China Elétricos Finanças JAC Motors Volkswagen

VW perto de comprar 50% da JAC Motors para liderar elétricos na China

VW perto de comprar 50% da JAC Motors para liderar elétricos na China

A Volkswagen está perto de dar um salto importante na busca pela manutenção da liderança de vendas na China, mas especificamente assumir a ponta no mercado de carros elétricos no país.


De acordo com duas fontes locais, a VW está perto de adquirir 50% das ações da Anhui Jianghuai Automobile Group Holding, que é simplesmente a controladora da JAC Motors.

Além disso, a Volkswagen quer se tornar acionista da Guoxuan High-tech Co Ltd, que é um fabricante local de baterias para carros elétricos. Só o negócio envolvendo a JAC Motors estaria estimado em US$ 491 milhões.

VW perto de comprar 50% da JAC Motors para liderar elétricos na China

As três empresas se recusaram a comentar as informações, dadas em condição de anonimato. A Anhui Jianghuai Holding tem 25,23% da JAC e é isso que interessa para a Volkswagen, de olho na capacidade produtiva da marca chinesa.

O negócio é tão sério que nem a administração de negócios da província de Anhui se negou a comentar o assunto. A JAC Motors fica sediada em Hefei e já tem um acordo com a VW para produção de carros elétricos, tendo iniciado com a submarca SOL.

Neste caso, o modelo usado foi o crossover elétrico JAC iEV40 (confira aqui a Avaliação NA) visualmente modificado para a nova bandeira. Outros dois modelos estariam dentro do acordo, mas ainda não foram divulgados.

VW perto de comprar 50% da JAC Motors para liderar elétricos na China

Contudo, os planos da VW para a JAC vão muito além de modelos da chinesa com logotipo estrangeiro. Uma das fontes confidenciou que a montadora alemã quer capacitar a empresa de Hefei para produção da plataforma modular elétrica MEB.

Embora ainda seja cedo para ter uma visão do negócio, pode ser que no futuro a JAC Motors venha a dispor de um ou mais modelos com base na MEB. Isso não seria um empecilho, visto que a VW já revelou desde o início a intenção de fornece-la para outras marcas, como já acertado com Ford e eGo.

Nesta quarta (27), as ações da JAC subiram 10% na bolsa de Xangai. Já a Guoxuan teria 27% de suas ações na mira da VW, que teria que desembolsar US$ 1,16 bilhão pela participação no fabricante de baterias, que também fica em Hefei. Ela é fornecedora da JAC e tem com ela, um contrato de 4 GWh por ano.

[Fonte: Reuters]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Toyo_Highlander fan

    Prefiro acreditar que quem está comprando a VW é a JAC e não ao contrário. A VW perdeu muito valor de mercado durante a pandemia do virus-chinês, chega os chinas com essa queda brusca nas ações de todas as montadoras, aproveitam e abocanham.

    • Será mais ou menos isso. VW compra a controladora da JAC, e chineses entram no bloco de controle acionário da VW. Já vimos capítulo semelhante quando então a Geely tornou-se o acionista majoritário da Daimler (Mercedes-Benz), após uma parceria que visava a Smart. Ao final a Geely levou a Smart e ainda comprou o controle da Daimler, por fora.

      • Toyo_Highlander fan

        Quem diria: uma marca desconhecida que vendia produtos de baixa qualidade por aqui como o EC2 agora é dona praticamente toda da gigante alemã Mercedes. O que é isso?

        • Cromo

          É a China que invadiu o Tibet, sustenta a Coréia do Norte, dá uma forcinha pro Maduro e ameaça as liberdades de Taiwan.

          • Toyo_Highlander fan

            Isso mesmo.

        • O EC2 até que é bom, assim como o EC7, dada a faixa de preços. Geely CK, campeão de vendas na América Latina, que era um verdadeiro horror. A Geely deu um salto quando adquiriu a Volvo e a Manganese Bronze. Dessas aquisições, acabou formando seu grupo automobilístico, vindo a comprar a Lotus, a Proton, a Polestar, a Smart, formou a Lynk & Co, e por fim, tornou-se majoritária da Daimler, através de manobras acionárias. Por incrível que pareça, a Geely não é uma estatal, e embora hoje conte com o apoio do Governo Chinês, no passado era perseguida por eles.

        • th!nk.t4nk

          Desculpe, mas de onde raios vocês estão tirando isso? Os chineses são donos de apenas 9% da Daimler.

          • Sino Weibo

            A BAIC também tem 5%.

          • Toyo_Highlander fan

            Eles elevaram a participação com a queda nos valores das ações da marca. Atente-se.

    • Djalma

      Caramba, que besteira!

      • Toyo_Highlander fan

        Adoro ser criticado por camarão. Sinal que tenho a razão.

  • Pedro Marcelo

    A Volks quer ser a maior fabricante do mundo, tb com tantas marcas kķkkk, queria ver ela sozinha , mas tem gente q vai falar, ela tem dinheiro pra comprar pq não comprar , a vdd é q a Volks nada e sozinha , e a mesma coisa de quem gozar do pau dos outros, assim vejo a Volks!

  • Murilo Soares de O. Filho

    Sinceramente, não vejo necessidade, agora se ela que gastar dinheiro em porcaria…quem sou eu…

  • konnyaro

    Pelo que sei nenhuma multinacional pode comprar uma fábrica na china, eles são obrigados a se associarem mas nunca poderão ter mais que 50% das ações.
    Foi com isso que a China se tornou polo mundial de tecnologia ultimamente, pois absorveu toda a tecnologia das empresas que foram para lá em busca da mão de obra barata. Isso somado ao sistema de ensino atual ultra exigente faz com que no futuro tenha tudo para tornar-se a primeira potência mundial (Tecnologia, mão de obra qualificada e dinheiro).
    Como dizia meu antigo professor de história: Cada império tem seu período de reinado mundial, sendo que esse período vai ficando cada vez mais curto, ou seja, logo o império americano será trocado pelo chinês.
    Queria ver quando é que vai ser a vez do Brasil nessa história, mas acho que enquanto não mudarmos o nosso jeito de pensar e agir, seremos sempre um país subalterno, pois todos pensam apenas no bem individual em vez do da nação.

    • Sino Weibo

      Na verdade isso já acabou, já podem comprar, a Tesla entrou na China sem Joint-venture, depende muito do partido chinês, a BMW já anunciou que irá controlar sua parceira chinesa, a Brilliance. Eles vão analisar cada caso, mas a partir de 2022 não será mais obrigatório joint-ventures pra entrar na China, legalmente, e nem será proibido controlar operações locais. Será um importante passo para testar o modelo chinês de capitalismo.

    • th!nk.t4nk

      Isso era antes. Não existe mais essa exigência. Porém, ainda é interessante ser associado a alguma empresa chinesa pra facilitar o acesso aos burocratas do governo. A Tesla não fez isso e tem sofrido constante pressao do governo (vide o jogo com o subsídio pra elétricos, cujo limite foi determinado pra acertar em cheio a lucratividade do Model 3).

    • CLEITON ALVES

      espero que a china nunca se torne um imperio

  • Bruno Silva

    Seria ótimo a VW comprar parte da JAC. Se os chineses usarem plataforma alemã e serem “ajudados” no desenvolvimento, podem surgir bons modelos. Os carros da Geely deram um salto com aquisição da Volvo.

  • Cromo

    Pelas informações da reportagem, a Anhui Jianghuai Holding tem 25,23% da JAC, então se a VW comprar 50% da Anhui, terá 16,615% da JAC.

  • Cleidson

    Ah mas jac isso, jac aquilo, Chery não presta, chinês não presta, daqui uns anos vai ter só chinês à venda e vcs vão ter que engolir.

    • Airplane

      Os Onix e Onix Plus, desenvolvidos pela chinesa SAIC (Shanghai Automotive Industry Corporation), já estão sendo “engolidos” pelos brasileiros ! E são líderes do mercado.

      • Murilo Soares de O. Filho

        Pegando fogo e derramando gasolina…rs

        • zekinha71

          Fiat Tipo e Ford Pinto não eram chineses e pegavam fogo que era uma maravilha, vi 2 Tipos pegando fogo na rua e nunca vi um Onix, fora as Kombis que perdi as contas de quantas vi virar churrasco.

  • zekinha71

    É associação aqui, fusão ali, e todos os gigantes do mundo vão se unindo, enquanto no país do futuro: silêncio.
    Comprei uma tesoura de cabelo e quando olhei a origem uma surpresa: Made In………………..Pakistan, nenhum uma simples tesoura é fabricada aqui, importamos de um país que só sabemos que existe quanto tem um desastre.

    • Ducar Carros

      A China está ficando cara para produzir produtos com baixo valor agregado e que usa muita mão de obra, como a tesoura que falou. As indústrias estão indo para países mais baratos, como Paquistão, Bangladesh e Mianmar.

  • Cesar

    Vem aí o eletrogate…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email