*Destaque Esportivos Hatches Sedãs Volkswagen

VW Polo e Virtus terão versão GTS com motor 1.4 turbo, segundo presidente

Volkswagen Polo GTI 2018 1 - VW Polo e Virtus terão versão GTS com motor 1.4 turbo, segundo presidente

Indo na contramão de marcas como Fiat (com o Argo HGT), a Volkswagen prepara uma versão verdadeiramente esportiva para a linha do Polo e do Virtus, seguindo uma estratégia parecida com a da Renault com o Sandero R.S. De acordo com o presidente da fabricante alemã, Pablo Di Si, ambos os compactos contarão com uma variante “GTS”, que contará com um motor inédito e uma série de reajustes no restante da mecânica para entregar uma tocada mais esportiva.


“Vamos apostar em motorizações TSI”, disse o executivo. “Iremos trabalhar com o 1.4”, complementou. Ou seja, os novos Volkswagen Polo GTS e Volkswagen Virtus GTS serão equipados com o motor 1.4 litro TSI que atualmente é usado na dupla Golf e Jetta. Nesses dois últimos, o propulsor consegue desenvolver até 150 cavalos de potência e 25,5 kgfm de torque e está associado ao câmbio automático Tiptronic de seis marchas ou também um manual de seis relações no caso do hatch.

Volkswagen Polo GTI 2018 2 - VW Polo e Virtus terão versão GTS com motor 1.4 turbo, segundo presidente

Ainda não se sabe, porém, se esses números de potência e torque serão mantidos na versão GTS do Polo e do Virtus, tampouco a transmissão – neste caso, seria mais interessante uma caixa manual, também de seis velocidades. O motor 1.4 turbo é suficiente para levar o Golf 1.4 turbo manual aos 100 km/h em 8,3 segundos e alcançar velocidade máxima de 209 km/h. O desempenho dos novos compactos deverá ser ainda melhor, visto que o Polo é 70 kg mais leve que o Golf.


A Volkswagen já oferece lá fora o Polo GTI (das imagens), que oferece um motor 2.0 TSI de 200 cv e 32,7 kgfm, com transmissão DSG de seis marchas e dupla embreagem. O hatch compacto nesta configuração pode acelerar de apenas 6,7 segundos e atingir velocidade máxima de 237 km/h.

Volkswagen Polo GTI 2018 3 - VW Polo e Virtus terão versão GTS com motor 1.4 turbo, segundo presidente

No entanto, um VW Polo GTS seria mais viável para os nossos padrões. Até porque, se um Polo Highline 200 TSI já custa mais de R$ 70 mil, sabe-se lá quanto custaria um Polo com praticamente o dobro de potência oriunda de uma mecânica mais afiada…

[Fonte: G1 Carros]

COMPARTILHAR:
  • O Coringa

    Bom vai ser o preço. Imagina, se um Polo completo custa 78k e um Virtus na mesma configuração custa 85k, por quanto chegarão esses Gts? 100k num Polo com aquele acabamento?

    • Wellington Myph13

      Linha esportiva dificilmente leva o mesmo acabamento da top de linha.
      Baseie na Comfortline +15k pelos ajustes e motor diferente.

      • Guilherme

        mas por questões de montagem com certeza seria mais produtivo que o painel fosse exatamente igual.
        Mas realmente com um acabamento melhor seria um carro interessante.
        Porque na minha opinião o carro só precisa de um acabamento descente para se chamar de Hatch médio. E alguns mimos como Teto solar e faróis mais bonitos por exemplo…

        • Raul Pereira

          Pra essas paradas, basta esperar o segundo ano dele. Provavelmente em outubro teremos algumas alterações de equipamento.
          Problema são os aumentos de preços até lá.

        • Uranium

          Ainda faltaria tamanho para o Polo ser hatch médio. Mas concordo que em termos de qualidade, é do mesmo nível. Exceto pelo acabamento.

          • É um carro com nível de construção e relação de equipamentos (ao menos nas versões de topo) de modelos médios, mas com padrão de materiais de acabamento interno visivelmente de mercado de entrada. O Polo da geração anterior tinha um padrão de acabamento interno significativamente superior ao desta nova geração. Ele pecava mesmo é no tamanho e espaço interno.

        • Antonio Lima

          Hatch médio foi força um pouco, ele no máximo é um compacto premium..

          • O Polo da geração anterior se encaixava melhor na descrição do que seria um compacto premium. TInha acabamento interno mais requintado, com materiais que seriam mais ou menos o que se encontra no Peugeot 208, por exemplo.
            O Polo atual fica devendo na padronagem dos materiais da cabine para que seja um compacto premium na acepção da palavra. Mas as versões de topo acabam dando ares de premium ao carro por sua farta disponibilidade de equipamentos.

      • Luiz Romeu

        acontece que o acabamento dito top da vw brasileira já é bem tosca pelo preço
        Vão piorar noquê?

        • Wellington Myph13

          Mesma linha de Comfortline, pode apostar.
          Longe de ser tosca. Pense em compactos, não em médios.

      • A realidade atual é que no máximo adicionam um banco diferenciado e colocam uns apliques mais “chiques” espalhados pelo painel. Faz tempo que não vejo qualquer montadora diferenciar um modelo top com mudanças de material utilizado na montagem da cabine.
        Ainda me lembro dos Golzinho quadrados, os quais tinham um painel para a versão mil, outro para a CL, outro para a GL e um totalmente diferente para as GLS/GTS. Naquela época sim, tínhamos acabamento interno diferenciado para as mais diversas versões.

        • ViniciusVS

          Até porque um Gol quadrado é pelado em todas as versões, a única diferença é justamente acabamento e motorização, em outras palavras somente perfumarias…

          • Para a época, a realidade era outra. O chamado “carro completo” tinha apenas trio elétrico, ar condicionado e direção hidráulica. Câmbio automático era tabu no Brasil.
            Portanto, um Gol GTI tinha todo o acabamento interno diferenciado, incluindo bancos Recaro, além de contar com essa lista de equipamentos que citei, que era tudo o que se poderia esperar em um carro nacional até os anos 90. E acaba que a linha Gol chegou a contar com 5 motorizações diferentes: 1.0; 1.6; 1.8 “manso” (versões GL e GLS); 1.8 S (GTS) e 2.0 i (GTI). Era uma realidade muito distinta da atual.

            • Edson Fernandes

              Lembrando também que a linha de automoveis das marcas eram menores. Logo, o jogo que era possível de ser feito eram em carros vendidos por aqui.

              Então ao invés de ter mais de um hatch (como hoje já destacando Gol, up, Fox e Polo), na epoca tinham Fusca(até 1986), Gol, Passat (hatch médio) e Santana (e sua variação perua).

              Nem citei Voyage… mas enfim… era uma linha muito enxuta.

              Então a ideia é conseguir diferenciar o interior e de alguns modelos até a cor desse interior (menção honrosa ao Passat Iraquiano).

              Lembrando ainda que o preço de um Gol GTI totalmente equipado se comprava dois Gol CL 1.6…. (antes de existir a leva 1.0), então vc chega na conclusão do porque esses carros tinham que se diferenciar o interior.

              Um carro que pra mim muda completamente de interior equalidade deste, é o Delrey. O carro na sua versão de entrada se diferencia demais da versão topo de linha Ghia.

              • Se a gente levar em conta ainda que o Del Rey nada mais era que um Corcel metido a besta… rs. Se comparar um Del Rey Ghia com um Corcel de entrada, aí é que a coisa vira um verdadeiro abismo.
                Me lembro bem que em fins da década de 80 nossa oferta de modelos se restringia a 11 carros, dos quais derivavam todos os carros disponíveis. Era muito, muito pouco, realmente.

      • No_Name

        Punto T-Jet, Bravo T-Jet, Marea Turbo, Stilo Abarth, entre outros eram vendidos com o mais alto nível de acabamento desses modelos.

        • Hugo Leonardo Dos Santos

          saudades de ver um punto t-jet, como era lindo. (nunca pude ter um)

          • Eu tive dois Vectras, um de primeira e outro de segunda geração. Olha, não dá pra comparar o que temos em sedãs médios de hoje com o que víamos naqueles carros em termos de requinte no acabamento. Eram muitas superfícies aveludadas, painel com um revestimento macio que deixa os chamados “soft touch” de hoje com vergonha. Os painéis de porta, então… tudo bem que aquela profusão de tipos de tecidos utilizados no revestimento acabavam por ter uma durabilidade relativamente menor que os grandes painéis de plástico de hoje. mas que visualmente era outra vida, não há como negar.

            • Edson Fernandes

              O que era mais impactante é o fato desses tecidos acumularem sujeiras e bacterias. Mas nunca esqueço do Monza Classic do meu tio… era fantastico aquele aveludado mesmo…

        • TijucaBH

          Sem contar que na propria VW Gol GTI antigo, Golf GTI, Vectra GSI, etc eram todos baseados nas versoes top de linha em temos de acabamento. O Vectra chegava ao ponto do manter um acabamento imitando madeira igual na versão CD sendo que nao tinha nada a ver com esportividade.

          • O Escort XR3 tinha acabamento até mais esmerado que a versão Ghia, que era a topo de linha do modelo “civil”. Aliás, o s esportivos em gral, mesmo o Gol GTI, tinha vantagens de acabamento sobre as versões “normais” de topo.

        • Wellington Myph13

          Todos bem “do passado”, rs. Hoje não fazem mais isso. Duvido da VW fazer o mesmo, até porque corre o risco de ficar caro demais.

      • Renato Duarte

        Polo GTS = Polo “Highline + 20k.

        Confortline + 15k não chega a 75k se não estou enganado

        • Edu

          Chuto 99.900.

    • Eduardo

      Pois é, pra pagar 100k no Polo 2018, eu prefiro pagar 109 no Civic Turbo 2017.

  • Ailton Junior

    aí sim, um mini GolF com preço de GolF.

    • RRodrigo Souza

      os fãs de golf terão a grana para comprar o polo gts ja que o golf top ta caro demais

    • 1 Raul

      Interessante que até o presidente tem sobrenome esportivo…

      • Alvaro

        Hahahahahahahaha só vim comentar isso, mas vc foi mais rápido, toma meu like.
        Mas o presidente prefere um VTEC pelo jeito ahahaha

  • Cesar.A.T.M.

    “””sabe-se lá quanto custaria um Polo com praticamente o dobro de potência oriunda de uma mecânica mais afiada…”””

    O dobro da potência??? Bem longe disso, mas que com o 1.4 vai ficar bem “interessante” o desempenho isso vai ficar…..
    Quanto ao preço?? Quando for lançado (se for mesmo heim) vai bater na casa dos 100k facil facil …..

    • Gilberto Silva

      Quando ele disse o dobro de potência ele se referia a versão GTI europeia que usa o motor 2.0 TSI de 200 cv

      • Cesar.A.T.M.

        Percebi isso depois…kkk

    • D136O

      Acho que nesse ponto o texto ainda se referia a versão gti com 2.0 dando entender que seria muito cara no BR

  • Flavio Cassaro

    VW nunca mais só problema e dor de cabeça….

  • REDDINGTON

    Pelo preço que já estão Polo e Vírus e pelas vendas raras, MUITO raras do Sandero…sei não hein.

    • Alexandro Henrico

      Piá do céu, o RS vende até que bem aqui em Curitiba. Sempre vejo pelas ruas…

      • REDDINGTON

        Cara aí por que aqui em SC é tão raro quando trevo de 4 folhas…

        • Gilberto Silva

          Opa, aqui em Goiânia, vende bem também!

          Agora fico pensando que a Chevrolet está perdendo a oportunidade de ter de volta modelos SS ou GSI no Onix com o 1.4 do Cruze, e no próprio Cruze com o 2.0 da Equinox!

          • Ubiratã Muniz Silva

            aí nesse caso (1.4T do Cruze no Onix) as definições de cadeira elétrica serão devidamente atualizadas… kkkkkkkkkkk

            • TiagoNA

              deve ser uma piada, so pode :p

            • Emilio

              Pensei nisso tbm! kkkkkkkkkkkkk

          • REDDINGTON

            O que seria vender bem???

          • REDDINGTON

            A Renault que declarou a expectativa de até 200 unidades mensais do modelo na época do lançamento.De acordo com números disponibilizados pela Jato Dynamics, o Sandero R.S. vendeu apenas 410 unidades de janeiro a junho/2017. Ou seja, cerca de 68 unidades por mês. FONTE 4 RODAS….

        • Davi Millan

          Eu to vendo bastante aqui em Floripa.

          • REDDINGTON

            Moro em Blumenau. E não vejo, são raríssimos. Vejo bem mais o Golf GTI por exemplo, o Fusca…

          • REDDINGTON

            A Renault que declarou a expectativa de até 200 unidades mensais do modelo na época do lançamento.De acordo com números disponibilizados pela Jato Dynamics, o Sandero R.S. vendeu apenas 410 unidades de janeiro a junho/2017. Ou seja, cerca de 68 unidades por mês. FONTE 4 RODAS.

            • Davi Millan

              Vixe… vem pouco mesmo. Mas eu até que vejo bastante aqui em Floripa. Comparando ele ao 208 THP, eu vejo muito mais o Sandero RS.

    • Ja faz um tempinho que carro esportivo por aqui é apenas para imagem. As vendas são fraquinhas mesmo. Por isso passamos tanto tempo sem um Gol GTI, nem pares da Ford e GM.

      • TiagoNA

        vdd. por isso os preços precisam ser altos, infelizmente é o preço de uma certa “exclusividade”.

    • Ubiratã Muniz Silva

      aqui em Brasília não é tão raro o RS.

      • REDDINGTON

        A Renault que declarou a expectativa de até 200 unidades mensais do modelo na época do lançamento.De acordo com números disponibilizados pela Jato Dynamics, o Sandero R.S. vendeu apenas 410 unidades de janeiro a junho/2017. Ou seja, cerca de 68 unidades por mês. FONTE 4 RODAS…

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Aqui na cidade vejo bastante RS

      • REDDINGTON

        A Renault que declarou a expectativa de até 200 unidades mensais do modelo na época do lançamento.De acordo com números disponibilizados pela Jato Dynamics, o Sandero R.S. vendeu apenas 410 unidades de janeiro a junho/2017. Ou seja, cerca de 68 unidades por mês. FONTE 4 RODAS..

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Não acho necessário 150 CV, deixando na casa dos 135 CV e uns 22 kg de torque já seria suficiente pra deixá-lo um mini golf (canhãozinho)

    • Wellington Myph13

      Mas acho não compensa ter uma configuração diferenciada só pra uma linha esportiva…
      Apesar que estamos falando da VW que enxerga lucro em 3 padrões diferentes de tecido e acabamento interno, um pra cada versão. Ao invés de unificar… Vamos aguardar…

      • Pedro154

        Isso já acontece na linha VW. O up! tem uma variação do 1.0 TSI exclusiva para ele.

        • Wellington Myph13

          Essa versão 1.0 TSI do up! já devia ter se estendido por toda linha. Pense no Polo com esse 1.0 ao invés do MPI e MSI? Andaria muito bem e ainda seria econômico.
          Mas não, a VW enxerga lucro em alterar o MPI pra 84cv e o MSI pra 117cv (reduziram dos 120cv pra ficar mais econômico) do que ampliar a produção de um único motor… Vai entender…

          • TiagoNA

            Concordo caro, mas converse com um vendedor da VW pra vc ver, as pessoas acham q o 1.6 é um carro de vdd e o 1.0 (seja ele qual for) é inferior. Ou seja, tem q ter 1.6 pra vender quando o cliente quizer, mas imagino que nao seja uma boa pra VW manter esse monte de motor.

          • Jhow

            Mais tem o polo 1.0 TSI de 128Cv.

            • Wellington Myph13

              Mas não tem MT.
              Esse de 105cv do up! poderia substituir o 1.0 e 1.6 de uma só vez.
              Já o de 128cv com 20kgfm de torque só no AT6 pra “compensar a perda” do conversor.
              Pode apostar que em números o de 105cv e 16,8kgfm de torque no câmbio manual responde junto do 128cv e 20,4kgfm no AT6…

    • Rodrigo Pasini

      135CV canhãozinho?
      Por isso que as montadoras desenvolvem produtos de primeira linha lá fora e manda só os pé de boi pra cá.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        E tu vai correr aonde com 150 cv turbo e 25 kgfm de torque aqui no Brasil? Só pra trackday mesmo e olhe lá (tem que pagar)

        • Lucas

          Ter um carro com motor potente não significa que vai sair por aí correndo feito um piloto. Motor potente garante muita segurança em estrada, no momento de ultrapassagens, além de poder, claro, dar uma esticada quando puder. Não faz muito sentido seu raciocínio.

          • Hugo Leonardo Dos Santos

            Não faz mesmo, ainda bem, já imaginou se a gente pensa igual? Que mundo chato seria

          • Leonardo

            Perfeito. Tenho um Lounge Thp e é muito prazeroso dirigir um carro turbo com torque máximo disponível em baixas rotações. Não é apenas velocidade que conta.

        • Rodrigo Pasini

          E quem disse que precisa correr?
          Então quer dizer que quem compra golf gti, audi a3, bmw 330 ou 335 só usa o carro em trackday?

          • Hugo Leonardo Dos Santos

            Tá bom 👍

        • th!nk.t4nk

          Eu concordo em grande parte com o Hugo. No Brasil simplesmente não se aproveita o potencial desses carros. Tirando a meia dúzia de estradas boas existentes, o resto é pavimento de má qualidade, curvas má desenhadas, motoristas fazendo ultrapassagens perigosas, gente que muda de faixa sem dar sinal, radares por todo lado, etc. É verdade que pra retomadas rápidas é sensacional ter um carro forte, mas é praticamente o único uso que o cara vai dar a toda essa cavalaria na maior parte do tempo. Ter modelos de alto desempenho no Brasil é aproveitar uns 10% do potencial do carro só, infelizmente. As pessoas nem se dão conta disso, porque só conhecem essa realidade.

          • Charlis

            Cara, não penso assim não.

            “É verdade que pra retomadas rápidas é sensacional ter um carro forte, mas é praticamente o único uso que o cara vai dar a toda essa cavalaria na maior parte do tempo.”

            Mas isso no mundo inteiro, não?

            Em cidade nenhuma do planeta você pode ou deveria correr.
            E nas estradas, tirando as POUCAS do mundo (Europa/Austrália) que tem poucos trechos sem limites (e com asterisco aqui), menos ainda as que são limitadas em 140 km/h (poucas do USA e EAU), TODAS as demais tem velocidade limitada igual, ou menor que no Brasil.
            Lógico, essa teoria já não faz sentido.
            Pois andar a 110km/h, até um Uno anda aqui na Bananândia.

            Se for pra comprar carro pelo que é permitido… podia sair todos de fábrica com 150 cavalos, estava bom demais.

            Estamos falando dos motores TSI, não do motor do Bugatti Chiron.
            E Isso falando em velocidade apenas, ok?

            Agora em esportividade no sentido de altura do chão, conversível, e outros detalhes, ai sim faz muita diferença o primeiro mundo pra Terra da Banana.

            []s

            • th!nk.t4nk

              Então, mas não são poucas estradas sem limite não. Aqui na Alemanha são dezenas de estradas assim, totalizando dezenas de milhares de km. Aí você diz “ah mas é um país só”. É, mas usado por todos seus vizinhos, já que a Alemanha se situa bem no centro da Europa e serve como caminho para cruzar norte-sul e leste-oeste do continente. Um monte de países usam essas rodovias sem limite diariamente, e podem sim extrair o desempenho do carro (meu chefe é um que anda rotineiramente a 250 km/h, já eu sou mais conservador e dificilmente passo de 200 km/, meu padrão é 160-180 km/h). Nao precisa de Bugatti pra isso, nem de versao esportiva de carro, basta ser um veículo decente (no meu caso é um mero C200). Quando vou ao Brasil, e vejo colegas com carros com mais de 300 cv, chega a me doer sabendo que não irão extrair nem 10% do potencial do veículo. Num cálculo grosseiro, o limite do “utilizável” num país como o Brasil é uns 200 cv num sedã médio. Acima disso o desperdício é gigante. O efeito é psicológico, e pra quem gosta de carro (isso eu compreendo) ainda “vale a pena” como você disse, mas no fim das contas a realidade é que simplesmente nao vai usar o potencial do carro, mas neeem de longe.

              • Charlis

                Continuo não pensando assim!
                Ainda é MUITO, mas MUITO pouco as pistas sem limite de velocidade.
                Se fosse assim EUA, Canada, Japão, China, Inglaterra, deveriam se contentar com carros 2.0 Turbo, pois não há pistas sem limites.

                Vai do dinheiro e do gosto de cada um, simples assim.
                Se o cara é milionário, e quer ter uma AMG para o domingo de manha, ele vai comprar.
                Se o cara é rico, e quer ter o WRX para passear, ele também vai comprar.

                Precisar? Ninguém precisa, nem muito menos deveria.
                Nem ai mesmo na Alemanha…

                []s

    • Pedro154

      Concordo!

    • carlos4carros

      Aí seria preciso desenvolver uma nova configuração no motor 1.4 Tsi. É mais fácil utilizar o do Golf mesmo.

  • Pedro Neto

    Com esta versao o Polo sera muito mais ca”r”ro

  • Tom Costa

    Cemzão no lançamento.

    • MauroRF

      Ou vão lançá-lo por uns 90 mil, mas você chega lá na CSS e só terá para daqui cinco meses, e nesse tempo vai aumentando.

    • Ernesto

      Antes do lançamento do Polo um cara falou para mim que ele seria lançado com preço não inferior a R$60.000,00. E o que aconteceu? Acho que o seu chute está bem parecido com o dele.

      • Tom Costa

        Vou ter que explicar a piada?

        • Ernesto

          Piada? Çei

  • Tochio

    Chegando esta versão no Polo, pode encomendar o funeral do Golf. Talvez seja esta a intenção da VW !!

    • Luciano RC

      Ou deixar o Golf somente nas versões acima mesmo… porque a 1.0 TSI não vai ter sentido algum.

      • Ubiratã Muniz Silva

        o que é uma pena, porque apesar de ser 1.0 o projeto ficou (muito) bem acertado, só ficou mesmo devendo o AT6 do Polo.

        • Felipe Augusto Rocha

          Acho que daria pra vender o Polo GTS e o Golf 1.0 TSI AT6, teriam praticamente o mesmo preço porém com apelos diferentes golf tem o status e o acabamento melhor já o Polo teria mais potencia e possivelmente mais tecnologia nessa versão topo de linha

          • Ubiratã Muniz Silva

            status, espaço interno. O Golf 1.0 é um hatch médio de entrada, diga-se de passagem o único sobrevivente dessa “classe” de hatch médio no mercado nacional.

        • Luciano RC

          O problema é que com Polo GTS 1.4, fica complicado escolher o Golf 1.0 de entrada.

          • Ubiratã Muniz Silva

            Não necessariamente. Para quem prefere um carro médio(e não faz questão da performance esportiva) o Golf 1.0 dá e sobra. Na verdade, ainda é (na minha humilde opinião) o hatch médio com o melhor custo-benefício no mercado brasileiro. Infelizmente as versões de entrada dos hatches médios desapareceram do mercado. Lembro há dez anos que o meu pai comprou um Focus 1.6 hatch por pouca coisa mais que o Fiesta equivalente em motorização, versão que hoje não existe mais, tudo 2.0 (por exemplo).

  • Fabio Marquez

    Bom que acaba com o estoque de motores TSI 1.4 que equipariam o Golf, caso este ainda vendesse alguma coisa…kkkkkkkk

  • Wellington Myph13

    Se isso se tornar real, vai ser show de bola.
    Chuto o Polo com MT6 pra uma pegada mais esportiva e o Virtus com AT6 pra cobrir o buraco do Jetta…
    Polo GTS 1.4 TSI MT6 – 77.990,00 equipado aos moldes do Comfortline mas já com rodas 16. 4000,00 no Pack com rodas 17, painel digital e etc.
    Virtua GTS 1.4 TSI AT6 – 87.990,00 na mesma linha.

    Golf 1.0 TSI AT6 2019 deve partir de 86mil, e com o Polo com 1.4T manual provavelmente na mesma linha de preço do Golf 1.0T MT, essa opção deve sair fora.

    • Rodrigo Pasini

      Muito otimista esses preços.

      • Wellington Myph13

        Apesar de todo mundo achar que vem a 100mil, não tem cabimento.
        Pra chegar Super caro, o que não a VW não deve fazer ao menos não logo de cara, adicione 15mil na Highline – eu baseei na Comfortline +15mil – e terá Polo por 81mil (estou tirando 5mil do AT6) e Virtus por 95mil (este estou deixando porque deve vir AT6)…
        Virtus por 95mil é preço de médio, não rola. Os 88mil que sugeri já são perigosos por conta de ofertas de Cruze LT por 89.9mil…

        • Rodrigo Pasini

          Se você for analisar, 100 mil por um polo 1.4 GTS é equivalente a pagar 150 mil num GTI. Os dois não tem cabimento, mas o golf tá lá, e coloca todos opcionais nele pra ver pra onde o preço voa.

          • Wellington Myph13

            Golf GTI é totalmente importado, tem Multilink e DSG pra encarecer todo projeto.
            Golf 2019 deve reduzir o absurdo nos preços acompanhando o Cruze. O GTI não deve mudar muito.

            • Rodrigo Pasini

              O golf gti não é importado, ele é fabricado no Paraná.

              • Wellington Myph13

                É mesmo. Na verdade o motor é que vem do México.

          • Ernesto

            Golf GTi só tem DSG. Se o Polo GTS for MT, pode sim ter um preço próximo ao que o Wellington comentou.

      • marisa lourdes

        concordo com Wellington, a amarok v6 estava sendo esperada por mais de 200mil em conversão direta da alemã dava 225mil !
        mas veio 184k mas perdeu as características “extreme” a VW ta com uma filosofia nova de preços…
        acho q os GTS vão ser na casa dos 80k básicos mas sei lá se vem teto e faróis full led por exemplo…

        • Felipe Augusto Rocha

          Concordo em partes porque infelizmente não deverá ter MT6 o que vende é automático.
          Polo GTS AT6 – 85K
          Virtus GTS AT6 – 90K

          O acabamento não vai ser nível confortline, deverá ter detalhes exclusivos eu apostaria no painel colorido ( preto piano ou vermelho)

    • Ubiratã Muniz Silva

      eu acho que o Polo GTS vai começar nos 80 mil, com alguns equipamentos do Highline de série e outros como opcionais. Completo (se oferecer teto) vai bater fácil nos 100k, lembrando que o Golf 1.4T começa em 110.

      • Wellington Myph13

        Golf GTI não é baseado na Highline.
        A diferença deve chegar em 15mil pra motor e “ajustes”. Se vier AT6 e basear na Highline, e tiver opção de teto solar por uns 5mil, chega com todos os opcionais e roda 17″ a 97.370,00.
        Se vier manual, 5mil a menos.

        Baseando na Comfortline, tira mais 4600,00 da conta.

        Não dá pra VW vir com os 2 pés no peito assim. O Polo no lançamento não veio, não acho que fariam isso agora.

        • Ubiratã Muniz Silva

          vamos esperar e ver o que vai acontecer.

          eu já tava pensando em pegar um 200 TSI daqui a alguns meses, agora com a opção do GTI vou ter que esperar pra ver o que vem.

          • Wellington Myph13

            Eu honestamente acho que o GTS vem Manual no Polo e AT6 no Virtus… Ou a VW vem forte e vai ofertar MT e AT em ambos… Só em Maio pra saber… Lançamento 01.05

            • Andre Cupertino

              Sério essa data? Onde vc viu essa confirmação?

              • Wellington Myph13

                Na série que fizeram para o lançamento do Polo, existiam 2 personagens chave, o 01.09 (Polo visto em outra fonte e de ponta cabeça) e a 01.05, que não tem nenhum significado no nome, apenas que era uma programadora como o 01.09 mas mais “despojada”… Alguns meses depois do lançamento do Polo, falaram da versão GTS e as peças se encaixaram.
                Eu achava que era a data do lançamento do T-Cross, mas esse foi confirmado presença no salão 2018 com pré vendas lá no salão, e o GTS vai ser lançado no primeiro semestre.

    • Leandro

      77k? Duvido. Só ver a diferença do Golf 1.0 pro 1.4. São quase 20 k de diferenca.

      • Wellington Myph13

        Diferença do Golf Comfortline pro Highline vai muito mais do que apenas motor. O Golf Highline tem quase todos os pacotes opcionais oferecidos no Comfortline.
        Comparando mais ou menos, são 87mil o preco do Comfortline…
        Highline hoje está partindo de 109mil só AT6, já nem consta no site da marca o MT6. Mas era 7,7mil de diferença, chegando a 102mil. O que chega nos 15k sugeridos.

        Nem sabia que não estava constando mais o MT6, pode indicar aí que o Polo vem MT6 como eu suspeito… Vamos ver…

  • Franco da Silva

    “Ai, mas o preço, blá blá blá…”
    Carro de nicho. Chamariz. Gerador de desejo (huahua).
    Pro povo, todo carro tem que vender 30 mil unidades por mês, senão, é mico. Por esse pensamento, não haveria Golf GTi, Argo HGT, Sandero RS e etc.

    • Mario

      Só se for chamariz de tonto.

    • Duh

      ninguém vai ter desejo de levar um carro popular por 100mil, só vão se perguntar se a Volks tá nos chamando de trouxa na cara dura.

    • Felipe Augusto Rocha

      O próprio Polo usou isso com o painel digital “Tecnologia de carros de luxo em um popular” muito graças a isso o Polo tem fama de super tecnológico e sofisticado mesmo que quase ninguém o compre com ele porque é muito caro. O GTS pode reforçar a imagem de carro jovem e esportivo do Polo

  • CanalhaRS

    Nossa, agora que o Polo/Virtus vão aos 100 mil….facada no rim a caminho.

    • Nutz Nutz

      Por R$ 100 mil eu prefiro comprar uma Mercedes C180 2015 ou uma BMW 320i 2016.

      • CanalhaRS

        Pensando na compra somente, com certeza. O problema é a manutenção, seguro, etc.

      • Lucas

        Tive uma 320i 12-13 zero km e fiz 3 revisões em um ano, em intervalos de 4 – 5 mil km entre elas, no valor de mais de 2 mil reais cada. Depois disso passou a empolgação, caiu a ficha, bateu um sentimento de idiota e eu vendi o carro pra nunca mais ter outro igual.
        Um comprador de Polo nunca vai sequer cogitar uma BMW – pelo menos não deve.
        Creio que uma boa opção por cem mil reais seja o CIvic Touring, que possui valores de manutenção baixos como os do Polo e é mais carro em todos os aspectos.

  • Alexandro Henrico

    Piá do céu, aqui em Curitiba o RS vende até que bem. Sempre vejo na rua…

  • Alessandro Araujo

    Pode acabar de fechar o caixão da dupla Argo/Cronos.

    • Mario

      kkkkkkkk..mais um fissurado na Fiat.

      • Ernesto

        kkkkkkkk..mais um fissurado na VW.

    • Pedro154

      Não creio que versões GTS do Polo e Virtus serão responsáveis por enterrar Argo e Cronos, mesmo porque, em breve, esses modelos devem receber o motor 1.3 Firefly Turbo.

    • Rafael Lima

      Não vão enterrar pq a VW sempre faz as mesmas bobagens, o preço vai ser surreal

  • Vinícius Haddad

    Todo seu por apenas R$109.999

  • Filipo

    Que sonho! Chuto que virá por cerca de R$ 80.000,00 com câmbio manual.
    E o Argo cada vez mais atrás! rs…

    • Hoffmann

      80k vai ser um Polo TSI 1.nada quando esse GTS chegar.

    • Rodrigo Pasini

      hahahahaha
      Esse carro vai custar entre 90 e 100 mil, quem quiser vai ter que pagar a conta, pode escrever ai.
      Eles não vão acabar de vez com as vendas do golf 1.4 colocando um carro mais simples com o mesmo motor por muito menos que o golf.

  • TT 230

    “Nesses dois últimos (Golf e Jetta), o propulsor consegue desenvolver até 150 cavalos de potência e 25,5 kgfm de torque e está associado ao câmbio automático Tiptronic de seis marchas ou também um manual de seis relações no caso do hatch.”

    Golf com o 1.4 TSI não possui mais câmbio manual.

  • Eduardo Edu

    Virtus não precisa né?

    • Fanjos

      Vc não pediu, mas irá receber o Virtus GTS sim!

      • Eduardo Edu

        Tiozões piram!

    • Pedro154

      Também acho “exótico” um sedan compacto esportivo. Virtus 1.4 TSI e Cronos 1.3 Firefly Turbo, mas dizem que ambos vão ser lançados.

      • Luciano RC

        O 1.3 Turbo da Fiat vai entrar no lugar do 1.8 E-Torq.

      • Wellington Myph13

        Achava mais coerente uma versão “extra top” com o 1.4 TSI para o Virtus. No Polo tudo bem o GTS pois ele chama esportividade.
        Já o sedan vai ter a proposta de substituir as versões de entrada do Jetta (Não que o Polo também não o faça por tabela com o Golf), então seria melhor uma versão “Evidence” ou “Exceed” como tem algumas lá fora… Assim também não assusta a seguradora.

      • visanpai

        O Voyage Sport (quadradinho) ainda tem seus fãs.

  • Vattt

    Se não vir com preço atraente, vai ser apenas carro pra blá, blá, blá!!!! Se a versão 1.0 TSi já é bem salgada, o que vir pela frente vai ser apenas para canibalizar as vendas do Golf e Jetta!!!

  • Rogério R.

    Se o Sandero RS que custa cerca de R$ 64 mil está vendendo pouco segundo a QR, imagina esse Polo GTS custando bem mais. Vai vender muito pouco.

    • RRodrigo Souza

      mas acredito que ainda só o gts se realmente for lançado que venderá mais do que o golf.

  • zekinha71

    Já deu medo de pensar no preço e o seguro, porque os manolos e maloqueiros vão adorar ter um.

  • Por 100 mil na sua garagem.

    • Ernesto

      Duvido muito iniciar em 100 mil.

  • Luiz Romeu

    é a velha versão pega trouxa da vw unicamente para a marca ostentar que tem linha esportiva ainda que venda insignificante, puro marketing, para fazer a vw parecer melhor do que é, uma fabirca pop com preços abusivos, tradição desde 1960 da região do ABC.

    • PEDAORM

      Melhor do que não oferecer ou pior oferecer só visual esportivo. HGT que é ridículo.

  • Mario

    A fissura em cima da Fiat é tanta, que uma simples notícia de novo motor da VW, tem que cita-la na primeira linha!!! Pelo amor…
    Esse motor 1.4tsi deve ser bonzinho, mas leva poeira do 500 Abarth 1.4t.

    • Alessandro Araujo

      Kkkkkkk mais um fissurado na VW!

    • Ernesto

      Kkkkkkk mais um fissurado na VW! 2

  • Itamar

    100 MIL REAIS

  • Elias Silva

    Até pensei em esperar esta versão pra trocar meu carro, mas acabei optando pelo 200TSI. Acredito que 73.000 já está muito caro, imagine esse GTS então… acho que sairá por baixo uns 90.000.

  • Joe Fernando Takeda

    se for para pagar mais de 100 mil é melhor comprar um civic 2017 top turbo seminovo com menos de 15 mil km

    • Nutz Nutz

      Ou uma Mercedes C180 2016 ou uma BMW 320i 2016.

      • Lucas

        c180 e 320i 2016 custam mais de 120 mil reais.

  • Andre L W

    a partir de R$99.990,00.
    Mas seria um bom “revival” dessa sigla nos modelos VW. Sempre quis ter um Passat GTS Pointer…

  • heliofig

    Vejamos:
    1 – O Civic Sport é uma versão sem cromados, que hoje é chamada “esportivada”. Nos anos 80, o Corcel II (sem GT, L nem LDO) era o chamado Standard, sem cromados, rodas pretas mas também sem equipamentos. É uma visão interessante para a versão mais barata do modelo, sem a cara dos Standards de outrora.

    2 – Nesta linha, ou ao contrário dela, o GTS certamente será o mais caro e já chegando na faixa de preços atuais do Jetta – muito caro para um carro que propunha ser um modelo mais barato => o Polo é menor que o Golf… Que tal se a VW colocasse o motor 2.0 TSI como opcional livre para testar a demanda de mercado? Tenho saudades dos Gol e Parati 1.8 e 2.0 dos anos 80, verdadeiros foguetes…

    Quando eu achei que íamos ter um sedan espaçoso por preço bom, falam em 90 a 100 mil reais…

    • Wellington Myph13

      “Tenho saudades dos Gol e Parati 1.8 e 2.0 dos anos 80, verdadeiros foguetes…”
      As montadoras pensam exatamente nisso.
      O 1.0 TSI já alcança estes 1.8 e 2.0, ficando bem parelho em desempenho… O 1.4T passa por cima.
      O 2.0T é um chamariz interessante, e eu gosto de mais motor sim, por mim voto a favor dele, mas as fábricas colocam na ponta do lápis, quanto tinha de desempenho antigamente, e o quanto vão melhorar hoje. Pode por na conta ai que melhora em mais de 20% só com o 1.4T… Sem esquecer o quanto mais caro ia ficar essa brincadeira…
      Lá fora “pode”, lá é tudo barato e “mais justo”, as fábricas abusam menos e os impostos judiam menos deles também…

      Virtus já é um bom sedan espaçoso por 73mil na Comfortline… já bem completo… Se pensar que precisa de mais isso e aquilo, já tem que partir pra médio, que realmente já sai na casa dos 90mil… São 17mil de diferença e nem é pra tanta diferença em equipamentos assim…. é de se pensar.

      • heliofig

        Correto. Sem duvida nenhuma os motores de hoje são muito mais eficientes. Na verdade, eu falei no 2.0 TSI, mas o 1.4 TSI já é muito suficiente mesmo.
        Um amigo meu tinha um Gol CL 1.8 85 que era um foguetinho, com 99CV. Imagine 150CV…

  • PEDAORM

    Enfim um concorrente em desempenho para o 208 GT.

  • No_Name

    É provável mesmo que exista essas versões 1,4 TSI, pois o Golf será produzido por aqui até o fim do ano apenas, pessoal de Pinhais já sabe do encerramento da produção. E só não cancelaram o Golf antes pois chegou um lote imenso de peças da versão facelift e agora a VW produzirá o carro até essas peças terminarem. Depois disso ainda não se sabe qual será o futuro do Golf no Brasil, se trarão importado de outro país ou deixarão de oferecer o modelo por aqui.

    Triste fim dos hatch médios no Brasil.

  • Silvio

    Um Comfortline 1.0 TSI manual já me satisfaria.

    • No_Name

      Vi um vídeo ontem de um brasuca mostrando um Golf GTI Autobahn Edition 2018 nos EUA bem completo e com MT! E aqui os caras da VW fazem doce por um MT num mero Polo, é froid!!!

  • Diogo

    A famosa gourmetização chegou aos carros!! Preço de golf, motor de golf, seguro de golf e qualidade de acabamentos infinitamente inferior…… Seu por 100k

    • Luis Fernando Pozas

      Vírus fazendo igual com Jetta

  • Pedro154

    Morte do Golf no BR.

  • Ubiratã Muniz Silva

    vai ser caro, mas o Polo nessa configuração vai ser o carro nacional mais divertido do mercado atual.

    (a Renault vai parar de nadar sozinha nessa piscina)

  • Ubiratã Muniz Silva

    o DSG tem dado muito problema.

    • th!nk.t4nk

      Cara, DSG é padrão na Europa em todos os carros do grupo VW. Os caras vendem milhoes de modelos com esse câmbio por ano, é sucesso absoluto há muitos anos. É só no Brasil que metem o velho Tiptronic, porque o consumidor é desconfiado demais (e a imagem desse câmbio foi queimada pela Ford).

      • Ubiratã Muniz Silva

        eu conheço (pessoalmente, pessoas aqui do meu trabalho) DOIS donos de VW (um VW, um Audi) DSG que tiveram dor de cabeça com o câmbio. Um “Fusca” e um A1, ambos nunca chipados e sempre mantidos na concessionária. Mais de dez paus pra arrumar (já tinha acabado a garantia de ambos os carros). Um tava com 40 mil km e outro com 75. O problema foi no mecanismo robotizado do câmbio. Claro, nem todos os que eu conheço deram problema. Um tem um Golf 1.4 alemão com mais de 100 mil km e o carro tá firme e forte (e é de um dono que gosta de dirigir com o pé embaixo). Ainda assim, de três que conheço dois darem problema…

        Eu mesmo tava considerando futuramente comprar um A1 e fui “devidamente desencorajado”.

        O que eu tenho visto nos relatos por aí é que o DSG não tá aguentando a pancadaria da buraqueira das nossas ruas. Achei essa afirmação meio estranha (câmbio sofrer com buraco?) mas é plenamente possível, nossas estradas são mesmo ponto fora da curva.

        Claro, também devemos considerar a possibilidade de serviço de manutenção preventiva porco por parte das concessionárias. Tudo é possível. O câmbio (manual) do Symbol que meu pai tinha há alguns anos deu pau aos 50 mil km por falta de óleo, detalhe, TODAS as revisões foram feitas na concessionária, religiosamente em dia e não havia qualquer sinal de vazamento. Foi cagada da oficina mesmo.

        • th!nk.t4nk

          Bom, só se for uso mesmo (pavimento). E pode ser que na montagem nacional tenham economizado em algo que faça o sistema vibrar, algo do gênero. Nessas horas eu vejo vantagem na garantia longa (geralmente a Audi oferece 3 anos padrão + opção de 2 anos extras, nao sei como está no Brasil agora). Mesmo que fique refém das revisoes em concessionária, pelo menos se um problemão desses aparece eles vão ter que dar jeito. Tem o caso da Ford também, que até hoje tá mal explicado (na Europa deu um pouco de problema, mas nem sombra do % de casos que teve no Brasil).

    • DevXav

      Não concordo muito com essa afirmação.. Eu mesmo tenho um A1, DSG7 à seco e nunca tive problema algum com ele..
      Ele tem as peculiaridades da forma de funcionamento dele, mas falar que já me deu problema, é mentira..

      • Emilio

        A1? Me mata uma curiosidade… O custo de manutenção do A1 é exorbitante como qualquer Audi?.

        Obrigado.

        • José

          Olha eu tambem tenho um, nunca tive problemas, mas o carro esta 100% original e todas as revisões em css. Porém a embreagem ja começou a apresentar sinais de desgaste! Porém devemos ser exceções, no clube do A1 a cada 5 uns 3 já tiveram problema de embreagem ou mecatrônica.

        • José

          Emilio, fazendo tudo em css como eu faço, é! Troca de óleo a cada seis meses e revisão a cada um ano! Mas como tenho o carro desde 0km e atualmente tenho medo de ter algum problema de mecatrônica ou embreagem, continuo fazendo tudo lá pra evitar dor de cabeça no futuro, pois a Audi costuma trocar esses componentes caso dê problema, mesmo com o carro fora da garantia.
          Fora esse cambio problemático, o carro é excelente.

        • DevXav

          Mesmo custo de manutenção de um Golf da vida..
          Tudo depende de como o condutor trata o veículo, o tipo de condução, etc..

          Eu sou super tranquilo, meu foco sempre foi economia de combustível e conforto interno na cabine (isolamento acústico + som BOSE é uma delícia), então o meu nunca deu problema em absolutamente nada no motor ou transmissão..

          Único “problema” que tive até hoje nele foi ter que trocar o rolamento de uma das rodas traseiras que apresentou desgaste, então tive que trocar o conjunto inteiro, aí nessa paguei caro. Essa revisão em específico, eu fiz também a higienização do ar condicionado, trocas de óleo, filtro de óleo, a troca das velas, etc.. TUDO isso saiu por volta de 3 mil Hu3s, porém saiu mais barato pois paguei à vista e chorei desconto igual um condenado.

          Nas demais revisões apenas óleo e filtro, que se não me engano sai menos de 400 reais.

          • Emilio

            Que show! Obrigado!

      • José

        Olha eu tambem tenho um, nunca tive problemas, mas o carro esta 100% original e todas as revisões em css. Porém a embreagem ja começou a apresentar sinais de desgaste! Acho que somos exceções, no clube do A1 a cada 5 uns 3 já tiveram problema de embreagem ou mecatrônica.

        • DevXav

          Sim, nesse ponto estamos exatamente iguais.. carro 100% original e todas as revisões são feitas na CSS.. Embreagem também apresenta sinais de desgaste, em poquissimas situações, mas apresenta como se fosse uma leve trepidação, quase imperceptível.

    • Marcos Megda

      Poe o DSG de 6 marchas com óleo. Os A1 e A3 com dupla embreagem nunca vi dar problema.
      Meu Golf TSi DSG com mais de 100mil km nunca deu problema .
      Essa história de problemas com o dupla embreagem é muito superestimada, pelo menos os do grupo Vw.

    • Marcos Megda

      Poe o DSG de 6 marchas com óleo. Os A1 e A3 com dupla embreagem nunca vi dar problema.
      Meu Golf TSi DSG com mais de 100mil km nunca deu problema .
      Essa história de problemas com o dupla embreagem é muito superestimada, pelo menos os do grupo Vw.

  • Fanjos

    Polo voltou para o configurador e teve aumento nos opcionais tambem:

    Cor vermelha de HuE$ 450 para HuE$ 460
    Pacotes Tech High de HuE$ 3300 para HuE$ 3380
    Rodas de HuE$ 1200 para HuE$ 1230

    Na configuração inicial quando encomendei o veiculo ele sairia HuE$ 74.140 agora HuE$ 76.830 – HuE$ 2690 de diferença

    • Wellington Myph13

      E pelo visto, por você ainda não ter pego o seu, vai ter que pagar a diferença. Não?

      • Fanjos

        Então o vendedor falou que iriamos acertar um jeito de eu ter alguma coisa acho que documentação ou seguro, vamos ver, mas eu estou achando é que vou é chupar a manga de HuE$ 2690 a + kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        • Wellington Myph13

          Kkkkkkk que soda.
          Em pensar que já vi Virtus Highline com o painel digital rodando com placa…
          Já fala pro vendedor que vc vai pegar o GTS de vez, lança em 01.05 mesmo… Espera mais um pouquinho, kkkk

        • No_Name

          Aumentos de preços valem para novos pedidos após a data do ajuste. Pedidos já feitos antes do aumento o preço válido é o que existia até o momento da compra.
          Única situação de compra onde o preço pode mudar seria numa venda direta onde haja necessidade de documentações e essas levem tempo para serem levantadas/analisadas, pois até o término desse processo o carro não é encomendado à fábrica.

          • Fanjos

            Sei não, geralmente as lojas cobram pela data de faturamento da nota, não faturou a nota…sambou
            Eu irei comentar aqui depois que eu pegar, e como o pessoal esta pedindo vou tentar fazer um review….mas do meu jeito xD

            • No_Name

              Não é, não. Se seu pedido chegou à fabrica eles precisam manter o preço tratado, caso contrário é desacordo comercial. Você verá! ;)
              Vendedores de css são bem palhacinhos, gostam de fazer uma gracinha.

    • Duh

      Até Junho Polo deve passar dos 90mil e Golf 190mil completo.

      • Fanjos

        Amém

    • MauroRF

      Mês que vem deverá ter nova prosperidade e vai atingir isso com certeza, se não mais. Pede para os seus amigos “calibrarem” melhor a dose de “valorização positiva” da próxima vez, kkkkk.

    • delvane sousa

      Achei que Fanjos fosse consumidor de sedans e não hatches

      • Fanjos

        Nops, só tive um sedan até hoje, um Civic 2008

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    É pra poucos, mas imagine a concorrência que delícia se tivéssemos outros esportivos de verdade além do 208 GT e Sandero RS como por exemplo o próprio Polo GTS 1.4 turbo, Gol GT 1.0 turbo (128 cv), Argo HGT 1.3 turbo, Ônix Effect 1.4 turbo, Fiesta Ecoboost 1.5 turbo, Ka ecoboost 1.0 turbo, Picanto GT 1.0 turbo, HB20 1.0 turbo injeção direta

  • Leandro

    Pra quem não consegue comprar um Golf o polo com o motor 1.4 vai cair como uma luva.. Tomara que coloquem um acabamento melhor também..

  • NYC_Man

    Sinceramente eu não sei o quanto vale e pena ter uma versão do Polo GTI, dado os preços que são praticados no Brasil.
    Vão trazer o carro por uns R$ 100K a R$ 110K isso se nãõ for R$ 120K na versão com teto.
    Ai pergunto para que trazer?

    Vide o Golf 1.4 TSI na versão inicial que sai por R$ 104K. Ai vende o que vende..

  • Ricardo

    Manual! Por favor! Será animal! E o preço também! :(

    • Gomes

      208 GT é manual e tem 173cv….Mas ninguém quer

      • Ricardo

        Não tem tradição!

        • Gil de Piento

          Peugeot tem uma tremenda tradição nos ralis. Agora, Polo GTS no Brasil não tem tradição nenhuma também.

          • Ricardo

            A sigla VW GT tem muita tradição no Brasil.

  • Ricardo

    Nem precisa de muito frufrus no acabamento, o que interessa é ter 1.4T manual.

  • From Rivia

    Claro que o esportivo vai chegar mais caro, mas o único motivo dos carros custarem o que custam aqui no Brasil é porque o brasileiro paga. Se estivessem vendendo 15% do esperado o preço cairia ou a importação seria facilitada, como acontece por exemplo na Austrália. Mas a gente não sabe nem votar pra presidente, é um corrupto atrás do outro, que dirá comprar carro. Essa política de preços abusivos vai ficar aqui ainda por uns bons séculos.

    • Gomes

      Desculpe a franqueza, mas p mercado de 2013 foi de 3.300mi e 2016 chegou a 2.100mi ou seja, caiu 40% e os preços não caíram. Quando saiu de 2.400mi em 2008 para os 3.300mi em 2013, os preços tb não caíram, logo, a variação do mercado não tem nada a ver com preço. E mais, se colocar valores corrigidos (a 4Rodas faz isso e na última edição tinha Gol 1000 quadrado 1993 que atualizado seria 46.000), veras que carro aqui sempre foi caro. E caro ou barato é relativo. Falam que carro aqui é caro e que o Corolla é caro pelo que entrega, mas é um sucesso de vendas. Perto do Galaxy 8 o iPhone parece caro, mas vende muitooo….O cliente é burro? Não, isso é o mercado. Qualquer que seja ao produto isso acontece.

      • From Rivia

        A variação de preços parece não ter a ver pelo menos no intervalo que você disse, fora dele não dá pra dizer muito mais…. Continue a queda por duas décadas, dentro da mesma proporção, e veremos se os preços permanecem em alta constante. E lembrando que, como são empresas multinacionais, a queda em um país é facilmente revertida pelo aumento em outro. A queda só funcionaria no bolso da fábrica a longo prazo mesmo, prazo que jamais vai acontecer por aqui pela característica “deslumbrada” do consumidor brasileiro. E mesmo se não caírem, há outras soluções à disposição. E caro e barato é sempre relativo à sua renda, claro. Você pode achar um bugatti chiron caro, mas o Cristiano Ronaldo comprou tranquilamente. O que é caro aqui é que o custo do carro pro bolso, e tudo o mais que o acompanha, é muito em comparação ao salário médio do brasileiro. E os impostos caros, combustível caro, peças de reposição caras, e por aí vaí. E sim, o cliente pode ser burro. Na verdade, muitas companhias esperam justamente esse comportamento “burro” do cliente. Comprar um iPhone X aqui tendo comprado um top de linha ano passado é burrice,sem sombra de dúvidas, mas não é ilegal. E as empresas, que fazem de tudo para “criar” o “mercado” para seus novos produtos, agradecem.

  • Edison Volpe

    Vai custar mais de 100k e ser apenas “carro de imagem”. Eles não estarão preocupados com o volume de vendas mas sim com o marketing oriundo de ter um esportivo “real”. Vai ficar bonito exposto na vitrine das concessionárias. Então comparando na loja o esportivo com o top atual o comprador leva o top com a falsa sensação de que economizou.

    • Guedes

      Perfeito, não deve vender muita coisa. concordo que vai ser carro de imagem

  • Danillo Santos

    Terão que colocar o Jetta que tá chegando a partir de 120k, caso haja um Virtus gts… Porém não creio que vá haver tal versão, apostaria num polo gts na casa dos 90k~95k.

    • Luis Fernando Pozas

      Eu tb… Com motor 1.0tsi reajustado

  • Marcos Pastori

    Então, é uma boa notícia Polo e Virtus GTS. Sempre algo com proposta realmente esportiva, já é para aplaudir de pé, visto que a cada 100 lançamentos, 99 são SUVs/Pseudo Aventureiros.

    Agora, na questão dos preços, fica delicado. Tinha em 2013 e 2014 o Golf alemão importado, 1.4 TSi manual de 6 marchas, suspensão multilink, por preços muito bons.

    Tudo bem, tem a inflação e tal, mas hoje nem esta opção tem mais. O Polo que é bem inferior, assumirá o patamar deste antigo Golf em preço e proposta, e isto não tem como comemorar né…

    • Luis Fernando Pozas

      Perfeito… É o tal do menos por mais…

  • Ricardo Blume

    Legal, gostei mas acredito que seu preço irá beirar os 100k. O Golf, por sua vez, definhando cada vez mais. Serão seus últimos suspiros.

    • Guedes

      Também duvido que custe menos de 100 mil.

  • Davi Millan

    O Polo GTS custará entre 88 – 93mil.

    • Guedes

      Duvido muito. Menos de 100 mil não vai ser. Chuto 99 mil. Se não mata o Golf Highline…

      • Davi Millan

        Mas a VW não está ligando para o Golf. Com a quantidade vendida no mês, a vw prefere focar mais no Polo que pode trazer maior lucro. E pior, que o Polo 1.4 pode trazer ainda os faróis full Led e teto solar…

  • Adriano Lius II

    um Civic sport ou um polo gti? Nada a ver um carro com o outro, mas eu ficaria na duvida. Pq o Polo não vai vir por menos de 100, fora os ágios.. 105 k mais ou menos.

  • Mauro Banqueiro

    Custaria um preço que racionalmente nem os próprios trabalhadores da Volkswagen teria a coragem de pagar por ele.

  • Diego

    Espero que não haja nenhuma fraude em emissões de poluentes.

  • Eduardo Zacchi

    Se colocassem os bancos Recaro com tecidos xadrez, painel e revestimentos lateriais (portas) com material soft touch e completinho, seria minha pedida!!!

  • fsjal

    vai continuar valendo a pena o 208 GT, que custa o mesmo que as versões top de linha desses carros.

  • Luiz M

    Tomara que além da automática, também façam uma manual para este GTS e com disposição dos pedais adequada pra punta taco!

  • Emilio

    Esse miolo do parachoque preto é BEM mais bonito e elegante que o nosso com aquelas molduras na cor do carro. Parece que o carro tá torto, sei lá.

  • Gu92

    Eu gostaria que a GM lançasse algum carro com a sigla GSI ou até mesmo SS, mas que fosse “esportivo” de verdade e não esportivado, poderia até ser um Onix ecotec 1.8 com 140 cv que já estaria ótimo, nem precisando usar o 1.4 turbo, lembro que foi apresentado um conceito esportivo do Onix no salão de 2014 se não me engano, era amarelo com detalhes pretos, achei bem interessante na época!!!

  • Schack Bauer

    Vai vir desempenho de carrão… e preço de carrão

  • Mauro Schramm

    Até porque, se um Polo Highline 200 TSI já custa mais de R$ 70 mil, sabe-se lá quanto custaria um Polo com praticamente o dobro de potência oriunda de uma mecânica mais afiada…

    30% de diferença está bem longe do dobro, né não?

    • Gil de Piento

      O texto se referia neste ponto ao Polo GTI 2.0 de 200 cv.

  • beto

    Vai ser um daqueles que a gente sabe que existe mas nunca vê.

  • Draga

    Que massa! Se vier com cambio manual melhor ainda! Pena que o preço deve acompanhar o desempenho, e sendo assim não vai dar p/ mim nao…

  • Cromo

    Um GT 1.0 com câmbio manual também seria ótimo, mais barato q o atual automático. GT mesmo, não GTS. E o GTS, se for automático, que seja o dupla-embreagem. O único concorrente do GTS, se vier, será o Peugeot 208 GT.

  • Pablo Lopes

    Já que não contamos mais com a caixa DSG, a VW deve utilizar um câmbio manual. Pois esportivo com câmbio automático, e coisa da “gordo-landia”.

  • FredBarros

    O curioso é que na Europa um Polo GTi com motor 2.0T e cambio DSG, airbags de cortina, controle adaptativo de velocidade, frenagem regenerativa (KERS), front assist pra frenagem de emergência, teto panorâmico, bloqueio eletronico do diferencial, NAO CHEGA a custar o dobro que um Polo 1.0.

    Aqui vem a gambiarra do GTS, com motor 1.4T e Tiptronic, configuração que não existe em lugar nenhum do mundo (e nem digo que seja ruim, muito pelo contrário) feita para custar o que seria o preço de um GTI.

    E não basta tomar uma bolada nas costas dessa, ainda vem gente defender o indefensável. De que seria normal custar mais de 90 mil mesmo… E se perde em muito na parte mecânica, no acabamento também não vai chegar perto do GTI.

  • afonso200

    ja vejo os pleyba metendo filtros, gaspedal, sprint e outros chipadas

  • Isaac Ferreira Santo

    Fiz bem em não comprar o polo highline. Carro bom mas prefiro uma versão mais esportiva

  • Isaac Ferreira Santo

    Faltou dizer quando será lançado

  • Eduardo

    Se o Polo GTS 2018 zero custar próximo do Civic Touring 2017 (109 mil), eu prefiro o Civic.
    Levando em conta que do Confortline pro Highline vai uma diferença de uns 20 mil, eu não ficaria surpreso se a VW enfiasse a faca na distância do Hightline pro GTS.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email