VW up! por R$ 90 mil? É o que estão pedindo por ele

VW up! por R$ 90 mil? É o que estão pedindo por ele

Ele morreu em abril, mas continua assombrando o mercado, nesse caso, de usados. Incompreendido no início, o up! se tornou um dos carros mais icônicos da VW no Brasil e tudo se deve à brilhante ideia de colocar nele o motor 1.0 TSI.

Com o fim da produção, não esperávamos falar tanto dele, exceto de um possível sucessor. Mas, eis que o danadinho voltou para mostrar como o mercado nacional está literalmente de pernas para o ar…

O site UOL descobriu uma oferta muito chamativa para um up! TSI em São João Del Rey, na região histórica das “Gerais”. Entre as minas de ouro, um up! 21/21 pintado de preto, está sendo ofertado na internet por R$ 90.000!

Mas, se você se assustou com isso, saiba que lá para os lados do Rio de Janeiro, outro anúncio traz um modelo 14/15 por nada menos que R$ 111.000!

Bom, tirando os exagerados valores e o fato do Volkswagen up! não ser feito de ouro, ele parece reluzir como tal no mercado de usados.

Em alguns sites de classificados, o pequeno da VW – que saiu do mercado na versão Xtreme 170 TSI por R$ 61.290 – tem preços elevados entre os seminovos, com valores acima dos R$ 80.000.

VW up! por R$ 90 mil? É o que estão pedindo por ele

Na tabela Fipe, que também disparou nos últimos meses, o up! 170 TSI nessa versão tem preço médio de R$ 68.321. Ou seja, o subcompacto da Volks valorizou mais de R$ 7 mil em seis meses.

Já sendo caro quando estava no mercado, reposicionado para custar mais que o Gol, após fracassar como carro de entrada – não por sua culpa – o modelo ficou perdido entre os irmãos Gol, Fox e Polo.

Hoje, alguns donos de up! seminovos estão acreditando que seus carros valem muito mais que a tabela Fipe, que já está inflacionada há bastante tempo (janeiro está chegando!), pedindo valores fora da realidade do mercado.

Mesmo com a falta de novos no mercado, devido à escassez de chips, as vendas de carros usados não decolaram a ponto de compensar a demanda. Assim, a alta é geral, tanto de novos quanto de usados.

Neste último, parte disso é devido ao volume retido pelas locadoras, que renovam as frotas de usados com um milhão de carros por ano. Outra é exatamente o afugentador aumento exagerado dos preços de usados e seminovos.

É aquilo, cada um pede o que quer, contudo, isso estimula outros a fazer o mesmo, como no caso do up! 170 TSI Xtreme das Minas Gerais, que pode reluzir na loja, mas nem de longe é de ouro preto…

[Fonte: UOL]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.