas da Anchieta e Taubaté. Isso sem contar a picape Tarok, que poderá ser feita também no Paraná. Da Argentina virá o Tarek, o anti-Compass da VW.

VW Golf não tem mais versão Highline 1.4 TSI no Brasil
Nota média 3.7 de 3 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Domenico Monteleone

    Parece que a Volks nunca quis vender o Golf no Brasil, sonhado em “substituir” por um modelo que não tem o mesmo nível de tecnologia e acabamento e consegue custar a mesma coisa. Além disso, estratégia de preços errada, mix de versões errado, colocar no mercado uma versão com motor inadequado sem aplicar vantagem no preço, praticamente nenhuma propaganda, incapacidade de ler o mercado (embora o nosso seja imprevisível) lançar uma versão atualizada e 6 meses depois tirar de linha. É um case de como não saber trabalhar com o seu melhor produto, um carro que muita gente sonha e ninguém consegue comprar.

    • Miguel Neto

      Disse tudo amigo !!!

    • Matthew

      Hoje vi o vídeo do T-Cross 1.0 manual, que custa a bagatela de R$ 85.000,00, perto disso o Golf tem um excelente custo-benefício, com acabamento 20x superior. Nesta versão de entrada, o SUV tem o mesmo nível do Polo MSI no interior. Acho que não houve erro algum no Golf, o segmento que extinguiu mesmo. O T-Cross a meu ver é pior em todos os quesitos que você mencionou, porém com certeza vai vender como pão quente, já que é o tipo de carroceria que está na moda.

      • what_the_hell??

        Acho que vc está certo quando diz que o segmento está em queda, mas a VW deu várias mancadas com esse carro mesmo, como falou o domenico acima! Poderia ter vendido bem alguns anos atrás e hoje ainda poderia ser economicamente viável mantê-lo na linha, mesmo não existindo mais possibilidade de um hatch médio ser best-seller em nossa atual situação.

      • Unknown

        O maior erro foi aquela geração abrasileirada e esta versão 1.0! O golf sempre foi um carro “esportivo”, nunca que emplacaria uma versão 1.0!

      • Luis Burro

        Pra se ver como a marca tá se lixando pro consumidor,ñ dá pra deixar os dois no mercado?Até podia mas o Brasil serve pra outra função!

    • Lucas maoam

      Exatamente! Assim como acabou com o up!, a VWB vai acabar com o Golf. E o lucro é muito maior ao vender Polo/Gol em vez de Golf/up!. Por isso parece ter sido premeditado.

      • Nicolas

        Lucratividade da VW mundial foi de 5,1% em 2018, 5% em 2017 e 2,5% em 2016.

    • Matafuego

      Nem acho que a questão é “não querer vender”, mas sim que as pessoas estão preferindo essas aberrações que são SUVs. Do ponto de vista comercial, não faz sentido manter uma linha de produção para 200 carros/mês se tem outro produto que consegue vender mais de 1000 unidades/mês (sendo que este outro produto é mais barato de produzir).

      Lamentavelmente quem gosta de carros está ficando sem opções (SUV não é carro, é meio de transporte).

    • TchauQueridos

      “Presente num segmento que encolheu muito nos últimos anos, o Golf nacional foi impacto diretamente pela mudança de perfil do mercado.” Eu discordo da matéria, assim como você disse estratégia de preços errada, mix de versões erradas!
      Quando veio o Golf para o br em 2014, o preço era aceitável e até competitivo, o golf vendeu bem.
      Lembro que na css, me foi oferecido o Highline com teto por 74k.

    • Zaskia

      Se você quiser assistir “Wonder Park” aqui é o lugar! todos os filmes disponíveis, completos com linguagem !!
      aqui: ROOMSERIESXYZ.BLOGSPOT.COM

    • Gabriel Torque

      A confortline deve sair em breve e ficar só o GTI como conceito, só desovar o estoque encalhado que falta do confortline

      Triste, vi uma cegonha cheia de T-Cross ontem, o porte parece de um sandero stepway, perdemos o golf pra ficar com isso ..

    • Cássio

      Não sou nem um pouco fanboy da VÉ, mas acho q isso se aplica mais à Ford que à VW .

    • Incitatus

      Ela queria vender, e até que vendeu razoavelmente no início com a versão alemã. Mas depois vieram o mexicano e o nacional, com menos conteúdo e preços maiores. Ao mesmo tempo a onda, ou melhor, o tsunami dos suvs. Houve assim, duas causas para o fim, uma do lado do fabricante e outra, e mais decisiva, do mercado. Muitos lamentam, mas quase ninguém compra. Logo, pra quê vou ficar com um produto na prateleira se ninguém compra e eu não estou disposto a reduzir o preço. Lamentável na verdade é que o espaço será ocupado por um carro inferior, que é o TCross, e nem é por ser SUV, é muito mais pelo acabamento e coisas como ar bizone. Eu tenho um polo tsi, e trocaria de boa o painel digital por um ar-bizone. Quem tem esposa sabe a falta que faz. Além do refinamento, duvido que seja silencioso a bordo como era o Golf Highline. O polo não é só barulhento, como também não isola os ruídos de fora. Resumindo, o T-Cross será um polo anabolizado a preço de golf. E vai vender bem. Os suvs nada mais são do que carros normais que foram para o andar de cima. Os atuais são hatchs e peruas, logo chegaram os cupês (os baratos, pq os caros já estão aí há tempos) e sedãs. Ninguém quer ficar no andar de baixo, acho que só eu.

    • Deadlock

      A VW vai tornar o Golf carro de nível mais alto, já foi noticiado na imprensa. Não será carro para muitos no terceiro mundo. Nem a preço “normal” o Golf vende bem por aqui a ponto de justificar a produção nacional. Aqui vamos ter carros baratos, com acabamento sofrível, para ter volume de vendas.

    • Luis Burro

      Cara a marca trás pra cá pra sustentar os gastos em tecnologia empregados na europa,foi até onde pode,se acha q a marca liga pro consumidor daqui?
      Sério,as vzs acho q o brasileiro ñ enxerga a realidade!

    • Willian C.

      É um case de como não saber trabalhar com o seu melhor produto, um carro que muita gente sonha e ninguém consegue comprar.” Melhor comentário de longe…

  • vicegag

    Como a VWB disse que o Polo é o nosso mini Golf, logo mais só teremos o Polo com preço de Golf, é triste ver um dos melhores carros se despedindo do nosso mercado.

    • leitor

      E o Polo pra ser Golf está no outro polo, o Gol.

      • Cássio

        Perai que deu tilt.

        • Eduardo 1981

          O que ele quis dizer é que o polo tá mais pra Gol do que pra Golf.

          • Cássio

            Eu entendi sim, só estava fazendo piada do trocadilho que ele fez.

            • leitor

              Tô por fora da piada. Explica, tô precisando.

  • G E O

    Podiam lançar o Seat Leon atual. Aposto que haveriam vários interessados.

    • Mr. Pereba

      Também gostaria muito de ver o León por aqui, mas cliente apenas interessado não alimenta o cofre da montadora, até porque o Golf (1.4 TSI e também o GTI) sempre foi um carro desejado por muitos, mas comprado por poucos. Acredito que o Leon seria menos desejado que o Golf, e comprado por muitos menos ainda.

      • A VW poderia fazer em certa medida o que a Renault fez. Trazer carros de outras marcas do grupo, usando o emblema VW. Trazer como SEAT ou Skoda não venderia nada. Mas colocar um Leon com um logo VW na frente e um preço interessante, vende que é uma beleza.

        • E é bem mais bonito que o GOLF

        • Eduardo 1981

          Daí roubaria clientes do Polo. Tática de vendas fora de cogitação.

        • Tommy

          Pode ter certeza que o próximo Polo vai ter o entre-eixos do Virtus, igual o Skoda Scala.

          Vai ocupar o espaço de compacto premium e hatch médio de entrada que o atual já meio que ocupa, deixando espaço pro Gol MQB A00 chegar nos 2,56 do Polo atual.

    • Ricardo

      Se VW não vende imagine SEAT!

    • Airplane

      SEAT já veio e foi embora do Brasil !
      Vendeu muito pouco.

  • Dherik

    Esta notícia é bem triste. Faz tempo que junto dinheiro para comprar um Golf e está notícia é um banho de água fria.

    No nosso mercado agora, não sobrou muitas alternativas para quem quer comprar um carro turbo, seguro, divertido, boa posição de dirigir e com excelente acabamento na mesma faixa de preço.

    Polo e T-Cross são carros bons, não me entendam mal. Mas, ao meu ver, tem tanto plástico e cor no acabamento que parecem carros de brinquedo por dentro. É injusto dois carros assim assinarem este destino cruel do Golf. Mas enfim, o mercado consumidor não quer Golf.

    • Saulo Bezerra

      O mercado consumidor não merece o Golf.

      Mas convenhamos, carro extremamente caro, caro demais mesmo! Antes não havia esse gap de preços entre o Polo e o Golf, hoje é um enorme salto. É lamentável.

      o GTI é carrão, mas acho que em uns 2~3 anos estará custando 200 mil, é surreal imaginar isso num hatch, apesar de suas qualidades nada justifica um valor tão elevado.

      Dessa forma parece fazer mais sentido achar um bom 1.4 aspirado e colocar uma turbina do que pagar uma mini fortuna num Golf.

      • andrei Pereira

        O GTI realmente é o carrão, eu tenho a impressão de que o que a VW faz é semelhante a css que não quer comprar o seu carro usado e joga o preço la embaixo, justamente pra vc não aceitar, não querem vender golf aí colocam esse preço pra muita gente desistir.

      • Eduardo 1981

        É proibido turbinar carro.

    • andrei Pereira

      O mercado consumidor não quer hatch medio, nos ultimos meses houve um bombardeio de noticias de descontinuação dos principas modelos da categoria. Focus, 308, cruze e agora golf.

      • Nicholas Jensen

        Eu não sei o que faço! Não vai ter mais Hatch para eu comprar! Vou de usado, unica solução.

        • Na verdade a melhor solução. Da pra comprar muita coisa boa, ainda na garantia, pagando “menos caro” porque a desvalorização maior ficou na conta do primeiro dono.

    • leitor

      O mercado quer Golf. Mas está muito caro, quer mas não consegue.

    • Louis

      Vai de Jetta.

      • Enzoando

        Pior ainda kkk

    • Enzoando

      o que nos resta é o chevy cruze sport6 ._.

      • Cleidson

        Que não vai durar muito.

  • daRio

    Se o mercado quer suv a vw está certa, melhor vender um polo levantado que da mais lucro
    A culpa é de quem compra, nunca vou entender o desejo irresistível por esse tipo de carro altinho

    • Cleverson Ribeiro

      A preferência pelos SUVs deve ser por conta das péssimas vias urbanas e também estradas, que temos neste país governado por bandidos e incompetentes politicos.
      Eu amo os Station Wagons, os quais já estão em extinção.

      • leomix leo

        Justamente, essa febre não acaba nunca, pois é complicado andar com um C4, Corolla, Fusion em nossas ruas, pois em cada esquina é uma valeta para raspar o para-choque, um boeiro sem tampa para acabar com sua suspensão, esses pseudo Suvs passam bem bom esses obstáculos.

        • Fanjos

          É como falaram a maioria esmagadora desses SUVs não aguentam NADA a mais que um sedan, quebram em qualquer buraco e não passam em nenhuma valeta sem sofrer como qualquer outro carro sofreria, isso quando não são mais baixos que os próprios hatchs como Renegade que raspa em todo lugar.
          Não tem desculpas, só querem SUV porque acham que estão em um carro “peito de peru”, quando na verdade só estão pagando mais caro por mortadela.
          Carro de verdade para falar que faz diferença em buracos, obstáculos etc, é Defender 90, Troller, até mesmo o Jimmy da Suzuki, de resto é só sucata superfaturada que SEMPRE vai ter coisa melhor de outro formato no mesmo preço

          • Cássio

            Fanjos, não é só Renegade, outro dia vi Tracker e Compass rasparam em simples saídas de estacionamento, o mesmo que eu, com meu Civic, consigo evitar com jeitinho.

            • Fanjos

              Esses carros são verdadeiros embustes que o gado engoliu e aceitou como sendo o “certo”
              Quem gosta de carro esta Fod$#% daqui para frente

            • fsjal

              Compass flex sim, que tem o parachoque baixo. A diesel tem ângulo de ataque bem maior. Eu varo lombada e valeta com ela numa boa, minha mãe tem uma

          • Perfeito comentário. Só esqueceu de comentar sobre a síndrome do pinto pequeno: o cara compra carro grande para mostrar pro vizinho que o dele é maior.

      • Mr. Pennybags

        faz mta diferença assim pra esse propósito usar um “SUV” com aro 17 e pneu fino? Tem “SUV” aí (vcs sabem de qual eu to falando) eu é mais baixo que carro de passeio. Vc pode ter um sedan ou hatch com pneu de perfil mais alto e dá na mesma. O lance do SUV é status!

        • klaus

          isso! tem mais a ver com ego do que qualquer outra coisa!

        • Gabriel

          Se comprassem SUV pelas estradas com crateras lunares, seria mais racional comprar camionetes.

        • Milton De Lara Eugenio

          Tenho um Golf 2011, 2.0 Tiptronic completo e impecável, com 95000 Km. Adoro o carro, unico defeito é beber um pouco mais que estes motores atuais turbo (apesar de que as SUVs não primam pela economia) bem como desempenho modesto quando comparado aos turbos. Mas atende muito bem ao meu uso visto que ja passei a fase de grandes performances ao volante. Por ter rodas aros 17 originais com pneu perfil 45, ficava meio incomodado com a dureza do carro, visto que ja tive outros com rodas menores e perfil maior. Pensei em entrar na onda das SUVs e, após fazer test drive com Tiguan, Creta e Asx, e acompanhar através de fóruns o custo de manutenção destes carros, quando fora da garantia, no tocante a peças de motor e suspensão, decidi fazer uma outra opção, algo que sempre tive vontade. Dei um toque “cross” no carro, levantando 3cm a traseira e calçando com pneus perfil 55. Me apaixonei novamente pelo carro, que maciez, outro carro literalmente. Sem perder as caracteristicas de suavidade , dirigibilidade e prazer ao dirigir que quem tem um Golf conhece. E com uma manutenção muito mais em conta do que estes frágeis SUVs da moda. Estes carros novos só fazem sentido quando na garantia, após isso a manutenção deles (particularmente as SUV) são irreais!

          • Mr. Pennybags

            Boa pedida!

      • Danilo

        Foi o motivo da minha escolha, segurança nas vias horríveis que temos, e o carro “altinho” me livrou de um acidente na Anhanguera, uma ressolagem inteira de um caminhão no meio da pista quase acabou com as minhas férias, mas por conta da altura do carro só quebrou o para-barro, mas um Golf que vinha atrás perdeu para-choque e radiador. Não gosto de crossovers, vulgo SUV compacto, mas as nossas estradas não colaboram, então é o que nos restas.
        OBS: SW são um sonho de consumo!

  • El Gato!

    Eleva a suspensão e coloca uns adesivos “cross” na lataria. Volta a vender bem no mesmo dia.

    • Gabriel

      + alguns apliques de plástico nos paralamas e um racks de teto.

    • TFSI

      Golf Cross ou Crossgolf.

      • Rodrigo

        Golf Alltrack – já existe em alguns mercados, inclusive (Ok, baseado na perua) com tração 4 motion

    • Eduardo 1981

      Não é absurda tua idéia. Aposto de daria um UP nas vendas, kkkkkkkk

  • Gabriel

    Como ja disse outras vezes, só se manterá o GTI como produto de imagem.

  • Zé Mundico

    Rapaz, é aquela coisa…se não vende, desocupa a prateleira.

  • Ricardo

    E ainda têm alguns que acham que a SUVezisação não é imposição!

    • Zé Mundico

      Não é imposição, é aproveitamento e desenvolvimento de uma tendência mundial, diga-se de passagem. Montadora fabrica o que o povo quer comprar, simples assim. Se o mercado mundial não quer mais sedã e hatch, a montadora não pode fabricar carro só para fazer caridade e ficar com mercadoria encalhada na prateleira.

      • Ricardo

        Já há uma tendência de mercado, somando-se com a imposição via marketing das montadoras, em poucos anos teremos 90% de SUVs nas ruas e FDS quem não gosta.

        • Gabriel Torque

          montadora não faz filantropia, faz o que o consumidor deseja e dá mais lucro

          • Ricardo

            E se hoje SUV dá mais lucro, é claro que vão fazer de tudo para ter só SUV como opção e FDS quem não gosta!

  • renanfelipe

    Muita gente criticando o consumidor quando a própria VW fica capando seus produtos e deixando menos atrativos. Tratam esse motor como se fosse artigo de luxo, enquanto a Peugeot, que tudo mundo desce a lenha, mesmo ruim das pernas, quando precisou enxugar sua linha tirou os aspirados e deixou só o THP, o melhor da sua gama.

  • CanalhaRS

    Um absurdo o que a VW fez com esse carro.
    Poderia vender razoavelmente bem hoje em dia se não tivesse sido depenado e ter dobrado de preço.

    • Ernesto

      Mas se você comparar, ele ainda é melhor que um T-Cross e por um preço muito próximo. O problema é que o mercado não quer mais hatch médio.

  • Christian Balzano

    Pois é

  • Murilo Soares de O. Filho

    Aos poucos vão matando o Golf.

    • Eduardo 1981

      Já morreu. Resta o GTI somente e importado na pratica. Na teoria é que é nacional.

  • Annita Fingenberg

    Um belo carro, com um belo acabamento. Ao invés disso ficaremos com o carrinhos de brinquedo, com acabamento espartano.

  • Mr. Pennybags

    Me sinto mto sortudo de ter tido um autêntico alemão comprado no lançamento com preço bacana. São 3 carros (para mortais) que tenho vontade de ter:
    -Golf (done)
    -Fusca
    -fiat 500 Abarth

    Acho q vou ficar só no Golf mesmo.

    • Piantino

      Já tive 3 deles… Golf GTI 2002 180cv, Fusca 1971 1500, Focus Titanium 2015 e GLX 2002

  • Dreidecker

    Se perder apenas a versão 1.4, menos mal. O problema é perder a versão 1.0 também.

    • Eduardo 1981

      Já saiu a 1.0. Apenas consta no configurador porque tem consideráveis unidades em estoque. Vendia ainda menos do que a 1.4.

      • Junoba

        Procurei na Web e apenas vi apenas modelos 2018/2018 do 1.4 TSI 0km a venda. Provavelmente ele deixou de ser fabricado ano passado e somente agora as unidades em estoque estão praticamente no fim.

    • Junoba

      Li que a versão 1.0 também saiu de linha, dizem que somente o GTI está em produção no Brasil, mas que sairá também em breve, outros dizem que ele virá do México, e agora no N.A falam em trazer da Alemanha. As informações não estão precisas, temos que esperar para ver o posicionamento Oficial da VW.

  • Fanjos

    “Sem o Golf nacional, a Volkswagen se concentra em fazer carros de volume e retorno financeiro”

    Traduzindo:

    Vou vender sucata barata para vcs mais caro que o Golf custava e vcs vão pagar sorrindo e eu vou dobrar meus lucros!
    DELICIA!!!

  • É fácil colocar elevar o preço em 50 mil reais, aí não vender nada e dizer que a culpa é do mercado.
    Como disseram aqui nos comentários, é um carro que muita gente sonha em ter, mas ninguém mais compra por conta desse aumento absurdo. Melhor enterrar mesmo.

  • TFSI

    Sempre foi meu sonho de consumo. Uma pena que o carro chegou, não pude comprar, o carro se vai e ainda não poderei ter… Que lástima!!! ;(

    • Junoba

      Esse é o destino do brasileiro, apenas sonhar em ter, pois aqui tudo é difícil de conseguir.

  • Dherik

    Não ficou claro para mim: ainda estão fazendo golf 1.0 tsi ou não?

    • Eduardo 1981

      Já saiu. Apenas consta no configurador porque tem consideráveis unidades em estoque. Vendia ainda menos do que a 1.4

      • Dherik

        Em estoque na fábrica ou apenas nas concessionárias? Nas concessionárias já sumiu (tinha alguns até semana passada aqui no RS).

        • Eduardo 1981

          Temos que pensar no Brasil como um todo. Aqui pode ter acabado mas em outros locais ainda deve ter, talvez até na fábrica ainda. os concessionários daqui é que não compram porque sabem que a saída é difícil.

  • Vitor C

    A própria Volkswagen matou o carro aumentando o preço absurdamente, reduzindo drasticamente a lista de equipamentos, opcionais caríssimos, versão de entrada com preço alto, 1.4tsi pelado pelo que custa e ainda mal equipado.
    O carro tinha um péssimo custo benefício.

  • fsjal

    Notícia triste, mas a VW não ajudava também. O preço que cobrava pelo 1.4 TSI era um absurdo, totalmente fora do comum. Se tivesse preço igual ao do Cruze, venderia mais.

    Agora bora vender o T-Cross, baseado num carro inferior pelo mesmo preço.

  • Vai dando os últimos suspiros.

  • Gabriel Torque

    A confortline deve sair em breve, só desovar o estoque encalhado

    • Eduardo 1981

      Já saiu. Apenas consta no configurador porque tem consideráveis unidades em estoque. Vendia ainda menos do que a 1.4.

  • Mr Tony

    Profecia auto-realizável: cobro um absurdo pelo carro, ninguém compra e tiro ele de linha pois ninguém tem interesse…

    • Eduardo 1981

      bola de neve.

  • Jordan rodrigues

    sabendo que a america latina é muito mais pobre que europa e eua, a vw poderia trazer o seat leon com seu emblema proprio, chamando até mesmo de vw leon sem problemas

  • David Ferreira

    espero que antes de matarem o golf, facam uma versão conect 1.0 com 128cv manual e automatica. acredito que a galera que curte dirigir compraria um golf 1.0 mais barato tipo uns 80 mil sem opcionais.

    • Junoba

      O Golf já acabou aqui no Brasil, somente o GTI será vendido.

  • Eduardo 1981

    Tragédia anunciada. Fruto do mercado que só quer SUVs e do preço praticado pela VW. A versão 1.0 também já não é mais fabricada, apenas consta no configurador porque ainda tem uma quantidade considerável em estoque. Resta a GTI, que na teoria é nacional, mas na prática é um carro importado.

  • Unknown

    Não vende, tem que cessar mesmo. O golf 1.0 foi um erro grave da VW!

  • Fanjos

    Acabei de buscar meu Golf da revisão e vi o T-Cross lá no fundo da garagem que ia para lavagem, a versão Top de linha, pedi para dar uma olhada por dentro e meu Deus….
    Simplesmente não da para aceitar, era a versão de mais de 120 mil e mesmo assim em termos de qualidade, construção, aparência, acabamento ele perde em tudo para o meu Highline, é de partir o coração as pessoas estarem aceitando isso.
    É como você trocar um chocolate da Godiva por um guarda-chuvinha de gordura hidrogenada vendido em boteco pagando o mesmo e ainda achando bom.
    Maldito gado

    • Rogério R P Jessy

      Sem contar que tem uns doidos pedindo 70 mil num Polo 2018 usado só por causa do painel digital, é preferivel pegar um Golf 2 anos mais baixo, porém com um acabamento melhor, completo e mais bonito.

    • Junoba

      Esse T-Cross vai ser um mico, a VW errou feio.

      • MauroRF

        Vamos ver, a VW tem muitos fãs, mas já vi fã questionando a pobreza do interior do T-Cross. E outra, ele tá muito caro, tem que soltar 100 mil reais para ter um ar digital e tem que soltar mais de 100k para ter o 1.0 com opcionais desejáveis que minha EcoSport Titanium tem de sobra. E para ter o 1.4 completo, tem que pagar 125k, um absurdo. Dá para comprar Compass com essa grana e não fica distante do Tiguan. O que, eu acho, que o T-Cross vai enganar muita gente vai ser aquele rebatimento do banco traseiro para aumentar o espaço no porta-malas. O vendedor vai tentar vender a ideia de que deixando o encosto mais na vertical não vai atrapalhar a viagem de quem vai atrás, mas espere só até o consumidor comprar o carro e tentar viajar com a família com o encosto mais pra frente para ele perceber a besteira que fez. O encosto na posição normal deixa o porta-malas pequeno, aí HR-V, Kicks e Creta estão aí para oferecer mais porta-malas.

    • MauroRF

      Olha, fique com seu Golf o tempo que der, primeiro que ele é incomparavelmente melhor que esses SUVs, principalmente o T-cross (para ficar dentro da VW), segundo que o preço dos novos estão um absurdo.

    • Willian C.

      “Mas meu carro é zero.” HUUUUUUE

  • Emanuel

    Mais uma vez eu digo. A VW só fez esforço pra tirar o interesse dos compradores do carro. Pra vender ela não derramou 1 gota de suor. Não vejo nenhum sentido no posicionamento da marca

  • RoDs

    Agora fiquem com o T-Cross Plastic Line por 1000.000…………..

  • EDU

    Entao no fim so restou o Cruze mesmo! E por quanto tempo sera ? Proxima derrocada sera dos sedans medios. Uma pena

  • Rodrigo

    Que oportunidade de ouro. Eu faria o mesmo. Substituir um modelo excelente, tecnologia de vanguarda por um modelo bem mais simples, custo de produção mais barata e ainda o cliente pagando o mesmo! Conhecem o mercado brasileiro sabem da limitação de estudo e conhecimento da população, sabem que o país que se diz apaixonado, na verdade não entende nada de automóvel.

  • João Holmes

    A VW está despistando todo mundo. Na verdade ela está preparando para trazer toda a linha Golf de novo, do manual 1.6 até o GTE, a preços competitivos de mercado. Vai ser um sucesso e com isso vai vender 6.000 unidades por mês. É verdade, eu descobri tudo isso no outro blog.

    • Junoba

      Espero que tudo isso seja trollagem, pois se não, te recomendo consultar um psiquiatra.

      • Fanjos

        Ele esta zoando o doentão do “Blog do Carlos”

        • Junoba

          Ainda tem alguém que acessa aquilo ? Só doente por VW

  • Luis Burro

    Ou seja oBrasil paga os custos do vendido na europa…bom nenhuma novidade mas é só pros fãs abrirem o olho e achar q a marca trata os consumidores da msma forma,olha ela ñ trata bem lá aqui é q ñ vai ser no mínimo igual!

  • Rodrigo

    Entendem agora o porquê do cartel das montadoras estar APAVORADO com fim do Inovar Auto, Cotas do México e outras medidas protecionistas? Em qual lugar do mundo as pessoas trocariam um carro do gabarito do Golf por uma tranqueira chamada T-Cross?
    Aliás o Golf é o primeiro, os próximos a se despedirem da planta de Pinhais serão A3 sedã e Q3. Podem aguardar.

    • MauroRF

      Cara, o Golf é muito bom, esse T-Cross é uma aberração, principalmente o acabamento de carro popular dele.

      • Rodrigo

        Cem paus a versão intermediária, supostamente a que vai vender mais. E nego reclamando que o Golf 1.0 automático por 85 mil era caro demais…

  • Oswaldo Bustani Jr

    Nunca entendi o tanto que esse carro aumentou de preço por aqui. Depois que começou a ser feito aqui, ficou mais caro que o importado e vinha com menos tecnologia. Hoje um 1.0 TSI custa mais de 90k !!!! Carissímo !!! Da para pegar um Jetta de entrada…. não consigo entender. Um polo tsi de entrada esta 65, deveria custar no máximo uns 75k….Assim não vende mesmo… Estratégia errada ou proposital mesmo para vender carros que dão mais lucro…. Uma pena ….

    • Junoba

      O Jetta de entrada custa 100k. Aquele desconto era para modelos 2018/2019 encalhados. E o Polo eu não teria coragem, todo mundo fala mal deste carro no Youtube.

  • Willian C.

    Ninguém liga VWB, ninguém quer as versões nacionalizadas dos modelos de vocês.

  • Leandro Cruz

    A fábrica não estava aceitando pedidos do 1.4 highline desde dezembro do ano passado. Me acho um sortudo por ter comprado um idêntico ao da foto dessa matéria, um dos últimos disponíveis na fábrica em dezembro passado. Não desfaço do meu tão cedo. Tenho fontes seguras que as outras versões tbm não serão mais fabricadas no Brasil. No configurador da vw, o 1.0 TSI por exemplo não é mais fabricado pois só há modelo 18/18 disponível. 0km, o Gti será o único disponível, porém importado.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email